Desequilíbrios ambientais
Poluição sonora <ul><li>Emissão sonora acima dos níveis regulamentados. </li></ul><ul><li>Zonas urbanas; </li></ul><ul><li...
Poluição sonora <ul><li>Medidas para minimizar a poluição sonora: </li></ul><ul><li>Construção de aeroportos distantes dos...
Poluição do ar <ul><li>Efeito estufa </li></ul><ul><li>Efeito de monóxido de carbono no organismo </li></ul><ul><li>Buraco...
Efeito estufa <ul><li>Gases estufa: </li></ul><ul><li>Gás carbônico - CO 2 </li></ul><ul><li>Metano – CH 4  (23X mais pote...
Efeito estufa - biodiesel <ul><li>Combustíveis fósseis = aumentam a quantidade de CO 2  no ambiente; </li></ul><ul><li>Bio...
Efeito do monóxido de carbono no organismo <ul><li>CO (Monóxido de carbono); </li></ul><ul><li>Liga-se à hemoglobina de fo...
Buraco na camada de ozônio <ul><li>Protege contra a entrada de raios  ultravioleta (UV) </li></ul><ul><li>Ozônio – O 3  </...
Chuva ácida <ul><li>Gases:  SO 2 , SO 3 , NO,  NO 2  e NO 3 . </li></ul><ul><li>Reação com o vapor d’água, produzindo ácid...
Inversão térmica <ul><li>Geralmente no  inverno , pode ocorrer um rápido resfriamento do solo ou um rápido aquecimento das...
Poluição da água <ul><li>Esgotos domésticos </li></ul><ul><li>Dejetos industriais </li></ul><ul><li>Aumento da matéria org...
Poluição da água <ul><li>Eutrofização </li></ul><ul><li>Marés vermelhas </li></ul><ul><li>Maré negra </li></ul><ul><li>Pol...
Eutrofização <ul><li>“ Bloom” ou “floração das algas”, por excesso de nutrientes (nitrogênio e fósforo); </li></ul><ul><li...
Eutrofização <ul><li>Proliferação de bactérias aeróbias (consumo de O 2 ); </li></ul><ul><li>Morte por asfixia (peixes, cr...
Maré vermelha <ul><li>Excesso de nutrientes nas águas; </li></ul><ul><li>Proliferação de algas (dinoflageladas – pirrófita...
Maré negra – (petróleo) <ul><li>Impede entrada de luz e compromete atividade fotossintética e a vida marinha; </li></ul><u...
Detergentes <ul><li>Resultado de lavagens domésticas e industriais. </li></ul><ul><li>Reduzem penetração de oxigênio na ág...
Bioacumulação <ul><li>Substâncias não-biodegradáveis: </li></ul><ul><li>- DDT (inseticida) </li></ul><ul><li>- Metais pesa...
Pesticidas ou biocidas <ul><li>Inseticidas residuais (DDT e BHC) </li></ul><ul><li>Acúmulo de substância tóxica por peso c...
DDT <ul><li>Desmineralização de ovos de aves (casca fina) – extinção de algumas espécies nos EUA. </li></ul><ul><li>Humano...
Metais pesados <ul><li>Mercúrio: </li></ul><ul><li>Ingestão (cadeia alimentar); </li></ul><ul><li>Inalação de vapores; </l...
Poluição do solo <ul><li>Lixo </li></ul><ul><li>Material radioativo </li></ul><ul><li>Desmatamento </li></ul><ul><li>Queim...
Lixo <ul><li>Idade Média - pestes; </li></ul><ul><li>Lixão:  nenhum tratamento (proliferação de vetores de doenças, mau ch...
Aterro sanitário <ul><li>Lixo é enterrado; </li></ul><ul><li>Coleta do chorume e dos gases (biogás); </li></ul><ul><li>Imp...
Radioatividade <ul><li>Explosões atômicas; </li></ul><ul><li>Vazamentos de usinas nucleares. </li></ul><ul><li>Exemplos: e...
Destruição dos solos - Desmatamentos <ul><li>Desmatamentos  levam à  erosão  da área devastada; </li></ul><ul><li>Ventos e...
Queimadas <ul><li>Poluição atmosférica – fumaça e CO 2 ; </li></ul><ul><li>Redução da fertilidade do solo (queima da matér...
Controle biológico <ul><li>Controle de pragas em plantações; </li></ul><ul><li>Uso de predadores, parasitas, competidores ...
Problemas do controle biológico <ul><li>Introdução de espécies exóticas – desequilíbrio ecológico; </li></ul><ul><li>Compe...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

