Your SlideShare is downloading. ×
Capítulo 3 – Determinando o plano alimentar – Manual de Nutrição     Paciente     Capítulo 3 DETERMINANDO O PLANO ALIMENTAR
MaNual de Nutrição                                               teMas e autoresCapítulo  – Os alimentos: calorias,       ...
MaNual de Nutrição       Paciente     CaPÍtulo 3DETERMINANDO OPLANO ALIMENTAR
DETERMINANDO O PLANO ALIMENTARAutor: Anita SachsColaboradoras: Juliane Costa Silva Zemdegs e Clarissa Paia Bargas UezimaMI...
Capítulo 3 – Determinando o plano alimentar – 5PERGUNTAS FREQUENTES:                                     O QUE VOCÊ PODE C...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Manual nutricao (nao profissional) 3

701

Published on

0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
701
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Manual nutricao (nao profissional) 3"

  1. 1. Capítulo 3 – Determinando o plano alimentar – Manual de Nutrição Paciente Capítulo 3 DETERMINANDO O PLANO ALIMENTAR
  2. 2. MaNual de Nutrição teMas e autoresCapítulo – Os alimentos: calorias, • Mestra em Nutrição Humana pela UFRJ • Especialista em Educação e Saúde pela UFRJmacronutrientes e micronutrientes • Membro do Departamento de Nutrição e Metabologia da SBD - 2006/2007Anelena Soccal Seyffarth• Nutricionista Especialista em Nutrição Humana Capítulo 7 - Plano alimentar nas situações• Preceptora da Residência em Nutrição da Secretaria de Saúde do Dis- trito Federal especiais: escola, trabalho, festas, restaurantes e• Membro do Departamento de Nutrição e Metabologia da SBD – dias de doença 2006/2007 Gisele Rossi GoveiaCapítulo 2 – Alimentação e hábitos saudáveis • Nutricionista Especialista em Nutrição Clínica pela Associação Brasilei- ra de Nutrição - ASBRANDeise Regina Baptista Mendonça • Nutricionista da Preventa Consultoria em Saúde/SP; • Membro do Conselho Consultivo da Associação de Diabetes Juvenil• Nutricionista Especialista em Administração Hospitalar e em Saúde de São Paulo Pública • Coordenadora do Departamento de Nutrição e Metabologia da SBD• Professora -adjunta do Departamento de Nutrição da Universidade - 2006/2007 Federal do Paraná (UFPR)• Coordenadora do Curso de Especialização em Nutrição Clínica da UFPR; Colaboradoras:• Membro do Departamento de Nutrição e Metabologia da SBD – 2006/2007 Ana Cristina Bracini de Aguiar • Especialista em Nutrição ClínicaCapítulo 3 – Determinando o plano alimentar • Pós graduação em Administração Hospitalar. • Nutricionista Clínica do Instituto da Criança com Diabetes, do RioAnita Sachs Grande do Sul. • Membro do Departamento de Nutrição e Metabologia da SBD –• Nutricionista Mestre em nutrição humana pela London School Hy- 2006/2007 giene and Tropical Medicine• Professora adjunta e chefe da disciplina de Nutrição do Departamento de Medicina Preventiva da UNIFESP, Clarissa Paia Bargas Uezima• Doutora em Ciências pela UNIFESP • Nutricionista• Membro do Departamento de Nutrição e Metabologia da SBD – • Especialista em Nutrição em Saúde Publica pela UNIFESP 2006/2007 Josefina Bressan Resende MonteiroCapítulo 4 – Plano alimentar e diabetes mellitus • Nutricionista Especialista em Nutrição Clínica pela Universidade Fed-tipo eral do Rio de Janeiro • Professora-adjunta do Departamento de Nutrição e Saúde da Univer-Luciana Bruno sidade Federal de Viçosa (DNS/UFV) • Pesquisadora do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e• Nutricionista Especialista em Nutrição Materno Infantil pela Unifesp Tecnológico (CNPq) com treinamento na Joslin Diabetes Center • Coordenadora do Departamento de Nutrição e Metabologia da SBD• Nutricionista da Preventa Consultoria em Saúde /SP – 2004/2005• Membro do Conselho Consultivo da Associação de Diabetes Juvenil de São Paulo Juliane Costa Silva Zemdegs• Membro do Departamento de Nutrição e Metabologia da SBD – 2006/2007 • Nutricionista • Especialista em Nutrição em Saúde Publica pela UNIFESPCapítulo 5 – Plano alimentar e diabetes mellitus Kariane Aroeira Krinastipo 2 • NutricionistaCeleste Elvira Viggiano • Membro do Departamento de Nutrição e Metabologia da SBD – 2006/2007• Nutricionista clínica e sanitarista• Educadora e especialista em diabetes, obesidade e síndrome metabóli- Marisa Sacramento Gonçalves ca.