Super10
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Super10

on

  • 465 views

Titulo: Super10...

Titulo: Super10
Alunos:magnum,RICARDO,Alexander Gomes dos Santos,Edival Ângelo Valverde Zauza,Átila Antonio Carvalho Borges,Kleber Aparecido de Araujo Lemos,
Cidade: Governador Valadares
Disciplina: Escopo
Turma: GP11
Data:05-04-2013
Hora:14:14
Comentarios:
Publico até ápos a correção

Statistics

Views

Total Views
465
Views on SlideShare
435
Embed Views
30

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
1

2 Embeds 30

http://www.marcocoghi.com.br 27
http://marcocoghi.com.br 3

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
  • Comentários
    Introdução: ok;
    TAP: sugere-se que o objetivo SMART seja elaborado em uma frase;
    ISH: sugere-se seguir os campos do template do ISH, identificando-os, classificando-os, coletando seus requisitos e estabelecendo estratégias de gerenciamento;
    DReq Produto e Projeto: em 'entrega onde se manifesta' sugere-se identificar a fase ou pacote de trabalho onde o requisito se materializa;
    DE: ok;
    WBS: ok;
    D-WBS: faltou identificar a fase e sua entrega; observar que normas geralmente estão relacionadas mais à qualidade do que ao controle do escopo;
    LVQ: observar que a LVQ tem critérios de validação e não de aceitação;
    Verificar e Controlar Escopo: ok.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Super10 Super10 Presentation Transcript

  • GERENCIAMENTO DE ESCOPO EM PROJETOS GOVERNADOR VALADARES – MG GERENCIAMENTO DE PROJETOS – 11 DIRETORIA EXECUTIVA: Alexander Gomes dos Santos Átila Antonio Carvalho Borges Edival Ângelo Valverde Zauza Kleber Aparecido de Araujo Lemos Magnum Marcilino da Silva Ricardo José Faria de Gusmão
  • A SUPER 10ENGENHARIA.
  • A SUPER 10 ENGENHARIA.• Fundada em 1993, A SUPER 10 ENGENHARIA é uma empresa de engenharia brasileira que está totalmente comprometida em trabalhar como parceira das partes interessadas de seus projetos. Buscando sempre atuar de maneira eficaz e eficiente em todo o ciclo de vida de cada projeto.• Para alcançar seus objetivos, a SUPER 10 ENGENHARIA, tem como foco principal a qualidade de seus projetos e a melhoria contínua de seus colaboradores, investindo constantemente na qualificação e aperfeiçoamento de cada membro da empresa.• Especializada no desenvolvimento de soluções de infraestrutura para os setores essenciais da economia, tais como: energia elétrica, eólica, nuclear, infraestrutura e edificações especiais, mineração e metalurgia, óleo e gás, química e petroquímica, dentre outras.• A SUPER 10 ENGENHARIA possui um vasto portfólio de produtos que incluem, usinas geradoras de energia eólica, hidrelétrica, termelétrica e nuclear, sistemas de transmissão de energia, centros empresariais e comerciais, dentre outros.
  • Diretoria Executiva
  • TAP - Termo de Abertura do Projeto
  • TAP - Termo de Abertura do Projeto PROJETO Ventos para o Futuro. DESCRIÇÃOO projeto tem por objetivo a construção da Usina eólica de Guamaré/RN, para a geração de energiaelétrica, com capacidade mínima de geração de 100MW. JUSTIFICATIVAA energia eólica - produzida a partir da força dos ventos - é abundante, renovável, limpa e disponível emmuitos lugares. Essa energia é gerada por meio de aerogeradores, nas quais a força do vento é captadapor hélices ligadas a uma turbina que aciona um gerador elétrico. A quantidade de energia transferida éfunção da densidade do ar, da área coberta pela rotação das pás (hélices) e da velocidade do vento.
  • TAP - Termo de Abertura do Projeto JUSTIFICATIVAA avaliação técnica do potencial eólico exige um conhecimento detalhado do comportamento dosventos. Os dados relativos a esse comportamento - que auxiliam na determinação do potencial eólicode uma região - são relativos à intensidade da velocidade e à direção do vento.Para que a energia eólica seja considerada tecnicamente aproveitável, é necessário que sua densidadeseja maior ou igual a 500W/m², a uma altura de 50 metros, o que requer uma velocidade mínima dovento de 7 a 8 m/s.A utilização dessa fonte para a geração de eletricidade, em escala comercial, começou na década de1970, quando se acentuou a crise internacional de petróleo. Os EUA e alguns países da Europa seinteressaram pelo desenvolvimento de fontes alternativas para a produção de energia elétrica,buscando diminuir a dependência do petróleo e do carvão.
