Your SlideShare is downloading. ×
0
Nova eco aldeia 2011.2
Nova eco aldeia 2011.2
Nova eco aldeia 2011.2
Nova eco aldeia 2011.2
Nova eco aldeia 2011.2
Nova eco aldeia 2011.2
Nova eco aldeia 2011.2
Nova eco aldeia 2011.2
Nova eco aldeia 2011.2
Nova eco aldeia 2011.2
Nova eco aldeia 2011.2
Nova eco aldeia 2011.2
Nova eco aldeia 2011.2
Nova eco aldeia 2011.2
Nova eco aldeia 2011.2
Nova eco aldeia 2011.2
Nova eco aldeia 2011.2
Nova eco aldeia 2011.2
Nova eco aldeia 2011.2
Nova eco aldeia 2011.2
Nova eco aldeia 2011.2
Nova eco aldeia 2011.2
Nova eco aldeia 2011.2
Nova eco aldeia 2011.2
Nova eco aldeia 2011.2
Nova eco aldeia 2011.2
Nova eco aldeia 2011.2
Nova eco aldeia 2011.2
Nova eco aldeia 2011.2
Nova eco aldeia 2011.2
Nova eco aldeia 2011.2
Nova eco aldeia 2011.2
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Nova eco aldeia 2011.2

4,573

Published on

presentation New Cooperative Eco village based on Permaculture , apresentaçao de ideia Nova Cooperativa Eco Aldeia de permacultura

presentation New Cooperative Eco village based on Permaculture , apresentaçao de ideia Nova Cooperativa Eco Aldeia de permacultura

Published in: Design
2 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • http://www.imagecui.com
    presentaciones y multimedia ,Diseñamos en Power Point 2010,
    consultas@imgecui.com ( Montevideo , Uruguay )
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • cooperativapermacultura@gmail.com
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
4,573
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
39
Comments
2
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Nova Eco-AldeiaCooperativa de PermaculturaQuinta Cabeça do Mato<br />14 de Maio de 2011<br />
  • 2. “Pensar Global, Agir Local”<br />Este lema leva as pessoas a considerar a saúde de todo o Planeta e a tomar acção nas suas comunidades e cidades, levando indivíduos a juntarem-se para proteger os habitats e os organismos que vivem neles.<br />
  • 3. Nós, como seres humanos, estamos dependentes da terra para satisfazer as nossas necessidades. Somos uma parte intrínseca da teia da vida, e temos um lugar privilegiado. <br />Com boa administração, o potencial de diversidade e abundância é enorme. <br />Acreditamos que a melhor forma de atingir este potencial é reunindo a administração iluminada do nosso mundo natural e integrando-o com uma administração da terra que responda às nossas necessidades. Isto requer uma ligação pessoal e intima com o ambiente, e requer que as pessoas habitem e trabalhem com os ritmos e ciclos naturais que formam o nosso mundo.<br />
  • 4. Na essência, isto significa administrar de forma inteligente e intensiva o nosso meio envolvente, para maximizar o retorno (na forma de energia, água, comida, abrigo e produtos) e minimizar o desperdício (pela reciclagem, compostagem e sistemas de energia eficientes). <br />Na prática, isto significa adoptar um estilo de vida simples, localizado e baseado na terra, que trabalha com a terra e os ciclos naturais ao nosso dispor.<br />
  • 5. Desenvolvimento de BaixoImpacto<br />Para explorar o modo de vida de baixo impacto, é necessário criar um sistema integrado de habitações e infra-estruturas para suportar este empreendimento. <br />Desenvolvimento de Baixo Impacto<br /> “O desenvolvimento de baixo impacto é o desenvolvimento que, pela virtude do seu impacto baixo ou benigno no meio , poderá ser permitido em locais onde o desenvolvimento convencional não é permitido”<br />SimonFairlie<br /> <br />
  • 6. O que é uma eco-aldeia??<br />Ecologial-docSocial-docSpiritual-doc<br />
