Progestao módulo ix dia 13 de junho

8,051 views
7,802 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
8,051
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
15
Actions
Shares
0
Downloads
106
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Progestao módulo ix dia 13 de junho

  1. 1. Quais os processos e asetapas de operacionalização da avaliação institucional? Módulo IX - Unidade 2
  2. 2. CursistasAndréia Sales RodriguesFernanda Ferreira SantanaJamile BastosJuciélia Oliveira SouzaKelly Cristina AraújoMarla Carvalho PereiraMárcia Costa CoutoMariana Cardoso RodriguesRenan Iury MendesSandra Sueli de Oliveira RodriguesTaciara dos Santos Costa
  3. 3. Avaliar não se trata de medir aspectosfragmentados, mas de avaliar articuladamente asdiversas dimensões da Instituição. J.D. Sobrinho (2000)A avaliação implica em um debateestrutural, ético e político. H. Simons (1993)As principais dificuldades não são técnicas,senão políticas, de vontade, de sentido comum,de sensibilidade pedagógica, de flexibilidade e decriatividade. Branco (1993)
  4. 4. IntroduçãoA avaliação institucional visa aoaperfeiçoamento da qualidade daeducação – isto é, do ensino, daaprendizagem e da gestão institucional– com a finalidade de transformar aescola atual em uma instituiçãocomprometida com a aprendizagem detodos e com a transformação dasociedade.
  5. 5. A educação é instrumento social,político-econômico; não paraproduzir, de forma isolada, amudança social, mas para que ossujeitos sociais sejam inseridos noprocesso de mudança. O sabercientifico e o popular, o universal eo regional são produtos dahumanidade. É fundamental quetodos tenham pleno acesso a eles.
  6. 6. A escola pode tornar-se um lugar devivências de prazer, de cultura e deciência, onde a ética e a justiçanorteiem as ações. A avaliação é,nessa perspectiva, mais do queapenas um debate. É uminstrumento poderoso dereconstrução da educação brasileira.
  7. 7. Objetivos EspecíficosRelacionar os princípios e as finalidades daavaliação institucional com os objetivos do projetopedagógico de sua escola;Distinguir as três modalidades básicas da avaliaçãoinstitucional: de diagnóstico inicial, de processo e deresultados;Formular, juntamente com a comunidade escolar , asações metodológicas da avaliação de sua escola;Identificar etapas e estratégias básicas deoperacionalização do processo de avaliação daescola.Caracterizar a avaliação institucional como umprocesso construído pela escola.
  8. 8. O caminho da AprendizagemAborda três ideias básicas:1ª Faz uma relação dos princípios efinalidades da avaliação;2ª Trabalha as diferentes modalidades daavaliação;3ª Trata das ações metodológicas e dasetapas que poderão ser utilizadas.
  9. 9. A avaliação institucional apresenta-se comoum processo que dará oportunidade àescola, com a participação de todos, derefletir sobre sua prática.Afirma uma professora do Ceará que:Se avaliar é uma forma de estabelecercompromissos com a sociedade, de estudar,propor e implementar mudanças no cotidiano dasatividades, o processo de avaliação precisa ser pornós construído.
  10. 10. Quais as modalidades da avaliação institucional?A avaliação institucional é ummecanismo importante em todos osmomentos da vivência da escola.
  11. 11. Modalidades básicas da AIAvaliação diagnostica inicial – Temo objetivo de fornecer informaçõesnecessárias à escola.Avaliação de processo – É aavaliação do cotidiano escolar.Avaliação de resultados – Analisa oresultado do processo deaprendizagem dos alunos.
  12. 12. É importante que esteja claro paranós que essas modalidades sãocomplementares, com dados que seenriquecem. É preciso analisá-las etraçar novos caminhos de superaçãode situações de dificuldade.
  13. 13. A avaliação precisa ser espelhoe lâmpada, não apenas espelho.Precisa não apenas refletir arealidade, mas iluminá-lo criandoenfoques, perspectivas,mostrando relações, atribuindosignificados.
  14. 14. Que ações metodológicas e etapas da avaliação institucional poderemos utilizar?Visão de Totalidade – Significaque a escola deve ser avaliada noseu todo.Participação Coletiva – Oprocesso de avaliação deverá serdiscutido por todos os segmentos.
  15. 15. Planejamento e AcompanhamentoÉ por meio dessa ação que poderá serassegurada a continuidade do processo paraque ele não se limite ao levantamento deinformações.Se o estabelecimento já temformado o conselho escolar, ou outrosconselhos, com representantes de todos ossegmentos, estes poderão ser aproveitadospara coordenar o projeto de avaliaçãoinstitucional, não precisando constituir umgrupo extra.
  16. 16. O que deve fazer o grupo de trabalho?As funções desse grupo poderão serdefinidas pelo próprio grupo na escola.Podemos citar alguns:
