0
CAPÍTULO 7
SÉCULO XVII : NASCE A CIÊNCIA
MODERNA
CHASSOT, Ático . A ciência através dos tempos. São
Paulo:Moderna, p.95 a ...
“Como é este Universo que habitamos?”
Copérnico,Galileu e Newton responderam esta
questão?!
Sim, mas juntamente com centen...
Nicolau Copérnico
Polonês (1473-1543)
 Estudou Direito Canônico, Medicina e Astronomia;
 Reformulou o sistema monetário ...
Giordano Bruno
Italiano (1548-1600)
 Pertenceu a Ordem dos Dominicanos;
 Aos 28 anos abandonou a Instituição religiosa e...
Johannes Kepler
Alemão (1571-1630)
 Foi assessor de Tycho e adepto das teorias Copérnianas tendo
provado cientificamente ...
Galileu Galilei
Italiano (1564-1642)
 Considerado um dos criadores da Ciência Moderna .
Ele é o primeiro teórico do chama...
Francis Bacon
Inglês (1561-1626)
 Foi o criador da ciência experimental e do método
científico moderno junto com Galileu ...
Issac Newton
Inglês (1642-1727)
 Discípulo de Descartes leu suas obras e as de Galileu, dedicou-
se a pesquisa científica...
Inquisição e Bruxaria
 Inquisição :a partir do século XII; Auge da caça às bruxas: século
XVII;
 Inquisição: investigar ...
Justificativa
 Escolhemos este capítulo por ser ligado ao Renascimento onde grandes
cientistas elaboram teorias científic...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

História da ciência

5,057

Published on

Published in: Education, Technology
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
5,057
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
123
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "História da ciência"