DesequilíBrios Ambientais Completo

47,280

Published on

Published in: Technology, Business
2 Comments
8 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
47,280
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
670
Comments
2
Likes
8
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

DesequilíBrios Ambientais Completo

  1. 1. Desequilíbrios ambientais
  2. 2. Poluição sonora <ul><li>Emissão sonora acima dos níveis regulamentados. </li></ul><ul><li>Zonas urbanas; </li></ul><ul><li>Desconforto, perda auditiva e até surdez; </li></ul><ul><li>Proteção para o trabalho em locais como siderúrgicas. </li></ul>
  3. 3. Poluição sonora <ul><li>Medidas para minimizar a poluição sonora: </li></ul><ul><li>Construção de aeroportos distantes dos centros urbanos; </li></ul><ul><li>Desvio de transito de caminhões; </li></ul><ul><li>Mais áreas verdes; </li></ul><ul><li>Campanhas educativas; </li></ul><ul><li>Uso de protetores auriculares. </li></ul>
  4. 4. Poluição do ar <ul><li>Efeito estufa </li></ul><ul><li>Efeito de monóxido de carbono no organismo </li></ul><ul><li>Buraco na camada de ozônio </li></ul><ul><li>Chuva ácida </li></ul><ul><li>Inversão térmica </li></ul>
  5. 5. Efeito estufa <ul><li>Gases estufa: </li></ul><ul><li>Gás carbônico - CO 2 </li></ul><ul><li>Metano – CH 4 (23X mais potente que o CO 2 ) </li></ul><ul><li>Emissão por queima de combustíveis fósseis, queimadas e termoelétricas; </li></ul><ul><li>Ponto positivo: manutenção da vida na Terra; </li></ul><ul><li>Ponto negativo: aumento exagerado da temperatura – derretimento das calotas polares. </li></ul>Radiação infravermelha
  6. 6. Efeito estufa - biodiesel <ul><li>Combustíveis fósseis = aumentam a quantidade de CO 2 no ambiente; </li></ul><ul><li>Biodiesel = aumenta áreas agrícolas que retiram CO 2 do ambiente (ciclo do carbono); </li></ul><ul><li>Produção de biodiesel: óleo de origem vegetal (mamona, soja, girassol e outros). </li></ul>
  7. 7. Efeito do monóxido de carbono no organismo <ul><li>CO (Monóxido de carbono); </li></ul><ul><li>Liga-se à hemoglobina de forma estável, impedindo a oxigenação dos tecidos; </li></ul><ul><li>Asfixia, pode levar à morte. </li></ul><ul><li>Quem elimina CO? </li></ul><ul><li>- Queima de combustíveis fósseis, gás natural, queimadas. </li></ul>
  8. 8. Buraco na camada de ozônio <ul><li>Protege contra a entrada de raios ultravioleta (UV) </li></ul><ul><li>Ozônio – O 3 </li></ul><ul><li>CFC (clorofluorcarbono) – sprays, compressores de geladeiras, tintas, produção de isopor... </li></ul><ul><li>UV: provoca: catarata, câncer de pele, queimaduras. </li></ul>
  9. 9. Chuva ácida <ul><li>Gases: SO 2 , SO 3 , NO, NO 2 e NO 3 . </li></ul><ul><li>Reação com o vapor d’água, produzindo ácidos (sulfúrico, nítrico); </li></ul><ul><li>Acidificação do solo – destruição de culturas; </li></ul><ul><li>Em SC emissão nas regiões de mineração de carvão. </li></ul>
