Your SlideShare is downloading. ×
0
Quimica Descritiva
Quimica Descritiva
Quimica Descritiva
Quimica Descritiva
Quimica Descritiva
Quimica Descritiva
Quimica Descritiva
Quimica Descritiva
Quimica Descritiva
Quimica Descritiva
Quimica Descritiva
Quimica Descritiva
Quimica Descritiva
Quimica Descritiva
Quimica Descritiva
Quimica Descritiva
Quimica Descritiva
Quimica Descritiva
Quimica Descritiva
Quimica Descritiva
Quimica Descritiva
Quimica Descritiva
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Quimica Descritiva

27,374

Published on

Published in: Education
1 Comment
4 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
27,374
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
264
Comments
1
Likes
4
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. QUÍMICA DESCRITIVA
  • 2. Química Descritiva
    • I- Ácidos importantes :
    • HCl  Ácido clorídrico. Formado pelo cloreto de hidrogênio ou gás clorídrico dissolvido em água. Comercialmente é conhecido como ácido muriático (impuro). É usado para limpeza de superfície metálica antes da solda. É encontrado em nosso estômago na composição do suco gástrico. Quando em excesso ou quando o estômago fica vazio muito tempo, pode provocar azia chegando até a ulcerar a mucosa do estômago. É usado também para limpeza de pisos e azulejos. Industrialmente é obtido de quatro fontes: a) como subproduto da reação de hidrocarbonetos aromáticos e alifáticos; b) a partir da reação; NaCl + H 2 SO 4 ; c) pela combustão do hidrogênio no cloro; d) na reação tipo Hargreaves : 4 NaCl + 2 SO 2 + O 2 + 2 H 2 O  2 Na 2 So 4 + 4 HCl ( R.Norris Shreve e Joseph A. Brink Jr.)
    • H 2 SO 4  É um líquido incolor, viscoso, com densidade de 1,84g/cm 3 . Mundialmente é o ácido mais importante e o mais usado na indústria, sendo o seu maior emprego isolado na indústria de fertilizantes. É usado em baterias de automóveis, na fabricação de papel e celulose, nas indústrias petroquímicas, de corantes e na fabricação de explosivos. Tem ações oxidante e desidratante muito acentuadas. Pode ser obtido industrialmente por dois métodos: a) Processo de contato; b) Processo das câmaras de chumbo.
  • 3. Química descritiva
    • -Primeira etapa : obtenção do dióxido de enxofre (SO 2 ):
    • S + O 2  SO 2
    • 4 FeS 2 + 11O 2  2 Fe 2 O 3 + 8 SO 2
    • Pirita  Esta é uma reação de ustulação que consiste no aquecimento de um sulfeto metálico com grande quantidade de oxigênio à altas temperaturas.
    • -Segunda Etapa : Oxidação do SO 2  SO 3
    • 2 SO 2 + O 2 2 SO 3
    • Esta segunda etapa pode ser feita por dois processos:
    • Processo de contato: Mais usado atualmente. Usa-se como catalisador o pentóxido de vanádio ou a platina: cátalise heterogênea
    • 2 SO 2 + O 2 2 SO 3
    • -Depois o trióxido de enxofre é absorvido em ácido sulfúrico formando aquilo que chamamos de óleum. Em seguida o óleum é diluído em água:
