Your SlideShare is downloading. ×
0
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Doenças infecto parasitarias
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Doenças infecto parasitarias

2,223

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
2,223
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
128
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Doenças Infecto-Parasitárias AulaProgramad a BiologiaDoençasinfecto-parasitárias Paulopaulobhz@hotmail.com
  • 2. Doenças Infecto-Parasitárias1) Conceitos Doença: Ocorre quando a infecção resulta em incapacidade do organismo em realizar suas funções normais. Infecção: É uma invasão ou colonização do corpo por microrganismos patogênicos. Parasitismo: relação ecológica interespecífica na qual uma das espécies, o parasita, se instala na superfície ou interior de outra denominada hospedeiro, alimentado-se de seus tecidos ou nutrientes, causando-lhe prejuízos.
  • 3. Doenças Infecto-Parasitárias 2) Microbiota Normal Olhos (conjuntiva) Nariz e garganta (sistema respiratório Total de células no humano adulto: 1 x 1013 superior) Boca Bactérias que vivem no organismohumano: 1 x 1014 A grande maioria não causa doenças. Beneficia o hospedeiro impedindo o Pelecrescimento excessivo de microrganismosnocivos (antagonismo microbiano). Automedicação: pode alterar a microbiotanormal favorecendo a proliferação demicrorganismos patogênicos. Intestino Grosso Grande maioria dos microrganismos sãocomensais. Alguns promovem relações de Sistema Urinárioprotocooperação ou parasitismo. E Genitálias
  • 4. Doenças Infecto-Parasitárias3) Microrganismos Oportunistas São microrganismos que normalmente não causam doença em seu habitat normal em uma pessoa saudável, mas podem causar em um ambiente diferente. Exemplos Escherichia Coli geralmente é inofensiva enquanto permanecer no interstino grosso, porém se ganhar acesso a outros locais do corpo como a bexiga, os pulmões, medula espinhal ou ferimentos pode causar infecções. Obs.: A AIDS geralmente é acompanhada por uma infecção oportunista, geralmente vírus e bactérias se aproveitam a deficiência imunológica da pessoa e passam a causar doenças como a pneumonia e tuberculose. Bacilo de Koch Escherichia Coli (Tuberculose)
  • 5. Doenças Infecto-Parasitárias4) Transmissão de DoençasTransmissão por contato Direto: contato de pessoa a pessoa diretamente sem nenhum objeto intermediário envolvido. Ex: Toque, beijo e relação sexual. (resfriado, hepatite A, sarampo, sífilis, herpes, etc.) Indireto: Quando o microrganismo é transmitido por meio de um objeto inanimado. Ex: Tecidos, lenços, toalhas, roupas íntimas, copos, dinheiro, termômetros, etc. Transmissão por gotículas: Microrganismos são transmitidos por meio de gotículas de saliva eliminadas no ar por meio da tosse, espirro, risada ou conversa.Transmissão por veículo Água: microrganismos são transmitidos ao se ingerir água contaminada. Ex: Cólera e leptospirose. Alimentos: microrganismos são transmitidos ao se ingerir alimentos contaminados. Ex: Salmonelose e teníase. Ar: microrganismos são transmitidos ao se respirar ar contaminado. Ex: Sarampo e tuberculose
  • 6. Doenças Infecto-Parasitárias4) Transmissão de DoençasTransmissão por vetores Vetores são animais que transportam patógenos de um hospedeiro para outro. Transmissão mecânica: É o transporte passivo de patógenos nas patas do inseto ou outras partes do corpo. Ex: Moscas domésticas (transportam bactérias causadoras da febre tifóide) Transmissão biológica: O artrópode pica uma pessoa infectada e ingere parte do sangue infectado. Os patógenos se reproduzem no vetor e podem infectar outro hospedeiro através da picada ou fezes.
