Materiais 1      Tiago Cruz cruz.tiago@unisul.br
Madeiras
Ecologia
Embora a extração seletiva tenha por alvo apenas  as árvores com valor comercial, os métodos de  extração geralmente provo...
Extração Ilegal
Caiu 22 por cento no mundo na última década, esta   redução significou a preservação de 17 milhões   de hectares de flores...
Experiência Revale
Funções de Produto
Alto Valor Prático
Alto Valor Estético
Alto Valor Simbólico
Processos
Cadeia Produtiva
1. Natural:    1. Arejamento ambiente uniforme    2. Cuidados com rachaduras,        empenamentos, encruamentos,        co...
Conjunto de ferramentas de medição, aferição, corte,perfuração, entalho, raspagem, ajuste e fixação.Máquinas manuais são f...
Ferramentas e Máquinas
Ferramentas e Máquinas
Ferramentas e Máquinas
Ferramentas e Máquinas
Ferramentas e Máquinas
Ferramentas e Máquinas
Comofas?!
Possibilidade de curvar a madeira através da água, da cola   quente e do vapor.Uma das particularidades do processo de env...
Madeiras Transformadas
São fabricadas através daalteração da estrutura fibrosaorientada do material, visando acorreção das característicasnegativ...
Homogeneidade de composição no caráter físico emecânicoMelhoria de propriedades como a retratilidade, pesoespecífico, resi...
Os tipos mais comuns são obtidos através dareaglomeração de madeira reduzida a fibras(chapadura), da reaglomeração de made...
Painel de madeira aglomerada com superfície uniforme e ultracompactaformada por uma camada extrafina de partículas. Estas ...
Aglomerado Cru
Painel versátil pronto para uso, feito com aglomerado de excelentequalidade superficial, revestido com folhas celulósicasi...
Aglomerado BP
não propaga chamas e não empenanão aguenta receber pregos e nemparafusos que não sejam apropriadosé necessário usar dispos...
Chapa de madeira compensada formada com sarrafos de madeirade aproximadamente 40mm, colados lado a lado e recobertoscom la...
Sarrafeado
Produzido com laminas de madeira torneada, que são montadassempre a cruzar o sentido das fibras da madeira. Essas laminas ...
Multilaminado
Fabricado com madeira Teca jovem ( 10 a 12 anos de idade ), produzidoscom a junção de pequenos pedaços de madeiras maciça ...
A Teca é usada em móveis de      alto luxo, marcenaria em      geral, para produção de      tampos de mesa e armários,    ...
São chapas muitos usados na construção civil, existem três tipos comfinalidades diferentes, o madeirite resinado são os ma...
Madeirite
boa resistência mecânicamaior resistência quando utilizado, porexemplo, como prateleira, suportando assimmais peso do que ...
Painel estrutural de tiras de madeira 100% de pinus, orientadasem três camadas perpendiculares, o que aumenta suaresistênc...
OSB
Menor custoMais qualidadeRapidez e controle de execução das obrasFlexibilidadeAproveitamento dos materiaisRedução de perda...
É o laminado decorativo de alta pressão, para revestimentoshorizontais e verticais. Devido a sua resistência a impactos,du...
Formica® Standard
É um laminado decorativo de alta pressão, termo-moldável, quediferencia-se dos demais laminados devido a sua propriedade d...
Formica® Postforming
Fita de PVC nas larguras de 22, 35, 50 e 100 mm, na espessura de0,45 mm, para:   acabamento de bordas e topos de painéis  ...
Fitas de Borda
Painel de fibra de média densidade (MDF-medium densityfiberboard) altamente versátil, homogêneo, fácil de cortar, usinar e...
MDF Cru
Painel versátil pronto para uso, com substrato em MDF (mediumdensity fiberboard), revestido com folhas celulósicas impregn...
MDF Revestido BP
possibilita acabamentos do tipoenvernizado, pinturas de todos os tipos eaplicações de revestimentos como tecidos epapel de...
O MDP (Medium Density Particleboard) é especialmente indicadopara a produção de móveis residenciais e comerciais de linhas...
baixo custoum dos mais utilizados em todo mundoMaior aproveitamento da madeiraos móveis feitos com o MDP pelas grandesfábr...
O MDF permite mais criatividade no design do móvel, que podereceber formas arredondadas e com riqueza de contornos . Issop...
MDF x MDP
A principal diferença entre MDP e oMDF é que no painel de MDP sãoutilizadas partículas de madeiraem camadas, ficando as ma...