  17. 17. 1- Elaborar uma proposta do projeto de avaliaçãoinstitucional para a escola;2- Sensibilizar e discutir a proposta, recebendo sugestõespara a definição do projeto;3- Sugerir e discutir as grandes categorias para elaboraçãodos instrumentos de coleta de informações e os aspectosque deverão ser avaliados;4- Elaborar uma versão dos instrumentos de coleta deinformações, discutir nos vários grupos;5- Aplicar os instrumentos de coleta de informações;6- Organizar as informações e divulgar esses resultados;7- Coordenar a análise nos grupos de cada segmento;8- Elaborar um relatório final;9- Divulgar os resultados finais, com encaminhamento deação.
  18. 18. É preciso ficar claro que a existência degrupos de planejamento e acompanhamentonão significa que só eles serão responsáveispelo processo de avaliação institucional. Asestratégias deverão ser traçadas por cadaescola para que esse aspecto não sejaomitido, pois dele depende a qualidade e afidedignidade do processo de avaliação.
  19. 19. As vantagens da Visão de Totalidade (que é a visãode toda escola) é de possibilitar e estabelecerrelações entre cada ação específica e o projetopedagógico da escola. As dificuldades decorrem daestrutura da escola, da falta de relações entre aspessoas e principalmente da falta de um projeto queunifique a escola.As vantagens da Participação Coletiva decorrem devárias dimensões que é proporcionada pelos váriossegmentos da escola. Existe também o compromissoque decorre da participação e da valorização detodos...
  20. 20. Para superar essas dificuldades, é preciso usarestratégias como:- Sensibilizar pais para a importância da avaliaçãoe da participação deles para a melhoria da escolade seus filhos;- Considerar suas sugestões e dando respostas aelas;Quando os pais ou outros segmentos sentem quesua participação é levada a sério, eles colaboram.O Planejamento e o Acompanhamento a suaprincipal vantagem é assegurar a continuidade e aunidade do processo.
  21. 21. Etapas e Estratégias de Operacionalização1- Etapa de Preparação – Deverão constartodas as ações que antecedem aimplementação do processo de avaliação. Ecomo a avaliação é um processo coletivo,esse projeto terá de ser elaborado por umGrupo de Trabalho (GT) e discutido porvários segmentos que formam a escola.
  22. 22. 2- Etapa de Implementação – Constam as ações deelaboração e aplicação de instrumentos de coleta deinformações e de organização e análise dessas informações.3- Etapa de Síntese – Estão concentradas as informações jáorganizadas e que deverão servir de orientação para asposteriores ações da escola. E o uso e divulgação daavaliação requerem tomadas de decisões que dependemmuito dos gestores da escola.O desafio deste Módulo é avaliar a escola como um todo,buscando identificar como estão funcionando as coisas,ou seja, como é desenvolvida cada uma das atividadesque levam os alunos a aprenderem e se tornaremcidadãos.
  23. 23. Processos de Avaliação Institucional É o momento onde a própria instituição volta-se para o levantamento da sua Auto-Avaliação realidade, utilizando metodologias e instrumentos que possibilitem uma análise abrangente e profunda sobre a sua estrutura institucional. É o momento de agregar o olhar externo ao processo interno. PodeAvaliação Externa ser praticada por especialista externo convidado e/ou pelo poder público por meio de suas ações de regulação do sistema de ensino.
  24. 24. Avaliação é um processo complexo e não há ummodelo ideal e único para as escolas. Ela precisa serconstruída. É um desafio de uma longa caminhada,possível e necessária.É importante fazer uma reflexição de -Como esta o desenvolvimento dosprofessores? A participação dos pais?A gestão da escola? Como vai osistema educacional? Quais os fatorese as situações que precisam sermudadas?
  25. 25. Esperamos que a avaliação venha facilitara função social da escola como serviçopúblico, viabilizando um processodemocrático, participativo, sério e reflexivoque possa captar os pontos mais frágeis decada estabelecimento de ensino e apontaros rumos da sua superação com vistas aelevar o nível do nosso desempenho, faceaos nossos compromissos sociais.
  26. 26. Concluímos que a Avaliação Institucionalé um processo global, contínuo esistemático, competente e legitimo,participativo, que pode envolver agentesinternos e externos na formulação para amelhoria da qualidade da instituiçãoescolar.“Todos devemos colaborar para fazer daescola um local agradável.”
  27. 27. ReferênciasConcepção dos Docentes da UEMA SobreAvaliação InstitucionalCesar Henrique Santos PiresAvaliaçãoeducacional I. Belloni, Isaura. II.Machado, Maria Aglaê de Medeiros. III. Título:como desenvolver a avaliação institucional daescola?

×