  • 7. Doenças Infecto-Parasitárias5) Principais doenças causadas por vírus Os vírus são agentes infecciosos acelulares que, fora das células hospedeiras, são inertes, sem metabolismo próprio, mas dentro delas, seu ácido nucléico torna-se ativo, podendo se reproduzir. Características gerais dos vírus • Possuem um envoltório protéico que protege o material genético denominado capsídeo. • O capsídeo pode ou não ser revestido por um envelope lipídico derivado das membranas celulares. • Possuem um único tipo de ácido nucléico, DNA ou RNA. • Existem vírus com DNA de fita dupla, simples, RNA de fita dupla ou simples. • São parasitas intracelulares obrigatórios. • Multiplicam-se dentro de células vivas usando a maquinaria de síntese das células. • Não possuem metabolismo. Toda energia que utilizam provém da célula hospedeira.
  • 8. Doenças Infecto-Parasitárias5) Principais doenças causadas por vírusAIDS Agente Etiológico: Vírus da Imunodeficiência humana (HIV) Forma de transmissão: Contato com os seguintes líquidos corporais infectados: a) Sangue b) Esperma c) Secreções vaginais d) Leite materno e) Acredita-se que o vírus possa atravessar a placenta e infectar o feto. Sintomas: Febre, calafrios, dores musculares, aparecimento de ínguas no pescoço, náusea, vômito. Tratamento: Não há cura – O tratamento consiste na utilização de medicamentos que inibem a reprodução viral e aumentam dessa maneira a sobrevida dos pacientes. Profilaxia: Educação sexual, uso de preservativos nas relações sexuais, controle dos bancos de sangue, utilizar somente seringas descartáveis e não as compartilhar, esterilização de instrumentos cirúrgicos e odontológicos, evitar a amamentação quando as mães são soropositivas.
  • 9. Doenças Infecto-Parasitárias5) Principais doenças causadas por vírusAIDSSíndrome da Imunodeficiência Humana (SIDA)  Origem: África – um vírus infectando macacos penetrou na população humana quando tribos utilizavam esses animais na alimentação (1930).  Término da colonização européia, crescente urbanização, migrações e aumento da promiscuidade sexual levaram à disseminação da doença.  O vírus HIV infecta células de defesa do organismo denominadas Linfócitos CD4.  Os linfócitos CD4 são responsáveis por “alertar” o organismo quando há a invasão de agentes estranhos (antígenos).  Com a morte de células CD4 o sistema imune se torna deficiente e começam a surgir doenças oportunistas. As principais doenças oportunistas são: a) Tuberculose b) Candidíase Assim, a maioria das pessoas que adquirem o vírus HIV não c) Câncer morrem de AIDS, mas sim de doenças oportunistas que d) Pneumonia aproveitam a deficiência do sistema imune para se manifestar.
  • 10. Doenças Infecto-Parasitárias5) Principais doenças causadas por vírusAIDS  Ao entrar no organismo o vírus HIV pode permanecer latente “escondido” no cromossomo dos linfócitos CD4, e dessa maneira, não é detectado pelo sistema imune.  Os vírus HIV podem permanecer “inativos” por cerca de 10 anos no organismo e o paciente nesse período não manifesta nenhum sintoma.  Por motivos ainda inexplicáveis os vírus tornam-se ativos e iniciam a reprodução via ciclo lítico (destruindo células) e a partir disso o paciente começa a desenvolver os sintomas da doença.  Todo HIV positivo ou (Soropositivo) é aidético? São chamados de aidéticos aqueles pacientes que já apresentam os sintomas da AIDS (febre, calafrios, dores musculares, aparecimento de ínguas no pescoço, náusea, vômito) e também sintomas de doenças oportunistas.
  • 11. Doenças Infecto-Parasitárias5) Principais doenças causadas por vírusAIDS Ação do vírus HIV
  • 12. Doenças Infecto-Parasitárias5) Principais doenças causadas por vírusAIDS
  • 13. Doenças Infecto-Parasitárias5) Principais doenças causadas por vírusAIDSDetecçãoa) Elisa – Detecta a presença de anti-corpos anti-HIV no plasma sanguíneo. Problema: Para que os anti-corpos sejam produzidos é necessário um período de tempo relativamente longo. Portanto, há possibilidade de falsos exames negativos.b) Teste de carga viral – Detecta e quantifica a quantidade de vírus HIV circulante nosangue. Problema: São mais caros e requerem 72 horas para serem concluídos.
