Boletim                                                                ProfessoraInformativoCâmara Municipal de CuritibaAn...
Mandato de                                                                   oposição às                                  ...
Defesa dos servidores(as)                                                                                                 ...
Mobilização contra privatização dascreches em Curitiba completa 10 anos                                        Neste mês d...
Entrevista com Dr. Rosinha                                Servidor municipal, o deputado federal (PT-PR) e pré-candidato a...
Novo tempo para as mulheres                  Assessora da Secretaria de Políticas para Mulheres (SPM) defende organização ...
PNE: principalagenda daEducação em 2011                 O mandato acompanha as discussões                                 ...
Gestão        Seminário                                                                                       Democrática ...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Boletim maio junho

338

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
338
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
4
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Boletim maio junho"

  1. 1. Boletim ProfessoraInformativoCâmara Municipal de CuritibaAno 7 | n.19 | Maio-Junho de 2011 vereadora sforma! Ousadia que tran Um mandato de oposição às injustiças e a favor dos trabalhadores e da cidade Página 2.Dr. Rosinha:“Compartilho com muitos curitibanos osonho de morar em uma cidade que tenhajustiça e dignidade em cada bairro, em cadavila.” Página 5.Ainda nesta edição:Tatau Godinho, assessora especial da SPM, defende que mulheresprecisam se organizar para garantir e ampliar direitos. Página 4.Mobilização contra privatização das creches em Curitiba completa 10anos. Página 3.
  2. 2. Mandato de oposição às injustiças e a favor dos trabalhadores e da cidadeComissões Mandato exige CPI para Fiscalização do ExecutivoA vereadora Professora Josete (PT) investigar máfia dos radares Após denúncia do mandato,integra três importantes comissões O mandato continua cobrando o prefeito Luciano Ducci (PSB)na Câmara Municipal de Curitiba explicações e investigações sérias retirou de tramitação o projeto(CMC): a de Legislação, Justiça e sobre o escândalo dos radares. que, de forma camuflada eRedação; a de Serviço Público e a da Com a Bancada de Oposição, imoral, tentava “esquentar”Revisão da Lei Orgânica Municipal. exigimos a instalação de uma CPI irregularidades em vencimentosNesses espaços, ela defende as para investigar as denúncias de de comissionados. A intençãonecessidades dos trabalhadores(as) e pagamento de propina e de que da Prefeitura era tentar corrigirdos movimentos sociais de Curitiba. seria possível apagar multas do medida equivocada cometida em sistema. Ainda pairam dúvidas 2008. Para isso, seria utilizada aLei Orgânica sobre uma possível indenização mesma proposição que tratavaNa Comissão da Lei Orgânica, o milionária que Curitiba pode da carreira dos auditores fiscaismandato continua defendendo ser obrigada a pagar à Consilux. – se aprovado, o projeto poderiaredução do número de cargos na Após as denúncias veiculadas sofrer contestações judiciais, oMesa Diretora da Câmara para reduzir pela imprensa, o prefeito Luciano que acabaria prejudicando essesos gastos gerados com comissionados; Ducci anunciou “rompimento” do trabalhadores. Mas a Prefeituraa redução do recesso parlamentar; contrato. Mas ficou só no discurso recuou e agora precisa revisargarantia da proporcionalidade e tudo continua como antes, pois os planos de carreira de todas aspartidária na composição da Mesa e a empresa ainda opera os radares categorias, além de responder nadas Comissões e 30% do Orçamento normalmente. Justiça pelas irregularidades.do Município para a Educação.Richa, Ducci e a Erik Feitosaabsurda tarifa dotransporte em CuritibaO mandato lutou contra o aumento da tarifado transporte para R$ 2,50. Enquanto outrascidades têm redução da passagem, usuários deônibus da capital paranaense pagam o preço pelaincompetência do grupo político que há décadasestá à frente da Prefeitura. Agora que Beto Richaestá no Governo do Estado, ele poderia muitobem decretar a redução de ICMS dos insumos queinterferem na composição da tarifa. Protestos da Rede Ampla Contra o Tarifaço mobilizaram dezenas de jovens em Curitiba.2 B o l e t i m i n f o r m at i vo. a n o 7. n .19. m a i o -j u n h o d e 2011
