Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
  • Introdução: ok;
    Objetivo do PE: ok;
    Identificação: ok;
    Categorização: ok;
    Avaliação: ok;
    Seleção: ok;
    Priorização: ok;
    Balanceamento: sugere-se que o gráfico de bolhas contemple todos os projetos que foram selecionados e priorizados;
    Rebalanceamento: ok;
    Resultado final: ok;
    Benefícios do PMO: ok;
    Foco de implementação: ok;
    Função do PMO: ok;
    Modelo de PMO: ok;
    Nível hierárquico: ok;
    Profissionais: ok;
    Etapas de implementação: ok;
    Métricas: ok;
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
702
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2

Actions

Shares
Downloads
17
Comments
1
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. MBA-GERENCIAMENTO DE PROJETOSTRABALHO DA DISCIPLINA PROJECT OFFICE E NÍVEL DE MATURIDADE GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO E PMO Equipe: André Luiz Ramalho Ferreira Felipe Guerra Carneiro Luiz Carlos Cardoso de Azevedo Natália Saraiva Silva Turma GP3 – Ipatinga /Santana do Paraíso – Maio de 2012
  • 2. GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO – LISARB 2012
  • 3. GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO – LISARB 2012 SUMÁRIOA EMPRESA 4O PROJETO 5OBJETIVO DO TRABALHO 6PROCESSOS DE GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO 7PROCESSO DE IDENTIFICAÇÃO 8PROCESSO DE CATEGORIZAÇÃO 9 PROCESSO DE AVALIAÇÃO 11 PROCESSO DE SELEÇÃO 14 PROCESSO DE PRIORIZAÇÃO 16 PROCESSO DE BALANCEAMENTO 18 ITERAÇÕES PARA BALANCEAMENTO 20IMPLANTAÇÃO DE UM PMO EM LISARB 21 FOCO DO PMO EM LISARB 23 FUNÇÃO ADOTADA PELO PMO EM LISARB 24 MODELO ADOTADA PELO PMO EM LISARB 25 NÍVEIS HIERARQUICOS EM LISARB 26 PROFISSIONAIS ENVOLVIDOS 28 ETAPAS PARA IMPLEMENTAÇÃO DO PMO EM LISARB 29 MÉTRICAS PARA PMO EM LISARB 31
  • 4. GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO – LISARB 2012 A EMPRESA A Flan Consultoria é uma empresa especializada em avaliação, implantação e gestão de portfólios, programas e projetos (PPP). A Flan Consultoria atua nos mais variados seguimentos, desde o primeiro até o terceiro setor, o que equivale os setores públicos e privados, além das organizações sem fins lucrativos. A Flan Consultoria conta com uma equipe multidisciplinar, todos com experiência e especialização na área de gestão de projetos. Nos últimos anos a Flan Consultoria vem se especializando na implantação de Escritórios de Projetos (PMO’s) com vistas para a otimização da gestão dos PPP’s e maior alinhamento entre os objetivos estratégicos das organizações e seus projetos. Natália Saraiva SilvaFelipe Guerra Carneiro Luiz Carlos C. Azevedo André Luiz R. Ferreira
  • 5. GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO – LISARB 2012 O PROJETOO projeto “Pró-Lisarb” será, na realidade, um portfólio de projetos e programas que irão compor acarteira de investimentos de Lisarb. Através da gestão dos processos de gerenciamento de portfólio serão selecionados os projetos quemelhor aderem aos objetivos do planejamento estratégicos de Lisarb. É através da gestão deste portfólioque Lisarb irá maximizar o atingimento de seus objetivos estratégicos, reduzir os riscos de uma gestãoimprodutiva, otimizar o uso e a alocação de recursos, disseminar a cultura de gestão de projetos emtodas as unidades federativas e seus municípios. Para a adequada gestão dos PPP’s de Lisarb será sugerido a implantação de uma estrutura de PMO,assunto a ser explorado neste trabalho.
  • 6. GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO – LISARB 2012 OBJETIVO DO TRABALHOO presente trabalho tem como objetivo definir o portfólio de projetos e programas de Lisarb, com base nosobjetivos do planejamento estratégico disponibilizado pelo presidente de Lisarb. Todo trabalho serádesenvolvido com base nos processos de gerenciamento de portfólio. Para gestão profissional deste portfólioserá sugerido a implantação de uma estrutura de escritório de projetos (PMO) tendo como base a avaliação dematuridade da administração de Lisarb. Assim sendo, também fará parte do objetivo deste trabalho aabordagem do tema PMO.