  • TAP - Termo de Abertura do Projeto JUSTIFICATIVAQuanto à aplicação desse tipo de energia no Brasil, pode-se dizer que as grandes centrais eólicas podemser conectadas à rede elétrica uma vez que possuem um grande potencial para atender o SistemaInterligado Nacional (SIN). As pequenas centrais, por sua vez, são destinadas ao suprimento deeletricidade a comunidades ou sistemas isolados, contribuindo para o processo de universalização doatendimento de energia. Em relação ao local, a instalação pode ser feita em terra firma (on-shore) ou nomar (off-shore).De acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), o Brasil possui 248 megawatts (MW) decapacidade instalada de energia eólica, derivados de dezesseis empreendimentos em operação. O Atlasdo Potencial Eólico Brasileiro, elaborado pelo Centro de Pesquisas de Energia Elétrica (CEPEL), mostraum potencial bruto de 143,5 GW, o que torna a energia eólica uma alternativa importante para adiversificação do “mix” de geração de eletricidade no País.O maior potencial foi identificado na regiãolitoral do Nordeste e, no Sul e no Sudeste. O potencial de energia atual para o Nordeste é de 144,29TWh/ano; para a região Sudeste, de 54,93 TWh/ano; e, para a região Sul, de 41,11 TWh/ano.
  • TAP - Termo de Abertura do Projeto JUSTIFICATIVAAs aplicações mais favoráveis desta fonte energética no Brasil estão na integração ao sistema interligado degrandes blocos de geração nos sítios de maior potencial. Em certas regiões, como por exemplo, a regiãoNordeste, no vale do Rio São Francisco, pode ser observada uma situação de conveniente complementaridadeda geração eólica com o regime hídrico, seja no período estacional ou na geração de ponta do sistema - ou seja,o perfil de ventos observado no período seco do sistema elétrico brasileiro mostra maior capacidade degeração de eletricidade justamente no momento em que a afluência hidrológica nos reservatórios hidrelétricosse reduz.Assim, a energia eólica se apresenta como uma interessante alternativa de complementaridade no sistemaelétrico nacional.Embora se insira dentro do contexto mundial de incentivo por tecnologias de geração elétrica menos agressivasao meio ambiente, como qualquer outra tecnologia de geração de energia, a utilização dos ventos para aprodução de energia elétrica também acarreta em alguns impactos negativos - como interferênciaseletromagnéticas, impacto visual, ruído, ou danos à fauna, por exemplo, já que podem interferir nas rotas demigração de aves. Atualmente, essas ocorrências já podem ser minimizadas e até mesmo eliminadas por meiode planejamento adequado, treinamento e capacitação de técnicos, e emprego de inovações tecnológicas.
  • TAP - Termo de Abertura do Projeto JUSTIFICATIVAAtenta às novas demandas do mercado, a Super 10 Engenharia Ltda.,tradicional empresa deinfraestrutura, com forte atuação no desenvolvimento de estudos e construção de barragens destinadasà geração de energia hidrelétrica, dentre outras atividades, identificou um novo e próspero nicho deatuação, qual seja, o potencial de mercado oferecido pela energia eólica. A partir de então, capacitouseus executivos e seu corpo técnico, dotando-lhes dos conhecimentos e das práticas necessárias paraatuar neste segmento, desde a elaboração de estudos técnicos e ambientais, identificando locaispotenciais, a partir do conhecimento detalhado do comportamento dos ventos, até a construçãocompleta de uma usina ou parque eólico, entregues prontos para o funcionamento.Hoje, a Super 10 Engenharia Ltda., é referência no mercado de desenvolvimento e construção de usinase parques eólicos, detendo excelente expertise nesta área de atuação, podendo contribuir, a partir doseu trabalho, com a possibilidade de geração de energia elétrica de forma limpa e sustentável.