  10. 10. Inversão térmica <ul><li>Geralmente no inverno , pode ocorrer um rápido resfriamento do solo ou um rápido aquecimento das camadas atmosféricas superiores ; </li></ul><ul><li>Falha nas correntes de convecção do ar; </li></ul><ul><li>Poluição “presa” próxima ao solo. </li></ul>Em condições normais: Ar quente: menos denso – sobe Ar frio: mais denso - desce
  11. 11. Poluição da água <ul><li>Esgotos domésticos </li></ul><ul><li>Dejetos industriais </li></ul><ul><li>Aumento da matéria orgânica, o que aumenta o número de bactérias que consomem o oxigênio, levando peixes à morte por asfixia. </li></ul>
  12. 12. Poluição da água <ul><li>Eutrofização </li></ul><ul><li>Marés vermelhas </li></ul><ul><li>Maré negra </li></ul><ul><li>Poluição térmica das águas </li></ul><ul><li>Bioacumulação </li></ul>
  13. 13. Eutrofização <ul><li>“ Bloom” ou “floração das algas”, por excesso de nutrientes (nitrogênio e fósforo); </li></ul><ul><li>Aumento das algas superficiais, impedindo a entrada de luz, assim a atividade das algas submersas fica afetada. </li></ul>
  14. 14. Eutrofização <ul><li>Proliferação de bactérias aeróbias (consumo de O 2 ); </li></ul><ul><li>Morte por asfixia (peixes, crustáceos, algas, bactérias aeróbias); </li></ul><ul><li>Crescimento de bactérias anaeróbias – decomposição de matéria orgânica, liberação de gases tóxicos e malcheirosos. </li></ul>
  15. 15. Maré vermelha <ul><li>Excesso de nutrientes nas águas; </li></ul><ul><li>Proliferação de algas (dinoflageladas – pirrófitas), de cor avermelhada; </li></ul><ul><li>Metabolismo das algas libera toxinas que atacam sistema nervoso de animais marinhos; </li></ul><ul><li>Consomem grandes quantidades de O 2 . </li></ul>
  16. 16. Maré negra – (petróleo) <ul><li>Impede entrada de luz e compromete atividade fotossintética e a vida marinha; </li></ul><ul><li>Adere às brânquias dos peixes e de outros animais aquáticos, impedindo a respiração; </li></ul><ul><li>Penas das aves se “colam”, deixando-as sem proteção contra o frio e sem o vôo; </li></ul><ul><li>Intoxicação, mutações e câncer. </li></ul>
  17. 17. Detergentes <ul><li>Resultado de lavagens domésticas e industriais. </li></ul><ul><li>Reduzem penetração de oxigênio na água, afetando diversas formas de vida aeróbias. </li></ul><ul><li>Aves: remove secreção oleosa das penas (impermeabilizante), assim as aves podem afundar e morrer afogadas. </li></ul><ul><li>Quando biodegradáveis, contribuem para o processo de eutrofização. </li></ul>
  18. 18. Bioacumulação <ul><li>Substâncias não-biodegradáveis: </li></ul><ul><li>- DDT (inseticida) </li></ul><ul><li>- Metais pesados (mercúrio, chumbo e cádmio) </li></ul><ul><li>Acumula nos organismos ao longo da cadeia alimentar (magnificação trófica) </li></ul>
  19. 19. Pesticidas ou biocidas <ul><li>Inseticidas residuais (DDT e BHC) </li></ul><ul><li>Acúmulo de substância tóxica por peso corporal. </li></ul><ul><li>Envenenamento de alimentos; seleção de linhagens mais resistentes; eliminação de espécies úteis; </li></ul><ul><li>Acúmulo ao longo da cadeia alimentar. </li></ul>
  20. 20. DDT <ul><li>Desmineralização de ovos de aves (casca fina) – extinção de algumas espécies nos EUA. </li></ul><ul><li>Humanos: cirrose e câncer. </li></ul>
