• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
322 an 09_março_2011.ok
 

322 an 09_março_2011.ok

on

  • 585 views

 

Statistics

Views

Total Views
585
Views on SlideShare
572
Embed Views
13

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

1 Embed 13

http://www.r2cpress.com.br 13

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    322 an 09_março_2011.ok 322 an 09_março_2011.ok Document Transcript

    • AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Pasquim informativo virtual. Opiniões, humor e mensagens.EDITORES: Luiz Ferreira da Silva(luizferreira1937@gmail.com) eJefferson Dias (jefcdias@gmail.com)Edição 322 – ANO VII Nº 29 – 09 de março de 2011 A DIVINA ARTE DE ENVELHECER CONSCIENTE Vanessa PenaÀs vezes fico pensando como é bom envelhecer bem! Sei que nem sempre é comogostaríamos que fosse, mas se essa benção chega, isso se torna um prêmio da vida. Apesarde ter os pés no chão, prefiro viver com essa ilusão e acreditar que um dia possa vir aacontecer. Prefiro pensar na parte boa desse meu tempo que um dia vai chegar.Tenho como grande objetivo envelhecer bem, ser digna das minhas rugas, enfim, elas contarãominha história.Sei que quando eu envelhecer, meus ossos ficarão fracos para sustentar o peso do meu corpo,sendo assim, tratarei de deixar minha cama o mais aconchegante possível, pra que eu possarepousar tranquilamente.Quero um criado mudo do lado direito com os meus remédios e outro do lado esquerdo com omeu livro, meu lápis (detesto caneta) e um caderninho de anotações, pois, meus pensamentossão filhos, preciso anotar todos.Quero um lugarzinho para o controle remoto da minha televisão.Quero no canto desse quarto, uma mesinha redonda e pequena, para que eu possa colocaruma bandeja linda, com água, meu café, meu pote de bolachas, e claro, um açucareiro, nãogosto de adoçantes, e mel e café não combinam muito.Quero um tapete do lado direito e outro do lado esquerdo, para que eu não corra o risco decontrair um resfriado, resultando numa pneumonia, essas doenças seriam ameaças para omeu sonho de envelhecer bem, prefiro não correr riscos.Quero uma televisão exclusiva. Não quero ser incomodada e nem incomodar. Sei que nessetempo minha audição estaria debilitada, ou melhor, a poluição sonora de toda uma vida já teriaalcançado meus ouvidos. Vou querer silêncio pra que eu possa escutar sem fazer esforços, eclaro, não vou querer incomodar os outros com as minhas perguntas em não entender direito oque se passa na TV como “O que aconteceu?” ou o típico “Ahã?”.Quero um caderninho exclusivo para que eu possa marcar quantas vezes contei a mesmahistória a determinado amigo, passou de duas vezes, mudo meu repertório.Quero meias e pijamas de algodão, pois, sempre senti muito frio nos pés, e se sinto agora com32 anos, imaginem daqui a mais 30?Não quero ser pegajosa com meu filho, quero deixá-lo livre para levantar vôo, tento meconscientizar desde já que não o criei para mim, e sim, para ser pássaro livre. Ele vai precisarvoar, e eu não quero ser tempestade nessa rasante linda e cheia de descobertas. Ele vaiprecisar perceber o mundo sozinho.
    • Quero liberdade para escolher não fazer nada. Essa história de que velho precisa trabalharpara ocupar a mente é papo furado. Ele já fez a parte dele.Quero jogar meus despertadores fora e dormir sem horário para acordar. Horário certo, prefirodeixar apenas para os meus companheiros inseparáveis, os remédios.Quero apenas um médico, de preferência um geriatra, médico perito em velhinhos, e claro,outros especialistas se for necessário. Mania de doença não cabe em mim.Quero um chuveiro quente, onde eu possa ficar quanto tempo quiser, sem que alguém tenhaque ficar esmurrando a porta, mas pretendo deixar a porta entreaberta, por que sei que aminha destreza não estaria lá grande coisa e poderia escorrer.Quero fazer as unhas, arrumar os cabelos, me maquiar e ficar cheirosa. Tem coisa mais lindaque uma velhinha pomposa?Quero um chapéu lindo, com abas largas, cores suaves, flores salpicadas, para que eu possame proteger do sol sentada na minha tão sonhada cadeira de balanço.Quero viver cada instante. Não quero fazer planos, até porquê, planos, objetivos e metas,seriam palavras contrárias ao meu tempo.Quero ser respeitada, não quero ser paparicada jamais.Quero acordar todas as manhãs, e de frente para o sol, me espreguiçar e sentir que estou viva.Não sei se vou querer ler, mas quero continuar escrevendo e mesmo depois de tanto