  • TAP - Termo de Abertura do Projeto OBJETIVOS -Construir a Usina eólica de Guamaré, Rio Grande do Norte;M -Com capacidade mínimade geração de energia elétrica de 100 MW, obedecendo a um custo deconstrução máximo de R$ 50.000.000,00;A -Empregar todos os conhecimentos técnicos e científicos da Super 10 Engenharia Ltda., empresa comgrande expertise no ramo, há mais de 10 anos atuando neste setor;R -Contribuir para o aumento do potencial de geração de energia elétrica brasileiro, produzindoenergia limpa e sustentável;T -Executar toda a tarefa proposta observando o prazo máximo de 15 meses.
  • TAP - Termo de Abertura do Projeto REQUISITOSQue as obras da Usina eólica de Guamaré se iniciem dentro do prazo determinado;Que o custo estimado do projeto seja respeitado;Que sejam cumpridas todas as determinações legais impostas pela ANEEL e demais ÓrgãosReguladores;Que sejam respeitadas e cumpridas as normas ambientais;Que o projeto obedeça às normas ISO 9000;Que sejam estabelecidas políticas de cooperação e de boa vizinhança com a administração e apopulação local, além de ONGs e grupos ecológicos e ambientalistas;A usina, quando em operação, deverá produzir no mínimo, a quantidade de MW acordada com osstakeholders, 100 MW;
  • TAP - Termo de Abertura do Projeto REQUISITOSQue se priorize, preferencialmente, a contratação de profissionais locais para a execução das tarefas debaixa complexidade, contribuindo para a empregabilidade na região;Que o gerente do projeto possua autonomia para recrutar, de qualquer região do País, ou do exterior,profissionais qualificados e capacitados para as atividades definidas como complexas;Que sejam identificados e selecionados fornecedores com capacidade de atender às necessidades doprojeto - com relação ao prazo de entrega, à quantidade e à qualidade requeridas;Que se procedam aos testes finais individuais dos equipamentos e da usina como um todo;Que o projeto seja concluído dentro do prazo, custo e escopo previamente definidos;Que seja mantida a excelência da Super 10 Engenharia Ltda., agregando valor à sua marca e a suaidentidade.
  • TAP - Termo de Abertura do Projeto DESIGNAÇÃOFica designado o profissional Alexander Gomes dos Santos como gerente do projeto, estabelecendo-sesua autoridade e autonomia para conduzir todo o gerenciamento do projeto, podendo: atribuircompetências a terceiros; administrar os recursos financeiros alocados e aprovados no cronogramaexecutivo; administrar os recursos humanos necessários para o atendimento do objetivo proposto;representar a Super 10 Engenharia Ltda. no relacionamento com os Órgãos Reguladores, MinistérioPúblico, Administração e população local, além de outras partes interessadas; representarinstitucionalmente a Super 10 Engenharia Ltda. sempre que necessário.
  • TAP - Termo de Abertura do Projeto LISTA DE MILESTONESAté 10/05/2013 - Iniciar as obras civis da Usina eólica, em Guamaré/RN;10/09/2013 - Conclusão das obras de Infraestrutura;15/09/2013 - Início da montagem das torres dos aerogeradores;20/04/2014 - Conclusão da montagem da última torre de aerogerador;05/05/2014 - Início dos testes individuais de cada torre de aerogerador;30/06/2014 - Início dos testes de toda a usina eólica;31/07/2014 - Prazo final para a Certificação da Usina eólica pela ANEEL, IBAMA e demais ÓrgãosReguladores;10/08/2014 - Entrega final do produto do projeto ao cliente.
  • TAP - Termo de Abertura do Projeto ORÇAMENTOFica estabelecido o orçamento de R$ 50.000.000,00 (cinqüenta milhões de reais) - já incluída areserva para possíveis imprevistos - para a conclusão final do projeto. RISCOSRiscos mensuráveis:Alteração dos requisitos estabelecidos pela legislação ambiental, ou, pelos Órgãos Reguladores;Falta de mão de obra local, mesmo para as tarefas menos complexas;Atraso na entrega dos equipamentos eletromecânicos;Aumento no custo dos equipamentos eletromecânicos, devido à variação cambial do dólar;Aumento no custo do transporte, devido à variação dos preços dos combustíveis;Obtenção dentro do prazo, das certificações exigíveis pelos Órgãos Ambientais e Reguladores.
