éMile durkheim

17,322 views

Published on

éMile durkheim

  1. 1. ÉMILE DURKHEIM Profª. Fatima Freitas
  2. 2. PEQUENA BIOGRAFIA Émile Durkheim nasceu em Épinal, Vosges (França), em 15 de abril de 1858. Freqüentou a École Normale Supérieure em Paris e interessou-se por Filosofia. Fundador da Sociologia Moderna, Émile Durkheim combinou a pesquisa empírica (pesquisa científica tradicional) com a teoria sociológica. Sua contribuição tornou-se ponto de partida do estudo de fenômenos sociológicos como a natureza das relações de trabalho, os aspectos sociais do suicídio e as religiões primitivas. Em 1902, passou a lecionar Sociologia e Educação na Sorbonne. Em 1887 assumiu em Bordéus a primeira cadeira de Sociologia instituída na França.
  3. 3. PENSAMENTO Durkheim formou-se em Filosofia, porém sua obra inteira é dedicada à Sociologia. Seu principal trabalho é na reflexão e no reconhecimento da existência de uma "Consciência Coletiva". Ele parte do princípio que o homem seria apenas um animal selvagem que só se tornou Humano porque se tornou sociável, ou seja, foi capaz de aprender hábitos e costumes característicos de seu grupo social para poder conviver no meio deste. Durkheim acreditava que a sociedade seria mais beneficiada pelo processo educativo. Para ele, “ a educação é uma socialização da jovem geração pela geração adulta”. e quanto mais eficiente for o processo, melhor será o desenvolvimento da comunidade em que a escola esteja inserida. “ A construção do ser social, feita em boa parte pela educação, é a assimilação pelo indivíduo de uma série de normas e princípios - sejam morais, religiosos, éticos ou comportamento - que baliza a conduta do indivíduo num grupo. O homem, mais do que formador da sociedade, é um produto dela”.
  4. 4.  Essa teoria, além de caracterizar a educação como um bem social, a relacionou pela primeira vez às normas sociais à cultura local, diminuindo o valor que as capacidades individuais têm na constituição de um desenvolvimento. É preciso sentir a necessidade da experiência, da observação, ou seja, a necessidade de sair de nós próprios para aceder à escola das coisas, se as queremos conhecer e compreender.
  5. 5. PRINCIPAIS ASPECTOS DA TEORIASOCIOLÓGICA DE DURKHEIM Existem fenômenos sociais que devem ser analisados e demonstrados com técnicas especificamente sociais; As pessoas se educam influenciadas pelos valores da sociedade onde vivem;
  6. 6. O FATO SOCIAL Fato social- é uma característica cultural e estrutural de sistemas políticos que experimentamos como externa a nós e que exerce uma influência e autoridade que equivalem a mais do que a soma das intenções e motivações de indivíduos que por acaso participem desses sistemas em um determinado tempo. O fato social é experimentado pelo indivíduo como uma realidade independente que ele não criou e não pode rejeitar, como as regras morais, leis, costumes, rituais e práticas burocráticas oficiais, entre outras. Para Durkheim, o grau de coesão dos fatos sociais se torna evidente pelas sanções a que o individuo estará sujeito quando tenta se rebelar contra elas. As sansões podem ser legais ou espontâneas. Legais são as sansões prescritas pela sociedade, sob a forma de leis, nas quais se estabelece a infração e a penalidade subseqüente. Espontâneas seriam as que surgiriam em decorrência de uma conduta não adaptada à estrutura do grupo ou da sociedade à qual o indivíduo pertence.
  7. 7. CONSCIÊNCIA COLETIVA A definição de consciência coletiva aparece pela primeira vez na obra Da divisão do trabalho social: trata- se do “ conjunto das crenças e dos sentimentos comuns à medida dos membros de uma mesma sociedade. A consciência coletiva é, em certo sentido, a forma moral vigente na sociedade. Ela aparece como um conjunto de regras fortes e estabelecidas que atribuem valor e delimitam os atos individuais. É a consciência coletiva que define o que, numa sociedade, é considerado “ imoral”, “reprovável” ou “ criminoso’’.
  8. 8. ANÁLISE DOS SISTEMAS SOCIAIS Na análise dos sistemas sociais, Durkheim introduziu os conceitos de solidariedade mecânica e orgânica, que o levaram à distinção dos principais tipos de grupos sociais. A solidariedade mecânica ocorre nas sociedades primitivas, nas quais os indivíduos diferem pouco entre si e partilham dos mesmos valores e sentimentos. A orgânica, presente nas sociedades mais complexas, se define pela divisão do trabalho. Como as sociedades mais complexas se baseiam na diferenciação, é preciso que as tarefas individuais correspondam aos desejos e aptidões de cada um. Isso nem sempre acontece e a sociedade se vê ameaçada pela desintegração, pois os valores ficam enfraquecidos. A solução proposta por Durkheim são as formas cooperativistas de produção econômica.
  9. 9. A SOCIOLOGIA NA SOCIEDADECONTEMPORÂNEA A partir da segunda metade do século XX, com o desenvolvimento da sociedade industrial, que se tornou cada vez mais complexa, a Sociologia ganhou novo impulso, passando a estudar e explicar problemas com os quais até então não havia se defrontado. Assim, problemas como exclusão social, desagregação familiar, drogas, cidadania, minorias, violência urbana, etc., representam desafios para os quais a Sociologia tem procurado respostas. Exigem uma análise cientifica de todos os aspectos da vida em sociedade, que permita entender o presente e projetar o futuro.
  10. 10.  Dessa forma, a Sociologia moderna procura debruçar-se sobre os agentes sociais capazes de provocar mudanças importantes na sociedade. Hoje, um dos principais objetivos da sociologia é criar instrumentos teóricos que levem à reflexão sobre os problemas da sociedade contemporânea. Tais instrumentos devem contribuir também para que os indivíduos estabeleçam relações entre sua prática social e a sociedade mais ampla, tornando-se agentes na transformação da sociedade em que vivem. Atualmente, os conhecimentos da sociologia já não estão restritos aos sociólogos. De certo modo, muitas pessoas passaram a utilizá-los, embora nem sempre de forma consciente e rigorosa.
  11. 11. PRINCIPAIS OBRAS  A divisão do trabalho social (1893) Analisa as funções sociais do trabalho na sociedade e procura mostrar como na modernidade tal divisão é a principal fonte de coesão ou solidariedade social.
  12. 12.  As regras do método sociológico (1895) Indica as características de um fato social: exterioridade e coercibilidade
  13. 13.  O suicídio (1897) Durkheim concebe o suicídio como um fenômeno social e o considera um aspecto patológico (isto é, uma disfunção, ou uma doença) característico das sociedades modernas. Durkheim tentou mostrar que as causas do auto-extermínio têm fundamento social e não individual. Descreveu três tipos de suicídio: o egoísta, em que o indivíduo se afasta dos seres humanos; o anômico, originário, por parte do suicida, da crença de que todo um mundo social, com seus valores, normas e regras, desmorona-se em torno de si; e o altruísta, por lealdade a uma causa.
  14. 14.  A educação moral (1902) A sociedade só pode viver se entre os seus membros existir suficiente homogeneidade. A educação perpetua e reforça tal homogeneidade, começ ando por fixar no espírito da criança as semelhanças essenciais que a vida coletiva requer".
  15. 15. ÉMILE DURKHEIM FALECEU EM PARIS NO ANO DE 1917.
  16. 16. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Sociologia para o ensino médio – Dácio Tomazzi. Introdução à Sociologia – Pérsio Santos Oliveira. Imagens Google

×