    • SO 3 + H 2 SO 4  H 2 S 2 O 7  ácido pirossulfúrico (óleum)
    • H 2 S 2 O 7 + H 2 O  2 H 2 SO 4
    catalisador V 2 O 5 ou Pt aquecimento
  • 4. Química descritiva b) Processo das câmaras de chumbo: Não é atacado pelo ácidos das câmaras porque acaba formando sulfato insolúvel. Neste processo usa-se óxidos de nitrogênio como catalisadores da reação de oxidação do dióxido de enxofre. 2 SO 2 + O 2 2 SO 3 SO 3 + H 2 O H 2 SO 4 OBS: No processo das câmaras de chumbo a produção é baixa; no processo por contato a produção é alta. - HF  Ácido fluorídrico.Na forma de gás é conhecido como gás fluorídrico; em solução aquosa tem um alto poder de corrosão diante de vidros, atacando os silicatos e a sílica componentes do vidro. É responsável por queimaduras violentas e de difícil cura, simplesmente pela inalação da forma gasosa. - HCN  Ácido cianídrico. Na forma de gás é conhecido como gás cianídrico; é altamente tóxico. É usado em execuções em câmara de gás. -H 2 S  Ácido sulfídrico. Na forma de gás é conhecido como gás sulfídrico; possui cheiro de ovo podre. É um gás venenoso, encontrado nos processos de putrefação de substâncias orgânicas que contenham enxofre. É usado em análises químicas. - H 3 CCOOH  Ácido acético. Sua solução aquosa (3 a 7%) é conhecida como vinagre, muito usado como condimento alimentar. NO 2 Catálise homogênea
  • 5. Química descritiva
    • -HNO 3  Ácido Nítrico. Ácido forte muito usado mundialmente, só perdendo em uso para o ácido sulfúrico. Usado principalmente na fabricação de explosivos, fertilizantes (salitre- KNO 3 e NaNO 3 ), na fabricação da pólvora. Como o ácido sulfúrico é um agente oxidante muito forte. É obtido:
    • Em laboratório : NaNO 3 + H 2 SO 4  NaHSO 4 + HNO 3
    • Na Indústria:
    • Processo de Ostwald:
    • 4 NH 3 + 5O 2 4 NO + 6 H 2 O
    • 2 NO + O 2 2 NO 2
    • 3 NO 2 + H 2 O 2 HNO 3 + NO
    • Processo em Arco voltaico: ( raramente usado)
    • N 2 + H 2 2 NO
    • 2 NO + O 2 2 NO 2
    • 2 NO 2 + H 2 O HNO 3 + HNO 2
    • 3 HNO 2 HNO 3 + 2 NO + H 2 O
    Pt 800 0 C aquecimento
  • 6. Química descritiva
    • -Muito importante: O ácido nítrico pode reagir com o cobre da seguinte maneira:
    • HNO 3 concentrado: Cu + 4 HNO 3  Cu(NO 3 ) 2 + 2 H 2 O + 2 NO 2
    • HNO 3 diluído : 3Cu + 8 HNO 3  3 Cu(NO 3 ) 2 + 4 H 2 O + 2 NO
    • Muita atenção: não temos acima exemplos de reações de simples troca ou deslocamento; temos sim, reações de oxi-redução.
    • - H 3 PO 4  Ácido fosfórico. É usado na indústria de alimentos, na fabricação de fertilizantes (fosfatos e superfosfatos), na indústria de vidros; na indústria de refrigerantes é usado como acidulante, conservante e para acentuar a percepção do sabor doce. Sua fabricação é feita por via úmida, cuja reação principal pode ser simplificada para:
    • Ca 3 (PO 4 ) 2 (s) + 3 H 2 SO 4 (liq) + 6 H 2 O (liq)  2 H 3 Po 4 (liq) + 3 CaSO 4 . 2H 2 O (s) +76,6 kcal
    • Obs: Essa reação não é para ser decorada.