  • 14. Doenças Infecto-Parasitárias5) Principais doenças causadas por vírusAIDSSintomas
  • 15. Doenças Infecto-Parasitárias5) Principais doenças causadas por vírusGripe Aviária Agente Etiológico: Vírus Influenza H5N1 Forma de transmissão: Contato direto com secreções de aves infectadas pelo vírus através do ar, água, alimentos ou roupas contaminadas. Sintomas: Febre alta, dores musculares, dificuldades e problemas respiratórios. A maioria das aves morrem 24 horas após o contágio. O vírus atualmente só é transmitido de aves para seres humanos. O grande perigo consiste no vírus sofrer alguma mutação que o permita ser transmitido de humano para humano. Tratamento: Não existe. Profilaxia: Sacrificar todos os animais que possam estar infectadas pelo vírus.
  • 16. Doenças Infecto-Parasitárias5) Principais doenças causadas por vírusGripe Aviária
  • 17. Doenças Infecto-Parasitárias5) Principais doenças causadas por vírus Hepatite A Agente Etiológico: Vírus da Hepatite A Forma de transmissão: Ingestão de água ou alimentos contaminados com o vírus. Sintomas: Inflamação do fígado Febre Pele e olhos amarelados (Icterícia) Náuseas Vômitos Tratamento: Medicamentos que reduzem os sintomas. Geralmente o sistema imune consegue eliminar o vírus. Profilaxia: Educação Sanitária e saneamento básico.
  • 18. Doenças Infecto-Parasitárias5) Principais doenças causadas por vírus Hepatite ASintomas
  • 19. Doenças Infecto-Parasitárias5) Principais doenças causadas por vírus Hepatite B e C Agente Etiológico: Vírus da Hepatite B e C Forma de transmissão: Contato com o sangue de pessoas contaminadas. Geralmente o contágio se dá por contato sexual, compartilhamento de seringas e transfusão de sangue. Sintomas: Inflamação do fígado A hepatite C se não tratada rapidamente Dores de cabeça e do corpo pode evoluir para o quadro de cirrose. Pele e olhos amarelados Náuseas Vômitos Tratamento: Utilização de medicamentos que inibem a ação viral. Profilaxia: Vacina – Hepatite B. Medicamentos antiviruais Hepatite C - Uso de preservativos nas relações sexuais, controle dos bancos de sangue, utilizar somente seringas descartáveis e não as compartilhar.
  • 20. Doenças Infecto-Parasitárias5) Principais doenças causadas por vírus Hepatite B e C
  • 21. Doenças Infecto-Parasitárias5) Principais doenças causadas por vírus Febre Amarela Agente Etiológico: Vírus da Febre Amarela (Arbovírus) Hospedeiros: Febre amarela urbana: o homem é o único hospedeiro com importância epidemiológica. Febre amarela silvestre: Na febre amarela silvestre os primatas não-humanos (macacos) são os principais hospedeiros. O homem é hospedeiro acidental. Agentes Vetores: Febre amarela urbana: Mosquito Aedes aegypti Febre amarela silvestre: Haemagogus sp.
  • 22. Doenças Infecto-Parasitárias5) Principais doenças causadas por vírus Febre Amarela Modo de Transmissão: • Picada dos mosquitos transmissores infectados. • Não há transmissão de pessoa a pessoa. Sintomas: Febre, calafrios e cefaléia (dores de cabeça), náuseas, vômitos, icterícia (cor amarelada da pele).
  • 23. Doenças Infecto-Parasitárias5) Principais doenças causadas por vírus Devido aos recentes casos de febre amarela silvestre contraídas por viajantes sem vacinação prévia o ministério da saúde elaborou este mapa considerando as áreas de risco. A vacina contra o vírus da febre amarela é bastante eficiente e possui duração de 10 anos. Recomenda-se tomar a vacina 10 dias antes de viajar para áreas de risco.
  • 24. Doenças Infecto-Parasitárias5) Principais doenças causadas por vírus Dengue Agente Etiológico: Vírus da dengue Forma de transmissão: Através da picada da fêmea do mosquito Aedes aegypti e Aedes Abopictus. Sintomas: Dores lombares, tonteiras, desmaios e febre aguda. Na forma hemorrágica, além dos sintomas acima, ocorre alterações no sistema de coagulação sanguínea onde pequenos vasos podem sangrar na pele e em órgãos internos, levando a hemorragias. Tratamento: O tratamento consistem apenas na tentativa de remediar os sintomas. A aspirina é contra-indicado por interferir na coagulação sanguínea. Dificuldade de se produzir uma vacina: Existência de 4 Tipos de vírus diferentes Profilaxia: Não possui cura. Eliminação de criadouros do mosquito (objetos que acumulem água parada Utilização de inseticidas e repelentes.