Próxima aula:Trazer material de marcenaria paramontar um produto de madeira naturale/ou transformada.                     ...
Aula4 materiais
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Aula4 materiais

3,212

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
3,212
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
122
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Aula4 materiais

  1. 1. Materiais 1 Tiago Cruz cruz.tiago@unisul.br
  2. 2. Madeiras
  3. 3. Ecologia
  4. 4. Embora a extração seletiva tenha por alvo apenas as árvores com valor comercial, os métodos de extração geralmente provocam danos colaterais.Segundo o Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia – Imazon, para cada árvore comercial que é retirada, são danificadas outras 27 árvores com mais de 10 cm de diâmetro, são construídos 40 m de estradas e são abertos 600 m² no dossel florestal. Extração da Madeira
  5. 5. Extração Ilegal
  6. 6. Caiu 22 por cento no mundo na última década, esta redução significou a preservação de 17 milhões de hectares de florestas, área equivalente à do UruguaiCaiu entre 50 e 75 por cento na Amazônia brasileiraA madeira ilegal representa 35 a 72 por cento do total extraído na Amazônia brasileiraA China é o maior importador e processador de madeira ilegal Extração Ilegal
  7. 7. Experiência Revale
  8. 8. Funções de Produto
  9. 9. Alto Valor Prático
  10. 10. Alto Valor Estético
  11. 11. Alto Valor Simbólico
  12. 12. Processos
  13. 13. Cadeia Produtiva
  14. 14. 1. Natural: 1. Arejamento ambiente uniforme 2. Cuidados com rachaduras, empenamentos, encruamentos, colapsos, abaulamentos, torções, encanoamentos.1. Artificial: estufas próprias 1. Aumenta a velocidade de secagem 2. Torna a madeira mais flexível 3. Escurece o tom do material Secagem
  15. 15. Conjunto de ferramentas de medição, aferição, corte,perfuração, entalho, raspagem, ajuste e fixação.Máquinas manuais são ferramentas elétricas que sãooperadas manualmente.Ferramentas e Máquinas
  16. 16. Ferramentas e Máquinas
  17. 17. Ferramentas e Máquinas
  18. 18. Ferramentas e Máquinas
  19. 19. Ferramentas e Máquinas
  20. 20. Ferramentas e Máquinas
  21. 21. Ferramentas e Máquinas
  22. 22. Comofas?!
  23. 23. Possibilidade de curvar a madeira através da água, da cola quente e do vapor.Uma das particularidades do processo de envergamento da madeira está no fato de que as toras das árvores de açoita ficam de molho em água fluvial de 6 a 8 meses para amolecerem as fibras (curtas) - apropriadas para a envergamento; durante esse processo a madeira perde toda a sua seiva e como os cupins se alimentam dela, um móvel fabricado com esta madeira nunca será atacado por esses insetos tão temidos. Curvar a madeira
  24. 24. Madeiras Transformadas
  25. 25. São fabricadas através daalteração da estrutura fibrosaorientada do material, visando acorreção das característicasnegativas. Definição
  26. 26. Homogeneidade de composição no caráter físico emecânicoMelhoria de propriedades como a retratilidade, pesoespecífico, resistências ao cisalhamento e ao fendilhamento,etc.Aproveitamento integral do material lenhoso contido nasárvoresPossibilidade de obtenção de chapas de grandesdimensões e maior estabilidade dimensional. Vantagens
  27. 27. Os tipos mais comuns são obtidos através dareaglomeração de madeira reduzida a fibras(chapadura), da reaglomeração de madeirareduzida a fragmentos, aparas, lascas, etc.(aglomerados), da aglomeração por colagem definas lâminas desdobradas (laminados ecompensados) e da aglomeração de fibras demadeiras de média densidade (MDF). Tipos
  28. 28. Painel de madeira aglomerada com superfície uniforme e ultracompactaformada por uma camada extrafina de partículas. Estas característicasproporcionam economia em linhas de pintura e impressão, sendo assim indicadopara aplicações de revestimento de baixa gramatura e usinagens leves. Além disso,pode ser utilizado com quaisquer outros acabamentos tradicionais do setormoveleiro, tais como: revestimentos plásticos e celulósicos, lâmina demadeira, etc. Apresenta características superiores ao MDF quando aplicado emportas de armários de grandes dimensões, em laterais de armários de cozinha,laterais de roupeiros.Espessuras: 8, 10, 12, 15, 18 mm e Dimensão: 1850 x 2750 mm Aglomerado Cru
