geografiaderondoniajg.blogspot.com

  • 350 views
Uploaded on

 

More in: Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
350
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2

Actions

Shares
Downloads
6
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Professora Suênia Sousa Professor Youssef C. Hijazi Professora Simone Carvalhais
  • 2. A vinculação do consumo com o crescimento da economia persiste como a mola impulsionadora até os dias de hoje. O QUE TEM SIDO FEITO?
  • 3. AINDA NO SÉCULO XX VEM OS ALERTAS…! 1972 - “Limites do Crescimento” 1987 - Relatório “Nosso Futuro Comum” -Comissão Mundial sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento da ONU “Desenvolvimento sustentável é o desenvolvimento que satisfaz as necessidades presentes, sem comprometer a capacidade das gerações futuras de suprir suas próprias necessidades.” …E OS PACTOS 1992 – Eco 92, Rio de Janeiro – Agenda 21 para o desenvolvimento sustentável; Convenção Marco sobre Mudanças Climáticas 1997 – Protocolo de Kyoto
  • 4. Século XXI Novo ponto de Reflexão Tendências • Inovação como o principal agente de mudança • Desenvolvimento sustentável, conceito inovador introduzido em diferentes áreas – é ciência e é tecnologia. • Incorporar a discussão sobre inovação para os fins ou para os meios • Transição do conceito de bem-estar – do „ter/possuir‟ para o „ter acesso/usar‟ • Produção Mais Limpa • Reciclagem dos resíduos • Análise de Ciclo de Vida • Rio + 20 / Rio de Janeiro 2012
  • 5. • Valor ao lazer, a convivência e a vida mais leve • Busca de soluções, tecnológicas e não tecnológicas, para um mundo com mais pessoas ( 3 vezes mais que há 50 anos ). A busca do bem-estar com menos coisas. • Mercado crescente de consumidores mais exigentes do ponto de vista ambiental, social e planetário • Ciências econômicas estudando o eco-desenvolvimento ou DS • Exigência de sustentabilidade para obter financiamentos • Projetos inteligentes para um consumo inteligente • Limitação dos recursos naturais e necessidade de emprego de mão de obra
  • 6. ONDE ENTRA A ECONOMIA VERDE? SOCIAL ECONÔMICO AMBIENTAL Para o Governo brasileiro, a economia verde deve ser inclusiva. Considerando igualmente os setores:
  • 7. Segundo o PNUMA (Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente), a economia verde pode ser definida como sendo “Uma economia que resulta em melhoria do bem-estar da humanidade e igualdade social, ao mesmo tempo em que reduz, significativamente, riscos ambientais e escassez ecológica".
  • 8. Para que haja uma economia verde, é preciso que: o aumento da renda e das vagas de trabalho sejam estimulados por investimentos públicos e privados que diminuam a poluição, aumentem a eficiência energética e previnam perdas de biodiversidade. Nesse tipo de economia, o desenvolvimento deve:  manter,  aprimorar  reconstruir bens naturais, vendo-os como um bem econômico e como uma fonte de benefícios; Principalmente para a população de baixa renda, cujo sustento depende da natureza.
  • 9. *Para que essa economia se torne real, são necessários investimentos públicos e privados, tecnologias, políticas públicas, programas governamentais e práticas de mercado voltadas para: • Melhoria dos processos produtivos; • Aumento da eficiência com diminuição no uso dos recursos naturais; • Diminuição das emissões de gases do efeito estufa; • Transformação de resíduos de um processo em insumos de outros; • Proteção dos mananciais, uso responsável da água, universalização do saneamento básico; • Ampliação de fontes de energia limpas e renováveis; • Recuperação e preservação dos ecossistemas; • Atenuar os efeitos da mudança do clima.
  • 10. Para o Ministro da Ciência e Tecnologia Marco Antônio Raupp: “A economia verde deve promover a geração de empregos, a inovação tecnológica, a ciência, a inclusão social e a conservação dos recursos naturais, e não ser utilizada como pretexto para a imposição. Para nós, essa questão de inclusão social e crescimento é fundamental”. Ainda segundo o ministro, o potencial de biodiversidade, os avanços sociais e a matriz energética brasileira permitem ao Brasil uma transição rápida e segura para a economia verde inclusiva.
  • 11. O modelo almejado é aquele em que o uso dos recursos do planeta se dá de forma sustentável, sem riscos a espécies e ecossistemas, mas também sem inviabilizar o avanço dos negócios e o bem-estar. “Economia verde é crescimento, erradicação da pobreza e justiça social'
  • 12. SUSTENTABILIDADE Responsabilidade Social DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL “Economias Verdes e …” Agenda 21 Relatórios e transparência Selos e certificações socioambientais Redução de Emissões Indicadores Metas e Pactos Convenções e TratadosTrabalho decente Produção e Consumo Sustentáveis Ecoeficiência ESTRATÉGIA MEIOS OBJETIVO
  • 13. Responda: 1- Como funciona a Economia Verde? 2- Pesquise: Por que o documento final da Rio+20 desconsiderou os princípios acordados na Rio-92: o princípio do poluidor-pagador, o princípio da precaução e o princípio das responsabilidades comuns, porém diferenciadas.