Your SlideShare is downloading. ×

@Geografia turma inverno_bosco_mod_1

874

Published on

aulão

aulão

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
874
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
8
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 3Brasil Característica GeraisO quinto país em extensão territorialApenas seis países possuem extensão territorial superior a 7milhões de quilômetros qua-drados. O Brasil é o quinto com 8.547.404km2.Como os quatro países mais extensos do que o Brasil estão integralmenteno hemisfério norte, nós pode-mos dizer que ele é o mais extenso dohemisfério sul. É, ainda, um país eqüidistante, pois a distância entre ospontos extremos norte-sul (4.395km) e les-te-oeste (4.320km) se equivalem,embora seja um pouco mais longo nos sentidos norte-sul.A formação do território brasileiro"O traço marcante da colonização de todo o continente americano -e, por extensão, o Brasil -, com exceção apenas de partes da América doNorte, foi o de servir para o enriqueci-mento das metrópoles (as naçõeseuropéias)."A primeira delimitação doterritório português na América foideterminada pelo Tratado deTordesilhas (1494), que definia umaárea de aproximadamente2.800.000km2, ou seja, menos de1/3 da superfície atual do Brasil.O meridiano do Tratado deTordesilhas passava onde hoje é acidade de Belém (PA) e a cidade deLaguna (Se). As terras situadas àleste dessa linha pertenceriam aPortugal e a oeste, a Espanha.GEOGRAFIATURMA: INVERNO
  • 2. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 4Os dois terços acrescentados ao território brasileiro foram conquistadosposteriormente e confirmados pelos tratados: Madri (1750); Santo Idelfonso(1777) e outros.A expansão do território e os cicloseconômicosCiclos do pau-brasil e da cana-de-açúcarA exploração do pau-brasil era feita pelos ín-dios, e os portuguesesse limitaram à instalação de feito rias ao longo do litoral, sem qualquerpenetração para o interior. A cana-de-açúcar, por ser produto deexportação, também não se afastou muito do litoral.Ciclo do gadoQuando o gado chegou ao Brasil, as terras próximas ao litoralestavam ocupadas pela cana-de-açúcar. Como não existiam cercasprotegendo as plantações de cana, o gado acabou sendo expul-so dasterras nobres da fachada litorânea e foi ocupar os sertões e o vale do rioSão Francisco, o qual acabou recebendo o apelido de "Rio dos Currais". Atéeste ciclo, as áreas ocupadas estavam dentro dos limites do Tratado deTordesilhas.Ciclo das drogas do sertão (Norte), ciclo doouro e as bandeiras (Sul)Houve penetração pelo rio Amazonas e por alguns afluentes alémdos limites de Tordesilhas, nos séculos XVII e XVIII. Eram as missõesreligiosas catequizadoras dos missionários católicos que foramacompanhadas de tropas de resgate portuguesas para aprisionarem índios.Estes serviriam em trabalhos escravos nas lavouras ao redor de cidadescomo: Belém, Santarém, Bragança e outras.As bandeiras, durante o século XVIII, partiram de São Paulo,penetraram o território na direção oeste e ultrapassaram os limites deTordesilhas. Essas expedições tinham duplo objetivo: encontrar ouro epedras preciosas e, também, aprisionar índios para vendê-los comoescravos.Ciclo da borrachaNo período de 1870 a 1910, muitos nordestinos se deslocarampara a Amazônia com a finalidade de explorar a borracha. Essesseringueiros ocuparam terras que pertenciam à Bolívia e que foramanexadas ao Brasil, em 1903, formando o Território do Acre.
  • 3. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 5OS FUSOS HORÁRIOS DO BRASILO Brasil possui dois fusos continentais e um oceânico. Osmeridianos que servem de limites entre os fusos horários fazemacomodações para evitar que um estado fique com suas terras em doisfusos.Os Fusos Horários do BrasilFuso MeridianoCentralHora emrelação aLondres (GMT)Abrange1° 30°W - 2 horas Arquipélago de Fernando de Noronha,Atol das Rocas, ilhas de Trindade eMartim Vaz, penedos de São Pedro eSão Paulo.2° 45°W - 3 horas Amapá, Tocantins, Pará - na regiãoNorte; Goiás e Brasília (hora oficial doBrasil) - na região Centro-Oeste; todosos estados das regiões Nordeste,Sudeste e Sul.3° 60°W - 4 horas Roraima, Rondônia, Pará, Amazonas eAcre - na região Norte; Mato Grosso eMato Grosso do Sul, na região Centro-Oeste.AS GRANDES REGIÕES BRASILEIRASA primeira regionalização do Brasil teve como base a natureza. Aspaisagens naturais foram utilizadas para definir as cinco macrorregiõesbrasileiras.A regionalização do espaço geográficoA divisão regional de um espaço geográfico deve apresentar emcada região aspectos que as individualizem e as identifiquem.A divisão extra-oficialUltimamente, uma divisão regional extra oficial vem sendoanalisada por geógrafos como sendo mais adaptada à formação histórica eeconômica do nosso território, que a divisão oficial do IBGE. Ela foielaborada pelo geógrafo Pedro Pinchas Geiger em 1967. Nessa propostade regionalização, o Brasil está dividido em três grandes complexosregionais, definidos com base em conceitos geo-econômico.
  • 4. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 6Nos três grandes complexos: a Amazônia, o Nordeste e o Centro-Sul, os limites não coincidem com os limites políticos e alguns estados têmsuas terras distribuídas em duas regiões.A Amazônia - 5 milhões de km2(58% da áreado Brasil)Corresponde a todo o espaço geográfico da Amazônia legal,portanto, ultrapassa os limites da região Norte. Sua área é composta porquase toda a região Norte e mais, aproximadamente, dois terços doterritório do Mato Grosso, quase a metade oeste do Maranhão e a partenorte do Tocantins.Quando foi elaborada essa proposta regional, a Amazônia aindaestava em processo de ocupação e povoamento, apresentando baixadensidade demográfica e com o predomínio do extrativismo vegetal em suaeconomia. Atualmente o extrativismo vegetal/mineral divide sua participaçãocom a agropecuária e até com a indústria de transformação que seimplantou na Zona Franca de Manaus e no Projeto Grande Carajás.O Nordeste – 1,5 milhão de km2(18% da áreado Brasil)Sua área é quase a mesma da região Nordeste, segundo o IBGE,apresentando apenas duas diferenças: o oeste do estado do Maranhão estána Amazônia e o norte do estado de Minas Gerais faz parte do Nordeste.Concentra quase um terço da população brasileira, mas foi considerada porPedro Geiger como uma "região-problema". Embora tenha mais da metadede suas terras no "Polígono das Secas", os graves problemas que afligem oNordeste são de ordem sócio-econômicas, como: elevadas taxas demortalidade infantil e de analfabetismo, pobreza, fome, subnutrição, eleva-das concentrações da renda e das terras, baixos salários e elevados índicesde desemprego e subemprego.O Centro-Sul - 2 milhões de km2(24% da áreado Brasil)Essa é a área mais desenvolvida do país, correspondendo a todo oespaço geográfico da região Sul, quase todo o Sudeste (menos o norte deMinas Gerais), mais da metade do Centro-Oeste (fora o norte do MatoGrosso) e ainda o sul do estado do Tocantins.Esse espaço regional apresenta as maiores concentrações:industrial, urbana e populacional. O triângulo São Paulo - Rio de Janeiro -Belo Horizonte constitui o maior parque industrial da América Latina. Asmaiores cidades brasileiras, os melhores portos e aeroportos, a melhorinfra-estrutura viária, além de uma agropecuária moderna, estão no Centro-Sul. Mas essa grande riqueza convive com graves problemas urbanos: asfavelas, a alta criminalidade, os altos índices de desemprego e subemprego,além de outros.
  • 5. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 7As grandes regiões GeográficasAs grandes regiões brasileiras apresentam processos decolonização e povoamento diferentes. Cada uma com característicaspróprias que acabaram por definir a situação atual de organização doespaço e desenvolvimento econômico.OS CLIMAS DO BRASILO Brasil é um país tropical e, por isso, tem o predomínio dos climasquentes, com pequena variação de temperatura, duas estações e com aschuvas concentradas no semestre de verão.O climaVárias definições são dadas ao clima, dentre elas está a de MaxSorre: "Clima é a sucessão habitual dos tipos de tempo num determinadolocal da superfície terrestre". Para se chegar com maior segurança àscaracterísticas climáticas de uma região, é necessário analisar ocomportamento atmosférico por longo tempo (30 anos aproximadamente).O tempoÉ o comportamento dos elementos do clima: temperatura,umidade, pressão atmosférica, precipitações atmosféricas (chuva, granizo,neve) e ventos, em um determinado momento.A latitude e sua influência nos climas doBrasilA latitude é o principal fator na distribuição das temperaturas e nasua variação durante o ano. A curvatura d.a superfície terrestre fa2 com queos raios solares toquem as terras próximas da linha do equadorperpendicularmente e, à proporção que vão afastando-se em direção aopólo os raios solares estarão inclinando-se, até chegarem paralelos àsuperfície no pólo,Essa é a razão do maior aquecimento das terras próximas aoequador, com esse aquecimento diminuindo ao se afastar da linhaequatorial.
  • 6. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 8Observação:As temperaturas mais altas estão próximas da linha do equador - baixaslatitudes; enquanto as temperaturas mais baixas estão próximas dos pólos - altaslatitudes.Conclusão: a temperatura apresenta-se inversamente proporcional à latitude, naseguinte proporção - a cada 2°(dois graus) de latitude que aumenta, diminui 1°C(um grau) de temperatura.As latitudes no BrasilO Brasil é um país tropical, pois 92% das suas terras estão entreos dois trópicos, faixa de baixas latitudes. Com isso predominam os climasquentes. Praticamente, só a região Sul está na Zona Temperada, estandoessa parcela do território brasileiro fora da zona de climas quentes.Face à sua posição geográfica, nas terras brasileiras dominamapenas três climas: equatorial, tropical e subtropical, assim distribuídos:• clima equatorial, quente e úmido da Amazônia;• clima tropical, quente, do restante da zona tropical brasileira;• clima subtropical do sul do país, sendo o único que não é quente.A temperatura vai diminuindo do norte para o sul, com o aumentoda latitude. Como a extensão norte/sul é de 4.330km (39° de latitude), existeuma grande variação de temperatura, conforme pode-se comprovar pelatabela e mapa a seguir.Temperaturas normaisCidades LatitudeSulMédiaanualMédia domês maisquenteMédia domês maisfrioAmplitudetérmica1. Belém 1°28 25,6 26,2 (nov) 24,9 (fev) 1,32.Salvador13°24,9 26,3 (mar)23,2(jul/ago)3,13. Rio deJaneiro22°5422,7 25,4 (fev) 20,1 (jul) 5,34. PortoAlegre30°0219,1 24,6 (fev) 13,5 (jun) 11,1A altitude e sua influência nos climas doBrasilA altitude tem influência na distribuição da temperatura e nadistribuição das chuvas.Temperatura do ar - O processo de aquecimento atmosférico érealizado pelo Sol de forma indireta. Os raios solares atravessam os gasesda atmosfera sem alterar a sua temperatura. Quando chegam à superfícieterrestre aquecem suas partes sólidas e líquidas. A Terra irradia para oespaço parte desse calor e com isso aquece os gases da atmosfera, ouseja, o aquecimento se dá de baixo para cima.
  • 7. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 9Observação:Nas terras de baixa altitude a temperatura é mais alta, mas à proporção quea altitude vai aumentando a temperatura vai diminuindo.Conclusão: A temperatura apresenta-se inversamente proporcional à altitude, naseguinte proporção - a cada 180m que aumenta de altitude, diminui 1°C detemperatura.No Brasil predominam as terras baixas e, por esse motivo, ainfluência da altitude é pequena, mas, mesmo assim, as terras de planaltodo Sudeste e do Centro-Oeste dão origem ao clima Tropical de Altitude. Ena região Sul, os planaltos de Santa Catarina e Rio Grande do Sulcolaboram para a queda de neve em cidades como: São Joaquim (SC) eGaribaldi (RS).No mapa e na tabela ao lado você observa a influência da altitudeno clima do Brasil e na temperatura de algumas cidades brasileiras.Cidades Altitudes Latitude Sul Média Térmica AnualVitória Nível do mar 900m 20°19 23.2°CB. Horizonte 19°49 20.7°CSantos (SP) Nível do mar 800m 23°56 22.0°CSão Paulo 23°32 17.6°CFlorianópolis Nível do mar 1.100m 27°35 20.5°CAs massas de ar e suas Influências nosclimas do BrasilAs massas de ar definem o regime de chuvas dos climas.Quando a região climática recebe massas úmidas, ocorrem aschuvas.No Brasil, atuam cinco grandes massas de ar, as quais estãorepresentadas no mapa a seguir.A - Massa Polar Atlântica (MPA): é fria porqueprocede da Zona Glacial e úmida por passarsobre o oceano Atlântico antes de entrar noBrasil.B - Massa Tropical Continental (MTC): équente por se originar na Zona Tropical e a únicaseca devido à sua formação sobre o continente.C - Massa Tropical Atlântica (MTA): é quente,pois se origina na Zona Tropical; é úmida por tersua formação no Oceano Atlântico. É formadorados ventos alísios do sudeste.D - Massa Equatorial Atlântica (MEA): é quentepor ter a sua origem próxima da linha do Equadore úmida devido à sua formação sobre o OceanoAtlântico. Ela entra no Brasil com o nome deventos alísios de nordeste.E - Massa Equatorial Continental (MEC): équente, pois se forma próximo à linha do equadore úmida devido à grande floresta Amazônica e àmaior bacia hidrográfica do mundo "Amazônica".
  • 8. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 10Os climas e suas característicasNo território brasileiro, predominam os climas quentes, comtemperaturas médias anuais superiores a 20°C e regimes de chuvasconcentradas no verão. Os domínios climáticos brasileiros são: o equatorial,o tropical e o subtropical; sendo que o tropical, por influência dos diversosfatores climáticos subdivide-se em cinco climas diferentes. O mapa a seguirapresenta a distribuição dos climas no território brasileiro.As principais características dos climasClima EquatorialA Amazônia é o domínio do clima equatorial. É quente comtemperatura média anual de 25°C, apresentando pequena amplitudetérmica anual, entre 2° a 4°C. As chuvas são abundantes e distribuídas aolongo do ano, sem estação seca definida. Tem o maior índice pluviométricodo Brasil, de 2.000 a 3.000mm de chuvas por ano e apresentando commaior freqüência a chuva de convecção.O ar aquecido dilata-se e sobe. Por este motivo as regiões quentesapresentam baixa pressão atmosférica (zona ciclonal). Quando o ar seeleva, as nuvens elevam-se com ele, saindo da camada de ar quente eentrando em camada de ar frio. O contato com o ar frio transforma a nuvemem água, caindo em forma de chuva. Essas chuvas ocorrem comfreqüência à tarde, são grossas e de curta duração.Clima Subtropical
  • 9. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 11O domínio do clima subtropical é a região Sul. Esse é o nossoclima de zona temperada, sendo, portanto, o único fora da zona de climasquentes. Apresenta as mais baixas médias térmicas anuais (16 a 19°C) e asmaiores variações de temperatura ao longo do ano e, ainda, com a variaçãodas quatro estações.É classificado como clima úmido, registrando índicespluviométricos de 1.200 a 1.500mm e uma regular distribuição das chuvasao longo do ano. Ocorrem geadas e até nevadas nas partes mais altas dorelevo. No inverno, o tipo de chuva mais comum é a frontal.No domínio do clima subtropical, uma massa fria (MPA) avançapara o norte no inverno. O ar frio é mais pesado e se introduz por baixo doar quente empurrando-o para cima. A frente dessa massa fria transforma asnuvens em chuva. Esse tipo de chuva ocorre em quase todo o territóriobrasileiro, sendo mais comum no inverno do clima subtropical.Clima Tropical de AltitudeClima Tropical Semi-áridoO clima tropical semi-árido ocupa o sertão do Nordeste, com umaárea de aproximadamente, 900.000 quilômetros quadrados. Nesse domínio,registram-se as mais elevadas médias térmicas do país, entre 26 a 28°C. Aschuvas são escassas e concentradas nos primeiros meses do ano. Umadas suas principais características é a irregular distribuição das chuvas, notempo e no espaço.
