• Save
Fenômenos ondulatórios final
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
No Downloads

Views

Total Views
15,922
On Slideshare
15,774
From Embeds
148
Number of Embeds
5

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
1
Likes
4

Embeds 148

http://informatizando-a-biologia.blogspot.com 99
http://informatizando-a-biologia.blogspot.com.br 35
http://www.informatizando-a-biologia.blogspot.com.br 9
http://www.informatizando-a-biologia.blogspot.com 4
http://www.slideshare.net 1

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Fenômenos Ondulatórios
  • 2. Reflexão
    • Uma onda retorna ao encontrar uma superfície que separa dois meios diferentes.
    • Aplicações:
    • microondas;
    • Todos os objetos que enxergamos
    • Satélite, sonares
  • 3. Reflexão
    • Propriedades da reflexão:
    • A onda e seus componentes não mudam;
    • A fase pode variar ou não.
    • Leis da reflexão:
    • Raio incidente, raio refletido e a normal são coplanares;
    • Ângulo de incidência é igual ao ângulo de reflexão.
  • 4. Reflexão - Fase
    • Com inversão de fase: extremo fixo.
    • Sem inversão de fase; extremo livre.
  • 5. Refração
    • É o fenômeno observado quando uma onda passa de um meio para outro diferente (índice de refração diferente).
  • 6. Refração
    • Leis da Refração:
    • 1ª Lei: Os raios incidente, refratado e a normal são coplanares;
    • 2ª Lei (Snell-Descartes): a relação entre os senos do ângulo de incidência e do ângulo de refração são constantes, assim:
    • n b,a = sen i índice de refração
    • sen r relativo
  • 7. Refração - Trajetória
    • Quando o raio refratado se aproxima da normal – diminuição da velocidade;
    • Quando o raio refratado se afasta da normal, há aumento da velocidade.
  • 8. Refração- Trajetória
    • Quando o raio incidente coincide com a normal, não há desvio na trajetória do raio refratado.
  • 9. Interferência
    • Ocorre quando duas ondas da mesma natureza se encontram e, assim, as energias transmitidas por elas se somam (interferência construtiva) ou subtraem (interferência destrutiva).
    • Após o encontro as duas ondas seguem como se nada tivesse acontecido.
  • 10. Interferência – Onda estacionária
    • Ondas Estacionárias se formam quando duas ondas idênticas se encontram, se movendo em sentidos opostos.
    • Esse tipo de onda é caracterizado por pontos fixos de valor zero, chamados de nodos, e pontos de máximo também fixos, chamados de antinodos.
    • http://www.if.ufrgs.br/~arenzon/java/optics/wave4.html
    V -> ventre da onda que corresponde ao ponto de crista ou vale, ou seja, ao ponto que sofre interferência construtiva. N -> nó ou nodo da onda que corresponde ao ponto que sofre interferência destrutiva.
  • 11. Batimento
    • Batimento ocorre quando ondas de frequências próximas se superpõem, com interferências construtivas e destrutivas.
  • 12. Batimento - propriedades
    • Onda resultante tem frequência diferente das ondas originais.
    • f r = f1 +f2
    • 2
    • Alternância de momentos com interferência construtiva e destrutiva.
    • Frequência com intensidade máxima:
    • f = f maior – f menor
  • 13. Difração
    • Ocorre quando uma onda encontra um obstáculo e o contorna.
    • Ocorre em qualquer tipo de onda.
  • 14. Difração da Luz
    • Experiência de Thomas Young:
    • Luz passa por dois orifícios muito pequenos, iguais e próximos, obtendo duas fontes luminosas, som mesma frequência e em concordância de fases.
  • 15. Ressonância
    • Quando um corpo começa a vibrar por influência de outro, na mesma freqüência deste, ocorre um fenômeno chamado ressonância.
    • Como exemplo, podemos citar o vidro de uma janela que se quebra ao entrar em ressonância com as ondas sonoras produzidas por um avião a jato.
    • A sintonização das estações num rádio constitui um exemplo de ressonância elétrica. Quando giramos o botão do sintonizador, fazemos com que a freqüência da corrente alternada no aparelho se torne igual à das ondas emitida pela estação transmissora.
  • 16. Ressonância
  • 17. Polarização
    • Ocorre quando uma onda transversal passa a vibrar em apenas um plano.
    • A intensidade da luz polarizada é menor que da luz não-polarizada.
    • Somente ondas transversais.
  • 18. Polarização
    • A polarização de ondas pode acontecer de várias maneiras:
    • Por reflexão (figuras ao lado)
    • Por birrefringência
    • Por absorção
    • Por espalhamento
  • 19. Polarização Birrefringência: quando um meio apresenta dois índices de refração diferentes.