  • TAP - Termo de Abertura do Projeto RISCOSRiscos não mensuráveis:Reação contrária de ambientalistas e grupos ecológicos, podendo gerar impacto no cronograma dedesenvolvimento das obras e na imagem da empresa;Vigilância constante e acirrada dos Órgãos afetos ao meio-ambiente, em especial o IBAMA e oMinistério Público;Publicidade negativa para o projeto da Usina eólica de Guamaré e para a imagem da Super 10Engenharia Ltda. DATA, ASSINATURA DO SPONSOR _________________________________________ Governador Valadares, 3 de abril de 2013
  • ISH – Identificação dos STAKEHOLDERS
  • ISH – Identificação dos STAKEHOLDERS• Comunidade local; • Agência reguladora;• Patrocinadores; • População local;• Usuários de energia • Fornecedores de materiais; elétrica; • Construtora;• Órgãos ambientais; • Proprietário da área a• Investidores; construir;• Indústria consumidora; • Concessionária de energia• Governo local; elétrica;• Equipe de projeto; • Restaurantes locais;• Agência reguladora; • Hotéis locais; • Comércio local;
  • ISH – Identificação dos STAKEHOLDERS• Serviços de saúde local; • Aeroportos locais;• Serviços de segurança local; • Propriedades limítrofes ao• Locadoras de veículos, parque; máquinas e equipamentos • Ministério Público; local; • Empreiteiras de mão de obra;• Imprensa; • Transportadores em geral;• Escritórios locais; • Fabricantes de equipamentos.• Empresas prestadoras de serviços;• Postos de combustíveis locais;
  • DE – Declaração do Escopo
  • DE – Declaração do EscopoPREMISSAS:• Capacidade geradora da região (potencial eólico);• Facilidade de vias de acesso para entrada e saída de cargas;• Disponibilidade de fornecedores em tempo hábil;• Proximidade de linha de transmissão elétrica;• Reduzir emissões de óxido de enxofre, óxido de nitrogênio e monóxido de carbono, entre outros poluentes associados à queima de combustível fóssil;
  • DE – Declaração do EscopoRESTRIÇÕES:• Aprovação da licença ambiental;• Cumprir cronogramas de atividades no tempo, no custo e na qualidade contratadas;• Mão de obra especializada por conta do gerente de projeto;• Potencial instalado: 100 MW;• Mobilizar pessoal qualificado para a construção do projeto.
  • WBS
  • WBS Ventos para o Futuro Serviços Rede de Infraestrutura Montagens Estruturas Comissionamentopreliminares Transmissão 1.1.1. 1.2.1. 1.3.1. Canaletas e 1.6.1. Teste de 1.4.1. Torres 1.5.1. Subestação Mobilização Terraplenagem dutos operação 1.1.2. Edificações 1.3.2. Torres 1.5.2. Edifício 1.6.2. Operação 1.2.2. Drenagem 1.4.2. Geradores provisórias elétricas controle assistida 1.2.3. 1.5.3. 1.6.3. 1.4.3. Pás Pavimentação Guarita/cerca Desmobilização
  • D-WBS – Dicionário da WBS
  • D-WBS – Dicionário da WBSFase: SERVIÇOS PRELIMINARES Entrega: CANTEIRO DE OBRA C.C PT Descrição Entrega do PT Critério de Aceitação OK Escolha e transferência Documentos de da equipe de contratação de acordo gerenciamento e de Mão de Obra e com legislação1.1.1 Mobilização produção; Aquisição ou Equipamentos Estadual/Municipal e transferências dos contratados relatório de entrega de equipamentos e material ferramentas Construção de todas as Atendimento ao edificações provisórias Escritório, Refeitório, programa de Boas1.1.2 Edificações Provisórias para atender a demanda Alojamento, Oficina, Práticas Super10 e SSO de construção do Centrais Industriais (saúde e segurança parque eólico ocupacional)
  • D-WBS – Dicionário da WBSFase: SERVIÇOS PRELIMINARES Entrega: CANTEIRO DE OBRA C.C PT Descrição Entrega do PT Critério de Aceitação OK Movimento de terra na Atendimento ao1.2.1 Terraplenagem área do parque para Aterro e Corte contrato e a Norma nivelamento ABNT NBR 520-3 Construção da rede de Atendimento ao Rede de Distribuição1.2.2 Drenagem distribuição de água contrato e a Norma de Água Pluvial pluvial do parque ABNT NBR 413-2 Revestimento para Lançamento de Sub- Atendimento ao proteção das vias de1.2.3 Pavimentação base, Base e contrato e a Norma acesso interno ao Revestimento das Vias ABNT NBR 336-7 parque
