Ilhéus com aplavra os leigos- depois do aleluia a misericórdia

169 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
169
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Ilhéus com aplavra os leigos- depois do aleluia a misericórdia

  1. 1. ILHÉUS – COM A PALAVRA OS LEIGOS TERCEIRO CAPÍTULO DEPOIS DA ALELUIA A MISÉRIAeCÓRDIA Antes, durante e depois do Festival Aleluia Ilhéus, o nosso cartão de visitas do centro da cidade continua lá. E insiste em teimar que ele é necessário para bem de quem não sabemos. O que realmente sabemos, é que só em Ilhéus coisas desta natureza parece normal ao poder público. Se antes do festival, já insistíamos que aquele lixão dos urubus, fosse dali retirado, com o festival, na nossa humilde visão, nem era para estarmos falando nisso. Dentre tantos absurdos, pois nós já presenciados no dia a dia, o do dia 19 de abril, justamente no Sábado de Aleluia, foi lamentável, onde vários ônibus de turismo, que lotaram Ilhéus, tentaram estacionar naquelas imediações, mas, receberam o vento da podridão do local, que preferiram se afastarem e estacionarem em outros locais da cidade, inclusive atrapalhando a tão congestionada Praça Cairu.
  2. 2. Sentimos envergonhados por assistirmos aquela cena, onde os turistas desciam dos ônibus e retornavam para o seu interior. Meu Deus! Quanta falta de criatividade e se é isso que está faltando, os leigos vão sugerir desta vez, o que é comum nas cidades do porte de Ilhéus. Nelas existem dois ou três carrocinhas não motorizadas, que circulam no centro da cidade nos horários pré-estabelecidos que recolhem todo lixo de bares, lanchonetes, restaurantes, que é o maior favorito dos urubus e são levado imediatamente para coletores móveis ( caminhões compactadores/ caçambas), destes que circulam na cidade, e aí sim, levados em definitivo para o aterro final. O que também não entendemos como os empresários destes ramos que produzem este tipo de lixo, ajudam para que o centro da cidade fique daquele jeito. Se os prejudicados também são eles! Será que estes empresários não têm noção do mal que estão fazendo a cidade e conseqüentemente a eles? Para que existem: CDL, ACI, Maçonaria, Lions, Rotary e tantos outros para exigirem de imediato e contribuírem também para o bem da cidade? Tudo nos parece, que perdemos a dignidade humana, e se conseguirmos o necessário para o “café com pão” e o “feijão com arroz”, já está de bom tamanho. Meu amigo Isaac Albagli, não pense que estamos pegando no seu pé. Não é isso, é que percebemos que o amigo tem secretarias demais para cuidar, e ainda mais as três que mais nos afetam diariamente. Pois, secretarias como: Serviços Urbanos, Transporte/Trânsito e Obras, são secretarias para serem de responsabilidades individuais,
  3. 3. senão dois sentidos não assam milhos. Pois desta maneira todas as três nunca terão seus problemas resolvidos por inteiros, ou seja, tudo realizado no engana que gosto. Então a nosso ver, ou se leva a coisa a sério, onde o amigo tem que se desdobrar em MIL, ou então passe a dividir com outros secretários, o que é muito para sua competência administrativa e tenhamos uma Ilhéus mais dinâmica, e que seja orgulho de nós e não motivo de vergonha. José Rezende Mendonça.

×