Your SlideShare is downloading. ×
FUSOS HORÁRIOS NO MUNDO E BRASIL - CREI
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

FUSOS HORÁRIOS NO MUNDO E BRASIL - CREI

41,732

Published on

AULAS SOBRE FUSOS HORÁRIOS FEITAS COM OS ALUNOS EM SALA

AULAS SOBRE FUSOS HORÁRIOS FEITAS COM OS ALUNOS EM SALA

Published in: Education
2 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
41,732
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
407
Comments
2
Likes
3
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. CAP 03: FUSOS HORÁRIOS NO MUNDO E NO BRASIL
    • PROFESSOR MARIO FERNANDO DE MORI
    • http://mariodemori.blogspot.com/
    • http://profmariodemori.blogspot.com/
    • http://focosdetensoesinternacionais.blogspot.com/
  • 2. CAP. 03: FUSOS HORÁRIOS
  • 3. QUESTÕES
    • Q1) QUAL É O OBJETIVO E PARA QUE SERVEM OS FUSOS HORÁRIOS?
    • Q2) QUAL É A LÓGICA DOS FUSOS HORÁRIOS ?
    • Q3) DIFERENCIE HORA LEGAL DE HORA LOCAL Q4) QUANTOS FUSOS HORÁRIOS O BRASIL TEM ?
    • Q5) OBJETIVOS DA ADOÇÃO DO HORÁRIO DE VERÃO NO BRASIL .
  • 4. 1 – AS HORAS: A LÓGICA
    • O sistema de fuso foi adotado na Conferência Internacional do Meridiano, em 1844 na cidade de Washington, DC.
    • Tempo de duração da rotação da Terra = 24 horas (360°/24 = 15 meridianos ou 15°).
    • 1 hora = 15° ou 15 meridianos.
    • Cada grau = 4 minutos.
    • Convenção internacional que, tendo como ponto de partido o meridiano de Greenwich ou Inicial ou Principal (0°), divide o globo terrestre em 24 fusos horários, cada um deles medindo 15°.
    • No anti-meridiano de Greenwich ocorre a mudança da data (Linha Internacional da Mudança de Data - LIMD = 180°).
  • 5. PARA QUE SERVEM OS FUSOS HORÁRIOS?
    • Padronização das horas conforme o movimento de rotação da Terra e a incidência solar;
    • Facilitar as comunicações e o comércio nas diversas partes do planeta;
    • Facilitar a programação das viagens nacionais e internacionais;
    • Possibilitar a integração de empresas aéreas, transnacionais e os mercados de valores no mundo;
    • Possibilitar um melhor planejamento das atividades esportivos internacionais (copa do mundo e olimpíadas).
  • 6. Divisão do Dia e Contagem das Horas Sistema de Fusos Horários U.T.C. (Tempo Universal Coordenado)
  • 7. Luiz Sérgio - GEO  
  • 8.
    • TIPOS DE HORAS
    • Hora legal – tem por base o meridiano de Greenwich (12 para cada hemisfério).
    • Hora local – é hora de cada fuso determinada pelo movimento aparente do Sol.
  • 9.  
  • 10. CÁLCULOS DE FUSOS HORÁRIOS
  • 11. QUESTÕES
    • Q6) QUE OBSERVAÇÕES SE FAZ PARA CALCULAR FUSOS HORÁRIOS ?
    • Q7) QUAL É O CÁLCULO QUE SE FAZ QUANDO OS HEMISFÉRIOS SÃO IGUAIS ?
    • Q8) QUAL É O CÁLCULO QUE SE FAZ QUANDO OS HEMISFÉRIOS SÃO DIFERENTES ?
    • Q9) QUAL É O CÁLCULO QUE SE FAZ QUANDO FALTAM AS LONGITUDES ?
  • 12. OBSERVAÇÕES
    • 1. Cada fuso é uma faixa de 15° de largura que vai de um pólo até outro. 2. Os fusos horários existem devido ao movimento da terra e as diferentes posições de cada lugar em relação ao sol.