  • D-WBS – Dicionário da WBSFase: SERVIÇOS PRELIMINARES Entrega: CANTEIRO DE OBRA C.C PT Descrição Entrega do PT Critério de Aceitação OK Escavação, construção e reaterro da rede de transmissão elétrica interna ao parque, em forma de canaletas de Canaletas e Dutos de Atendimento ao concreto com1.3.1 Canaletas e Dutos Distribuição da Rede projeto técnico e a bandejamento Elétrica lista de materiais metálico e dutos metálicos com revestimento em concreto; Lançamento dos cabos
  • D-WBS – Dicionário da WBSFase: SERVIÇOS PRELIMINARES Entrega: CANTEIRO DE OBRA C.C PT Descrição Entrega do PT Critério de Aceitação OK Escavação, construção e reaterro das bases; Carga, descarga, transporte e montagem dos perfis Torres Metálicas da Atendimento ao1.3.2 Torres Elétricas metálicos e Rede de Transmissão projeto técnico equipamentos das torres de transmissão elétrica externa ao parque; Lançamento dos cabos
  • D-WBS – Dicionário da WBSFase: SERVIÇOS PRELIMINARES Entrega: CANTEIRO DE OBRA C.C PT Descrição Entrega do PT Critério de Aceitação OK Carga, descarga, Atendimento ao transporte, içamento e Procedimento montagem das peças1.4.1 Torres Colunas Metálicas Operacional Padrão metálicas que (POP) para montagem formaram cada torre e avarias de material eólica Carga, descarga, transporte, içamento e montagem das peças e Teste para validação da equipamentos Motores, Rotores e1.4.2 Geradores RPM e baixo ruído mecânicos e elétricos Geradores acústico que formaram a fonte geradora de cada torre eólica
  • D-WBS – Dicionário da WBSFase: SERVIÇOS PRELIMINARES Entrega: CANTEIRO DE OBRA C.C PT Descrição Entrega do PT Critério de Aceitação OK Carga, descarga, transporte, içamento e Atendimento as montagem dos Pás Metálicas e normas ISO de1.4.3 Pás conjuntos de pás Acessórios qualidade de metálicas que resistência do material formaram cada torre eólica
  • D-WBS – Dicionário da WBSFase: SERVIÇOS PRELIMINARES Entrega: CANTEIRO DE OBRA C.C PT Descrição Entrega do PT Critério de Aceitação OK Escavação, reaterro e construção das bases, canaletas de concreto com bandejamento metálico, dutos metálicos com revestimento em Atendimento ao Bases, Canaletas e1.5.1 Subestação concreto e postes; projeto técnico e a Equipamentos Carga, descarga, lista de materiais transporte, içamento e montagem das peças metálicas que formaram cada torre eólica; Lançamento e esticamento dos cabos
  • D-WBS – Dicionário da WBSFase: SERVIÇOS PRELIMINARES Entrega: CANTEIRO DE OBRA C.C PT Descrição Entrega do PT Critério de Aceitação OK Escavação e reaterro das fundações; Construção do edifício de comando, incluindo estruturas, alvenarias, coberturas, Atendimento ao projeto impermeabilização, piso, técnico e às normas de forro, esquadrias, Salas de Comandos, Saúde e Segurança1.5.2 Edifício Controle acabamentos e as Gerências, Oficinas e Ocupacional quanto a instalações elétricas, Depósitos qualidade do ambiente hidrosanitárias, de trabalho. aterramento e SPDA, divididas nos ambientes de Recepção, Salas , Oficina; Depósitos; Vestiários e Banheiros
  • D-WBS – Dicionário da WBSFase: SERVIÇOS PRELIMINARES Entrega: CANTEIRO DE OBRA C.C PT Descrição Entrega do PT Critério de Aceitação OK Escavação e reaterro das fundações; Construção da guarita, incluindo estruturas, alvenarias, cobertura, impermeabilização, piso, esquadrias, Guarita com Portão e Atendimento ao projeto acabamentos e as1.5.3 Guarita/Cerca Cercamento do técnico e a lista de instalações elétricas, Perímetro materiais hidrosanitárias, aterramento e SPDA; Escavação, implantação dos mourões de concretos, fixação e esticamento do arame farpado