  • 10. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 12Polígono das SecasÉ nesse domínio climático onde se registram as secas. Aprobabilidade de um período de chuvas excessivas, com inundações é igualao de ausência de chuvas, com ocorrência de seca. Nos anos normais oíndice pluviométrico é de 750 a 1200mm.Clima Tropical com chuvas de verãoO clima tropical com chuvas de verão tem duas estações bemdefinidas, com as chuvas concentradas na semestre da verão, .ou seja, deoutubro a março. Durante a verão, três massas úmidas: MEC (EquatorialContinental), proveniente da Amazônia, e MEA e MTA (Equatorial Atlânticae Tropical Atlântica), ambas originadas no Oceano Atlântico, provocamchuvas abundantes, registrando um índice pluviométrico de 1.200 a1.600mm. É um clima quente com temperaturas de 22 a 24°C e pequenaamplitude térmica anual.Clima Tropical com chuvas de InvernoA área de domínio do clima tropical com chuvas de inverno é afaixa litorânea oriental do Nordeste, estendendo-se do Estado do RioGrande do Norte até o Recôncavo Baiano.É um clima quente, com médias térmicas anuais elevadas epequena amplitude térmica anual. Suas chuvas estão concentradas nosmeses de março até agosto, período de influência das massas de ar: PolarAtlântica e Tropical Atlântica, esta última chega nessa área com o nome deventos alísios de sudeste.O clima aliado ao solo de massapê favoreceu ao desenvolvimentoda cultura canavieira, sendo o palco do ciclo do açúcar e até hoje é odomínio de grandes propriedades com culturas de cana-de-açúcar e asusinas de açúcar e álcool.Clima Tropical Sempre-úmido
  • 11. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 13O clima tropical sempre úmido ocupa a faixa litorânea sul doEstado da Bahia e o norte do Estado do Espírito Santo. Apresenta médiastérmicas anuais elevadas e pequenas amplitudes térmicas ao longo do ano.O regime pluviométrico caracteriza-se por registrar chuvasabundantes, distribuídas ao longo do ano, sem estação seca definida. Asemelhança com o clima equatorial favoreceu à transferência do cacau,planta nativa da Amazônia. Atualmente a cultura do cacau para exportaçãoconcentra-se nessa região climática, com mais de 90% da produçãonacional.AS PAISAGENS VEGETAIS DO BRASILA vegetação é a mais forte expressão da vida. É o principalelemento dos diversos ecossistemas, sendo fundamental para asobrevivência de inúmeros outros seres vivos.Infelizmente é o primeiro componente da paisagem natural que ohomem altera e destrói, provocando a quebrado equilíbrio ecológico, comgraves conseqüências para o meio ambiente.e para a própria humanidade.Existe um estreito relacionamento entre o clima e a vegetação, aoponto de se dizer que a vegetação é o espelho do clima. Ela reflete, comose fosse um espelho, as características climáticas regionais.A desertificação consiste na diminuição da capacidade produtivado solo. É um processo que se concretiza transformando ambientesnaturais frágeis - semi-áridos - em desertos com a ajuda do homem. Odesmatamento é a principal ação humana no processo de desertificação.As principais paisagens vegetaisNo mapa, a seguir, apresentamos as principais paisagens vegetaisdo Brasil, nas suas condições e localizações originais. Lembramos que to-dos esses quadros botânicos apresentam-se bastante alterados, naatualidade.VegetaçãoO Brasil apresenta uma grande variedade de paisagens vegetais, porsua grande xtensão territorial e pela influência de vários fatores: clima, solo,relevo, fauna e ação humana.Formações florestaisOriginalmente eram as predominantes em nosso território, tendo sofridoao longo dos tempos intensa devastação, o que levou largas áreas,principalmente próximas ao litoral, a perder quase totalmente sua coberturaoriginal. É o caso do estado de São Paulo, que hoje não chega a ter 3% doseu território ocupado por vegetação florestal nativa. As principaisformações vegetais do território brasileiro são:
  • 12. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 14Floresta Latifoliada Equatorial (pluvial)Trata-se da Floresta Amazônica, batizada de Hiléia por Humboldt.É a maior floresta úmida do mundo em variedade e quantidade deespécies vegetais. Cobre uma área superior a 6 milhões de km2, dos quaiscerca de 4 milhões em território brasileiro. Sua vegetação predominante édo tipo higrófita, heterogênea, densa e latifoliada (vegetais com folhaslargas).Floresta Latifoliada TropicalOriginalmente ocupava toda área do litoral brasileiro. Era estreita noNordeste, alargava-se no Sudeste, e no Sul voltava a se estreitar.Composta por inúmeras espécies, de vegetação bastante densa (menosque a Floresta Latifoliada Equatorial), foi intensamente devastada pelalógica de ocupação do espaço adotada ao longo da história econômica dopaís.Floresta Subtropical (araucária)Também conhecida como Mata dos Pinhais, é mais aberta ehomogênea que as duas formações mencionadas anteriormente. É formadaprincipalmente pela Araucária Angustifolia, espécie de pinheiro, e poralgumas espécies associadas, incluindo as do tipo latifoliada, como aImbuia, Canela, Cedro etc. Originalmente ocupava os planaltos de climatropical de altitude em São Paulo e Paraná, até as áreas de climasubtropical do Rio Grande do Sul.Formações herbáceasComo principais exemplos deste tipo de formação vegetal temos:Campos ou PradariasPredominam espécies rasteiras do tipo gramínea, caracterizada porpequenos arbustos espalhados pelo terreno. Quando grandes áreas doterreno são cobertas pelo tipo de vegetação predominantemente deespécies gramíneas, tem-se a formação de campos limpos; quandoaparecem arbustos, trata-se de campos sujos. Cobrem os Pampas noestado do Rio Grande do Sul (Campanha Gaúcha), o sul do estado do MatoGrosso do Sul áreas elevadas da Serra da Mantiqueira no sul do estado deMinas Gerais, principalmente.CerradoTrata-se de vegetação predominantemente arbustiva, encontrada emquase todo Brasil Central, cobrindo particularmente o Planalto Central. Seusarbustos de galhos retorcidos podem aparecer espalhados ou emformações campactas.CaatingaVegetação típica do semi-árido nordestino, formada por espéciesxerófitas, representada pelas espécies de cactáceas e bromeliáceas(mandacaru, xique-xique, facheiro, por exemplo). Há ainda no territóriobrasileiro duas outras importantesFormações ComplexasComplexo do PantanalVegetação que cobre toda a planície do Pantanal Matogrossense,caracterizada por uma vegetal heterogênea, contendo extensas áreas deflorestas tropicais entremeadas por formações herbáceas e arbustivas.
  • 13. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 15Mata de CocaisÈ formada por duas palmeiras de grande valor econômico, O Babaçu ea Carnaúba, sendo uma vegetação de transição entre a floresta amazônica,os cerrados e a caatingaFormação LitorâneaRepresentada pelo mangue, é uma paisagem vegetal típica de litorais tropicais comoo nosso. Ocorre em terrenos baixos que sofrem a ação das marés ou da águasalobra. Suas espécies vegetais são geralmente arbustivas, adaptadas a ambientesde grande umidade (higrófitos) e grande acidez (halófilo).A ESTRUTURA GEOLÓGICA BRASILEIRAPlacas tectônicas e áreas de grandes terremotosEstabilidade tectônicaA situação geológica atual do território brasileiro apresenta umagrande e tranqüila estabilidade tectônica. Os terremotos e as erupçõesvulcânicas, que são manifestações bruscas e violentas da crosta terrestre,acontecem nas bordas das placas tectônicas e nas suas proximidades.Essas placas deslocam-se entrando em choque ou afastando-se de outrase, em ambos os casos, ocorrem terremotos e erupções vulcânicas.O Brasil se encontra no meio da placa sul-americana, portantoafastado das zonas de perturbações tectônicas. No nosso território nãoexistem vulcões registrando-se, apenas, pequenos tremores, resultados deacomodações de rochas ou quando é atingido pelo final das ondas devibrações dos terremotos do meio do Atlântico Sul.Geologia do BrasilO território brasileiro apresenta uma estrutura geológica muitoantiga com escudos cristalinos datados da Era Pré-Cambriana, baciassedimentares formadas em várias eras geológicas e alguns capeamentosvulcânicos, resultantes de manifestações na Era Mesozóica. Aqui não se re-gistraram os dobramentos modernos que deram origem às cadeias demontanhas na Era Cenozóica Terciária.No mapa, a seguir, apresentamos as diversas estruturas geológicas do Brasil.Formação da estrutura geológica brasileira através das ErasComplexo cristalino brasileiroA estrutura cristalina é a mais antiga da crosta terrestre.Constituída por rochas magmáticas e metamórficas, solidificou-se nas erasarqueozóica e proterozóica:
  • 14. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 16• Os terrenos arqueozóicos ocupam, aproximadamente, 32% da superfíciebrasileira. Apresentam-se bastante desgastados pela erosão, formandoplanaltos de baixas altitudes.• Os terrenos proterozóicos, ou algonquianos, correspondem a,aproximadamente, 4% da área do Brasil. Os minerais que se formaram nointerior da Terra vieram para a superfície e se solidificaram juntos com asformações proterozóicas. Portanto, são as áreas do país mais ricas emminerais. É o caso das reservas de ferro e manganês do QuadriláteroFerrífero (MG); Serra dos Carajás (PA); Maciço de Urucum (MS), também doouro na Serra Pelada (PA), além da bauxita do Vale das trombetas (PA);Serra dos Carajás (PA) e ainda da casiterita no Vale do Candeias (RO) e ou-tros mais como cobre, chumbo, níquel, prata, zinco etc .As bacias sedimenlaresAs bacias sedimentares se formaram com a deposição de sedimentosnas áreas deprimidas, ou nos antigos mares, constituídas de rochassedimentares formando camadas ou estratos a partir da era paleozóica eprolongando-se pelas eras mesozóica e cenozóica. Cobrem, atualmente,64% do território brasileiro.Esse processo de sedimentação cobriu imensas áreas com osseres vivos nelas existentes. Quando os seres vivos são aterrados eperdem contato com a atmosfera, podem se transformar em fósseis e estes,se transformar nos minerais fósseis: carvão mineral, petróleo, xistobetuminoso.Nessa estrutura geológica, podem ser encontradas reservas depetróleo como nas bacias: Litorânea e do Recôncavo Baiano, ou ainda ocarvão mineral da região Sul, como a do Vale do Tubarão (SC), ou mesmodo xisto betuminoso da Formação de Irati (de SP até RS).Antigas classificação do relevoA nova classificação do relevo brasileiro (De: Jurandir L. S. Ross)A atual classificação e distribuição do relevo brasileiro foi elaboradapelo Prof. Jurandir L. S. Ross e uma equipe de professores da USP Com autilização de tecnologia moderna: a aerofotogrametria, que consiste emfotografia aérea, com um radar instalado no avião, essa equipe elaborou umrninuncioso levantamento topográfico do território brasileiro .O relevo brasileiro caracterizava-se pela formação geológica muitoantiga, pois os agentes internos apresentaram ação intensa nas primeiraseras geológicas. A partir da era paleozóica ocorreu intenso processo deerosão e intemperismo, rebaixando as áreas mais altas e aterrando as maisbaixas, aplainando o relevo. Isso é o responsável pelas baixas altitudes e asformas suaves e arredondadas que caracterizam as terras brasileiras.
  • 15. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 17A classificação de Jurandir Ross distingue três unidades de relevo:os planaltos, as depressões e as planícies. Na distribuição, foramidentificadas 28 unidades que estão apresentadas no mapa a seguir.OBSERVAÇÃOPara definir a nova classificação do relevo brasileiro dois fatores foramutilizados pelo prof. Jurandir Ross e geógrafos da USP: o fator estrutural e ofator escultural.• O fator estrutural- o tipo e a origem das rochas constituempredominantemente cada unidade, ou seja, a estrutura geológica .• O fator escultural - a forma ou tipo do relevo, serras, chapadas, cuestas etc.,que é o resultado da ação dos agentes internos e externos.DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS BRASILEIROSOs diversos elementos que compõem a natureza apresentam-seinterligados formando um conjunto chamado domínio morfoclimático oudomínio natural. Embora as mudanças no quadro natural ocorramlentamente, a natureza tem caráter dinâmico.Os limites dos elementos naturais (clima, solo, vegetação, relevo ehidrografia) não coincidem e, por isso, a delimitação dos domíniosmorfoclimáticos não é muito clara. Nas áreas de contato entre dois domí-nios, as características naturais se misturam, constituindo as faixas ouzonas de transição.No mapa, a seguir, está a distribuição territorial dos grandesdomínios morfoclimáticos brasileiros.As principais característicasAmazônico - O clima equatorial, quente e úmido, com chuvasabundantes ao longo do ano, condiciona o predomínio do intemperismoquímico, com solos profundos e lixiviados. A floresta Amazônica (hetero-gênea e latifoliada) é um dos mais ricos ecossistemas do planeta. Oprocesso de desmatamento empreendido nas últimas décadas épreocupante e pode trazer danos irreversíveis à região. A bacia Amazônicaé a mais extensa do mundo com, inclusive, o mais volumoso e extenso rio
  • 16. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 18do planeta (o Amazonas). O relevo é constituído de terras baixas, complanícies e depressões no centro e ao norte e ao sul planaltos de baixasaltitudes.Cerrado - Clima tropical quente e úmido, com duas estações definidase as chuvas concentradas nos seis meses do verão. Os planaltos e asdepressões sedimentares, com chapadas e chapadões caracterizam orelevo. A vegetação dominante é o cerrado (arbustiva e herbácea), mas nosvales dos rios encontram-se as matas galerias ou ciliares. Os solos sofremo processo de laterização, apresentando elevada acidez que é corrigidapela calagem.Mares de morros O clima tropical e úmido promoveu intensa erosãonas elevações dos planaltos e serras cristalinas do Atlântico Leste-Sudeste,transformando-as numa sucessão de morros de cumes arredondados. Afloresta Atlântica que revestia essa região foi quase totalmente destruídapelo homem.Caatinga - O clima tropical semi-árido e a vegetação caatinga ocupamo mesmo espaço geográfico (Sertão nordestino). Predomina a depressãodelimitada por planaltos e chapadas. A vegetação xerófila é adaptada àsemi-aridez do clima. A baixa pluviosidade condiciona solos rasos e os riossão intermitentes. Essa área é sujeita a processos de desertificação.Araucária - Ocupa os planaltos sedimentares-basálticos da bacia doParaná, com elevações do tipo cuesta. O clima subtropical tem as quatroestações do ano e apresenta um inverno frio. A Floresta Araucária ou Matados Pinhais (aciculifoliada) que revestia essa região foi quase todadevastada pela ação humana.Pradaria - Constituída de terras baixas com elevações onduladaschamadas de coxilhas. Esse domínio é conhecido, também, como Campa-nha Gaúcha. A vegetação herbácea campestre recobre essa área. Aprincipal atividade econômica é a pecuária extensiva. Mas a pecuária e amonocultura excessivas podem aumentar a erosão e até dar início a umprocesso de desertificação.OBSERVAÇÃOLixiviação – Ocorre em região de muita chuva. Consiste na lavagemdo solo pela água da chuva, retirando elementos importantes eprejudicando-o para o uso na agricultura.Laterização – É comum em região de clima com duas estações bemdefinidas. No período das chuvas, o solo fica encharcado e, no período daestiagem, a evaporação traz para a superfície elementos ricos em ferro ealumínio, formando-se uma crosta ferruginosa.
  • 17. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 19HIDROGRAFIA BRASILEIRABacias hidrográficasO território brasileiro é dividido em seis grandes baciashidrográficas e uma grande quantidade de bacias menores denominadas desecundárias.As grandes bacias hidrográficas são: Amazônica; Tocantins-Araguaia; do São Francisco; do Paraguai; do Paraná e do Uruguai,Brasil: bacias hidrográficasBacias Área em: mil km2Potencial hidrelétrico(MW)PrimáriasAmazônicaParaná e ParaguaiTocantins-AraguaiaSão FranciscoUruguai39041220814645178105,559,628,319,717,1SecundáriasDo Norte e Nordeste*Do LesteDo Sul-SudesteTotais99057222485473,115,26,5255,00Aproveitamento econômico dos rios brasileirosNavegaçãoO rio de planície corre em terras planas e baixas, nãoapresentando cachoeira ou corredeira e, assim, suas águas são calmas elentas. Por esse motivo apresenta as melhores condições naturais para oaproveitamento pela navegação.Bacia Amazônica - o grande destaqueA bacia hidrográfica Amazônica, com seus rios de planície ede grande caudal, desempenha um notável papel como meio de transporte,de comunicação e de organização do espaço regional. Em territóriobrasileiro o rio Amazonas percorre cerca de 3.200km, sofrendo um desnívelmínimo de 82 metros, sem apresentar cachoeiras ou mesmo corredeiras.Isso significa que as suas condições naturais são excelentes, permitindo
  • 18. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 20ampla navegação, podendo receber navios de grande porte que chegam aoPorto de Manaus, distante do litoral (foz) 1700km.Nessa bacia estão vários rios de grande extensão e bastantevolumosos, predominando os de planície, com aproximadamente 20.000kmde vias navegáveis só em território brasileiro .Bacia do ParaguaiO rio Paraguai é típico de planície em toda sua extensão,apresentando excelentes condições para a navegação. Ele atravessa oPantanal Mato-grossense e com seus afluentes provoca a inundação dessaárea no verão. Serve como via de transporte para os minérios (ferro emanganês) extraídos do Maciço de Urucum. O embarque é feito no seuprincipal porto: Corumbá (MS).Bacia do ParanáA bacia do Paraná possui elevado potencial hidráulico e, porisso, tem grande destaque na produção de energia elétrica. Mas com aconstrução de eclusas, como as de Jupiá e Três Irmãos, formou-se umaimportante hidrovia de 2.400km de extensão, que integra a região Centro-Sul do Brasil aos países Paraguai, Argentina e Uruguai. Devido à grandeimportância que representa no transporte e comercialização de produtosdesses quatro países, ela foi denominada de hidrovia do Mercosul.Bacia do São FranciscoO rio São Francisco é planáltico, com várias quedas dáguaaproveitadas na produção de energia elétrica. Mas apresenta-se navegávelno trecho entre Pirapora (MG) e Juazeiro (BA) / Petrolina (PE), com1.370km de extensão. Nesse trecho encontra-se a barragem deSobradinho, que não interrompeu a navegação graças à construção de umaeclusa.IrrigaçãoO rio que atravessa uma região árida, ou semi-árida, pode ter suaságuas aproveitadas para complementar ou substituir as chuvas, através dairrigação.O rio São Francisco é o único que atravessa grande extensão doSertão semi-árido (Minas Gerais e Bahia) sem secar. Suas águas sãoutilizadas pela população ribeirinha para pequenas culturas e para a criaçãode gado. Com o lago formado pela represa de Sobradinho (BA), foraminstalados grandes projetos de cultura irrigada.No Brasil, a área que mais necessita de irrigação é o Sertão semi-árido do Nordeste, mas sua área irrigada representa, apenas, 20% dos 2milhões de hectares irrigados em todo o país.
