PRIVEST - Cap. 05 - Bases naturais do espaço - litosfera e hidrosfera - 1º EM

3,072 views
2,738 views

Published on

Aula - Geografia - 1º Ano - EM

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
3,072
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
16
Actions
Shares
0
Downloads
37
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • Os objetivos que deverão ser atingidos com o estudo da unidade:– Compreender os preceitos da Teoria da Tectônica de Placas.– Identificar as placas tectônicas.– Compreender os preceitos da Teoria da Deriva Continental.– Relacionar os tipos de limite entre as placas tectônicas. – Identificar a estrutura interna da Terra.– Diferenciar as camadas internas da Terra em relação às suas propriedades físicas e químicas.– Identificar as principais formas de relevos terrestre e submarino.– Compreender o que são movimentos orogenéticos– Relacionar as consequências dos movimentos epirogenéticos.A escala dos mapas que estão sendo apresentados nos slides foi calculada para a versão impressa do livro didático, segundo um tamanho predefinido. Quando o mapa é projetado em meio digital, não há como recalcular e ajustar automaticamente essa proporção. Assim, é importante explicar aos alunos que, conforme o tamanho da tela utilizada na projeção, a escala gráfica poderá estar com mais ou com menos de um centímetro de intervalo, o que não é o correto. Os alunos poderão visualizar o mapa no livro didático para ter a correta noção da escala utilizada.
  • PRIVEST - Cap. 05 - Bases naturais do espaço - litosfera e hidrosfera - 1º EM

