Buscando significado didatica_pos_suzana_gomes

4,500
-1

Published on

0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
4,500
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
354
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Buscando significado didatica_pos_suzana_gomes

  1. 1. BUSCANDO O SIGNIFICADODA DIDÁTICAUniversidade Federal de Minas Gerais - UFMGFaculdade de Educação – FaEDepartamento de Métodos e Técnicas de Ensino – DMTEDisciplina: Didática do Ensino SuperiorProfa. Dra. Suzana dos Santos Gomes
  2. 2. Daquilo que eu sei – Ivan LinsDaquilo que eu seiNem tudo me deu clarezaNem tudo me foi permitidoNem tudo me deu certezaDaquilo que eu seiNem tudo foi proibidoNem tudo me foi possívelNem tudo me foi possívelNem tudo foi concebidoNão fechei os olhosNão tapei os ouvidosCheirei, toquei, proveiAh! Eu usei todos os sentidosSó não lavei as mãosE por isso é que eu me sintoCada vez mais limpo.... (Bis)
  3. 3. Contribuição ao Estudo daHistória da Didática no BrasilCastanho & Castanho (2005)Virada instrucional = “forma escolar”;Virada instrucional = “forma escolar”;Passagem de um ambiente de aprendizagem para umambiente de instrução;A escola/a universidade são fenômenos modernos.A Didática surge na modernidadepara racionalizar o processo detransmissão dos sabereselementares.
  4. 4. RACIONALIDADE ESCOLAR1. Passagem da fase de aprendizagem para a faseinstrucional no âmbito educacional, implicando umforte acento da heteroformação em detrimento daautoformação da fase anterior;2. Formação de agentes educativos com características2. Formação de agentes educativos com característicasfuncionais específicas, os professores, responsáveispela condução do processo instrucional;3. Criação de dispositivos pedagógicos formais: oplano de estudo, o currículo, a classe, docênciasubordinante e a discência subordinada;4. A Didática surge na modernidade, fazendo parte da“maquinaria escolar”.
  5. 5. RACIONALIDADE ESCOLAR1549 – 1759: A didática jesuíta em construção;1759 – 1882: Da didática pombalina do Alvará Régio de1759 aos Pareceres de Rui Barbosa em 1882;1882 – 1932: Da didática cientificista do método intuitivoaté o Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova;até o Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova;1932 – 1996: Da didática liberal-cientificista ealunocêntrica do escolanovismo, passando pelaproposta histórico-crítica e pela crise doprogramacionismo e chegando ao construtivismo,até à lei 9.394/96;De 1996 aos dias atuais: a didática individualistavinculada à “pedagogia das competências”.
  6. 6. CONCEPÇÕES E PENSAMENTODIDÁTICOO que é Didática ?De que assuntos ela trata?Qual a sua contribuição para processo de ensino ?Qual a sua contribuição para processo de ensino ?Saberes de ReferênciaTransposiçãoSaberes ensinado
  7. 7. SIGNIFICADO DA DIDÁTICATermo conhecido desde a Grécia Antiga cujosignificado era: ensinar, instruir, fazeraprender;Ponto de vista epistemológico: DidaktikéSéculo 17Comênio escreveu a Didática Magna: tratadosobre o ensino;Marco significativo da Didática como umcampo de estudos e de práticas cujo objetode trabalho é o processo de ensino.
  8. 8. COMÊNIO(Alemanha, Morávia - 1592 a 1670)Fundador da Didática – em 1633, definida como“Arte de ensinar tudo a todos”.Princípios ComenianosGradação no ensino da infância à juventude;Gradação no ensino da infância à juventude;Valorização do interesse do educando;Escola atrativa que despertasse o desejo do aprendiz;Diversificação do material didático.“Ensinar é a arte de todas as artes”Comênio, Didática Magna (1633)
  9. 9. De Comênio até o princípio do Século 19Preocupação com as finalidades da educação e doensino e dos conteúdos culturais a serem dominadospelos homens.Perspectiva Histórica da DidáticaPontos CentraisDo Século 19 até a Primeira Metade do Século 20O conteúdo da Didática vai pouco a pouco reduzindo-se a métodos e técnicas para ensinar e apresentarinformações para os alunos em sala de aula;No Brasil, a partir da Segunda Metade do Século 20 –críticas a esse modelo de Didática.
