Cartilha do Trabalhador   IDT
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Cartilha do Trabalhador IDT

on

  • 2,645 views

Esta cartilha elaborada pelo Instituto de Desenvolvimento do...

Esta cartilha elaborada pelo Instituto de Desenvolvimento do
Trabalho – IDT, tem como objetivo fornecer informações
básicas para os trabalhadores e trabalhadoras cearenses que
buscam orientações específicas para uma inserção/
reinserção no mundo do trabalho.

Statistics

Views

Total Views
2,645
Views on SlideShare
2,645
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
27
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Cartilha do Trabalhador IDT Document Transcript

  • 1. Cartilha doTrabalhador(a) ! ! !! !
  • 2. Equipe TécnicaAna Clara Braga MenesesAntônio de Paiva Ferreira NetoEuzeliz do Nascimento da SilvaMaria Elizeuda LoboJoão Bosco SampaioJúlia Torres ColaresSemiramis Alves DinizCapa, Design e DiagramaçãoAntônio Ricardo Amâncio LimaRaquel Marques Almeida RodriguesRevisãoRegina Helena Moreira CampeloCorrespondência para:Instituto de Desenvolvimento do Trabalho - IDTAv. da Universidade, 2596 - BenficaCEP: 60020-180 - Fortaleza-CETel.: (85) 3101.5500Fax.: (85) 3101.5505Endereço Eletrônico: idt@idt.org.br
  • 3. Apresentação “...um homem se humilha se castram seus sonhos seu sonho é sua vida e vida é trabalho e sem o seu trabalho o homem não tem honra...” (Gonzaguinha)Esta cartilha elaborada pelo Instituto de Desenvolvimento doTrabalho – IDT, tem como objetivo fornecer informaçõesbásicas para os trabalhadores e trabalhadoras cearenses quebuscam orientações específicas para uma inserção/reinserção no mundo do trabalho.Por se tratar de um instrumento de fácil manuseio, buscou-seformatá-la de maneira simples e didática, incluindoinformações que orientem o trabalhador sobre onde secadastrar para obter oportunidade de emprego, como e ondeparticipar de uma oficina de orientação para o trabalho, quaistipos de documentos são necessários para um emprego eonde tirá-los, como elaborar um currículo e proceder numaentrevista de emprego, quais os direitos trabalhistasgarantidos por lei, dentre outras.A distribuição deste exemplar busca contribuir de formaefetiva para a vida profissional do trabalhador.Francisco De Assis DinizPresidente do IDT
  • 4. 5 Na era das competências, é preciso conhecer nossos talentos e buscar desenvolvê-los em nível pessoal e profissional, pois o mercado de trabalho nos exige...Postura profissional – habilidade para realizar as atividadese responsabilidades de forma ética, ponderada e disciplinada.Habilidade de comunicação – domínio da línguaportuguesa, conhecimento de outros idiomas e de formasde linguagens adequadas à diversidade da clientela, paragarantir a facilidade na expressão e compreensão durante odiálogo.Educação formal – nível educacional compatível àcomplexidade do trabalho que executa ou deseja executar.Maturidade emocional – capacidade para controlar asemoções não as deixando interferir nas relações de trabalho.Habilidade interpessoal – capacidade para estabelecer emanter relações de trabalho produtivas, trabalhar em equipee solucionar conflitos.Desenvolvimento contínuo – ação pessoal contínuadirecionada à participação e realização de atividades quefavoreçam o crescimento pessoal e profissional.
  • 5. 6 Na procura por emprego é importante que... °toda a documentação pessoal e profissional, Prepare mantendo-a sempre em perfeito estado de conservação e apresentação. Faça seu cadastro no Sistema Público de Emprego. Procure ° a Unidade de Atendimento do SINE/IDT, mais próxima à sua residência, ou acesse o site www.idt.org.br. Fique atento(a) ao mercado de trabalho para identificar as ° oportunidades de ofertas de emprego. Elabore uma relação de empresas, que seja do seu interesse ° fazer parte do quadro de empregados, e defina a melhor maneira para entrar em contato com elas, faça-o mais brevemente possível, posteriormente, certifique-se se a forma escolhida para o contato foi bem-sucedida. Ao ser convidado(a) a apresentar-se à empresa, busque ° previamente informações sobre ela, para conhecê-la e facilitar o diálogo com o responsável em atendê-lo(a), esteja de posse de toda a documentação necessária, caso seja solicitada, e leve consigo caneta. ° vestir-se de forma que lhe possibilite uma Procure apresentação pessoal agradável e adequada ao ambiente de trabalho e que seja confortável, pois caso venha a participar de alguma atividade que envolva movimentação você não se sentirá incomodado(a).