    • 3. Em relação ao Meridiano de Greenwich , qualquer ponto sobre a superfície terrestre varia de 0 0 a 180 0 para oeste ou leste . 4. Hora legal é a hora oficialmente estabelecida para aquele lugar, às vezes até fora um pouco do fuso. 5. Hora solar é a posição exata da localidade em relação ao Sol. 6. Hemisfério é a metade da Terra dividida pelo meridiano de Greenwich. Existe o hemisfério oriental e o ocidental. 7. Cada fuso equivale a uma hora. Portanto, cada 15 º é igual a uma hora. 8. Um grau vale 4 minutos. 
  • 13. CÁLCULOS FUSOS HORÁRIOS
    • 1. Verificar se as duas localidades estão no mesmo hemisfério ou não . Se os dois lugares estiverem no mesmo hemisfério , subtrai-se as longitudes . Se estiverem em hemisférios diferentes , então soma-se . Agora você encontrou a distância entre as duas localidades em graus. 2. Após essa operação, você deve transformar a diferença que encontrou em graus, para horas. Faça isso pegando o resultado e dividindo por 15º. 3. Se o cálculo da divisão não for exato, multiplica-se o resto por 4 e acrescenta-se ao cociente após dois pontos. Agora você encontrou a diferença de fusos horários entre os dois pontos, isto é, quantos fusos ou horas de diferença existem entre os dois pontos. 4. A seguir você toma o horário da localidade conhecida e vai somar ou dividir com a diferença de fusos horários ou horas que você encontrou. Para saber se vai somar ou diminuir, deve-se ter em mente o movimento de rotação da Terra, que ocorre de oeste para leste. Assim, sempre que estivermos à procura de um horário na direção leste, soma-se, e na direção oeste, diminui-se. 5. Quando o horário for maior de 24 ou a variação de tempo for muito grande para trás, deve-se verificar se não passou para o dia anterior ou posterior. Faz-se isso diminuindo-se de 24.
  • 14. EXEMPLOS
    • Qual é a hora na cidade A situada na Long. 45º O, quando na cidade B Long. 30º E são 19h? 1º Calcular a diferença de longitude: (hemisférios diferentes soma-se) 45+30=75 2º Transformar para horas: 75:15=5 horas 3º Calcular a hora do lugar procurado: 19:00 (hora da cidade B ) diminui-se pois a cidade procurada está a oeste - 05:00 (diferença de hs.) resultado: 14:00 na cidade A
  • 15. CÁLCULO LONGITUDES
    • Como descobrir a longitude a partir das horas do local? 1. Verificar a diferença de horas. 2. Transformar para graus multiplicando por 15. 3. Somar a diferença em graus com as coordenadas conhecidas. Verifica-se se vai somar ou diminuir pelas horas (pelas horas você pode perceber se a cidade está para leste ou para oeste)
    • Exemplo: A15h 60ºO
    • B20h ? 15- 20= 05 / 05x15=75º / 60º-75º= -15º = (15ºE)
  • 16. A = HEMISFÉRIOS IGUAIS
    • 1) A = 30º L = 16 h B = 90º L ?
    • 2) A = 75º L = 15 h B = 15º L ?
    • 3) A = 90º W = 8 h B = 150º W ?
    • 4) A = 15º L = 15 h B = 75º L ?
    • 5) A = 120º W = 9 h B = 15º W ?
    • 6) A = 30º W = 7 h B = 105º W ?
    • 7) A = 30º L = 12 h B = 15º L ?
    • 8) A = 30º L = 12 h B = 15º L ?
  • 17. B = HEMISFÉRIO DIFERENTES
    • 1) A = 90º L = 14 h B = 45º W ?
    • 2) A = 135º W = 10 h B = 75º L ?
    • 3) A = 55º W = 17 h B = 35º L ?