  • 25. Doenças Infecto-Parasitárias5) Principais doenças causadas por vírus Dengue
  • 26. Doenças Infecto-Parasitárias6) Doenças causadas por proteínas infecciosas (PRÍONS) Príons São proteínas com formato anormal que podem induzir mudança no formato de proteínas normais, fazendo com que fiquem no formato de grumos (agregados). Proteínas infecciosas Proteínas normais Proteína infecciosa Geralmente acometem o sistema nervoso central causando degeneração do tecido que fica com aspecto poroso, semelhante a uma esponja.
  • 27. Doenças Infecto-Parasitárias6) Doenças causadas por proteínas infecciosas (PRÍONS) Príons Cefalopatia espongiforme bovina (Doença da vaca-louca)  Degeneração progressiva do tecido nervoso de bovinos.  O animal infectado esfrega-se contra cercas e muros e gradualmente perde o controle motor e morre.  A doença pode ser transmitida de um animal para o outro.  Suspeita-se de que a transmissão para bovinos se deu por meio de ração contendo carne de carneiro infectada.  A medida adotada para o controle da doença foi eliminar todos os animais que apresentassem os sintomas e a proibição da comercialização de suas carnes.
  • 28. Doenças Infecto-Parasitárias6) Doenças causadas por proteínas infecciosas (PRÍONS) Príons Doença de Creutzfeldt-Jakob (DCJ)  Ocorre em seres humanos.  Degeneração progressiva do tecido nervoso central.  Possivelmente a infecção ocorre por meio de ingestão de alimento contaminado ou via transplantes de córneas.  Tribo Kuru (Nova Guiné) - Em rituais de canibalismo esfregam tecido cerebral no corpo.
  • 29. Doenças Infecto-Parasitárias7) Principais doenças causadas por bactérias As bactérias são organismos unicelulares, procarióticos, que podem ser encontrados na forma isolada ou em colônias e pertencente ao reino Monera. São microorganismos sem núcleo celular verdadeiro e possuem como única organela o ribossomo.Características gerais da bactérias • As bactérias apresentam um único cromossomo circular disperso no citoplasma. • O DNA bacteriano não está associado a proteínas histonas. • Além do cromossômico único circular, as bactérias apresentam pequenos filamentos duplos de DNA circular denominados plasmídeos. • Algumas bactérias possuem parede celular constituída de peptídeoglicano. • Podem formar esporos de resistência denominados endósporos. • Podem apresentar um ou mais flagelos, mas estes não são formados por centríolos.
  • 30. Doenças Infecto-Parasitárias7) Principais doenças causadas por bactériasBotulismo Agente Etiológico: Clostridium botulinum (anaeróbico estrito) Forma de transmissão: Intoxicação alimentar pela toxina botulínica (geralmente alimentos enlatados com embalagem estufadas apresentam a toxina). Sintomas: Paralisia muscular e dificuldades respiratórias. Tratamento: Uso de antitoxinas. A vacina é pouco eficiente. Profilaxia: Não consumir produtos enlatados que apresentem aspectos anormais. A partir de casos suspeitos, identificar as prováveis fontes de contaminação para adoção das medidas de controle pertinentes. A toxina botulínica é usada em pequenas doses BOTOX, como tratamento estético temporário. A sua intensa capacidade paralítica é desejada por indivíduos que procuram esconder as suas rugas (as rugas são causadas por contrações musculares) e outras imperfeições faciais.