  • 6. 7 Buscando ingressar ou reingressar no mercado de trabalho é importante que esteja com a documentação pessoal preparada ...Carteira deTrabalho e Previdência Social - CTPSOnde tirarUnidade de Atendimento do SINE/IDT, SuperintendênciaRegional do Trabalho e Emprego - SRTE, Casa do Cidadão ePrefeituras Municipais.O que necessita1 foto 3 x 4 recente, com fundo branco; CPF (obrigatório),Certidão de Nascimento, Certidão de Casamento, secasado(a) ou Carteira de Identidade (RG). Caso ointeressado(a) já disponha dos demais documentos pessoais,como Habilitação e Título de Eleitor, levá-los para seremincluídos na CTPS.CTPS para menores de 14 anosAlém dos documentos descritos acima, é obrigatória aapresentação do mandato judicial com número, data e nomedo juiz que o expediu. DOCUMENTOSQuanto Custa CTPS IDENTIDADE CPF TÍTULOGratuita.
  • 7. 8 Carteira de Identidade - Registro Geral (RG) Onde tirar Válido em todo o território nacional, o RG é emitido pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social; Casas do Cidadão; 6º e 18º Distrito Policial; como também outras localidades, exemplo Centros Comunitários dos Conjuntos Santa Teresinha,Tancredo Neves e São Francisco – em Fortaleza. O que necessita ° 3x4, igual e recente Uma foto °(a) – Certidão de Nascimento (original e cópia) Solteiro ° ou viúvo (a) – Certidão de Casamento (original e Casado (a) cópia) ° Divorciado (a) ou separado (a) judicionalmente – Certidão de Casamento (original e cópia com averbação do divórcio ou separação). Quanto custa Gratuita. Título de eleitor Onde tirar Tribunal Regional Eleitoral – TRE – Cartório Eleitoral O que necessita Carteira de Identidade (RG), Certidão de Nascimento ou Certidão de Casamento, comprovante de residência (conta de água, luz ou telefone). Para as pessoas com idade igual a 16 anos é facultativo, a partir de 18 anos, é obrigatório. Quanto Custa Gratuito.
  • 8. 9Cadastro de Pessoa Física - CPFOnde tirarNas agências da Caixa Econômica Federal, do Banco do Brasilou dos Correios.O que necessitaOs contribuintes maiores de 18 anos devem apresentarDocumento de Identificação com foto, Título de Eleitor eComprovante de endereço. Para os que têm entre 16 e 18anos (incompletos), devem apresentar Documento deIdentificação com foto, Título de Eleitor (opcional) eComprovante de endereço. Para os menores de 16 anos, énecessária a presença do responsável e a apresentação daCarteira de Identidade ou Certidão de Nascimento, além decomprovante de endereço.Quanto custaSerá cobrada uma taxa, atualmente, no valor de R$ 5,50(cinco reais e cinquenta centavos).Cartão do Programa de Integração Social - PISO trabalhador, ao retirar sua Carteira de Trabalho - CTPS,automaticamente é cadastrado no Programa. Por meio dessecadastramento, o trabalhador recebe o número de inscriçãono PIS, que possibilitará consultas e saques dos benefíciossociais administrados pela CAIXA.Quanto CustaGratuito.