    • 4) A = 72º L = 13 h B = 19º W ?
    • 5) A = 67º W = 12 h B = 41º L ?
    • 6) A = 105º W = 11 h B = 60º L ?
    • 7) A = 60º L = 13 h B = 30º W ?
    • 8) A = 63º L = 11 h B = 29º W ?
    • 9) A = 66º W = 12 h B = 40º L ?
    • 10) A = 15º W = 13 h B = 120º L ?
  • 18. C = LONGITUDE
    • 1) A = 150º L = 18 h B = 4 h C = 12 h
    • 2) A = 51º W = 11 h B = 6 h C = 20 h
    • 3) A = 135º W = 10 h B = 5 h c = 18 h
  • 19. Q10) 1° problema:
    • Brasília fica a 45°W de Greenwich e os relógios marcam 8 horas. Que horas serão na cidade de Rio Branco, AC que fica a 60°W?
    • Resp. 60 – 45 = 15/15 = 1 (diferença), logo 8-1=7 horas em Rio Branco.
  • 20. Q11) 2° problema:
    • Na cidade de Cruzeiro do Sul, AC a 60°W os relógios marcam 23 horas do dia 31/12/2008. Qual o dia e a hora em Fernando de Noronha, que fica no primeiro fuso brasileiro, ou seja, -2 horas em relação a Greenwich?
    • Resp. 60 – 30=30/15 = 2 (diferença) 23 + 2 = 25 – 24 = 1 hora do dia 01/01/2009.
  • 21. Q12) 3° problema:
    • Suponha que em uma cidade A, localizada a 120°L de Greenwich, os relógios marquem 11:00 h. Que horas serão noutra cidade B, localizada a 75°L de Greenwich?
    • Responda: 120 – 75 = 45/15 = 3, logo 11 – 3 = 8. São 8:00 na cidade B.
  • 22. Q13) 4° problema:
    • Um avião sai de Manaus, 3º fuso nacional às 12 horas com destino a Salvador que fica localizada no mesmo fuso de Brasília. O vôo tem duração de 5 horas. Que horas serão na capital baiana quando a aeronave aterrissar?
    • Resp. 60 – 45 = 15/15 = 1, logo 12 + 1 = 13 + 5 = 18, serão 18:00h na capital baiana.
  • 23. Q14) 5° problema:
    • Em uma cidade X, com longitude 150°L, são 18:00 horas. No mesmo instante, em uma cidade Y são 4:00 horas (hora local). Qual a longitude da cidade Y?
    • Responda: 18 – 4 = 14 x 15 = 210 – 150 = 60, logo a longitude de Y é 60°W.
  • 24. Q15) 6° problema:
    • Quando em uma cidade X, localizada a 51°O, for 14:00 horas, qual a hora solar em uma cidade Y, localizada a 34°L?
    • Responda: 51 + 34 = 85/15 = 5 x 15 = 75 # 85 – 75 = 10x4 = 40 . logo 14:00 + 5:40 = 19:40h em Y
  • 25. Q16) 7° problema:
    • Sabendo-se que na cidade A são 4h 16min 9seg. no momento em que na cidade B são 5h 19min e 10seg. Determine a longitude de B em relação a A .
    • Resp. 5h 19min 10seg. – 4h 16min 9 seg. = 1h 3min 1seg. X 15 = B fica a L de A à 15° 45’ 15”
  • 26. Q17) 8° problema:
    • Na cidade de Londres os relógios marcam 18 horas. Em Tóquio, no mesmo momento, são 3horas da madrugada do dia seguinte. Qual a longitude da cidade japonesa em relação ao meridiano Inicial?
    • Resp. 18 – 24 = 6 + 3 = 9x15 = 135º é a longitude da cidade japonesa.
  • 27. QUESTÕES
    • Q18) COMO SE CALCULA AS HORAS QUANDO SE ULTRAPASSA A LID – LINHA INTERNACIONAL DE DATA?