  29. 29. Aglomerado Cru
  30. 30. Painel versátil pronto para uso, feito com aglomerado de excelentequalidade superficial, revestido com folhas celulósicasimpregnadas com resina melamínica, o que lhe confereexcepcional resistência à abrasão e ao ataque de produtosquímicos. É especialmente indicado para produção em largaescala de móveis para escritórios, armários, estantes, racks,cozinhas, entre outros. Aglomerado BP
  31. 31. Aglomerado BP
  32. 32. não propaga chamas e não empenanão aguenta receber pregos e nemparafusos que não sejam apropriadosé necessário usar dispositivos de montagemcomo calhas, cavilhas e colaspouca durabilidade e nenhumaresistência à umidade Aglomerados
  33. 33. Chapa de madeira compensada formada com sarrafos de madeirade aproximadamente 40mm, colados lado a lado e recobertoscom laminas de madeira torneada, dispostas transversalmente nosentido das fibras da madeira, impedindo que a chapa contraia oudilate, produzido em uma prensa quente especial para secar acola. Podem ser de madeira maciça nativa, como pinus.Espessuras: 4, 15, 18 mm e Dimensão: 1600 X 2500 mm Sarrafeado
  34. 34. Sarrafeado
  35. 35. Produzido com laminas de madeira torneada, que são montadassempre a cruzar o sentido das fibras da madeira. Essas laminas sãocoladas com cola de cura quente, em prensas aquecidas, podemser de madeira maciça, pinus ou eucalipto.Existem dois tipos de multilaminado:Comum, construído com uréia-formoldeido – que não é a prova d´aguaNaval, feito com cola fenol-formoldeido – a prova d´agua.Espessuras: 4, 10, 15, 18, 25 mm e Dimensão: 1600 X 2200 mm Multilaminado
  36. 36. Multilaminado
  37. 37. Fabricado com madeira Teca jovem ( 10 a 12 anos de idade ), produzidoscom a junção de pequenos pedaços de madeiras maciça ( lamelas ) comcola especial; aparelhado e pronto para uso. Padrão A/B onde a face éperfeita e a contra-face apresenta pequenas imperfeições e baixo relevo,recomendado para uso interno, livre de intempéries.Medidas20mm x 1,20m x 2,25m / 35mm x 1,20m x 2,25m / 45mm x 1,20m x 2,25m50mm x 1,20m x 2,25m / 70mm x 1,20m x 2,25m Painel de Teca
  38. 38. A Teca é usada em móveis de alto luxo, marcenaria em geral, para produção de tampos de mesa e armários, prateleiras, gabinetes, objetos decorativos, revestimento de paredes, pisos, janelas, portas, esquadrias etc. Alia a estética da Teca enquanto madeira natural com a praticidade do painel industrializado. Madeira ecologicamente correta.Painel de Teca
  39. 39. São chapas muitos usados na construção civil, existem três tipos comfinalidades diferentes, o madeirite resinado são os mais usados e barato,normalmente em construção residenciais, já os fenólicos são usados naconstruções de prédios, industrias por ser mais resistente e requisitadosdevido a quantidade que proporciona de uso e o plastificado geralmentepara fazer concreto aparente e trabalhos que precisam ser resistente aágua. Madeirite
  40. 40. Madeirite
  41. 41. boa resistência mecânicamaior resistência quando utilizado, porexemplo, como prateleira, suportando assimmais peso do que o MDF, apresentandomenor deformaçãose revestidos com laminados Formica®,apresentam uma resistência superficial dezvezes maior do que MDF Compensados
  42. 42. Painel estrutural de tiras de madeira 100% de pinus, orientadasem três camadas perpendiculares, o que aumenta suaresistência mecânica e rigidez. Essas tiras de madeira são unidascom resinas e prensadas sob alta temperatura. Aplicações:Paredes e tetos; Base de pisos para a aplicação de carpetes, pisos demadeira, ladrilhos, etc ; Tapumes e barracões de obras; Pallets tipocontainer.Espessuras: 9, 12, 15, 18, 25 mm e Dimensão: 1,22 x 2,44 m OSB
  43. 43. OSB
  44. 44. Menor custoMais qualidadeRapidez e controle de execução das obrasFlexibilidadeAproveitamento dos materiaisRedução de perdasProdutos ecologicamente corretos OSB
  45. 45. É o laminado decorativo de alta pressão, para revestimentoshorizontais e verticais. Devido a sua resistência a impactos,durabilidade e estética, é muito utilizado em restaurantes, shoppings,residências, bares, escritórios e obras de construção civil em geral.Também pode ser utilizado no revestimento de portas e divisórias.Espessuras: 8 mm e Dimensão: 1250 x 3080 mm Formica® Standard