  10. 10. Perspectiva Histórica da DidáticaPontos CentraisDécadas de 50 até a Primeira Metade da década de 70São construídas propostas cuja preocupação central éa ampliação do conteúdo da área;Discussões de temas, como: planejamento, avaliação,Discussões de temas, como: planejamento, avaliação,relação professor/aluno, objetivos, conteúdos, alémdos métodos e técnica de ensino;Proposta crítica da Didática que defende uma maiororganicidade e coerência no conteúdo da área, quedeveria se basear em princípios consideradoscientíficos.
  11. 11. CONCEPÇÕES DE DIDÁTICADidáticaComenianaDidáticaRogerianaDidática FreireanaDidáticaVygotsquianaDidáticaPiagetiana
  12. 12. ENFOQUE DIDÁTICOPonto de Convergência: A DIDÁTICA éconcebida como uma TECNOLOGIA;Ponto de Divergência: Foco Temático daDidática;Ampliação de conceitos e adoção deprincípios de outras áreas doconhecimento para repensar oprocesso de ensino.Como didatizar o ensino ?Como planejar aulas?Como elaborar objetivos?Como avaliar?
  13. 13. PENSAMENTO DIDÁTICOA partir da Segunda Metade da Década de 70 - novascríticas à DidáticaPelo seu caráter estritamente técnico;Pela sua funcionalidade em relação ao papel que seatribui ao ensino;atribui ao ensino;Pela reprodução das relações sociais de produçãocapitalista.Década de 80 – NOVAS PROPOSTA DIDÁTICAA concepção de ensino como prática social articuladaa outras práticas sociais na formação social brasileira.
  14. 14. PENSAMENTO DIDÁTICODécada de 80O compromisso com o ensino voltado para osinteresses das classes populares, com atransformação das relações e com a democratizaçãoda escola pública;O entendimento da sala de aula como espaço do saberO entendimento da sala de aula como espaço do saberdidático-prático;A definição da Didática como teoria pedagógica;Teoria que busca prover respostas às demandasapresentadas pela sociedade a área pedagógica, sobreo desenvolvimento da prática docente em todos osníveis de ensino.
  15. 15. A DIDÁTICA CRÍTICAÉ o estudo das teorias de ensino e de aprendizagem aplicadas aoprocesso educativo que se realiza na escola, nos diversos níveis deensino: fundamental, médio e superior bem comodos resultados obtidos.Várias áreas do conhecimento que pesquisam o desenvolvimentohumano: Filosofia, Sociologia, Psicologia, Antropologia, Biologia,História, entre outras... estão presentes no estudo da Didática.História, entre outras... estão presentes no estudo da Didática.Papel da DIDÁTICA: pensar e refletir sobre questões relacionadas àdocência e a prática de ensino:• Como o aluno aprende ?• Como se dá a prática docente em todas as áreas do conhecimento ?• Como mobilizar os alunos para que se envolvam no processo deensino ?• Como o professor pode mediar o processo ensino-aprendizagem?
  16. 16. 1. Realizar planejamentos contextualizados;2. Envolver os alunos no processo ensino-aprendizagem, considerando interesses,A DIDÁTICA CRÍTICAaprendizagem, considerando interesses,necessidades e perfil do aluno que se pretendeformar;3. Diversificar as formas de ensinar, dialogando comoutras áreas do conhecimento;4. Integrar teoria e prática;5. Implementar um processo de avaliação formativo.
  17. 17. A MULTIDIMENSIONALIDADE DO PROCESSOENSINO- APRENDIZAGEM E AS DIMENSÕESTÉCNICA, HUMANA E POLÍTICADIMENSÃO HUMANAO processo de aprendizagem se realiza através dorelacionamento interpessoal entre alunos/professorese alunos/alunos;e alunos/alunos;O relacionamento interpessoal exerce influência naaprendizagem e pode promover o sucesso ou ofracasso escolar.