  21. 21. Metais pesados <ul><li>Mercúrio: </li></ul><ul><li>Ingestão (cadeia alimentar); </li></ul><ul><li>Inalação de vapores; </li></ul><ul><li>Ataca sistema nervoso; </li></ul><ul><li>Cegueira, emagrecimento; </li></ul><ul><li>Mineração, tintas e papel. </li></ul><ul><li>Chumbo: </li></ul><ul><li>perturbações nervosas; </li></ul><ul><li>Nefrites crônicas; </li></ul><ul><li>Anemias </li></ul><ul><li>Distúrbios do sistema digestório </li></ul><ul><li>Aditivos da gasolina, tubulações de água. </li></ul><ul><li>Cádmio: </li></ul><ul><li>Ingestão (cadeia alimentar) </li></ul><ul><li>Ataca sistema nervoso </li></ul><ul><li>Pilhas e baterias </li></ul>
  22. 22. Poluição do solo <ul><li>Lixo </li></ul><ul><li>Material radioativo </li></ul><ul><li>Desmatamento </li></ul><ul><li>Queimadas </li></ul>
  23. 23. Lixo <ul><li>Idade Média - pestes; </li></ul><ul><li>Lixão: nenhum tratamento (proliferação de vetores de doenças, mau cheiro); </li></ul><ul><li>Contaminação do solo e dos lençóis freáticos pelo chorume. </li></ul><ul><li>Incineração – lixo hospitalar (liberação de CO 2 e outros gases para atmosfera). </li></ul>
  24. 24. Aterro sanitário <ul><li>Lixo é enterrado; </li></ul><ul><li>Coleta do chorume e dos gases (biogás); </li></ul><ul><li>Impermeabilização do solo. </li></ul>
  25. 25. Radioatividade <ul><li>Explosões atômicas; </li></ul><ul><li>Vazamentos de usinas nucleares. </li></ul><ul><li>Exemplos: estrôncio 90, iodo 129 e iodo 131, e césio 137. </li></ul><ul><li>Se bem manipulados = benefícios, seja na medicina, agricultura... </li></ul>
  26. 26. Destruição dos solos - Desmatamentos <ul><li>Desmatamentos levam à erosão da área devastada; </li></ul><ul><li>Ventos e chuvas levam a camada superficial do solo, tendo húmus e microorganismos destruídos pelos raios solares; </li></ul><ul><li>Lixiviação - processo de “arraste” ou “ lavagem ” dos sais minerais presentes no solo, caracterizando uma forma inicial de erosão, ou erosão leve. </li></ul>
  27. 27. Queimadas <ul><li>Poluição atmosférica – fumaça e CO 2 ; </li></ul><ul><li>Redução da fertilidade do solo (queima da matéria orgânica); </li></ul><ul><li>Destruição da fauna e flora locais; </li></ul><ul><li>Destruição da cobertura vegetal – solo exposto (impermeável e sujeito à erosão -> assoreamento de rios e lagos ). </li></ul>
  28. 28. Controle biológico <ul><li>Controle de pragas em plantações; </li></ul><ul><li>Uso de predadores, parasitas, competidores ou produtos biológicos (ex. hormônios); </li></ul><ul><li>Ex. Lagartas-da-soja parasitadas pelo Baculovirus anticarsia , que compromete seu desenvolvimento e leva as lagartas à morte. </li></ul>
  29. 29. Problemas do controle biológico <ul><li>Introdução de espécies exóticas – desequilíbrio ecológico; </li></ul><ul><li>Compete com espécies nativas; </li></ul><ul><li>Não tem predadores; </li></ul><ul><li>Ex. Coelhos na Austrália em 1859 – destruição de lavouras. </li></ul>
  1. Gostou de algum slide específico?

    Recortar slides é uma maneira fácil de colecionar informações para acessar mais tarde.

×