Principais mudanças no protocolo RCP 2010

84,821 views
84,296 views

Published on

Esta aula se refere as principais mudanças no protocolo de RCP de 2010 em relação a 2005. Basea-se nas diretrizes da AHA

Published in: Health & Medicine

Principais mudanças no protocolo RCP 2010

  1. 1. PRINCIPAIS MUDANÇAS NO PROTOCOLO DE RCP 2010 / 2005 <ul><li>Dr. Paulo Sérgio </li></ul><ul><li>Anestesiologista (Equipe de Cirurgia Cardíaca do HJM) </li></ul><ul><li>Plantonista da UTI Cardíaca HJM </li></ul>
  2. 2. PRINCIPAIS MUDANÇAS NO PROTOCOLO DE RCP 2010/2005 <ul><li>AVALIAÇÃO DAS EVIDÊNCIAS </li></ul><ul><li>ILCOR OUTUBRO 2010 </li></ul><ul><li>CIRCULATION – AHA </li></ul><ul><li>RESUSCITATION – ERC </li></ul><ul><li>356 ESPECIALISTAS – 29 PAISES </li></ul><ul><li>277 TÓPICOS – 411 REVISÕES </li></ul><ul><li>RECOMENDAÇÕES CONSIDERAVAM: EFICÁCIA, FACILIDADE DE APLICAÇÃO E DE ENSINO </li></ul>
  3. 3. PRINCIPAIS MUDANÇAS NO PROTOCOLO DE RCP 2010/2005 <ul><li>TODOS OS SOCORRISTAS </li></ul><ul><li>ÊNFASE NA RCP DE ALTA QUALIDADE </li></ul><ul><li>Frequência mínima de compressões: 100/min </li></ul><ul><li>Profundidade mínima das compressões: </li></ul><ul><li>Adultos: 2 polegadas (5 cm) </li></ul><ul><li>Crianças: 2 polegadas (5 cm) </li></ul><ul><li>Bebês: 1,5 polegadas (4 cm) </li></ul><ul><li>Retorno total do tórax após cada compressão </li></ul><ul><li>Minimizar as interrupções das compressões </li></ul><ul><li>Evitar excesso de ventilação: 8 a 10/min </li></ul>
  4. 4. <ul><li>ALTERAÇÃO DA SEQUÊNCIA: </li></ul><ul><li>A – B – C C – A – B </li></ul><ul><li>Maioria das PCR é em FV ou TV elementos principais da RCP são a MCE e Desfibrilação precoce </li></ul><ul><li>Começar com compressões torácicas pode encorajar mais os socorristas </li></ul><ul><li>Adequar as ações de resgate a causa da PCR. Ex: asfixia (afogamento) </li></ul>
  5. 5. Cadeia da sobrevida
  6. 6. SBV PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE <ul><li>PRINCIPAIS PONTOS DE DISCUSSÃO E ALTERAÇÕES </li></ul><ul><li>IDENTIFICAÇÃO DE GASP </li></ul><ul><li>O ATENDENTE/OPERADOR DEVE FORNECER INSTRUÇÕES PARA RCP COM AS MÃOS (MCE) </li></ul><ul><li>PRESSÃO CRICÓIDE – NR (Pode ocorrer aspiração mesmo com esta manobra/ Retarda Via Aérea Definitiva) </li></ul><ul><li>ÊNFASE NAS COMPRESSÕES TORÁCICAS (Centro do peito/ FORTE E RÁPIDO ) </li></ul><ul><li>ACIONAMENTO DO SERVIÇO DE URGÊNCIA/ EMERGÊNCIA – Não retardar o acionamento/ Vítima irresponsiva e não respira ou anormal/ 10s verificação de pulso e iniciar RCP </li></ul>
  7. 7. <ul><li>ALTERAÇÃO NA SEQUÊNCIA: A-B-C >>> C-A-B </li></ul><ul><li>ELIMINAÇÃO DO PROCEDIMENTO “Ver, Sentir e Ouvir” </li></ul><ul><li>- Vítima sem sinais de vida = C – A – B </li></ul><ul><li>FREQUÊNCIA DE COMPRESSÃO TORÁCICA: MÍNIMO DE 100/MIN </li></ul><ul><li>PROFUNDIDADE DAS COMPRESSÕES </li></ul><ul><li>RESSUSCITAÇÃO EM EQUIPE </li></ul>
  8. 8. COMPARAÇÃO DOS PRINCIPAIS ELEMENTOS DA RCP EM ADULTOS CRIANÇAS E BEBÊS