  • 7. Os sete princípios Cooperativos<br />DefiniçãoUma cooperativa é uma associação autónoma de pessoas unidas voluntariamente para satisfazer suas necessidades comuns económicos, sociais e culturais e as aspirações por uma empresa de propriedade colectiva e democraticamente controlada.ValoresAs cooperativas baseiam-se nos valores da responsabilidade, democracia, igualdade, equidade e solidariedade. Na tradição dos seus fundadores, os membros das cooperativas acreditam nos valores éticos da honestidade, transparência, responsabilidade social e preocupação pelos outros.1. Associação voluntária e abertaAs cooperativas são organizações voluntárias, abertas a todas as pessoas aptas a usar seus serviços e dispostas a aceitar as responsabilidades de sócio, sem discriminação de género, social, racial, política ou discriminação religiosa.2. Controlo democrático pelos membrosAs cooperativas são organizações democráticas, controladas pelos seus membros, que participam activamente no estabelecimento de suas políticas e na tomada de decisões. Todos os membros que exercem um papel em nome do co-op são responsáveis ​​para a participação no co-op. Os membros da cooperativa têm igual direito de voto (um membro, um voto).3. Membro da participação económicaOs membros contribuem equitativamente e controlam democraticamente o capital de sua Co-op. Esse capital é usualmente propriedade comum da Co-op. Usualmente os sócios recebem juros limitados, se houver, sobre o capital subscrito como condição de adesão.<br />
  • 8. 4. Autonomia e independênciaAs cooperativas são organizações autónomas, de ajuda mútua, controladas pelos seus membros. Se firmarem acordos com outras organizações, inclusive governamentais, ou levantar capital de fontes externas, o fazem em termos que assegure o controle democrático pelos seus membros e mantenham a autonomia da Co-op.5. Educação, formação e informaçãoCooperativas promovem a educação e a formação dos seus membros, representantes eleitos, gerentes e funcionários, para que eles possam contribuir efectivamente para o desenvolvimento das suas cooperativas. Eles deverão informar o público em geral, particularmente os jovens e líderes de opinião, sobre a natureza e os benefícios da cooperação.6. Cooperação entre cooperativasAs cooperativas atendem seus sócios mais efectivamente e fortalecem o movimento cooperativo trabalhando juntas através de estruturas locais, nacionais, regionais e internacionais.7. Preocupação com a ComunidadeAs cooperativas trabalham para o desenvolvimento sustentável de suas comunidades através de políticas aprovadas pelos seus membros.<br />
  • 9. Como são Cooperativas financiada?<br />A -directamente a partir dos próprios membrosb -de excedentes retidos gerados pelo negócio cooperativoc -de pessoas fora de cooperativa ( ex donativos, fundos europeias )<br />Imagine uma Eco Aldeia de cerca de 50 pessoas . Os moradores decidem criar uma "cooperativa", que é um negócio que se financiam, e que é configurado para fornecer os seus produtos básicos a preços acessíveis. Aqui está como podem funcionar1 / As pessoas na eco aldeia colocar todos , uma certa quantia de dinheiro <br />Em troca desse dinheiro, cada morador vai receber X quotos (shares)<br /> Com este capital, a empresa (coop) geralmente faz todas as coisas necessárias para fazer o negócio funcionar. Por ex-vai construir umas o eco aldeia com empresas integradas, eco turismo, quinta biológico, café, loja, etcet e pagar os salários.<br />Todas as membros que são moradores tenho na mesmos voz, ou seja são igual , na voz de decisões perante o eco aldeia.<br />
  • 10. Quotas / Shares<br />Podemos pensar no seguinte<br />Sócio apoiante……………………………………………………………………XX<br />Shares Membro s anuais………………………………………………… XXXX<br />Membros com desconto………………………………………………….XXXX<br />Membros familiares…………………………………………………………XXXX<br />Membros Patrocinadores…………………………………………………XXXX<br />Membros para ferias……………………………………………………….XXXX<br />Membros para Cursos………………………………………………………XXXX<br />Membros residentes temporários……………………………………XXXX<br />Membros residentes permanentes………………………………….XXXX <br />Membros agricultura apoiada pela comunidade……………..XXXX<br />
