Tomada de decisao (estudo 7 de 8)

  • 374 views
Uploaded on

Se perguntarmos, “Como eu posso saber a vontade de Deus?” nós podemos estar fazendo a pergunta errada. As Escrituras não nos mandam procurar a vontade de Deus nas muitas das decisões concernentes às …

Se perguntarmos, “Como eu posso saber a vontade de Deus?” nós podemos estar fazendo a pergunta errada. As Escrituras não nos mandam procurar a vontade de Deus nas muitas das decisões concernentes às nossas vidas, nem há passagens que nos instruam como estas decisões podem ser conhecidas ou determinadas. Também é relevante notar, que a igreja, ao longo dos séculos, não conseguiu consenso em como Deus revela sua vontade para conosco. Ainda assim persistimos em buscar a vontade de Deus, pois o desenrolar de nossas vidas exige freqüentes tomadas de decisões. Estas tomadas de decisões consomem boa parte de nossa energia, e não é incomum, buscarmos alívio desta responsabilidade e acabamos nos sentindo menos ameaçados se formos passivos ao invés de ativos quando fazemos escolhas importantes. Estes oito encontros buscam refletir sobre estes assuntos, e propor um modelo de tomada de decisão que não confronte com as Escrituras, e permita que o SENHOR realize, plenamente em nós, os seus desejos.

