• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Mesopotamia
 

Mesopotamia

on

  • 17,182 views

 

Statistics

Views

Total Views
17,182
Views on SlideShare
17,020
Embed Views
162

Actions

Likes
5
Downloads
556
Comments
1

6 Embeds 162

http://sementesdementes.blogspot.com 94
http://www.slideshare.net 53
http://sementesdementes.blogspot.com.br 9
http://www.sementesdementes.blogspot.com 4
http://webcache.googleusercontent.com 1
http://www.sementesdementes.blogspot.com.br 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel

11 of 1 previous next

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Mesopotamia Mesopotamia Presentation Transcript

    • Mesopotâmia
    • Povos da Mesopotâmia A Mesopotâmia foi uma região por onde passavam muitos povos nômades oriundos de diversas regiões. Os povos que ocuparam a mesopotâmia foram os sumérios, os acádios, os amoritas ou antigos babilônios, os assírios, os elamitas e os caldeus ou novos babilônios. Como raramente esses Estados atingiam grandes dimensões territoriais, conclui-se que apesar identidade econômica, social e cultural entre esses grupos, nunca houve um Estado mesopotâmico, mas Estados Mesopotâmicos.
    • 1. Sumérios e Acadianos (antes de 2000 a.C.) Os sumérios foram provavelmente os primeiros a habitar o sul da Mesopotâmia. Ali construíram as primeiras cidades de que a humanidade tem conhecimento, como Ur, Uruk e Lagash. Realizavam obras de irrigação e utilizavam técnicas de metalurgia do bronze e utilizavam uma escrita cuneiforme. Grupos nômades, vindos do deserto da Síria, começaram a penetrar nos territórios ao norte das regiões sumerianas. Conhecidos como acadianos, dominaram as cidades-estados da Suméria por volta de 2550 a.C.
    • Cidade de Uruk
    • Cidade de Ur
    • Cidade de Lagash
    • 1.1. Acadianos Teve como seu famoso rei: Sargão I, guerreiro e conquistador, sendo reconhecido como "soberano dos quatro cantos da terra", em alusão às "quatro cidades" bíblicas (Acádia, Babel, Erech e Calné). Foi reconhecimento ao sucesso da unificação mesopotâmica. O rei tornou-se mítico a ponto de ser tradicionalmente considerado o primeiro governante do novo império (que combinava a Acádia e a Suméria). É interessante notar, contudo, que, apesar da unificação, as estruturas políticas da Suméria continuaram existindo. Os reis das cidades-estados sumerianas foram mantidos no poder e reconheciam-se como tributários dos conquistadores acadianos.
    • O império de Sargão I
    • 2. Amoritas (2000 a.C.-1750 a.C.) No início do segundo milênio a.C., a região da Mesopotâmia constitui-se em um grande e unificado império que tinha como centro administrativo a cidade da Babilônia, situada nas margens do rio Eufrates. O soberano que mais se destacou foi Hamurabi, elaborando leis que ficaram conhecidas como Código de Hamurabi. Após sua morte, a Mesopotâmia foi abalada por sucessivas invasões, até a chegada dos assírios.
    • Capital dos Amoritas: Babilônia
    • O Código de Hamurabi As leis, (numeradas de 1 a 282, mas os números 13, 66–99, 110, e 111 inexistem) estão gravadas em um monolito de diorito preto de 2,5 m de altura. Na parte superior do monolito, Hamurabi é mostrado em frente ao trono do rei Sol Shamash. Logo abaixo estão escritos, em caracteres cuneiformes acadianos, os artigos regularizando a vida cotidiana.
    • O código de Hamurabi expõe as leis e punições caso estas não sejam respeitadas. A ênfase é dada ao roubo, agricultura, criação de gado, danos à propriedade, assim como assassinato, morte e injúria. A punição ou pena é diferente para cada classe social. As leis não toleram desculpas ou explicações para erros ou falhas: o código era exposto livremente à vista de todos, de modo que ninguém pudesse alegar ignorância da lei como desculpa. No entanto, poucas pessoas sabiam ler naquela época (com exceção dos escribas).
    • 3.Assírios (1300 a.C.-612 a.C.) De origem semita, os assírios viviam do pastoreio e habitavam as margens do rio Tigre. A partir do final do segundo milênio a.C., passaram a se organizar como sociedade altamente militar e expansionista. Realizaram diversas conquistas e expandiram seu domínio para além da própria Mesopotâmia, chegando ao Egito. O centro administrativo do império assírio era Nínive.
    • O Império Assírio
    • 4. Caldeus (612 a.C.-539 a.C.) Povo de origem semita que se estabeleceu na Mesopotâmia no início do primeiro milênio a.C., os caldeus foram os principais responsáveis pela derrota dos assírios e pela organização do novo império babilônico. Nabucodonosor foi o soberano mais conhecido dos caldeus. Governou por quase sessenta anos e após sua morte os persas dominaram o novo império babilônico
    • O rei Nabucodonosor
    • A Babilônia de Nabucodonosor
    • O Jardim Suspenso da Babilônia
    • Características gerais da Mesopotâmia Em linhas gerais pode-se dizer que a forma de produção predominante na Mesopotâmia baseou-se na propriedade coletiva das terras administrada pelos templos e palácios. O fluxo das águas dos rios Tigre e Eufrates, ao subir era irregular e imprevisível, produzindo condições de seca em um ano e inundações violentas e destrutivas em outro. Para manter algum tipo de controle, fazia-se necessário a construção de açudes e canais, além de complexa organização. A construção dessas estruturas também era dirigida pelo Estado.
    • A escrita na Mesopotâmia A escrita cuneiforme, grande realização sumeriana, usada pelos sírios, hebreus e persas, surgiu ligada às necessidades de contabilização dos templos. Era uma escrita ideográfica, na qual o objeto representado expressava uma idéia.
    • A Literatura Era pobre. Destacam-se apenas o Mito da Criação e a Epopéia de Guilgamesh - aventura de amor e coragem de um herói semideus, cujo objetivo era conhecer o segredo da imortalidade.
    • As construções A mais desenvolvida das artes, porém não era tão notável quanto a egípcia. Caracterizou- se pelo exibicionismo e pelo luxo. Construíram templos e palácios, que eram considerados cópias dos existentes nos céus, de tijolos, por ser escassa a pedra na região;. O zigurate, torre de vários andares, foi a construção característica das cidades-estados sumerianas. Nas construções, empregavam argila, ladrilhos e tijolos.