• Like
  • Save
Blogs em Educação
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

Blogs em Educação

  • 31,769 views
Published

 

Published in Education , Technology
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
31,769
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
37

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
16

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Blogs Educativos 3 experiências pedagógicas © Teresa Pombo ( [email_address] ), Março de 2007
  • 2. Utilização de Blogues em contexto educativo: surge, grande parte das vezes, no contexto da criação de Comunidades Virtuais de Aprendizagem (CVA) grupos sociais surgidos na Rede, em que os intervenientes participam no debate o número de vezes necessário e com sentimentos suficientes para formarem teias de relações pessoais no ciberespaço. © Teresa Pombo ( [email_address] ), Março de 2007
  • 3.
    • Os blogues oferecem:
    • uma inovadora ferramenta educo-comunicativa;
    • um novo canal para o desenvolvimento do conhecimento do aluno;
    • promoção da organização do próprio pensamento;
    • interactividade entre professores e alunos;
    • fomento do trabalho em equipa dentro e fora da escola;
    • construção e vivência de comunidades;
    • consolidação da identidade do aluno através da sua presença (participação) na Web.
    O que diz a literatura: © Teresa Pombo ( [email_address] ), Março de 2007
  • 4. Utilização de um website e de um Blogue: forma de expressão; meio possível de construção de um saber colectivo a partir da colaboração para o conhecimento. Segundo a Wikipedia , o weblog , blogue ou blogue é uma página da Web cujas actualizações (chamadas posts ) são organizadas cronologicamente (como um histórico ou diário). Estes posts podem ou não pertencer ao mesmo género de escrita, referir-se ao mesmo assunto ou ter sido escritos pela mesma pessoa. A maioria dos blogues é uma miscelânea onde os autores escrevem com total liberdade. O que diz a nossa experiência: © Teresa Pombo ( [email_address] ), Março de 2007
  • 5.
    • Para o professor:
      • disponibiliza um espaço online onde facilmente pode disponibilizar e arquivar os conteúdos da sua prática profissional;
      • é facilitador da interacção e comunicação;
      • possibilita uma fácil troca de conhecimentos;
      • permite oferecer aos estudantes uma série de auxílios ao estudo;
      • permite a publicação de leituras;
      • dá forma a uma série de ligações anotadas.
    Que vantagens pode oferecer um blogue? © Teresa Pombo ( [email_address] ), Março de 2007
  • 6.
    • pode surgir como diário pessoal contendo reflexões sobre os estudos realizados;
    • permite a gestão e partilha do conhecimento;
    • permite a entrega e revisão de tarefas de aprendizagem;
    • pode ser um espaço de diálogo para trabalho de grupo;
    • enforma portefolios e permite a partilha de recursos.
    Para os alunos: Uma rápida pesquisa no Motor de Busca Google, dá- -nos uma ideia do fenómeno: a pesquisa, em português, da expressão “ blogues educativos ” dá- -nos 1 150 000 resultados , número que desce para 24 300 se estivermos interessados apenas em páginas de Portugal. No caso da busca “ blogues educação ” esses números sobem para 2 100 000 e 457 000 , respectivamente. © Teresa Pombo ( [email_address] ), Março de 2007
  • 7. Diário de formação onde, por vezes, os alunos deixam os seus comentários e respondem a pequenas tarefas de avaliação. Tratando-se de sessões breves e fundamentalmente práticas, o blogue assume-se como livro de sumários virtual, ao mesmo tempo individual e colectivo. É parte integrante de um site de apoio à formação, disponível em http://astic.no.sapo.pt . Experiências: 1. Blogue das TIC: http:// blog-das-tic.blogspot.com © Teresa Pombo ( [email_address] ), Março de 2007
  • 8.
      • publicação de diferentes modelos e tipos de textos resultantes do contexto temático do projecto de leitura;
      • leitura e comentário do Blog (parte do processo de desenvolvimento de competências);
      • participação (objecto de avaliação).
      • parte integrante de um processo de ensino-aprendizagem / investigação
    2. Blogue “Diário do Gato Malhado” : http://diariodogatomalhado.blogspot.com © Teresa Pombo ( [email_address] ), Março de 2007
  • 9.
    • Disponibilização de:
    • Materiais para desenvolvimento de competências em
    • - Língua Portuguesa
    • - Estudo Acompanhado
    • Sugestões de Leitura
    • Arquivos áudio
    • Fichas formativas + matrizes de correcção
    • Ligações úteis
    • Fórum / Mural de recados
    • Divulgação de produções dos alunos
    Desenvolvimento do “ Sítio da Prof. Teresa ” Processo (1/4) : © Teresa Pombo ( [email_address] ), Março de 2007
  • 10.
    • Fóruns temáticos:
    • - dúvidas em Língua Portuguesa
    • - pergunta da semana
    • - publicação de trabalhos diários (durante a unidade didáctica)
    • - debates (sobre projecto de leitura, interesses dos alunos)
    • dinamização feita por alunos voluntários.
    • participação objecto de avaliação.
    Desenvolvimento do “Fórum” Processo (2/4) : © Teresa Pombo ( [email_address] ), Março de 2007