  • 7. GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO – LISARB 2012 PROCESSOS DE GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIOO Gerenciamento de Portifólio é responsável por selecionar os projetos que melhor se alinham com osobjetivos do planejamento estratégico da organização. Através da aplicação de técnicas, processos eferramentas de forma estruturada é possível obter melhores resultados na composição da carteira deinvestimentos e conseqüentemente obter maiores retornos.
  • 8. GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO – LISARB 2012 PROCESSO DE IDENTIFICAÇÃOO objetivo deste processo é gerar uma lista dos projetos criados a partir dos objetivos do planejamentoestratégico fornecido. Abaixo segue proposta da Flan Consultoria: Projetos Descrição do Projeto Projetos Descrição do Projeto 1  Respeito Mútuo 18  Amigo de Todos 2  Aconchego 19  Reciclarb 3 Diversidade Forte 20  Carbotec 4 Viva a Diferença 21  Naturalisarb 5  Lisarb Social 22  Ar Puro 6  Vida com Qualidade 23  Soluções Sustentáveis 7 Qualisarb 24  Projeto Anjo 8  Lisarb com Educação 25  Lisarb sem Drogas 9  Escola para Todos 26  Denunciar 10  Arte do Ensino 27  Fala Lisarb 11  Informa Lisarb 28  Faz para Lisarb 12  Economisarb 29  Cultura para Todos 13  MT Lisarb 30  Cultivar 14  Agilisarb 31  Acesso Livre 15  Éticalisarb 32 Escuta Lisarb  16  Lisarbconsciente 33  Lisarb Livre 17 Externarb 34  Justiça para Todos
  • 9. GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO – LISARB 2012 PROCESSO DE CATEGORIZAÇÃOO objetivo deste processo é agrupar os projetos relevantes ao negócio, identificados na etapa anterior,que tenham finalidades em comum. Abaixo segue proposta da Flan Consultoria: Descrição da Descrição da Categoria Categoria Projetos Descrição do Projeto Categoria Categoria A Projetos Sociais 1  Respeito Mútuo A Projetos Sociais B Educação 2  Aconchego A Projetos Sociais C Economia 3 Diversidade Forte A Projetos Sociais D Politicas 4 Viva a Diferença A Projetos Sociais E Meio ambiente 5  Lisarb Social A Projetos Sociais F Segurança 6  Vida com Qualidade A Projetos Sociais G Cultura  7 Qualisarb A Projetos Sociais H Justiça 8  Lisarb com Educação B Educação 9  Escola para Todos B Educação 10  Arte do Ensino B Educação 11  Informa Lisarb B Educação 12  Economisarb C Economia 13  MT Lisarb C Economia 14  Agilisarb C Economia 15  Éticalisarb D Políticas 16  Lisarbconsciente D Políticas 17 Externarb D Políticas
  • 10. GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO – LISARB 2012 Descrição daProjetos Descrição do Projeto Categoria Categoria 18  Amigo de Todos D Políticas 19  Reciclarb E Meio ambiente 20  Carbotec E Meio ambiente 21  Naturalisarb E Meio ambiente 22  Ar Puro E Meio ambiente 23  Soluções Sustentáveis E Meio ambiente 24  Projeto Anjo F Segurança 25  Lisarb sem Drogas F Segurança 26  Denunciar F Segurança 27  Fala Lisarb F Segurança 28  Faz para Lisarb F Segurança 29  Cultura para Todos G Cultura 30  Cultivar G Cultura 31  Acesso Livre G Cultura 32 Escuta Lisarb  H Justiça 33  Lisarb Livre H Justiça 34  Justiça para Todos H Justiça
