Lições de liderança - O monge e o executivo

96,750 views
96,248 views

Published on

Lições de liderança - O monge e o executivo

Published in: Education
9 Comments
47 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
96,750
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
732
Actions
Shares
0
Downloads
3,205
Comments
9
Likes
47
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Lições de liderança - O monge e o executivo

  1. 1. “ O Monge e o Executivo Uma história sobre a essência da Liderança” Baseado na obra de James C. Hunter
  2. 2. As pessoas contam com o Líder <ul><li>“ Todos vocês têm cargos de liderança e pessoas confiadas aos seus cuidados. Eu gostaria de desafiá-los esta semana a começarem a refletir sobre a terrível responsabilidade que assumiram quando optaram por ser líderes ... Há muita coisa em jogo e as pessoas contam com vocês. O papel do líder é extremamente exigente.” </li></ul>
  3. 3. Líder e Liderança x Gerente e Gerência <ul><li>“ Gerência não é algo que você faça para os outros. Você gerencia seu inventário, seu talão de cheques, seus recursos. Você pode até gerenciar a si mesmo. Mas você não gerencia seres humanos. Você gerencia coisas e lidera pessoas ” </li></ul>
  4. 4. Conceito de Liderança <ul><li>“ Liderança : </li></ul><ul><li>É a habilidade de influenciar pessoas para trabalharem entusiasticamente visando atingir aos objetivos identificados como sendo para o bem comum ” </li></ul>
  5. 5. Explorando o conceito: <ul><li>Habilidade: Capacidade adquirida. </li></ul><ul><li>Pode ser aprendida e desenvolvida por alguém que tenha o desejo e pratique as ações adequadas </li></ul><ul><li>Influência: Envolver as pessoas do “pescoço para cima” e acabar com o antigo paradigma </li></ul><ul><li>“ nós só queremos você do pescoço para baixo ” </li></ul>
  6. 6. Poder x Autoridade <ul><li>Poder: É a faculdade de forçar ou coagir alguém a fazer sua vontade, por causa de sua posição ou força, mesmo que a pessoa preferisse não o fazer </li></ul><ul><li>Autoridade: A habilidade de levar as pessoas a fazerem de boa vontade o que você quer por causa de sua influência pessoal </li></ul>
  7. 7. Explorando os conceitos: <ul><li>“ E notem que poder é definido como uma faculdade, enquanto autoridade é definida como uma habilidade. Não é necessário ter cérebro ou coragem para exercer poder ... Porém, estabelecer autoridade sobre as pessoas requer um conjunto especial de habilidades ” </li></ul>
  8. 8. Explorando os conceitos: <ul><li>“ ...o poder pode ser vendido e comprado, dado e tomado... A autoridade não pode ser comprada nem vendida, nem dada ou tomada. A autoridade diz respeito a quem você é como pessoa, a seu caráter e à influência que estabelece sobre as pessoas ” </li></ul>
  9. 9. O poder corrói os relacionamentos <ul><li>“ ... quando precisar exercer o poder, o líder deve refletir sobre as razões que o obrigaram a recorrer a ele ” </li></ul><ul><li>Recorrer ao poder pode significar que nossa autoridade foi quebrada ou que ela nunca existiu </li></ul>
  10. 10. Qualidades de caráter do Líder: <ul><li>Honestidade </li></ul><ul><li>Bom exemplo </li></ul><ul><li>Compromisso </li></ul><ul><li>Bom ouvinte </li></ul><ul><li>Conquista a confiança das pessoas </li></ul><ul><li>Trata as pessoas com respeito </li></ul><ul><li>Encoraja as pessoas </li></ul><ul><li>Atitude positiva e entusiástica </li></ul><ul><li>Gosta das pessoas </li></ul>
  11. 11. Comportamento é escolha <ul><li>Todas as qualidades listadas são comportamentos. E comportamento é escolha: </li></ul><ul><li>“ O desafio para o líder é escolher os traços de caráter que precisam ser trabalhados... Desafiar-nos para mudar nossos hábitos, nosso caráter, nossa natureza. Isso requer uma escolha e muito esforço ” </li></ul>