  • 28. 4 – A LID – LINHA INTERNACIONAL DE DATA
    • No final do século passado, definiu-se internacionalmente uma linha de mudança de data que acompanha, mas não coincide rigorosamente com o meridiano de 180º, que é oposto ao meridiano de Greenwich.
    • Quando se chega à linha internacional de data muda-se a data ou o "calendário" e não o relógio, portanto quem a atravessa de leste para oeste ( Sibéria para o Alasca, por exemplo) volta de “ hoje para ontem”, e quem atravessa de oeste para leste (Alasca para Sibéria) adianta um dia, mas sem mexer nas horas.
  • 29. Linha Internacional de Data
    • - Linha que acompanha o antimeridiano de Greenwich (180º), atravessando o oceano Pacífico.
    • Por convenção internacional, esse meridiano determina a mudança de data civil em todo o planeta.
  • 30.
    • Ao ultrapassar essa linha, exatamente no ponto em que ela se localiza, tem-se de alterar a data para o dia anterior (a leste) ou seguinte (a oeste) à partida.
    • A hora, no entanto, é a mesma nas duas zonas.
    Linha Internacional de Data
  • 31. OS FUSOS HORÁRIOS NO BRASIL
  • 32. OS TRÊS FUSOS BRASILEIROS 24/04/2008
  • 33. NOVO FUSO HORÁRIO DO BRASIL
  • 34. O HORÁRIO DE VERÃO NO BRASIL
    • É adotado nas regiões de médias latitudes no período de maior insolação (verão) com o objetivo de reduzir o consumo de energia. (diminui 1 hora)
  • 35. Horário de Verão: é adotado nas regiões de médias latitudes no período de maior insolação (verão) com o objetivo de reduzir o consumo de energia (+ 1 hora). No Brasil 1ª vez 01/10/1931. 3ª semana de OUT até a 3ª FEV.
  • 36. QUESTÕES
    • Q18) COMO SE CALCULA AS HORAS QUANDO SE ULTRAPASSA A LID – LINHA INTERNACIONAL DE DATA?
  • 37. A LID – LINHA INTERNACIONAL DE DATA
    • No final do século passado, definiu-se internacionalmente uma linha de mudança de data que acompanha, mas não coincide rigorosamente com o meridiano de 180º, que é oposto ao meridiano de Greenwich.
    • Quando se chega à linha internacional de data muda-se a data ou o "calendário" e não o relógio, portanto quem a atravessa de leste para oeste ( Sibéria para o Alasca, por exemplo) volta de “ hoje para ontem”, e quem atravessa de oeste para leste (Alasca para Sibéria) adianta um dia, mas sem mexer nas horas.
  • 38. Linha Internacional de Data
    • - Linha que acompanha o antimeridiano de Greenwich (180º), atravessando o oceano Pacífico.
    • Por convenção internacional, esse meridiano determina a mudança de data civil em todo o planeta.
  • 39.
    • Ao ultrapassar essa linha, exatamente no ponto em que ela se localiza, tem-se de alterar a data para o dia anterior (a leste) ou seguinte (a oeste) à partida.
    • A hora, no entanto, é a mesma nas duas zonas.
    Linha Internacional de Data
  • 40.  
  • 41. Movimentos da Terra Rotação Translação Obliqüidade da eclíptica Precessão dos equinócios
  • 42.  
  • 43. Dia Noite
  • 44. MOVIMENTO DE TRANSLAÇÃO Translação é o movimento que a Terra executa ao deslocar-se em torno do Sol. Esse movimento se completa no período de 01 ano ou mais precisamente, 365 dias e seis horas, portanto, esse movimento é responsável pelo ano e pelas estações do ano e é realizado concomitante ao movimento de rotação.
