Historia social do classicismo

  • 4,435 views
Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
4,435
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3

Actions

Shares
Downloads
32
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Hist ó ria Social do Classicismo Renascimento Fim da Idade M é dia e a transição para a Idade Moderna
  • 2. No final do s é culo XV
    • Europeus chegaram ao Oriente pelo mar.
    • Comprova-se que a terra era redonda.
    • O mar não possuía abismos nem monstros.
    • Cidades cresciam com rapidez.
    • O com é r cio expandia-se.
    • O protestantismo dividia a igreja.
    • A ciência questionava a igreja.
    • A ciência era ameaçada pela inquisição.
  • 3. A linguagem do Classicismo renascentista
    • o individualismo
    • o racionalíssimo
    • a ambição ilimitada
  • 4. A razão abstrata em rigor das matemáticas regem o sistema de controle:
    • do tempo
    • do espaço
    • do trabalho
    • da natureza
  • 5. O amor desce ao inferno
    • A Divina Com é dia de Dante Alighieri (1307-1321).
      • Aborda o tema da vida pós-morte
      • Exalta do amor a Deus .
      • Descreve a vida terrena: da moral . vacilante e fraquezas humanas .
      • Critica os maus religiosos .
      • Celebra o amor profano por Beatriz .
  • 6. Petrarca: o mestre da poesia lírica
    • Humanista, erudito, diplomata
    • Interessado por filosofia greco-romana
    • Fundador do platonismo amoroso
    • Cultivador dos estados melancólicos da alma e da natureza como companheiro e confidente do eu lírico frustrado amorosamente
  • 7. Amor platônico moderno
    • é toda a relação afetuosa em que se abstrai o elemento sexual, idealizada, por elementos heterossexuais de gêneros diferentes - como num caso de amizade pura, entre homem e mulher.
  • 8. O amor ideal de Platão
    • O filosofo grego da Antigüidade concebera o Amor como algo essencialmente puro e desprovido de paixões, ao passo em que estas são essencialmente cegas, materiais, efêmeras e falsas.
    • O Amor, no ideal platônico, não se fundamenta num interesse (mesmo o sexual), mas na virtude .
  • 9. Linguagem do Classicismo Renascentista
  • 10. Formas clássicas
    • Écloga: poema dialogado pastoril
    • Elegia: poema de fundo melancólico
    • Ode: poema de exalta ção a determinada pessoa
    • Epístola: carta em verso
    • Epitalâmio: poema de congratulação a noivos recém-casados.
    • Epopéia: longo poema narrativo que exalta as ações de um herói, verdadeiro ou lendário, representativo da formação e do passado de um povo
  • 11. No texto I, Dante está no inferno e encontra Virgílio, poeta que viveu na Roma antiga, entre 71 e a 19 a.C., e escreveu a epopéia Eneida.
    • “ Então, tu é s Virgílio, aquela fonte
    • q ue expande de eloquência num largo rio?”
    • -- perguntei-lhe, baixando humilde a fonte.
    • Dos outros poetas honra e desafio
    • v alham-me o longo e s for ç o e o furido amor
    • que ao teu poema votei anos a fio.
    • Na verdade es meu mestre meu autor,
    • ao teu exemplo devo, deslumbrado,
    • o belo estilo que e meu só valor.
    a) O que Virgílio representa para Dante? b) identifique no texto a expressão que demonstra a preocupação de Dante em imitar os clássicos.
  • 12. William Blake -- Inferno
  • 13. Escan s ão >>> Medida Nova
    • I - “En / tão, / tu / é s / Vir / gí / lio, a / que / la / fon / te”
    • 1/ 2 / 3 / 4 / 5 / 6 / 7 / 8 / 9 / 10
    • II – “Não / te / nho / paz / nem / pos / so / fa / zer / guer / ra;”
    • 1 / 2 / 3 / 4 / 5 / 6 / 7 / 8 / 9 / 10
    • III – “Tan / to / de / meu / es / ta / do / me a / cho in / cer / to,”
    • 1 / 2 / 3 / 4 / 5 / 6 / 7 / 8 / 9 / 10
    • VI – “ Trans / for / ma / -se o a / ma / dor / na / cou / sa a / ma / da ”
    • 1 / 2 / 3 / 4 / 5 / 6 / 7 / 8 / 9 /10
  • 14. Típico Soneto Italiano: Tanto De Meu Estado Me Acho Incerto
    • Quatorze versos:
    • >>
      • Dois quartetos >>
      • >>
      • >>
      • Dois tercetos >>
      • >>
    Tanto de meu estado me acho incerto, Que em vivo ardor tremendo estou de frio; Sem causa, juntamente choro e rio; O mundo todo abarco e nada aperto. É tudo quanto sinto um desconcerto; Da alma um fogo me sai, da vista um rio; Agora espero, agora desconfio, Agora desvario, agora acerto. Estando em terra, chego ao Céu voando; Numa hora acho mil anos, e é de jeito Que em mil anos não posso achar u~a hora. Se me pergunta alguém porque assim ando, Respondo que não sei; porém suspeito Que só porque vos vi, minha Senhora.
  • 15. Pl á gio ou exercício poético?
    • A noção do pl á gio ganhou mais for ç a somente a partir do Romantismo (seculo XIX) .
    • Os artistas começam a cultuar o próprio eu .
    • Passaram dar valor a noção de autoria e de originalidade de uma obra de arte.
    • Antes disso , era comum um poeta imitar o outro .
    • O imitador tomava o imitado como um mestre que ensinava e que deveria ser homenageado .
  • 16. O Nascimento de Vênus (Botticelli)
  • 17. Resnascimento
    • Características gerais:  * Racionalidade  * Dignidade do Ser Humano  * Rigor Científico  * Ideal Humanista  * Reutilização das artes greco-romana  
  • 18. O Humanismo: o homem acima de tudo
    • O homem era a mais importante criatura de Deus
    • Ser racional, inteligente , inventor perspicaz
    • O homem se torna dono de suas próprias vontades
  • 19. Antropocentrismo:
    • antropo = homem
    • centrismo = relacionado a centro
    • O homem no centro de tudo
  • 20. Teocentrismo
    • teo = Deus
    • centrismo = relacionado a centro
  • 21.