    • - H 2 CO 3  Obtido pela dissolução de gás carbônico em água. É um ácido muito fraco e de instabilidade muito acentuada. É encontrado em águas minerais gaseificadas e nos refrigerantes. CO 2(g) + H 2 O (liq)  H 2 CO 3(aq)
  • 7. Química descritiva
    • Bases importantes :
    • Ca(OH) 2  Hidróxido de cálcio, conhecida também como cal extinta, apagada ou hidratada. Em água sua solução é chamada de água de cal e sua suspensão de leite de cal. Usada principalmente na indústria da construção (argamassa e caiação). Quando é usada na caiação ocorre uma reação muito importante com gás carbônico do ar formando carbonato de cálcio sólido: Ca(OH) 2 + CO 2  CaCO 3(s) + H 2 O. Essa reação é muito explorada nos vestibulares. É obtida através da reação entre a cal virgem e água: CaO + H 2 O  Ca(OH) 2
    • - NaOH  Hidróxido de Sódio, conhecida como soda cáustica. É usada na indústria de sabão; na fabricação de produtos para desentupir pias e ralos; na fabricação de papel e celulose. Obtida industrialmente através da eletrólise de soluções de NaCl, que podemos representar por :
    • NaCl (aq) NaOH + H 2 + Cl 2
    • - Mg(OH) 2  Hidróxido de magnésio. Juntamente com Al(OH) 3 (hidróxido de alumínio) é muito usada para combater acidez estomacal. Conhecida como leite de magnésia, usada também como laxante suave. A reação de neutralização que ocorre no estômago é dada por: Mg(OH) 2 + HCl  MgCl 2 + 2 H 2 O
    Eletrólise
  • 8. Química descritiva - NH 4 OH  Hidróxido de amônio. Base muito instável que só existe em solução aquosa: NH 3 + H 2 O  NH 4 OH  NH 4 + + OH -+ . Muito utilizada na fabricação de fertilizantes, explosivos e ácido nítrico. Seu nome tem origem no sal cloreto de amônio NH 4 Cl, antigamente conhecido como sal de Amon . - Sais importantes: -NaCl – Cloreto de sódio. Obtido pela evaporação da água do mar e em depósitos naturais.É usado na conservação de alimentos, principalmente carne de sol; no preparo de soro caseiro; como solução hidratante; para limpeza de lentes de contato; na alimentação; como matéria prima na produção de soda cáustica. -NaHCO 3  Carbonato ácido de sódio, conhecido comercialmente como bicarbonato de sódio ( não esqueça: bi por ser ânion monovalente com um hidrogênio ionizável ). Usado como antiácido, fermento, extintor de incêndio, agente neutralizante em desodorantes. Duas reações muito importantes e exploradas em vestibular: NaHCO 3 + HCl  Na + H 2 O + CO 2 (neutralização da acidez estomacal 2NaHCO 3  Na 2 CO 3 + H 2 O + CO 2 ( como fermento)
  • 9. Química descritiva - NaF  Fluoreto de sódio. Usado na prevenção da cárie; age inibindo a desmineralização dos dentes. Aplicado diretamente sobre os dentes ou usado como bochechos é capaz de prevenir realmente a cárie dental, porém, devemos tomar muito cuidado pois sua toxidez em concentrações elevadas é muito séria. -NaNO 3  Nitrato de sódio ou salitre do Chile. Muito usado na fabricação de fertilizantes e na fabricação da pólvora. Na fabricação da pólvora podemos usar também o KNO 3 , conhecido somente por salitre. -CaCO 3  Carbonato de Sódio. Conhecido como calcário, é o principal componente do mármore. Encontrado na natureza em grande quantidade. Usado como matéria prima da cal virgem: CaCO 3  CaO + CO 2 . É utilizado na fabricação de vidro (calcário + areia + barrilha) e na produção de cimento (calcário + argila + areia). É um sal insolúvel em água. É o grande responsável pela formação de estalactites (superiores) e estalagmites (inferiores), cuja formação pode ser representada pelas reações: CaCO 3 (s) + H 2 O (liq) + CO 2(g)  Ca(HCO 3 ) 2(aq)  Ca +2 (aq) + 2 HCO 3 - ( aq) Ca +2 (aq) + HCO 3 - (aq)  CaCO 3 (s) + H 2 O (liq) + CO 2(g)
  • 10. Química descritiva
    • Na 2 CO 3  Carbonato de Sódio. Conhecido como barrilha ou soda. Utilizado na fabricação de vidro (calcário + barrilha + areia), na fabricação de sabão, corantes, papéis etc.
    • CaSO 4  Anidro (sem água) é componente do giz, com água (dihidratado) conhecido por gipsita ou gesso: CaSO 4 . 2 H 2 O  CaSO 4 + 2 H 2 O
    • Gipsita Giz
    • -MgSO 4  Sulfato de magnésio. Conhecido como sal amargo ou sal de Epson. Muito usado como laxante para exames radiológicos, para evitar a formação de gases.
    • -NaClO  Hipoclorito de sódio. Grande responsável pelo poder bactericida e alvejante de soluções de “cloro”. Estas propriedades têm como responsável o íon hipoclorito ClO - . Muito usado para matar germes na água onde os recursos higiênicos são precários.
    • -Ca 3 (PO 4 ) 2  Fosfato de cálcio ou fosforita. Encontrado na crosta terrestre é usado como matéria prima do elemento fósforo. Entra na composição de fertilizantes e na composição dos ossos.
