Filosofia da ciencia

2,172 views
2,043 views

Published on

Aula de filosofia da ciência para E.M.

Published in: Education
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,172
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
110
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Filosofia da ciencia

  1. 1. Filosofia da Ciência Prof. Guilherme Gomide von Atzingen Pinto domingo, 4 de agosto de 13
  2. 2. http://www.youtube.com/watch?v=T_7cGSJqfls domingo, 4 de agosto de 13
  3. 3. http://www.youtube.com/watch?v=kjf7cINlGRo domingo, 4 de agosto de 13
  4. 4. Prática e teoria ✤ De forma prática a ciência busca melhorar a capacidade do homem de manipular a natureza a seu favor e prever acontecimentos naturais. ✤ Também serve para trazer conhecimento e saciar a curiosidade sobre alguns mecanismos de funcionamento do mundo físico. ✤ Formulam-se assim leis gerais de explicação dos fenômenos. ✤ A principal ferramenta de construção de saber é o processo indutivo domingo, 4 de agosto de 13
  5. 5. Indução ✤ Criam-se proposições gerais á partir da observação de fenômenos particulares e suas recorrências e regularidades. ✤ o grande filósofo da indução foi Francis Bacon (1561-1626) domingo, 4 de agosto de 13
  6. 6. Dedução ✤ explicação dedutiva utiliza processos lógicos de raciocínio para estabelecer conexão de causa e efeito entre fenômenos. ✤ Parte de teorias gerais para explicar casos particulares, fazendo o caminho inverso do processo indutivo. domingo, 4 de agosto de 13
  7. 7. Probabilística ✤ Uma outra alternativa se dá através da explicação probabilística, que troca as certezas por dados de probabilidade. ✤ A história da teoria das probabilidades, teve início com os jogos de cartas, dados e de roleta. Esse é o motivo da grande existência de exemplos de jogos de azar no estudo da probabilidade. A teoria da probabilidade permite que se calcule a chance de ocorrência de um número em um experimento aleatório. ✤     Experimento Aleatório é aquele experimento que quando repetido em iguais condições, podem fornecer resultados diferentes, ou seja, são resultados explicados ao acaso. Quando se fala de tempo e possibilidades de ganho na loteria, a abordagem envolve cálculo de experimento aleatório. domingo, 4 de agosto de 13
  8. 8. Método científico ✤ O método científico pode ser definido como a maneira ou o conjunto de regras básicas empregadas em uma investigação científica com o intuito de obter resultados o mais confiáveis quanto for possível. Entretanto, o método científico é algo mais subjetivo, ou implícito, do modo de pensar científico do que um manual com regras explícitas sobre como o cientista, ou outro, deve agir. domingo, 4 de agosto de 13
  9. 9. ✤ Geralmente o método científico engloba algumas etapas como: a observação, a formulação de uma hipótese, a experimentação, a interpretação dos resultados e, por fim, a conclusão. Porém alguém que se proponha a investigar algo através do método científico não precisa, necessariamente, cumprir todas as etapas e não existe um tempo pré-determinado para que se faça cada uma delas.Charles Darwin, por exemplo, passou cerca de 20 anos apenas analisando os dados que colhera em suas pesquisas e seu trabalho se constitui basicamente de investigação, sem passar pela experimentação, o que, contudo, não torna sua teoria menos importante. Algumas áreas da ciência, como a física quântica, por exemplo, baseiam-se quase sempre em teorias que se apóiam apenas na conclusão lógica a partir de outras teorias e alguns poucos experimentos, simplesmente pela impossibilidade tecnológica de se realizar a comprovação empírica de algumas hipóteses domingo, 4 de agosto de 13
  10. 10. ✤ O método científico como conhecemos hoje foi o resultado direto da obra de inúmeros pensadores que culminaram no “Discurso do Método” de René Descartes, onde ele coloca alguns importantes conceitos que permeiam toda a trajetória da ciência até hoje. De uma forma um pouco simplista, mas apenas para dar uma visão melhor do que se trata o método proposto por Descartes, que acabou sendo chamado de “Determinismo Mecanicista”, “Reducionismo”, ou “Modelo Cartesiano”, ele baseia-se principalmente na concepção mecânica da natureza e do homem, ou seja, na concepção de que tudo e todos podem ser divididos em partes cada vez menores que podem ser analisadas e estudadas separadamente e que (para usar a frase clássica) “para compreender o todo, basta compreender as partes”. domingo, 4 de agosto de 13
  11. 11. ✤ Talvez, o exemplo mais fácil de se verificar o método proposto por Descartes, seja através da medicina: baseada no modelo cartesiano a medicina se dividiu em especialidades cada qual procurando entender os mecanismos de funcionamento de um órgão ou parte específica do corpo humano. As doenças passaram a ser encaradas como algum distúrbio em determinada parte que constitui o homem, e o homem em si, como um todo, deixa de ser considerado na investigação da medicina segundo modelo cartesiano. domingo, 4 de agosto de 13
  12. 12. FIM domingo, 4 de agosto de 13

×