Demografia 2 PROF BRUNO JOAQUIM

4,383 views
4,161 views

Published on

Geografia

Published in: Education
0 Comments
7 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
4,383
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
174
Actions
Shares
0
Downloads
244
Comments
0
Likes
7
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Demografia 2 PROF BRUNO JOAQUIM

  1. 1. Geografia da População Prof. Bruno Joaquim
  2. 2. INTRODUÇÃO : <ul><li>Crescimento Populacional, uma preocupação antiga. </li></ul><ul><li>Séc. XVIII – Capitalismo Crescimento Populacional </li></ul><ul><li>Teorias Demográficas: </li></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Malthusiana </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Neo Malthusiana </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Reformista (Marxista) </li></ul></ul></ul></ul></ul>
  3. 3. TEORIA DE MALTHUS <ul><li>Thomas Robert Malthus (1766-1834), economista inglês. </li></ul>Em 1798, Malthus publicou seu “ Ensaio sobre a população” , no qual desenvolveu uma teoria demográfica que se apoiava basicamente em dois postulados:          1) crescimento da população;         2) produção de alimentos .
  4. 4. A Teoria Malthusiana <ul><li>A população , cresceria em progressão geométrica (2, 4, 8, 16, 32...) e constituiria um fator variável, que cresceria sem parar. </li></ul><ul><li>O crescimento da produção de alimentos ocorreria apenas em progressão aritmética (2, 4, 6, 8, 10...). </li></ul>
  5. 5.                                                     
  6. 6. Consequências da dinâmica demográfica malthusiana <ul><ul><li>Fome </li></ul></ul><ul><ul><li>Doenças </li></ul></ul><ul><ul><li>Guerras Civis </li></ul></ul><ul><ul><li>Disputas territoriais </li></ul></ul>
  7. 7. Por que Malthus errou? <ul><li>Baseou sua teoria partindo da observação do comportamento demográfico em uma determinada região, com população predominantemente rural. </li></ul><ul><li>Não contava com o aumento na produção de alimentos. </li></ul>
  8. 8. TEORIA NEOMALTHUSIANA <ul><li>Surgiu após a 2ª Guerra Mundial; </li></ul><ul><li>Criada pelos Países Desenvolvidos; </li></ul><ul><li>Também acredita que a miséria é uma conseqüência do excessivo crescimento populacional; </li></ul><ul><li>Proposta: controle de natalidade </li></ul><ul><li>= </li></ul><ul><li>desenvolvimento econômico </li></ul>
  9. 9. TEORIA REFORMISTA <ul><li>Uma Teoria de resposta aos Neomalthusianos. </li></ul><ul><li>Se baseia em dados censitários populacionais consistentes. </li></ul><ul><li>Analisa problemas sociais, econômicos e demográficos de forma objetiva. </li></ul><ul><li>Acredita na tendência de controle espontâneo da taxa de natalidade. </li></ul>
  10. 10. ÍNDICES DE CRESCIMENTO DA POPULAÇÃO <ul><li>Segundo a ONU, a taxa média de fecundidade necessária para a reposição da população é de 2,1 filhos por mulher. </li></ul><ul><li>Enquanto em muitos países (subdesenvolvidos) essa taxa supera esse valor, em outros (desenvolvidos) ela é inferior. </li></ul>
  11. 12. QUADRO ATUAL <ul><li>Queda nos índices de natalidade e mortalidade, principalmente nos países desenvolvidos. </li></ul><ul><li>Principal causa ÊXODO RURAL </li></ul>
  12. 13. CONSEQUÊNCIAS DO ÊXODO RURAL <ul><li>Maior custo para criar filhos; </li></ul><ul><li>Acesso a métodos anticoncepcionais; </li></ul><ul><li>Trabalho feminino extradomiciliar; </li></ul><ul><li>Aborto; </li></ul><ul><li>Acesso a assistência médica, saneamento básico e programas de vacinação. </li></ul>
  13. 14. CONCLUSÃO <ul><li>Nos países desenvolvidos, a urbanização causou queda acentuada nos índices de crescimento vegetativo; </li></ul><ul><li>Nos países subdesenvolvidos, embora as taxas de natalidade e mortalidade venham declinando, o crescimento vegetativo continua elevado; </li></ul>
  14. 15. Idosos Italianos. A Itália é um dos países com taxa negativa de crescimento populacional
  15. 16. CONSIDERAÇÕES FINAIS <ul><li>Teoria de Malthus: apesar de ser a mais famosa teoria demográfica, suas concepções, reflexões e considerações já estão superadas. </li></ul><ul><li>Teoria NeoMalthusiana : embora com postulados totalmente diferentes daqueles utilizados por Malthus, chega à mesma conclusão. </li></ul><ul><li>Teoria Reformista (Marxista): elaborada em resposta aos malthusianos, que chega à conclusão inversa às teorias malthusianas, e muito mais adequada aos interesses terceiro-mundistas. </li></ul>
  16. 17. A EVOLUÇÃO DEMOGRÁFICA BRASILEIRA © 2002 Atlas Geográfico do Brasil – Editora Melhoramentos Ltda. Direitos para Internet reservados ao UOL – http://www.uol.com.br/atlas

×