  3. 3. Defesa dos servidores(as) A tática de usar projetos sobreImprensa Sismuc assunto consensual para aprovar tema controverso também foi utilizada pela Prefeitura na votação da data base dos servidores, para os quais, neste ano, foi concedido reajuste de 6,5%, que repõe apenas a variação da inflação. O mesmo índice foi aplicado, pela primeira vez, aos agentes políticos – secretários municipais e vereadores. Para o mandato, minimamente, os assuntos deveriam ser discutidos em projetos diferentes. Na ocasião, ainda defendemos a reposição das perdas Apesar da mobilização dos servidores, Prefeitura ainda não repôs perdas históricas. históricas dos servidores. Despejos e realocações Em quatro anos, lixões estarão truculentas em Curitiba proibidos no Brasil imóveis da Cohab em outros locais, A partir de 04 de agosto de 2014 oErik Feitosa geralmente bastante afastados dos bairros onde as famílias construíram Brasil deverá estar livre dos lixões a boas residências – em muitos casos, céu aberto. Ficará proibido colocar poderia ser adotada a solução da em aterros sanitários qualquer regularização fundiária, prática que tipo de resíduo que seja passível não é priorizada pelo município. de reciclagem ou reutilização. Isso é o que define o artigo 54 Famílias que não estão em área de da Política Nacional de Resíduos risco ou preservação ambiental estão Sólidos, regulamentada por decreto sendo retiradas sem indenização, presidencial no fim do ano passado. enquanto outras, que vivem às Isso significa que os municípios Moradores do Xaxim e do Sabará protestaram na Câmara margens de rios e córregos, são brasileiros, para se adequar a nova Tem passado desapercebido o completamente esquecidas. Não legislação, terão que criar leis drama de centenas de famílias que há informações públicas sobre as municipais para a implantação residem em áreas de ocupação realocações e alguns despejos, da coleta seletiva. Outro ponto de Curitiba. Elas sofrem com a aparentemente, foram realizados sem fundamental da Política é a inclusão desinformação, desrespeito e determinação judicial. econômica, social e cultural das truculência da Cohab em realocações Após a demolição das casas, o pessoas que vivem, convivem e despejos. Acompanhamos o que entulho não é retirado dos terrenos, e sobrevivem das atividades vem ocorrendo no Xaxim e no o que gera ainda mais transtornos, de reutilização e reciclagem de Sabará, onde dezenas de moradores como a multiplicação de roedores e produtos, materiais e embalagens estão sendo retirados das casas insetos, além do risco de enchentes. pós-consumo. que conseguiram construir com Um morador do jardim Eldorado, na Arquivo Abr muito esforço após décadas de CIC, conta que um dia chegou do trabalho. Por iniciativa da vereadora trabalho e avistou o trator começando Professora Josete, a Câmara Municipal a derrubar a casa de seis peças onde aprovou pedidos de informações mora com a família: “O tratorista não oficiais à Prefeitura sobre essas foi informado de que a casa ainda situações. Também foram realizados estava habitada e, graças a Deus, diversos encontros, inclusive com pude chegar a tempo de salvar a vida representantes da Cohab. dos meus dois filhos, de 12 e sete Questionamos, principalmente, a anos, que estavam lá dentro!” Diariamente o Brasil produz 150 mil toneladas de lixo, das quais falta de critérios claros na definição Mais informações sobre moradia popular 40% são despejadas em aterros a céu aberto. O destino adequado do lixo é um problema que afeta a maioria das cidades - apenas 8% de quem será retirado das suas casas em Curitiba no nosso site: dos 5.565 dos municípios adotam programas de coleta seletiva. para assumir financiamentos de www.professorajosete.com.br Mandato da vereadora Professora Josete (Pt) 3
