Your SlideShare is downloading. ×
Às cegas tradições do natal
Às cegas tradições do natal
Às cegas tradições do natal
Às cegas tradições do natal
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Às cegas tradições do natal

484

Published on

Final de Ano chegando, a sociedade quer colocar situações que não existe, e você não se deixe enganar com as Festas de Final de Ano pois por trás de tudo isso há um ocultismo de Festas Pagãs.

Final de Ano chegando, a sociedade quer colocar situações que não existe, e você não se deixe enganar com as Festas de Final de Ano pois por trás de tudo isso há um ocultismo de Festas Pagãs.

Published in: Spiritual
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
484
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Às cegas Tradições do Natal Natal hoje Isaías 9.1-7 1. Mas a terra, que foi angustiada, não será entenebrecida; envileceu nos primeiros tempos, a terra de Zebulom, e a terra de Naftali; mas nos últimos tempos a enobreceu junto ao caminho do mar, além do Jordão, na Galiléia das nações. 2. O povo que andava em trevas, viu uma grande luz, e sobre os que habitavam na região da sombra da morte resplandeceu a luz. 3. Tu multiplicaste a nação, a alegria lhe aumentaste; todos se alegrarão perante ti, como se alegram na ceifa, e como exultam quando se repartem os despojos. 4. Porque tu quebraste o jugo da sua carga, e o bordão do seu ombro, e a vara do seu opressor, como no dia dos midianitas. 5. Porque todo calçado que levava o guerreiro no tumulto da batalha, e todo o manto revolvido em sangue, serão queimados, servindo de combustível ao fogo. 6. Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. 7. Do aumento deste principado e da paz não haverá fim, sobre o trono de Davi e no seu reino, para o firmar e o fortificar com juízo e com justiça, desde agora e para sempre; o zelo do Senhor dos Exércitos fará isto. Mateus 1.23
  • 2. 23. Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, E chamá-lo-ão pelo nome de Emanuel, Que traduzido é: Deus conosco. INTRODUÇÃO Dezembro é o mês do Natal, uma das maiores festa no Brasil. Mas quantos conhecem seu sentido verdadeiro? Para a maioria das pessoas, Natal tem a ver com festa, champagne, panetone, peru ou chester, presentes, luzes e Papai Noel – um Natal bem atual, mas bem distante do Natal da Bíblia. Para outros, Natal é um sinônimo de confraternização e reunião em família, de reconciliação e de fazer as pazes. Menos mal. Outros, ainda, preocupam-se em praticar boas ações: ajudar uma família necessitada ou alegrar crianças carentes. No entanto, intencionado por mais quem as nobres que pratica, sem quando essas muito ações e bem podem ser conseqüências de se ter entendido a essência do Natal. O que, então, é o Natal? Qual é o seu verdadeiro significado? O Natal bíblico e cristão é a comemoração do nascimento de Jesus Cristo, nosso Salvador, lembrando que a Bíblia não descreve dia e mês do seu nascimento. E tudo o mais, por melhor que seja, só faz sentido se vier com conseqüência dessa comemoração. Por exemplo: dou um presente a uma família necessitada na época do Natal como gesto de gratidão pela bênção que Deus me deu. Alegro uma criança no Natal porque Jesus Cristo veio trazer a alegria verdadeira de que já desfruto. Acendo luzes no Natal porque sei que Jesus Cristo é a luz do mundo. Perdôo a quem me tem ofendido e me reconcilio com alguém com que me tenha desentendido porque Jesus trouxe perdão e nova vida. Celebro o Natal e confraternizo com minha família, sem esquecer-me de que o nascimento de Jesus
  • 3. Cristo é a razão de toda a comemoração. Como você tem comemorado o Natal? Como vai comemorar o Natal neste ano? Você pode festejar, pode dar e receber presentes, pode alegrar-se e alegrar outros. Mas que tudo isso seja porque você sabe que Jesus é o centro de toda a festa e a razão do Natal. Ele é o maior presente de Deus para você e para mim. Tudo isso é muito bonito, mais quero trazer para vocês o que está em oculto sobre arvore de Natal, guirlanda e o Papai Noel. Às cegas tradições do Natal Alegrias e presentes à parte, muitas pessoas pensam que o Natal é o nascimento do Senhor Jesus, ou então que é uma festa de paz, confraternização, e alegria... Comemoram aquela data, de 25 de dezembro, de boa vontade despreocupadamente, acreditando que estão fazendo uma coisa boa, e sincera. Se pensarmos bem, vamos ver que nunca nos preocupamos ou questionamos de maneira adequada sobre esta tão abominável data, a sua origem e verdadeiras intenções. A desculpa mais comum de se ouvir é que todo mundo comemora o dia 25 de dezembro, e é uma festa de paz e alegria - em outras palavras, é a tradição cega que predomina nas atitudes das pessoas. O mesmo tipo de tradição dos judeus que valeu do Senhor Jesus uma forte repreensão (Marcos 7:8,9 e 13). Tradição religiosa que muitos prezam e sem pensar afirmam: "Meu pai foi desta religião, nasci nela e morrerei nela!” A religião é decidida como se fosse um agasalho da cor predileta - isto pode custar muito caro: a morte eterna. Assim também, por incrível que pareça, o cristão (aquele que verdadeiramente confessou o Senhor Jesus, que se arrependeu dos seus pecados, que crê, pela fé, na salvação eterna, através do sangue do Senhor Jesus, crendo que Ele é o Deus Todo Poderoso)- sim, este cristão comemora o Natal, participa dessa festa, e muito provavelmente com a máxima sinceridade, como tradição (entre muitas outras que infestam o meio evangélico), sem contudo saber que está praticando um ato abominável. Nós sabemos, é claro, que nada mais nos condena, pois somos resgatados pelo Senhor, pela misericórdia de Deus, pelo admirável
  • 4. amor, que, enquanto mortais aqui no mundo, não entenderemos completamente. Isto, porém, não justifica a nossa irresponsabilidade diante de nossas próprias atitudes. Deus vai nos pedir conta de tudo que fizemos aqui no mundo, após nossa conversão. (I Cor.3:13; IICor.5:10) Cada vez que comemoramos o Natal, escarnecemos do Senhor Jesus, nos tornamos cúmplices das obras das trevas e praticamos a hipocrisia. Mas, temos recursos: "Ora, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente e não censura, e ser-lhe-á dada. Peça-a, porém, com fé, não duvidando; pois aquele que duvida é semelhante à onda do mar, que é sublevada e agitada pelo vento".(Tiago 1:5,6) Quantos de nós, porém, realmente pedimos a Deus a sabedoria e o discernimento? Ou será que, por medo de assumirmos nossas responsabilidades, não nos aprofundamos nas maravilhosas riquezas da Palavra de Deus, como Ele nos manda fazer? Ele não Se contentaria jamais que nós, Seus filhos lêssemos a Bíblia todas as noites, antes de dormir, ou na hora do almoço, ou nos fins de semana - como se fosse uma obrigação. Mas, é para nós, herdeiros da Sua riqueza, nos deleitarmos na Sua Palavra e nos aprofundarmos nela. Assim, não pecaríamos por ignorância, ou ... por tradição. “Não tenha um feliz Natal – apenas, mas uma vida inteira feliz com Jesus”.

×