  • D-WBS – Dicionário da WBSFase: SERVIÇOS PRELIMINARES Entrega: CANTEIRO DE OBRA C.C PT Descrição Entrega do PT Critério de Aceitação OK Energização dos sistemas e equipamentos; Funcionamento temporários dos Teste dos Teste de desempenho equipamentos;1.6.1 Teste de Operação Equipamentos e energético e ruído Acompanhamento, Sistemas acústico análise e ajuste dos equipamentos e sistemas em curto período; Emissão de Relatório Técnico
  • D-WBS – Dicionário da WBSFase: SERVIÇOS PRELIMINARES Entrega: CANTEIRO DE OBRA C.C PT Descrição Entrega do PT Critério de Aceitação OK Acompanhamento, análise e ajuste dos equipamentos e Teste de desempenho sistemas no período Comissionamento energético e ruído de 30 dias durante Assistido no período acústico.1.6.2 Operação Assistida fornecimento de de 30 dias dos Aero Atendimento a energia para geradores produção de energia concessionária local; contratada Emissão de Relatório Técnico
  • D-WBS – Dicionário da WBSFase: SERVIÇOS PRELIMINARES Entrega: CANTEIRO DE OBRA C.C PT Descrição Entrega do PT Critério de Aceitação OK Desmontagem das edificações e redes provisórias; Recuperação das áreas Atendimento às degradadas no período exigências legais1.6.3 Desmobilização de construção; PRAD ambientais e Transportes e remoção trabalhista dos equipamentos, ferramentas e mão de obra utilizados na construção
  • LVQ – Lista de Verificação da Qualidade
  • LVQ – Lista de Verificação da QualidadeFase SERVIÇOS PRELIMINARES Entrega: CANTEIRO DE OBRAC.C PT Descrição Entrega do PT Critério de Validação Critério de Aceitação OK Escolha e Verificação e aprovação dos transferência da currículos dos colaboradores equipe de Documentos de vide Organograma e Quadro gerenciamento e contratação de acordo Mão de Obra e de colaboradores entregue de produção; com legislação1.1.1 Mobilização Equipamentos no contrato; Inspeção e Aquisição ou Estadual/Municipal e contratados aprovação dos equipamentos transferências relatório de entrega de e ferramentas vide Quadro dos material de equipamentos entregue equipamentos e no contrato ferramentas
  • LVQ – Lista de Verificação da QualidadeFase SERVIÇOS PRELIMINARES Entrega: CANTEIRO DE OBRA C.C PT Descrição Entrega do PT Critério de Validação Critério de Aceitação OK Construção de todas as Escritório, Atendimento ao edificações Inspeção e aprovação das Refeitório, programa de Boas Edificações provisórias para edificações provisórias1.1.2 Alojamento, Práticas Super10 e SSO Provisórias atender a conforme Croqui entregue no Oficina, Centrais (saúde e segurança demanda de contrato Industriais ocupacional) construção do parque eólico
  • LVQ – Lista de Verificação da QualidadeFase INFRAESTRUTURA Entrega: VIAS DE ACESSOS C.C PT Descrição Entrega do PT Critério de Validação Critério de Aceitação OK Movimento de Verificação e aprovação dos terra na área Atendimento ao perfis de cada via pelo1.2.1 Terraplenagem do parque Aterro e Corte contrato e a Norma programa Topograph e para ABNT NBR 520-3 AutoCAD nivelamento Inspeção e aprovação da confecção e montagem de Construção da forma e armação conforme rede de Rede de Atendimento ao projeto; Verificação das1.2.2 Drenagem distribuição de Distribuição de contrato e a Norma cotas lançadas conforme água pluvial Água Pluvial ABNT NBR 413-2 projeto através do do parque programa AutoCAD; Apresentação dos ensaios de concreto
  • LVQ – Lista de Verificação da QualidadeFase INFRAESTRUTURA Entrega: VIAS DE ACESSOS C.C PT Descrição Entrega do PT Critério de Validação Critério de Aceitação OK Revestimento para Lançamento de Verificação e aprovação dos proteção das Sub-base, Base Atendimento ao perfis de cada camada e1.2.3 Pavimentação vias de e contrato e a Norma cada via pelo programa acesso Revestimento ABNT NBR 336-7 Topograph e AutoCAD interno ao das Vias parque