    1. 1. PRIVEST 1º Ano do EMCap.: 05 - Bases naturais do espaço:litosfera e hidrosfera Prof.: Rodrigo
    2. 2. Evolução geológica da TerraPLANETA Terra. Rio de Janeiro: Abril; Time Life, 1995. p. 7. (Ciência & natureza).
    3. 3. Estrutura interna da Terra Divanzir Padilha Figura ilustrativa, representação sem escala.
    4. 4. Estrutura externa da TerraROSE, Susanna van. Atlas da Terra: as forças que formam e moldam nosso planeta. São Figura ilustrativa, representação sem escala.Paulo: Martins Fontes, 1994. p. 6-7.
    5. 5. Diferenciações químicas e físicas da estrutura interna da Terra Divanzir PadilhaHAMBLIN, W. Kenneth; CHRISTIANSEN, Eric H. Earth’s dynamic systems. Nova Jersey: Prentice Hall, 1998. p. 13. Figura ilustrativa, representação sem escala.
    6. 6. Composição química da estrutura internada Terra CROSTA TERRESTRE MANTO NÚCLEO predomínio de ferro, metais pesados ferrocontinental oceânica silício e magnésio e níquel silício silício temperatura temperatura elevada alumínio magnésio elevada30 a 40 km 8 a 10 km correntes de magnetismoespessura espessura convecção terrestre
    7. 7. Movimento de convecção Marcos GomesPRESS, Frank et al. Para entender a Terra. 4. ed. Porto Alegre: Bookman, 2006. p. 39. Adaptação. Figura ilustrativa, representação sem escala.
    8. 8. Marcos Gomes Zonas de subducçãoCIÊNCIA Viva. Disponível em: <www.cienciaviva.pt/rede/space/home/fig51.jpg>. Acesso em: 27 mar. 2010. Figura ilustrativa, representação sem escala.
    9. 9. Composição física da estrutura internada Terra camada Crosta atuam mais e parte forças LITOSFERA externa superior endógenas e sólida do manto e exógenas fusão de rochas correntes deASTENOSFERA (magma) convecçãoMESOSFERA transição entre a astenosfera e o núcleo sólido na porção central NÚCLEO líquido na porção externa
    10. 10. Composição física da estrutura internada Terra ENDÓGENAS (interna) EXÓGENAS (externas) construtoras modificadoras modificadoras construtorasdas formas de das formas de das formas de das formas de relevo relevo relevo relevoorogênese e processos formação de tectonismoepirogênese erosivos dunas
    11. 11. Crosta terrestre – placas tectônicas Luis MouraROSE, Susanna van. Atlas da Terra: as forças que formam e moldam nosso planeta. São Paulo: Martins Fontes, 1994. p. 14. Figura ilustrativa, representação sem escala.
    12. 12. Principais placas tectônicas da Terra Luciano Daniel Tulio CHARLIER, Jacques et al. (Org.) Atlas du 21e siècle. Paris: Nathan, 2009. p. 152, mapa (b). Adaptação.
    13. 13. Limite entre as placas tectônicas TRANSFORMANTES Falha de Santo André, Califórnia – EUA Luis MouraGOOGLE: e.explore earth. Londres: Dorling Kindersley, 2006. p. 32. Figura ilustrativa, representação sem escala.
    14. 14. Limite entre as placas tectônicas TRANSFORMANTES Luciano Daniel TulioWICANDER, Reed; MONROE, James S. Fundamentosde Geologia. São Paulo: Cengage Learning, 2009. p. 42.Adaptação.
    15. 15. Limite entre as placas tectônicas CONVERGENTESPRESS, Frank et al. Para entender a Terra. 4. ed. Porto Alegre: Bookman, 2006. p. 57. (figura 2.9). Adaptação. Figura ilustrativa, representação sem escala.
    16. 16. Limite entre as placas tectônicas CONVERGENTESPRESS, Frank et al. Para entender a Terra. 4. ed. Porto Alegre: Bookman, 2006. p. 57. (figura 2.9). Adaptação. Figura ilustrativa, representação sem escala.
    17. 17. Limite entre as placas tectônicas CONVERGENTESPRESS, Frank et al. Para entender a Terra. 4. ed. Porto Alegre: Bookman, 2006. p. 57. (figura 2.9). Adaptação. Figura ilustrativa, representação sem escala.
    18. 18. Limite entre as placas tectônicas DIVERGENTES – no continente – Grande Vale da ÁfricaWICANDER, Reed; MONROE, James S.Fundamentos de Geologia. São Paulo:Cengage Learning, 2009. p. 39.
    19. 19. Limite entre as placas tectônicas DIVERGENTES – no oceano – Fragmentação de um continenteTEIXERA, Wilson et al. (Org.). Decifrando a Terra. 2. ed. São Paulo: Companhia Editora Nacional, Figura ilustrativa, representação sem escala.2009. p. 105. Adaptação.
    20. 20. E se os continentes nãotivessem se separado?
    21. 21. Deriva continental Angela GiseliCHARLIER, Jacques et al. (Org.). Atlas du 21e siècle. Paris: Nathan, 2009. p. 153.
    22. 22. Processos internos de formação de relevo
    23. 23. Movimentos epirogenéticos Positivos (soerguimento) Negativos (subsidência) Região próxima a Schagen, Países Baixos. Vista aérea dos arredores de Estocolmo, Suécia.
    24. 24. Movimentos orogenéticos Luciano Daniel Tulio CHARLIER, Jacques et al. (Org.). Atlas du 21e siècle. Paris: Nathan, 2009. p. 152. Adaptação.
    25. 25. Terremotos (abalos sísmicos) ElementosPRESS, Frank et al. Para entender a Terra. 4. ed. Porto Alegre: Bookman, 2006. p. 476. Figura ilustrativa, representação sem escala.
    26. 26. Escala Richter e principais terremotosPRESS, Frank et al. Para entender a Terra. 4. ed. Porto Alegre: Bookman, 2006. p. 478. Adaptação. Figura ilustrativa, representação sem escala.
    27. 27. Terremotos (abalos sísmicos) Terremoto no Haiti Marcos GomesDisponível em: <http://www.estadao.com.br/especiais/entenda-o-terremoto-no-haiti,84276.htm>. Acesso em: 12 fev. 2010. Figura ilustrativa, representação sem escala.
    28. 28. VULCANISNO Estrutura simplificada de um vulcão Marcos GomesTEIXEIRA, Wilson et al. (Org.). Decifrando a Terra. 2. ed. São Paulo: Companhia Editora Figura ilustrativa, representação sem escala.Nacional, 2009. p. 176.
    29. 29. Distribuição global dos principais vulcões Luciano Daniel TulioPRESS, Frank et al. Para entender a Terra. 4. ed. Porto Alegre: Bookman, 2006. p. 158. Adaptação. Figura ilustrativa, representação sem escala.
    30. 30. Já houve vulcões no Brasil? © Wikimedia Commons/NNE
    31. 31. Atividades vulcânicas no Brasil Luciano Daniel Tulio LEINZ, Viktor; AMARAL, Sérgio Estanislau do. Geologia geral. 8. ed. São Paulo: Editora Nacional, 1980. p. 284. Adaptação.
    32. 32. Formas de relevo
    33. 33. Formas de relevo mundial Luciano Daniel Tulio CHARLIER, Jacques et al. (Org.). Atlas du 21e siècle. Paris: Nathan, 2009. p. 153, mapa (e). Adaptação.
    34. 34. Relevo litorâneo Luis MouraDisponível em: <http://geoportal.no.sapo.pt/images/formas.jpg>. Acesso em: 16 fev. 2010. Adaptação. Figura ilustrativa, representação sem escala.
    35. 35. Relevo submarino Luis MouraTEIXEIRA, Wilson et al (Org.). Decifrando a Terra. 2. ed. São Paulo: CompanhiaEditora Nacional, 2009. p. 379. Adaptação. Figura ilustrativa, representação sem escala.
    36. 36. Relevo brasileiro segundo Aroldo de Azevedo Luciano Daniel Tulio AZEVEDO, Aroldo de. O Brasil e suas regiões. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1972.
    37. 37. Relevo brasileiro segundo Aziz Ab’Saber Luciano Daniel Tulio AZEVEDO, Aroldo. Brasil: a terra e o homem. v. 1. São Paulo: Nacional, 1970.
    38. 38. Relevo brasileiro segundo Jurandyr Ross Luciano Daniel Tulio ROSS, Jurandyr L. Sanches (Org.). Geografia do Brasil. São Paulo: Edusp, 2008. p. 53.

    ×