  • 19. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 21POPULAÇÃO BRASILEIRA E MUNDIALTEORIAS DEMOGRÁFICAS1- Lei de Malthus ou MalthusianismoNo final do século XVIII, o pastor anglicano Thomas Robert Malthus,laçou sua famosa teoria, segundo a qual a razão para a existência damiséria e das enfermidades sociais, seria o descompasso entre: acapacidade de produção de alimentos, que se daria numa progressãoaritmética (1,2,3,4,5), em relação ao crescimento populacional que se darianuma progressão geométrica (1,2,4,8,16).Malthus chegou a propor que só deveriam Ter filhos aqueles quepudessem criar, e que os pobres em decorrência disso deveriam se absterdo sexo. Além disso, defendia a tese de que o estado não deveria darassistência a saúde das populações pobres. Para ele, se não acontecessem"obstáculos positivos", como guerras, epidemias, que causassem grandemortandade, o desequilíbrio entre a produção de alimentos e o crescimentopopulacional, geraria o caos total.Malthus errou, pois a tecnologia possibilitou um aumento exponencialna produção de alimentos que hoje são produzidos a taxas superiores as docrescimento populacional, além disso, temos verificado uma tendência aestabilização do crescimento populacional nos países desenvolvidos, alémde uma desaceleração do crescimento em grande parte dos paísessubdesenvolvidos, especialmente nas últimas décadas.Com isso podemos concluir que, se há fome no mundo e no Brasil hoje,isso não se deve a falta de alimentos ou ao excesso de pessoas, mas a mádistribuição e destinação dos mesmos.2- NeomalthusianismoNo pós 2ª Guerra Mundial, o crescimento populacional acelerado nospaíses subdesenvolvidos, fez despertarem os adeptos de Malthuschamados de neomalthusianos.Segundo eles, a pobreza e o subdesenvolvimento seriam gerados pelogrande crescimento populacional, e em virtude disso seriam necessáriasdrásticas políticas de controle de natalidade, que se dariam através dofamoso e bastante difundido, "planejamento familiar". Muitos paísessubdesenvolvidos adotaram essas políticas anti-natalistas, mas comexceção da China onde a natalidade caiu pela metade em quarenta anosnos outros praticamente não surtiu efeito.Hoje em dia existem também os chamados ecomalthusianos, quedefendem a tese de que o rápido crescimento populacional geraria enormepressão sobre os recursos naturais, e por conseqüência sérios riscos para ofuturo.No Brasil nunca chegou a acontecer um controle de natalidade rígidopor parte do estado nacional, mas a partir da década de 70 o governobrasileiro passou a apoiar programas desenvolvidos por entidades nacionaise estrangeiras como a Fundação Ford, que visavam o controle denatalidade no país.3- Reformistas ou marxistasDiferentemente do que defendem os neomalthusianos, os demógrafosmarxistas, consideram que é a própria miséria a responsável pelo aceleradocrescimento populacional. E por conta disso, defendem reformas de carátersócio-econômico que possibilitem a melhoria do padrão de vida daspopulações dos países subdesenvolvidos, segundo eles isso traria porconseqüência o planejamento familiar espontâneo, e com isso a redução
  • 20. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 22das taxas de natalidade e crescimento vegetativo, como ocorreu em váriospaíses hoje desenvolvidos.4- Crescimento PopulacionalO primeiro recenseamento oficial da população brasileira foi realizadosomente em 1872. Antes desta data, só existiam estimativas, não muitoprecisas, a respeito da população.A partir de 1872, foi possível ter-se um melhor controle e conhecimentoa respeito da evolução do crescimento populacional.O crescimento vegetativo ou crescimento natural da população é adiferença entre as taxas de natalidade e de mortalidade, ou seja:Observa-se uma redução da natalidade, a partir de 1872. Essaredução, embora lenta, foi provocada por diversos fatores, comourbanização, elevação do padrão socioeconômico da população,casamentos mais tardios e maior adoção de métodos anticoncepcionais.A taxa de mortalidade, embora tenha sido bastante elevada até adécada de 30, sofreu forte redução a partir de 1940 (2o Guerra Mundial). Aredução acentuada da mortalidade, após 1940,deve-se a fatores como oprogresso da Medicina e da Bioquímica (antibióticos, vacinas), melhoria daassistência médico-hospitalar, das condições higiênico-sanitárias eurbanização da populaçãoA mortalidade infantil continua sendo bastante elevada no Brasil.situando-se em torno de 50 por mil em 1990.
  • 21. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 23Estrutura etária e formação da população1. Estrutura etária da populaçãoO Brasil sempre foi considerado um país jovem. No entanto, de acordocom o último censo, realizado em 1991, o perfil etário da população temapresentado mudanças. A taxa de natalidade está se reduzindo de maneirasignificativa nos últimos anos e isto apresenta reflexo imediato naconstrução da pirâmide etária.O Brasil é considerado um país subdesenvolvido e, como tal, sempreapresentou a pirâmide com base larga e ápice estreito. Mas, de acordo como censo de 91, houve uma mudança deste quadro, pois a população adultapassou a predominar em relação à jovem. Caracteriza, assim, umatransição demográfica.Este fenômeno ocorreu porque o Brasil passou a ser um país urbano-industrial e nestas condições as taxas de natalidade são naturalmente maisbaixas.2. Estrutura por sexosO Brasil, bem como a maioria dos países ocidentais, apresenta umligeiro predomínio de mulheres. Nos estados nordestinos, onde a saída dapopulação masculina é bem mais acentuada, encontramos predomínio
  • 22. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 24feminino, enquanto nos estados de migrações recentes da região centro-oeste e norte há o predomínio de homens. A maior participação dapopulação feminina ocorre em atividades sociais e de prestação deserviços. Nestas áreas, a participação feminina chega a superar amasculina.A região de maior participação da população feminina na populaçãoeconomicamente ativa é a Sudeste.População economicamente ativa - PEADentre os aspectos relevantes que caracterizam a estrutura de umapopulação, ressaltam-se, pela sua influência no desenvolvimento do País,as atividades principais exercidas pela população.Segundo um critério hoje universalmente aceito, agrupamos asatividades humanas em três classes principais, assim denominadas:- Setor Primário: agricultura, pecuária, silvicultura e pesca;- Setor Secundário: indústria de transformação; construção civil e extrativa minerais- Setor Terciário: comércio, serviços e profissões liberais.A população ativa no Brasil, em 2008, era de 53%, o que, conjugado aobaixo nível tecnológico dos diversos setores de atividades, acarreta umbaixo nível de produção econômica.IDHDesde 1990, os relatórios divulgados pela Organização das NaçõesUnidas (ONU) nos permitem realizar algumas comparações entre aqualidade de vida da população dos diversos países do planeta utilizando oÍndice de Desenvolvimento Humano (IDH). Este índice reflete as condiçõesde três variáveis básicas para uma boa qualidade de vida: a expectativa devida ao nascer, a escolaridade e o Produto Interno Bruto per capita. Veja oque significam essas variáveis:* Expectativa de vida ao nascer – se a população apresenta umaexpectativa de vida elevada, isto indica que as condições de saneamentobásico, alimentação, assistência médico-hospitalar e moradia são boas,além de haver o acesso a um meio ambiente saudável.* Escolaridade – quanto maior o índice de escolarização da população,melhor o nível de desenvolvimento, exercício da cidadania, produtividade dotrabalho etc.* Produto Interno Bruto per capita – o Produto Interno Bruto (PIB) é asoma de tudo o que foi produzido pela economia de um país no período deum ano. O PIB de um país dividido por sua população corresponde à rendaper capita, que é o valor que caberia, em média, a cada pessoa.No cálculo do IDH, o PIB é ajustado ao poder de compra da moedanacional, porque os gastos com alimentação, saúde e moradia variam muitode um país para outro.Essas três variáveis são expressas em uma escala que varia de 0,0 a1,0: quanto mais baixo o índice, piores são as condições de vida; quantomais próximo de 1,0, mais elevada é a qualidade de vida da população emgeral.Brasil: distribuição da população ativa por setores de atividade (%)Setor 1940 1950 1960 1970 1980 2006Primário 70,2 60,7 54,0 44,2 29,0 22,5Secundário 10,0 13,1 12,7 17,8 25,0 23,0
  • 23. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 25MOVIMENTOS MIGRATÓRIOS INTERNOS1. Os principais movimentos migratórios ocorridos no Brasil foram:a) Migração de nordestinos da Zona da Mata para o sertão, séculos XVIe XVII (gado);b) Migrações de nordestinos e paulistas para Minas Gerais, século XVIII(ouro);c) Migração de mineiros para São Paulo, século XIX (café);d) Migração de nordestinos para a Amazônia, século XIX (borracha);e) Migração de nordestinos para Goiás, década de 50 (construção deBrasília); ef) Migrações de sulistas para Rondônia e Mato Grosso (década de 70).2. Migração de campo-cidade ou êxodo rural3. Migrações diáriasPodemos citar outros fluxos migratórios internos pela suatemporariedade, apresentando ritmos, dimensões e objetivos variados e quesão chamados migrações pendulares.Os principais são:> Deslocamentos dos Bóias-Frias Morando na cidade dirigem-sediariamente às fazendas para trabalhos agrícolas, conforme asnecessidades dos fazendeiros. Trata-se de um movimento urbano-rural.> Deslocamentos dos Habitantes de Cidades-Dormitórios> Movimentos pendulares diários inconstantes dos núcleosresidenciais periféricos em direção aos centros industriais empurra otrabalhador para longe do seu trabalho, obrigando-o a se utilizar de,transporte coletivo, na maior parte precário ou insuficiente paraatender ao enorme fluxo populacional.3. Imigração no BrasilFatores favoráveis à imigraçãoEntre os vários fatores favoráveis à imigração, podemos citar os seguintes:• Grande extensão do território e escassez de população;• Desenvolvimento da cultura cafeeira no Planalto Paulista, que passou aexigir numerosa mão-de-obra;
  • 24. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 26• Dificuldades em se obter escravos africanos após a extinção do tráfico(1850);Abolição da escravatura (13/5/1888);• Custeio dos gastos de transporte do imigrante pelo governo;• Crise econômica na Itália, Alemanha e Espanha, caracterizada pelodesemprego, estimulando o fluxo imigratório para o Brasil.Fatores desfavoráveis à imigraçãoEntre os fatores desfavoráveis, podemos citar os seguintes:• Tropicalidade do país, em contraste com os países de emigração, que são,em geral, de clima temperado;• Falta de uma firme política de colonização e imigração;• Falta de garantias para os que aqui chegavam como imigrantes;• Obrigatoriedade, por parte do imigrante, de pagar o financiamento daviagem.Fatores que motivaram a imigração para o sudeste e sul• Natureza climática dessas regiões, por terem favorecido a instalação doseuropeus; desenvolvimento da cultura cafeeira, principalmente em SãoPaulo;• Colonização de povoamento, desenvolvida no Sul do país principalmente;• Desenvolvimento econômico ocorrido anós 1850.Grupos de imigrantes1. Japoneses 2. Italianos3. Espanhóis 4. Portugueses5. Alemães 6. Eslavos7. Turcos e árabesClassificação das Cidades Quanto à OrigemCidades espontâneas ou naturaisAquelas que surgiram naturalmente, a partir da expansão de antigoshábitats rurais aglomerados nas diversas fases do desenvolvimento daeconomia brasileira:Cidades planejadas ou artificiaisCriadas a partir de um plano previamente estabelecido. No Brasil,temos:Teresina (PI) 1851, Aracaju (SE) 1858, Belo Horizonte (MG) 1898,Goiânia (GO) 1937, Brasília (DF) 1960 Palmas (TO) 1990Classificação das Cidades quanto à Hierarquia Urbana
  • 25. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 27QUESTÃO AGRÁRIA BRASILEIRAA origem da péssima distribuição de terras no País está em seu passado colonialde exploração, articulado inicialmente por Portugal. Os primeiros latifúndios foram àscapitanias hereditárias, que inseriram o Brasil no sistema colonial mercantilista.Portanto, desde o início, o País mostrava sua tendência latifundiária, notadamenteexemplificada pelo sistema de plantation, com a cana-de-açúcar no litoral nordestino.O grande marco histórico foi a Lei das Terras, de 1850, que praticamenteinstituiu a propriedade privada da terra no Brasil, determinando que as terraspúblicas ou devolutas só podiam ser adquiridas por meio de compra favorecendo osabastados proprietários rurais.2. Classificação dos Imóveis Rurais• Módulo rural: área explorável que, em determinada posição do País, édireta e pessoalmente explorada por um conjunto familiar equivalente aquatro pessoas, correspondendo a mil jornadas anuais. O módulo rural variaconforme o desenvolvimento da região, sendo menor quanto maior odesenvolvimento.• Empresa Rural: Propriedade com área de 600 módulos rurais regionais,mas que possua 50% de sua área efetivamente explorada• Minifúndio: será todo o imóvel com área explorável inferior ao módulorural fixado para a respectiva região e tipos de exploração nela ocorrentes.• Latifúndio por dimensão: será todo o imóvel com área superior a 600vezes o módulo rural médio fixado para a respectiva região e tipos deexploração nelas ocorrente.• Latifúndio por exploração: será todo o imóvel cuja dimensão nãoexceda aquela admitida como máxima para empresa rural, tendo área igualou superior à dimensão do módulo da região, mas que seja mantidainexplorada em relação às possibilidades físicas, econômicas e sociais domeio, com fins expeculativos, ou que seja deficiente, ou inadequadamenteexplorada de modo a vedar-Ihe a classificação como empresa rural.3. Subutilização do Espaço RuralConflitos no CampoOs conflitos sociais no campo brasileiro decorrem de um histórico processo deespoliação e expropriação do campesinato. A extrema concentração fundiáriademonstra o desprezo do grande capital para com o camponês e é representada pelonúmero reduzido de proprietários, concentrando imensa área e, por outro lado, umgrande número de pequenos proprietários com terras insuficientes para o sustentode suas famílias.
