• Save
Como escrever dissertações
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Como escrever dissertações

on

  • 8,836 views

 

Statistics

Views

Total Views
8,836
Views on SlideShare
8,354
Embed Views
482

Actions

Likes
4
Downloads
0
Comments
0

11 Embeds 482

http://www.profissionalizando.net.br 256
http://www.followscience.com 125
http://www.profissionalizando.org 30
http://www.slideshare.net 26
http://www.chamadadetrabalhos.com.br 19
http://www.profissionalizando.com 15
http://profissionalizando.net.br 4
http://www.ezmatch.net 2
http://www.concursosonline.net 2
http://webcache.googleusercontent.com 2
http://profissionalizando.org 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Como escrever dissertações Presentation Transcript

  • 1. COMO ESCREVER DISSERTAÇÕES
  • 2. Quem lê mais escreve melhor? Sim! A leitura influencia a escrita por vários motivos: o leitor toma contato com novas formas lingüísticas, enriquece o vocabulário, desco- bre mundos e amplia seus conhecimentos. É praticamente impossível que um apreciador da leitura não consiga escrever bem. Mas não podemos nos esquecer de que ler exige certas habilidades. Para melhor aproveitamento o leitor precisa ter ca- pacidade de análise e interpretação. Só assim ele extrai substratos dos livros para seu texto. Para escrever bem, é preciso ter posição crítica e fazer leitura do mundo. E quem não lê geralmente fica limitado ao seu mundo. O jornal e os livros ajudam o indivíduo a conquistar novos conhecimentos. Além de enriquecer o vocabulário, ele pode ter contato com diferentes pontos de vista. Através da leitura, o ser humano cresce e toma conta- to com o universo. A televisão pode ajudar a ampliar horizontes, mas possui lingua- gem diferente da escrita. Parafraseando Drummond, diria que escrever só se aprende escrevendo. E lendo muito. (Walter Armelle)
  • 3. Como a Dissertação se Apresenta
    • Abstract (1)
    • Introdução (2)
    • Revisão Bibliográfica (3)
    • Desenvolvimento (4)
    • Conclusões (5)
    • Bibliografia (6)
  • 4. Como a dissertação muitas vezes é lida e avaliada
    • Abstract (1)
    • Bibliografia (6)
    • Introdução (2)
    • Conclusão (5)
    • Desenvolvimento (4)
    • Revisão Bibliográfica (3)
  • 5. Como a dissertação deveria ser escrita
    • Introdução (2)
    • Desenvolvimento (4)
    • Conclusões (5)
    • Revisão Bibliográfica (3)
    • Bibliografia (6)
    • Abstract (1)
  • 6. Abstract
    • Não é o trailer de um filme (não deixe o espectador imaginando qual será o final)
    • Venda seu peixe no abstract
    • Se você não conseguir resumir sua contribuição em meia página algo está muito errado no seu trabalho
    • Deixe a revisão bibliográfica para o capítulo apropriado
  • 7. Inclua SEMPRE no Abstract
    • O principal problema analisado
    • Um esboço da solução utilizada
    • As conclusões alcançadas
  • 8. Suas Obrigações
    • Dizer qual é o problema
    • Mostrar que vale a pena resolver o problema
    • Mostrar que você resolveu o problema
  • 9. Dicas para iniciar uma redação 1. Iniciar com uma interrogação(?): “ A televisão une ou separa as pessoas? 2. Através de uma frase afirmativa: “ O mundo morrerá asfixiado pela fumaça se o homem não diminuir a poluição.” 3. Através de uma citação: “ Senhor fazei de mim um instrumento de vossa paz.” _ Com essas palavras, São Francisco de Assis sugere a necessidade de andarmos em harmonia com o próximo.
  • 10. 4. Através de um antecedente histórico: “ Os dinossauros dominaram o mundo por cento e cinqüenta milhões de anos, mas foram vencidos por outros animais.” 5. Por uma reflexão: “ O Brasil ostenta níveis de pobreza e concentração de renda; isso leva a pensar que a população está ficando cada vez mais pobre.” 6. Através de dados estatísticos: “ Há hoje no Brasil cerca de vinte e cinco milhões de adolescentes dos quais 4,5 milhões trabalham nas cidades. Ou seja, a mão de obra urbana jovem, cresceu cerca de 50% na última década.”
  • 11. 1. Iniciando com uma interrogação: É prejudicial às crianças, não desenvolve o raciocínio, nem desperta a criatividade. Essas são algumas das afirmações freqüentemente ouvidas a respeito da influência da televisão. Serão exatas? 2. Através de uma afirmativa: É verdade que a televisão é prejudicial às crianças por não desenvolver o raciocínio, nem despertar a criatividade, como afirmam muitas pessoas.
  • 12. 3. Através de uma reflexão: Fala-se muito, atualmente, que a televisão é prejudicial às crianças. Não desenvolve o raciocínio, nem desperta a criatividade. A questão colocada seria a influência que a televisão exerce no desenvolvimento cultural de uma criança. 4. Através de uma citação: Num estudo dedicado à influência da televisão no desenvolvimento cultural de uma criança, ...X... ( o autor... a revista... O sociólogo...) afirma que a televisão não desenvolve o raciocínio, nem desperta a criatividade. Podemos aceitar tais conclusões?