  4. 4. Mobilização contra privatização dascreches em Curitiba completa 10 anos Neste mês de maio, completa 10 anos Houve diversos protestos e a grande mobilização popular que manifestações dos pais nas conseguiu impedir a privatização das creches, na Prefeitura e na Câmara creches em Curitiba. Em 2001, o então Municipal. Os sindicatos (Sismuc prefeito Cássio Taniguchi publicou e Sismmac) e os mandatos edital de concessão de 26 creches à do Partido dos Trabalhadores iniciativa privada. A licitação previa mobilizavam as comunidades. que a empresa contratada poderia Sem diálogo, a Prefeitura tentava expandir a administração para os convencer de que a privatização seria outros 126 centros municipais de algo bom para a cidade. Até que, em educação infantil. O curioso é que resposta à Ação movida pelo PT e poucos meses antes, na campanha à pelo Centro de Defesa da Criança e reeleição, Taniguchi havia prometido do Adolescente, a Justiça concedeu a construção de novas creches e liminar contra a concessão. ampliação do número de vagas. Em sua decisão, o juiz José Roberto Na época, a Prefeitura investia Pinto Júnior, da 4ª Vara da Fazenda cerca de R$ 140 mensais para cada Pública, apontou que “o processo criança matriculada. Com a licitação, de privatização provocou justificado o município reduziria o “gasto” receio de que haveria prejuízo para R$ 80, o que deixava nítida na qualidade do serviço, além da a intenção de fazer com que as cobrança de mensalidade ou repasse famílias arcassem com a diferença. de custos aos pais”. A privatização Outras preocupações eram a atingiria, de imediato, mais de três diminuição da qualidade do Ensino e mil crianças (na sequência, todas as o remanejamento de servidores. outras poderiam ser prejudicadas.Trabalhadores, movimentos sociais e mandatospopulares lutam pela consolidação do SUAS no ParanáTrabalhadores do SUAS, nosso trabalhadores(as) e da sociedade Estado, as políticas clientelísticas,mandato e outros mandatos em geral para a realização dos seus repressoras e pontuais, quepopulares têm lutado pela direitos, por ampliar a proteção social só favoreceram o crescimentoconsolidação do Sistema Único de brasileira e regulamentar o conteúdo desigual, a cultura do favor e aAssistência Social (SUAS) no Paraná. específico da Assistência Social, na pobreza concentrada. De formaEm maio, por iniciativa do deputado direção de um sistema universal de descentralizada, potencializandoestadual Professor Lemos (PT), uma Seguridade Social”. esforços da União, estados eaudiência pública na Assembleia Principal deliberação da III Conferência municípios, o SUAS fortalecido é aLegislativa discutirá o tema – o Nacional de Assistência Social, estratégia mais adequada para adeputado lidera a Frente Parlamentar ocorrida em 2003, o SUAS precisa qualificação e ampliação de serviços,da Assistência Social no Paraná. deixar de ser uma política de governo programas, projetos e benefíciosUm coletivo composto por para se tornar uma política do prestados à população.representantes de diversas categorias Estado Brasileiro. Com o objetivo CFPprofissionais que compõem o de regulamentá-lo, tramita nosegmento dos trabalhadores do SUAS Senado Federal um Projeto de Leiorganiza um abaixo assinado que (PLC 189/2010). Os trabalhadores eexige a consolidação do Sistema. Esse os movimentos sociais organizadoscoletivo publicou recentemente uma defendem a proposta e se articulamcarta aberta em defesa do SUAS. pela aprovação imediata do projeto.O documento ressalta que “o Sistema O consenso é o de que é urgenteé uma importante conquista dos superar a história de omissão do Encontro Nacional dos Trabalhadores do SUAS (março): no evento, foi criado o Fórum Nacional dos Trabalhadores do SUAS4 B o l e t i m i n f o r m at i vo. a n o 7. n .19. m a i o -j u n h o d e 2011
