geografiaderondoniajg.blogspot.com

680 views
644 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
680
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
422
Actions
Shares
0
Downloads
7
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

geografiaderondoniajg.blogspot.com

  1. 1. Professora Suênia Sousa Professor Youssef C. Hijazi Professora Simone Carvalhais
  2. 2. A vinculação do consumo com o crescimento da economia persiste como a mola impulsionadora até os dias de hoje. O QUE TEM SIDO FEITO?
  3. 3. AINDA NO SÉCULO XX VEM OS ALERTAS…! 1972 - “Limites do Crescimento” 1987 - Relatório “Nosso Futuro Comum” -Comissão Mundial sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento da ONU “Desenvolvimento sustentável é o desenvolvimento que satisfaz as necessidades presentes, sem comprometer a capacidade das gerações futuras de suprir suas próprias necessidades.” …E OS PACTOS 1992 – Eco 92, Rio de Janeiro – Agenda 21 para o desenvolvimento sustentável; Convenção Marco sobre Mudanças Climáticas 1997 – Protocolo de Kyoto
  4. 4. Século XXI Novo ponto de Reflexão Tendências • Inovação como o principal agente de mudança • Desenvolvimento sustentável, conceito inovador introduzido em diferentes áreas – é ciência e é tecnologia. • Incorporar a discussão sobre inovação para os fins ou para os meios • Transição do conceito de bem-estar – do „ter/possuir‟ para o „ter acesso/usar‟ • Produção Mais Limpa • Reciclagem dos resíduos • Análise de Ciclo de Vida • Rio + 20 / Rio de Janeiro 2012
  5. 5. • Valor ao lazer, a convivência e a vida mais leve • Busca de soluções, tecnológicas e não tecnológicas, para um mundo com mais pessoas ( 3 vezes mais que há 50 anos ). A busca do bem-estar com menos coisas. • Mercado crescente de consumidores mais exigentes do ponto de vista ambiental, social e planetário • Ciências econômicas estudando o eco-desenvolvimento ou DS • Exigência de sustentabilidade para obter financiamentos • Projetos inteligentes para um consumo inteligente • Limitação dos recursos naturais e necessidade de emprego de mão de obra
  6. 6. ONDE ENTRA A ECONOMIA VERDE? SOCIAL ECONÔMICO AMBIENTAL Para o Governo brasileiro, a economia verde deve ser inclusiva. Considerando igualmente os setores:
  7. 7. Segundo o PNUMA (Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente), a economia verde pode ser definida como sendo “Uma economia que resulta em melhoria do bem-estar da humanidade e igualdade social, ao mesmo tempo em que reduz, significativamente, riscos ambientais e escassez ecológica".
  8. 8. Para que haja uma economia verde, é preciso que: o aumento da renda e das vagas de trabalho sejam estimulados por investimentos públicos e privados que diminuam a poluição, aumentem a eficiência energética e previnam perdas de biodiversidade. Nesse tipo de economia, o desenvolvimento deve:  manter,  aprimorar  reconstruir bens naturais, vendo-os como um bem econômico e como uma fonte de benefícios; Principalmente para a população de baixa renda, cujo sustento depende da natureza.
  9. 9. *Para que essa economia se torne real, são necessários investimentos públicos e privados, tecnologias, políticas públicas, programas governamentais e práticas de mercado voltadas para: • Melhoria dos processos produtivos; • Aumento da eficiência com diminuição no uso dos recursos naturais; • Diminuição das emissões de gases do efeito estufa; • Transformação de resíduos de um processo em insumos de outros; • Proteção dos mananciais, uso responsável da água, universalização do saneamento básico; • Ampliação de fontes de energia limpas e renováveis; • Recuperação e preservação dos ecossistemas; • Atenuar os efeitos da mudança do clima.
  10. 10. Para o Ministro da Ciência e Tecnologia Marco Antônio Raupp: “A economia verde deve promover a geração de empregos, a inovação tecnológica, a ciência, a inclusão social e a conservação dos recursos naturais, e não ser utilizada como pretexto para a imposição. Para nós, essa questão de inclusão social e crescimento é fundamental”. Ainda segundo o ministro, o potencial de biodiversidade, os avanços sociais e a matriz energética brasileira permitem ao Brasil uma transição rápida e segura para a economia verde inclusiva.
  11. 11. O modelo almejado é aquele em que o uso dos recursos do planeta se dá de forma sustentável, sem riscos a espécies e ecossistemas, mas também sem inviabilizar o avanço dos negócios e o bem-estar. “Economia verde é crescimento, erradicação da pobreza e justiça social'
  12. 12. SUSTENTABILIDADE Responsabilidade Social DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL “Economias Verdes e …” Agenda 21 Relatórios e transparência Selos e certificações socioambientais Redução de Emissões Indicadores Metas e Pactos Convenções e TratadosTrabalho decente Produção e Consumo Sustentáveis Ecoeficiência ESTRATÉGIA MEIOS OBJETIVO
  13. 13. Responda: 1- Como funciona a Economia Verde? 2- Pesquise: Por que o documento final da Rio+20 desconsiderou os princípios acordados na Rio-92: o princípio do poluidor-pagador, o princípio da precaução e o princípio das responsabilidades comuns, porém diferenciadas.

×