  12. 12. Liderar é conseguir que as coisas sejam feitas através das pessoas <ul><li>“ Ao trabalhar com pessoas e conseguir que as coisas se façam através delas, sempre haverá duas dinâmicas em jogo – a tarefa e o relacionamento. É comum o líder perder o equilíbrio, se concentrando apenas em uma das dinâmicas em detrimento da outra... Então, a chave para a liderança é executar as tarefas enquanto se constroem os relacionamentos ” </li></ul>
  13. 13. Tudo na vida gira em torno dos relacionamentos <ul><li>“ Isso é especialmente verdadeiro nos negócios, porque sem pessoas não há negócios... Os líderes verdadeiramente grandes têm essa capacidade de construir relacionamentos saudáveis ” </li></ul>
  14. 14. Relacionamentos Saudáveis <ul><li>“ Para haver um negócio saudável e próspero devem existir relacionamentos saudáveis entre os responsáveis pela organização. E não estou falando apenas dos diretores, mas dos clientes, dos empregados, dos donos e dos fornecedores. Por exemplo, se nossos clientes nos deixam e vão para os concorrentes, temos um problema de relacionamento. Não estamos identificando nem satisfazendo suas legítimas necessidades ” </li></ul>
  15. 15. Identificar e satisfazer necessidades <ul><li>“ ... se não correspondermos às necessidades dos clientes, alguém o fará ” </li></ul><ul><li>“ O mesmo se princípio se aplica aos empregados. Agitação, transferências, greves, baixo moral, baixa confiança e baixo compromisso são meros sintomas de um problema de relacionamento. As necessidades legítimas dos empregados não estão sendo satisfeitas ” </li></ul>
  16. 16. Relacionamento saudável, Negócio saudável <ul><li>“ Em suma, relacionamentos saudáveis com os clientes, empregados donos e fornecedores asseguram um negócio saudável. Os líderes eficientes compreendem este princípio simples ” </li></ul>
  17. 17. O fator mais importante para um relacionamento bem-sucedido <ul><li>“ E a resposta é simples: confiança. Sem confiança é difícil senão impossível conservar um bom relacionamento. A confiança é a cola que gruda os relacionamentos ... Sem níveis básicos de confiança, os casamentos se desfazem, as famílias se dissolvem, as organizações tombam, os países desmoronam ” </li></ul>
  18. 18. <ul><li>“ Sentimentos de respeito devem se expressar através de ações de respeito ” </li></ul>
  19. 19. Saber ouvir <ul><li>Quando interrompemos as pessoas no meio de uma frase, enviamos algumas mensagens negativas: </li></ul><ul><li>1- Não prestamos atenção ao que foi dito por estarmos pensando nas respostas </li></ul><ul><li>2- Nos recusamos a ouvir, desvalorizando a opinião do outro </li></ul><ul><li>3- Consideramos a nossa opinião mais importante que a do outro </li></ul>
  20. 20. Desafiar velhos paradigmas <ul><li>“ Paradigmas são simplesmente padrões psicológicos, modelos ou mapas que usamos para navegar na vida. Nossos paradigmas podem ser valiosos e até salvar vidas quando usados adequadamente. Mas podem se tornar perigosos se os tomarmos como verdades absolutas, sem aceitarmos qualquer possibilidade de mudança, e deixarmos que eles filtrem as novas informações e as mudanças que acontecem no correr da vida ” </li></ul>
  21. 21. Desafiar velhos paradigmas <ul><li>“ Agarrar-se a paradigmas ultrapassados pode nos deixar paralisados enquanto o mundo passa por nós” </li></ul><ul><li>“ ... é importante que desafiemos continuamente os paradigmas a respeito de nós mesmos, do mundo em torno de nós, de nossas organizações e das outras pessoas ” </li></ul>
