Your SlideShare is downloading. ×
Pedologia / solo - Professor Edu Gonzaga 2013
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Pedologia / solo - Professor Edu Gonzaga 2013

2,183
views

Published on

Aula de pedologia / solos

Aula de pedologia / solos

Published in: Education

0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
2,183
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Edu Gonzaga
  • 2. Evolução do solo
  • 3. http://map.ibge.gov.br/website/solos/viewer.htm
  • 4. Löess (terra amarela) – Constituído por argila ecalcário, é formado pelo acúmulo de erosão eólica.Muito fértil é encontrado nas planícies chinesas.Tchernoziom (terra preta) - solo escuro, muito fértil,que ocorre na Europa oriental (Rússia e Ucrânia).Terra roxa - Forma-se da decomposição do basalto eocorre, principalmente, nos estados de São Paulo e doParaná. É favorável à cultura do café.Massapê - formado da decomposição do gnaisse e docalcário, esse tipo de solo foi muito favorável ao plantioda cana-de-açúcar na Zona da Mata do Nordeste.Principais solos férteis
  • 5. 1 - Erosão por splash – chuva direta, saltitação deterra, dissolve torrões favorecendo a erosão laminar.2 - Erosão laminar – escoamento superficial maior quea infiltração. Leva à formação de ravinas e voçorocasem áreas de encostas; fendas, sulcos, rasgão.3 - Lixiviação – retirada de nutrientes (matéria orgânicaou mineral) do solo pela infiltração rápida e excessiva.4 - Laterização – Processo atuante em climas tropicais,forma carapaça rígida (laterito ou canga).5 – Desertificação/arenização – falta de manejo dosolo como queimadas, sobrepastoreio, mecanizaçãoexcessiva, monocultura.DEGRADAÇÃO E EROSÃO DOS SOLOS
  • 6. ErosãoConjunto de processos, desgaste,transporte e acumulação, quetransformam e modelam a superfícieda Terra.Voçoroca
  • 7. Estágios de ravinamento numa encosta
  • 8. Erosão por splash
  • 9. Erosão por splash
  • 10. Erosão laminar
  • 11. Chaminés de fada - Erosão Eólica - UtahErosão glacial na vertente francesa do Mont Blanc
  • 12. Brasil: áreasde risco dearenização edesertificaçãoArenizaçãoDesertificaçãoClima subtropicalClima tropicalsemi-árido
  • 13. CE
  • 14. Riscos de desertificação no mundo
  • 15. Fonte: Jornal Estado de Minas – 20/06/2004Estágios de formação das dolinas
  • 16. DEGRADAÇÃO DOS SOLOS - DOLINA
  • 17. Irrigação porgotejamento – diminuios riscos dasalinizaçãoSalinização é acumulação gradativa de sais solúveis no solo.
  • 18. A planta consome a água no solo edeixa o sal (em rosa). Pouco a poucoaumenta a quantidade de sal, fazendocom que se torne cada vez mais difícilpara a planta receber água no solo.Num campo com uma gestãoadequada, a duração de cada sessãode irrigação é suficiente para empurraro sal para fora da zona da raiz.
  • 19. A salinização e possível desertificação do Porto do Açu – São João da Barra - RJ
  • 20. Laterito ou cangaSolo muito alterado com grande concentração dehidróxidos de ferro e alumínio.Caracteriza-se pela ocorrência de lixiviação, queocorre pelo excesso de chuvas ou irrigação.É típico de regiões de clima úmido e quente.
  • 21. Solo laterítico
  • 22. Extração de blocos de laterita na Índia
  • 23. CONSERVAÇÃO DOS SOLOS• Práticas pedológicas – refertilização oucorreção do solo: adubação orgânica, calagem, plantiodireto.•Práticas vegetativas – controle da erosão dosolo por meio de coberturas vegetais: reflorestamento,grama em encostas, rotação de culturas, consórcio deculturas.• Praticas mecânicas – mudanças no relevopara reduzir declividade: curvas de nível,terraceamento.
  • 24. Terraços na China - rizicultura
  • 25. Exercícios
