• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
PRIVEST - Urbanização - 3º em
 

PRIVEST - Urbanização - 3º em

on

  • 1,173 views

Aula - Geografia - 3º Ano - EM

Aula - Geografia - 3º Ano - EM

Statistics

Views

Total Views
1,173
Views on SlideShare
1,164
Embed Views
9

Actions

Likes
0
Downloads
21
Comments
0

2 Embeds 9

http://www.professorrodrigoribeiro.com.br 7
http://professorrodrigoribeiro.com.br 2

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    PRIVEST - Urbanização - 3º em PRIVEST - Urbanização - 3º em Presentation Transcript

    • PRIVEST 3º Ano do EM UrbanizaçãoProf.: Rodrigo
    • A urbanização Crescimento maior da população urbana em relação à população rural, em termos proporcionais. Decorrência do grande deslocamento da população do campo para as cidades – êxodo rural. Especialmente entre 1950 e 1990.Década de 1940 Aumento no número de cidades.Intenso crescimento populacional e conheceram umaampliação de sua área, que passou a contar com maisconstruções, ruas, avenidas, redes de energia elétrica, deágua encanada, de telefonia, de esgotos etc.
    • ATUALMENTE AS TELECOMUNICAÇÕES CONTRIBUEM PARA A FORTE INTEGRAÇÃO ENTRE O CAMPO E AS CIDADES. Assim, os: • filmes • noticiários • novelas • propagandas transmitidos pela TV são vistos tanto pelo habitante urbano como pelo rural.O ESPAÇO RURAL E O URBANO SE COMPLEMENTAM. RELAÇÃO DE INTERDEPENDÊNCIA.
    • DIFERENCIAÇÃO ENTRE AS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NO CAMPO E NA CIDADE Atividades do setor Espaço rural terciário, como turismo e lazer, mas principalmente atividades primáriasEspaço urbano Atividades do setor secundário e terciário.
    • Recursos modernos podem ser vistos até mesmo noslugares mais distantes das grandes capitais. João Prudente / Pulsar Imagens Na fotografia, antena parabólica em casa no município de Carrancas, interior de Minas Gerais (2006).
    • Cidade “A cidade é porRenata Carvalho / Ag. A Tarde / Futura Press excelência o lugar do poder administrativo, ele mesmo representativo do sistema econômico, social e político.” Show musical no Parque da Cidade de Salvador, BA (2005).
    • O êxodo rural e a urbanização processo de urbanizaçãoIntenso processo de no Brasil foi consequênciadeslocamento da população da modernização.do campo para as cidades,num período muito curtode tempo. Expansão das grandes propriedades rurais Mecanização agrícola Responsáveis pela expulsão do trabalhador do campo em direção à cidade.
    • Bernardo Soares/JC Imagem/AE Vista interna de um shopping center em Recife, Pernambuco, e barracas de camelôs. As características dos espaços de venda de mercadorias podem revelar as desigualdades socioeconômicas das cidades, principalmente em países subdesenvolvidos como o Brasil. Renato Spencer/FC Imagem/AE
    • O crescimento das cidades e o planejamento urbano expansão das cidades no Brasil Não seguiu uma orientação ou planejamento. Um grande número de lotes de terrenos foi ocupado na periferia das cidades. Pela população mais carente, que vê nessas áreas, sem infra-estrutura, a única possibilidade de se estabelecer.A falta de moradia é um dos mais graves problemas dascidades brasileiras, mas também afeta a população que viveno campo. Está diretamente relacionada à baixa renda damaior parte da população e não propriamente à inexistênciade moradias.
    • Apesar de serem muito comum nas grandes cidades, as favelas também existem em municípios menores. A maioria se localiza em barrancos e áreas de risco, sem infraestrutura básica, deixando à mostra a desigualdade socioeconômica da qual é resultado. Juca Martins/Olhar Imagem A favela precisa ser integrada à cidade.São necessários projetos paravalorizar:• o esporte; a cultura; a educação;Além disso, é preciso qualificarprofissionalmente os jovens epromover sua inserção no mercadode trabalho, e criar infra-estruturai. Bairro de São Mateus, na periferia da cidade de São Paulo, SP (2004).
