Revolução inglesa 2º. ano

27,515 views
26,960 views

Published on

Absolutismo inglês, Dinastias Tudor e Stuart, o processo revolucionário inglês e consequencias da revolução

1 Comment
6 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
27,515
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
294
Actions
Shares
0
Downloads
822
Comments
1
Likes
6
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Revolução inglesa 2º. ano

  1. 1. 2º. ANO – ENSINO MÉDIO Profª. – Fatima Freitas
  2. 2. DO ABSOLUTISMO ÀMONARQUIA PARLAMENTAR Dos séculos XVI até meados do século XVII, a Inglaterra foi governada por reis absolutistas. A partir daí, o absolutismo foi combatido pelo parlamento que desejava limitar o poder do rei e atender seus interesses políticos e socioeconômicos. Grupos: comerciantes, proprietários rurais que buscavam lucros com a exploração da terra, donos de manufaturas, etc.
  3. 3. A MONARQUIA ABSOLUTISTA INGLESA O absolutismo teve início com o rei Henrique VII (1485-1509), fundador da dinastia Tudor, que assumiu o trono ao final da Guerra das Duas Rosas (1455-1485) – conflito provocado por disputas pelo trono inglês entre duas famílias poderosas da nobreza, os Lancaster (rosa vermelha), e os York (rosa branca) que eram grandes proprietários de terras. A questão foi resolvida com a coroação de Henrique VIII, que tinha lanços de parentesco com as duas famílias, e com o apoio da burguesia conseguiu pacificar o país. Seus sucessores ampliaram os poderes da monarquia inglesa. Rei Henrique VII
  4. 4.  No reinado de Elizabeth I (1558-1603), o absolutismo monárquico inglês fortaleceu-se ainda mais e colaborou ativamente para o desenvolvimento do país. Nesse período teve início a expansão colonial inglesa, com a colonização da América do Norte e o apoio dos atos de pirataria contra navios espanhóis.  Elisabeth I, a rainha virgem.
  5. 5. MEDIDAS ADOTADAS PELAMONARQUIA ABSOLUTISTA Durante o século XVI, os Tudor governaram a Inglaterra de forma absoluta com o apoio da burguesia e da nobreza feudal (gentry),porque havia interesses comuns,pois a gentry e a burguesia explorava a terra com fins lucrativos. A centralização do poder político como garantia de ordem social; A uniformização das moedas,do sistema de pesos e medidas e das tarifas para facilitar o comércio; A permissão concedida aos piratas para atacar navios inimigos; O incentivo dado à expansão marítima e comercial.
  6. 6.  A Igreja Anglicana, controlada pelo Estado, também participava do jogo de interesses: mantinha nas cerimônias a forma ritual católica (liturgia, hierarquia sacerdotal, etc.) mas destacava o conteúdo calvinista. A ética calvinista era mais adequada aos valores burgueses, uma vez que estimulava o trabalho, a eficiência, a poupança e a cumulação de riquezas. A dinastia Tudor chega ao fim com a morte de Elizabeth I, sem descendentes diretos, o trono coube a seu primo Jaime, rei da Escócia, que se tornou soberano dos dois países com o título de Jaime I, iniciando assim a dinastia dos Stuart.
  7. 7. OS TUDOR´S E A CONCILIAÇÃO ENTRE AS CLASSES...VANTAGENS E/OU BENEFÍCIOS: ARISTOCRACIA• ESTABILIDADE POLÍTICA E SOCIAL.• CARGOS PÚBLICOS. NOBREZA• REFEZ SUAS POSSES COM SAQUES NO “NOVO MUNDO”. ALTA BURGUESIA• RECEBIA MONOPÓLIOS COMERCIAIS. ARTESÃOS E CAMPONESES• PRIVILÉGIOS CORPORATIVOS
  8. 8. PARLAMENTO INGLÊS FORMAÇÃO DO PARLAMENTONOBREZA X CLERO (SÉC. XIII)NOBREZA X CLERO X GRUPOS ECONÔMICOS (SÉC.XIV) EM ASCENSÃO
  9. 9. CÂMARA DOS LORDES CÂMARA DOS COMUNS (nobres) (proprietários)*ELEITOS por todas as classes sendo que oVOTO DEPENDIA DAS PROPRIEDAES E NÃODA NOBREZA
  10. 10.  Jaime I Jaime I (1603 - 1625, início da dinastia Stuart)  Anglicano.  Apoiava o rei: senhores feudais, igreja anglicana e alta burguesia.  Apoiava o parlamento: pequena e média burguesia, gentry (nobreza mercantil) e puritanos (calvinistas ingleses).  Tentou restabelecer o absolutismo e ampliar a influência do catolicismo.  Perseguições a católicos e puritanos.  Aumento de impostos.  Dissolução do parlamento (1614 – 1622).