  • 11. Porque na Quinta Cabeça do Mato?<br />Entre outras coisas…<br /> <br />Originalmente, quando os moinhos de água estavam em funcionamento, este sitio era o ponto de encontro entre as três aldeias. <br />Um lugar para os locais se encontrarem, para falar e estabelecer trocas. Conscientes do que temos aqui,e do que poderemos vir a ter, desejamos criar um futuro mais próspero. <br />
  • 12. Gostaríamos de criar e fazer parte de uma Eco – Vizinhança.<br />Os nossos recursos naturais incluem água natural abundante, hortas, terraços, pinheiros, eucaliptos, sobreiros, oliveiras e vários tipos de árvores de fruto. <br />
  • 13. Gostaríamos de criar uma NOVA Eco Aldeia, seguindo os princípios e conceitos da Permacultura.<br />Com a formação de uma Cooperativa legal<br />
  • 14. Podemos comprar com fundos cooperativas a casa da ribeira ao lado<br />Este dar mais casas /hortas e espaço por vários famílias, e pode ter uma quinta grande para cultivar!<br />
  • 15. Com recursos partilhados <br />Bio piscina, floresta, hortas, fonte de electricidade, ribeira, fonte, furo, casa redonda.<br />
  • 16. Possibilidades<br />A comunidade podem juntar-se para tornar uma das casas por ser cozinha partilhada, sala de estar, escritório, telefone/internet.<br />Seria usada pela comunidade , para reuniões, cozinhar juntos as vezes , para receber também as ajudantes numa espaço comum. <br />
  • 17. Vida sustentável e Permacultura<br />Cuidar da Terra /Cuidar das Pessoas/ Partilha Equilibrada<br />A Permacultura é um conjunto de técnicas e princípios para conceber e criar assentamentos sustentáveis de humanos, com plantas, animais e construções – e especialmente as relações entre eles. É guiado pelo conjunto de princípios éticos, com “cuidar de terra”, “cuidar das pessoas”, e a “partilha do excedente”.<br />
  • 18. A Permacultura disponibiliza soluções sustentáveis, e apresenta os desafios como oportunidades.Mostra-nos uma forma eficaz para utilizar a energia – regra do mínimo esforço para máximo efeito – <br />como utilizar menos e tirar partido disso.<br />Concepções para uma horta melhor e mais abundante, trabalhando com a natureza.<br />Cooperação, não competição<br />
  • 19. Métodos de design de Permacultura para Eco Aldeias. <br />Em primeiro lugar – OLHAR<br /> para os recursos – água, terra, fontes de combustível e energia, aspectos sociais.<br />Os nossos recursos – incluem água abundante (poços, fonte, rio, furo), terraços, pinheiros, eucaliptos, sobreiros, oliveiras e árvores de fruto. <br />Energia Solar, hydro-ram e moinho de vento(para instalar) e possibilidades de hydro electricidadeAspectos sociais – casa redonda, bio piscina cozinha comunitária para a partilha de refeições várias vezes por mês. Forno tradicional de Pão<br />Sala de estar, escritório<br />
  • 20.  A vida como a conhecemos – seja a mudança<br />Um assentamento, à escala humana, em que as actividades humanas são inofensivamente integradas no mundo natural, de modo possibilitar o desenvolvimento humano saudável, que poderá ser continuado no futuro.<br />
  • 21. A Casa próprio conforme a escolha e as possibilidades económicas de cada pessoa/família.<br />Cada espaço pessoal deveria recolher a água do telhado, reutilizando recursos, e deveria ter uma zona 1 próxima da habitação. <br />A conservação de energia é contemplada na construção dos edifícios comunitários através:-da localização e orientação, por motivos de sombra, aquecimento, massa termal.-do uso de técnicas/materiais de construção apropriados.<br />