  • 11. GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO – LISARB 2012 PROCESSO DE AVALIAÇÃOO objetivo desta fase é determinar os critérios de seleção que servirão de base para tomada de decisão,o processo de avaliação é base para os processos de seleção e priorização.Abaixo segue proposta da Flan Consultoria: Aceitação Popular C1 Nota Justificativa Nenhuma Aceitação C1 1 Baixa Aceitação C1 2 A  aceitação  popular  é  algo  importantíssimo  em  Média Aceitação C1 3 instituições governamentais, principalmente pelo fato de  Alta Aceitação C1 4 captar da população as reais necessidades daquele país. Plena Aceitação C1 5 Necessidade Necessidade C2 Nota Justificativa Governamental C2 Nota Justificativa Governamental Nenhuma Necessidade C2 1 Alguns  projetos  podem  ser  necessários  para  manter  a  Nenhuma Necessidade C2 1 Alguns  projetos  podem  ser  necessários  para  manter  a  Baixa Necessidade C2 2 gestão  governamental.  Este  indicador  é  uma  visão  da  Baixa Necessidade C2 2 gestão  governamental.  Este  indicador  é  uma  visão  da  Média Necessidade C2 3 administração  pública  frente  a  necessidade  de  Média Necessidade C2 3 administração  pública  frente  a  necessidade  de  implementação  daquele  projeto.  Ex.:  Um  projeto  que  Alta Necessidade C2 4 implementação  daquele  projeto.  Ex.:  Um  projeto  que  Alta Necessidade C2 4 sugere  aumento  de  taxas  e/ou  impostos  pode  não  ser  sugere  aumento  de  taxas  e/ou  impostos  pode  não  ser  Plena Necessidade C2 5 bem  visto  pela  população,  mas  é  extremamente  Plena Necessidade C2 5 bem  visto  pela  população,  mas  é  extremamente  necessário para saúde financeira do país. necessário para saúde financeira do país.
  • 12. GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO – LISARB 2012 Custo C3 Nota Justificativa> $ 1 bilhão C3 1Entre $500 e $1.000  C3 2 Os projetos com  custo  elevado podem não ser viáveis a milhões menos  que  sejam  de  extrema  necessidade.  O  indicador Entre $200 e $500  C3 3 permite priorizar projetos de menor custo e que trazem milhões maior benefício e adiar projetos de maior custo e menor Entre $100 e $200  C3 4 benefício.milhões< $100 milhões C3 5 Prazo C4 Nota Justificativa> 30 anos C4 1 O  indicador  de  tempo  é  importante  principalmente  em Entre 20 e 30 anos C4 2 gestões  públicas  onde  há  a  possibilidade  de Entre 10 e 20 anos C4 3 descontinuidade  em  mudanças  de  gestão.  Além  disto, Entre 5 e 10 anos C4 4 este  indicador  permite  priorizar  projetos  de < 5 anos C4 5 implementação de curto prazo. Opinião Especializada C5 Nota JustificativaNenhuma Recomendação C5 1Baixa Recomendação C5 2 A  opinião  especializada  é  um  indicador  que  permite  balancear  a  necessidade  governamental  (administração Média Recomendação C5 3 pública), a necessidade popular e a viabilidade técnica e Alta Recomendação C5 4 econômica.Plena Recomendação C5 5
  • 13. GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO – LISARB 2012 Definição de ponderação das notas por critério: Critérios Ponderação Justificativa É um critério mais forte de aprovação pois a aceitação  Aceitação popular 30% popular é um forte indicador das necessidades reais do  povo de um país. Foco na gestão participativa. As necessidade do governo são muito importantes mas  as  necessidade  da  população  prevalece  nesta  gestão. Necessidade Governamental 25% Necessidade  de  implementar  projetos  importantes  para a gestão pública. Para  implementação  de  projetos  é  necessário  Custo 20% investimento,  projetos  de  alto  custo  podem  ser  inviáveis. Projetos de longo prazo podem ser inviáveis e correm o  Prazo 15% risco  de  serem descontinuados  devido a  mudanças  na  administração pública. Balanceamento  entre  nas  necessidades  Opinião Especializada 10% governamentais,  da  população  e  viabilidade  técnica/econômica.Critério de aprovação:Para um projeto ser aprovado este deverá ter uma nota ponderada maior do que 2,8 pontos.Assim a maior nota possível seria 5 e a menor 1.