  • 9. 10 Alistamento Militar ou Carteira de Reservista Onde tirar Junta de Serviço Militar. O que necessita A pessoa do sexo masculino, ao completar a idade de 18 anos, obrigatoriamente, deverá alistar-se na Junta de Serviço Militar da Marinha, Aeronáutica ou Exército brasileiro, no período de 1º de janeiro a 30 de abril, portando a original da Certidão de Nascimento, uma foto 3X4 recente e comprovante de residência. Caso tenha sido aprovado em vestibular, ou esteja cursando Medicina, Odontologia, Farmácia ou Veterinária, poderá pedir adiamento de incorporação até o término do curso na faculdade. Quanto Custa Gratuito. Documentação Complementar °Apresentação Pessoal Carta de Comprovante de Escolaridade ° Certificados de Conclusão de Cursos ° Folha Corrida ou Criminal (quando o cargo exigir) ° Currículo ° ° Referência de Empregos Anteriores e/ou pessoa Carta de física Comprovante de endereço. °
  • 10. 11Faça a diferença, elabore seu currículo Curric ulu m vit ae ANTONIA ALEXANDRINA DE MORAIS Av. da Universidade, 2596 Benfica CEP. 60.000-000 Fortaleza - Ce Tel..: (85) 0000-0000/ E-mail: xxx@xxxmail.com.br 20 anos, brasileira, solteiraObjetivoOperador de telemarketingQualificação ProfissionalOperador de telemarketing - 40 h/a - SENAC/2008Informática Básica: Word, Excel, Power Point - 60 h/a -CDL/2008Histórico ProfissionalSiemens Ltda - Atende telemarketing - executava vendas epós-vendas - 08/2008 a 10/2009Formação EscolarEnsino Médio Concluído - 2007Informações Adicionais - alguns exemplos- Ler ou falar outro idioma (especificar)- Desenvolver trabalhos voluntários (especificar)
  • 11. 12 Bom currículo atrai! Mau currículo afasta! Não se utiliza mais o termo CURRÍCULO VITAE. Inicie o currículo com o seu nome. No campo das informações pessoais, não é necessário mencionar o nome dos pais (filiação) ou números de documentos. Exemplo: ANTONIA ALEXANDRINA DE MORAIS Av. da Universidade, 2596 - Benfica - 60.000 -00 - Fortaleza - Ce Tel..: (85) 0000-0000/ E-mail: xxx@xxxmail.com.br 20 anos, brasileira, solteira Lembre-se do objetivo! É necessário mencionar em que área ou cargo você pretende atuar. Evite indicar mais de um cargo e uma área em um mesmo currículo. Exemplo: Objetivo: Operador de telemarketing
  • 12. 13Mencione apenas os cursos relacionados à área de interesseindicado no campo “objetivo”.Se sua relação de atividades ou cursos é muito extensaselecione apenas as últimas cinco ou as mais importantes.Exemplo: Qualificação Profissional Operador de telemarketig - SENAC/2008 Informática Básica: Word, Excel, Power Point - CDL/2008Quando se mencionam datas, a ordem deve ser do empregomais atual para o antigo.Ao informar as ocupações ou cargos nos empregosanteriores, é importante citar as atribuições que oprofissional teve em cada empresa.Exemplo: Histórico ProfissionalSiemens Ltda - Atende em telemarketig - executava vendas e pós- vendas - 08/2008 a 10/2009 Formação Escolar Ensino Médio Concluído 2007Somente coloque salário, foto, assinatura e data, se for umaexigência da empresa que receberá seu currículo.Nomes e contatos para referências não devem constar nocurrículo. Poderão ser entregues em folha à parte, somentese solicitados no momento da entrevista.
  • 13. 14 Entrevista de Emprego: o que fazer para obter sucesso Busque, previamente, informações sobre a empresa, missão, ° visão de futuro, negócios, produtos e serviços, mercado em que atua, políticas e demais informações importantes para o seu desempenho durante a entrevista. ° o controle das emoções. Mantenha ° tempo para não causar transtornos em relação Planeje seu ao horário agendado para a entrevista. ° apresentação pessoal, vista-se de forma que lhe Zele pela possibilite uma apresentação pessoal agradável e adequada ao ambiente de trabalho. ° previamente seus dados pessoais e profissionais Organize para ter argumentações convincentes e melhor vender sua imagem ao entrevistador. Demonstre educação, segurança e confiabilidade nos ° posicionamentos. Fique atento às perguntas para não sair do foco da questão. ° Ao responder às perguntas esteja atento para explorar seus ° conhecimentos, experiências, comportamentos e atitudes que venham deixar claro para ele que é vantajoso para a empresa tê-lo como colaborador. Procure tirar todas as suas dúvidas em relação à natureza do ° trabalho que irá executar, as condições de trabalho, salário, benefícios e demais informações que julgue necessárias para a sua decisão em fazer parte dessa empresa. ° mente que seu contato com a empresa se trata de Tenha em uma relação de negócio, para tanto, mesmo que não venha a concretizar sua contratação, procure deixar sempre a porta aberta para contatos posteriormente.