  • 26. (Vunesp) O esquema mostra várias formas de cultivo da terra e a perdade solo por hectare.Correlacionando o escoamento superficial e a erosão, é possível afirmarque1. nas áreas de cultivos anuais como o algodão, a aração e a capinafreqüentes facilitam o forte escoamento superficial e a erosão acelerada.2. nas áreas de florestas, a água concentrada nas folhagens das árvorescai fortemente sobre o solo, provocando erosão acelerada.VF
  • 27. 3. nas áreas de florestas, o escoamento superficial e a erosão sãomínimos.4. sendo o algodoal o cultivo permanente, cobre todo o solo, evitando oescoamento superficial e a erosão intensa.5. no algodoal, que é uma lavoura temporária, há grande proteção dosolo contra o escoamento superficial, que pode formar grandes sulcoserosivosAssinale a alternativa que reúne o maior número de afirmativasCORRETAS:a) 1 e 3 b) 2 e 3 c) 1 e 2 d) 4 e 5 e) 1 e 4XVFF
  • 28. (UFMG) Analise os perfis de solo característicos de algunsdomínios morfo-climáticos brasileiros. A partir da análisedos perfis, é possível afirmar que esses representam,RESPECTIVAMENTE, configurações dos solosdesenvolvidos nos domínios morfo-climáticos:a) Amazônico, da caatinga e do cerrado.b) Amazônico, do cerrado e da caatinga.c) Da caatinga, do cerrado e amazônico.d) Do cerrado, da caatinga e amazônico.X
  • 29. PUC RIO 2002 - "O solo não é estável, nem inerte; muitopelo contrário: constitui um meio complexo em perpétuatransformação, submetendo-se a leis próprias que regemsua formação, sua evolução e sua destruição. Forma-se noponto de contato da atmosfera, da litosfera e da biosfera;participa intimamente nesses mundos tão diversos, poismantém relações constitutivas com o mundo mineral, assimcomo com os seres vivos."Extraído de DORST, Jean. "Antes que a natureza morra: poruma ecologia política." São Paulo: EDUSP, 1973.
  • 30. A partir do texto anterior, assinale a alternativa que NÃO estácorreta:a) Em áreas desmatadas, a velocidade de escoamento superficial éacelerada, e a água diminui sua capacidade de transportarpartículas sólidas em suspensão.b) As características do solo estão relacionadas com as formas derelevo e a drenagem da água dos terrenos.c) O tipo de solo predominante no Brasil é o latossolo, próprio dasregiões de clima quente e úmido, devido ao processo intenso delavagem e dissolução dos sais minerais que o compõem - alixiviação.d) O plantio de espécies leguminosas intercaladas entre os cultivospermanentes, como o café, garante o equilíbrio orgânico do solo eo protege da erosão.e) Os solos se desenvolvem a partir de um processo lento deintemperismo físico e químico sobre uma determinada rocha e soba influência de seres vivos..
  • 31. UFRS 2002 - Leia o texto a seguir: “Um problema naturalrelacionado aos solos de clima tropical, sujeitos a grandesíndices pluviométricos, é o processo de infiltração de água nosolo. A água que se infiltra dos poros, como em uma esponja,vai, literalmente, lavando os sais minerais hidrossolúveis (sódio,potássio, cálcio, etc.) e diminui a fertilidade do solo.Paralelamente à infiltração de água no solo, ocorre o surgimentode uma crosta ferruginosa, que em certos casos chega a impedira penetração das raízes no solo.”Indique a alternativa que completa corretamente as lacunas doenunciado a seguir.O texto versa sobre a erosão ................. dos solos e refere-se,primeiramente, ao processo de ..................... e, depois, aoprocesso de .............................. .a) vertical - laterização - lixiviaçãob) superficial - lixiviação - laterizaçãoc) pluvial - laterização - lixiviaçãod) vertical - lixiviação - laterizaçãoe) superficial - laterização - lixiviação.