  • 45. DEFININDO SOLSTÍCIO E EQUINÓCIO Percebemos na figura que ao percorrer sua órbita ao redor do Sol a Terra é iluminada pelos raios solares de maneiras diferentes conforme sua posição. Observamos que nos dias 23 de setembro e 21 de março, ambos os hemisférios terrestres são igualmente Iluminados, porém nos dias 22 de dezembro e 22 de junho, os hemisférios sul e norte diferem quanto a iluminação. Em 22 de Dezembro, devido à inclinação do eixo terrestre, o hemisfério sul recebe mais luz solar, marcando assim o início do verão neste hemisfério, conseqüentemente o início do inverso no hemisfério norte. Em 21 de março e 23 de setembro a Terra se encontra em posições tais que ambos os hemisférios são igualmente iluminados, marcando assim o início das estações outono e primavera. Chama-se SOLSTÍCIO as posições em que a Terra se encontra em 22 de dezembro e 22 de junho. Dizemos, então, que o dia 22 de dezembro é solstício de verão no hemisfério sul e solstício de inverno no hemisfério norte. Chama-se EQUINÓCIO as posições em que a Terra se encontra em 23 de setembro e 21 e de março. Dizemos, então, que o dia 23 de setembro é equinócio de primavera no hemisfério sul e equinócio de outono no hemisfério norte.
  • 46. A Aurora polar é um fenômeno óptico composto de um brilho observado nos céus noturnos observados em regiões próximas às zonas polares, em decorrência do impacto negativo de partículas do vento solar no campo magnético solar. No hemisfério norte é conhecida como Aurora Boreal . No hemisfério sul, Aurora Austral . Esse fenômeno é resultado dos equinócios. Sol da meia-noite é a designação comum para o fenômeno que ocorre nas latitudes acima de 66º 33’ 39" N ou S, ou seja para além do círculo polar ártico ou do círculo polar antártico, quando o Sol não se põe durante pelo menos 95 horas seguidas. Esse fenômeno é resultado dos solstícios.
  • 47. Fonte: www.proyectosalonhogar.com Solstícios e Equinócios
  • 48. Fonte: http://calendario.incubadora.fapesp.br/portal/introducao/imagens/Seasonearth.png Solstícios e Equinócios
  • 49. 1 2 3 4 solstício solstício equinócio equinócio
  • 50. Normal do Plano da órbita Plano da órbita eixo equador 23º27’ 66º33’ 66º33’ 23º27’
  • 51. PN PS EQ TC TCp Solstício ~ 21/6 Verão Inverno Iluminação desigual
  • 52. PN PS EQ TC TCp Equinócio ~ 21/9 = iluminação dos hemisférios Outono Primavera
  • 53. Equador
  • 54. PN PS EQ TC TCp Solstício ~ 21/12 Verão Inverno
  • 55. PN PS EQ TC TCp Equinócio ~ 21/3 Primavera Outono
  • 56. PN PS EQ TC TCp S E S E
  • 57. PN PS EQ TC TCp SOMBRA NORTE SOMBRA SUL
  • 58. PN PS EQ TC TCp
  • 59. Periélio
  • 60. afélio
  • 61. A A b Periélio Afélio
  • 62. http://space.jpl.nasa.gov O equinócio de primavera no Brasil Equador
  • 63. http://space.jpl.nasa.gov O solstício de verão no Brasil Equador
  • 64. http://space.jpl.nasa.gov O solstício de inverno no Brasil Equador
  • 65. SOL OBSERVADO DA TERRA Sol nascendo no primeiro dia de primavera e de outono, no Rio de Janeiro. Norte Sul Oeste Leste Equador Celeste Horizonte
  • 66. SOL OBSERVADO DA TERRA Sol culminando no primeiro dia de primavera e de outono, no Rio de Janeiro. Norte Sul Oeste Leste Equador Celeste Horizonte
  • 67. SOL OBSERVADO DA TERRA Sol se pondo no primeiro dia de primavera e de outono, no Rio de Janeiro. Norte Sul Oeste Leste Equador Celeste Horizonte
  • 68.  

×