  • 26. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 281. Personagens• Bóia-fria: essa denominação decorre do fato de tais trabalhadores comeremfria a refeição que levam de casa, pois no local de trabalho não existem instalaçõespara esquentar a comida. O nome correto do trabalhador diarista é volante ouassalariado temporário; ele reside normalmente nas cidades e trabalha no campo,em geral nas colheitas. Esse tipo de trabalhador teve crescimento numérico, devido àmecanização no cultivo de certos produtos, o que diminuiu a necessidade de mão-de-obra no cultivo, mas aumentou na época da colheita.• Posseiro: indivíduo que se apossa de uma terra que não lhepertence, geralmente plantando para o sustento familiar.• Grileiro: indivíduo que falsifica títulos de propriedade, para vendê-loscomo se fossem autênticos, ou para explorar a terra alheia.• Parceiros: pessoas que trabalham numa parte das terras de umproprietário, pagando a este com uma parcela da produção que obtêm ,ficando com metade (meeiros) ou com a terça parte (terceiros).• Arrendatários: pessoas que arrendam ou alugam a terra e pagam aoproprietário em dinheiro.• Peões: surgiram na década de 1970, com as fronteiras agrícolas emdireção ao norte. São contratados fora da Amazônia, em geral no Nordeste,pelos intermediários (“gatos”), que iludem esses trabalhadores e, por causade dívida por alimentação nos armazéns dos latifúndios, são escravizados,sendo impedidos de deixar o serviço.Problemas AmbientaisA poluição atmosféricaA queima de combustíveis fósseis, notadamente do carvão minerale dos derivados de petróleo, produz grandes quantidades de dióxido decarbono (C02), o principal fator da poluição do ar.Só em 1996, por exemplo, foram lançados na atmosfera terrestrequase 24 bilhões de toneladas desse gás. Desse total, 5,3 bilhões (mais de22%) foram produzidos pelos Estados Unidos.Esse problema da qualidade do ar é antigo: já nas primeiras fasesda Revolução Industrial, na Inglaterra, muitos trabalhadores denunciavamas péssimas condições do ar que respiravam. Hoje a fiscalização dasindústrias é mais rígida, mas mesmo assim muitas fábricas ainda nãoinstalaram filtros que controlem a poluição.A chuva ácida
  • 27. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 29O buraco na camada de ozônioO agravamento do efeito estufaGraves problemas atmosféricos urbanosA inversão térmicaAs ilhas de calor
  • 28. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 30A questão da águaEm grande quantidade, o lançamento de lixo orgânico nas águastambém gera a proliferação de microrganismos e de algas.A maré vermelha, por exemplo, forma-se por meio do crescimentoexagerado de algas marinhas, superalimentadas pelo material orgânico quecompõe o lixo doméstico e por nutrientes, como o nitrato e o fósforo,presentes em fertilizantes. Trata-se de um fenômeno perigoso, já queimpede a passagem da luz e libera substâncias tóxicas, pondo em risco asobrevivência de quase todas as espécies aquáticas.Os recursos hídricos também são contaminados pelas atividadesagrícolas praticadas sem programas de sustentabilidade ambienta!. Nessescasos lançam-se pesticidas nos plantios de forma descontrolada, e estessão levados aos rios pelas enxurradas: a agricultura é responsável por 90%dos resíduos tóxicos encontrados na água.A questão do lixoA produção de resíduos representa um problema desde que ohomem abandonou a vida nômade e tornou-se sedentário. Diariamente,milhões de toneladas de lixo são lançadas no ambiente, colocando em riscoo equilíbrio da natureza e a qualidade de vida do homem.A prática de depositar resíduos ao ar livre, isto é, lançá-los emcursos dágua, descartá-los em terrenos baldios, bem como usar o fogopara eliminar restos inaproveitáveis, teve início nas civilizações antigas, emque o método de lidar com os resíduos consistia em depositar bem longe osrestos da atividade humana. Essa solução vigorou por longo tempo, até ficarevidente que o crescimento da população e do consumo levaram ahumanidade a uma enorme produção de resíduos, que causam poluiçãoquando são depositados de forma inadequada no ambiente.O que é desenvolvimento sustentávelO desenvolvimento sustentável pretende criar um modeloeconômico capaz de gerar riqueza e bem-estar e, ao mesmo tempo,promover a coesão social e impedir a destruição da natureza.Por isso coloca na berlinda o modelo de produção e consumoocidentais, que ameaça o equilíbrio do planeta.O desenvolvimento sustentável abrange os aspectos econômico(crescimento do Terceiro Mundo), social (integração e solidariedade entreos hemisférios Norte e Sul) e de ambiente (preservação dos bens mundiaisde todos e regeneração dos recursos naturais). Além disso, se preocupacom os problemas a longo prazo, enquanto o atual modelo dedesenvolvimento, fundado em uma lógica puramente econômica, se centrano "aqui e agora".O termo foi utilizado pela primeira vez em 1980 por um organismoprivado de pesquisa, a Aliança Mundial para a Natureza (UICN). Em 1987, o
  • 29. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 31conceito apareceu em um informe realizado pela ex-ministra norueguesaGro Harlem Brundtland para a ONU, no qual se dizia que umdesenvolvimento é duradouro quando "responde às necessidades dopresente sem colocar em perigo as capacidades das gerações futuras parafazer o mesmo"."A formulação do conceito de desenvolvimento sustentávelimplicava o reconhecimento de que as forças de mercado, abandonadas àsua livre dinâmica, não garantiam a não-destruição dos recursos naturais edo ambiente".Questões Étnico-SeparatistasOs Estados Unidos e o “eixo do mal"Desde a tragédia de 11 de setembro de 2001, os Estados Unidosaplicam o que é conhecido como doutrina! Bush. Trata-se de um conjuntode procedimentos estratégicos visando aniquilar os regimes que, segundoos norte-americanos, representam ameaça bélica à supremacia dosEstados Unidos. Nesse contexto o presidente George W. Bush anunciou acélebre frase: "Quem não estiver conosco estará contra nós".Para preparar o terreno para ações internacionais, o governo norte-americano lançou um alerta aos países considerados perigosos e osclassificou como "eixo do mal". Iraque, Irã e Coréia do Norte estariam,juntamente com outros países, financiando grupos anti-americanos quecolocavam em perigo a integridade do território dos Estados Unidos.Em março de 2003, as tropas norte-americanas iniciaram a invasãodo Iraque juntamente com tropas britânicas. EUA e Grã-Bretanha alegavamque o país, governado de forma ditatorial por Saddam Hussein, dispunha de"armas de destruição em massa" - armas químicas, biológicas e nucleares.As alegações mostraram-se falsas e logo descobriu-se que os governantesdas nações agressoras haviam mentido para as populações de seus paísese para a comunidade internacional.O ditador iraquiano foi derrubado em abril de 2003, e um vácuo depoder deixou o Iraque no caos total. Saques, rivalidades étnicas e religiosase conflitos tribais completaram a tarefa que as tropas americanas tinhaminiciado: a destruição do país. Previa-se que a reconstrução ficaria a cargode empresas norte-americanas e que os Estados Unidos gerenciariaminclusive as ricas reservas de petróleo do país, mas uma persistente resis-tência de grupos armados iraquianos impediu que esses planos fossemlevados a cabo segundo o cronograma original.O unilateralismo dos Estados UnidosDesde o fim da União Soviética, os Estados Unidos têm imposto aomundo uma ordem baseada em seus interesses, decidindo sem considerarresoluções de organismos internacionais. Por exemplo:• não ratificaram o Protocolo de Kyoto, que prevê a redução daemissão de gases causadores do efeito estufa;• mantiveram o bloqueio a Cuba;• invadiram o Afeganistão (2001-2002) e o Iraque (2003);• desrespeitaram várias resoluções da ONU.Áreas de tensões Internacionais:Oriente Médio:IRÃ, IRAQUE, SÍRIA, LÍBANO, FAIXA DE GAZA, CISJORDÂNIA, ISRAEL, AF-PAKÍNDIA X PAQUISTÃO (Região da caxemira), KORÉIA DO NORTEPAÍS BASCO, IRLANDA, BÉLGICA, CÁUCASOHAITI, CANADÁ, COLÔMBIA
  • 30. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 32CARTOGRAFIAProjeções cilíndricasProjeções cônicas
  • 31. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 33Projeções planas ou AzimutaisAnamorfosesO problema do tamanho: a importância da escalaA representação de qualquer terreno ou área esbarra em umproblema inicial. Para retratar uma parcela do espaço é necessário fazeruma redução, de modo que a área escolhida seja reproduzida comfidelidade, em uma folha que possa ser manuseada e compreendida.A escala se define como a relação entre as dimensões de umobjeto ou lugar representado e sua medida real. Para compreendê-lamelhor, vamos usar como exemplo a representação desenhada de umautomóvel. Considerando a escala 1:45, tem-se que cada 1 cm obtido narepresentação desenhada equivale a 45 cm do carro real. Um mapa na
  • 32. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 34escala 1:5.000.000 significa que 1 cm no mapa equivale a 5.000.000 de cm(ou 50 km) da distância real.As principais formas de apresentação das escalas são duas:• Gráfica• Numérica 1: 30.000.000Dimensionando uma escala - Para dimensionar uma escalapodemos afirmar que, quanto menor o denominador, mais próxima darealidade é a representação e, portanto, maior é a riqueza de detalhes domapa; ou seja, quanto menor o denominador, maior a escala, e uma escalagrande permite melhor visualização dos locais ou eventos cartografados.Por exemplo, 1/100.000 é uma escala maior que 1/500.000, umavez que, em 1/100.000, 1 cm representa os eventos ou locais na distânciade 1 km, enquanto na outra escala o mesmo centímetro representa oseventos ou locais na distância de 5 km.Dessa forma, o globo terrestre somente pode ser representadocom uma escala muito pequena, proporcionando um detalhamento semprepequeno.Quando se trata da representação de uma área urbana, temos apossibilidade de colocar no mapa maior riqueza de detalhes, queproporciona maior fidelidade do desenho em relação à realidadecartografada. Nesse caso, a escala é classificada como grande.De maneira geral, podemos afirmar que a escala será tanto maiorquanto menor for a área representada. Inversamente, quanto maior a área aser retratada, menor deve ser a escala.Industrialização e Padrões de Localização IndustrialResumo TeóricoArtesanato, manufatura e maquinofaturaO artesanato, primeira forma de produção industrial, surgiu no fim daIdade Média com o renascimento comercial e urbano e definia-se pelaprodução independente; o produtor possuía os meios de produção:instalações, ferramentas e matéria-prima. Em casa, sozinho ou com afamília, o artesão realizava todas as etapas da produção.A manufatura resultou da ampliação do consumo, que levou o artesão aaumentar a produção e o comerciante a dedicar-se à produção industrial. Omanufatureiro distribuía a matéria-prima e o artesão trabalhava em casa,recebendo pagamento combinado. Esse comerciante passou a produzir.Primeiro, contratou artesãos para dar acabamento aos tecidos; depois,tingir; e tecer; e finalmente fiar. Surgiram fábricas, com assalariados, semcontrole sobre o produto de seu trabalho. A produtividade aumentou porcausa da divisão social, isto é, cada trabalhador realizava uma etapa daprodução.Na maquinofatura, o trabalhador estava submetido ao regime defuncionamento da máquina e à gerência direta do empresário. Foi nestaetapa que se consolidou a Revolução Industrial.Em geral, os geógrafos associam os países a três processos distintosde industrialização:
  • 33. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 35MODELOS PRODUTIVOS ouDOUTRINAS INDÚSTRIAIS( Da Segunda revolução industrial à revolução Técnico-científica).TAYLORISMO- Separação do trabalho por tarefas e níveis hierárquicos.- Racionalização da produção.- Controle do tempo.- Estabelecimento de níveis mínimos de produtividade.FORDISMO- Produção e consumo em massa.- Extrema especialização do trabalho.- Rígida padronização da produção.- Linha de montagem.PÓS-FORDISMO ou TOYOTISMO- Estratégias de produção e consumo em escala planetária.- Valorização da pesquisa científica.- Desenvolvimento de novas tecnologias.- Flexibilização dos contratos de trabalho.Industrialização ClássicaÉ aquela que se vincula à Revolução Industrial (ou 1.a RevoluçãoIndustrial, pelo critério tecnológico), cujo país pioneiro foi a Inglaterra, noperíodo 1750 . 1850, estendendo-se posteriormente aos demais países daEuropa Ocidental (França, Bélgica, Alemanha, etc), aos EUA e ao Japão.Nesse processo de industrialização, a máquina a vapor teve um papelessencial; o carvão mineral constituiu-se na principal fonte de energia e aszonas industriais já nasciam junto às reservas minerais, particularmente nasproximidades das bacias carboníferas. Dessa forma, até os dias de hoje,extensas concentrações industriais localizam-se próximo de matériasprimas, ou fortemente dependentes de sistemas de transportes quepermitem acessá-las. Vamos enumerar algumas delas:> Vale dos rios Reno e Ruhr, na Alemanha, em cidades como Colônia,Düsseldorf, etc;> A Bacia do Tâmisa, as Midlands, o Eixo Manchester . Liverpool, naInglaterra;> A região de Calais, a Bacia de Paris e região da Alsácia e Lorena naFrança;> O Nordeste dos EUA .No caso do Japão, o padrão de localização industrial obedeceu adiferentes imperativos: a carência de recursos naturais favoreceu aimplantação de gigantescos pólos industriais nas zonas portuárias,articulados com esquemas de importação maciça de ferro, carvão mineral,petróleo e toda sorte de recursos minerais.Da segunda metade do século XIX ao início do século XX, uma 2.a RevoluçãoIndustrial dominou o processo produtivo. O desenvolvimento da eletricidade e dosmotores a combustão interna foram suas marcas principais; paralelamente, tevecurso um extraordinário aperfeiçoamento da metalurgia e da siderurgia, odesenvolvimento do setor petroquímico e a afirmação do automóvel como o carro-chefe do setor de bens de consumo. Esta segunda etapa intensificou ainda mais aconcentração espacial das indústrias.
  • 34. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 36Industrialização PlanificadaNos países que implantaram economias socialistas, durante parte doséculo XX, o processo industrial estruturou-se de modo diferente. Adependência dos recursos naturais evidentemente não era superada e aplanificação econômica criou sistemas combinados de extrativismo derecursos naturais e produção industrial. O Estado, porém, optava muitasvezes por uma maior dispersão espacial das indústrias.No caso da ex-URSS, por exemplo, muitas zonas industriais foramimplantadas em áreas distantes de Moscou, objetivando uma melhorocupação dos vastos vazios demográficos, dentro das preocupações dedefesa do território, na ótica geopolítica da Guerra Fria.Eis algumas concentrações industriais do antigo bloco soviético:• Moscou, São Petersburgo, Donbass e região dos Urais, na URSS;• Região da Silésia, na Polônia;• Região da Boêmia, na atual República TchecaIndustrialização TardiaOs países subdesenvolvidos, outrora agrupados dentro do .TerceiroMundo., tiveram uma industrialização bem posterior ao nascimento dasgrandes potências industriais. Esse processo consolidou-sefundamentalmente logo após a 2a.Guerra Mundial e apoiou-se nosseguintes fatores:• atuação do Estado na infra-estrutura e na indústria de base;• estratégia de substituição de importações., através de políticasprotecionistas (restringindo as importações de bens industriais)e fomento à nascente indústria nacional;• estímulo à implantação de filiais das empresas transnacionaisou multinacionais, principalmente no setor de bens de consumoduráveis (automobilísticas e eletro-eletrônicas, por exemplo);• produção voltada essencialmente para o mercado interno.A industrialização dos países subdesenvolvidos também gerousignificativas concentrações industriais, algumas das quais estãorelacionadas a seguir:• Sudeste do Brasil;• Grande Buenos Aires, na Argentina;• Eixo cidade de México . Guadalajara . Monterrey;• Cidade do Cabo e Johanesburgo, na África do SulA industrialização dos .Tigres Asiáticos.Os países do Extremo Oriente e Sudeste Asiático passaram por umprocesso de industrialização com características diferentes dos paíseslatino-americanos. Coréia do Sul, Taiwan, Cingapura e Hong Kong (hojeincorporado à China) industrializaram-se sob as seguintes condições:• direcionamento da economia para o mercado externo,constituindo verdadeiras plataformas de exportação.;• parceria entre o Estado e os conglomerados empresariaiscapazes de ocupar posições vantajosas no mercadointernacional;• emprego de mão-de-obra barata, embora beneficiada porgrande investimento em educação;
  • 35. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 37• ética voltada para a disciplina, o trabalho e sentimento decoesão nacional.O fenômeno da desconcentração geográfica da indústriaA 1ª Revolução Industrial, situada historicamente entre 1750 e 1850, foibaseada na máquina a vapor e no carvão mineral. A 2.a RevoluçãoIndustrial fundamentou-se na eletricidade, na siderurgia, no motor acombustão interna e, portanto, na dependência do petróleo.Atualmente, vivemos uma 3ª etapa tecnológica: a era damicroeletrônica, das tecnologias de informação, da robótica e dabiotecnologia. As novas conformações do trabalho e da produçãocapitalistas, aliadas a esses novos padrões técnicos e científicos,impuseram intensas transformações às indústrias. São várias as estratégiasindispensáveis à atual economia, altamente competitiva, integrada eglobalizada. Entre elas, podemos citar:• a automação do processo produtivo, com a substituição damão-de-obra por equipamentos automatizados;• exigência de trabalho cada vez mais qualificado;• reestruturação da linha de montagem, com maior integraçãoentre as tarefas ou etapas do processo produtivo (superando oantigo e rígido sistema taylorista);• flexibilização das normas do trabalho, que possam restringir aatividade das empresas;• o sistema .just-in-time., que consiste na redução ao mínimo dosestoques das empresas (a expansão dos transportes e dascomunicações permite atualmente que se atenda aos clientescom maior rapidez, evitando-se os gastos com manutençãodesses estoques).Já não estamos no tempo em que as indústrias procuravam aproximidade das antigas concentrações, na antiga ótica de localizaçãoespacial, cujo lema era .indústria atrai indústria.. A modernização dostransportes, o uso de novos materiais, a dependência da pesquisa científicae a velocidade das inovações tecnológicas libertaram as indústrias dasáreas tradicionais.No passado, a tendência era a de concentração espacial das indústrias,uma vez que era muito vantajoso, de fato, aproveitar-se a infra-estrutura jáinstalada nessas regiões. Obedecia-se também à lógica decomplementaridade produtiva entre as indústrias.Entretanto, as grandes concentrações industriais tornaram-se muitoonerosas para as empresas, devido ao alto preço dos terrenos, aosproblemas ambientais, aos custos elevados que o trânsito intenso e caóticorepresenta e, até mesmo, ao fortalecimento dos movimentos sindicais quetendem a elevar os padrões salariais. Esse fenômeno ocorre tanto nospaíses centrais da economia capitalista, como naqueles considerados.emergentes..Os Estados Unidos, por exemplo, passam atualmente por um processode descentralização industrial; o enorme cinturão industrial localizado nonordeste do país – denominado manufacturing belt - parece ter atingido umponto de esgotamento.Dentro do novo padrão espacial as indústrias estãose deslocando para o sul e para o leste, buscando áreas onde os custos deprodução são menores ou a proximidade de universidades e centros depesquisa, geradores de novas tecnologias. Entre as cidades que maiscrescem pode-se citar Dallas, Houston, Phoenix, Atlanta, São Francisco,Los Angeles, Seattle, entre outras.