  • 11.
    • Introdução
    • Tarefas
    • Recursos
    • Avaliação
    • Conclusões
    • (enformando um projecto de leitura e pressupondo a auto-avaliação do percurso).
    Processo (3/4) : Desenvolvimento da Webquest – Leitura Orientada de “O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá” de Jorge Amado © Teresa Pombo ( [email_address] ), Março de 2007
  • 12. Processo (4/4) : Publicação, leitura e comentário do Blogue. © Teresa Pombo ( [email_address] ), Março de 2007
  • 13. Conclusões (1/3)
    • Desenvolvimento das competências de compreensão e expressão oral e escrita:
      • Metodologia:
        • trabalho de pares, de trabalho colaborativo (produção avaliada a 3 níveis: par / grupo turma / escola)
      • Processo:
        • leitura >> reflexão >> avaliação >> cooperação >> escrita >> avaliação >> aperfeiçoamento >> avaliação >> publicação
    © Teresa Pombo ( [email_address] ), Março de 2007
  • 14.
    • O que caracterizou o ambiente de aprendizagem?
      • Motivação
      • Envolvimento
      • Curiosidade
      • Satisfação
      • Questionamento
      • Busca de novos recursos
    Conclusões (2/3)
      • “ Querido Diário, Pois é… hoje o dia foi simplesmente fantástico. Então vamos lá começar a deitar tudo cá para fora! A minha primeira aula do dia foi LP. Adorei esta aula...”
      • “ Hoje tivemos aulas na sala de informática e foi muito “fixe”… Eu e a Catarina queríamos acabar já as tarefas, mas o problema é que ainda estávamos na 4.1, tínhamos de juntar agora tudo e …”
    © Teresa Pombo ( [email_address] ), Março de 2007
  • 15.
    • Que resultados?
        • +
        • produção escrita
        • expressão oral
        • compreensão escrita
        • envolvimento de mais alunos
        • integração de alunos com NEE
        • -
        • aquisição de conteúdos mais formais
    Conclusões (3/3) © Teresa Pombo ( [email_address] ), Março de 2007
  • 16. 3. Blogue “Na Biblogteca”: http://abiblogteca.blogspot.com Pretendeu, desde o seu início, em Junho de 2005, ser um apoio às aulas de Estudo Acompanhado na senda da Promoção da Leitura. Primeiro registo : “ Objectivo da BIBLOGTECA Criei hoje este projecto. O objectivo é encontrar uma forma motivante e acessível para os meus alunos de Língua Portuguesa do Ensino Básico publicarem as suas fichas de leitura. Pretende-se: - motivar para a leitura e escrita; - oferecer um contexto adequado à partilha de opiniões sobre as leituras realizadas; - sugerir leituras; - aperfeiçoar a capacidade de expressão escrita. Vamos ver se resulta. Na próxima entrada, apresentarei algumas regras de conduta! Até lá! Continuação de boas leituras!” © Teresa Pombo ( [email_address] ), Março de 2007
  • 17. Sugestões de leitura - ilustradas pela imagem da capa do livro escolhido, apresenta também um link uma vez que se opta por disponibilizar a sinopse de uma Biblioteca online . Registos iniciais: © Teresa Pombo ( [email_address] ), Março de 2007
  • 18. registos áudio de textos produzidos pelos alunos para apresentação do projecto ou outros. depois… © Teresa Pombo ( [email_address] ), Março de 2007
  • 19. sugestões de leituras com origem em fichas de leitura realizadas pelos alunos; vídeos motivadores da leitura; registos áudio com o mesmo objectivo; ligações e sugestões de leitura na web interessantes; publicação de pequenos textos motivados pelas diversas leituras realizadas, etc. Outros recursos: © Teresa Pombo ( [email_address] ), Março de 2007
  • 20.
    • O Blogue não obedece a um limite temporal.
    • Pode acompanhar uma mesma turma ao longo do seu percurso escolar ou estar ao serviço de diferentes turmas.
    • Está aberto à participação exterior tendo, aliás, recebido, sugestões de leitura de ex-alunos.
    • Tem em conta o trabalho realizado no âmbito de outros projectos, nomeadamente o de dinamização de leitura do centro de Recursos da Escola ( http:// crelorosae.no.sapo.pt ) e o próprio Plano Nacional de Leitura , instituído, no presente ano, pelo Ministério da Educação.
    A reter: © Teresa Pombo ( [email_address] ), Março de 2007
  • 21.
    • A publicação de um blogue pode surgir, assim, como uma etapa importante do processo de aprendizagem: permite ao aluno a publicação das suas produções, a avaliação destas por si mesmo, pelos seus pares e e pelo professor conduzindo a um cada vez mais cuidado aperfeiçoamento.
    • No Blogue podem ser publicados os resultados de diferentes tarefas de expressão escrita (notícia, diário, texto de apresentação,…) bem como algumas imagens (estáticas ou dinâmicas) que ilustravam esses textos.
    • As produções podem ser objecto de diversos comentários. No que toca aos textos dos posts propriamente ditos deve existir um grande cuidado com questões de ortografia. Por outro lado, no que respeita aos comentários, pode fazer-se uma tentativa de sensibilização para os cuidados a ter com a expressão escrita mas o que os alunos querem dizer deve ser publicado, a nosso ver, sem restrições de modo a não coarctar alguma liberdade de expressão.
    © Teresa Pombo ( [email_address] ), Março de 2007 fim