  • 14. GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO – LISARB 2012 PROCESSO DE SELEÇÃOO objetivo deste processo é produzir uma lista de projetos com base nas recomendações de avaliação.Abaixo segue proposta da Flan Consultoria: Nota por Critério Nota ponderada Categori Projeto C1 C2 C3 C4 C5 NOTA a C1 C2 C3 C4 C5 30% 25% 20% 15% 10% FINAL 1 A 1 4 4 3 4 0,3 1,0 0,8 0,5 0,4 2,95 2 A 2 4 2 2 4 0,6 1,0 0,4 0,3 0,4 2,70 3 A 4 4 3 1 3 1,2 1,0 0,6 0,2 0,3 3,25 4 A 3 1 5 3 5 0,9 0,3 1,0 0,5 0,5 3,10 5 A 5 1 3 2 5 1,5 0,3 0,6 0,3 0,5 3,15 6 A 3 1 2 3 2 0,9 0,3 0,4 0,5 0,2 2,20 7 A 3 1 1 3 2 0,9 0,3 0,2 0,5 0,2 2,00 8 B 2 2 3 1 1 0,6 0,5 0,6 0,2 0,1 1,95 9 B 3 3 2 4 3 0,9 0,8 0,4 0,6 0,3 2,95 10 B 2 5 4 5 2 0,6 1,3 0,8 0,8 0,2 3,60 11 B 5 4 4 1 4 1,5 1,0 0,8 0,2 0,4 3,85 12 C 4 1 4 5 5 1,2 0,3 0,8 0,8 0,5 3,50 13 C 2 1 5 3 4 0,6 0,3 1,0 0,5 0,4 2,70 14 C 4 3 4 5 2 1,2 0,8 0,8 0,8 0,2 3,70 15 D 4 5 2 5 5 1,2 1,3 0,4 0,8 0,5 4,10 16 D 1 4 4 2 2 0,3 1,0 0,8 0,3 0,2 2,60 17 D 4 4 4 2 5 1,2 1,0 0,8 0,3 0,5 3,80
  • 15. GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO – LISARB 2012 Nota por Critério Nota ponderada CategoriProjeto C1 C2 C3 C4 C5 NOTA a C1 C2 C3 C4 C5 30% 25% 20% 15% 10% FINAL 18 D 3 3 4 4 4 0,9 0,8 0,8 0,6 0,4 3,45 19 E 4 1 1 3 4 1,2 0,3 0,2 0,5 0,4 2,50 20 E 2 5 3 5 4 0,6 1,3 0,6 0,8 0,4 3,60 21 E 2 4 1 5 4 0,6 1,0 0,2 0,8 0,4 2,95 22 E 4 4 1 5 3 1,2 1,0 0,2 0,8 0,3 3,45 23 E 2 1 1 5 4 0,6 0,3 0,2 0,8 0,4 2,20 24 F 2 5 5 1 1 0,6 1,3 1,0 0,2 0,1 3,10 25 F 5 2 3 5 5 1,5 0,5 0,6 0,8 0,5 3,85 26 F 1 2 2 2 1 0,3 0,5 0,4 0,3 0,1 1,60 27 F 3 4 3 1 4 0,9 1,0 0,6 0,2 0,4 3,05 28 F 4 4 1 2 5 1,2 1,0 0,2 0,3 0,5 3,20 29 G 3 4 5 1 1 0,9 1,0 1,0 0,2 0,1 3,15 30 G 5 3 3 1 5 1,5 0,8 0,6 0,2 0,5 3,50 31 G 1 2 5 2 5 0,3 0,5 1,0 0,3 0,5 2,60 32 H 2 2 3 5 3 0,6 0,5 0,6 0,8 0,3 2,75 33 H 4 5 5 2 3 1,2 1,3 1,0 0,3 0,3 4,05 34 H 3 5 5 1 5 0,9 1,3 1,0 0,2 0,5 3,80
  • 16. GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO – LISARB 2012PROCESSO DE PRIORIZAÇÃOO objetivo desta fase é determinar a seqüência de projetos por ordem de prioridade de acordo com oscritérios estabelecidos nas fases anteriores. ORD. PROJ. CAT Seleção 1º 15 D Aprovado 2º 33 H Aprovado 3º 25 F Aprovado 4º 11 B Aprovado 5º 17 D Aprovado 6º 34 H Aprovado 7º 14 C Aprovado 8º 10 B Aprovado 9º 20 E Aprovado 10º 30 G Aprovado 11º 12 C Aprovado 12º 22 E Aprovado 13º 18 D Aprovado 14º 3 A Aprovado 15º 28 F Aprovado 16º 5 A Aprovado 17º 29 G Aprovado
  • 17. GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO – LISARB 2012 ORD. PROJ. CAT Seleção 18º 24 F Aprovado 19º 4 A Aprovado 20º 27 F Aprovado 21º 9 B Aprovado 22º 21 E Aprovado 23º 1 A Aprovado 24º 32 H Reprovado 25º 2 A Reprovado 26º 13 C Reprovado 27º 16 D Reprovado 28º 31 G Reprovado 29º 19 E Reprovado 30º 23 E Reprovado 31º 6 A Reprovado 32º 7 A Reprovado 33º 8 B Reprovado 34º 26 F Reprovado Situação Qtd. %Aprovado 23 68%Reprovado 11 32% Total 34 100%
  • 18. GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO – LISARB 2012 PROCESSO DE BALANCEAMENTOO objetivo deste processo é avaliar os projetos de forma agrupada identificando os que mais contribuempara atingir os objetivos estratégicos com vistas para a categorização e os critérios de seleção.Para facilitar esta análise foram utilizadas duas ferramentas, o gráfico de bolhas e o gráfico do tipo radar.Foram realizadas várias interações tentando buscar um modelo que melhor contribuísse para osobjetivos estratégicos de maneira abrangente e balanceada. Categoria Participação dos Custo Médio (x) Qtd. de Projetos projetos % Estimado ($ MIL) A 4 17% 288 B 3 13% 350 C 2 9% 150 D 3 13% 267 E 3 13% 783 F 4 17% 425 G 2 9% 225 H 2 9% 100 Total 23 100%
