Tomada de decisao (estudo 6 de 8)

340 views

Published on

Se perguntarmos, “Como eu posso saber a vontade de Deus?” nós podemos estar fazendo a pergunta errada. As Escrituras não nos mandam procurar a vontade de Deus nas muitas das decisões concernentes às nossas vidas, nem há passagens que nos instruam como estas decisões podem ser conhecidas ou determinadas. Também é relevante notar, que a igreja, ao longo dos séculos, não conseguiu consenso em como Deus revela sua vontade para conosco. Ainda assim persistimos em buscar a vontade de Deus, pois o desenrolar de nossas vidas exige freqüentes tomadas de decisões. Estas tomadas de decisões consomem boa parte de nossa energia, e não é incomum, buscarmos alívio desta responsabilidade e acabamos nos sentindo menos ameaçados se formos passivos ao invés de ativos quando fazemos escolhas importantes. Estes oito encontros buscam refletir sobre estes assuntos, e propor um modelo de tomada de decisão que não confronte com as Escrituras, e permita que o SENHOR realize, plenamente em nós, os seus desejos.

Published in: Spiritual
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
340
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
6
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Tomada de decisao (estudo 6 de 8)

  1. 1. EncontrosEncontro 1Uma Visão Secular Encontro 5  Neurolinguística  Sistemática Técnicas  CulturalEncontro 2  PROACT itdEm busca de uma visão cristã  Problemas  Por quê?  Uma visão tradicional  MotivaçõesEncontro 3Encarando o INCA  Imediato  Negativo  Concreto  AgenteEncontro 4Uma outra visão  Deus ofertando uma liberdade de escolha
  2. 2. ReferênciasDecision Making & The Will of Godby Garry Friesen & J. Robin Maxson
  3. 3. ReferênciasSmart Choices | A practical guide to making betterlife decisions by John S. Hammond, Ralph L. Keeney& Howard Raiffa
  4. 4. ReferênciasDriven | How Human Nature Shapes Our Choicesby Paul R. Lawrence & Nitin Nohria
  5. 5. http://projeto490.blogspot.com.br/
  6. 6. http://www.gfriesen.net/
  7. 7. Técnicas
  8. 8. PrOACT itd
  9. 9. Elementos p/ Tomada de Decisão Problema Objetivo Alternativas Conseqüências Trocas incerteza tolerância ao risco decisõesrelacionadas
  10. 10. Problema
  11. 11. Como seleciono osproblemas que devo trabalhar?
  12. 12. i. Isto não é importanteii. Não tenho a menor idéiaiii. Não pensei sobre isto.iv. Eles vão aparecendo e, prontov. Os meus sentidos selecionam por mimvi. Uso a razão para selecionarvii. Fortes emoções selecionam por mimviii.Alguém define por mimix. Procuro selecionar pelos ensinos bíblicos
  13. 13. Princípios & Valores
  14. 14. 10 O temor do SENHOR é oprincípio da sabedoria, e oconhecimento do Santo éentendimento. Provérbios 9
  15. 15. 10 O temor do SENHOR é oprincípio da sabedoria, e oconhecimento do Santo éentendimento. Provérbios 9
  16. 16. temor1. medo, terror, temendoa. medo, terrorb. coisa impressionante ouaterrorizante (objeto causandomedo)c. medo (de Deus), respeito,reverência, piedaded. reverenciadoOrigem: de H3373Twot: 907bPartes do discurso: substantivo
  17. 17. o temor doSENHOR
  18. 18. 24 Ninguém busque oproveito próprio, antescada um o de outrem. 1Coríntios 10
  19. 19. 24 Ninguém busque oproveito próprio, antescada um o de outrem. 1Coríntios 10
  20. 20. “KJV” Seek his ownBuscar a si próprio
  21. 21. o temor proveito do próprioSENHOR
  22. 22. 23 E ordenou o Senhor aJosué, filho de Num, dizendo:sê forte e corajoso, porquetu introduzirás os filhos deIsrael na terra que, comjuramento, lhes prometi; e euserei contigo. Deuteronômio 31
  23. 23. 23 E ordenou o Senhor aJosué, filho de Num, dizendo:sê forte e corajoso, porquetu introduzirás os filhos deIsrael na terra que, comjuramento, lhes prometi; e euserei contigo. Deuteronômio 31
  24. 24. “A coragem é a primeira das qualidades humanas, porque é aqualidade que garante as demais.” Winston Churchill
  25. 25. o temor proveito do próprioSENHOR força e coragem
  26. 26. 14 A parte que caiu entre osespinhos são os que ouviram e,indo seu caminho, sãosufocados pelos cuidados,riquezas, e deleites desta vidae não dão fruto comperfeição. Lucas 8
  27. 27. 14 A parte que caiu entre osespinhos são os que ouviram e,indo seu caminho, sãosufocados pelos cuidados,riquezas, e deleites desta vidae não dão fruto comperfeição. Lucas 8
  28. 28. 14 A parte que caiu entre osespinhos são os que ouviram e,indo seu caminho, sãosufocados pelos cuidados,riquezas, e deleites desta vidae não dão fruto comperfeição. Lucas 8
  29. 29. 14 A parte que caiu entre osespinhos são os que ouviram e,indo seu caminho, sãosufocados pelos cuidados,riquezas, e deleites desta vidae não dão fruto comperfeição. Lucas 8
  30. 30. o temor proveito do próprioSENHOR cuidados, força e riquezas e coragem deleites desta vida
  31. 31. 22 Os planos fracassam porfalta de conselho, mas sãobem-sucedidos quando hámuitos conselheiros. Provérbios 15
  32. 32. 22 Os planos fracassam porfalta de conselho, mas sãobem-sucedidos quando hámuitos conselheiros. Provérbios 15
  33. 33. o temor proveito do próprioSENHOR cuidados, força e riquezas e coragem deleites desta vida muitosconselheiros
  34. 34. 31 Oprimir o pobre é ultrajaro Criador, mas tratar combondade o necessitado éhonrar a Deus. Provérbios 14
  35. 35. 31 Oprimir o pobre é ultrajaro Criador, mas tratar combondade o necessitado éhonrar a Deus. Provérbios 14
  36. 36. o temor proveito do próprioSENHOR cuidados, força e riquezas e coragem deleites desta vida tratar com muitos bondade osconselheiros necessitados

×