  22. 22. Desafiar velhos paradigmas <ul><li>“ Lembrem-se de que o mundo exterior entra em nossa consciência através dos filtros de nossos paradigmas. E nossos paradigmas nem sempre estão corretos ” </li></ul><ul><li>“ Desafiar os velhos caminhos requer muito esforço, mas acomodar-se nos paradigmas ultrapassados também. O mundo está mudando tão rapidamente que podemos ficar paralisados se não desafiarmos nossas crenças e paradigmas ” </li></ul>
  23. 23. Mudar para melhorar <ul><li>“ Quase todos compram a idéia do progresso, mas por definição é impossível melhorar, a não ser que mudemos. São sempre pessoas corajosas da linha de frente que desafiam e fazem as perguntas que abrirão caminho para as outras ” </li></ul>
  24. 24. Mudar para melhorar <ul><li>“ ... é melhor ser o cão-guia da matilha por três razões. Primeira, é ele quem abre os caminhos; segunda, ele é o primeiro a ver a paisagem; e terceira, ele não fica olhando para os rabos dos outros o tempo todo ” </li></ul>
  25. 25. Velho Paradigma Empregados Supervisores Gerentes Vice-presidente Presidente Clientes
  26. 26. Novo Paradigma Empregados Supervisores Gerentes Vice- presidente Presidente Clientes
  27. 27. O Papel do Líder <ul><li>“ ... o papel do líder não é impor regras e dar ordens à camada seguinte. Em vez disso, o papel do líder é servir ” </li></ul><ul><li>“ ... um líder é alguém que identifica e satisfaz as necessidades legítimas de seus liderados e remove todas as barreiras para que possam servir ao cliente. De novo, para liderar você deve servir ” </li></ul>
  28. 28. Cuidado com o gerente-gaivota! <ul><li>“ Eu costumava chamar os supervisores que passavam os dias colocando obstáculos de ‘gerentes-gaivota’. Um gerente-gaivota é aquele que periodicamente voa para dentro da área, faz muito barulho, engana as pessoas, talvez coma o seu almoço, e desaparece ” </li></ul>
  29. 29. O que é servir ? <ul><li>“ Eu disse que os líderes deviam identificar e satisfazer as necessidades de seus empregados e servi-los, atendê-los. Eu não disse que eles deviam identificar e atender as vontades das pessoas, ser escravos delas. Os escravos fazem o que os outros querem, os servidores fazem o que os outros precisam. Há um mundo de diferença entre satisfazer vontades e satisfazer necessidades ” </li></ul>
  30. 30. O Líder estimula a responsabilidade <ul><li>“ As crianças e os adultos precisam de um ambiente com limites, um lugar onde haja padrões estabelecidos e onde as pessoas sejam responsáveis. Elas podem não querer limites e responsabilidade, mas precisam de limites e responsabilidade. Não fazemos favor a ninguém dirigindo lares ou departamentos indisciplinados ” </li></ul>
  31. 31. O Líder busca a excelência <ul><li>“ O líder nunca deve aceitar a mediocridade ou o segundo lugar - as pessoas têm necessidade de receber estímulo para se tornarem o melhor que puderem ser ” </li></ul>
  32. 32. Necessidades x Vontades <ul><li>“ ... o líder deve estar sempre mais preocupado com as necessidades do que com as vontades ” </li></ul><ul><li>Vontade: Anseio que não considera as conseqüências físicas ou psicológicas daquilo que se deseja </li></ul><ul><li>Necessidade: É uma legítima exigência física ou psicológica para o bem-estar do ser humano </li></ul>
  33. 33. O Líder deve ser flexível <ul><li>Pessoas diferentes têm necessidades diferentes. Por isso é necessário desenvolver diferentes estilos de tratamento para lidar com essas necessidades individuais. </li></ul><ul><li>Há também as necessidades que são universais, como receber um tratamento respeitoso, por exemplo. </li></ul>
  34. 34. Hierarquia das Necessidades Humanas ´Fisiológicas Segurança Afeição Estima realização Auto (Maslow)
  35. 35. A importância da opinião contrária <ul><li>Liderar é dar a mão aos outros e cantar em coro </li></ul><ul><li>“ Devemos ter cuidado antes de fazer julgamentos rápidos ... e eu tento não falar negativamente a respeito daqueles que não estão presentes ” </li></ul><ul><li>“ ... nunca devemos tratar as pessoas da maneira que não gostaríamos de ser tratados ” </li></ul>