  • 19. GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO – LISARB 2012
  • 20. GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO – LISARB 2012 ITERAÇÕES PARA BALANCEAMENTO:Foram realizadas várias iterações na etapa de planejamento do portfólio, com objetivo de melhordistribuir os projetos dentro das categorias definidas buscando com isso atender a todas as demandaslevantadas com base nos objetivos do planejamento estratégico de Lisarb.1ª iteração: Revisão dos projetos candidatos.2ª iteração: Revisão da categorização. Alguns projetos passaram migraram de uma categoria para outra,uma vez o primeiro entendimento sobre seu objetivo era equivocado. Após revisão estes foram realocados.Houve a fusão de uma categoria em outra uma vez que ambas tratavam o mesmo objetivo estratégico.3ª iteração: Revisão da ponderação no critério de seleção aumentando a pontuação do custo e reduzindoa pontuação da opinião especializada.
  • 21. GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO – LISARB 2012 IMPLANTAÇÃO DE UM PMO EM LISARB:Um PMO (“Project Management Office”) é um escritório de projetos que tem como principalobjetivo o alinhamento dos objetivos estratégicos com os projetos.Nos dias de hoje o assunto projetos tem ganhado grande força entre as organizações, no entanto,ainda se percebe a existência de um grande número de projetos conduzidos isoladamente acarretandouma série de problemas. Na maioria dos casos os projetos não produzem o retorno esperado,ou são abandonados no meio do caminho, ou produzem efeitos colaterais indesejáveis comosuperalocação de recursos, ou ainda são executados sem critérios de priorização, comprometendoo sucesso dos mesmos e os resultados operacionais. É comum ainda não haver o devido acompanhamentodos projetos após entrarem em operação o que também causa uma série de efeitos negativos,não é por acaso que mais de 50% dos projetos internos falham e apenas 16% dos projetos saem no tempoe no custo previsto.Assim sendo, a implantação de uma estrutura de escritório de projetos (PMO’s) em Lisarb,deixa de ser apenas um assunto relacionado a simples preocupação com a condução de seus projetos,mas sim condição fundamental para aumentar as probabilidades de sucesso dos mesmo e asseguraro alinhamento dos mesmos com a situação atual do país, tendo em vista as mudanças que inevitavelmenteocorrerão ao longo dos anos.
  • 22. GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO – LISARB 2012 Abaixo é listado uma relação de benefícios com a implementação de uma estrutura de escritório de projetos:•Possibilita manter o alinhamento entre os objetivos dos projetos com os objetivos estratégicos do país;•Permite implantar e difundir uma cultura de projetos nas unidades federativas e municípios, nivelando conceitos eações de forma abrangente;•Auxilia na gestão de mudanças;•Centraliza as informações geradas pelas unidades federativas e municípios, gera base de conhecimento e lições aprendidas;•Dissemina as melhores práticas e desenvolve programas de capacitação em gestão de projetos, programas e portfólio;• Padroniza a utilização de softwares e sistemas para gestão integrada de projetos, programas e portfólios;• Acompanha e auxilia na operacionalização dos projetos;• Auxiliar na alocação adequada de recursos;• Organiza e distribui as informações entre as unidades federativas e os municípios, mantendo o alinhamento com ogoverno central.
