Gamalielrachel
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Gamalielrachel

on

  • 461 views

Crônicas criadas pelos alunos Gamaliel Costa Silva e Rachel Pereira Souza a partir de notícia lida no Jornal Correio de Uberlândia.

Crônicas criadas pelos alunos Gamaliel Costa Silva e Rachel Pereira Souza a partir de notícia lida no Jornal Correio de Uberlândia.

Statistics

Views

Total Views
461
Views on SlideShare
461
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
1
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Gamalielrachel Presentation Transcript

  • 1. Projeto Jornal na EscolaAtendimento Educacional Especializado- AEE
  • 2. Escola Municipal Afrânio Rodrigues da Cunha Atendimento Educacional Especializado - AEE Professora: Alcione A. Vasquez Pereira – PortuguêsAluno:Gamaliel Costa Silva – 9º Ano- Data:17/06/10
    06-06-2010
    Arthur Henrique Fernandes
    Jornalista, editor da página eletrônica do CORREIO de Uberlândia e apaixonado pela reportagem e novas mídias. A coluna é publicada aos domingos
    A Copa do Mundo no celular
    A Copa do Mundo da África do Sul será a primeira na história em que os torcedores terão à disposição informações do torneio em tempo real via internet rápida pelos celulares. Na Alemanha, em 2006, ainda não havia iPhone, por exemplo, e a banda larga móvel ainda era incipiente no mercado global de telefonia. Agora será diferente, demonstra pesquisa da consultoria Nielsen, divulgada quinta-feira pela agência Reuters.
  • 3. Crônica a partir da leitura da reportagem acima.
    A copa do mundo no copo
  • 4. A copa do mundo de 2010 será a primeira transmitida por um copo.
    Todos os torcedores falaram que desta maneira vai dar certo, porque em todas as casas existe um copo, só que este copo tem sua própria regra: ele não pode estar furado, senão o jogador vaza.
    As pessoas de todos os países estão esperando a taça para tomar o sorvete. O teco-teco voou rumo a Ássia do Suco com seus molequinhos e vovôs. Levou na bagagem remédios. Alguns estavam vencidos, outros velhos e enferrujados, portanto, difíceis de desengripar. Ele pensa que só porque foi campeão da Coca América acha que vai ser do copo do mundo. Mesmo sem o Peixe Gaúcho, que ficou no freezer, o anão, com memória de gigante, continua sonhando com a sobremesa.
  • 5. Chegaram também na Ássia, além dos velhos e enferrujados, os bebês que estão aprendendo a engatinhar. Quando chutam para o gol querendo mandar a bola para a direita, mas ela vai para a esquerda, dizem que a bota é tão maneira como uma batata e colocam a culpa no vento.
    O goleiro, que não é frangueiro não cai do poleiro. Se não segurar a bola resta no final da Copa do Copo, pelo menos um “cafezão”.
    O preparador da fita acha mais fácil montar um quebra cabeça do que por os velhinhos em forma, porque o quebra-cabeça é novo, mas as pernas são velhas.
    Muitos Dumbos querem só dançar, esquecem do grito da galera. Afirmam que a noite é uma criança, se não derem conta de jogar vão parar no carrinho de socorro, pois afinal, a grande questão é dormir e sonhar com o fundo do copo e não com a copa, embora aqui, a torcida verde, azul e amarela espera o canto dos canarinhos e o sorriso do zangão.
  • 6. Vocabulário:
    Teco-teco = técnico
    Ássia do Suco = África do Sul
    Coca América: Copa América
    Peixe Gaúcho = Ronaldinho Gaúcho
    Anão = Dunga
    Bota = bola
    Preparador da fita = preparador físico
    Dumbos = jogadores do técnico Dunga
    Carrinho de socorro = maca
    Zangão = Dunga
  • 7. Escola Municipal Afrânio Rodrigues da Cunha - Atendimento Educacional Especializado - AEE Professora: Alcione A. Vasquez Pereira – Português –Aluna: Rachel Pereira Souza – Ano: 9º - Data 17/06/10.
    26/05/2010
    Projeto: O Jornal na escola
    Correio de Uberlândia
    Nosso jeito de ver a notícia.
  • 8. Anjo de luz
    Mariana foi uma menina muito pobre que havia perdido seus pais em um acidente. Viveu num orfanato até aos dezoito anos. Um dia veio em sua casa um mensageiro dizendo que ela tinha uma avó, que era rica, havia falecido e lhe deixado uma herança. Ela deveria viajar para Goiânia para que o testamento fosse lido.
    Mariana ao receber sua herança decidiu abrir um orfanato, pois não queria que as outras crianças passassem pela mesma situação que ela. Primeiramente reformou sua casa para que pudesse abrigar crianças. Ela sonhava construir uma família, pois nunca teve uma.
  • 9. A casa ficou muito bonita e espaçosa para o conforto das crianças. Mariana construiu um quarto só para os meninos e outro para as meninas. Havia também um berçário, uma sala de estudo e um refeitório. Contratou professores para dar aulas para os meninos maiores e separadamente para os menores, pois caso contrário haveria confusão.
    O tempo foi passando e a cada dia a casa ia enchendo de crianças mais e mais. Elas eram muito felizes, pois tinham carinho, afeto e esperança de ter uma nova vida.
    Certo dia, Mariana começou a se preocupar com as despesas, pois seus recursos estavam acabando. Ela então resolveu sair à procura de ajuda. Visitou vários lugares e finalmente encontrou um grande apoio, ele veio de um clube da cidade. Era mês de junho e haveria para os associados uma festa junina. A idéia foi brilhante! Cada pessoa que fosse à festa levaria um quilo de alimento não perecível e estes seriam entregues ao orfanato de Mariana.
  • 10. A partir daquele ano o Clube se comprometeu a ajudar o orfanato e Mariana hoje é uma mulher realizada, pois seu sonho se tornou realidade e os sonhos de todas as crianças que encontraram naquela casa tudo que desejavam.
  • 11. Referência:
    http://www.correiodeuberlandia.com.br/ 06/06/2010
    www.google.com.br