  5. 5. Entrevista com Dr. Rosinha Servidor municipal, o deputado federal (PT-PR) e pré-candidato a prefeito de Curitiba fala sobre política, desafios, e mitos acerca da capital paranaense o sonho de morar em uma cidade contrato, tenta nos iludir. Mas ele eEdson Santos / Agência Câmara que tenha justiça e dignidade em seu grupo sempre foram cúmplices cada bairro, em cada vila. de irregularidades, algumas delas Qual é a sua avaliação da gestão do sob investigação do Ministério prefeito Luciano Ducci? Público. Outras já estão na Justiça, com ex-diretores da Urbs e o ex- Dr. Rosinha - Curitiba vem sendo prefeito Taniguchi como réus. administrada da mesma forma, pelos mesmos grupos políticos e Os números da violência em Curitiba econômicos há muitas décadas. nos últimos anos são assustadores. Taniguchi, Beto Richa, Jaime Lerner Como a cidade deve enfrentar isso? e Luciano Ducci, entre outros, Dr. Rosinha - A taxa de homicídios representam os interesses desses em Curitiba no ano de 2008 foi mesmos grupos, que não têm nada de 56,5 a cada 100 mil habitantes, a ver com os interesses da maioria quase quatro vezes maior que a da população curitibana. Curitiba de São Paulo e o dobro da do Rio não presta contas e nem tampouco de Janeiro. Entre 1998 e 2008, os oferece canais reais de participação homicídios triplicaram por aqui. Curitiba completou 318 anos. A da população sobre a administração Mais jovens de 18 a 24 anos são cidade tem mais de 1 milhão e 746 municipal. assassinados aqui do que em São mil habitantes, de acordo com IBGE A gestão do transporte na cidade é Paulo. e um PIB per capita de R$ 23,7 mil, boa, ótima, ruim ou péssima? A violência deve ser enfrentada com segundo dados de 2008. Apesar de Dr. Rosinha - Não é democrática. políticas públicas mais articuladas a propaganda oficial retratá-la como Falta transparência, controle público e efetivas. Além da mera repressão, um lugar praticamente perfeito, a e participação popular. A Urbs é preciso operar políticas em capital paranaense ainda convive age protegendo e defendendo os diferentes áreas como Educação, com sérios problemas e dificuldades. interesses do cartel dos empresários Cultura, Lazer, Saúde. Os jovens Para abordar as múltiplas realidades que há décadas domina o transporte devem ser priorizados. Os bairros da e mitos acerca do município, coletivo da cidade. periferia, também. entrevistamos o deputado federal Como se deu a construção histórica do O que vemos é que a tarifa subiu Dr. Rosinha, pré-candidato a mito da “cidade modelo”? acima da inflação, enquanto a prefeito. Boa leitura! Dr. Rosinha - Essa expressão surgiu qualidade vem caindo dia a dia. Qual é a sua relação com a cidade? O desafio em Curitiba é aumentar na década de 1970, durante a Dr. Rosinha - Minha identidade a qualidade do sistema, baratear ditadura militar. Cidade ecológica, com Curitiba tem a ver com minha a tarifa e garantir de fato uma capital de primeiro mundo, cidade própria história de vida. Vim para cá mobilidade urbana. modelo, cidade da gente, não estudar medicina. Aqui tenho minha Como você interpreta o rompimento passam de motes publicitários família, meus amigos. Aqui me do contrato com a Consilux? bairristas. Servem para conduzir as formei e ajudei a cuidar de crianças pessoas em torno de interesses que Dr. Rosinha - Quase tudo que a como médico pediatra em postos de são, na verdade, exclusivos de uma Prefeitura de Curitiba apresenta à saúde na periferia. classe social. mídia não passa de jogo de cena, Junto com muitos outros servidores como foi o falso rompimento de E a velha mídia contribui para a municipais, senti a necessidade Richa e Taniguchi às vésperas da fabricação desta imagem de cidade de lutar por melhores condições eleição em 2004. sem contradições, sem problemas. de trabalho e mais recursos para