Ciencia geografica
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Ciencia geografica

on

  • 15,448 views

 

Statistics

Views

Total Views
15,448
Views on SlideShare
15,065
Embed Views
383

Actions

Likes
4
Downloads
565
Comments
1

4 Embeds 383

http://educacaodialogica.blogspot.com.br 273
http://profleofonseca.com 101
http://educacaodialogica.blogspot.pt 7
http://educacaodialogica.blogspot.com 2

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Ciencia geografica Ciencia geografica Presentation Transcript

  • A CIÊNCIA GEOGRÁFICA A Geografia e o fruto da essência que predomina nesse perfeito universo.
  • GEOGRAFIA
    • É uma ciência que tem por objetivo o estudo da superfície terrestre e a distribuição espacial de fenômenos significativos na paisagem. Também estuda a relação recíproca entre o homem e o meio ambiente (Geografia Humana). Um dos temas centrais da geografia é a relação homem-natureza. A natureza é entendida aqui como as forças que geraram ou contribuem para moldar o espaço geográfico, isto é, a dinâmica e interações que existem entre a atmosfera, litosfera, hidrosfera e biosfera. O homem é entendido como um organismo capaz de modificar consideravelmente as forças da natureza através da tecnologia.
  • SISTEMATIZAÇÃO
    • No século XIX ocorreu a sistematização (agrupamento em única ciência)dos conhecimentos geográficos, a Geografia surge como uma ciência à serviço do Estado.
  • DETERMINISMO
    • Escola alemã
    • Meio como determinante das condições de vida do homem.
    • O homem se adapta ao meio sem promover grandes modificações na paisagem.
    • Defendia o expansionismo alemão.
    • Ex: a indolência do homem dos Trópicos
    Friedrich Ratzel
  • POSSIBILISMO
    • Escola francesa
    • Defendia o colonialismo francês.
    • O homem é tido como capaz de transformar a natureza, adaptando-a às suas necessidades.
    Paul Vidal de La Blache
  • GEOGRAFIA CLÁSSICA OU TRADICIONAL
    • Prevaleceu até os anos 1950
    • As diversas correntes da Geografia Clássica, ou Tradicional, na tentativa de eleger um objeto de análise, se apoiaram em elementos do Positivismo. Uma primeira manifestação dessa relação está na redução da "realidade" ao mundo dos sentidos, ou seja, a análise geográfica limitar-se-ia aos aspectos visíveis dos fenômenos, por meio do método indutivo, considerado, na época, o principal meio de explicação.
    • Outra evidência da relação entre Geografia e Positivismo refere-se ao fato de a Geografia ser considerada uma "ciência de síntese", isto é, ela é considerada o resultado final de todo conhecimento científico, no sentido de analisar e relacionar todo o conhecimento produzido pelas demais ciências.
  • MOVIMENTO DE RENOVAÇÃO DA GEOGRAFIA
    • Anos 1950 – crise da Geografia
    • Surgem questionamentos devido ao caráter pouco prático da Geografia Tradicional
    • Não bastava descrever o mundo, era preciso explicar suas configurações e dinâmicas
    • Novo contexto – grandes transformações sociais, políticas e econômicas ocorreram nos anos 1960 e 1970
    • O cenário internacional tornou-se mais complexo – influências da superpotência norte-americana, Revolução Comunista, Revolução Cubana, Guerra do Vietnã.
    • A Geografia passou a se preocupar também com questões locais: más condições de vida nas cidades, perversas relações de trabalho, meio ambiente.
    • Duas vertentes do movimento de renovação:
      • Geografia Crítica
      • Geografia Teorética Quantitativa
  • GEOGRAFIA CRÍTICA
    • Baseada em explicações socioeconômicas.
    • Idéias marxistas, crítica ao modo de produção capitalista
    • porém, essa corrente deixou de lado importantes elementos na análise geográfica (política, cultura, relações cotidianas).
    Milton Santos
  • GEOGRAFIA TEORÉTICA QUANTITATIVA
    • Geografia quantitativa no Brasil, uma curta revolução, porém, uma revolução, não só quantitativa, mas acima de tudo epistemológica.
    • Um texto que registra um momento da geografia brasileiro que veio a ser tratado de forma bem pejorativa mas que merece ser melhor compreendida - a geografia quantitativa. O texto versa sobre a geografia quantitativa a partir de um resumo de um curso promovido pela professora Maria Cavalcanti Bernardes há trinta anos atrás. O curso ocorreu em 1977 na UFRJ, um ano antes do aparecimento do que veio a se chamar geografia crítica. Assim, é realizada uma leitura sobre a geografia quantitativa sem a marca da paixão que veio a ocorrer posteriormente.
