Palestra curitiba

402 views
347 views

Published on

Published in: Technology, Design
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
402
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
6
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Palestra curitiba

  1. 1. Quem sou?<br /><ul><li>Ceb’s
  2. 2. Movimento Estudantil
  3. 3. Vivências – Formação escolar profissional</li></li></ul><li>De onde falo:Embu das artes!<br />
  4. 4. Museu de Arte Sacra<br />
  5. 5.
  6. 6. Escola Municipal Profº Paulo Freire<br />
  7. 7.
  8. 8. Proposta: diálogo<br />“Gestão Democrática na Educação Pública – um instrumento fundamental para a Educação Pública”.<br />
  9. 9. Participação<br />Parte<br />Fazer Parte<br />
  10. 10. Paulo Freire<br /> “Para nós, a participação não pode ser reduzida numa pura colaboração que setores populacionais que devessem e pudessem dar à administração pública participação ou colaboração, por exemplo, através dos chamados mutirões por meio dos quais se reparam escolar, creches, ou se limpam ruas ou praças. A participação para nós, sem negar este tipo de colaboração, vai mais além. Implica, por parte das classes populares, um estar presente na história e não simplesmente nela estar representadas. (Freire, 2006b, p. 75)<br />
  11. 11. Pedro Demo<br />“ Participação é qualidade básica de vida humana”<br />
  12. 12. A participação aliada a democratização é essencialmente um ato coletivo<br />Não se faz por decreto<br />Aprendemos a participar participando – papel da escola<br />
  13. 13. Diálogo<br />Relação Horizontal<br />Amor<br />Humildade<br />Esperança<br />
  14. 14. Ousadia<br />Espaços formais – valorizar<br />Recriar novos espaços / estratégias:<br />Roda de conversa / círculo cultura<br />Agenda 21 escolar / Orçamento Participativo / colegiado<br />
  15. 15.
  16. 16. Qual é o seu sonho?<br />
  17. 17. Ana Saul<br /> “ A decisão democrática implica que haja um envolvimento responsável e compartilhado dos elementos que participam de um programa, na tomada de decisão tanto nos delineamentos a respeito da proposta avaliativa, quanto nos rumos de um programa educacional. Estimula-se uma participação ampla e diversificada dos elementos, contemplando-se tanto o consenso quanto o dissenso” (Saul, 2006p.62) <br />
  18. 18. Profª Rosimary Mendes de Matos<br />Secretária de Educação de Embu das Artes / SP<br />educacao@embu.sp.gov.br<br />(11) 4785-3545 / (11) 4704-6185<br />rosimarymatos7@gmail.com<br />

×