  • 14. 15 Seguro-desemprego o que é ?É um benefício instituído pelo Decreto-lei nº 2.284/86, com afinalidade de prestar assistência financeira temporária aotrabalhador desempregado.Onde requererO trabalhador que tenha sido empregado formalmente (comcarteira assinada), pelo menos seis meses durante os últimostrês anos, e tenha sido demitido sem justa causa.Além disso, ele não pode estar recebendo qualquer benefícioprevidenciário de prestação continuada, exceto auxílioacidente e pensão por morte (Ex: aposentadoria) e, nempossuir renda própria, de qualquer natureza, suficiente para asua manutenção e de sua família.Documentos obrigatórios para requerer e receber° Trabalho e Previdência SocialCarteira do° Identidade e CPFCarteira de° extrato atualizado do PIS/PASEPCartão ou° Rescisão de Contrato, devidamente quitadoTermo deComprovante do recebimento do Fundo de Garantia por° Tempo de Serviço (FGTS)2 (dois) últimos contra-cheques°Formulários de comunicação de dispensa (CD) e°requerimento do Seguro-Desemprego (SD), preenchidospela empresa° Judicial ou homologação do acordo, para osSentençatrabalhadores com reclamatória trabalhista
  • 15. 16 Prazo para requerer o seguro-desemprego O trabalhador terá um prazo de sete até cento e vinte dias, contados a partir da data de demissão, para requerer o benefício nas Unidades de Atendimento do SINE/IDT ou na SRTE. Para aqueles que estiverem promovendo reclamatória trabalhista, o prazo é de 120 dias, contados da data da sentença judicial transitada em julgado, que reconheça esse direito. Quantidade de parcelas O seguro-desemprego será concedido ao trabalhador desempregado, por um período máximo variável entre três a cinco meses, que comprove o seguinte tempo de vinculo empregatício: ° meses = Três parcelas De 6 a 11 ° meses = Quatro parcelas De 12 a 23 ° meses = Cinco parcelas De 24 a 36 Quem mais tem direito ao seguro-desemprego? Pescador artesanal e empregado (a) doméstico (a).
  • 16. 17 Seguro-desemprego do pescador artesanalQuem tem direito?O pescador profissional que exerça sua atividade de formaartesanal, individualmente ou em regime de economia familiar,ainda que com o auxílio eventual de parceiros, fará jus aobenefício de seguro-desemprego, no valor de um saláriomínimo mensal, durante o período de defeso de atividadepesqueira para a preservação da espécie.No Ceará, esse benefício é concedido aos pescadoresartesanais, no período de defeso de piracema, que contemplaas espécies branquinha/beiru, curimatã comum, piaba/lambari,piau comum, piau verdadeiro, sardinha e tambaqui (espécie daregião amazônica) e no defeso da lagosta.Para ter acesso ao seguro, o pescador também não poderáestar recebendo nenhum benefício de prestação continuadada Previdência Social, exceto auxílio-acidente ou pensão pormorte.
