Aula de neuroanatomia

4,759 views
4,363 views

Published on

0 Comments
8 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
4,759
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
110
Actions
Shares
0
Downloads
173
Comments
0
Likes
8
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Aula de neuroanatomia

  1. 1. Neuroanatomia dos Sulcos, Giros e Tratosde Substância Branca do EncéfaloAcd. Norberto Weber WerleProfº Carlos Jesus Pereira Haygertwww.radiologiaufsm.com.br
  2. 2. NEUROANATOMIA DOS SULCOS E GIROS Convoluções • Citoarquitetura Complexa, Conectividade e Alta Especialização Funcional 1ªs são constantes Sulcos2ªs e 3ªs são • Depressões nas convoluções; variáveis Giros • Saliências da superfície cerebral;
  3. 3. INTRODUZINDO... Dois maiores sulcos: Central ou Rolando: Separa Lobo Frontal de Lobo Parietal Lateral ou Sylviano: Separa Lobo Temporal dos Lobos Frontal e Pariental
  4. 4. DELIMITANDO OS LOBOS • Anterior ao Sulco Central • Superior ao Sulco Lateral • Sulco Parietocciptal na face medial; • Superolateralmente linha que une o parietoocciptal à incisura pré-occiptal;
  5. 5. RECONSTRUÇÃO 3D ELUCIDATIVA
  6. 6. SUBDIVISÃO DIDÁTICA DIVISÃO EM TRIÂNGULO RETÂNGULO PARADINAMIZAR O ESTUDO
  7. 7. ACHADOS DE IMAGEM-MS
  8. 8. SULCO CENTRAL• Contínuo e Oblíquo;• Separa lobos frontal e parietal;• Delimita áreas motora e sensitiva primárias;• Sempre anterior à Pars Marginalis;• Não atinge fissura interhemisférica;
  9. 9. REGRAS PARA DELIMITAR O SULCO CENTRAL Regra da Espessura e Regra do Gancho! Regra da Espessura: Giro Pré- Central é mais espesso que o pós-central. Sulco central fica atrás do giro mais espesso; Regra do Gancho: Sulco central ao se lateralizar adquire forma ganchosa na topografia de representação de mão;
  10. 10. PARS MARGINALIS• Ramo marginal do sulco do cíngulo;• Atinge a superfície supero-medial;• Perpendicular à fissura interhemisférica;• Reto ou Curvo;• Separa lóbulo paracentral do pré-cuneo ; NÃO CONFUNDA COM O PARIETOCCIPTAL. ESTE É BEM MAIS CAUDAL!
  11. 11. PARS MARGINALIS RM pesada em T1 axial e sagital paramediana
  12. 12. TCPM
  13. 13. SULCO FRONTAL SUPERIOR• Paralelo à fissura interhemisférica;• Estende-se até o sulco pré-central;• Divide os giros Frontal Superior e Médio;• Giro Frontal Superior é retangular;• Giro Frontal Médio é inferior e termina no sulco pré- central; GPreC GFS GPosC LP
  14. 14. SULCO FRONTAL SUPERIOR E GIROS
  15. 15. EXEMPLICANDO...
  16. 16. CASO33a, F, HSA pós-parto,previamente hígida.
  17. 17. SULCO PRÉ-CENTRAL• Divide o giro pré-central dos giros frontal superior e médio;• É usualmente descontínuo, constituído de 2 porções : superior e inferior;• A porção inferior é melhor visualizada lateralmente;
  18. 18. SULCO PÓS-CENTRAL• Separa o giro pós-central dos lóbulos parietais superior e inferior;• Paralelo ao sulco central;• Extremidade medial é bífida em topografia de pars marginalis;• Prolongamento inferior intraparietal;
  19. 19. SULCO PÓS CENTRAL A (sagital apramediano); B ( axial); T1 RM
  20. 20. SULCO INTRAPARIETAL• Separa os lobúlos parietais superior (superomedial) e inferior( inferolateral);• Toca o sulco pós-central; Sulco Central!
  21. 21. SUPERFÍCIE LATERAL
  22. 22. SULCO LATERAL• Possui 5 ramos;• Ramo Horizontal Anterior Conformação em Y• Ramo Ascendente Anterior V. Delimita GFI.• Horizontal Posterior• Posterior Ascendente;• Posterior Descendente TERMINAIS! LEMBRAR DOS SUBCENTRAIS!
  23. 23. SULCO LATERAL SINAL DO V!
  24. 24. RAMOS SUBCENTRAIS Os ramos subcentrais localizam- se inferiormente à topografia do sulco central, ajudando a delimitá- lo!