E as contradições são tão evidentes A Consilux é uma das muitas a saúde. Assim, ajudei a criar o que saltam aos olhos de qualquer empresas privadas ilegalmente Sindicato dos Servidores Municipais cidadão quando sai de casa para favorecidas ao longo dos anos pela de Curitiba, o Sismuc. Como ir ao trabalho, ao posto médico ou Prefeitura de Curitiba. O grupo deles consequência desse trabalho fui mesmo na procura de acesso a bens já privatizou a gestão da informática, culturais de seu bairro. eleito vereador em 1988 e, em a frota de veículos, a merenda seguida, deputado estadual. Em escolar. Até as creches eles tentaram Confira esta entrevista completa no site do 1992, fui candidato a prefeito. Isso privatizar, mas a mobilização mandato: www.professorajosete.com.br me aproximou ainda mais dos temas popular conseguiu impedir. Acompanhe o Dr. Rosinha: prioritários da cidade e da sua gente. No caso da Consilux, o prefeito, ao Twitter: @drrosinha Compartilho com muitos curitibanos acenar com um cancelamento do Facebook: facebook.com/DoutorRosinha13 Mandato da vereadora Professora Josete (Pt) 5
  6. 6. Novo tempo para as mulheres Assessora da Secretaria de Políticas para Mulheres (SPM) defende organização feminina para a garantia e ampliação de direitos a Caixa Econômica Federal, estamos mulheres, considero fundamentalArquivo pessoal discutindo a ampliação do crédito uma mudança nos padrões para pequenas empreendedoras, partidário e eleitoral, de maneira para que elas possam investir nos que as eleições percam o caráter seus negócios e ampliar a renda individualizado. Defendo, familiar. Também estão sendo principalmente, a adoção da lista encaminhadas propostas sobre os partidária com alternância igualitária direitos das empregadas domésticas, entre homens e mulheres para entre outras ações. Algumas cargos políticos e o financiamento dessas políticas são novas. Mas é público e exclusivo de campanha. importante salientar a continuidade Por fim, que mensagem você deixa das anteriores. para as mulheres de Curitiba? Qual é a função da Secretaria e Tatau Godinho: Vivemos um quais as ações em andamento você momento diferente. Uma mulher considera de maior relevância? preside a República. Isso abre Tatau Godinho: A SPM tem o muitas oportunidades para que Tatau Godinho: assessora da SPM e ativista do movimento de mulheres papel de discutir com os demais possamos ampliar nossos direitos, ministérios a coordenação e nossa participação no espaço As mulheres brasileiras vivem execução dessas políticas que político, a luta pela igualdade. um momento interessante. comentei anteriormente. O objetivo Mas isso depende de organização. Pela primeira vez, temos uma é garantir que as conquistas sejam Então, é preciso que as mulheres se presidenta. O mandato dela está permanentes e estejam presentes organizem para que nossos direitos quase completando os primeiros nas ações dos diversos setores do sejam assegurados. seis meses. Nessa caminhada, têm governo. A ministra Irini Lopes A entrevista, na íntegra, está recebido destaque a manutenção (Secretaria de Políticas para as disponível no site do mandato: e a ampliação de ações voltadas às Mulheres) tem políticas públicas para as mulheres. priorizado ações Roberto Stuckert Filho Para falar sobre esse nova realidade, que ampliam o mandato entrevistou a cientista a autonomia social Tatau Godinho, militante do econômica das Partido dos Trabalhadores (PT/PR) e mulheres, por do movimento de mulheres; doutora considerar que, em Ciências Sociais pela PUC-SP e dentro dos marcos assessora especial da Secretaria de de construção Políticas para Mulheres (SPM) da da igualdade, é Presidência da República. fundamental que Que balanço você faz dos primeiros haja autonomia meses do Governo Dilma, tendo em financeira. vista o planejamento e execução de A Reforma Política políticas públicas para as mulheres? é um tema em Tatau Godinho: A presidenta pauta neste ano. anunciou algumas medidas Quais as