  18. 18. DIMENSÃO POLÍTICO-SOCIALO processo ensino-aprendizagem acontece em contextodeterminado, numa certa época histórica, que segue orientaçõese diretrizes de profissionais da Educação e das políticasAS TRÊS DIMENSÕES DO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM E A DIDÁTICAe diretrizes de profissionais da Educação e das políticasgovernamentais;Professores, pesquisadores, autores de livros didáticos vivemnum tempo e cultura específica, têm posições políticas e sociaisque são transmitidas em seus trabalhos e nas suas relações coma escola;O objetivo da educação é formar cidadãos críticos, participantesda sociedade, contribuindo para seu progresso edesenvolvimento.
  19. 19. DIMENSÃO TÉCNICAA aprendizagem é um processo intencional, orientado porobjetivos a serem alcançados por seus participantes;Organização das condições apropriadas para que o aluno aprendaAS TRÊS DIMENSÕES DO PROCESSO DEAPRENDIZAGEM CONSIDERADOS PELADIDÁTICAOrganização das condições apropriadas para que o aluno aprendao que se propõem;Núcleo da dimensão técnica do processo de aprendizagem:planejamento, definição de objetivos, seleção de conteúdos,técnicas e recursos de ensino, organização do processo deavaliação, etc.Como a DIDÁTICA pode ajudar o professorem sua prática docente ?
  20. 20. A CONTRIBUIÇÃO DA DIDÁTICANA PRÁTICA DOCENTE• Incentiva o professor a pesquisar os problemas edesafios que afetam a sua prática;• Coloca ao alcance do professor as pesquisas e osconhecimentos produzidos no campo do ensino;• Toma o ensino como objeto de estudo;• Repensa formas para a transposição do saber dereferência para o saber ensinado.SABER CIENTÍFICO – SABER A ENSINAR – SABER ENSINADOTRANSPOSIÇÃO DIDÁTICA
  21. 21. A DIDÁTICA A PARTIR DOS ANOS 90• A DIDÁTICA e a PRÁTICA DE ENSINO se fortalecem,passando a ser tema de grande interesse depesquisas voltadas para o interior da sala de aula;• Maior preocupação com o fazer pedagógico.DESAFIODESAFIOEstabelecimento de nexos entre o que está sendoproduzido, em termos de conhecimento didáticopelos pesquisadores, com os saberes pedagógicosmaterializados, na prática, pelos professores, deforma a possibilitar a estes a apropriação deconhecimentos a partir da reflexão de sua prática,efetivada no processo de elaboração ereelaboração dos seus saberes.
  22. 22. ANDRÉ, Marli E. D. A , Maria Rita Neto S. Oliveira (orgs.). Alternativas no ensino de didática. 4 ed.Campinas, S. P: Papirus, 2002.BRANDÃO, Zaia. Abordagens alternativas para o ensino da didática. In: A didática em questão. 23ed. Petrópolis, Vozes, 2004, p. 55-65.CANDAU, Vera Maria. A didática em questão. 23 ed. Petrópolis: Vozes, 2004.CANDAU, Vera Maria. Rumo a uma nova didática. 12 ed. Petrópolis, R.J: Vozes, 2001.CANDAU, Vera Maria. A Didática hoje: uma agenda de trabalho. In: CANDAU, Vera Maria. Didática,REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICASCANDAU, Vera Maria. A Didática hoje: uma agenda de trabalho. In: CANDAU, Vera Maria. Didática,currículo e saberes escolares. 2 ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2002, p. 149-160.CANIATO, Rodolfo. Ato de fé ou conquista do conhecimento? In: Revista Educação e Sociedade, 7(21):83-91, 1985.CASTANHO, Maria Eugênia L.M. A criatividade na sala de aula universitária. IN: VEIGA, IlmaPassos Alencastro e CASTANHO, Maria Eugênia L. M. (orgs.). Pedagogia Universitária: a aulaem foco. Campinas, S. P: Papirus, 2000, p. 75-89.GOMES, Suzana dos Santos. Professores do 3º Ciclo do ensino fundamental: práticas docentes eprocessos de formação continuada no cotidiano do trabalho escolar. 27ª Reunião Anual daAnped, GT 04, Didática, Caxambu, 21 a 24 de novembro de 2004.
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×