  • 17. 18 Documentação necessária para requerer o seguro 01. Carteira de Identidade 02. Carteira do Trabalho e Previdência Social (CTPS) 03. Cadastro de Pessoa Física - CPF 04.Comprovante de endereço (contendo o CEP) 05. Registro Geral de Pesca (RGP), emitido pela SEAP/PR, com antecedência mínima de um ano da data de início do defeso 06. Cartão do PIS/PASEP ou extrato atualizado 07. Carteira da Marinha (pescador de lagosta) 08. Inscrição no INSS, como segurado especial (NIT) 09. Comprovantes de venda do produto pescado, mediante: ü Notas Fiscais (duas) emitidas pelo(s) comprador(es) - Pessoa Jurídica ou Cooperativa ou ü Recolhimentos de 2 (duas) contribuições ao INSS em nome próprio (matrícula CEI), em caso de venda à Pessoa Física 10.Certificado de Registro da Embarcação emitido pela SEAP/PR, comprovando que a permissão de pesca concedida é da espécie objeto do defeso (pescador de lagosta) 11.Título de Inscrição da Marinha (pescador de lagosta) 12. Declaração pessoal de que não dispõe de outra fonte de renda diversa da decorrente da atividade pesqueira 13. Declaração comprobatória do exercício da pesca da espécie objeto do defeso - Promotoria de Justiça local Obs(*): O Ministério do Trabalho e Emprego poderá, quando julgar necessário, exigir outros documentos para habilitação do benefício. Quantidade de parcelas e valor do benefício É igual ao número de meses de duração do defeso: ü= seis meses Lagosta ü = três meses Piracema O valor de cada parcela é de um salário-mínimo vigente na época. Prazo para requerer Trinta dias antes do início do defeso, estabelecido mediante Portaria do IBAMA, até o final deste, desde que não ultrapasse 180 dias.
  • 18. 19 Seguro-desemprego do (a) empregado (a) doméstico (a)Quem é o empregado (a) doméstico (a)?Toda pessoa que presta serviço de natureza contínua e definalidade não-lucrativa à pessoa ou à família, no âmbitoresidencial (ex: cozinheiro, jardineiro, babá, motoristaparticular, governanta, copeira, entre outros...)Quem pode receber o benefício?Todo empregado (a) doméstico (a) demitido sem justa causa,que tenha exercido com exclusividade esta atividade, desdeque:1) Tenha trabalhado nesta ocupação, pelo menos, 15 mesesnos últimos 24 meses que antecedem a data de dispensa.2) Tenha, no mínimo, 15 meses de recolhimento do FGTS,retroativo à data de demissão e de forma contínua.OBS: O recolhimento do FGTS do empregado doméstico, por parte doempregador, não é obrigatório.3) Esteja inscrito como contribuinte individual da PrevidênciaSocial e em dia com as contribuições.4) Não estar recebendo nenhum benefício da PrevidênciaSocial de prestação continuada, exceto auxílio acidente epensão por morte .5) Não possua renda própria de qualquer natureza, suficientepara sua manutenção e de sua família.
  • 19. 20 Documentação necessária ° Trabalho assinada pelo empregador Carteira do ° Rescisão de Contrato Termo de Comprovante de recolhimento das contribuições ° previdenciárias e do FGTS ° PIS/PASEP ou extrato atualizado Cartão do Comprovante de inscrição de contribuinte individual - NIT ° °do empregador no Cadastro Específico no INSS – Inscrição CEI Prazo para requerer/quantidade e valor das parcelas O empregado (a) doméstico (a) terá o prazo que vai de sete a noventa dias, após a data de sua dispensa, para requerer o benefício. A quantidade é concedida em, no máximo, três parcelas de forma contínua ou alternada a cada período de dezesseis meses decorridos da dispensa que originou o benefício anterior. O valor das parcelas será correspondente ao valor de um salário-mínimo.
  • 20. 21 Oficina de Orientação para o TrabalhoO que é ?Uma ação educativa, realizada mediante atividades práticasque possibilitam, na linha da pré-qualificação, discutir e refletirsobre conhecimentos necessários à inserção e permanênciano mercado de trabalho.Algumas vantagens da oficina° em seu conteúdo programático orientaçõesApresentasobre as posturas e atitudes exigidas pelo mercado detrabalho atualDá oportunidade ao educando de ter informações°atualizadas sobre a realidade e a dinâmica do mercado detrabalho° ao educando rever suas estratégias ouPossibilitaprocedimentos com relação à busca por colocação nomercado de trabalho° educando na elaboração de seu currículo e comoOrienta ose apresentar para entrevista quando estiver participandode um processo seletivo.