  • 11. Química descritiva Outras substâncias importantes : - H 2 O  Água. Molécula fortemente polarizada. As moléculas de água se unem através de pontes de hidrogênio, ligação essa, que ocorre entre o(s) átomo(s) de hidrogênio de uma molécula com o átomo de oxigênio de outra molécula. Podemos encontrar vários tipos de água: - Água pesada : é aquela formada por átomos do isótopo do hidrogênio conhecido como deutério ( 1 H 2 ) .É semelhante a água em suas propriedades químicas, porém diferente nas propriedades físicas. Possui Ponto de Ebulição igual a 101,4 0 C e Ponto de Fusão igual a 3,81 0 C; sua densidade é de 1,1 g/cm 3 . Muito usada em reatores nucleares. -Água dura : é aquela rica em íons cálcio e magnésio, principalmente na forma de bicarbonatos e sulfatos. Esses minerais impedem que o sabão faça espuma; depositam uma película sedimentar nos cabelos, roupas e canos. A dureza pode ser temporária ou permanente . I)Dureza permanente : é a água rica em sulfatos de cálcio e magnésio. O seu amolecimento é feito com a passagem dessa água através de uma camada de zeólito (mineral), que consegue fazer a troca dos íons Ca +2 e Mg +2 por íons Na + . II)Dureza temporária : é a água rica em bicarbonatos. O seu amolecimento é feito pelo aquecimento que precipita CaCO 3 , que através de filtração é eliminado: Ca(HCO 3 ) 2 CaCO 3(s) + H 2 O + CO 2 aquecimento
  • 12. Química descritiva - Água destilada : é a água que passou por um processo de destilação; é formada somente por moléculas de água, sendo completamente pura. Muito usada principalmente na indústria farmacêutica. -Água deionizada ou desmineralizada : é aquela que teve sua carga elétrica neutralizada pela remoção ou adição de elétrons. Esse processo remove da água nitratos, cálcio e magnésio, além de cádmio, bário, chumbo e algumas formas de rádio. -Amônia ou gás amoníaco : Gás incolor, de cheiro característico, possui grande solubilidade em água formando a solução de amônia. Entra na fabricação de ácido nítrico, fertilizantes e muito usado também em refrigeração. Obtido em laboratório pela reação entre nitrato de amônia com hidróxido de sódio: NH 4 NO 3 + NaOH  NaNO 3 + H 2 O + NH 3 ; na indústria pode ser obtido pela destilação sêca da hulha e por um processo chamado de Haber-Bosh: N 2 + 3 H 2  2 NH 3 , chamando atenção para essa reação que é uma reação exotérmica, portanto para aumentar o seu rendimento a temperatura não pode ser muito alta, devendo ficar em torno de 400 0 C, porém a pressão deve ser bem alta ficando em torno de 1000atm. -Alumínio : Na crosta terrestre é o mais abundante dos metais. Extraído de um minério chamado de bauxita (Al 2 O 3 .2H 2 O). Em vestibular na maior parte das vezes o minério é representado somente por Al 2 O 3 . O alumínio puro é obtido em um processo de custo muito alto (eletrólise) onde o gasto com energia elétrica é bem acentuado.
