Your SlideShare is downloading. ×
0
Aula4
Aula4
Aula4
Aula4
Aula4
Aula4
Aula4
Aula4
Aula4
Aula4
Aula4
Aula4
Aula4
Aula4
Aula4
Aula4
Aula4
Aula4
Aula4
Aula4
Aula4
Aula4
Aula4
Aula4
Aula4
Aula4
Aula4
Aula4
Aula4
Aula4
Aula4
Aula4
Aula4
Aula4
Aula4
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Aula4

2,526

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
2,526
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
122
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Tiago Cruz [email_address] Materiais 1
  • 2. Desafio
  • 3. De onde vem o vidro?!
  • 4. Vidros
  • 5. Definição Material cerâmico transparente geralmente obtido com o resfriamento de uma massa líquida à base de sílica . São considerados líquidos super resfriados.
  • 6. Sílica É o óxido de silício ( SiO2 ). Em seu estado natural, principal componente da areia , pode ser encontrado em 17 formas cristalinas distintas, entre elas o quartzo , o topázio e a ametista .
  • 7. Sílica
  • 8. Temp. de transição A temperatura de transição vítrea é definida como a temperatura (cerca de 1.300°C) que separa o comportamento sólido do líquido em um sólido amorfo como o vidro.
  • 9. Carac. Físicas <ul><li>Reciclabilidade </li></ul><ul><li>Menor resistência a altas temperaturas que as outras cerâmicas (de 300 a 400 o C) </li></ul><ul><li>Transparência (permeável à luz) </li></ul><ul><li>Dureza </li></ul><ul><li>Fragilidade </li></ul><ul><li>Ótimo isolante elétrico </li></ul><ul><li>Baixa condutividade térmica e elétrica </li></ul><ul><li>Recursos abundantes na natureza </li></ul><ul><li>Durabilidade </li></ul><ul><li>Inerte quimicamente </li></ul><ul><li>Impermeável </li></ul>
  • 10. Matéria-prima A maior parte dos vidros industriais comuns são compostos de: 72% de Areia (óxidos e carbonatos de silício, cálcio e sódio) 11% Calcário 14% Carbonato de sódio (barrilha ou soda) 2% Alumina 1% Corantes
  • 11. Matéria-prima Sílica + CaO e carbonato de sódio Sílica + óxido de boro Sílica de alta pureza Sílica + óxido de chumbo
  • 12. Sílica-Cal-Soda Sílica-Cal-Soda: Baixa temperatura de derretimento Facilidade de sopro e molde Baixo custo Óticamente puro (não se verde ou marron...)
  • 13. Sílica-Cal-Soda
  • 14. Boro-silicato Boro-silicato: CaO substituído B2O3 Ponto de derretimento mais alto Maior dificuldade de se trabalhar Menor coeficiente de expansão Maior resistência ao choque térmico Nome comercial: pirex
  • 15. Boro-silicato
  • 16. Boro-silicato
  • 17. Sílica de alta pureza “ Silica Glass ” Alta transparência Quase SiO2 puro Muito alta temperatura de derretimento Dificuldade de se trabalhar Muito mais resistência ao choque térmico e a altas temperaturas
  • 18. Sílica de alta pureza
  • 19. Vidro x Cristal
  • 20. Vidro x Cristal
  • 21. Vidro x Cristal Vidro ≠ Vidro cristal ≠ Cristal mineral natural (diamante e quartzo.) A estrutura molecular de ambos os materiais tem o mesmo desenho. O principal componente dos dois é a areia , ou sílica (SiO2). Os outros ingredientes é que variam. O vidro comum combina a sílica com óxido de sódio (Na2O), óxido de cálcio (CaO) e óxido de alumínio (Al2O3). O cristal acresce à sílica apenas o óxido de chumbo (Pb2O3).
  • 22. Classificação <ul><li>Recozido : recozido refletivo. </li></ul><ul><li>Temperado : processo de têmpera que estabelece tensões nas zonas superficiais e correspondentes a altas tensões no centro ( externamente em compressão e internamente em expansão ). </li></ul><ul><li>Laminado : um ou mais vidros intercalados com polivinil butiral . </li></ul>
  • 23. Vidro Recozido Processo pelo qual o vidro passa para alívio das tensões de processamento no final da sua fabricação.
  • 24. Têmpera Processo de aquecimento e resfriamento graduais para aumento da resistência a altas temperaturas. O vidro temperado quando fraturado se fragmenta em pequenos pedaços , com arestas menos cortantes que o vidro comum. Tem resistência mecânica cerca de quatro a cinco vezes superior à do vidro comum. Depois de acabado, não permite novos processamentos de cortes, furos ou recortes.
  • 25. Vidro Temperado
  • 26. Vidro Temperado
  • 27. Polivinil Butiral
  • 28. Polivinil Butiral
  • 29. Reciclagem
  • 30. Material Ecológico O vidro é total e infinitamente reciclável.
  • 31. Processos
  • 32. Mais indicados Prensagem, sopro, estiramento, laminação e moldagem por gravidade.
  • 33. Vídeos
  • 34. Oficina
  • 35.  

×