querer,vou criar mil motivos para continuar vivendo, ou talvez, depois de mais algum tempo, doente ousaudável, vou querer dar meu último suspiro como uma lady, e morrerExiste final mais feliz? Aliás, esse seria um novo recomeço. A INCOMPARÁVEL BELEZA DA MULHER MADURA! Vanessa PenaA MULHER MADURA não é ventania, ela é ar em movimento. Ela possui uma beleza peculiarque não se iguala a nenhuma outra. Pena daqueles que não sabem percebê-las!!!A MULHER MADURA não PEGA, ela TOCA.A MULHER MADURA não come, ela se ALIMENTA.A MULHER MADURA não provoca, ela já é PROVOCANTE.A MULHER MADURA não é inteligente, ela é SÁBIA.A MULHER MADURA não se insinua, ela mostra o CAMINHO sutilmente.A MULHER MADURA não se precipita, ela espera o MOMENTO CERTO.A MULHER MADURA não nada, ela NAVEGA.A MULHER MADURA não voa, ela FLUTUA.A MULHER MADURA não pensa em quantidade, ela prefere QUALIDADE.A MULHER MADURA não vê, ela OBSERVA.A MULHER MADURA não anda, ela CAMINHA.A MULHER MADURA não deita, ela ADORMECE.A MULHER MADURA não é pretensiosa, ela simplesmente se GOSTA.A MULHER MADURA não julga, ela ANALISA.A MULHER MADURA não compara, ela ASSIMILA.A MULHER MADURA não consola, ela ACALENTA.A MULHER MADURA não acorda, ela DESPERTA.A MULHER MADURA não coloca algemas, ela os deixa LIVRE.A MULHER MADURA não enfeitiça, ela ENCANTA.A MULHER MADURA não é decidida, ela apenas sabe O QUE QUER.A MULHER MADURA não é exigente, ela é SELETIVA.
    • A MULHER MADURA não sente-se velha, ela se considera EXPERIENTE.A MULHER MADURA não se lamenta, ela tenta fazer DIFERENTE.A MULHER MADURA não tem medo, ela tem RECEIOS.A MULHER MADURA não faz juras, ela deixa por conta do TEMPO.A MULHER MADURA não tira conclusões, ela faz SUPOSIÇÕES.A MULHER MADURA “não desce do salto”, ela tem “JOGO DE CINTURA”.A MULHER MADURA não brilha, ela é ILUMINADA.A MULHER MADURA não dá tchau, ela ACENA.A MULHER MADURA não gosta de ser vigiada, ela prefere ser ESCOLTADA.A MULHER MADURA não é moderna, ela é ELEGANTE.A MULHER MADURA não quer ser cobiçada, ela prefere ser DESEJADA.A MULHER MADURA não possui sombras, ela tem AURA.A MULHER MADURA não adivinha, ela tem PERCEPÇÃO.A MULHER MADURA não faz sexo, ela é mestre na ARTE DE AMAR.A MULHER MADURA não fica, ela se ENVOLVE.A MULHER MADURA não é fácil, ela é FLEXÍVEL.A MULHER MADURA não manda, ela ADMINISTRA.A MULHER MADURA não aflora, ela é um constante FLORESCER.Enfim, a MULHER MADURA é um conjunto de todas as belezas possíveis. É MULHERsensível, mas ao mesmo tempo uma verdadeira guerreira, é forte, mas é feminina, porém,muitos não possuem sensibilidade para perceber tal beleza, mas aqueles que descobrem,preferem morrer nos braços dessa tal mulher, que não é DOCE, mas que, simplesmente é puroMEL. É PROIBIDO Pablo NerudaÉ proibido chorar sem aprender,Levantar-se um dia sem saber o que fazerTer medo de suas lembranças.É proibido não rir dos problemasNão lutar pelo que se quer,Abandonar tudo por medo,Não transformar sonhos em realidade.É proibido não demonstrar amorFazer com que alguém pague por tuas dúvidas e mau-humor.É proibido deixar os amigosNão tentar compreender os que viveram juntosChamá-los somente quando necessita deles.É proibido não ser você mesmo diante das pessoas,Fingir que elas não te importam,Ser gentil só para que se lembrem de você,Esquecer aqueles que gostam de você.É proibido não fazer as coisas por si mesmo,Não crer em Deus e fazer seu destino,
    • Ter medo da vida e de seus compromissos,Não viver cada dia como se fosse um último suspiro.É proibido sentir saudades de alguém sem se alegrar,Esquecer seus olhos, seu sorriso, só porque seus caminhos se desencontraram,Esquecer seu passado e pagá-lo com seu presente.É proibido não tentar compreender as pessoas,Pensar que as vidas deles valem mais que a sua,Não saber que cada um tem seu caminho e sua sorte.É proibido não criar sua história,Deixar de dar graças a Deus por sua vida,Não ter um momento para quem necessita de você,Não compreender que o que a vida te dá, também te tira.