• Save
Bulimia
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Bulimia

on

  • 5,544 views

 

Statistics

Views

Total Views
5,544
Views on SlideShare
5,532
Embed Views
12

Actions

Likes
4
Downloads
0
Comments
1

3 Embeds 12

http://unachenfermeria2014.blogspot.com 8
http://educarsaudesexualidade.blogspot.com 2
http://www.slideshare.net 2

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
  • otimo
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Bulimia Bulimia Presentation Transcript

  • Bulimia
  • Introdução
    Escolhemos este tema, devido à importância que tem na sociedade, e existir cada vez mais pessoas com esta doença. Sabemos que a bulimia é um problema que existe principalmente na adolescência, e trás varias consequências. É importante tentar-se compreender o que é a bulimia e não achar que serve para emagrecer de forma repentina e violenta sem sofrer quaisquer consequência para o organismo e não só.
    Durante o trabalho iremos abordar o que é, os tipos de bulimia, as causa, consequências, sintomas e o tratamento da bulimia.
  • O que é a Bulimia?
    A bulimia nervosa é um transtorno alimentar que se caracteriza pela ingestão de grandes quantidades de alimentos (episódios de comer compulsivo ou episódios bulímicos), seguidos por métodos compensatórios, tais como vómitos auto induzidos, uso de laxantes e/ou diuréticos e prática de exercícios extenuantes como forma de evitar o ganho de peso pelo medo exagerado de engordar.
  • Nota:
     A sociedade em geral, ainda pensa que a bulimia é uma “doença de mulheres”. Por volta do século XX começou a existir casos de bulimia no sexo masculino na adolescência. Cada vez mais surgem casos de bulimia no sexo masculino, embora não há tantos casos como no sexo feminino.
  • Subtipos
    As pessoas que sofrem de bulimia se classificam em dois subtipos:
    Purgativo: Após o episodio de compulsão alimentar pessoa provoca o vomito , ou abusa de laxantes e/ou diuréticos.Ingestão de laxantes e diuréticos, contrariamente as opiniões amplamente divulgadas por quem faz uso deles com a finalidade de emagrecer, não impede em absoluto a absorção dos alimentos Este comportamento causa complicações físicas como retenção de água, edemas, e inclusive alterações no tubo digestivo.
    Os vómitossão um método muito frequente entre os bulimicos.
  • Subtipos
    Não Purgativo: Após o episodio de compulsão a pessoa deixa de comer, podendo até permanecer em jejum, e/ou praticar exercícios físicos intensos. As dietas ou a ideia de eliminar para sempre certo tipo de alimento, que na ideia da pessoa engordam. são usados como métodos compensatórios. Dados  demonstram que este tipo de dietas provocam o efeito "yo-yo"  seguida de um aumento e provocam um aumento de peso  a longo prazo, juntamente com alterações endócrinas.
  • Nota:
    Todas estas tentativas de compensação são na realidade ilusórias e bastante perigosas, para resultados mínimos. Elas podem desencadear crises, mantendo um circulo vicioso entre domínio absoluto e perda de controle, e entre restrições e crises.
  • Sinais Físicos
    Inchaço das glândulas parótidas. Devido aos vómitos provocados.
     Amenorreia (falta de menstruação).
     Queda de cabelo.
    Perda de dentes.
    Calos no dorso dos dedos devido a provocação do provação vómitos
    Desmaios e fraqueza, devido ao uso de laxantes e diuréticos que provocam um desequilíbrio
     
  • Sinais psicológicos e comportamentais
    Mudanças bruscas de humor
    Aumento de interesse pela imagem e/ou peso.
     Obsessão pelo peso
    Isolamento .
     Obsessão pela comida
    Consideram que o aspecto físico tem muito valor como meio para conseguir  êxito em qualquer área da sua vida
  • sintomas
    Preocupação exagerada com a forma e o peso do corpo, ocasionada por percepção distorcida do peso e das formas do corporais;
    Ingestão, em um período limitado de tempo, de quantidade de alimentos muito maior do que a maioria das pessoas consumiria durante um período similar e sob circunstâncias similares;
    Sentimento de incapacidade de parar de comer ou de controlar o que ou quanto está comendo;
    Auto-indução de vómito e/ou uso indevido de laxantes, diuréticos, edemas ou outros medicamentos;
    Jejuns ou exercícios excessivos.
  • Consequências
    O vómito recorrente pode levar a uma perda significativa e permanente do esmalte dentário, especialmente das superfícies dos dentes da frente, que podem lascar e adquirir aparência serrilhada e corroída;
    Os vómitos induzidos pela estimulação manual da glote podem provocar calos e cicatrizes na superfície dorsal da mão, em função dos traumas recorrentes produzidos pelos dentes;
     Os indivíduos que abusam cronicamente de laxantes podem tornar-se dependentes deles para estimularem os movimentos intestinais;
    Complicações raras, porém gravíssimas, incluem rupturas do esófago, ruptura gástrica e arritmias cardíacas.
     
  • Tratamento
     A psicoterapia cognitivo-comportamental tem trazido bons resultados no tratamentos desses pacientes, pois o trabalho cognitivo auxilia no restabelecimento da correcta percepção da imagem corporal e as técnicas comportamentais ensinam o paciente a controlar sua compulsão alimentar e consequentemente os episódios de vómito auto-induzido e/ou uso inadequado de laxantes e diuréticos.
     O apoio de familiares e amigos é muito importante, pois ajuda a elevar a auto-estima do paciente, o que intensifica e acelera os resultados do tratamento.
     Menosprezar, criticar ou brigar com o paciente são atitudes que devem ser evitadas, pois além de não ajudarem, diminuem ainda mais a auto-estima do portador, aumentam sua culpa e em alguns casos contribuem para o desenvolvimento ou agravamento de um depressivo.
     O apoio das pessoas próximas é fundamental para que o indivíduo procure e mantenha tratamentos adequados, além de evitar o surgimento ou agravamento da depressãopor isolamento social.
  • Testemunhos reais:
    "Meu nome é Sílvia, tenho 16 anos e há seis meses que tenho bulimia. Só duas amigas sabem. A minha historia é bem familiar. Há algum tempo eu pesava 89 kg, agora estou com 69. Na escola, sempre fui motivo de piada e até a minha mãe me chamava de monstro desde que eu tinha uns 10 anos, as minhas amigas tinham vergonha de mim, namorados nem se fala. Ainda me vejo muito gorda.
    A bulimia tomou conta da minha vida, é tudo que eu penso. Se estou com meu namorado, com a turma, tudo que quero é vomitar, como já nesse intuito, é algo fora do meu controle, não quero ajuda. Mas, acho que as meninas deviam se tratar pois sei das complicações. De tudo só me resta esperar que alguém me ajude e que eu supere os meus traumas."
  • Conclusão:
    Nós com este trabalho, concluímos que a saúde é muito importante e cada vez há mais casos de distúrbios alimentares no qual entre a bulimia. A bulimia é uma doença cada vez mais habitual, cada vez há mais casos de adolescentes com este doença. Entendemos que ao fazer este trabalho, a bulimia é uma doença grave, que de inicio não é muito levada a serio, é difícil trata-la mas muito fácil de a desenvolver.