More in: Spiritual
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
374
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
34
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. EncontrosEncontro 1Uma Visão Secular Encontro 5  Neurolinguística Técnicas  Sistemática  Cultural  PROACT itdEncontro 2  ProblemasEm busca de uma visão cristã  Por quê?  Motivações  Uma visão tradicionalEncontro 3 Encontro 6Encarando o INCA  Imediato Técnicas  Negativo  Problemas  Concreto  Agente  ComoEncontro 4Uma outra visão Selecionar?  Deus ofertando uma liberdade de escolha  Princípios & Valores
  • 2. ReferênciasDecision Making & The Will of Godby Garry Friesen & J. Robin Maxson
  • 3. ReferênciasSmart Choices | A practical guide to making betterlife decisions by John S. Hammond, Ralph L. Keeney& Howard Raiffa
  • 4. ReferênciasDriven | How Human Nature Shapes Our Choicesby Paul R. Lawrence & Nitin Nohria
  • 5. http://projeto490.blogspot.com.br/
  • 6. Técnicas
  • 7. PrOACT itd
  • 8. Elementos p/ Tomada de Decisão Problema Objetivo Alternativas Conseqüências Trocas incerteza tolerância ao risco decisõesrelacionadas
  • 9. Objetivo
  • 10. O termo objetivo diz respeitoa um fim que se quer atingir, enesse sentido é sinônimo dealvo tanto como fim a atingir(lugar ou objeto) como pontode mira de uma arma ouprojétil.
  • 11. Eu sou o Alfa e o ômega, oprimeiro e o derradeiro, oprincípio e o fim. Apocalipse 22:13
  • 12. para a dispensação daplenitude dos tempos, defazer convergir em Cristotodas as coisas, tanto as queestão nos céus como as queestão na terra, Efésios 1:10
  • 13. Uma decisão é um meio paraum fim. Pensar sobre seusobjetivos dará direção à suatomada de decisão
  • 14. 11 E ele deu uns como apóstolos, eoutros como profetas, e outros comoevangelistas, e outros como pastorese mestres,12 tendo em vista o aperfeiçoamentodos santos, para a obra doministério, para edificação do corpode Cristo;13 até que todos cheguemos à unidadeda fé e do pleno conhecimento doFilho de Deus, ao estado de homemfeito, à medida da estatura daplenitude de Cristo;
  • 15. Alternativas
  • 16. 19 O céu e a terra tomo hoje portestemunhas contra ti de que te pus diantede ti a vida e a morte, a bênção e amaldição; escolhe, pois, a vida, para quevivas, tu e a tua descendência, 20 amando aoSenhor teu Deus, obedecendo à sua voz, e teapegando a ele; pois ele é a tua vida, e oprolongamento dos teus dias; e para quehabites na terra que o Senhor prometeucom juramento a teus pais, a Abraão, aIsaque e a Jacó, que lhes havia de dar. Deuteronômio 30
  • 17. Seja criativo. Sua melhordecisão não pode ser melhordo que sua melhoralternativa.
  • 18. 23 O rei disse: "Esta afirma: Meu filho está vivo, eo seu filho está morto, enquanto aquela diz: Não!Seu filho está morto, e o meu está vivo ".24 Então o rei ordenou: "Tragam-me uma espada".Trouxeram-lhe.25 Ele ordenou: "Cortem a criança viva ao meio edêem metade a uma e metade à outra".26 A mãe do filho que estava vivo, movida pelacompaixão materna, clamou: "Por favor, meusenhor, dê a criança viva a ela! Não a mate!" A outra,porém, disse: "Não será nem minha nem sua. Cortem-na ao meio!"27 Então o rei deu o seu veredicto: "Não matem a criança! Dêem-na à primeira mulher. Ela é a mãe". 1 Reis 3
  • 19. 20 Tornei-me judeu para os judeus, a fim deganhar os judeus. Para os que estão debaixo daLei, tornei-me como se estivesse sujeito à Lei(embora eu mesmo não esteja debaixo da Lei); afim de ganhar os que estão debaixo da Lei.21 Para os que estão sem lei, tornei-me comosem lei (embora não esteja livre da lei de Deus, esim sob a lei de Cristo); a fim de ganhar os que não 20têm a Lei.22 Para com os fracos tornei-me fraco, paraganhar os fracos. Tornei-me tudo para com todos,para de alguma forma salvar alguns.23 Faço tudo isso por causa do evangelho, paraser co-participante dele. 1 Coríntios 9
  • 20. 20 Tornei-me judeu para os judeus, a fim deganhar os judeus. Para os que estão debaixo daLei, tornei-me como se estivesse sujeito à Lei(embora eu mesmo não esteja debaixo da Lei); afim de ganhar os que estão debaixo da Lei.21 Para os que estão sem lei, tornei-me comosem lei (embora não esteja livre da lei de Deus, esim sob a lei de Cristo); a fim de ganhar os que nãotêm a Lei.22 Para com os fracos tornei-me fraco, paraganhar os fracos. Tornei-me tudo para com todos,para de alguma forma salvar alguns.23 Faço tudo isso por causa do evangelho, paraser co-participante dele. 1 Coríntios 9
  • 21. 20 Tornei-me judeu para os judeus, a fim deganhar os judeus. Para os que estão debaixo daLei, tornei-me como se estivesse sujeito à Lei(embora eu mesmo não esteja debaixo da Lei); afim de ganhar os que estão debaixo da Lei.21 Para os que estão sem lei, tornei-me comosem lei (embora não esteja livre da lei de Deus, esim sob a lei de Cristo); a fim de ganhar os que nãotêm a Lei.22 Para com os fracos tornei-me fraco, paraganhar os fracos. Tornei-me tudo para com todos,para de alguma forma salvar alguns.23 Faço tudo isso por causa do evangelho, paraser co-participante dele. 1 Coríntios 9
  • 22. 1 Bendiga o Senhor a minha alma! Ó Senhor,meu Deus, tu és tão grandioso! Estás vestido demajestade e esplendor!2 Envolto em luz como numa veste, eleestende os céus como uma tenda,3 e põe sobre as águas dos céus as vigas dosseus aposentos. Faz das nuvens a sua carruagem ecavalga nas asas do vento.4 Faz dos ventos seus mensageiros e dosclarões reluzentes seus servos.5 Firmaste a terra sobre os seus fundamentospara que jamais se abale;6 com as torrentes do abismo a cobriste, como se fossem uma veste; as águas subiram acima dos montes. Salmo 104
  • 23. SALMO 104 (Grupo Mensagem)Composição : Guilherme Kerr Neto e JorgeCamargoÁlbum : Mensagem (1986/1987)
  • 24. SALMO 104 (Grupo Mensagem)Composição : Guilherme KerrNeto e Jorge CamargoÁlbum : Mensagem (1986/1987)
  • 25. Bendize ó minhalma ao Senhor Senhor Tu és maravi-lho-so Vestido de glória e majestadeCoberto de luz como de um manto E são as cortinas da tua morada Os céus numa noite estreladaA Tua casa se ergue sobre as nuvens Deus vai ligeiro nas asas do vento E pinta multicor no pensamentoMomento tempo intento de adorarA Tua casa se ergue sobre as nuvens Deus vai ligeiro nas asas do vento E pinta multicor no pensamentoMomento tempo intento de adorar