  • 13. Introdução
    • Contextualize rapidamente o tema de pesquisa (não inicie na pré-história)
    • Apresente os objetivos, metodologia, justificativa, resultados esperados, limitações e estrutura da dissertação
  • 14. Revisão Bibliográfica
    • Cite periódicos e eventos relevantes
    • Cite obras recentes
    • Cite obras clássicas na área
  • 15. No texto da revisão bibliográfica
    • Concentre-se em apresentar as definições e resultados da literatura que sejam RELEVANTES para seu objetivo.
    • Não é um tratado sobre a história da área de pesquisa.
    • Não é um inventário de tudo o que você leu.
  • 16. Organize este capítulo da seguinte forma:
    • Revisão dos principais conceitos básicos
    • Revisão do estado da arte
    • Organize o texto por idéias e não por autores
  • 17. Síndrome da intersecção esquecida
    • É comum que o mestrando esqueça de analisar trabalhos correlatos.
    • Ex. Trabalho: Aplicação de X em Y.
    • A revisão bibliográfica aborda X.
    • A revisão bibliográfica aborda Y.
    • A revisão bibliográfica OMITE aplicações anteriores de X em Y, como se fosse a primeira vez que esta aplicação é feita na história da ciência.
  • 18. Plágio
    • Copiar parágrafos literalmente ser usar aspas e sem citar a fonte é falta gravíssima (plágio).
    • Copiar a estrutura do texto de outro autor, mesmo fazendo paráfrases, mas mantendo a mesma estrutura das idéias também é plágio.
  • 19. Desenvolvimento
    • Deixe bem claro onde termina a revisão bibliográfica e onde começa a sua contribuição pessoal.
    • Evite fazer uma nova revisão bibliográfica no capítulo do desenvolvimento.
    • Apresente uma avaliação objetiva de suas hipóteses quando for o caso (empírica, por demonstração ou por argumentação)
  • 20. No início do capítulo do desenvolvimento
    • Apresente concisamente o problema ou questão a ser tratada
    • Justifique, através de uma referência direta ao capítulo anterior porque este problema ou questão não foi ainda tratado desta forma ou respondido
    • Explique porque é interessante tratar este problema ou responder esta questão
  • 21. Paradigmas para Apresentar um Argumento em C.C.
    • Teórico – Apresentar uma prova.
    • Empírico – Existem regras bem estabelecidas para avaliar experimentos empíricos.
    • Estético – Baseia-se em conceitos intuitivos como “elegância” ou “facilidade”. É mais vulnerável a críticas.
  • 22. A Note on Computer Programs and Other Prototypes
    • The purpose of your thesis is to clearly document an original contribution to knowledge. You may develop computer programs, prototypes, or other tools as a means of proving your points, but remember, the thesis is not about the tool, it is about the contribution to knowledge. Tools such as computer programs are fine and useful products, but you can't get an advanced degree just for the tool. You must use the tool to demonstrate that you have made an original contribution to knowledge; e.g., through its use, or ideas it embodies.
  • 23. Conclusões
    • Explique como o desenvolvimento o ajudou a atingir cada um dos objetivos do trabalho.
    • Apresente argumentos a favor e contra seu trabalho (limitações).
    • Seja o maior crítico do seu próprio trabalho.
    • Cuidado com conclusões “fortes”.
    • Procure apresentar as lições aprendidas e como elas podem ser aplicadas
  • 24. Trabalhos Futuros
    • Aponte para pesquisa futura, não atividades futuras.
    • O leitor terá pouco interesse em saber o que você pretende fazer no futuro.
  • 25. Bibliografia
    • Siga as normas do PPGCC
    • Revise cuidadosamente o texto para ver se toda a referência é citada e vice versa
  • 26. Termos a serem evitados numa dissertação
    • Advérbios
    • Brincadeiras, Ironia ou Piadas
    • “ ruim” e “bom” (não julgue)
    • “ perfeito” (nada é)
    • “ uma solução ideal”
    • “ hoje em dia”, “atualmente”
    • “ em breve”
  • 27. Termos a serem evitados numa dissertação
    • “ Ficamos surpresos ao perceber que...”
    • “ parece que...”
    • “ parece mostrar que...”
    • “ diferente” (de que?)
    • “ provavelmente”
    • “ simples”
    • “ obviamente”, “claramente” (para quem?)
  • 28. Termos a serem evitados numa dissertação
    • “ na verdade”
    • Segunda pessoa
    • Primeira pessoa
    • “ um pesquisador famoso”
    • “ poucos”, “muitos”, “todos”, “nenhum” (quem disse? Como foi provado?)
    • “ deve” (quem disse?)
  • 29. Outras recomendações de escrita
    • Use voz ativa
    • Escreva no tempo presente
    • Quando usar negação coloque-a no início da frase