  1. 1. CAPÍTULO 7 SÉCULO XVII : NASCE A CIÊNCIA MODERNA CHASSOT, Ático . A ciência através dos tempos. São Paulo:Moderna, p.95 a 113,1994.
  2. 2. “Como é este Universo que habitamos?” Copérnico,Galileu e Newton responderam esta questão?! Sim, mas juntamente com centenas cientistas. Anônimos, cultos,desconhecidos, leigos,perseguidos, apadrinhados... De diversos países, em diferentes épocas. Eles são responsáveis pela... Revolução Científica Contexto Mundial:  Colombo descobre novas terras;  Magalhães circunavegou a Terra;  Vasco da Gama chega à Índia;  Lutero faz a Reforma;  Miguel Ângelo e Leonardo da Vinci brilham nas artes;  Paracelso e André Vesálio redefinem a medicina;
  3. 3. Nicolau Copérnico Polonês (1473-1543)  Estudou Direito Canônico, Medicina e Astronomia;  Reformulou o sistema monetário e o direito canônico;  Fez observações e cálculos astronômicos e matemáticos;  Defendeu a existência do Heliocentrismo e Universo finito;  Sua obra mais importante foi “De revolutionibus orbium coelestium” sobre as revoluções das esferas celestes.A qual entrou para o Index dos livros proibidos pela Igreja de 1616 até 1835.  Georg Joachim Rheticus, professor de Matemática da Universidade de Wittenberg mediou a publicação da referida obra.  Copérnico formulou várias hipóteses muitas ainda pelo método da dedução silogística ou com indução “ por simples enumeração” ,isto é , sem comprovação científica;
  4. 4. Giordano Bruno Italiano (1548-1600)  Pertenceu a Ordem dos Dominicanos;  Aos 28 anos abandonou a Instituição religiosa e tornou-se “errante” morando em vários países;  Foi estudioso da obra de Copérnico;  Declarou que o Universo era infinito;  Publicou vários livros e difundiu as ideias de Copérnianas, contrárias a Igreja;  Foi queimado vivo pela Igreja;  Bruno suprime a esfera das estrelas fixas , conservada por Copérnico, e alarga o universo ao infinito" Tycho Brahe(Tige) Dinamarquês (1546-1601)  Aos 13 anos ingressou na Universidade Luterana;  Depois foi cursar direito, mas interessou-se por astronomia;  Construiu vários instrumentos de observação astronômica;  Fez correções nas tabelas astronômicas existentes;  Declarou que o “céu não era imutável nem limitado”;  Refutou a teoria aristotélica de esferas celestes ao observar cometas;  Aperfeiçoou o observatório astronômico de Praga;
  5. 5. Johannes Kepler Alemão (1571-1630)  Foi assessor de Tycho e adepto das teorias Copérnianas tendo provado cientificamente a teoria heliocêntrica;  Estudou teologia, astronomia e astrologia;  Em 1597 escreveu o livro Um precursor dos tratados cosmográficos contendo os movimentos do Universo e, mais adiante Epítome da astronomia copernicana, Harmonia do mundo e as Tabelas rodolfinas.  Leis de Kepler: os astros percorrem uma órbita elíptica, em tempos diferentes, conforme forem suas distâncias; afélio/periélio;  Dizia:“A máquina passa a ser o modelo explicativo da natureza e Deus passa a ser admirado como Grande Construtor desse preciso engenho”.  Dedicou-se a pseudociência elaborando horóscopos para ricos;
  6. 6. Galileu Galilei Italiano (1564-1642)  Considerado um dos criadores da Ciência Moderna . Ele é o primeiro teórico do chamado método experimental. Necessidade do experimento para a investigação científica;  O sentido e a razão são fundamentais para a formulação das hipóteses;  Os momentos do método: observação,análise,indução(formulação da hipótese) e dedução( verificação da hipótese com o cálculo e o experimento).  Na Universidade de Pisa estudou medicina. Mas dedicou-se a matemática e a mecânica e a hidrostática, sendo professor;  Na física contribuiu com a verificação da velocidade da queda dos corpos (corte epistemológico/exigência científica), entre outras descobertas e invenções;  Dedicou-se a construção de telescópios e instrumentos ópticos para o comércio popularizando o ato de observação a distância;  Principais obras que escreveu: O mensageiro das estrelas(1610),O ensaiador (1623), Diálogo sobre os dois principais sistemas do mundo (1632) e Discurso sobre as duas novas ciências (1638).  Dizia: “O livro da natureza é escrito em linguagem matemática” e “Contudo a Terra se move”;
  7. 7. Francis Bacon Inglês (1561-1626)  Foi o criador da ciência experimental e do método científico moderno junto com Galileu ( Método indutivo);Bacon aprofunda a indução e a ela subordina a dedução)  Político “corrupto”, filósofo e escritor;  Principais obras: Ensaios, Novum organum e A grande restauração onde diz que “é preciso observar os fatos, classificá-los e determinar suas causas”; Descartes Inglês(1596-1650)  Estudou e reformulou algumas teorias de Galileu;  Principais obras: Discurso do método e Princípios de filosofia;  Criou o sistema de coordenadas cartesianas;  Associou a geometria à álgebra;  Dizia “Penso, logo existo”,a fim de justificar o poder da razão na percepção do mundo através de ideias claras e distintas, assim,ele criou um sistema completo baseado na extensão,figura e movimento, partindo da dúvida metódica( eliminando as ideias falsas e as dúbias, até chegar a verdade);
  8. 8. Issac Newton Inglês (1642-1727)  Discípulo de Descartes leu suas obras e as de Galileu, dedicou- se a pesquisa científica;  Principais descobertas: O método matemático das flexões ou cálculo diferencial; A lei da composição da luz (o disco de Newton) base para o sistema científico da óptica; criou a lei da gravitação universal;  Em 1672 tornou-se membro da Royal Society e publicou vários trabalhos como os anéis de Newton, Óptica,etc.  O livro Princípia foi escrito em latim para estudiosos da época tratava dos fundamentos da matemática,da hidrostática e da hidrodinâmica; “Se me vi mais longe do que outros homens, foi porque me coloquei nos ombros de gigantes” Issac Newton
  9. 9. Inquisição e Bruxaria  Inquisição :a partir do século XII; Auge da caça às bruxas: século XVII;  Inquisição: investigar toda e qualquer opinião ou doutrina contrária ao ensinamento oficial da Igreja;combater os hereges;especialidade dos dominicanos;  Bruxaria e demonologia apareceram quando a Revolução Científica transformava a maneira de a humanidade pensar, migrando da concepção geocêntrica para a heliocêntrica, deixando com isso de ser antropocêntrica.  Na Europa, no período que vai de 1500 a 1650, há uma verdadeira “epidemia de bruxaria”, justamente quando explode a ciência moderna. Assim como o cristianismo não venceu o paganismo, e muito dele incorporou, a ciência não derrotou a magia.
  10. 10. Justificativa  Escolhemos este capítulo por ser ligado ao Renascimento onde grandes cientistas elaboram teorias científicas que revolucionaram o mundo das ciências e até hoje são lembrados por todos nós. Além disso, houve a criação do método cientifico moderno e da ciência experimental;  Outro motivo da escolha foi a percepção da audácia desses ícones da Ciência, em desafiarem um sistema ideológico dominante, onde a Igreja era a dona da verdade defendendo o geocentrismo e o antropocentrismo;  Na contemporaneidade as novas descobertas científicas são inúmeras e passam despercebidas em meio a esse turbilhão de informações veiculadas na mídia. No campo educacional muitos teóricos tem se dedicado a pesquisas científicas, mas o que prevalece são as releituras de pedagogos e filósofos renomados como Paulo Freire, Foucault, Comenius, Veiga - Neto, Piaget,etc.  Por fim o estudo desse capítulo é um estímulo a enfrentar os desafios, as opiniões contrárias ao que nós acreditamos e lutamos no nosso dia-a-dia em nossa profissão, assim como os grandes cientistas e filósofos da época foram mal compreendidos. Por outro lado, também um “empurrão” ao não se acomodar, ao “estar preparado”, estudando e progredindo assim como toda a sociedade ao longo dos séculos. Isabel Cristina Simas e Ivanilda Freitas Dornelles Rosário do Sul, outubro de 2010
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×