  • 22. Desenvolvimento de baixo impacto apresenta uma oportunidade, sem precedentes, para a repopulação das áreas rurais, por pessoas comprometidas a um estilo de vida baseado na terra, e consciencializados do ambiente. <br />Baixo impacto tem como objectivo demonstrar que é possível ter um modo de vida moderno que não custe o Planeta. Os seres humanos, ao viver na terra, são capazes de desenvolver uma relação benéfica com o mundo natural, que suporta uma cultura humana e uma vida selvagem.<br />Devera-se reter o máximo de água possível, que poderá ser armazenada em tanques subterrâneos, para irrigação gota-a-gota.<br />Métodos de irrigação que conservam água – utilização da água residual, utilização de dispositivos para minimizar a quantidade de água utilizada (torneiras e duches com pouco fluxo etc.), plantar espécies nativas que requer um mínimo de água.<br />Compostagem – incluindo casas de banho secas e compostagem de minhocas<br />
  • 23. Algumas áreas do projecto irão ser administradas em conjunto. Existe uma área de floresta mista no terreno que irá ser conservada pela sua biodiversidade. A floresta conífera será administrada e colhida como recurso para construção e combustível. Existirá também uma área de pastagem e colheita de combustível, assim como a casa redonda e a bio piscina que será partilhada.<br />
  • 24. Os residentes da eco-aldeia terão oportunidade de partilhar refeições várias vezes por mês na cozinha comunitária – as refeições serão vegetarianas. Será necessário disponibilizar 3-5+ horas de voluntariado por semana, para trabalhos de equipa de manutenção das hortas e zonas circundantes. Um estilo de vida comunitário, envolvente e pacifico, baseado na unidade e diversidade, onde os seres humanos, a tecnologia e a natureza podem coexistir numa dinâmica equilibrada.Aceitando a responsabilidade por cada aspecto da vida – desde a comida e a água ao abrigo e energia. <br />
  • 25. Criando Harmonia ---<br />Criando Harmonia ---<br />Uma das grandes razões para o insucesso de comunidades é as disputas/discórdias pessoais.<br />Planeamos por em prática e ter sessões de treino em tomar decisões consensuais.<br />Tomar decisões consensuais é um processo de tomar decisões em grupo, que procura a concórdia da maioria dos participantes, mas também a resolução das oposições. É utilizado para descrever o acordo e o processo que levou a esse mesmo acordo. <br />Objectives<br />Como um processo de tomada de decisões, o consenso tem como objectivo ser:<br /> -inclusivo: o maior número possível de participantes deve estar presente e envolvidos no processo de tomada de decisões.-participativo: o processo de consenso deve solicitar activamento a participação e a opinião dos que irão tomar a decisão.-colaborativo: os participantes contribuem para a proposta partilhada, e alteram-na até se chegar à decisão que satisfaz os participantes o mais possível.-cooperativo: os participantes devem esforçar-se para chegar à melhor decisão para o grupo e para todos os membros, em vez de competir por preferências pessoais.-igualitário: todos os membros da tomada de decisão consensual devem ter uma participação igualitária no processo. Todos os membros tem a oportunidade de apresentar e alterar propostas.-procura da concórdia: este processo de consenso tenta ajudar os participantes a concordarem na decisão. <br />
  • 26. Gostaríamos de ter:<br />Reuniões de comunidade para troca de informação e para aprendizagem em grupo<br />Reuniões comunitárias para discutir e aprender dos assuntos/erros e para alterar e melhorar o que não está a funcionar plenamente.<br />Esperamos que esta comunidade valorize a vida consciente (responsabilidade pessoal, crescimento pessoal, e interacção carinhos com outros). Viver de forma mais cooperativa requer muita aprendizagem e muito trabalho, mas a recompensa é rica e é digna do esforço.<br />Criar uma comunidade acolhedora para pessoas com várias necessidades, habilidades, passados e possibilidades financeiras.<br />