  • LVQ – Lista de Verificação da QualidadeFase REDE DE INTERLIGAÇÃO Entrega: LINHA DE TRANSMISSÃO Critério deC.C PT Descrição Entrega do PT Critério de Aceitação OK Validação Inspeção e aprovação da Escavação, construção confecção e montagem de e reaterro da rede de forma e armação conforme transmissão elétrica projeto; Verificação das interna ao parque, em cotas lançadas conforme forma de canaletas de Canaletas e Dutos Atendimento ao projeto através do Canaletas e concreto com1.3.1 de Distribuição da projeto técnico e a programa AutoCAD; Dutos bandejamento Rede Elétrica lista de materiais Apresentação dos ensaios metálico e dutos de concreto; Inspeção e metálicos com aprovação dos revestimento em bandejamentos metálicos concreto; Lançamento e cabos conforme dos cabos especificação técnica
  • LVQ – Lista de Verificação da Qualidade LINHA DEFase REDE DE INTERLIGAÇÃO Entrega: TRANSMISSÃOC.C PT Descrição Entrega do PT Critério de Validação Critério de Aceitação OK Inspeção e aprovação da Escavação, confecção e montagem construção e de forma e armação reaterro das bases; conforme projeto; Carga, descarga, Verificação das cotas transporte e lançadas conforme Torres montagem dos projeto através do Torres Metálicas da Atendimento ao1.3.2 perfis metálicos e programa AutoCAD; Elétricas Rede de projeto técnico equipamentos das Apresentação dos Transmissão torres de ensaios de concreto; transmissão elétrica Inspeção e aprovação externa ao parque; dos perfis metálicos, Lançamento dos equipamentos e cabos cabos conforme especificação técnica
  • LVQ – Lista de Verificação da QualidadeFase MONTAGENS Entrega: AEROGERADORES C.C PT Descrição Entrega do PT Critério de Validação Critério de Aceitação OK Carga, descarga, Atendimento ao transporte, içamento e Procedimento Inspeção e montagem das peças1.4.1 Torres Colunas Metálicas Operacional Padrão aprovação nos testes metálicas que (POP) para montagem de soldas e pintura formaram cada torre e avarias de material eólica Carga, descarga, Acompanhamento, transporte, içamento e inspeção e montagem das peças e aprovação das peças Teste para validação equipamentos Motores, Rotores e e equipamentos1.4.2 Geradores da RPM e baixo ruído mecânicos e elétricos Geradores durante fabricação, acústico que formaram a fonte transportes e geradora de cada torre montagem conforme eólica especificação técnica
  • LVQ – Lista de Verificação da QualidadeFase MONTAGENS Entrega: AEROGERADORES Critério deC.C PT Descrição Entrega do PT Critério de Validação OK Aceitação Carga, descarga, transporte, içamento e Atendimento as Inspeção e montagem dos normas ISO de aprovação nos Pás Metálicas e1.4.3 Pás conjuntos de pás qualidade de testes de torque Acessórios metálicas que resistência do dos parafusos e formaram cada torre material pintura eólica
  • LVQ – Lista de Verificação da QualidadeFase ESTRUTURAS Entrega: EDIFICAÇÕES C.C PT Descrição Entrega do PT Critério de Validação Critério de Aceitação OK Escavação, reaterro e Inspeção e aprovação da construção das bases, confecção e montagem de canaletas de concreto forma e armação com bandejamento conforme projeto; metálico, dutos Verificação das cotas metálicos com lançadas conforme projeto revestimento em Bases, Atendimento ao através do programa1.5.1 Subestação concreto e postes; Canaletas e projeto técnico e a AutoCAD; Apresentação Carga, descarga, Equipamentos lista de materiais dos ensaios de concreto; transporte, içamento e Inspeção e aprovação dos montagem das peças bandejamentos metálicos, metálicas que equipamentos e cabos formaram cada torre conforme especificação eólica; Lançamento e técnica esticamento dos cabos