  • 13. Química descritiva - Ligas de Alumínio : Bronze de Alumínio (Al + Cu) e duralumínio (Al + Cu + Mg). É um metal que possui grande poder redutor, podendo ser usado para obtenção de outros metais, num processo chamado de aluminotermia , que consiste na redução de óxidos metálicos através do alumínio em pó. Apesar de estar logo no início da fila de reatividade, sofre um processo chamado de passivação , que consiste na formação de uma camada protetora de óxido de alumínio, impedindo as camadas inferiores de sofrerem oxidação. -Cobre : Pode ser encontrado na crosta terrestre no estado nativo ou combinado formando: Cu 2 O (cuprita), CuO (tenorita), CuFeS 2 (calcopirita) etc. A obtenção do cobre metálico é feita através de uma reação que chamamos de ustulação , seguida de uma purificação feita num processo de eletrólise. Pode formas as ligas: bronze (Cu+Sn), latão (Cu + Zn), latão de berílio (Cu + Be) e pode também formar ligas com o ouro, conhecida como ouro 18 quilates ( 18 partes de ouro e 6 partes de cobre). -Ferro : Extraído principalmente do minério de hematita (Fe 2 O 3 ). Sua extração industrial recebe o nome de Siderurgia. Sua produção é feita em alto forno, onde são colocados: Coque, minério de ferro e calcário. As reações que ocorrem podem ser representadas por:
  • 14. Química descritiva
    • C (coque) + O 2  CO 2 + calor
    • CO 2 + O 2  2 CO ( responsável pela redução do ferro )
    • Fe 2 O 3 + CO  2FeO + CO 2
    • FeO + CO  Fe + CO 2
    • O uso de CaCO 3 (calcário) é necessário para ajudar na fusão das impurezas conhecidas como ganga ( sílica-SiO 2 ) do minério, portanto o calcário é usado como fundente: SiO 2 + CaCO 3  CaSiO 3 + CO 2
    • ganga escória
    • -Em primeiro lugar escorre pela parte inferior do alto forno a escória , usada em pavimentação; em segundo lugar o ferro gusa (2 a 5% de carbono + impurezas de Mn, Si, P), que vai ser usado na fabricação de aço ( 0,2 a 1,5% de carbono). O ferro fundido é semelhante ao ferro gusa com uma porcentagem menor de impurezas. Os principais produtos da siderurgia são: Ferro gusa (2 a 5% de C ); aço comum ( Fe + C na porcentagem de 0,2 a 1%); aço doce ( Fe + C com menos 0,2%); aço inoxidável ( fe + C + Cr + Ni); aço para trilhos (Fe + C + Mn); aço para ferramentas de corte (Fe + C + W + Mo); aço para imãs ( Fe + C + Al + Ni + Co ).
  • 15. Química descritiva
    • -Definições importantes :
    • Mineral : Elemento ou composto químico produzido, em geral, sem a intervenção de seres vivos, formado normalmente na natureza, de composição química definida, constituído por pequenos cristais característicos para cada espécie.
    • Minério : mineral que permite uma extração economicamente viável de um certo elemento ou composto químico.
    • Mineração : processo de extração de minério.
    • Metalurgia : processo de extração de um metal a partir de um minério.
    • Rocha: agregado natural formado de substâncias minerais ou mineralizadas, resultante de um processo geológico determinado, que constitui parte essencial da litosfera.
    • Rochas ígneas ou magmáticas : rocha que resultou de consolidação devida o resfriamento do magma.Ex: pedra-pomes, granito.
    • Rochas sedimentares : rocha resultante da destruição, desagregação ou decomposição de outras rochas. Ex: Arenito
    • Rochas metamórficas : rochas sedimentares que sofreram altas pressões e temperaturas, tornando-se mais compactas. Ex: mármore.
  • 16. Química descritiva -Chuva ácida : precipitação de água contendo uma concentração de íons H + capaz de conferir a água um pH < 7. A chuva ácida é capaz de destruir monumentos de mármore ou metálicos; provocar desmatamento em grandes áreas florestais; provocar a morte de peixes em lagos e rios. Dependendo da(s) substância(s) poluentes a chuva ácida pode provocar desde danos pequenos até danos mais graves. -Chuva ácida de gás carbônico : ocorre em ambiente não poluído na ausência de relâmpagos. O CO 2 devido a queima de combustíveis, aos processos de respiração animal e vegetal, tem sua taxa aumentada assustadoramente, provocando além do efeito estufa, uma chuva ácida que por ser formada pelo ácido carbônico, não é tão prejudicial, pois esse ácido é um ácido fraco, de pequena concentração hidrogeniônica. CO 2(g) + H 2 O(liq)  H 2 CO 3(aq) -Chuva ácida de óxidos de nitrogênio : A reação entre N 2 e O 2 só ocorre em condições especiais como: nas altas temperaturas dos motores de explosão interna dos carros, na presença de relâmpagos ou em outra situação em que a energia envolvida seja muito grande. Essa reação ao ocorrer acaba formando óxidos de nitrogênio, principalmente o NO 2 , que ao reagir com a água da chuva forma ácido nitroso e nítrico, dando assim uma chuva ácida capaz de provocar sérios danos . N 2 + 2 O 2  2NO 2 + H 2 O  HNO 2 + HNO 3 . Torna-se importante dizer que nas redondezas das fábricas que expelem óxidos de nitrogênio, a formação de chuva ácida é muito acentuada.