  • 23. GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO – LISARB 2012 FOCO DO PMO EM LISARB:Com base na avaliação de maturidade realizada na administração de Lisarb e disponibilizada paraeste trabalho, foi identificado uma série de pontos de atenção a serem trabalhados para a implantaçãoadequada de um PMO.Desta forma, para Lisarb, a Flan Consultoria está sugerindo a implantação de um PMO estratégicocom foco “Communications”.Este PMO estaria responsável por tratar as diferentes formas de comunicação necessárias para ocorreto andamento dos projetos, programas e portfólio. O objetivo central é permitir a fluidez dasinformações nos mais variados níveis, mantendo o alinhamento entre os “stakeholders”.Este PMO ainda seria responsável por manter um canal direto de comunicação tantono sentido “top down” quanto no sentido “botton up”, dando profundidade e abrangência aosassuntos relacionados aos projetos.
  • 24. GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO – LISARB 2012 FUNÇÃO ADOTADA PELO PMO EM LISARB:A principal função a ser adotada por este PMO é a de Gerência de Recursos. A idéia é sustentar atoda cadeia de recursos humanos necessárias em todos os níveis, tanto das unidades federativas,quanto dos municípios. O foco central é capacitar as pessoas para conduzir os projetos e manterestas pessoas atualizadas, treinadas e motivadas ao longo do ciclo de vida dos PPP’s.
  • 25. GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO – LISARB 2012 MODELO ADOTADA PELO PMO EM LISARB:Tendo em vista o elevado número de projetos que serão conduzidos ao longo dos anos é necessárioter um PMO baseado no modelo Torre de Controle (Control Tower).Neste caso haveria um monitoramento e controle dos projetos e programas com base nas melhores práticas,onde estes sofreriam auditorias visando garantir a conformidade com os padrões que também seriadisponibilizado para as unidades federativas e municípios.
  • 26. GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO – LISARB 2012 NÍVEIS HIERÁRQUICOS DO PMO EM LISARB:Tendo em vista que Lisarb é uma organização de proporções continentais é necessário estabeleceruma estrutura hierárquica capaz de suportar todos os níveis desde os projetos e programas sob aresponsabilidade dos municípios (PMO Nível 1) até os programas e projetos das unidades federativas(PMO Nível 2), tudo isso sustentado por um grande guarda chuvas acobertado pelo (PMO Nível 3)vinculado diretamente ao Governo Central.
  • 27. GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO – LISARB 2012
  • 28. GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO – LISARB 2012 PROFISSIONAIS ENVOLVIDOS:De acordo com a estrutura sugerida é necessário montar equipes multidisciplinares capazesde sustentar toda carteira de projetos, desta forma a Flan Consultoria sugere: •Para o PMO Nível 3: Equipe com 9 pessoas, sendo: - 1 Gerente; - 4 Assistentes; - 4 Especialistas; •Para o PMO Nível 2: Equipe com 10 pessoas, sendo: - 1 Gerente; - 3 Coordenadores; - 3 Assistentes; - 3 Especialistas; •Para o PMO Nível 1: Equipe com 7 pessoas, sendo: - 1 Coordenador; - 3 Assistentes; - 3 Especialistas;
  • 29. GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO – LISARB 2012ETAPAS PARA IMPLEMENTAÇÃO DO PMO EM LISARB:
  • 30. GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO – LISARB 2012
  • 31. GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO – LISARB 2012 MÉTRICAS PARA PMO EM LISARB:Para avaliar a efetividade do PMO em Lisarb é sugerido a utilização dos indicadores/métricas abaixo.De maneira geral espera-se que estes indicadores possam auxiliar na avaliação da efetividade do escritóriode projetos, ou seja, se de fato a implantação do PMO está surtindo efeito positivo ou não. Desta formaé possível controlar o processo e tomar decisões com foco na melhoria contínua: Quantidade de solicitação de apoio por mês; Índice de satisfação do cliente; Índice de capacitação dos gerentes de projetos; Índice de satisfação dos gerentes de projetos; Índice de retrabalho; Índice de performance do custo dos projetos; Índice de performance do cronograma; Índice de disponibilidade de recursos;