  • 21. 22 Onde as oficinas acontecem? Nas Unidades de Atendimento do SINE/IDT. Qual a carga horária de realização? 4 horas aulas. Quem pode participar? Todos os trabalhadores que buscam orientações sobre mercado de trabalho. Como participar? Fazendo sua inscrição em uma Unidade do SINE /IDT.
  • 22. 23Os meus direitos trabalhistas são garantidos SALÁRIO AVISO PRÉVIO LICENÇA MATERNIDADE SALÁRIO FAMÍLIA LICENÇA PATERNIDADE HORA EXTRA FGTS SEGURO DESEMPREGO FÉRIAS PIS
  • 23. 24 Direitos doTrabalhador ° - Nenhum trabalhador pode receber menos SALÁRIO que um salário-mínimo por mês. ° AVISO-PRÉVIO - Quando houver rescisão de contrato sem justa causa, o empregador deverá avisar com antecedência de trinta dias, seja qual for a forma de pagamento de salário e o tempo de serviço do empregado. ° MATERNIDADE - Tem direito assegurado por LICENÇA lei a mulher trabalhadora, durante o período de 120 dias após o parto. O valor do salário maternidade será igual à remuneração integral e deverá ser pago pela empresa (a licença maternidade de 120 dias pode começar antes do parto mediante atestado médico). ° SALÁRIO-FAMÍLlA - Para receber o salário-família, o assegurado deverá apresentar a Certidão de Nascimento e cartão de vacina do filho (até 14 anos). Se for inválido, apresenta-se a documentação necessária (sem limite de idade), comprovando a invalidez (apresentar, também, o comprovante de frequência à escola). ° PATERNIDADE - Licença de cinco dias LICENÇA concedida ao pai, a partir do nascimento de seu filho. ° HORA EXTRA - São aquelas trabalhadas além da jornada normal de cada empregado. Cada jornada de trabalho poderá ser acrescida em até duas horas diárias, no máximo. °O Fundo de Garantia por Tempo de Serviço FGTS - constitui-se numa contribuição de 8% paga pelo empregador sobre o salário do empregado.
  • 24. 25°SEGURO-DESEMPREGO - Tem direito ao seguro todotrabalhador demitido sem justa causa, desde quecomprove ter recebido salários nos últimos seis meses eter contribuído pelo menos seis meses, nos últimos trintae seis meses anteriores à data de demissão. Para requerero benefício, o trabalhador terá um prazo de sete a 120 diascontados a partir da data de demissão registrada emcarteira. Documentos necessários para requerer oseguro-desemprego: Carteira de Trabalho; CartãoPIS/PASEP ou extrato atualizado; Rescisão de Contratoquitado; Formulário CD e SD fornecidos pela empresa.°- Terá direito a férias todo trabalhador queFÉRIAScompletar doze meses de trabalho. Em caso de demissãosem justa causa antes desse prazo, o trabalhador fará jus aférias proporcionais.°PIS - Programa de Integração Social.