  9. 9. TERAPIAS ELÉTRICAS <ul><li>DEAs </li></ul><ul><li>Programas comunitários de DEAs para leigos </li></ul><ul><li>Uso de DEAs em hospitais </li></ul><ul><li>Uso de DEAs em crianças, incluindo bebês </li></ul><ul><li>PRIMEIRO CHOQUE OU RCP ??? </li></ul><ul><li>- 1º RCP (fornecer oxigênio para o Coração) </li></ul><ul><li>1 CHOQUE OU 3 CHOQUES??? </li></ul><ul><li>- 1 choque – RCP – 1 choque </li></ul><ul><li>FORMAS DE ONDA E NÍVEIS DE ENERGIA </li></ul><ul><li> - Monofásico = 360 J / Bifásico = 120 a 200 J </li></ul><ul><li>Desfibrilação pediátrica = 2 a 4J/Kg (Máximo de 10J/Kg) </li></ul><ul><li>Energia fixa e intensificada – Sem consenso </li></ul>
  10. 10. <ul><li>COLOCAÇÃO DOS ELETRODOS </li></ul><ul><li>Desfibrilação com CDI e marcapassos – Não retardar a desfibrilação, porém evitar colocar sobre o dispositivo </li></ul><ul><li>CARDIOVERSÃO SINCRONIZADA </li></ul><ul><li>FA (Bifásico = 120 a 200J / Monifásico = 200J) Flutter (Monofásico = Bifásico = 50 a 80J) </li></ul><ul><li>TV (Se o paciente estável/ Monofásico = Bifásico = 100J) </li></ul><ul><li> - NÃO DEVE SER USADA PARA FV OU TV SEM PULSO OU POLIMÓRFICA </li></ul>
  11. 11. SAVC <ul><li>RECOMENDAÇÃO DE CAPNOGRAFIA </li></ul><ul><li>ANTES DA INTUBAÇÃO INTUBADO </li></ul><ul><li>RCP RCE </li></ul><ul><li>RCE = Retorno da Circulação Espontânea </li></ul>
  12. 12. NOVO ALGORÍTMO SAV
  13. 13. <ul><li>MENOS ENFASE NOS DISPOSITIVOS, MEDICAMENTOS E OUTROS DESVIOS DA ATENÇÃO – Não interromper RCP e não retardar os choques </li></ul><ul><li>NOVO PROTOCOLO DE MEDICAÇÕES </li></ul><ul><li>Atropina – Não é recomendada de rotina na AESP/ assistolia </li></ul><ul><li>Adenosina – (2005 TSVCE Regular/ 2010 Taquicardia Complexo Largo Monomorfico Regular) </li></ul><ul><li>Medicações cronotrópicas – Bradicardia sintomática e estável não responsiva a atropina (alternativa a estimulação transcutânea) </li></ul><ul><li>CUIDADOS ORGANIZADOS PÓS-PCR </li></ul><ul><li>Hipotermia – 12 a 24h (32 a 34 G) </li></ul><ul><li>Diminuição da FiO2 com base na SpO2: Menor FiO2 para SpO2> 94% </li></ul>
  14. 14. <ul><li>SITUAÇÕES ESPECIAIS DE RCP (15 situações) </li></ul><ul><li>- Pós-cirurgia cardíaca </li></ul><ul><li>QUESTÕES ÉTICAS </li></ul><ul><li>Encerramento da RCP extra-hospitalar: </li></ul><ul><li>- Suporte Básico de Vida: </li></ul><ul><li>PCR não presenciada pelo profissional do Serviço Médico de Emergência ou primeiro socorrista </li></ul><ul><li>Ausência de RCE após três ciclos completos de RCP e análises do DEA/DAE </li></ul><ul><li>Nenhum choque aplicado com o DEA/DAE </li></ul>
  15. 15. <ul><li>- Suporte Avançado de Vida: </li></ul><ul><li>PCR não presenciada (por qualquer pessoa) </li></ul><ul><li>RCP não administrada por nenhuma pessoa presente </li></ul><ul><li>Ausência de RCE após cuidados completos de SAV </li></ul><ul><li>em campo </li></ul><ul><li>Nenhum choque aplicado </li></ul><ul><li>JUSTIFICATIVA : EVITA 40 – 60% DAS REMOÇÕES DESNECESSÁRIAS </li></ul><ul><li>INDICADORES PROGNÓSTICOS NO PACIENTE ADULTO PÓS-PCR TRATADO COM HIPOTERMIA TERAPÊUTICA </li></ul>
  16. 16. FONTES PARA CONSULTA <ul><li>www.ilcor.org </li></ul><ul><li>www.americanheart.org </li></ul><ul><li>www.erc.edu </li></ul><ul><li>www.suportebasicodevida.com.br </li></ul>

×