Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
1º Ma   Grupo 07
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

1º Ma Grupo 07

  • 1,150 views
Published

 

Published in Business , Technology
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,150
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2

Actions

Shares
Downloads
15
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Grupo 7: Recursos Minerais e Crescimento Econômico
    • Alunos do 1 MA : Arnon Louzada, Eluana Campos, Gilio Lorencini, Iago Longue, Mariana Guimarães Phillipe Aguiar, Rodrigo Fiorido.
  • 2. Minério de Ferro
    • O minério de ferro é abundante no mundo, porém as jazidas concentram- se em poucos países, sendo que apenas cinco detêm 77% das ocorrências totais. O Brasil possui 8,3% das reservas totais, a quinta maior do mundo, equivalente a 17 bilhões de t. As reservas do Brasil e da Austrália apresentam o maior teor de ferro contido, da ordem de 60%.
    • A Companhia Vale do Rio Doce- CRVD, privatizada em maio de 1997, é a maior produtora e exportadora mundial de minério de ferro, à frente das empresas australianas Hamersley e BHP, respectivamente segunda e terceira maiores exportadoras mundiais.
    • As exportações brasileiras de minério de ferro, que representam em torno de 70% da produção nacional, atingiram cerca de 130 milhões de t em 1996, equivalentes a US$ 2668 milhões. O aumento da receita nas exportações de minério de ferro, em 1996, foi de 5,4%, apesar da redução no volume exportado, refletindo um aumento de 6,6% nos preços médios praticados em relação ao ano anterior.
    • O minério de ferro apresenta grande importância para a balança comercial brasileira, visto ser o maior item da pauta de exportações do país, após os produtos siderúrgicos. As exportações de minério de ferro atingiram US$ 2,7 bilhões em 1996, cerca de 5,7% do total exportado pelo Brasil no valor de US$ 47 bilhões, sendo, também, este produto o de maior peso nas exportações do setor mínero-metalúrgico, com participação de 45%.
    • Para melhorar a posição competitiva brasileira no mercado internacional de minério de ferro, além do aumento da oferta de pelotas, o país necessita realizar investimentos em ferrovias e portos, considerando ser o setor altamente dependente da eficiência e dos custos da infra-estrutura ferroviária e portuária.
    • Eluana Campos
  • 3. Manganês
    • O manganês é o terceiro metal mais abundante na crosta terrestre, é um elemento químico essencial para todas as formas de vida.
    • Tem sido utilizado por siderúrgicas na produção de aço, pois após reagir com enxofre e carbono, torna o aço muito mais resistente e também não sofre com a ação oxidante.
    • O Brasil é o quarto maior produtor mundial de manganês, isso contribui para que o aço que aqui é produzido seja mais competitivo, devido aos processos químicos que ele é exposto melhorando sua resistência e com isso impulsionando a nossa economia.
    • O manganês é explorado principalmente nas regiões da serra do navio(atualmente escassa), quadrilátero ferrífero e, também, Carajás, onde na maioria das vezes está voltado para exportação.
    • Muitas vezes a obtenção do manganês é muito cara, pois é encontrado abundantemente em compostos que necessitam serem tratados para se obter um manganês puro.
  • 4. Produção de Manganês
    • Iago Longue
  • 5. Bauxita
    • A Bauxita é um mineral que ocorre naturalmente.
    • A bauxita é classificada tipicamente de acordo com a aplicação comercial: abrasivos, cimento, produtos químicos, metalúrgicos e material refratário, entre outros.
    • A maior parte da extração mundial de bauxita (aproximadamente 85%) é usada como matéria-prima para a fabricação de alumina, Bauxita é a matéria-prima mais usada na produção de alumina em escala comercial.
    • Mariana Oliveira Guimarães
  • 6. Projeto Grande Carajás
      • Projeto Grande Carajás:
    • O Projeto Grande Carajás (PGC), foi um projeto de exploração mineral, implantado de 1979 a 1986, que engloba as terras do sudoeste do Pará, norte de Tocantins e oeste do Maranhão.
      • História:
    • Um funcionário da empresa americana United States Steel (USS), estava pesquisando o subsolo amazônico, desde o início dos anos 60, a procura de manganês, quando descobriu uma grande quantidade de minério de ferro em Carajás.
    • A reserva passou a ser divida entre a USS e a Companhia Vale do Rio Doce. Em 1970, criou-se a Amazônia Mineração S.A., que associava empresas estrangeiras, inclusive a USS, com a brasileira.
      • Objetivo:
    • O Programa Grande Carajás, lançado em 1979, tinha como objetivo realizar a exploração integrada dos recursos da reserva. Considerada a mais rica do mundo, contém minério de ferro de alto teor, ouro, estanho, bauxita, manganês, níquel, cobre e minérios raros.
    • O Programa não se limitou apenas a explorar a mineração, existiam outros projetos agropecuários de extração florestal, que tinham por objetivo o desenvolvimento da região.
  • 7. Produção acumulada de minério de ferro de Carajás
    • Gilio Lorencini
  • 8. Serra Pelada
    • É uma região do estado do Pará que se tornou conhecida em todo o Brasil durante a década de 1980 por uma corrida de ouro moderna, tendo sido aberta o maior garimpo a céu aberto do mundo.
    • Localiza-se no município de Curionópolis ao sul do estado do Pará, a aproximadamente 35 quilômetros da sede do município
    • Em 21 de maio de1980, o governo federal promoveu uma intervenção na área já ocupada por 30 mil garimpeiros.
    • Áreas de lavra e garimpeiros foram registrados pela Receita Federal, e todo o ouro encontrado deveria ser vendido à Caixa Econômica Federal. A intervenção foi comandada pelo militar Sebastião Rodrigues de Moura, o major Curió.
  • 9. Serra Pelada : Mapas
    • Phillipe Aguiar
  • 10. O Quadrilátero Ferrífero
    • É a região mais rica de Minas Gerais e a economia é diversificada e bastante industrializada. Foi importante pólo aurífero na época do ciclo do ouro.
    • O Quadrilátero Ferrífero é um dos distritos mais importantes do Brasil, pois é uma das principais concentrações de minérios do país por onde é retirado ouro, ferro, manganês e outros, sendo que o ferro ocupa a posição de destaque.
    • O povoamento teve início com a mineração no século XVII. Com a sua decadência, no fim do século XVIII, a região ficou estagnada. No fim do século XIX, com a fundação de Belo Horizonte, houve um novo surto de povoamento.
  • 11. Retirada de minerais das rochas do Quadrilátero Ferrífero
    • Arnom Louzada
  • 12. O Projeto Jarí
    • Instalado no Estado do Pará, na margem direita do rio Jarí, foi iniciado em 1967, e tinha como principal objetivo a substituição da floresta tropical heterogênea por plantio homogêneo de Gmelina arborea , uma espécie asiática. Isso serviria a matéria prima ( celulose) que seria beneficiada em uma indústria localizada no porto de Munguba. O projeto também tinha outros objetivos como a plantação de arroz em várzeas criação de gado,etc.
    • Desenvolveu trabalhos no campo da Biologia voltados principalmente para a produção de Gmelina e outras espécies de plantas.
    • O projeto Jarí foi o responsável pelo surgimento e consolidação de núcleos populacionais dos quais destacam – se a cidade do Monte Dourado, no Pará, hoje com mais de 20.000 habitantes e o chamado Beiradão, no lado do Amapá
    • O único dono do projeto, o norte americano Daniel K. Ludwig, investiu mais de 750 milhões de dólares, declarava – se proprietário de 1.200.000 hectares de terras compradas ao preço de 2,50 dólares por hectare.
    • Atualmente, dos 120.000 hectares de plantações florestais do projeto Jarí (atual Companhia do Monte Dourado), apenas 20% são constituídos de Gmelina ; as outras espécies utilizadas são eucalipto (70%) e pinus (10%).
    •  
  • 13. Localização de Jarí
    • Rodrigo Fiorido