    • Favela no Brasil Eduardo Knapp / Folha Imagem A favela pode ser caracterizada por uma aglomeração de habitações, em sua maioria construídas precariamente, onde há carência de uma série de serviços básicos.O processo de favelização noBrasil é uma consequência domodelo de desenvolvimento dopaís, que concentrou riquezas,excluiu grande parcela dapopulação de seus benefícios e Favela de Heliópolis, em Sãocontribuiu para o aumento do Paulo, SP (2004).desemprego e a perda do poderde compra de boa parte dostrabalhadores.
    • Urbanização e MetropolizaçãoMarcada por um processo deformação de grandes cidades: as metrópolesCentros de comando daeconomia e da política, das Formação de cidadesatividades culturais e de enormes: essa é umapesquisa. característica do processo de urbanização de praticamente todos os países subdesenvolvidos,Principal elo com o exterior, onde a atividadeem razão de sua força econômica acaba seeconômica e de sua infra- concentrando em espaçosestrutura diversificada. restritos.
    • Entre as cidades deSão Paulo e Rio de Eixo Rio-São Paulo e entornoJaneiro e seusarredores, temos aárea maisdensamenteurbanizada doBrasil, onde vivemaproximadamente25% da populaçãobrasileira e estãoconcentrados cercade 60% da produçãoindustrial de todo opaís. Fonte: Leda Isola e Vera Caldini. Atlas geográfico Saraiva. São Paulo: Saraiva, 2005. p. 32.
    • Violência - um dos problemas dos centros urbanosA formação de grandes cidades no Brasil foi acompanhada pelosurgimento de graves problemas sociais em razão,principalmente do caráter concentrador e excludente doprocesso de desenvolvimento do país.Grandes centros urbanos No eixo Rio-São Paulo eapresentam elevados índices arredores, os índices dede violência. morte por homicídios são os mais elevados do país. As áreas mais violentas são as periféricas. Boa parte dos homicídios que ocorrem no país está relacionado ao tráfico de drogas.
    • Taxas de homicídio por faixa etária no Brasil (1994 e 2004) Fonte: Mapa da violência, 2006 – OEI.
    • Longe da escola A violência relaciona-se à falta de acesso à educação e à falta de trabalho. À medida que a idade avança, aumenta a evasão escolar e diminuem as chances no mercado de trabalho.Mário Yoshida Fonte: Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), 2005 – IBGE.
    • Rede urbanaSistema integrado decidades, por meio de Constituída por cidadestransporte e comunicação. de diversos tamanhos, as maiores correspondem às metrópoles.No Brasil, as duas grandes metrópoles que comandam avida social, econômica e cultural do país são: São Paulo eRio de Janeiro. Mantêm intenso contato com o exterior, sediando filiais de empresas multinacionais, matrizes de grandes bancos nacionais e de empresas brasileiras de grande porte. Metrópoles globais.
    • De acordo com a classificação do IBGE, a rede urbana é formada por cidades médias e pequenas.Edi Vasconcelos/ Futura Press As cidades médias, conforme seu tamanho e os recursos de que dispõem, podem ser classificadas como centros regionais. As cidades menores A cidade de Teresina, no Piauí, é um constituem a base da exemplo de centro regional do Brasil. rede urbana.
    • Ritmo de crescimento urbano Nos anos 1990 Alteração no ritmo de crescimento das áreas urbanas brasileiras.Atualmente, as metrópoles estão “saturadas”. • Graves problemas sociais; São canalizados para o interior • Elevado custo de vida. dos estados.Não têm recebido tantos investimentos do Estado e deempresas privadas nacionais e estrangeiras.Desestimulando as migrações para as metrópoles eestimulando-as para as cidades médias do interior.
    • As regiões metropolitanas e a conurbaçãoCrescimento das metrópolesbrasileiras Junção de suas áreas urbanasAumento das cidadessituadas em seus arredores Processo denominado conurbação. Formou-se, assim, uma imensa área urbana pertencente a municípios Em virtude dessa diferentes. integração, foram criadas as regiões ou áreas metropolitanas.