  • 25. 26 Onde estamos Sede Estadual Av. da Universidade, 2596 - Benfica - Fortaleza-CE Tel.: (85) 3101-5500 / Fax.: (85) 3101-5505 E-mail: idt@idt.org.br Home-Page: www.idt.org.br Coordenadorias Regionais COORDENADORIA REGIONAL FORTALEZA Rua Assunção, 699 - Centro - CEP: 60.050-010 Fone/Fax: (085) 3101.2774 / 3101.2765 COORDENADORIA REGIONAL METROPOLITANA Av. do Contorno, 615, 1º Dist. Industrial - Maracanaú/CE - CEP: 61.910-000 Fone/Fax: (85) 3101.3031 / 3101.3030 COORDENADORIA REGIONAL LESTE - LIMOEIRO DO NORTE Rua José Satino, 120 - Centro - CEP: 62930-000 Fone/Fax: (88) 3423.6960 / 3423.6968 COORDENADORIA REGIONAL SUL - CRATO Rua Monsenhor Esmeraldo, 686 - Centro - CEP: 63.100-000 Fone/Fax: (88) 3102.1240 / 3102.1239 COORDENADORIA REGIONAL NORTE - SOBRAL Rua Paulo Aragão, 10 - Centro - CEP: 62.011-250 Fone/Fax: (88) 3677.4274 / 3677.4275 COORD. REGIONAL SERTÃO CENTRAL - QUIXERAMOBIM Rua da Cruz, 90 - Centro - CEP: 62.011-250 Fone/Fax: (88) 3441.4903 / 3441.4910 Unidades de Atendimento Fortaleza CENTRO DO TRABALHADOR AUTÔNOMO - CTA (Rua Floriano Peixoto, 1375 - Centro) Fone: (85) 3101.5488 - 0800.275.15.24 U.A. DO CENTRO (Rua Assunção, 699) Fone/Fax: (085) 3101.2774 - 3101.2765
  • 26. 27U.A. DA ALDEOTA (Av. Santos Dumont, 5015)Fone/Fax: (085) 3101.1660 - 3101.1659U.A. AO TRABALHADOR JOVEM (Rua Carneiro de Mendonça,1119 - Jóquei Clube)Fone/ Fax: (85) 3101.3028 - 3101.3029U.A. DA PARANGABA (Av. João Pessoa, 6239)Fone/ Fax: (85) 3101.3034 - 3101.3035U.A. DA BARRA DO CEARÁ (Av. Francisco Sá, 6485)Fone/ Fax: (85) 3101.2743 - 3101.2742U.A. DE MESSEJANA (Rua Cel. Joaquim Felício, 172)Fone/ Fax: (85) 3101.2138 - 3101.2137U.A. À PESSOA COM DEFICIÊNCIA (Rua Assunção, 699 - Centro)Fone/Fax: (85) 3101.2777 - 3101.2761Interior do EstadoU.A. DE AQUIRAZ - Fone: (85) 3101.2822 / 3361.2853U.A. DE ARACATI - Fone/Fax: (88) 3446.2609U.A. DE BARBALHA - Fone/Fax: (88) 3102.1195U.A. DE BATURITÉ - Fone/Fax: (85) 3347.4240/4233U.A. DE CAMOCIM - Fone/Fax: (88) 3621.6487U.A. DE CANINDÉ - Fone: (85) 3343.0027 / 3343.6825U.A. DE CASCAVEL - Fone/Fax: (85) 3334.3593U.A. DE CAUCAIA - Fone/Fax: (85) 3101.3378/3379U.A. DE CRATEÚS - Fone: (88) 3692.3527 / 3692.3522U.A. DE CRATO - Fone: (88) 31021240 - Fax: 3102.1239U.A. DE EUSÉBIO - Fone/Fax: (85) 3101.2136U.A. DE HORIZONTE - Fone/Fax: (85) 3336.6161/3336.6165U.A. DE IGUATU - Fone: (88) 3581.9453 / 3581.9458U.A. DE ITAPIPOCA - Fone/Fax: (88) 3631.3879U.A. DE JUAZEIRO DO NORTE - Fone/Fax: (88) 3102.1112U.A. DE LIMOEIRO DO NORTE - Fone/Fax: (88)3423.6960U.A. DE MARACANAÚ - Fone/Fax: (85) 3101.3031/3030U.A. DE MARANGUAPE - Fone/Fax: (85) 3101.2813
