Your SlideShare is downloading. ×
Fenômenos ondulatórios final
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Saving this for later?

Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime - even offline.

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Fenômenos ondulatórios final

13,772
views

Published on


1 Comment
4 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
13,772
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
1
Likes
4
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Fenômenos Ondulatórios
  • 2. Reflexão
    • Uma onda retorna ao encontrar uma superfície que separa dois meios diferentes.
    • Aplicações:
    • microondas;
    • Todos os objetos que enxergamos
    • Satélite, sonares
  • 3. Reflexão
    • Propriedades da reflexão:
    • A onda e seus componentes não mudam;
    • A fase pode variar ou não.
    • Leis da reflexão:
    • Raio incidente, raio refletido e a normal são coplanares;
    • Ângulo de incidência é igual ao ângulo de reflexão.
  • 4. Reflexão - Fase
    • Com inversão de fase: extremo fixo.
    • Sem inversão de fase; extremo livre.
  • 5. Refração
    • É o fenômeno observado quando uma onda passa de um meio para outro diferente (índice de refração diferente).
  • 6. Refração
    • Leis da Refração:
    • 1ª Lei: Os raios incidente, refratado e a normal são coplanares;
    • 2ª Lei (Snell-Descartes): a relação entre os senos do ângulo de incidência e do ângulo de refração são constantes, assim:
    • n b,a = sen i índice de refração
    • sen r relativo
  • 7. Refração - Trajetória
    • Quando o raio refratado se aproxima da normal – diminuição da velocidade;
    • Quando o raio refratado se afasta da normal, há aumento da velocidade.
  • 8. Refração- Trajetória
    • Quando o raio incidente coincide com a normal, não há desvio na trajetória do raio refratado.
  • 9. Interferência
    • Ocorre quando duas ondas da mesma natureza se encontram e, assim, as energias transmitidas por elas se somam (interferência construtiva) ou subtraem (interferência destrutiva).
    • Após o encontro as duas ondas seguem como se nada tivesse acontecido.
  • 10. Interferência – Onda estacionária
    • Ondas Estacionárias se formam quando duas ondas idênticas se encontram, se movendo em sentidos opostos.
    • Esse tipo de onda é caracterizado por pontos fixos de valor zero, chamados de nodos, e pontos de máximo também fixos, chamados de antinodos.
    • http://www.if.ufrgs.br/~arenzon/java/optics/wave4.html
    V -> ventre da onda que corresponde ao ponto de crista ou vale, ou seja, ao ponto que sofre interferência construtiva. N -> nó ou nodo da onda que corresponde ao ponto que sofre interferência destrutiva.
  • 11. Batimento
    • Batimento ocorre quando ondas de frequências próximas se superpõem, com interferências construtivas e destrutivas.
  • 12. Batimento - propriedades
    • Onda resultante tem frequência diferente das ondas originais.
    • f r = f1 +f2
    • 2
    • Alternância de momentos com interferência construtiva e destrutiva.
    • Frequência com intensidade máxima:
    • f = f maior – f menor
  • 13. Difração
    • Ocorre quando uma onda encontra um obstáculo e o contorna.
    • Ocorre em qualquer tipo de onda.
  • 14. Difração da Luz
    • Experiência de Thomas Young:
    • Luz passa por dois orifícios muito pequenos, iguais e próximos, obtendo duas fontes luminosas, som mesma frequência e em concordância de fases.
  • 15. Ressonância
    • Quando um corpo começa a vibrar por influência de outro, na mesma freqüência deste, ocorre um fenômeno chamado ressonância.
    • Como exemplo, podemos citar o vidro de uma janela que se quebra ao entrar em ressonância com as ondas sonoras produzidas por um avião a jato.
    • A sintonização das estações num rádio constitui um exemplo de ressonância elétrica. Quando giramos o botão do sintonizador, fazemos com que a freqüência da corrente alternada no aparelho se torne igual à das ondas emitida pela estação transmissora.
  • 16. Ressonância
  • 17. Polarização
    • Ocorre quando uma onda transversal passa a vibrar em apenas um plano.
    • A intensidade da luz polarizada é menor que da luz não-polarizada.
    • Somente ondas transversais.
  • 18. Polarização
    • A polarização de ondas pode acontecer de várias maneiras:
    • Por reflexão (figuras ao lado)
    • Por birrefringência
    • Por absorção
    • Por espalhamento
  • 19. Polarização Birrefringência: quando um meio apresenta dois índices de refração diferentes.