• Coordenadora do Curso de Graduação em Nutrição da Universidade • Nutricionista Centro de Diabetes e Endocrinologia do Estado da Ba- Municipal de São Caetano do Sul-SP hia• Membro do Departamento de Nutrição e Metabologia da SBD – • Residência em Nutrição Clínica - Hospital Universitário Antonio Pedro, 2006/2007 Niterói/RJ1980 • Especialista em Controle e Qualidade de Alimentos UFBA 1989 • Membro do Departamento de Nutrição e Metabologia da SBD –Capítulo 6 – Plano alimentar nas complicações 2006/2007metabólicas, agudas e crônicas do diabetes:hipoglicemia, nefropatia, dislipidemiasMarlene Merino Alvarez• Nutricionista do grupo de Diabetes da Universidade Federal Flumi- nense (UFF);
  3. 3. MaNual de Nutrição Paciente CaPÍtulo 3DETERMINANDO OPLANO ALIMENTAR
  4. 4. DETERMINANDO O PLANO ALIMENTARAutor: Anita SachsColaboradoras: Juliane Costa Silva Zemdegs e Clarissa Paia Bargas UezimaMITOS: gam os rins. Esses alimentos também con- 1. Todo paciente portador de diabetes deve têm gorduras saturadas e colesterol que, seguir o mesmo plano alimentar? em exagero, podem acarretar em compli- 2. As carnes, ovos e queijos não contêm açú- cações crônicas (pressão alta, doença renal, car. Podem, então, ser consumidos à von- ou doenças cardíacas).. Somente a avaliação tade? nutricional por um profissional capacitado 3. Quais frutas os pacientes com diabetes po- será capaz de determinar as quantidades dem consumir ? ideais para cada pessoa. 3. Todas as frutas podem ser consumidas ,FATOS: não existe fruta proibida. No entanto, não 1. O consumo de quantidades adequadas de podemos consumi-la a vontade , pois tam- calorias, proteínas, carboidratos, gordu- bém aumentam a glicemia. Outra dica im- ras, vitaminas e minerais é necessário para portante é preferir comer a fruta ao invés de o bom funcionamento do organismo. Estas tomar o suco. quantidades, conhecidas como necessidades nutricionais, variam de pessoa para pes- soa em função da idade, peso, altura, sexo e atividade física, assim como durante a gravi- dez e a amamentação. Assim, não existe um plano alimentar padrão para o indivíduo com diabetes. A ingestão de cada nutriente deve ser individualizada, baseada na avalia- ção nutricional, perfil metabólico, peso e ob- jetivos do tratamento. 2. Carnes, ovos e queijos não contêm açúcar, mas possuem proteínas que, em excesso, também alteram a glicemia e sobrecarre-
  5. 5. Capítulo 3 – Determinando o plano alimentar – 5PERGUNTAS FREQUENTES: O QUE VOCÊ PODE COMEÇAR A FAZER:Tenho diabetes, preciso de alimentos • Conscientizar-se da importância de uma ali-especiais? mentação saudável para a sua saúde; • Procurar um nutricionista.Resposta: Não. O indivíduo com diabetes, assimcomo o não portador de diabetes , deve ter umaalimentação variada, com conteúdo balanceado denutrientes, rica em grãos integrais, frutas, vegetais,carnes e laticínios magros. Os adoçantes artificiais ouedulcorantes podem ser utilizados, considerando-seo seu valor calórico. Nem todos os produtos dieté-ticos são destinados aos portadores de diabetes, e parautilizá-los são necessárias cautela e moderação, lercuidadosamente os rótulos dos alimentos e procurara orientação do nutricionista.

×