  • 36. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 38Forma-se, assim, um novo cinturão industrial - denominado Sun Belt .que se estende entre o sul e a costa oeste do país, incluindo áreas deacelerado desenvolvimento, nos setores de ponta. A Califórnia, porexemplo, tem se destacado nas áreas de informática e microeletrônica; nacidade de Houston, no Texas, os setores mais desenvolvidas são opetroquímico e o aeroespacial; Seattle é sede da mais importante indústriaaeronáutica, a Boeing.A nova divisão do trabalho e da produção no mundoDesde a década de 1970, a concentração de capitais, o domínio dastecnologias de ponta e a grande desigualdade de desenvolvimento entre ospaíses convergiam para a formação de novos padrões espaciais daprodução industrial. Na década seguinte, o aperfeiçoamento dos transportesedas tecnologias de informação permitiram grande dispersão da produçãode peças e componentes industriais. Atualmente, os três principais pólosindustriais . EUA, União Européia e Japão . concentram-se emdeterminadas funções da atividade econômica e dispersam suas empresaspelo mundo, aproveitando incentivos, facilidades e custos vantajosos depaíses menos desenvolvidos:As empresas transnacionais preferem concentrar em suas sedes, nosPaíses Desenvolvidos, atividades como pesquisa, desenvolvimentotecnológico, gerência e marketing. A montagem dos produtos cada vezmais é transferida para os Países Emergentes, onde os custos deprodução são mais baixos (terrenos mais baratos, salários menores, leisambientais menos severas, etc).O caso brasileiroO que ocorre atualmente com a concentração industrial da Grande SãoPaulo, particularmente o ABCD, é um exemplo muito ilustrativo. Essa áreaencontra-se praticamente saturada e acarreta custos muito elevados paraas empresas. Atualmente, muitas indústrias estão preferindo localizaçõesalternativas como o interior de São Paulo, o Vale do Paraíba fluminense e osul de Minas.Observa-se também que muitas indústrias têxteis estão se transferindopara o Nordeste, onde o custo da mão-de-obra é menor; por outro lado,empresas que lidam com tecnologias mais avançadas preferem aproximidade de universidades e centros de pesquisa, como é o caso dascidades de Campinas, São Carlos e São José dos Campos, caracterizadascomo tecnopólos do estado de São Paulo.A montadora Mercedes Benz, por exemplo, optou por uma localizaçãoalternativa às grandes concentrações industriais como o ABCD, em SãoPaulo, a área metropolitana do Rio de Janeiro ou a Grande Belo Horizonte.A escolha recaiu sobre a cidade de Juiz de Fora, no sul de Minas Gerais,que apresenta vantagens e baixos custos de produção, proximidade com oQuadrilátero Ferrífero, no centro do estado, além do fato de ser bem servidapor rede de transportes e não estar situada muito longe dos principaiscentros urbanos.Industrialização brasileiraProcesso de expansão industrial ocorrido no Brasil nas décadas de 40e 50. A partir da segunda metade dos anos 50, o setor passa a ser o carro-chefe da economia do país.Os primeiros esforços para a industrialização do Brasil vêm do Império.Durante o Segundo Reinado (1840-1889), empresários brasileiros comoIrineu Evangelista de Souza, o Visconde de Mauá, e grupos estrangeiros,principalmente ingleses, investem em estradas de ferro, estaleiros,
  • 37. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 39empresas de transportes urbanos e gás, bancos e seguradoras. A políticaeconômica, porém, privilegia a agricultura exportadora. Beneficiadas peloinvestimento de parte das rendas do café e da borracha, as atividadesindustriais limitam-se a marcenarias, tecelagens, chapelarias, serrarias,moinhos de trigo, fiações e fábricas de bebidas e conservas. Metalúrgicas efundições são raras. O país importa os bens de produção e parte dos bensde consumo.Indústria de base – Os efeitos da crise de 1929 sobre a agriculturacafeeira e as mudanças geradas pela Revolução de 1930 modificam o eixoda política econômica, que assume um caráter mais nacionalista. Já em1931, Getúlio Vargas anuncia a determinação de implantar uma “indústriade base”. Com ela, o país poderia produzir insumos e equipamentosindustriais e reduzir sua importação, estimulando a produção nacional debens de consumo. As medidas concretas para a industrialização, contudo,são tomadas durante o Estado Novo, em 1937.As dificuldades causadas pela 2ª Guerra Mundial (1939-1945) aocomércio mundial favorecem essa estratégia de substituição deimportações. Em 1943, é fundada no Rio de Janeiro a Fábrica Nacional deMotores. Em 1946, começa a operar o primeiro alto-forno da CompanhiaSiderúrgica Nacional (CSN), em Volta Redonda, no estado do Rio. APetrobras, que detém o monopólio da pequisa, extração e refino depetróleo, é criada em outubro de 1953. Todas elas são empresas estatais.Anos JK – O nacionalismo da era Vargas é substituído pelodesenvolvimentismo dos anos JK (governo Juscelino Kubitschek , de 1956 a1961). O governo implanta uma política tarifária protecionista. Amplia osserviços de infra-estrutura, como transportes e fornecimento de energiaelétrica, atraindo grandes investimentos de capital estrangeiro. Com osinvestimentos externos estimula a diversificação da economia nacional,aumentando a produção nacional de insumos, máquinas e equipamentospesados para mecanização agrícola, fabricação de fertilizantes, frigoríficos,transporte ferroviário e construção naval. A industrialização consolida-secom a implantação da indústria de bens de consumo duráveis, sobretudoeletrodomésticos e veículos, com o efeito de multiplicar o número defábricas de peças e componentes. No início dos anos 60, o setor industrialsupera a média dos demais setores da economia brasileira.“Milagre econômico” – O desenvolvimento acelera-se e diversifica-se noperíodo do chamado “milagre econômico” (1968-1974). A disponibilidadeexterna de capital e a determinação dos governos militares de fazer doBrasil uma “potência emergente” viabilizam pesados investimentos em infra-estrutura (rodovias, ferrovias, telecomunicações, portos, usinashidrelétricas, usinas nucleares), nas indústrias de base (mineração esiderurgia), de transformação (papel, cimento, alumínio, produtos químicos,fertilizantes), equipamentos (geradores, sistemas de telefonia, máquinas,motores, turbinas), bens duráveis (veículos e eletrodomésticos) e naagroindústria de alimentos (grãos, carnes, laticínios). Em 1973, a economiaapresenta resultados excepcionais: o Produto Interno Bruto (PIB) cresce14%, e o setor industrial, 15,8%.Já em meados dos anos 70, a crise do petróleo e a alta internacionalnos juros desaceleram a expansão industrial. Inicia-se uma crise que leva opaís, na década de 80, ao desequilíbrio do balanço de pagamentos e aodescontrole da inflação. O Brasil mergulha numa longa recessão quepraticamente bloqueia a industrialização. No início dos anos 90, a produçãoindustrial é praticamente a mesma de dez anos atrás.Indicadores sociais – Sustentada na urbanização e em um modeloindustrial, a modernização da economia brasileira é conservadora. Apesarde deixar de ser apenas um país agrário, exportador de alimentos e
  • 38. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 40matérias-primas, e de desenvolver uma apreciável base industrial etecnológica, há uma grande distorção na distribuição de renda.A política industrial favorece alguns setores, como os de bens de capitale bens de consumo durável. Ao mesmo tempo, concentra os investimentosnas regiões Sul e Sudeste, principalmente em setores geradores deempregos e com efeito multiplicador da economia. No Nordeste osinvestimentos limitam-se a setores de consumo não-durável, como aindústria têxtil, que não tem um efeito dinâmico sobre a economia.Oresultado é um alargamento das diferenças econômicas entre as regiõesgeográficas brasileiras e, dentro de cada região, entre as classes sociais. Asituação torna-se crítica sobretudo nas áreas de saúde pública, habitação,alimentação e educação.Exercícios01. (UMM) A indústria de alta tecnologia . eletrônica, informática, biotecnologia e químicafina, aeroespacial e bélica . reflete, nas suas opções de localização, uma reação àsaglomerações industriais. Esses setores industriais procuram novas localizações nossubúrbios afastados dos núcleos metropolitanos ou em pequenas cidades interioranas.Por outro lado, mão-de-obra científica e técnica altamente qualificada e intensosinvestimentos de capital constituem as principais exigências para o sucesso dessesempreendimentos. A região abaixo, que apresenta as características do texto é a ( o ):a) Região dos Grandes Lagos ( EUA ).b) Vale do Silício, na Califórnia ( EUA ).c) Bacia de Londres ( Inglaterra ).d) Vale do Ruhr ( Alemanha ).e) Vale do Damodar ( Índia ).02. (UMM) Considere os seguintes itens:I. Indústria têxtilII. Países do Primeiro MundoIII. Países industrializadosIV. Indústria petroquímicaV. Trabalho qualificado em jornadas menoresVI. Trabalho intensivo sem regulamentaçãoVII. Uso intensivo de matéria-primaVIII.Setor terciário modernoAssinale a alternativa que contém itens que melhor caracterizam a Terceira RevoluçãoIndustrial:a) I, III e VIb) II, IV e VIIc) III, IV e VIIId) II, V e VIII02. (UMM) A questão a seguir, aborda as relações entre os Estados modernos e o processode globalização.Leia com bastante atenção o texto abaixo:.Se os capitalistas se tornam mais sensíveis às qualidades espacialmente diferenciadasde que se compõe a geografia do mundo, é possível que as pessoas e forças quedominam esses espaços os alterem de um modo que os torne mais atraentes para ocapital altamente móvel. As elites dirigenteslocais podem, por exemplo, implementarestratégias de controle da mão-de-obra local, de melhoria de habilidades, defornecimento de infra-estrutura de política fiscal, de regulamentação estatal etc,
  • 39. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 41a fim de atrair o desenvolvimento para seu espaço particular (...) A produçãoativa de lugares dotados de qualidades especiais se torna um importante trunfona competição espacial entre lugares, cidades, regiões e nações..David Harvey, A condição pós-moderna, Ed. Loyola, São Paulo, 1992.Assinale a alternativa que não corresponde à lógica sobre a competição espacial entreos lugares presente no texto.a) Os locais especialmente preparados para atrair investimentosarticulam-se aos interesses das empresas transnacionais, cuja açãogeográfica tem alcance mundial.b) Os conglomerados transnacionais, ao aproveitarem a geografia domundo para sua localização, criam uma estrutura espacial compontos articulados entre si, a qual pode ser chamada de redeespacial.c) Os países querem receber novos investimentos mundiais, mas, paraisso, é preciso que as transnacionais submetam-se às condiçõestécnicas, à ordem jurídica e aos traços culturais locais.d) O enxugamento dos Estados, a redução das leis trabalhistas e aremoção de normas e obstáculos de parcelas dos territórios estãodentro da lógica descrita no texto.e) Para que a organização em rede espacial seja eficiente para umaempresa transnacional, é preciso que o espaço que ela vai ocuparseja composto por tecnologia adequada de comunicações.GLOBALIZAÇÃOGlobalização é como um prisma que reflete várias realidadescomplexas.Intensifica múltiplas conexões entre governos e sociedades, entrepúblico e privado, entre mercado e cultura, conformando o sistema mundial.Aumenta o grau de interdependência da produção, das finanças e dosserviços, na veloz propagação das redes de comunicação, dos ricos e dasameaças ambientais, constituindo a dimensão planetária da vida. Pareceser a inauguração do mundo maravilhoso, mas não seria também a receitapara o desastre?É bom lembrar que, se no império da globalização tudo parecerepresentar a união de todos num só mundo, isso não significa que vivemostodos harmonicamente integrados, com respeito e entendimento humano,como se a felicidade tivesse batido a nossa porta.SURGE UM NOVO MUNDOCom as idéias de um só mundo, a globalização vem com tremendoimpacto em nosso dia-a-dia, a palavra globalização produz, como mágica,uma sensação estranha de que, estamos vivendo todo conectado. Estados,sociedades, pessoas, culturas, mercados, meios de transportes, decomunicação e de informação. E assim a globalização vem tornando seusrumos e trazendo mudanças na tecnologia, na economia, na política, nacultura e também na área logística.Com isso a globalização significa a remoção das fronteiras e, portantorepresenta uma ameaça para aquele Estado-Nação que vigia quase sempresuas fronteiras.Mais que tudo a globalização expressa formas de vida, valores,opiniões, pensamentos, idéias, teorias, ideologias sobre o que chamaría-mos, simplesmente de política Global da Globalização.Mediante a isso os dados e fatos de um fenômeno de amplitudeinigualável, como faces de um prisma que reflete várias realidadescomplexas. Também alimenta dilemas inacreditáveis.
  • 40. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 42O atual processo da globalização é o núcleo central de nosso tempo, aforça de aglutinar, difunde e integra todas as demais características.A globalização também estimula a autonomia dos antes estatais locais,as cidades, municípios, estados ou províncias – em relação ao governocentral. Com novas possibilidades comunicacionais, os governos locaisestão atuando cada vez, mas no cenário internacional, por conta própria, eisso vem dar menos poder central para um país e mais poder para o estado.CONCLUSÃOFato novo, mas que veio por ondas no longo processo histórico esocial, a globalização, defendida e enaltecida por uns criticada evilipendiada por outros, cumpre sua trajetória no novo milênio.Globalização confunde-se com mundialização, internacionalização,universalização, constituindo-se no somatório de comandos, aparentementedescentralizados, muitas vezes imperceptíveis ao cidadão comum, entrandoem sua vida cotidiana, criando emoções vivas e dilacerantes.A globalização pode acrescentar perspectivas de governabilidadeglobal, integrando forças, mas também pode caminhar para o desgoverno,despedaçando mais identidades e cultivando choques de civilização e deculturas. Integra o grande mercado de seus bens e serviços, regionais e deblocos sim, mas desintegra formas que pretendem a autonomia nacional, aautonomia dos negócios e a proteção de corporativismos.E assim devemos destacar dois aspectos:O primeiro de natureza geral é útil para nos guiar na avaliação sobretudo o processo da globalização. O outro aspecto é saber como se dará ainserção de nações, povos e culturas no processo da globalização,mantendo suas individualidades próprias.1- FONTES DE ENERGIAA energia se apresenta sob diferentes formas:Mecânica, calorífica, elétrica, luminosa, química, nuclear, etc.Todas asformas de energia podem se transformar em outras, e o homem aproveitaessa propriedade. São fontes de energia todos aqueles componentes danatureza dos quais se pode extrair energia utilizável pelo homem. Dessasfontes de energia pode-se fazer a seguinte classificação:Fontes de energia renováveis e fontes de energia não-renováveis.1a. As Fontes de Energia RenováveisSão aquelas cuja quantidade é quase inesgotável, como a energiasolar, a energia eólica, a energia hidráulica, as marés e a biomassa. Aenergia solar é a que chega à Terra na forma de radiação, procedente doSol, onde é gerada por um processo de fusão nuclear. É utilizadadiretamente ou por conversão, nos chamados coletores solares, em energiacalorífica ou elétrica. A energia eólica é a contida no vento comoconseqüência de sua velocidade, utilizada desde a Antigüidade, como nosmoinhos, e atualmente para produzir eletricidade.A energia hidráulica utiliza a água representada a uma determinadaaltura para transformá-la, por meio de sua queda, em energia elétrica. Omar também pode proporcionar energia aproveitando-se a diferença dealtura da água produzida nas marés. Chama-se biomassa o conjunto devegetais utilizados na produção de energia, seja através da combustão(energia calorífica ), seja por meio da obtenção de metano e álcool metílico.
  • 41. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 431b. Fontes de Energia Não-RenováveisHá quantidades limitadas. Portanto esgotam-se progressivamente aoserem consumidas. As fontes não renováveis conhecidas atualmente são: ocarvão mineral, o petróleo, o gás natural, a energia nuclear de fissão(urânio),a energia nuclear de fusão ( deutério) e a energia geotérmica. Osrecursos não-renováveis provêm, em parte,da energia solar acumulada pormeio de processos que envolvem decomposição e fossilização de matériaorgânica (carvão, petróleo).O carvão mineral é uma fonte não-renovável formada ao longo demilhões de anos a partir de florestas sepultadas debaixo da terra. Para seformar carvão naturalmente a partir das florestas atuais, serão precisosoutros milhões de anos.Outros recursos não-renováveis são as energias contidas em mineraisque podem ser utilizados na obtenção de combustíveis nucleares. Quantoao seu uso, uma fonte de energia pode ser eventualmente substituída poroutra: é possível produzir energia elétrica utilizando carvão ou energianuclear. A energia nuclear de fusão está em fase experimental e ainda nãoé empregada em explorações comerciais. Já a energia geotérmica, estácontida no interior da Terra. A técnica para obtê-la consiste em injetar umlíquido, geralmente água, que extraia calor do centro do planeta.Transformando-se em vapor, essa água pode mover um gerador decorrente elétrica.FONTES TRADICIONAIS DE ENERGIACARVÃO MINERALPopularizado a partir da Revolução Industrial, o carvão mineral éresponsável por 40% da produção total de energia no mundo. No atual ritmode consumo, as reservas conhecidas são suficientes para mais doisséculos.PRÓ: é abundante, encontrado com facilidade na maioria dos países.CONTRA: o carvão mineral é o mais poluidor entre os combustíveisfósseis.
  • 42. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 44PETRÓLEOResponde por 40% de toda a energia produzida no planeta. Ainda nãose encontrou substituto mais eficiente e barato para a gasolina usada nosautomóveis.PRÓ: funciona bem na maioria dos motores, apesar das oscilações depreço, mantém boa relação custo-benefício.CONTRA: as reservas concentram-se em poucos países, que podemmanipular o preço. É um dos maiores poluidores do ar.GÁS NATURALAo contrário de que se pensava há duas décadas, as reservas decombustível fóssil são abundantes, a produção deve dobrar até 2010. Écada vez mais usado para gerar a eletricidade.PRÓ: é versátil, de alta eficiência na produção de eletricidade e não vaifaltar. Polui menos que o carvão e o petróleo.CONTRA: os preços instáveis em algumas regiões; exige grandesinvestimentos em infra-estrutura de transporte (gasodutos ou terminaismarítimos).HIDRELÉTRICAS
  • 43. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 45As usinas respondem por 18% da energia elétrica global. Sãoresponsáveis pelo fornecimento de 50% da eletricidade em 63 países e por90% em outras 23, entre eles o Brasil.PRÓ: são uma fonte de energia renovável, que produz eletricidade deforma limpa, não poluente e barata.CONTRA: exigem grande investimento inicial na construção debarragens. Podem ter a operação prejudicada pela falta de chuvas.ENERGIA NUCLEARApesar da chiadeira dos ambientalistas, é a 3ª maior fonte de geraçãode eletricidade. Há 438 usinas nucleares em operação, 6 delas recém-inauguras(uma na República Tcheca, uma no Brasil, 3 na Índia e uma noPaquistão.PRÓ: as reservas de combustível nuclear são abundantes,não emitepoluentes, o avanço tecnológico tornou as usinas mais seguras.CONTRA: a usina exige grande investimento, demora para entrar emoperação e produz lixo radioativo.FONTES DE ENERGIA ALTERNATIVAS:EÓLICAÉ a fone e energia alternativa commaior taxa de crescimento. Aindaassim, só entra com 0,1% da produçãototal de eletricidade.CONTRA: só é viável em algumasregiões, que não incluem o Brasil. Émais usada como auxiliar nos sistemasde calefação.
  • 44. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 46SOLARAinda não se mostrou capaz de produzir eletricidade em grande escala.A tecnologia deixa a desejar e o custo da instalação é alto. Para produzir amesma energia elétrica de uma hidrelétrica, os painéis solares custariamdez vezes mais.PRÓ: útil como fonte complementar em residências e áreas ruraisdistantes da rede elétrica central. Índice zero de poluição.CONTRA: o preço proibitivo da produção em média em larga escala.Só funciona bem em áreas muito ensolaradas.BIOMASSAAgrupa várias opções como queima de madeira, carvão vegetal eprocessamento industrial de celulose e bagaço da cana de açúcar. Inclui ouso de álcool como combustível. Responde 1% da energia elétrica mundial.PRÓ: aproveita restos, reduzindo o desperdício. O álcool tem eficiênciaequivalente ao da gasolina. Como combustível para automóveis.CONTRA: o uso em larga escala na geração de energia esbarra noslimites da sazonalidade. A produção de energia cai no período da entre-safra. Dependendo de que como se queima, pode ser muito poluente.ENERGIA GEOTÉRMICAA energia geotérmica é um tipo de energia que funciona graças àcapacidade natural da Terra e/ou da sua água subterrânea em reter calor, econsiste em transferir esse calor, num sistema composto de canossubterrâneos e de uma "bomba de sucção de calor", para aquecer ouarrefecer um edifício.central geotérmicaUma bomba de sucção de calor é a componente do sistema quenecessita de energia elétrica para poder funcionar. O seu papel consiste emextrair energia térmica da Terra para um edifício durante o inverno e ocontrário acontece durante o verão onde transfere o calor do edifico até umazona mais fria da Terra, assim mantendo-o fresco.