  11. 11. Carlos I (1625 – 1649)  1628 – Petição de Direitos = restringia o poder do soberano (Parlamento)  Fecha o Parlamento, governa uma década sem chamá-lo novamente  1640 → convoca o Parlamento, precisando de fundos para lutar contra os escoceses  Entra em choque novamente, fecha (1642).  1649 → Início da guerra civil
  12. 12. PARLAMENTO DECLARA GUERRA A CARLOS I !!! PARLAMENTO SE DIVIDE... (gentry com medo de perder status social) PARTIDÁRIOS DO PARLAMENTO (gentry puritana) “cabeças redondas”
  13. 13. FASES DA REVOLUÇÃO INGLESA GUERRA CIVIL (1642-1648) REGIME REPUBLICANO (1649-1659) RESTAURAÇÃO MONÁRQUICA (1660-1688) REVOLUÇÃO GLORIOSA (1688-1689)
  14. 14. Guerra Civil Inglesa ( 1642 – 1648 )  Cavaleiros  Cabeças Redondas (Rei) (Parlamento)  Presbiterianos (alta  Partidários do absolutismo, nobreza, burguesia), nobreza católicos ingleses e liberal, puritanos irlandeses. (pequena burguesia)  Oliver Cromwell (Novo  Carlos I mandou invadir o parlamento e prender os modelo de exército) principais líderes.A Guerra civil chega ao fim com a vitória do parlamento e o reiCarlos I foi preso e condenado à morte, sendo decapitado em 30de janeiro de 1649.
  15. 15. Decapitação de Carlos I em 30 de janeiro de 1649. BATALHA ENTRE AS FORÇAS DO REI E DO PARLAMENTO
  16. 16. REGIME REPUBLICANO (1649-1659) Cromwell esmagou as oposições, instalou a república e comandou o país de 1649 a 1658 (Protetorado). Principais acontecimentos: Formação da Comunidade Britânica (1651) – união da Inglaterra, Irlanda, Escócia e País de Gales, sob o comando de Cromwell. Decreto do Ato de Navegação (1651) – todas as mercadorias importadas ou exportadas pela Inglaterra deveriam ser transportadas em navios ingleses, favorecendo o desenvolvimento da marinha inglesa. Guerra contra a Holanda (1652-1654) – os prejuízos com o Ato de Navegação inglês, os holandeses declaram guerra à Inglaterra, mas foram derrotados e a Inglaterra torna-se a maior potência naval do mundo.
  17. 17. ATOS DE NAVEGAÇÃO
  18. 18.  Estabelecimento do título de Lorde Protetor (1653) – com esse título, seu título tornou-se vitalício e hereditário.o Em 1658, seu filho Ricardo, assumiu o poder após o falecimento, dando continuidade ao regime republicano.o Não tinha a mesma habilidade do pai, foi apelidado de “Ricardinho cai não cai” mantendo-se no poder por apenas oito meses, sendo deposto por um golpe militar em sintonia com o Parlamento.o Devido as agitações políticas, o Parlamento decidiu restaurar a monarquia restaurando a dinastia Stuart, na pessoa de Carlos II que deveria governar sob o domínio político do Parlamento.
  19. 19. RESTAURAÇÃO MONÁRQUICA DINASTIA STUART (1660 – 1688):  Carlos II (1660 – 1685).  Anglicano, pró-católicos. CARLOS II  Aproximação com a França.  Parlamento cria o HABEAS CORPUS e exclui católicos de cargos.  Parlamento é novamente fechado pelo rei (1683).  Seu sucessor é seu irmão Jaime II.
  20. 20. Jaime II (1683 – 1688).  Católico e tentou restabelecer o catolicismo.  Tentativa de restabelecer o absolutismo.  Apoiado por Luís XIV (FRANÇA).  Manteve as perseguições aos puritanos (grupo majoritariamente burguês)  Surgimento de conflitos entre os grupos sociais que apoiavam o Parlamento e os que apoiavam a monarquia e desejavam o absolutismo.
  21. 21. REVOLUÇÃO GLORIOSA (1688-1689) Parlamento temeroso com a restituição do catolicismo oferece a coroa a Guilherme de Orange (holandês), casado com Maria Stuart, filha mais velha de Jaime II. Em troca, pedia o parlamento livre e a manutenção do anglicanismo.  1689: Guilherme de Orange acata ao Bill of Rights (Declaração dos Direitos).  Parlamento decidiria sobre impostos, garantia a propriedade privada, as liberdades individuais e divide o poder.  Fim do absolutismo na Inglaterra.  Burguesia assume o poder por meio do parlamento (Monarquia Parlamentar) “O rei reina, mas não governa”
  22. 22. Inglaterra, 1669Primeira monarquiaconstitucional eparlamentarista
  23. 23. OBRIGADA PELA ATENÇÃO!!!

×