  • 31. Doenças Infecto-Parasitárias7) Principais doenças causadas por bactériasBotulismo
  • 32. Doenças Infecto-Parasitárias7) Principais doenças causadas por bactériasHanseníase (Lepra) Agente Etiológico: Mycobacterium leprae (Bacilo de Hansen) Forma de transmissão: Contato direto com pessoas doentes, pela pele ou pelo ar, após contatos íntimos e prolongados com o portador. Sintomas: Aparecimento de manchas na pele, ulcerações e deformidades, lesões nas terminações nervosas causando perda de sensibilidade. Tratamento: Uso de antibióticos (há cura se for diagnosticado e tratado nas fases iniciais) Profilaxia: Educação sanitária, tratamento imediato dos doentes, vacinar todos os familiares e pessoas que convivem intimamente com o doente (vacina BCG)
  • 33. Doenças Infecto-Parasitárias7) Principais doenças causadas por bactériasHanseníase (Lepra)
  • 34. Doenças Infecto-Parasitárias7) Principais doenças causadas por bactériasAntraz Agente Etiológico: Bacillus anthracis Forma de transmissão: Ingestão de alimentos contaminado ou por inalação de esporos. Obs.: Os objetos e o solo contaminados podem permanecer infectantes durante décadas. A transmissão de pessoa a pessoa é muito rara. Sintomas: Cutânea - lesão na pele que evolui, durante um período de dois a seis dias, do estágio de pápula para vesícula e pústula, progredindo para cicatriz negra profunda. Inalatória - inicia com febre, cefaléia, vômitos, tontura, fraqueza, dor abdominal e dor torácica, progride com piora do quadro respiratório. Tratamento: Uso de antibióticos (há cura se for diagnosticado e tratado nas fases iniciais) Profilaxia: Vacinação (Brasil não possui a vacina), tratamento dos doentes, educação da população.
  • 35. Doenças Infecto-Parasitárias7) Principais doenças causadas por bactériasAntraz Bactéria usada como arma biológica Pulmões Formação de pápulas e pústulas na pele comprometidos pela ação das bactérias.
  • 36. Doenças Infecto-Parasitárias8) Principais doenças causadas por bactériasFebre Maculosa Agente Etiológico: Rickettisia rickettsii . Forma de transmissão: Através da picada de carrapatos contaminados da espécie Amblyomma cajennense, conhecido popularmente como carrapato-estrela. Fêmeas contaminadas transmitem bactérias para os ovos (transmissão transovariana). (Amblyomma cajennense). A: vista superior. B: vista inferior. Sintomas: Febre moderada a alta que dura geralmente de 2 a 3 semanas, acompanhada de cefaléia, calafrios, congestão das conjuntivas. Na fase crônica pode causar hepatoesplenomegalia, edema pulmonar, pneumonia, etc...
  • 37. Doenças Infecto-Parasitárias8) Principais doenças causadas por bactériasFebre MaculosaCiclo Biológico Profilaxia Realizar estudo epidemiológico das áreas de risco. Evitar caminhar em áreas conhecidamente infestadas por carrapatos no meio rural e silvestre. Uso de calçados e calças compridas.
  • 38. Doenças Infecto-Parasitárias9) Principais doenças causadas por Platelmintos Verme Classe Habitat Hospedeiro Modo de infecção Intermediário Schistosoma Trematoda Vasos do Caramujo Penetração ativa de mansoni fígado Biomphalaria larvas cercárias na peleTaenia solium / Cestoda Intestino Ingestão de carne crua saginata delgado Porco/Boi ou mal assada contendo larvas cisticerco Cisticercose Cestoda Cérebro / --- Através de ingestão de Músculo ovos de Taenia solium
  • 39. Doenças Infecto-Parasitárias9) Principais doenças causadas por Nematelmintos Verme Doença Infecção Profilaxia Ingestão de Educação SanitáriaAscaris lumbricoides Ascaridíase água/alimentos Saneamento básico contendo ovos Tratamento dos doentes (fase pulmonar) Enterobius Enterobiose Ingestão de Educação Sanitária vermicularis (Oxiuríase) água/alimentos Saneamento básico contendo ovos Tratamento dos doentes Ancylostoma Ancilostomose Penetração ativa da Educação Sanitáriaduodenale / Necator (Amarelão) larva filarióide na pele Saneamento básico americanus Uso de calçadosWuchereria bancrofti Filariose Picada do mosquito do Controle epidemiológico (Elefantíase) gênero Culex Combate ao vetor Ancylostoma Bicho Penetração ativa da Educação sanitária brazilienis Geográfico larva migrans na pele Evitar contato com areia

×