  • 27. Desejamos criar uma nova vida, com tempo para o trabalho que tem importância para cada um, e com tempo para a diversão conjunta!<br />Regras básicas incluem<br />Proibidos os produtos geneticamente modificados<br />Tratar a terra e tudo com mais respeito<br />Reciclar, reutilizar, reduzir tanto quanto possível<br />Só produtos biodegradáveis<br />Ouvir todos com atenção<br />Tomar decisões com os princípios do consenso, para o bem do grupo<br />Agir de acordo com decisões tomadas em grupo, e acordos escritos<br />Respeitar as decisões e políticas. <br />
  • 28.  A VISÃO FUTURISTA É POSITIVA<br />A QCM tem como objectivo estabelecer um exemplo de desenvolvimento de baixo impacto, oferecendo recursos de aprendizagem com vista a indicar o caminho para um desenvolvimento rural e sustentável no futuro. O projecto é concebido para funcionar segundo os princípios da Permacultura. A terra será desenvolvida para melhorar a sinergia dos diferentes habitats no terreno, simultaneamente aumentando a biodiversidade e levando a um aumento sustentável das colheitas. Onde agora existe uma pastagem agrícola degradada, irá existir uma paisagem de vitalidade e abundância.<br /> <br /> <br />
  • 29.  <br />Esperanças e necessidades <br />Precisamos de formar o grupo fundador<br />Esperamos que este grupo para conter as pessoas que realmente querem trabalhar para um objectivo comum que é uma Eco aldeia cooperativa com as suas empresas integradas -<br />Possibilidade de novos empreendimentos empresariais dentro da comunidade, possibilitando sustento para principalmente membros fundadores :<br />As seguintes ideias estão determinados a trazer uma renda<br />Eco campismo, incluindo cabines<br />Café biológico<br />Loja de cooperativa<br />A quinta do cooperativo com sistema de CSA Agricultura Apoiada pela Comunidade e legumes por encomenda<br />Plantas biológicas, sementes, etc<br />Árvores de floresta<br />farinha biológica de vários tipos, de nossa moinhos, Pão etc<br />Cursos/workshops<br />Loja Coisas de vizinho (Tábua e Coimbra)<br />Outras coisas que podem acontecer, mas não necessariamente vai trazer uma renda <br />Educação, escola aqui e educação ambiental para as escolas<br />Terapias<br />Artesanato e Musica<br />Noites de filmes<br />colheita de restos ,para fazer compostagem<br />
  • 30. Podemos ter na futuro vários empresas baseado aqui, uma que pode ser eco construção!<br />
  • 31. Mais hipóteseque podemos ter<br />Sistemas de trocas<br />Dias de feira locais Casas de banho secas, de compostagem, zonas húmidas ou sistemas de máquinas de vida construídas, compostagem de minhocas.Partilha de carros, andar a pé, ou de bicicletaBiomassa sustentável?<br />Lenha - Programa de plantação de árvores que se auto sustentam. <br />Partilha de conhecimento, recursos e projectos progressivos com outras comunidades à medida que avançamos para uma realidade sustentável e abundante.<br />Toda a electricidade será produzida na área da comunidade, utilizando recursos renováveis. <br />Nos próximos cinco anos o projecto irá criar uma rede de caminhos pedestres permitidos pelo terreno.<br /> A QCM deseja estar totalmente integrada na comunidade local – Vila Seca, Tábua.<br />Podemos ficar no pagina internet de Camara Municipal de Tábua no lado de Agenda 21 !!<br />
  • 32. "Wheresoever you go, go with all your heart." ~ Confucius<br />“Seja a mudança que quer ver no mundo” <br />Ghandi<br />

×