principais que são bastante importantes, bandeiras a serem principalmente na área da Saúde. defendidas pelas Mas a SPM vem trabalhando mulheres para que com os demais ministérios em possam efetivamente diversos projetos. Com o MEC, participar do por exemplo, temos discutido a pleito eleitoral capacitação de professores para em condições de que eles preparem aulas focadas na igualdade com os questão de igualdade entre homens homens? e mulheres, algo fundamental Tatau Godinho: para superarmos a questão da Enquanto ativista Presidenta Dilma Rousseff é presenteada com camisa do Grupo de Apoio às Mulheres desigualdade entre os gêneros. Com Mastectomizadas da Amazônia (GAMMA), durante campanha de combate ao câncer de mama e do movimento de colo do útero (Manaus, AM): políticas do Governo Lula são mantidas e ampliadas. 6 B o l e t i m i n f o r m at i vo. a n o 7. n .19. m a i o -j u n h o d e 2011
  7. 7. PNE: principalagenda daEducação em 2011 O mandato acompanha as discussões visando garantir qualidade à Educação sobre o Plano Nacional de Educação pública, a partir de financiamento As 10 diretrizes para (PNE) para a próxima década (2011- adequado, valorização dos o PNE 2011-2020 2020). O projeto, de autoria do profissionais, laicidade e gratuidade, I. Erradicação do analfabetismo; Executivo, vem sendo discutido da Educação Infantil ao Ensino II. Universalização do atendimento escolar; com a sociedade em audiências, Superior. conferências e seminários. Para III. Superação das desigualdades educacionais; que as 10 diretrizes do PNE sejam Setorial de Educação IV. Melhoria da qualidade de ensino; cumpridas (box ao lado), são O PNE também é prioridade em V. Formação para o trabalho; estabelecidas 20 metas e para cada 2011 para o Setorial de Educação VI. Promoção da sustentabilidade sócio- meta são estabelecidas estratégias - do PT Paraná. No Fórum em Defesa ambiental; ao todo, são 170 estratégias. da Escola Pública, o Setorial alertou, entre outras questões, para a VII. Promoção humanística, científica e tecnológica; A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), utilização do verbo “fomentar”. Ele VIII. Estabelecimento de meta de aplicação a Campanha Nacional pelo Direito é utilizado em 24 estratégias que de recursos públicos em educação como à Educação, a União Nacional dos se referem a grandes desafios a proporção do produto interno bruto; Estudantes (UNE) e a União Brasileira serem superados. Para o Setorial, não IX. Valorização dos profissionais da Educação; e dos Estudantes (UBES) apresentaram cabe ao PNE “fomentar”, mas sim X. Difusão dos princípios da equidade, emendas ao Plano. Essas emendas “assegurar”, “garantir”, “implementar”. do respeito à diversidade e a gestão visam assegurar a efetivação de Se o PNE assegurar as diretrizes, democrática da educação. propostas aprovadas na Conferência metas e estratégias, certamente terá Nacional de Educação (Conae), como que acatar a proposta da Conae de a apresentação de prazos para o ampliar o investimento do PIB para a Municípios precisam garantir cumprimento das metas e estratégias. Educação em 10%. hora-atividade As entidades querem que sejam No mês de abril de 2011 a Educação retiradas ou modificadas partes do Audiências Brasileira obteve uma grande vitória. texto que são incoerentes, fortalecem o A Câmara dos Deputados promoverá, Além de regulamentar o Piso Salarial setor privado de ensino ou retrocedem nos meses de maio e junho, no Profissional Nacional (PSPN) para os no processo de gestão democrática. mínimo quatro audiências públicas no profissionais do magistério público da país para debater temas relacionados educação básica, o Supremo Tribunal Fórum ao PNE. No Paraná, o deputado Federal (STF) decidiu que estados O Fórum Paranaense em Defesa da Estadual Professor Lemos (PT) e municípios precisam reservar 1/3 protocolou pedido para realização de da jornada para o desempenho Escola Pública, em sua 30ª sessão, audiência na Assembleia Legislativa das