  • 27. 28 U.A. DE MORADA NOVA - Fone/Fax: (88) 3422.2818 U.A. DE PACAJUS - Fone/Fax: (85) 3348.4594 U.A. DE PACATUBA - Fone/Fax: (85) 3101.3352 U.A. DE PECÉM - Fone/Fax: (85) 3315.1375/1376 U.A. DE QUIXADÁ - Fone: (88) 3445.1044 / 3445.1043 U.A. DE QUIXERAMOBIM - Fone: (88) 3441.4903 / 3441.4910 U.A. DE RUSSAS - Fone/Fax: (88) 3411.8563 U.A. DE SÃO GONÇALO DO AMARANTE - Fone/Fax: (85) 3315.4504 U.A. DE SOBRAL - Fone: (88) 3677.4274 - Fax: 3677.4275 U.A. DE TIANGUÁ - Fone/Fax: (88) 3671.9329 U.A. DE UBAJARA - Fone/Fax: (88) 3634.1122 Rede de Atendimento Estado do Ceará CRUZ JIJOCA DE CAMOCIM JERICOACOARA BARROQUINHA ACARAÚ ITAREMA AL BELA CRUZ AV CH MARTINÓPOLE GRANJA MARCO MORRINHOS AMONTADA TRAIRI URUOCA SENADOR SÁ ITAPIPOCA PARAIPABA ACARAÚ MASSAPÊ A DO MORAÚJO SANTAN MIRAIMA PARACURU ALCÂNTARAS SÃO GONÇALO DO AMARANTE VIÇOSA DO CEARÁ MERUOCA UR TURURU UB COREAÚ UR ETA UMIRIM SÃO LUIS DO CURU SOBRAL M FORTALEZA ITAPAJÉ A CAUCAIA FREICHEIRINHA TIANGUÁ EUSÉBIO PENTECOSTE IRAUÇUBA FORQUILHA MARACANAÚ UBAJARA ITAITINGA MUCAMBO TEJUSSUOCA APU AQUIRAZ CARIRÉ GROAÍRAS IARÉS IBIAPINA PACATUBA SÃO BENEDITO PINDORETAMA PACUJÁ MARANGUAPE GENERAL SAMPAIO GUAIUBA GRAÇA RERIUTABA HORIZONTE CARNAUBAL PALMÁCIA CASCAVEL VARJOTA CARIDADE PACAJÚS PARAMOTI PACOTI REDE ACARAPE GUARAMIRANGA NÇ NORTE ÃO CHOROZINHO BA IABA DO RR GUARAC PIRES FERREIRA U BATURITÉ SANTA QUITÉRIA LUNG BEBERIBE EIR MU ARACOIABA A IpÚ FORTIM CROATÁ HIDROLÂNDIA CANINDÉ ARATUBA CAPISTRANO OCARA ITAPIUNA ARACATI IPUEIRAS ITATIRA PALHANO ICAPUÍ NOVA RUSSAS CATUNDA IBARETAMA CHORÓ RUSSAS ITAIÇABA ARARENDÁ PORANGA MADALENA JAGUARUANA TAMBORIL IPAPORANGA MONSENHOR TABOSA QUIXADÁ IBICUITINGA QUIXERÉ BOA VIAGEM LIMOEIRO MORADA NOVA DO NORT E CRATEÚS QUIXERAMOBIM BANABUIÚ TABULEIRO DO NORTE SÃO JOÃO DO JAGUARIBE JAGUARETAMA INDEPENDÊNCIA PEDRA BRANCA ALTO SANTO NOVO ORIENTE SENADOR POMPEU MILHÃ JAGUARIBARA POTIRETAMA SOLONÓPOLE IRACEMA MOMBAÇA QUITERIANÓPOLES PIQUET CARNEIRO DEP. JAGUARIBE PEREIRO ERERÊ TAUÁ IRAPUAN PINHEIRO CATARINA ACOPIARA QUIXELÔ ORÓS Legenda: PARAMBU ARNEIROZ IGUATU ICÓ Unidades de Atendimento JUCÁS SABOEIRO CEDRO Prefeituras Conveniadas AIUABA UMARI CARIÚS ANTONINA BAIXIO Regional Fortaleza DO NORTE TARRAFAS LAVRAS DA VARZEA MANGABEIRA IPAUMIRIM FARIAS ALEGRE BRITO CAMPOS SALES ASSARÉ ALTANEIRA GRANJEIRO Regional Metropolitana NOVA CARIRIAÇU AURORA OLINDA BARRO POTENGI JUAZEIRO DO NORTE Regional Norte SALITRE CRATO SANTANA DO CAIRIRI ARARIPE MISSÃO MILAGRES VELHA ABAIARA MAURITI Regional Leste BARBALHA BREJO SANTO Regional Sertão Central PORTEIRAS JARDIM JATI Regional Sul PENAFO RTE
  • 28. 29 Ouvidoria O IDT quer ouvir vocêA ouvidoria do IDT é o canal de ligação entre a Instituiçãoe o cidadão usuário de seus serviços. Av. da Universidade, 2596 - Benfica PABX: (85) 3101.5500 - ramal 216 e-mail: ouvidoria@idt.org.br
  • 29. SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DO TRABALHO E EMPREGO - SRTE/CE