  36. 36. Jesus O maior Líder de todos os tempos <ul><li>“ Lembre-se, Jesus não usava o estilo de poder simplesmente porque não tinha poder. O rei Herodes, Pôncio Pilatos, os romanos, toda aquela gente tinha poder. Mas Jesus possuía muita influência, o que Simeão chama de autoridade, e é capaz de influenciar pessoas até os dias de hoje. Ele nunca usou o poder, nunca forçou ou coagiu ninguém a segui-lo ” </li></ul>
  37. 37. Modelo de Liderança a Serviço Vontade Amor Serviço e Sacrifício Autoridade Liderança
  38. 38. Modelo de Liderança <ul><li>Liderança: Habilidade de influenciar pessoas para trabalharem entusiasticamente na busca dos objetivos identificados como sendo para o bem comum. Deve ser construída sobre a autoridade </li></ul><ul><li>Autoridade: Capacidade de levar as pessoas a realizarem a sua vontade de bom grado, por causa da sua influência pessoal. É envolver as pessoas e fazer com que se comprometam com o que você diz </li></ul>
  39. 39. Modelo de Liderança <ul><li>Serviço e Sacrifício: A autoridade sempre se constrói sobre serviço e sacrifício. No processo de satisfazer necessidades legítimas, será preciso frequëntemente fazer sacrifícios por aqueles a quem servimos. </li></ul><ul><li>“ Você colhe o que planta. Você me serve, eu servirei você. Você se arrisca por mim, eu me arrisco por você. Pensem nisso: quando alguém nos faz um favor, nós não nos sentimos naturalmente devedores? ” </li></ul>
  40. 40. Modelo de Liderança <ul><li>Amor: É a base sobre a qual se constróem o serviço e o sacrifício. Deve ser entendido como um comportamento e não sentimento: </li></ul><ul><li>“ o amor é o que o amor faz ” </li></ul><ul><li>Vontade: É o fundamento do amor. É quando nossas ações estão de acordo com nossas intenções: </li></ul><ul><li>INTENÇÕES + AÇÕES = VONTADE </li></ul><ul><li>INTENÇÕES - AÇÕES = NADA </li></ul>
  41. 41. Modelo de Liderança <ul><li>“ A liderança começa com a vontade, que é nossa única capacidade como seres humanos para sintonizar nossas intenções com nossas ações e escolher nosso comportamento. É preciso ter vontade para escolhermos amar, isto é, sentir as reais necessidades, e não os desejos, daqueles que lideramos. Para atender a essas necessidades, precisamos nos dispor a servir e até mesmo a nos sacrificar. Quando servimos e nos sacrificamos pelos outros, exercemos autoridade ou influência, a ‘ lei da colheita ’ ... E quando exercemos autoridade com as pessoas, ganhamos o direito de sermos chamados de líderes ” </li></ul>
  42. 42. A importância do Amor <ul><li>Não confundir sentimento com ação. O amor se expressa de diversas maneiras: </li></ul><ul><li>“ O amor é definido um tanto mesquinhamente, e a maioria das definições envolve sentimentos positivos... Os gregos usavam várias palavras diferentes para descrever o multifacetado fenômeno do amor ” </li></ul>
  43. 43. Os quatro tipos de amor <ul><li>Eros: Atração sexual, desejo ardente (erótico) </li></ul><ul><li>Storgé: Afeição, especialmente com a família e entre os seus membros </li></ul><ul><li>Philos: Fraternidade, amor recíproco. Espécie de amor condicional “ você me faz o bem e eu faço o bem a você” </li></ul><ul><li>Agapé: Amor incondicional, baseado no comportamento com os outros, sem exigir nada em troca </li></ul>
  44. 44. Amor Agapé <ul><li>“ Nem sempre posso controlar o que sinto a respeito de outra pessoa, mas posso controlar como me comporto em relação a outras pessoas ” </li></ul><ul><li>“ ... o amor é paciente, bom, não se gaba nem é arrogante, não se comporta incovenientemente, não quer tudo só para si, não condena por causa de um erro cometido, não se regozija com a maldade, mas com a verdade, suporta todas as coisas, agüenta tudo. O amor nunca falha ” </li></ul>