  • 17. Química descritiva -Chuva ácida de óxidos de enxofre : formada em regiões onde a emissão dos gases dióxido e trióxido de enxofre é muito acentuada. Além disso a queima de certos combustíveis ricos em enxofre também contribuem para a presença dos mesmos na atmosfera. Junto com a chuva de ácido nítrico é capaz de grandes estragos.. S + O 2  SO 2 SO 2 + ½ O 2  SO 3 SO 2 + H 2 O  H 2 SO 3 SO 2 + H 2 O  H 2 SO 4 Poluentes atmosféricos : CO (monóxido de carbono) – NO x (óxidos de nitrogênio) – SO x (óxidos de enxofre) – O 3 (ozônio). -CO (monóxido de carbono)  Gás inodoro, incolor e insípido. É produzido pela queima incompleta de combustíveis que contém átomos de carbono. Esse gás prejudica a oxigenação dos tecidos, sendo classificado como asfixiante sistêmico. É capaz de ser letal se uma pessoa ficar dentro de um carro em funcionamento com a garagem fechada. Ao contrário do oxigênio e do gás carbônico que formam moléculas instáveis com a hemoglobina, o monóxido de carbono forma uma molécula estável, o que acaba acarretando sérios problemas no transporte de oxigênio aos tecidos, podendo levar o indivíduo a asfixia, seguida de morte. Para poder diminuir a emissão de monóxido de carbono e também óxidos de nitrogênio, os carros são obrigados a terem dispositivos chamados de catalisadores que transformam os referidos óxidos em N 2 e CO 2 respectivamente.
  • 18. Química descritiva
    • -Óxidos de nitrogênio : O monóxido de nitrogênio (NO) e o dióxido de nitrogênio (NO 2 ) são os dois óxidos de nitrogênio mais poluentes. São formados nas câmaras de combustão dos veículos auto motores. O grande problema é que o NO mesmo sem ser tão perigoso é capaz de sofrer oxidação muito facilmente à NO 2 , que é invisível, de odor característico e irritante. É capaz de irritar os olhos, nariz e garganta, atacando as mucosas e a pele provocando lesões celulares; pode levar à sérias complicações pulmonares.
    • -Dióxido de enxofre : Junto com os outros gases como os óxidos de nitrogênio é um dos grandes responsáveis pela chuva ácida. É um gás amarelo, com odor característico de enxofre. Provoca irritações acentuadas devido a reação: SO 2 + H 2 O  H 2 SO 3 . A agressão por dióxido de enxofre é muito séria e fatal. Sua emissão é mais agravada pelos veículos que usam como combustível derivados do petróleo que contém enxofre.
    • GUARDE BEM!
    • TEMPO DE DECOMPOSIÇÃO DE CERTOS MATERIAIS : papel ( 3 meses); cigarro ( 1 A 2 anos); chiclete ( 5 anos); lata ( 10 anos); garrafa plástica ( + 100anos); tecido (100 a 400 anos); vidro (4000 anos).
    • TIPOS DE PLÁSTICO : polietileno de alta densidade (PEAD); cloreto de polivinila (PVC); poliestireno ( PS); polipropileno (PP).
  • 19. Química descritiva -INVERSÃO TÉRMICA : acontece quando em vez de termos a seguinte ordem nas camadas de ar acima das cidades: ar quente  ar frio  ar mais frio, torna-se: ar frio  ar quente (acaba não subindo)  ar frio. Como conseqüência ocorre a formação de uma nuvem de poluentes (fumaça, neblina, ar, poluentes e partículas sólidas) mais espessa que provoca sérios danos à saúde. Essa nuvem recebe o nome de smog . - CAMADAS DO PLANETA TERRA : -Biosfera : região da Terra onde os seres vivos habitam. -Atmosfera : camada de ar que envolve a Terra formada por gases e uma certa quantidade de vapor de água. -Hidrosfera : camada onde se encontra toda água do planeta terra. - Litosfera ou crosta terrestre : camada superficial rochosa da superfície terrestre de composição variada, cuja espessura máxima é de 60 km. - Componentes da atmosfera : N 2 (78,02%); O 2 (20,995); Ar (0,94%); CO 2 (0,03%); H 2 (0,01%); Ne (0,0015%); He (0,0005%); Outros gases (0,0080%) em volume. - Componentes da litosfera : O 2 (46,45%); Si (27,96%); Al (8,28%); Fe (5,63%); Ca (4,15%); Na (2,36%); Mg (2,33%); K (2,09%); Ti (0,57%); H (0,14%) em massa.