  25. 25. GIRO FRONTAL INFERIOR• Seu limite inferior é a região anterior do sulco lateral;• O sulco homônimo separa o GFM do GFI;• É dividido pelas partes do sulco lateral em 3: Orbicular, Triangular e Opercular;• O GFI lembra a letra M ao exame; Aréa de Broca ou Primária da Fala. IMPLICAÇÃO CLÍNICA: Afasia Motora!
  26. 26. DELIMITAÇÕES GFI
  27. 27. GIRO SUBCENTRAL O sulco central não alcança o sulco sylviano! Existe uma ponte entre os giros Pré e Pós Central, que se chama giro subcentral!
  28. 28. LÓBULO PARIETAL INFERIOR• Maior parte pode ser dividido em: giro supramarginal e angular;• Supramarginal tem forma de ferradura e se situa acima do ramo horizontal ascendente do SS;• O giro angular é posterior ao supramarginal e superior ao sulco temporal superior;
  29. 29. RECONHECENDO-OS Sulco temporal superior sempre paralelo ao Sylvius se prolongnado junto com ramo ascendente.
  30. 30. Área de WernickeGTS GS Wernicke Região da compreensão da linguagem. IMPLICAÇÃO CLÍNICA: AFASIA SEMÂNTICA
  31. 31. ÍNSULA• Situada atrás da região opercular do GFI;• Delimitada pelo sulco circular;• O sulco central da ínsula divide-a em 2 lobos: anterior (maior) e posterior, tendo orientação análoga ao SC;
  32. 32. GirosInsulares ÍNSULA E o Giro Temporal Transverso? Também conhecido por giro de Heschl, situando-se posteriormente à região insular. Se prolonga até o sulco Sylviano e convexidade do lobo temporal IMPLICAÇÃO CLÍNICA: Centro Auditivo Primário
  33. 33. FITA INSULAR SL delimitando ínsula
  34. 34. REISANDO ANATOMIA...
  35. 35. GIRO TEMPORAL TRANSVERSO
  36. 36. SUPERFÍCIE MEDIAL• Maioria dos sulcos medias possuem orientação curvilínea ou perpendicular, ao redor do corpo caloso;
  37. 37. GIRO DO CÍNGULO• Maior giro desta superfície;• Delimitado inferiormente pelo corpo caloso e seu sulco;• Superiormente possui o sulco cingulado;
  38. 38. RAMOS DO SULCO CINGULADO• Paracentral, Marginal e Subparietal;• Separam o GFS, Lóbulo Paracentral e Pré-cúneo.
  39. 39. SULCO PARIETOCCIPTAL• Paralelamente ao ramo marginal do sulco cingulado;• Divide lobo parietal e lobo occiptal;• Delimita pré-cuneo e cúneo;
  40. 40. SULCO CALCARINO• Divide o cúneo superiormente e o giro occiptotemporal medial inferiormente;• Tem orientação perpendicular ao sulco parietocciptal;
  41. 41. REVISANDO...
  42. 42. REVISANDO ANATOMIA GIROS OCCIPTOTEMPORAIS
  43. 43. REGIÃO SUBCALOSAL• Participa do sistema límbico;• Posterior ao término do GFS em região de base de crânio;• Inferior ao rostro do corpo caloso;• Faz limite posterior com comissura anterior;
  44. 44. SUPERFÍCIE INFERIOR MELHORES PLANOS DE ANÁLISE:
  45. 45. GIROS RETO E ORBITAIS• Superfície inferomedial do LF é formada pelo giro reto, delimitado pelo sulco ofatório;• Lateralmente ao sulco olfatório se localizam os 4 giros orbitais, separados pelo sulco orbital;• Giros orbitais: Medial, Lateral, Anterior e Posterior;
  46. 46. REGRA DO H
  47. 47. IDENTIFICANDO NO PLANO CORONAL...
  48. 48. O CCIPTOTEMPORAL• O sulco occiptotemporal lateral separa os GTI do giro homônimo;• Medialmente ao giro occiptotemporal lateral, há o sulco occiptotemporal medial e giro homônimo;
  49. 49. GIROS INFERIORES
  50. 50. GIRO OCCIPTOTEMPORAL MEDIAL• Faz o limite medial dos lobos temporal e occiptal; Giro parahipocampal; • Vizinho da região do úncus; • Relacionado à memória e SL;DIVIDIDO EM: Giro Lingual • Região occiptal lateral ao ápice do cúneo; • Vizinho do istmo do cíngulo
  51. 51. SULCOS E GIROS TEMPORAIS• Melhor visualização coronal e sagital superficial;• Sulcos temporal superior e inferior; RM pesada em T2,. Corte coronal medioesfenoidal;