  45. 45. Amor e Liderança <ul><li>Paciência: Mostrar autocontrole </li></ul><ul><li>Bondade: Dar atenção, apreciação e incentivo </li></ul><ul><li>Humildade: Ser autêntico e sem pretensão ou arrogância </li></ul><ul><li>Respeito: Tratar os outros como pessoas importantes </li></ul><ul><li>Abnegação: Satisfazer as necessidades dos outros </li></ul><ul><li>Perdão: Desistir de ressentimento quando prejudicado </li></ul><ul><li>Honestidade: Ser livre de engano </li></ul><ul><li>Compromisso: Sustentar suas escolhas </li></ul>
  46. 46. Motivação <ul><li>Motivação: Comunicação que influencia escolhas </li></ul><ul><li>“ Como líderes, podemos fornecer todas as condições, mas são as pessoas que devem fazer as próprias escolhas para mudar. Lembrem-se do princípio do jardim. Não fazemos o crescimento ocorrer. O melhor que podemos fazer é fornecer o ambiente certo e provocar um questionamento que leve as pessoas a se analisarem para poderem fazer suas escolhas, mudar e crescer ” </li></ul>
  47. 47. Determinismo x Livre-arbítrio <ul><li>“ O determinismo estrito diz que, se soubermos a causa, física ou mental, poderemos predizer o efeito ... Freud, entretanto, resolveu dar um passo adiante, e aplicou o mesmo princípio à vontade humana. Ele afirmou que os seres humanos essencialmente não fazem escolhas, e que o livre-arbítrio é uma ilusão. Ele acreditava que nossas opções e ações são determinadas por forças inconscientes das quais nunca nos damos conta completamente ” </li></ul>
  48. 48. Determinismo x Livre-arbítrio <ul><li>“ Freud afirmou que, se conhecermos suficientemente a ascendência genética e o ambiente de uma pessoa, poderemos predizer seu comportamento e até mesmo as escolhas individuais que fará. Suas teorias dinamitaram o conceito de livre-arbítrio” </li></ul><ul><li>Determinismo Genético </li></ul><ul><li>Determinismo Psíquico </li></ul><ul><li>Determinismo Ambiental </li></ul>
  49. 49. Responsabilidade pelas Escolhas <ul><li>Responsabilidade : Resposta + Habilidade </li></ul><ul><li>“ O estímulo sempre vem a nós, mas, como seres humanos, temos a habilidade de escolher nossa resposta ... a habilidade de escolher nossa resposta é uma das glórias do ser humano ” </li></ul>
  50. 50. Estágios para adquirir novos hábitos ou habilidades <ul><li>Inconsciente e Sem Habilidade: Estágio no qual ignoramos o comportamento e o hábito </li></ul><ul><li>Consciente e Sem Habilidade: Estágio no qual toma-se consciência de um novo comportamento, mas ainda não se desenvolveu a prática </li></ul><ul><li>Consciente e Habilidoso: Estágio no qual adquire-se a experiência em praticar o comportamento </li></ul><ul><li>Inconsciente e Habilidoso: Estágio no qual nem é necessário pensar para realizar as coisas </li></ul>
  51. 51. Influências recíprocas: <ul><li>Pensamento Sentimento Comportamento </li></ul>
  52. 52. Liderança e Caráter <ul><li>“ A real capacidade de liderança não fala da personalidade do líder, de suas posses ou carisma, mas fala muito de quem ele é como pessoa. Eu achava que liderança era estilo, mas agora sei que liderança é essência, isto é, caráter ... Liderança e amor são questões ligadas ao caráter. Paciência, bondade, humildade, abnegação, respeito, generosidade, honestidade, compromisso. Estas são as qualidades construtoras de caráter, são os hábitos que precisamos desenvolver e amadurecer se quisermos nos tornar líderes de sucesso, que vencem no teste do tempo ” </li></ul>
  53. 53. “ Pensamentos tornam-se ações, ações tornam-se hábitos, hábitos tornam-se caráter, e nosso caráter torna-se nosso destino ”

×