  • GEOGRAFIA CULTURAL
    • CULTURA – além de resultado e condição da existência humana, é um componente do espaço geográfico
    • Geografia Cultural – aborda temas como estudo do gênero (masculino e feminino), culturas (tribos urbanas), o trabalho feminino
    • O espaço geográfico é resultado das relações entre os homens e destes com a natureza, ao mesmo tempo eles constroem cultura e faz parte dela.
  • GEOGRAFIA DA PERCEPÇÃO
    • Trabalha com o conceito de lugar (vivenciado, dotado de valor, sentimento);
    • Valoriza a construção subjetiva;
    • Espaço perceptivo.
  • A GEOGRAFIA E SEUS CONCEITOS FUNDANTES
    • Espaço
    • Paisagem
    • Lugar
    • Território
    • Região
  • Espaço
    • O espaço geográfico é resultado da ação dos homens sobre o próprio espaço, intermediado pelos objetos, naturais e artificiais. É o produto de sua economia e da sua cultura, por isso, qualquer espaço geográfico constituído em algum lugar da superfície terrestre tem história . É o espaço que o homem ocupa, utiliza e transforma.
    • Avenida Baía dos Golfinhos na praia da Pipa/RN em épocas diferentes.
  • Paisagem
    • É tudo aquilo que nós vemos, o que nossa visão alcança, é a paisagem. Esta pode ser definida como o domínio do visível, aquilo que a vista abarca. Não é formada apenas de volumes, mas também de cores, movimentos, odores, sons, etc. É a materialização do espaço e constituída por elementos naturais e artificiais.
  •  
  • Lugar Geográfico
    • É o espaço passível de ser sentido, pensado, apropriado e vivido através do corpo. É a porção do espaço apropriável para a vida que manifesta-se afetividade – apropriada através do corpo – dos sentidos – dos passos de seus moradores, é o bairro, é a praça, é a rua, e nesse sentido poderíamos afirmar que não seria jamais a metrópole ou mesmo a cidade a menos que seja a pequena vila ou cidade. É formado pela tríade habitante – identidade – lugar.
  • Recife - PE Marco Zero - PE
  • Território
    • É derivado do latim terra e torium , significando terra pertencente a alguém. Ele é revestido das dimensões política e afetiva. É delimitado, controlado e monitorado por relações sociais, constituindo-se num todo complexo, onde se tece uma trama de relações complementares e conflitantes. Deve-se ligar a idéia de território, à idéia de poder, quer se faça referência ao poder público, estatal, quer ao poder das grandes empresas.
  • Território das Farc’s
  • Região
    • Região é uma classe de área, isto é, um conjunto de unidades de área, como os municípios, que apresenta grande uniformidade interna e grande diferença face a outros conjuntos.
  •  
  • Divisões da Geografia
    • Geografia Física : focaliza-se no estudo das características naturais, como clima, vegetação, hidrografia, relevo e os impactos decorrentes da exploração. 
    • Geografia Humana : tem como objetivo o estudo da dinâmica populacional e suas particularidades.
    • Geografia Social:  tem como objetivo desenvolver o estudo dos fatos e dos problemas sociais em termos de sua localização e manifestações espaço-territoriais.
  • Geografia Física
    • Focaliza-se no estudo das características naturais, como clima, vegetação, hidrografia, relevo e os impactos decorrentes da exploração. 
  • Geografia Humana
    • É uma ciência humana que se consagra ao estudo e à descrição da interação entre a sociedade e o espaço. Ela ajuda o homem a entender o espaço geográfico em que vive. Pode-se compreender o objeto da geografia humana como sendo a leitura crítica das percepções e transformações humanas sobre o espaço, no transcorrer do tempo, assim como a incidência do espaço sobre a sociedade, isto é, a relação do homem com o espaço, o homem “espacializado”.
  •  
  • Geografia Social
    • Tem como objetivo desenvolver o estudo dos fatos e dos problemas sociais em termos de sua localização e manifestações espaços-territoriais. O estudo dos grupos sociais no território estabelece três grupos de problemas para a Geografia Social: a definição dos que são significantes no espaço, a análise das suas atividades e a avaliação dos impactos do produto das interações sociais.
  • F i m