  46. 46. Formica® Standard
  47. 47. É um laminado decorativo de alta pressão, termo-moldável, quediferencia-se dos demais laminados devido a sua propriedade depoder ser curvado quando aquecido em equipamento específico. Asua aplicação em bordas arredondadas, com raio mínimo interno ouexterno de 12,7 mm, permite opções originais de design pararevestimentos horizontais e verticais. Possui grande resistência aodesgaste, ao calor, ao impacto e a manchas, tornando-o prático edurável. Possui os padrões Liso, Fantasia e Madeirados.Espessuras: 6 mm e Dimensão: 1250 x 3080 mm Formica® Postforming
  48. 48. Formica® Postforming
  49. 49. Fita de PVC nas larguras de 22, 35, 50 e 100 mm, na espessura de0,45 mm, para: acabamento de bordas e topos de painéis mdf e aglomerados revestidos mesas armários e gavetasAs fitas de PVC protegem contra umidade. Fitas de Borda
  50. 50. Fitas de Borda
  51. 51. Painel de fibra de média densidade (MDF-medium densityfiberboard) altamente versátil, homogêneo, fácil de cortar, usinar emoldar, com acabamento e densidade uniformes. Essascaracterísticas recomendam-no para a fabricação de móveis emgeral, pisos, divisórias, lambris, forros, caixas de som e outrasaplicações diversas na construção civil.Espessuras: 6, 9, 12, 15, 18, 25, 30 mm e Dimensão: 1830 X 2750mm MDF Cru
  52. 52. MDF Cru
  53. 53. Painel versátil pronto para uso, com substrato em MDF (mediumdensity fiberboard), revestido com folhas celulósicas impregnadascom resina melamínica, o que lhe confere excepcional resistência àabrasão e ao ataque de produtos químicos. Indicado para afabricação de móveis de escritório, armários, estantes, racks,cozinhas, lambris, forros, caixas de som e outras aplicações diversas,tanto em larga escala quanto em processos artesanais ou demarcenaria. MDF Revestido BP
  54. 54. MDF Revestido BP
  55. 55. possibilita acabamentos do tipoenvernizado, pinturas de todos os tipos eaplicações de revestimentos como tecidos epapel de parede, lâminas de madeira e PVCnão possui nós, veios ou imperfeiçõestípicas da madeira natural, as junções deuma placa com outra possui relativavantagem aos outros tipos de madeira MDF
  56. 56. O MDP (Medium Density Particleboard) é especialmente indicadopara a produção de móveis residenciais e comerciais de linhas retas,formas ogânicas, que não exijam usinagens em baixo relevo, entalhesou cantos arredondados.Por isso, o MDP pertence a uma nova geração de Painéis dePartículas de média Densidade com características superiores etotalmente distintas dos painéis de madeira aglomerada deantigamente. MDP Cru
  57. 57. baixo custoum dos mais utilizados em todo mundoMaior aproveitamento da madeiraos móveis feitos com o MDP pelas grandesfábricas, ficam mais baratos em relação aosoutros móveis feitos com outros materiais.É o material mais utilizado em lojas demodulados MDP
  58. 58. O MDF permite mais criatividade no design do móvel, que podereceber formas arredondadas e com riqueza de contornos . Issopode conferir ao móvel maior valor comercial. Ele recebe maisfacilmente a aplicação tanto de pintura como de PVC. Érecomendado para os casos que necessitem de usinagens desuperfície ou topo, pois ele proporciona melhor resultado deacabamento. Usinagens em baixo relevo, entalhes ou cantosarredondados também pedem MDF.De uso limitado, o MDP é mundialmente mais utilizado na fabricaçãode móveis residências e comerciais de linhas retas, como portas,laterais, prateleiras, divisórias, tampos retos ou pós-formados,laterais e frentes de gavetas retas, enfim, em partes verticais ehorizontais do móvel, sem restrições de uso. MDF x MDP
  59. 59. MDF x MDP
  60. 60. A principal diferença entre MDP e oMDF é que no painel de MDP sãoutilizadas partículas de madeiraem camadas, ficando as mais finasna superfície e as mais delgadasno miolo. MDF x MDP
  61. 61. Próxima aula:Trazer material de marcenaria paramontar um produto de madeira naturale/ou transformada. Trabalho
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×