  • 45. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 47Para isto ser realizável, a energia térmica tem de viajar através de ummeio líquido (água subterrânea) contendo uma solução que previne agelificação da água nos locais onde ela atinge temperaturas baixas.Este sistema de funcionamento é exemplificado pelo seguinteesquema:A mudançaaquecimento/arrefecimentopode ser feita através deuma simples alteraçãonum termostato de interior.Esta simplicidade é devidaao fato de que, uma vezque é no mesmo sistemade canos, que ocorremestes dois processos,basta um carregar debotão para inverter osentido de transferência docalor.As vantagens dos sistemas geotérmicos são tais que:permitem poupar energia (75% de eletricidade numa casa) uma vez que substituemar condicionado e aquecedores elétricos.são muito flexíveis, uma vez que podem ser facilmente subdivididos ou expandidospara um melhor enquadramento, (e aproveitamento de energia) num edifício, e isto,ficando relativamente barato.libertam relativamente menos gases poluentes para a atmosfera que outras fontes deenergia não renováveis,Porém, este sistema contém algumas desvantagens a ter em consideração:Se não for usado em pequenas zonas onde o calor do interior da Terra vem ásuperfície através de gêiseres e vulcões, então a perfuração dos solos para aintrodução de canos é dispendiosa.Os anti-gelificantes usados nas zonas mais frias são poluentes: apesar de terem umabaixa toxicidade, alguns produzem CFCs e HCFCs.Este sistema tem um custo inicial elevado, e a barata manutenção da bomba desucção de calor (que por estar situada no interior da Terra ou dentro de um edifícionão está exposta ao mau tempo e a vandalismo), é contrabalançada pelo elevadocusto de manutenção dos canos (onde a água causa corrosão e depósitos minerais).A energia geotérmica é utilizada em muitas partes do planeta, comdestaque para:Tuscani, na Itália, onde em 1904 se passou, pela primeira vez, autilizar a energia geotérmica para a produção de electricidade.Budapeste (Hungria), alguns subúrbios de Paris, Reykjavík(Islândia), e muitas outras cidades, que usam em grande escala aenergia geotérmica para aquecimento doméstico.a California, por ter a maior central geotérmica do mundo.Em Portugal, a energia geotérmica é utilizada principalmente noArquipélago dos Açores
  • 46. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 48Revisão CDF- Objetivas:- Bosco1. A revolução técnico-científica e informacional produzida no século XX, a qual se estendeaos nossos dias, trouxe profundas mudanças aos sistemas de produção e às relações detrabalho que incidem diretamente sobre a organização do espaço geográfico. Acerca dasnovas formas de relações de trabalho, é possível afirmar, corretamente, que:a) nos países desenvolvidos, com o grande avanço tecnológico, o desemprego foireduzido e os sindicatos foram fortalecidos, respondendo aos interesses trabalhistas.b) o sistema de flexibilização da produção (modelo toyotista), que acarretoumudanças nas relações de trabalho, aplica-se apenas à indústria japonesa.c) o regime de trabalho permanente nas empresas industriais e de serviços ampliou-se, e foram fortalecidos os direitos sociais dos trabalhadores.d) a terceirização tem sido utilizada pelas empresas como uma das formas deflexibilização das relações de trabalho.2. O BRAZIL quem USA sou EEUUEssa frase, retirada de um grafite de parede de uma cidade brasileira, é uma crítica:a) à crise nas escolas públicas brasileiras.b) ao alto índice de analfabetismo da sociedade.c) à obrigatoriedade do ensino do Inglês nas escolas.d) à influência da cultura norte-americana no Brasil.3. Analise as seguintes afirmações sobre a urbanização brasileira:I – O espaço urbano é fragmentado, pois a segregação social revela-se através doscondomínios residenciais, por um lado, e dos cortiços, favelas e loteamentosclandestinos, por outro.II - Apesar da integração econômica das regiões do país, as principais cidadesbrasileiras estão localizadas no centro-sul e na faixa litorânea, onde são mais intensasas conexões e as trocas entre elas.III - A dominação do espaço urbano pelo poder público impõe investimentosdirecionados aos serviços sociais e de infra-estrutura, como saneamento básico,saúde, educação, transporte coletivo, oportunizando à população urbana o acesso àmodernização.IV - Em virtude das transformações produtivas e das novas tecnologias urbanas, aurbanização brasileira vem promovendo um aumento na qualificação, remuneração eestabilidade do emprego, conseqüentemente, há melhoria nas condições de vidaurbana.Estão corretasa) apenas I e II. b) apenas II e III.c) apenas I e III. d) apenas III e IV.4. Com base no texto abaixo, analise as proposições apresentadas e, em seguida, assinale aalternativa cujos números correspondem a afirmações verdadeiras:"A metrópole (palavra que em grego significa “mãe das cidades") é aquela que, tendoexercido o papel de pólo de atração, provocou o surgimento ou crescimento de outras epassou a comandar, de certa forma, a vida econômica, social, cultural e política dosmunicípios estabelecidos ao seu redor, funcionando como elemento integrador earticulador desse conjunto gerando movimento constantes de seus habitantes em suadireção à procura de trabalho, instituições de saúde, ensino, rede bancária, bens deconsumo, lazer, etc."1 – Rio de Janeiro e São Paulo, por oferecerem mais oportunidades de emprego emelhores equipamentos sociais, funcionam como áreas de atração, desenvolvendo-see, ao mesmo tempo, fazendo crescer outros municípios próximos.2 - A formação das aglomerações metropolitanas fez emergir um conjunto deproblemas, que ultrapassam a, competência política das esferas de poder municipais.
  • 47. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 493 - No Brasil, a urbanização seguiu o caminho da metropolização, pois durante um bomperíodo de tempo as grandes metrópoles e os municípios limítrofes apresentaram umcrescimento demográfico superior ao das demais cidades (pequenas e médias)4 - As capitais estaduais são consideradas metrópoles, uma vez que a tendência àmetropolização foi um reflexo das condições em que ocorreu a modernização daeconomia do Brasil.a) 1, 2 e 3 b) Apenas 2 e 3c) Apenas 3 e 4 d) 1, 2, 3, e 45. Bacias sedimentares são depressões dos antigos escudos que receberam sedimentosdos próprios escudos. Os recursos minerais típicos destas formações são:a) ferro e níquel.b) carvão mineral e petróleo.c) ouro e manganês.d) bauxita e cassiterita6. As zonas sísmicas do globo estão associadas:a) às áreas de contacto das placas tectônicas.b) à presença de estruturas geológicas muito antigas.c) à formação das bacias sedimentares.d) aos escudos cristalinos ou maciços antigos.7. Observe a figura:Marque a alternativa que caracteriza a paisagem observada:a) Ocorre entre os trópicos, nas terras baixas, recebendo uma precipitação elevada ebem distribuída ao longo do ano. São ecossistemas nos quais concentra-se umagrande biodiversidade terrestre.b) Ocorre em uma região em que as chuvas são irregulares, e seu solo não énecessariamente pobre. Sua vegetação apresenta pequenas árvores espaçadas,arbustos e gramíneas.c) Ocorre em uma área onde as chuvas têm distribuição uniforme, com estações bemmarcadas. São ecossistemas em que prevalece a formação arbórea, como ospinheiros.d) Ocorre em uma região de altitudes mais elevadas, com chuvas bem distribuídasdurante o ano. Sua vegetação é densa, formada principalmente por árvores, quasenão há ocorrência de arbustos e gramíneas.
  • 48. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 508. A tabela abaixo mostra a situação fundiária do Brasil em 2005Com base nesses dados podemos afirmar que:a) Os estabelecimentos com área menor do que 10 ha. correspondem a cerca de umterço do número total e há uma elevada concentração da terra nos grandesestabelecimentos (latifúndios).b) Os grandes estabelecimentos (latifúndios) diminuíram em 0,9% de 1970 para 1980,demonstrando a tendência natural de distribuição das terras no país.c) Os estabelecimentos com menos de 10 hectares dominam a maior parte da áreaocupada no Brasil.d) Os estabelecimentos com mais de 1.000 hectares ocupam a menor parte da áreaefetivamente explorada.9. No mapa estão representados os grandes hotspots mundiais. São áreas que conjugamduas características: grande biodiversidade e alto grau de ameaça de destruição, pordiferentes agressões e ocupações do espaço..)Sobre os hotspots, são feitas quatro afirmações. Analise-as.I. Há localização de maior número de hotspots na faixa intertropical, porque ela é, demodo geral, propícia ao desenvolvimento de grande número de espécies vegetais eanimais.II. A expansão das áreas de cultivo, seja com objetivos alimentares ou para produção debiocombustíveis, pode representar uma grave ameaça à preservação de alguns doshotspots.III. A biodiversidade das regiões peninsular e insular da Ásia é gravemente ameaçadapela alta concentração populacional e intensivo uso agrícola do solo pelo cultivotradicional de arroz.IV. O processo acelerado de desmatamento e conseqüente ocupação da Amazôniacoloca em perigo um dos mais biodiversos hotspots da atualidade.
  • 49. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 51Estão corretas as afirmações:a) I, II, III e IV.b) I, II e III, apenas.c) II, III e IV, apenas.d) I e III, apenas.10. RAPIDINHAS DO BOSCÃO PARTE IO Professor BOSCO (Maquina Mortífera) estava comentando a respeito das questõesambientais, quando deparou-se com a seguinte o seguinte fragmento de texto Adinâmica ambiental se expressa pelo comportamento dos elementos da natureza, bemcomo pelos aspectos sócio-econômicos da sociedade. Sobre o assunto, marque V paraas afirmativas verdadeiras e F para as falsas.( ) A relação entre a sociedade e a natureza forma um conjunto fundamental para acompreensão das análises sócio-ambientais do espaço geográfico.( ) O processo de desmatamento pode ocasionar o rompimento do ciclo hidrológico, aperda do solo pelo processo erosivo bem como alterações no comportamento dasvariáveis climáticas.( ) Como agente de transformação das relações entre os homens e destes com anatureza, a industrialização implicou a urbanização baseada na defesa ambiental,implementando medidas antipoluidoras e protecionistas.( ) Os Estados Unidos da América e a China são os principais países emissores degases de efeito estufa, devido ao grande volume de suas atividades econômicas.( ) Os Estados Unidos foram um dos primeiros países a aderir ao primeiro tratado citadopropondo, durante a Rio 92, que um país possa comprar de outro parte da cota daemissão de gases-estufa.( ) Os acordos internacionais, apesar de polêmicos, não contrariam interesses dosprodutores de petróleo e de automóveis.( ) Vários países do mundo aderiram ao Tratado de Kyoto, concordando em estabelecermetas para reduzir a emissão de gases estufa desde o início do século XXI.( ) A descarga de compostos sulfurosos na atmosfera em função da atividadeeconômica acarreta a formação das chuvas ácidas, modificando o pH das águas,arrasando a vegetação ao dificultar sua respiração e arrastando elementos essenciais àfertilidade do solo.( ) O efeito estufa é um fenômeno natural que mantém a temperatura da Terra 33ºCmais alta; porém, a emissão de vários gases pela atividade humana forma uma barrreiragasosa que retém grande parcela da energia irradiada, aumentando as médias globais.( ) A grande concentração de ozônio na estratosfera, entre 10 e 50 km de altitude, é umescudo natural para a vida na Terra. No entanto, o aumento da emissão de CO2 emetano tende a empurrar a camada de ozônio para a ionosfera, aumentando as médiastérmicas do planeta.( ) As inversões térmicas são fenômenos naturais que, nas grandes cidades, onde háelevada concentração de materiais particulados no ar, causam vários danos à saúde.Consiste no posicionamento de uma camada de ar quente sobre uma camada de ar maisfrio, impedindo a dispersão dos poluentes.( ) As chuvas ácidas devem-se à emissão de óxidos de enxofre e nitrogênio naatmosfera e ocasionam intemperismo nas construções urbanas, além de atingir tambémas áreas rurais e modificar a composição do solo e da água, comprometendo lavouras,florestas e a vida aquática.( ) O chamado efeito estufa é um sistema natural de aquecimento indireto da atmosferae que vem sendo agravado com a emissão de CFC a partir da queima de combustíveisfósseis e que pode ter como conseqüência o aumento do nível dos oceanos.( ) O crescimento da população urbana tem provocado conseqüências danosas ao meioambiente, em diversos países do mundo, inclusive no Brasil.( ) Em áreas urbanas colinosas, a urbanização tem colaborado para a ocorrência demovimentos de massa rápidos nas encostas.
  • 50. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 52( ) A construção de áreas impermeabilizadas repercute na capacidade de infiltração daságuas no solo dos espaços urbanizados.( ) Os problemas ambientais, ecológicos e sociais não atingem igualmente todo o espaçourbanizado.( ) A urbanização afeta o funcionamento do ciclo hidrológico, pois interfere no rearranjo doarmazenamento e na trajetória das águas das chuvas.( ) Uma das possíveis soluções para o lixo orgânico domiciliar é seu retomo ao solo naforma de adubo.( ) Para o lixo inorgânico a solução ideal é a coleta seletiva que possibilite reciclar grandeparte do lixo como matéria-prima para a indústria.( ) Nos países subdesenvolvidos materiais como vidro, papel, ferro e plástico, provenientesda reciclagem, atingem percentuais mais significativos que no mundo desenvolvido.( ) Nos países subdesenvolvidos a solução racional para o lixo orgânico seria a produçãode gás metano a partir desses resíduos.11. A respeito dos principais fenômenos climáticos recorrentes nas cidades, é corretoafirmar:a) Friagem é o fenômeno natural mais freqüente nos meses de verão, em períodos depenetração de massas de ar frio, acontecendo em escala local por apenas algumashoras.b) Efeito Estufa é um fenômeno natural e fundamental para a vida, que consiste naretenção de calor irradiado pela superfície terrestre, contribuindo para o equilíbriotérmico do planeta.c) Inversão Térmica é um fenômeno climático ocasionado por elevadas temperaturas,principalmente nas áreas centrais das cidades, onde existem poucas áreas verdes.d) El niño é o fenômeno climático resultante de alteração antropogênica, tais comoverticalização, redução de áreas verdes, impermeabilização do solo, ocasionando aelevação da temperatura.12. A idéia de DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL tem sido cada vez mais discutida juntoàs questões que se referem ao crescimento econômico. De acordo com este conceitoconsidera-se que:a) o meio ambiente é fundamental para a vida humana e, portanto, deve ser intocável.b) os países subdesenvolvidos são os únicos que praticam esta idéia, pois, por suabaixa industrialização preservam melhor o seu meio ambiente do que os países ricos.c) ocorre uma oposição entre desenvolvimento e proteção ao meio ambiente, e,portanto, é inevitável que os riscos ambientais sustentem o crescimento econômicodos povos.d) se deve buscar uma forma de progresso socioeconômico que não comprometa omeio ambiente sem que, com isso, deixemos de utilizar os recursos nele disponíveis.13. As últimas décadas do século XX assistiram a uma revolução nos sistemas de produçãoe de trabalho. As opções abaixo apresentam algumas das conseqüências dessasmudanças, À EXCEÇÃO:a) da substituição do trabalho humano por robôs flexíveis e programados.b) da substituição, na ocupação da mão-de-obra, do setor de serviços pelo setorindustrial.c) do comando de sistemas de produção por computadores e programas sofisticados.d) da produção altamente concentrada combinada com uma flexível integração deempresas subcontratadas.14. Assinale a alternativa em que todas as indústrias são consideradas expoentes daSegunda Revolução Industrial verificada em quase todo o século XX.a) alimentícia, têxtil e cosmética;b) petroquímica, siderúrgica e automobilística;c) informática, microeletrônica e biotecnologia;d) de produtos minerais, de vestuário e de calçados;
  • 51. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 5315. Com base na idéia sugerida pela charge, marque V ou F nas proposições conformesejam verdadeiras ou falsas, respectivamente, referentes as possíveis soluções para olixo.( ) Uma das possíveis soluções para o lixo orgânico domiciliar é seu retomo ao solona forma de adubo.( ) Para o lixo inorgânico a solução ideal é a coleta seletiva que possibilite reciclargrande parte do lixo como matéria-prima para a indústria.( ) Nos países subdesenvolvidos materiais como vidro, papel, ferro e plástico,provenientes da reciclagem, atingem percentuais mais significativos que no mundodesenvolvido.( ) Nos países subdesenvolvidos a solução racional para o lixo orgânico seria aprodução de gás metano a partir desses resíduos.Assinale a alternativa que apresenta a seqüência correta:a) F, V, F, V.b) V, V, V, F.c) V, V, F, V.d) V, F, V, F.16. RAPIDINHAS DO BOSCÃO Parte 2(__) A atividade agrícola fornecedora de alimentos para subsistência gera as maioresreceitas financeiras, seguida de fontes de matéria-prima e produtos de exportação.(__) As atividades agrárias sofrem influência de fatores naturais, como característicastropicais, que favorecem a produção de cultivos de destaque no mercado mundial.(__) A economia agro-exportadora contribuiu, durante um extenso período, para estabeleceruma organização social que relacionou a propriedade da terra à concentração do poderpolítico e econômico, favorecendo os conflitos existentes.(__) A atividade agrícola apresenta forte dualidade entre uma agricultura comercial,mecanizada e de exportação, e lavouras arcaicas de subsistência, com trabalho familiar.(__) Do ponto de vista científico e técnico, a fase moderna do desenvolvimento da atividadeagrícola teve sua origem na Inglaterra, no século XVIII, com o advento da RevoluçãoIndustrial.(__) A concentração da propriedade da terra é característica da economia rural brasileira,tendo se acentuado a partir da criação da Lei de Terras de 1850.(__) A carcinicultura é uma atividade econômica que vem se expandindo muito na Região doNordeste brasileiro, nos últimos anos. Contudo, ela vem causando sérios transtornosambientais ao ecossistema dos mangues e às áreas de florestas de babaçu que estãosendo desmatadas para ocupação com a atividade.(__) Os minifúndios são as pequenas propriedades produtivas do país com uma extensãopouco superior a do módulo rural.(__) Nos últimos anos, o Brasil vem se destacando como um grande exportador de produtosagrícolas, resultado do excepcional desenvolvimento do agro-negócio em nosso país.(__) Os grandes lucros obtidos pela maior parte da população camponesa com asexportações de gêneros agrícolas vêm produzindo o enriquecimento dessa população e,conseqüentemente, uma fuga do meio rural;(__) Inchaço demográfico e a falta de emprego nas grandes cidades, associados àsextraordinárias rendas obtidas através da agricultura familiar, estão produzindo umcrescente processo de êxodo urbano em nosso país;
  • 52. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 54(__) Tanto no campo quanto nas cidades, a crise econômica das últimas duas décadas vemprovocando a paralisação das atividades produtivas industriais, agrícolas e,conseqüentemente, o desemprego;(__) Embora o agro-negócio gere grande produção e rentabilidade, é caracterizado pelolatifúndio e pela mecanização da agricultura, o que resulta em desemprego no campo eêxodo rural;(__) Os mapas que representam o planisfério utilizam grandes escalas, porque neles sãoregistrados muitos países e vários detalhes.(__) Os mapas refletem, necessariamente, a realidade e, por essa razão, nenhum fato podeser omitido ou destacado.(__) A ocupação da Amazônia, durante o regime militar, tornou seguras as fronteiras,eliminando o narcotráfico e os conflitos entre posseiros e grileiros na região.(__) A produção de biocombustíveis tem atraído críticas, sob a argumentação de queespaços são roubados à produção de alimentos.(__) O processo de modernização da agricultura contribui para a expansão e o aumento daprodutividade, integrando novas áreas à economia nacional e aumentando a exportaçãode produtos agrícolas.(__) A urbanização brasileira quase sempre esteve associada a um modelo econômicoexcludente, responsável pela migração de grandes parcelas da população rural para ascidades, que cresceram desordenadamente.(__) Os Estados Unidos e a União Soviética se apresentavam como blocos de dominaçãoeconômica, embora ambos atuassem, diplomaticamente, no sentido de garantir aliberdade dos povos e a democracia nos países aliados.(__) O programa nuclear iraniano conta com a assistência técnica de Israel, que procuraimpor limites à intervenção estadunidense no Oriente.(__) O princípio da “guerra preventiva”, defendido pela Doutrina Bush, foi uma dasjustificativas apresentadas pelos Estados Unidos para a invasão do Iraque, após o “11 deSetembro”.(__) A disputa pela cidade de Jerusalém constitui um dos impasses básicos para a soluçãodo conflito israelo-palestino.(__) A anexação do Tibete pela China provocou o exílio do governo tibetano, sob a liderançado Dalai Lama.(__) As relações conflituosas entre China e Taiwan se resolveram com o reconhecimento daindependência da Ilha, pelo governo da China continental.(__) A pretensão dos Estados Unidos de construir um escudo antimísseis na EuropaOcidental contrariou os interesses da União Européia.(__) O terrorismo representa uma séria ameaça, cujo fator surpresa pode vitimar inocentes,além do inimigo declarado.(__) A maior parcela da extração brasileira ocorre em solo marítimo do Estado do Rio deJaneiro, por meio de plataformas, e a Petrobras é uma das líderes mundiais natecnologia desse tipo de exploração em águas profundas.(__) A questão ambiental da Amazônia, com amplo debate em âmbito nacional quanto àexploração de sua biodiversidade, tem sido resolvida de forma responsável, conciliandodesenvolvimento social e preservação ambiental.(__) Os impactos regionais decorrentes dos desmatamentos, aliados ao aquecimento global,produzem climas mais quentes e, possivelmente, mais secos, favorecendo a ocorrênciade incêndios florestais e ampliando a vulnerabilidade dos ecossistemas tropicais.(__) A esculturação do relevo é muitas vezes acelerada pela ação antrópica, que podealterar tanto o processo de erosão como o de sedimentação.(__) As áreas montanhosas ou com fortes declives são preferidas, atualmente, para apecuária e para a agricultura comercial, devido ao desenvolvimento de tecnologias quefavorecem a mecanização para o preparo do solo e a proteção contra a erosão, mesmoem áreas desprovidas de vegetação.