  • 20. Química descritiva - Componentes( principais) da água do mar: NaCl; MgCl 2 ; MgSO 4 ; CaSO 4 -Componentes do Universo: Hidrogênio (60,4%); Hélio (36,6%); Oxigênio (1,0%); Neon (0,7%); Carbono (0,3%); Outros (1,0%). - Componentes da Terra : Ferro (35%); Oxigênio (30%); Silício (15%); Magnésio (13%); Níquel (2,4%);; Outros (4,6%). Componentes do Corpo Humano : oxigênio (65%); Carbono (18%); Hidrogênio (10%); Outros (7%). -Camadas da atmosfera : Troposfera  Estratosfera (onde se situa a camada de O 3 )  Mesosfera  Termosfera  Exosfera -SOL : suspensão coloidal, com características próximas daquelas de uma solução. Diferente de GEL , que é uma suspensão coloidal com características de uma geléia. - Equilíbrio Químico : Você sabia que as lentes fotocromáticas tem sua tecnologia baseada em um equilíbrio? AgCl + energia luminosa  Ag + + Cl - Incolor Escuro
  • 21. Química descritiva - Você sabia que em grandes altitudes sentimos dores de cabeça, náuseas e fadiga intensa devido a um deslocamento de equilíbrio, onde ocorre a falta de oxigênio? hemoglobina + O 2  oxiemoglobina Faltando oxigênio, o equilíbrio desloca-se à esquerda provocando falta de oxiemoglobina no sangue. - Efeito Estufa : O ar atmosférico possui em sua composição 78% de N 2 , 21% de O 2 e 1% de outros gases. Além desses gases temos vapor de água e gás carbônico. Esses dois gases ajudam a reter o calor na Terra ajudando no desenvolvimento da vida. Sabemos que a luz solar atravessa a atmosfera atingindo a superfície da Terra, que por sua vez absorve uma parte do calor gerado pelo sol, refletindo o restante na forma de radiação infravermelha. Uma parte dessa radiação é absorvida pelas nuvens e pelo CO 2 do ar; fazendo com que a atmosfera seja aquecida, criando um efeito estufa “natural”. Quando acontece da quantidade de CO 2 e também de vapor de água aumentarem consideravelmente, como tem acontecido de alguns anos para cá, este efeito é muito acentuado, o que acaba provocando um aumento intenso na temperatura terrestre, levando à varias mudanças prejudiciais ao nosso planeta. Entre as conseqüências do efeito estufa temos: degelo das calotas polares, modificações climáticas com tempestades e furacões; alterações na agricultura; maior quantidade de CO 2 dissolvida em rios, lagos e mares, provocando alterações em grande parte da vida vegetal e animal dessas águas.
  • 22. - Camada de ozônio : o gás ozônio (O 3 ) é formado pela ação da radiação ultravioleta ( UV ) sobre moléculas de oxigênio existentes na estratosfera : O 2 [O] + [O] [O] + O 2 O 3 O ozônio formando uma camada entre 12 a 32 km de altitude, nos protege da ação de aproximadamente 95% da radiação ultravioleta de um total de 9% emitida pelo Sol. Essa camada protetora tem cerca de uma molécula de ozônio para cada um milhão de moléculas de ar . Há aproximadamente 40 anos os cientistas descobriram que essa camada estava sendo destruída pelos óxidos de nitrogênio: NO + O 3  NO 2 + O 2 NO 2 + O  NO + O 2 Além desses óxidos de nitrogênio, a destruição dessa camada ficou mais acentuada após o uso de gases do tipo freon muito usados em refrigeração e propelentes de aerosóis: CCl 2 F 2 CClF 2 + [Cl] [Cl] + O 3 ClO + O 2 ClO + O [Cl] + O 2 UV Química descritiva UV

×