  52. 52. RECONHECENDO ESTRUTURAS...
  53. 53. TRATOS DE SUBSTÂNCIA BRANCA• São compactações do tecido nervoso que se comunicam com outras regiões cerebrais;• Podem ser estudados por RM baseada em difusão de moléculas de água;• A visualização tridimensional com reconstrução é possível utilizando a ponderação em Tensão de Difusão;• Os diferentes tratos podem ser separados pela coloração;
  54. 54. TIPOS DE TRATOS • Interconectam regiões telencefálicasAssociação homolaterais; • Correspondem a maior parte dos tratos; • Conectam regiões corticais com Projeção estruturas subcorticais incluindo diencéfalo, cerebelo e tronco encefálico; • Interconectam regiões cerebrais deComissurais ambos os hemisférios;
  55. 55. FIBRAS DE ASSOCIAÇÃO• Curtas Transitam logo abaixo do córtex, conectando os giros;
  56. 56. TRATO LONGITUDINAL SUPERIOR Superior Conecta giro frontal médio, Inferior lóbulo parietal inferior e giros temporal superior e médio. Arqueado Conecta Broca e Wernicke!!!!IMPLICAÇÃO CLÍNICA: Afasia de Condução! Trato Longitudinal Superior
  57. 57. TRATO LONGITUDINAL SUPERIORSuperior Arqueado Inferior de Condução
  58. 58. TRATO DO GIRO DO CÍNGULO• Trato de associação bilateral superior ao corpo caloso;• Conexão do lobo frontal e parietal com o giro para- hipocampal e córtex adjacente;• Atua no sistema límbico, comportamento e memória.
  59. 59. FASCÍCULO UNCINADO• Feixe curto em forma de gancho;• Conecta os giro frontal inferior, orbital e lobo temporal em região anterior;• Funcionalidade de memória retrógrada;
  60. 60. FASCÍCULOFRONTOCCIPTAL SUPERIOR• Conexão dos lobos frontal e occiptal;• Responsável pela percepção espacial;• Está situado no ângulo superolateral do 3º ventrículo e núcleo caudado;
  61. 61. FASCÍCULO FRONTOCCIPTAL INFERIOR• Também conecta lobos frontal e occiptal;• Relacionado à associação audiovisual;• Transita profundamente à ínsula e relaciona-se ao claustrum;
  62. 62. FIBRAS DE PROJEÇÃO• Passam pela coroa radiada e cápsula interna, conectando o córtex com os núcleos profundos;TRATOS Corticofugais e Corticopetais TRATOS DE PROJEÇÃO: Corticobulbar, corticopontino, corticotalâmico, corticospinal e geniculocalcarino. ( radiações)
  63. 63. TRATOS COTICOBULBAR E CORTICOSPINAL• São tratos que transitam juntos, sendo o corticobulbar psoteromedial;• O TCS sai do córtex motor, converge na coroa radiada, passa pela perna posterior da cápsula interna, pedúnculo cerebral e funículo lateral da medula;• O TCB passa pelo joelho da cápsula e pedúnculo cerebelar médio, convergindo nos núcleos motores cranianos bulbares;
  64. 64. RADIAÇÃO ÓPTICA• Saí do núcleo geniculado lateral rumo ao córtex visual primário ( córtex calcarino);• Percorre seu trajeto acompanhando o corno occiptal dos ventrículos laterais; IMPLICAÇÃO CLÍNICA: Compressões tumorais e/ou acidentes vasculares cursando com Quadrantopsias e Hemianopsias;
  65. 65. RADIAÇÃO ÓPTICA
  66. 66. REVISANDO ANATOMIA...
  67. 67. FIBRAS COMISSURAIS C. Anterior Comissura Comissurais Corpo Posterior Caloso Fórnix
  68. 68. CORPO CALOSO• Fibras do joelho do corpo caloso interconectam as regiões mais anteriores do lobo frontal;• O corpo do corpo caloso interconecta as regiões mais posteriores do lobo frontal e lobo parietal;• O esplênio interconecta os lobos occiptais;
  69. 69. COMISSURA ANTERIOR• Cruza a linha média através da lâmina terminal;• Suas fibras anteriores interconectam os núcleos olfatórios;• As posteriores os giros temporais médios e inferiores;
  70. 70. REVISANDO OS TRATOS...
  71. 71. REVISANDO OS TRATOS...
  72. 72. PIRAPÓ-RS
  73. 73. FIM!

×