  • 53. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 55(__) O relevo brasileiro é modelado principalmente pelas variações dos elementos climáticoscomo a temperatura, o vento e a chuva — que atuam sobre as estruturas geológicas dediferentes idades e naturezas, causando alterações físicas e químicas.(__) As planícies aluviais resultam de um trabalho de deslocamento e deposição desedimentos pelas águas correntes dos rios e são, freqüentemente, muito férteis epopulosas, a exemplo daquelas do Ganges (na Índia) e do Mekong (no Vietnã), entreoutras.(__) O clima predominante no Centro-Oeste brasileiro é o subtropical úmido, comtemperaturas elevadas e distribuição uniforme das chuvas durante o ano.(__) O cerrado — um ecossistema tropical de savana, com similares na África e na Austrália—está distribuído por quase todo o Brasil Central, além de abranger porçõessignificativas do Maranhão, do Piauí, de Roraima, do oeste da Bahia e áreas isoladas emSão Paulo e no Paraná.(__) O cerrado típico é constituído por árvores de baixo porte com raízes profundas, troncostortuosos e galhos retorcidos, cascas espessas e folhas grossas, esparsas edisseminadas em meio a arbustos, e um extrato herbáceo constituído, em geral, porgramíneas.(__) O aspecto xeromórfico da paisagem do cerrado se deve ao déficit hídrico, uma vez queos solos são férteis e, naturalmente, ricos em nutrientes, fato que impulsionou a sua totaltransformação, na atualidade, em pastagens e monoculturas.(__) O Complexo do Pantanal é um ecossistema constituído por ampla baixada e elevaçõesisoladas,recobertas por um mosaico de vegetação hidrófila, higrófila, mesófila e atéxerófita, apresentando áreas permanentemente e/ou periodicamente inundadas pelascheias do rio Paraguai e seus afluentes.(__) A construção de Brasília, a abertura de rodovias, a implantação de redes de distribuiçãode energia elétrica e a pesquisa agropecuária — que adaptou diversas variedades deprodutos agrícolas ao solo da região — estimularam a ocupação dos cerrados a partirdos anos 60 do século XX.(__) No Brasil, em pelo menos dois domínios, o Amazônico e o do Cerrado, a vegetaçãoainda permanece intacta.(__) No domínio da Araucária, a ocupação foi tão intensa que a cobertura vegetal serestringe a menos de 10% do que havia originalmente.(__) No domínio dos Mares de Morros, localizado na porção litorânea do país, a unidadefitogeográfica dominante foi a Floresta Atlântica.(__) O domínio das Pradarias, no extremo sul do Brasil, caracteriza-se por alta densidadehidrográfica, devido às condições climáticas presentes: alta pluviosidade e temperaturaselevadas durante todo o ano.(__) Existem áreas de transição entre os diferentes domínios, onde coexistem elementos dedois ou mais domínios adjacentes.(__) No domínio da Caatinga, o clima é semi-árido, predominando a escassez e o regimeincerto de chuvas.17. Waleska e Wanessa estavam navegando na internet e encontraram dois mapas físicosdo estado do Rio Grande do norte com as seguintes escalas: 1: 750.000 (mapa 1) e 1:2.500.000 (mapa 2). Então, é correto afirmar:a) Em ambos, a representação cartográfica apresenta-se com grande riqueza dedetalhes do relevo e hidrografia.b) Os dois mapas estão representados com as mesmas dimensões e mesmodetalhamento de todos os aspectos físicos.c) No mapa 1, é possível identificar-se maior detalhamento dos compartimentos derelevo que no mapa 2.d) O mapa 2 tem maior tamanho e apresenta maior detalhamento da hidrografia que omapa 1.
  • 54. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 5618. Duas alunas do OVERDOSE, estavam estudando geografia ambiental com os ProfessorBosco e Agenor e encontraram o seguinte texto. “A inevitável devastação ambientaldecorrente do processo de desenvolvimento industrial é um "quadro" que começa a semodificar a partir da defesa pública de um novo conceito: O DESENVOLVIMENTOSUSTENTÁVEL”.O uso dessa expressão tem a finalidade dea) sustentar a inevitável necessidade do desenvolvimento.b) garantir que o desenvolvimento contemporâneo não se sustenta.c) sustentar o meio ambiente em detrimento do desenvolvimento.d) propor a conciliação do desenvolvimento com o meio ambiente.19. A respeito da conservação e da preservação do meio ambiente, foram apresentadas asproposições seguintes.I. Conservar, ou conservação dos recursos naturais, significa não aproveitar, isto é,guardar ou preservar.II. A idéia de preservar normalmente implica tombar ou estabelecer um patrimôniocultural-ecológico.III. A questão ambiental era mais importante, em nível internacional, durante a ordembipolar, de 1945 a 1991.IV. A biodiversidade é um assunto que ganhou crescente destaque nas discussõesambientais, a partir da Terceira Revolução Industrial.Estão corretas as proposições:a) I e IV.b) II e IV.c) III e IV.d) I, II e III.20. As afirmativas a seguir referem-se ao tema "as fontes de energia". Assinale aINCORRETA.a) No Nordeste brasileiro, a utilização da energia solar torna-se difícil, porque os valoresregionais de insolação, em face do clima seco dominante no sertão, são baixos,comparados com os de outras regiões mais úmidas do país.b) As melhores condições geográficas para a utilização da energia eólica são os valesplanos e extensos, expostos à direção dos ventos predominantes, e os terrenosplanos de áreas costeiras.c) O biogás é o produto da fermentação anaeróbica de resíduos de origem orgânica;essa fonte de energia é de aplicação segura e tem um custo relativamente baixo.d) Dentre as principais vantagens proporcionadas pelas fontes de energia alternativas,podemos citar: não alteram as condições climáticas ambientais, não contaminam omeio ambiente nem produzem mutações nos seres vivos.21. Uma embarcação situada no oceano Atlântico está a 30° Oeste em relação ao meridianode Greenwich. Para chegar ao porto do Rio de Janeiro, a embarcação deverá seguir adireção 12° Sudoeste na bússola em relação a sua posição atual.Considerando que eram 14h em Greenwich quando a embarcação estava naquelemeridiano e que, para chegar ao porto, ela levará 8 horas, pode-se dizer que aembarcação chegará ao Rio de Janeiro, pelo horário local, às:a) 8h. b) 14h. c) 19h. d) 20h.22. Se no fuso horário 45° Leste, são 3 horas, nos fusos horários 75° Oeste e 90° Leste,serão, respectivamente:a) 6 horas e 18 horas.b) 6 horas e 19 horas.c) 7 horas e 18 horas.d) 19 horas e 6 horas.
  • 55. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 5723. A respeito das questões ambientais, assinale a alternativa correta:a) As chuvas ácidas devem-se à emissão de óxidos de enxofre e nitrogênio naatmosfera e ocasionam intemperismo nas construções urbanas, além deatingir também as áreas rurais e modificar a composição do solo e da água,comprometendo lavouras, florestas e a vida aquática.b) O chamado efeito estufa é um sistema natural de aquecimento indireto daatmosfera e que vem sendo agravado com a emissão de CFC a partir daqueima de combustíveis fósseis e que pode ter como conseqüência oaumento do nível dos oceanos.c) A urbanização acelerada reduz a capacidade de escoamento superficial daschuvas, acabando por gerar enchentes e deslizamentos de terras,ocasionando perda de vidas, prejuízo patrimonial e ainda a disseminação dedoenças como a leptospirose.d) A inversão térmica é um problema ambienta! urbano em que astemperaturas da zona central são superiores às das áreas suburbanas,devido a vários fatores como a intensa verticalização, a grandemovimentação de carros e a ausência de áreas verdes.24. Segundo o Geógrafo Potiguar João Bosco, A cartografia pode ser entendida comouma disciplina que abrange o desenvolvimento cientifico e a melhoria de técnicas usadasna comunicação dos dados relacionados espacialmente. Portanto um mapa não é umasimples ilustração, mas a representação de um determinado espaço geográfico. Issoquer dizer que quando um geógrafo observa um mapa ele está interagindo com oespaço.Sobre o tema, é correto afirmar:(01) 0 bom uso da linguagem cartográfica compreende a capacidade de entendimentodos símbolos utilizados na representação dos fenômenos geográficos.(02) A indicação da escala utilizada é indispensável para a leitura adequada de produtoscartográficos.(04) 0 traçado de curvas de nível, ou isoípsas, é um dos recursos cartográficos utilizadospara representar o relevo terrestre.(08) Na projeção cartográfica de Mercator, a superfície terrestre é representada sobre umcone imaginário.(16) Quanto menor a escala de uma representação cartográfica, maiores e mais visíveisserão os detalhes de cada fenômeno representado.Dê como resposta a soma dos números das opções corretas.25. O perfil topográfico abaixo representa áreas da região Sul do Brasil.Nele, a área mais antiga e a área mais fértil são, respectivamente:a) 1 e 3 c) 3 e 1b) 3 e 2 d) 2 e 3
  • 56. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 5826. O Professor Bosco, de posse de uma carta esquemática da Cidade de Natal,confeccionada na escala de 1: 50000 constatou que da sua residência até oOVERDOSE a distância virtual era de 20 cm. Quantos kilômetros o professor tem quetrafegar todas as quartas feiras para ministrar aulas no referido estabelecimento deensino:a) 12 kmb) 25 kmc) 10 kmd) 20 km27. No mapa está destacada uma área muito complexa da Terra. Assinale a alternativa quereúne o maior número de afirmações corretas sobre a área.01. Trata-se de uma área que produz muito petróleo, mas que consome muito poucoem relação à produção.02. Apesar de alguns países terem alta renda per capita, a maioria da população émuito pobre.04. A maior parte da população está empregada na indústria e por isso seu poderaquisitivo é muito elevado.08. Trata-se do Oriente Médio, onde o clima predominante é árido e semi-árido,16. É uma das maiores produtoras de alimentos do mundo, sendo conhecidaexatamente pela grande exportação de produtos de origem agrícola.28. O Sistema de Posicionamento Global GPS foi um sistema criado para navegação eposicionamento utilizando sinais emitidos por satélites artificiais. Sobre essageotecnologia, não é correto afirmar que:a) A localização de qualquer ponto da superfície terrestre é realizada a partir de umsistema de coordenadas, contendo informações de latitude, longitude e altitude dolocal.b) A utilização dessa geotecnologia está cada vez mais presente nas atividadeshumanas, destacando-se o uso para mapeamentos, rastreio de veículos, orientação econtrole de rotas.c) Essa tecnologia desenvolveu-se a partir de tecnologia militar e ainda mantém forteligação com as estratégias de controle e dominação dos territórios.d) O GPS é considerado uma ferramenta de Sensoriamento Remoto, pois consegueinformações sem ter contato direto com o local mapeado.29. Em 2004, na Amazônia brasileira, foi registrado um índice recorde de devastação:21.500 km². Para se ter uma idéia do problema, na região norte da Amazônia, há umarco de destruição que pode atingir 28 cidades.As queimadas são as grandes responsáveis por esse quadro. Elas ocorrem devido:
  • 57. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 59a) à expansão da fronteira agrícola.b) à produção de petróleo e gás natural.c) à intensa atividade mineradora, em especial pela exploração do minério de urânio.d) ao fato de o governo permitir o desmatamento através de empresas asiáticas.30. Em 1975, o Brasil assinou um tratado de cooperação nuclear com a ex-AlemanhaOcidental para a construção de 7 usinas nucleares, dentre as quais as construções deAngra 2 e 3. Após 30 anos, Angra 3 ainda não está concluída e a sua potência total é de1,3 mil megawatts. Nos anos 70, o governo desenvolveu o programa nuclear para fazerfrente à crise do petróleo e, atualmente, o programa tem um grande peso político, pois opaís pretende acelerar o programa nuclear para:a) produzir armas nucleares.b) fabricar reatores nucleares para os submarinos da Marinha de Guerra.c) exportar tecnologia nuclear para a Índia e para o Paquistão.d) obter uma vaga no Conselho de Segurança da ONU.31. O Vale do Silício concentra grande parte das indústrias de informática e eletrônica dosEUA, entre as quais a Microsoft. Além disso, essa região foi a primeira a se desenvolverno Sun Belt, possibilitando o avanço da indústria de softwares, da biotecnologia e degrandes indústrias eletroeletrônicas. O trecho se refere:a) à região Nordeste dos EUA.b) às regiões de Seattle e da Califórnia.c) à região das grandes Planícies Centrais.d) ao sul dos Grandes Lagos e do rio São Lourenço.32. Assinale a alternativa que indica a principal característica do processo de modernizaçãoda agricultura brasileira.a) Redução da produtividade por falta de insumos.b) Atendimento à demanda interna por produtos agrícolas.c) Aplicação de técnicas tradicionais no uso agrícola da terra.d) Atendimento à demanda externa por produtos agrícolas.33. Os grandes centros urbanos possuem grandes problemas ambientais. Sobre essesproblemas é incorreto afirmar quea) a industrialização é um problema ambiental que se origina nas cidades médias.b) a poluição visual por placas e anúncios e a poluição sonora são intensos nos grandescentros urbanos.c) o esgoto cloacal e os resíduos sólidos urbanos são problemas ambientais de difícilcontrole pelo poder público devido ao crescimento desordenado, muitas vezes emáreas impróprias à urbanização.d) comumente ocorre alteração ambiental e formação de microclima, decorrente doadensamento de construções e forte urbanização.34. As coordenadas geográficas foram criadas para localizar pontos específicos na superfícieterrestre. Nesse sentido, pode-se considerar correto queI - os paralelos e os meridianos são as linhas imaginárias que servem de base para alocalização de qualquer ponto da superfície terrestre.II - os paralelos permitem o cálculo da latitude, distância em quilômetros entre o pontoque se quer localizar e o Equador.III - a longitude pode ser Norte ou Sul e é indicada pelos meridianos.IV - a latitude varia de 0 a 90º e pode ser Norte ou Sul.V - a longitude varia de 0 a 160º, iniciando no Meridiano de Greenwich e pode serNorte ou Sul.Assinale a alternativa correta:a) Todas as afirmativas estão corretas.b) Todas as afirmativas estão incorretas.c) Somente as afirmativas III e IV estão corretas.d) Somente as afirmativas I e IV estão corretas.