É proibido não buscar a felicidade,Não viver sua vida com uma atitude positiva,Não pensar que podemos ser melhores,Não sentir que sem você este mundo não seria igual. LIMITES OS PAIS MAIS BOBOS E INSEGUROS DA HISTÓRIA Monica MonasterioSomos as primeiras gerações de pais decididos a não repetir com os filhos os erros de nossosprogenitores. E com o esforço de abolir os abusos do passado, somos os pais mais dedicadose compreensivos, mas, por outro lado, os mais bobos e inseguros que já houve na história.O grave é que estamos lidando com crianças mais "espertas", ousadas, agressivas epoderosas do que nunca.Parece que, em nossa tentativa de sermos os pais que queríamos ter, passamos de umextremo ao outro. Assim, somos a última geração de filhos que obedeceram a seus pais e aprimeira geração de pais que obedecem a seus filhos...Os últimos que tivemos medo dos pais e os primeiros que tememos os filhos. Os últimos quecresceram sob o mando dos pais e os primeiros que vivem sob o jugo dos filhos. E o que épior, os últimos que respeitamos nossos pais e os primeiros que aceitamos (às vezes semescolha...) que nossos filhos nos faltem com o respeito.Na medida em que o permissível substituiu o autoritarismo, os termos das relações familiaresmudaram de forma radical, para o bem e para o mal. Com efeito, antes se consideravam bonspais aqueles cujos filhos se comportavam bem, obedeciam a suas ordens e os tratavam com odevido respeito. E bons filhos, as crianças que eram formais e veneravam seus pais.Mas, à medida que as fronteiras hierárquicas entre nós e nossos filhos foram sedesvanecendo, hoje, os bons pais são aqueles que conseguem que seus filhos os amem,ainda que pouco os respeitem. E são os filhos quem, agora, esperam respeito de seus pais,pretendendo de tal maneira que respeitem as suas idéias, seus gostos, suas preferências esua forma de agir e viver. E, além disso, os patrocinem no que necessitarem para tal fim.Quer dizer; os papéis se inverteram, e agora são os pais quem tem que agradar a seus filhospara ganhá-los e não o inverso, como no passado. Isto explica o esforço que fazem hoje tantospais e mães para serem os melhores amigos e "dar tudo" a seus filhos. Dizem que os extremosse atraem.
    • Se o autoritarismo do passado encheu os filhos de medo de seus pais, a debilidade dopresente os preenche de medo e menosprezo ao nos ver tão débeis e perdidos como eles.Os filhos precisam perceber que, durante a infância, estamos à frente de suas vidas, comolíderes capazes de sujeitá-los quando não os podemos conter, e de guiá-los enquanto nãosabem para onde vão. Se o autoritarismo suplanta, o permissível sufoca.Apenas uma atitude firme, respeitosa, lhes permitirá confiar em nossa idoneidade paragovernar suas vidas enquanto forem menores, porque vamos à frente liderando-os e não atrás,carregando-os, e rendidos à sua vontade.É assim que evitaremos que as novas gerações se afoguem no descontrole e tédio no qualestá afundando uma sociedade que parece ir à deriva, sem parâmetros nem destino.Os limites abrigam o indivíduo. Com amor ilimitado e profundo respeito. PENSE NISSO As coisas em ordem... ConfúcioOs grandes antigos, quando queriam propagar altas virtudes, punham seus Estados em ordem.Antes de porem seus Estados em ordem, punham em ordem suas famílias.Antes de porem em ordem suas famílias, punham em ordem a si próprios.E antes de porem em ordem a si próprios, aperfeiçoavam suas almas, procurando ser sincerosconsigo mesmos e ampliavam ao máximo seus conhecimentos.A ampliação dos conhecimentos decorre do conhecimento das coisas como elas são (e nãocomo queremos que elas sejam).Com o aperfeiçoamento da alma e o conhecimento das coisas, o homem se torna completo.E quando o homem se torna completo, ele fica em ordem.E quando o homem está em ordem, sua família também está em ordem.E quando todos os Estados ficam em ordem, o mundo inteiro goza de paz e prosperidade. A PIADA DA SEMANASaindo do supermercado um homem se depara com uma inusitada procissão de funeral.Achou aquilo muito estranho e parou para olhar. Vinha um caixão preto e logo atrás umsegundo caixão preto. Em seguida, vinha um homem sozinho levando um dobermann nacoleira. Finalmente, atrás dele, uma longa fila indiana só de homens.Não contendo a curiosidade, ele se aproxima delicadamente do homem com o cachorro e diz,baixinho: - Meus sentimentos por sua perda... Eu sei que o momento não é apropriado, mas eununca vi um enterro assim! O senhor poderia me dizer quem faleceu?- Bem... No primeiro caixão está a minha esposa. - Puxa! Sinto muitíssimo! O que aconteceucom ela? - Esse meu cachorro. . . Ele a atacou. - Nossa, que tragédia! E o segundo caixão?- Está minha sogra. . . Ela tentou salvar a filha. Fez-se um silêncio consternado. Os dois olham-se nos olhos. Então o cara com as sacolas do mercado na mão diz: - Me empresta o cachorro?E o viúvo responde: - Entra na fila! oOo (Acessar www.r2cpress.com.br)