  • LVQ – Lista de Verificação da QualidadeFase ESTRUTURAS Entrega: EDIFICAÇÕES C.C PT Descrição Entrega do PT Critério de Validação Critério de Aceitação OK Escavação e reaterro das Inspeção e aprovação da fundações; Construção do confecção e montagem de edifício de comando, forma e armação conforme incluindo estruturas, projeto; Verificação das alvenarias, coberturas, dimensões, detalhamento e Atendimento ao projeto impermeabilização, piso, Salas de materiais de acabamento técnico e às normas de forro, esquadrias, Comandos, lançadas conforme projeto e Edifício Saúde e Segurança1.5.2 acabamentos e as Gerências, memorial descritivo; Controle Ocupacional quanto a instalações elétricas, Oficinas e Apresentação dos ensaios de qualidade do ambiente hidrosanitárias, Depósitos concreto; Inspeção e de trabalho. aterramento e SPDA, aprovação dos divididas nos ambientes bandejamentos metálicos, de Recepção, Salas , equipamentos e cabos Oficina; Depósitos; conforme especificação Vestiários e Banheiros técnica
  • LVQ – Lista de Verificação da QualidadeFase ESTRUTURAS Entrega: EDIFICAÇÕES C.C PT Descrição Entrega do PT Critério de Validação Critério de Aceitação OK Escavação e reaterro das fundações; Construção Inspeção e aprovação da da guarita, incluindo confecção e montagem de estruturas, alvenarias, forma e armação conforme cobertura, projeto; Verificação das impermeabilização, dimensões, detalhamento piso, esquadrias, Guarita com e materiais de acabamento Atendimento ao Guarita/ acabamentos e as Portão e lançadas conforme projeto1.5.3 projeto técnico e a Cerca instalações elétricas, Cercamento do e memorial descritivo; lista de materiais hidrosanitárias, Perímetro Apresentação dos ensaios aterramento e SPDA; de concreto; Inspeção e Escavação, implantação aprovação da implantação dos mourões de das cercas através dos concretos, fixação e programas de Topograph e esticamento do arame AutoCAD farpado
  • LVQ – Lista de Verificação da QualidadeFase COMISSIONAMENTO Entrega: PARQUE EÓLICO C.C PT Descrição Entrega do PT Critério de Validação Critério de Aceitação OK Energização dos sistemas e Verificação e equipamentos; aprovação dos Funcionamento ensaios mecânicos e temporários dos Teste de Teste dos elétricos dos Teste de equipamentos; desempenho1.6.1 Equipamentos e equipamentos; Operação Acompanhamento, energético e ruído Sistemas Análise do análise e ajuste dos acústico desempenho do equipamentos e sistema no relatório sistemas em curto técnico período; Emissão de Relatório Técnico
  • LVQ – Lista de Verificação da QualidadeFase COMISSIONAMENTO Entrega: PARQUE EÓLICO C.C PT Descrição Entrega do PT Critério de Validação Critério de Aceitação OK Acompanhamento, Verificação e análise e ajuste dos aprovação do Teste de equipamentos e comissicionamentos Comissionamento desempenho sistemas no período de dos equipamentos; Assistido no energético e ruído Operação 30 dias durante Análise do1.6.2 período de 30 dias acústico. Assistida fornecimento de desempenho do dos Aero Atendimento a energia para sistema no relatório geradores produção de energia concessionária local; técnico e aprovação contratada Emissão de Relatório da concessionária Técnico local
  • LVQ – Lista de Verificação da QualidadeFase COMISSIONAMENTO Entrega: PARQUE EÓLICO Critério deC.C PT Descrição Entrega do PT Critério de Validação OK Aceitação Desmontagem das Inspeção e edificações e redes aprovação após provisórias; recuperação e Recuperação das áreas Atendimento às plantio em toda degradadas no período exigências legais área do parque1.6.3 Desmobilização de construção; PRAD ambientais e eólico conforme Transportes e remoção trabalhista programa dos equipamentos, aprovado pelo ferramentas e mão de órgão ambiental obra utilizados na responsável construção
  • Sistema de Controle deMudança - Fluxograma
  • Sistema de Controle de Mudança - Fluxograma ENTREGA LQV ENTREG TERMO ENTREGA VALIDAD TORRE Cumprid SIM VALIDADA A SIM AE DE a? ACEITA? ACEITE ACEITA NÃO NÃO WBS, MR Req Produto DReq ProdutoEXECUTAR DICIONÁRIO e eTRABALHO e DE MR Req Projeto DReq Projeto
  • A SUPER 10ENGENHARIA. VENTOS PARA O FUTURO