atividades de interação com os realizada em Curitiba no final do para o dia 6 de junho. educandos. Ou seja, cerca de 30% da mês de abril, também referendou, jornada de trabalho dos professores melhorou e sistematizou emendas, precisam ser destinadas à hora- atividade. O piso e a hora atividade estavam sendo questionados no STFLeandro Taques por governadores de cinco estados. Alguns municípios se anteciparam à decisão e já cumprem na íntegra o que determina a Lei 11.738/08. Curitiba também pode chegar a esse nível, se houver vontade política e compromisso com a Educação, pois a cidade já paga o PSPN e arrecada consideravelmente. Implantar a hora- atividade deve ser uma prioridade da Administração de Curitiba. No final do mês de abril, Fórum Paranaense em Defesa da Escola Pública reuniu-se em Curitiba. Em pauta, o PNE. Mandato da vereadora Professora Josete (Pt) 7
  8. 8. Gestão Seminário Democrática da Escola Pública O mandato promove no dia 2 de junho o seminário “Gestão Democrática da Escola Pública”. O evento será realizado no auditório do Instituto Federal do Paraná (IFPR), na Rua João Negrão, 1285 (Rebouças), das 8h às 17h. Serão abordados temas como “Conselho Escolar e Associações de Pais, Professores e Funcionários”, “O PNE e os Desafios no Processo de Efetivação da Gestão Democrática”, entre outros. Os participantes recebem certificado de até oito horas. As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas pelo email professora.josete@cmc.pr.gov.br ou pelo telefone (41) 3350-4603. As vagas são limitadas. A programação completa está disponível no site: www.professorajosete.com.br Reflexão Primeiro semestre do Governo Dilma “Dilma assumiu com muita “Dilma vem dando disposição e determinação e vem continuidade ao fazendo um mandato excelente. desenvolvimento Prova disto é o resultado de econômico e social que pesquisa divulgada recentemente o Brasil experimentou quando o governo teve mais ao longo do Governo de 70% de aprovação. Nenhum Lula. Depois de uma governante do Brasil teve crise sem precedentes na tamanha aprovação popular nos economia mundial, o Brasil 100 primeiros dias de mandato. Isso não é por acaso. Ela experimenta um momento altamente positivo na geração vem determinando mais investimento na Saúde Pública, de emprego e renda e vem demonstrando plena capacidade seja na distribuição de remédios para hipertensos e de administrar um processo inflacionário cuja origem é, diabéticos ou o acréscimo de investimentos na Saúde da em sua maior parte, devida à conjuntura internacional. A Mulher e da Criança. É um governo atento às demandas condução na área econômica segue atenta e intransigente da Educação. Dilma pediu celeridade ao Projeto que quanto à estabilidade dos preços, porém não perde de trata do PNE. Dilma faz uma administração acima da vista a importância de continuarmos crescendo. Com média, relacionando-se muito bem com a base de apoio responsabilidade e coerência, Dilma conduz o país na rota certa e tendo uma relação republicana com a oposição.” para nos tornarmos uma nação cada vez mais desenvolvida.” Professor Lemos, deputado estadual PT-PR Gleisi Hoffman, senadora (PT-PR) Informativo do mandato da vereadora Professora Josete TransparênciaIM PR E SSO Tiragem: 20 mil exemplares Impressão: Gráfica Popular . Custeio do gabinete: Endereço: Câmara Municipal de Curitiba, Rua Barão do Rio Branco, s/nº. A CMC fornece ao nosso gabinete materiais de escritório, além de selos e cotas para CEP: 80010-902. Telefone: (41) 3350-4603. Fax: (41) 3350-4606. cópias/xerox. Temos à disposição um carro Parati ano 2009 (locado da empresa Ouro Verde) e 50 litros de combustível por semana. Email: professora.josete@cmc.pr.gov.br O salário bruto da vereadora é de R$ 9280,00 - o valor líquido, descontando o IPMC, Jornalista responsável: Erik Feitosa (DRT 7320/PR) ICS e o IR é de R$ 6.361,59. A soma dos salários de todos os assessores do gabinete é de R$ 38.326,16 (bruto). w w w. professorajose te.com . br

×