  • 58. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 6035. Petróleo mais caro preocupa EUA, União Européia e Japão.No ano de 2008, os preços do petróleo no mercado internacional tiveram sucessivasaltas, lançando dúvidas sobre o crescimento econômico mundial. A elevação do preço dopetróleo é conseqüência de uma série de fatores e tem graves repercussões em algunspaíses.A alternativa que NÃO apresenta corretamente uma dessas situações é:a) a alta do preço do petróleo interfere na economia japonesa que depende do petróleoimportado.b) o preço do petróleo depende das cotas de petróleo estabelecidas pelos países daOPEP.c) o preço do petróleo aumenta devido aos estoques acumulados pelos Estados Unidos.d) o preço do petróleo oscila devido à situação de insegurança existente no OrienteMédio.36. Sobre a representação cartográfica da Terra, assinale a opção CORRETA:a) Os paralelos são linhas traçadas paralelamente ao Meridiano de Greenwich.b) A distância em graus, que vai do Equador aos pólos, chama-se longitude.c) O Equador divide o globo em Hemisfério Oriental e Ocidental.d) No Hemisfério Meridional, encontram-se os paralelos: Trópico de Capricórnio eCírculo Polar Antártico.37. Responder à questão com base nos mapas.O mapa mais adequado para apresentar as informações referentes à atividade industrialno Brasil éa) o mapa 1, pois está representado numa escala menor que o 2, o que torna asinformações mais claras.b) o mapa 2, pois um centímetro na representação compreende a um quilômetro doespaço real.c) o mapa 1, pois está representado numa escala maior que o 2, o que favorece umamaior quantidade de informações representadas.d) o mapa 2, por ter uma escala maior do que o 1, permitindo, assim, mais informações.38. Os alunos Miranda Jr e Carlos André estavam analisando questões a respeito daconservação e da preservação do meio ambiente, a eles foram apresentadas asproposições seguintes.I. Conservar, ou conservação dos recursos naturais, significa não aproveitar, isto é,guardar ou preservar.II. A idéia de preservar normalmente implica tombar ou estabelecer um patrimôniocultural-ecológico.
  • 59. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 61III. A questão ambiental era mais importante, em nível internacional, durante a ordembipolar, de 1945 a 1991.IV. A biodiversidade é um assunto que ganhou crescente destaque nas discussõesambientais, a partir da Terceira Revolução Industrial.Estão corretas as proposições:a) I e IV.b) II e IV.c) III e IV.d) I, II e III.39. Considere o seguinte depoimento:Meu nome é Benedito. Sou do interior. Moro na capital. No interior, o trabalho era pouco,as cercas eram muitas, a seca era grande. Às vezes, trabalhava na cana, às vezes,trabalhava de servente, às vezes, fazia bico brocando mato. Eu não tinha terra. Vim paraa capital. Aqui trabalho na construção civil. Levanto edifícios, levanto casas, levantopontes e cavo galerias. A minha mão faz a cidade maior. Sonho construir uma boa casa.A casa da minha família.(Revista "Travessia", maio/agosto de 2001, p. 38)A leitura do texto e seus conhecimentos sobre a dinâmica populacional brasileirapermitem afirmar quea) nos anos de 1990, as migrações cíclicas no campo perderam força, principalmente,devido às oportunidades de trabalho nas cidades.b) desde o início dos anos de 1980, que praticamente não há mais migração do campopara a cidade, sendo este depoimento bem antigo.c) nos anos de 1990, a nova abertura das fronteiras agrícolas, no Norte, redirecionou asmigrações para o campo e não mais para as cidades.d) no início do século XXI, a estrutura fundiária concentradora, ainda, é responsável peloêxodo de milhares de trabalhadores rurais.40. Inúmeros conflitos têm ocorrido no mundo como resultado do processo histórico deocupação e invasão de territórios. Sobre esses conflitos, é correto afirmar que:a) os palestinos lutam, desde a criação do Estado de Israel pela ONU, em 1948, peloreconhecimento e pela demarcação de fronteiras que configurem um Estado palestinoindependente.b) os curdos, menor dos grupos étnicos do Globo, que ocupavam territórios do Iraque,da Síria e do Irã, conseguiram recentemente a formação de um Estado independente.c) o povo basco tem procurado uma solução pacífica para seus conflitos territoriais, aoabandonar a luta armada, após o acordo de paz assinado, em 1980, com o governoespanhol.d) a diversidade étnica e cultural é apontada como o principal motivo dos conflitosterritoriais na Iugoslávia, sendo a guerra da Bósnia-Herzegovina o mais recente naregião dos Bálcãs.41. Ocupando uma região muito rica em petróleo, espremida entre as fronteiras da Turquia,Síria, Iraque e Irã, este povo, que não constitui um Estado, tem lutado por suaindependência desde o século XVI. Constitui hoje o maior grupo étnico - cerca de 24milhões de pessoas - sem Estado no mundo. Reivindica a formação de seu próprio paíse teve todas as suas tentativas de emancipação reprimidas com extrema violência.Trata-se dos:a) palestinos.b) curdos.c) judeus.d) libaneses.
  • 60. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 6242. As últimas décadas do século XX assistiram a uma revolução nos sistemas de produçãoe de trabalho.As opções abaixo apresentam algumas das conseqüências dessas mudanças, ÀEXCEÇÃO:a) da substituição do trabalho humano por robôs flexíveis e programados.b) da substituição, na ocupação da mão-de-obra, do setor de serviços pelo setorindustrial.c) do comando de sistemas de produção por computadores e programas sofisticados.d) da produção altamente concentrada combinada com uma flexível integração deempresas sub-contratadas.43. Os Professores J. Bosco e Agenor debatiam sobre as fontes energéticas de grandedestaque no Mundo atual e depararam-se com a seguinte questão. Sobre "as fontes deenergia". Assinale a INCORRETA.a) No Nordeste brasileiro, a utilização da energia solar torna-se difícil, porque os valoresregionais de insolação, em face do clima seco dominante no sertão, são baixos,comparados com os de outras regiões mais úmidas do país.b) Dentre as chamadas fontes de energia alternativa, podemos destacar a biomassa, osol, a geotérmica e o vento.c) As melhores condições geográficas para a utilização da energia eólica são os valesplanos e extensos, expostos à direção dos ventos predominantes, e os terrenosplanos de áreas costeiras.d) O biogás é o produto da fermentação anaeróbica de resíduos de origem orgânica;essa fonte de energia é de aplicação segura e tem um custo relativamente baixo.Discursivas1. O texto abaixo se refere aos impactos ambientais em curso ou possíveis de acontecer embreve.A Terra está mais quente. A temperatura média do planeta elevou-se 4°Cem relação à do século XX. As calotas polares estão se derretendo, e o nível domar já subiu 1m. As zonas climáticas estão mudando, milhares de hectares deflorestas estão se transformando em campos, e a lista de espécies ameaçadas deextinção triplicou. Importantes áreas agrícolas do mundo estão se tornandoimprodutivas, e os estoques mundiais de grãos atingiram seus níveis mais baixos.Em muitas regiões litorâneas as pessoas estão deixando suas casas por causadas inundações provocadas pela elevação do nível dos oceanos. Esses fatos serãouma realidade ou não passarão de ficção?A partir da leitura do texto e dos seus conhecimentos sobre o assunto, responda aositens que se seguem:a) Qual é o impacto ambiental a que o texto está se referindo?b) Enumere causas deste impacto.
  • 61. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 632. Área no cerrado permite produzir oito vezes maisO estudo do Ministério da Fazenda sobre a agricultura destaca que há cercade 90 milhões de hectares cultiváveis ainda não utilizados no cerrado, o querepresenta um potencial de produção da ordem de 230 milhões de toneladas desoja ou 320 milhões de toneladas de milho. "Isto torna possível multiplicar por 6ou 8 vezes, respectivamente, a produção destes grãos", enfatiza o ministério (...)www.estadao.com.brConsiderando o texto e o mapa:Caracterize o cerrado quanto aos aspectos climáticos, edáficos (solos) e de vegetação.3. Descreva as características físicas dos domínios I e III.4. Na sociedade contemporânea, o lixo tornou-se um dos problemas cruciais. Esseproblemas era menor antigamente e exclusivo das cidades. Nas zonas rurais, as sobrasfaziam parte da forma de produzir e de viver.Relacione o problema do lixo com os processos de urbanização e industrialização.5. Relacione pelo menos quatro problemas ambientais que ocorrem no Rio Grande doNorte
  • 62. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 646. Descreva o problema rural brasileiro expresso na charge.7. Analise a letra da música que segue e responda o que se pede.CIDADÃOTá vendo aquele edifício, moço?Ajudei a levantarFoi um tempo de aflição, era quatro conduçãoDuas pra ir, duas pra voltarHoje, depois dele prontoOlho pra cima e fico tontoMas me vem um cidadãoQue me diz desconfiado:Cê tá ai admirado, ou tá querendo roubar?Meu domingo está perdidoVou pra casa entristecidoDá vontade de beberE pra aumentar meu tédioEu nem posso olhar pro prédioQue eu ajudei a fazerTá vendo aquele colégio, moço?Eu também trabalhei láLá eu quase me arrebentoFiz a massa, pus cimentoAjudei a rebocarMinha filha inocenteVeio pra mim toda contente:Pai, vou me matricularMas me diz um cidadão:Criança de pé no chão aqui não pode estudarEssa dor doeu mais forteNem sei porque deixei o norteEntão me pus a dizerLá a seca castigavamas o pouco que eu plantavatinha direito a colher
  • 63. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 65Tá vendo aquela igreja, moço?Onde o padre diz amémPus o sino e o badaloEnchi minha mão de caloLá eu trabalhei tambémMas ali valeu a penaTem quermesse, tem novenaE o padre me deixa entrarFoi lá que Cristo me disse:Rapaz, deixe de tolicenão se deixe amedrontarFui eu quem criou a terraenchi os rios e fiz as serrasnão deixei nada faltarhoje o homem criou asasE na maioria das casasEu também não posso entrarA) qual o setor de atividades expresso na letra?B) Descreva o movimento migratório em destaque na música.7. Analisando a letra da musica a seguir, explique o movimento migratório descrito nacomposição.Asa BrancaQuando oiei a terra ardendocom a fogueira de São JoãoEu perguntei, a Deus do céu, aiPor que tamanha judiaçãoQue braseiro, que fornaiaNem um pé de prantaçãoPor falta dágua perdi meu gadomorreu de sede meu alazãoInté mesmo a asa brancaBateu asas do sertãoEntonce eu disse adeus RosinhaGuarda contigo meu coraçãoHoje longe muitas léguaNuma triste solidãoEspero a chuva cair de novoPara mim vorta pro meu sertãoQuando o verde dos teus olhosSe espalhar na prantaçãoEu te asseguro não chore não, viuQue eu voltarei, viu Meu coração.
  • 64. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 668. "Água que nasce na fonte serena do mundoe que abre o profundo grotãoágua que faz inocente riacho e deságuana corrente do ribeirãoáguas escuras dos riosque levam a fertilidade ao sertãoáguas que banham aldeiase matam a sede da população"("Planeta Água; Guilherme Arantes)Na atualidade, o debate em torno da questão da utilização racional da água está emevidência.a) Aponte duas formas de utilização dos recursos hídricos: uma identificada e outra nãoidentificada nos versos acima.b) Cite duas ações humanas que podem comprometer a qualidade das águas.9. Sobre a temática das fontes energéticas, Explique a frase a seguir:“O petróleo e o carvão mineral, dois importantes combustíveis fósseis, sãoencontrados em veios nos terrenos de escudos, particularmente no Brasil”.10. Nas duas últimas décadas, o agro-negócio brasileiro acostumou-se a vencer. Osnúmeros espetaculares da nossa balança comercial mostram a eficiência do setor.Evolução do saldo do comércio internacional de produtos agropecuáriosSobre o agro-negócio brasileiro:a) Localize dois espaços onde vem ocorrendo a expansão do agro-negócio.b) Liste os principais produtos que se destacam nesta atividade.11. Waleska e Wanessa estavam navegando na internet e encontram um texto sobre fontesde energia, que fazia alusão as fontes energéticas limpas. Explique o que são FontesEnergéticas Limpas e liste quatro exemplos.
  • 65. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 6712. Enumere as principais mudanças que ocorreram na composição etária brasileira13. Descreva o movimento migratório representado na charge e explique por que o mesmoocorre no Brasil com tanta intensidade:14. Descreva o problema ambiental representado na charge a seguir:15. Relacione três problemas que ocorrem na Amazônia e descreva um deles.
  • 66. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 6816. Qual fenômeno geográfico as porções escuras no mapa a seguir, indicadas pelas setas,correspondem:17. Justifique a seguinte frase:“A Terceira Revolução Industrial ou Revolução Técnico-Científicainiciou-se no final do século XIX, com a utilização do petróleo comofonte de energia.”18. Descreva as representações cartográficas a seguir:a)b)
  • 67. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 6920. Dois alunos do OVERDOSE estavam estudando as paisagens vegetais brasileiras,quando encontraram as expressões “Biopirataria” e “Desenvolvimento Sustentável”.Estabeleça a diferença entre os dois termos.21. Descreva o fenômeno representado a seguir.22. Explique os dois momentos geopolíticos expressos nas charges que seguem.
  • 68. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 7023. As charges a seguir expressam o temor da Comunidade Internacional, a partir de maiode 2009. Faça um comentário suscinto sobre este acontecimento de forte tensãogeopolítica.24. Enumere as Meso-Regiões Potiguares destacadas no mapa e liste pelo menos umaatividade econômica de destaque nas mesmas.25. O Protocolo de Kyoto - uma convenção das Nações unidas que é marco sobremudanças climáticas - estabelece que os países mais industrializados devem reduzir até2012 a emissão dos gases causadores do efeito estufa representado na charge em pelomenos 5% em relação aos níveis de 1990. Essa meta estabelece valores superiores aoexigido para países em desenvolvimento. No ano de 2005, mais de 170 países, incluindonações industrializadas da Europa e da Ásia, ratificaram o protocolo. No entanto, nosEUA, o presidente George W. Bush anunciou que o país não ratificaria "Kyoto", com osargumentos de que os custos prejudicariam a economia americana e que o acordo erapouco rigoroso com os países em desenvolvimento. Enumere pelo menos cinco (05)evidências do aquecimentoglobal.
  • 69. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 7126. "É dever da família, da comunidade, da sociedade em geral e do Poder Públicoassegurar à criança e ao adolescente, com absoluta prioridade, a efetivação dos direitosreferentes à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao esporte, ao lazer, àprofissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivênciafamiliar e comunitária.”(Art. 4° - Estatuto da Criança e do Adolescente)"Quando a foice cortou meu dedo eu não sabia se sentia dor, fome ou raiva, muita raiva."Arnon, 13 anos, carvoeiro (MG)"Faço estria nas árvores, jogo ácido e meto a mão na resina das 7 até as 6 horas. Nãosei escrever o meu nome porque, depois do serviço, eu só quero comer e ir para acama."Vanderley dos Santos, 14 anos, seringueiro (SP)"Colocar veneno nos formigueiros cansa e irrita as mãos."Alexandra, 14 anos, caçadora de formigas (MG)"Doem as costas porque estamos pegando folhas da base do pé. Eu tenho que vir comessa blusa de uma manga comprida porque tem o suco do fumo que fica colado nagente."Carla, 15 anos, fumicultora (RS)Cite e comente duas características da exploração do trabalho infantil nas áreas ruraisbrasileiras.27. Ao longo do século XX o Brasil passou por dois grandes fluxos migratórios distintos, oprimeiro, intensificado a partir de 1850 como alternativa para o fim do tráfico negreiro, sóperdendo a intensidade a partir do estabelecimento da Lei de Cotas de Imigração em1934. O segundo, mais recente, observado a partir da década de 80, reflete a criseeconômica interna e em grande parte da América Latina, bem como o fortalecimentoeconômico dos Estados Unidos e da Europa Ocidental.Desenvolva uma análise comparativa entre estes dois fluxos migratórios.27. A fruticultura e a soja são dois cultivos que se beneficiaram do processo demodernização da agricultura brasileira nas últimas décadas. Embora compartilhem dediversos aspectos desta modernização, há diferenças importantes no sistema produtivode cada um.Aponte duas destas diferenças.28. Explique a atuação da massa de ar caracterizada no mapa 2 com o número 5.
  • 70. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 7227. Considere o mapa apresentado abaixo.a) Identifique o problema ambiental que ocorre nas áreas destacadas no mapa.b) Relacione dois fatores que propiciam o surgimento e o agravamento desse problema.28. Observe o cartograma e a figura adiante.a) Identifique e caracterize o ecossistema aqui representado, quanto aos aspectosfísicos, relacionados à formação vegetal e à fauna.b) Apresente uma atividade humana que degrada este ecossistema para as regiões 1 e2.29. Faça uma análise do gráfico a seguir e responda as seguintes indagações.
  • 71. GEOGRAFIATURMA INVERNO | MÓDULO 1 73a) Descreva o fenômeno representado no gráfico.b) Enumere pelo menos 4 causa do fenômeno destacado.30. O território brasileiro apresenta importantes paisagens naturais que justificaram a criaçãode unidades de conservação.Descreva as principais características climáticas e de vegetação, que definem o caráterespecial da unidade de conservação do Parque das dunas de Natal.31. Identifique e relacione três conseqüências do fenômeno descrito na figura que segue:32. Analise o mapa hipsométrico abaixo e identifique:a) O sentido seguido pelo rio.b) A distância real que separa as cidades X e Y.33. Na sociedade contemporânea, o lixo tornou-se um dos problemas cruciais. Esseproblemas era menor antigamente e exclusivo das cidades. Nas zonas rurais, as sobrasfaziam parte da forma de produzir e de viver.Relacione o problema do lixo com os processos de urbanização e industrialização.34. Apesar das cidades serem áreas de habitação coletiva. Sua posse é de uso individual”. Afrase demonstra que a cidade é um ambiente segregacionista.Liste dois exemplos de segregação sócio-espacial no meio urbano.Justifique sua resposta.

×