Vestibular Furg: Exercícios de História 2000 - 2010 (211 slides)

66,731 views
66,406 views

Published on

2 Comments
4 Likes
Statistics
Notes
  • vlw mano otimas questões só faltou o gabarito. Recomendo tudodeconcursosevestibulares.blogspot.com.br um otimo blog para quem quer passar
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • A mesma lógica que rege o consumo de marcas sociabilizadoras, impele o indivíduo a ter uma identidade “única”, padronizada, alienando-o da primazia de sua liberdade.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total views
66,731
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
11,616
Actions
Shares
0
Downloads
270
Comments
2
Likes
4
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Vestibular Furg: Exercícios de História 2000 - 2010 (211 slides)

  1. 1. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. FURG QUESTÕES DE HISTÓRIA PROVAS 2000 – 2010 211 slides
  2. 2. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. [FURG 2010 – questão 46] O Antigo Egito é conhecido pela grandeza de sua arte e arquitetura representadas pelas pirâmides. Sua religião é estudada por historiadores, arqueólogos, antropólogos, místicos entre muitos outros. Sobre a religião egípcia podemos afirmar: (A) O rei era definido como o centro de todas as coisas, no Egito; somente, durante o reinado de Amenófis IV, a nação viveu sob o politeísmo. (B) O rei se definia literalmente como o centro de todas as coisas, inclusive, dos países estrangeiros; somente, durante o reinado de Amenófis III, o Egito viveu sob o monoteísmo. (C) O rei se definia literalmente como o centro de todas as coisas, inclusive, dos países estrangeiros; somente, durante o reinado de Amenófis IV, o Egito viveu sob o monoteísmo. (D) O rei se posicionava como centro do mundo natural, inclusive dos países estrangeiros, mas, durante o reinado de Amenófis IV, o Egito laicizou-se o Estado. (E) O rei se definia literalmente apenas como dirigente de todas as coisas, inclusive dos países estrangeiros, devidamente escolhido por seus súditos, somente, durante o reinado de Amenófis IV, o Egito viveu sob o politeísmo.
  3. 3. [FURG 2010 – questão 47] As Cruzadas, expedições militares cujo objetivo oficial era a reconquista dos lugares sagrados do Cristianismo tiveram algumas consequências importantes, dentre as quais podemos destacar I) o empobrecimento dos senhores feudais, cujas economias foram direcionadas para cobrir as despesas das lutas; II) o fechamento do Mediterrâneo e diminuição dos contatos entre o Ocidente e o Oriente; III) o enfraquecimento do Cristianismo na Europa, devido às constantes derrotas na terra santa; IV) o fortalecimento do poder dos reis frente aos senhores feudais que perdiam força política. Leia atentamente e assinale a alternativa que apresenta todas as afirmativas corretas: (A) I e III estão corretas. (B) I e IV estão corretas. (C) II e III estão corretas. (D) II e IV estão corretas. (E) I e II estão corretas. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  4. 4. [FURG 2010 – questão 48] No processo de transição entre a Idade Média e a Moderna houve uma lenta transformação das mentalidades. Enquanto no medievo os homens viviam dentro de uma ordem social estamentária, na modernidade o privado passou a ser valorizado. Essa nova forma de pensar foi representada pela busca dos bens materiais, caracterizada na Idade Moderna por dois fenômenos históricos, o primeiro chamado de Mercantilismo e o segundo de Navegações. Sobre estes, considere as afirmativas: I) O mercantilismo foi um movimento voltado para a aquisição de metais, com o objetivo de aumentar as reservas de riquezas das monarquias, apoiado pela Igreja e direcionado para conquistar a Terra Santa; II) As Navegações marítimas não tiveram como motivador apenas os interesses comerciais, mas, também, o desejo de conhecer o maravilhoso, o fantasioso e o desconhecido; III) O mercantilismo foi uma teoria econômica que privilegiava a aquisição da mercadoria, mas desprezava o metal; IV) Os Estados mercantilistas investiram nas navegações como forma de ampliar territórios, de buscar metais preciosos e de explorar as novas colônias como mercados fornecedores de matéria-prima e ao mesmo tempo como consumidores; V) O que auxiliou os navegadores da Idade Moderna foi a abundância de mapas, que contava muito com a contribuição dos mapas antigos; VI) As práticas mercantilistas tiveram como principais características a intervenção do Estado na economia e a regulamentação dos investimentos públicos, de forma a acumular capital. Leia atentamente e assinale a alternativa que apresenta todas as afirmativas corretas: (A) Somente a I e a V estão corretas. (B) Apenas a VI está correta. (C) A I, a III e a V estão corretas. (D) A II, a IV e a VI estão corretas. (E) Apenas a I está correta. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  5. 5. [FURG 2010 – questão 49] Sobre a política colonialista é correto afirmar: I) A política colonialista européia teve como principal preocupação a incorporação de vastas regiões da África, da América e do Oriente; II) Ela foi marcada pela convivência amistosa e pacífica entre os nativos e os europeus; III) Somente Portugal e Espanha empreenderam a política colonialista; IV) Para controlar a produção nas colônias, os Estados empreenderam o chamado “Pacto Colonial”, pelo qual a colônia existia em função da metrópole; sua produção deveria possibilitar lucros elevados aos comerciantes e, principalmente, às coroas européias; V) As colônias, somente, podiam comercializar com as metrópoles que, posteriormente, revendiam os produtos alcançando altos lucros; VI) As colônias tinham liberdade para produzirem o que lhes interessava e, também, vender para quem pagasse mais; Leia atentamente e assinale a alternativa que apresenta todas as afirmativas corretas: (A) Apenas a I, a IV e a V estão corretas. (B) Somente a IV está correta. (C) A I, a III e a V estão corretas. (D) Somente a II e a IV estão erradas. (E) A II, a IV e a VI estão corretas. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  6. 6. [FURG 2010 – questão 50] Em relação à política dos EUA no século XX, podemos afirmar que ela (A) implicou na aliança dos EUA com os palestinos na Guerra Árabe-Israelense de 1973. (B) foi dominada pela Guerra Fria em relação à URSS, à China Nacionalista e ao Canadá. (C) caracterizou-se pela inclusão dos EUA na ONU e sua exclusão na OEA. (D) incluiu a participação direta dos EUA, aliado da OTAN, em alguns conflitos armados no mundo. (E) resultou no declínio da influência econômica dos EUA sobre os países do Terceiro Mundo. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  7. 7. [FURG 2010 – questão 51] Na época dos anos 20 do século passado, estava difundida, nos EUA, a ideia de que a prosperidade estava ao alcance de todos. Na verdade, muitos tinham pouco e poucos tinham muito. Neste sentido, sobre a crise de 29, é correto afirmar que: I) este período de depressão econômica causou altas taxas de desemprego e quedas drásticas do produto interno bruto de diversos países. II) entre 1918 e 1928 a produção norte-americana cresceu vertiginosamente. Havia emprego, os preços caíam, a agricultura produzia muito. No entanto, esse processo se desacelerou logo em seguida à recuperação européia. III) com a quebra da Bolsa de Valores de Nova Iorque, em 1929, investidores perderam grandes somas em dinheiro; apenas os bancos conseguiram manter sua estabilidade. IV) a queda dos lucros, a retração geral da produção industrial e a paralisação do comércio dos EUA resultaram na queda das ações da bolsa de valores e, mais tarde, na quebra da mesma. V) em vários dos países afetados, partidos políticos extremistas, de caráter nacionalista, apareceram, mas foram sufocados rapidamente, antes mesmo da II Grande Guerra. Leia atentamente e assinale a alternativa que apresenta todas as afirmativas corretas: (A) II, III e V estão corretas. (B) I, II e IV estão corretas. (C) I, II e III estão corretas. (D) III, IV e V estão corretas. (E) II, IV e V estão corretas. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  8. 8. [FURG 2010 – questão 52] “Dividir para reinar” era o lema das potências imperialistas europeias na conquista do território africano. Essa ação produziu nefastas consequências ao povo africano, sendo correto afirmar que: (A) até o século XIX, apenas a França envolveu-se com o tráfico de escravos para a América que só foi extinto pela ação direta dos ingleses através do famoso conflito dos Bôeres. (B) os únicos países africanos que não foram colônias da Europa foram o Egito e a Etiópia. (C) a Conferência de Bandung foi a primeira a falar e a afirmar que o imperialismo e o racismo são crimes, propondo a criação do Tribunal da Descolonização. (D) a presença de países como Alemanha, Itália e Holanda no continente africano subsistiu até o final da I Guerra Mundial, quando se iniciou o processo de independência da maioria dos países africanos sob domínio europeu. (E) os movimentos de independência só se iniciaram em solo africano depois que suas riquezas naturais haviam se esgotado e as idéias de extremo nacionalismo haviam se expandido pela África. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  9. 9. [FURG – 2010: questão 53] Para o tema Inconfidência Mineira, coloque 1; para a temática Conjuração Baiana (ou dos Alfaiates), coloque 2. ( ) Apesar de algumas reivindicações sociais, esse movimento não levou em conta a questão da libertação dos escravos e o fim dos privilégios sociais de alguns grupos. ( ) A massa ficou marginalizada no processo, pois considera-se que este foi um movimento eminentemente político, da elite para a elite. ( ) Além de visar a emancipação colonial, este movimento questionava as desigualdades sociais existentes no Brasil e pregava uma democracia racial. ( ) Este movimento de libertação colonial do Brasil foi influenciado, principalmente, pela independência norte-americana. ( ) A elite branca divulgou os princípios liberais da Revolução Francesa, entretanto, a partir do momento em que as camadas populares passaram a exigir o fim de todos os privilégios e a igualdade de cor, a elite abandonou o movimento, afinal, suas pretensões não eram tão revolucionárias. A sequência correta da numeração é: (A) 1; 1; 2; 1; 2. (B) 2; 1; 1; 1; 2. (C) 1; 2; 1; 2; 1. (D) 2; 1; 2; 1; 2. (E) 1; 2; 2; 1; 1. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  10. 10. [FURG 2010 – questão 54] Sobre a temática Revolução Farroupilha, considere as afirmativas: I) A Revolução Farroupilha, que teve início em 1835, com a tomada de Porto Alegre, contestava o centralismo e a política tributária utilizada pelo governo imperial – principalmente àquela relacionada ao charque. II) Diferentemente da Cabanagem e da Balaiada, a Revolução Farroupilha contou com a liderança de estancieiros e charqueadores e manteve a massa de participantes sob a sua tutela e organização. III) Entre os motivos que originaram a Revolução Farroupilha, destacam-se a busca pela autonomia administrativa da Província e a reivindicação pelo uso de mão-de-obra livre e assalariada nas charqueadas. IV) A nomeação do futuro Duque de Caxias para presidente da Província do Rio Grande do Sul iniciou o processo de pacificação em 1842; entretanto, somente, em 1845, é que o conflito teve fim, por intermédio do acordo de “Paz de Ponche Verde”. Leia atentamente e assinale a alternativa que apresenta todas as afirmativas corretas: (A) I, II e IV somente. (B) II e IV somente. (C) I e III somente. (D) II, III e IV somente. (E) Todas. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  11. 11. Fonte do gráfico: (Alice Canabrava. A grande lavoura. In: HOLANDA, Sérgio Buarque de (dir.). História geral da civilização brasileira. São Paulo: Difel). [FURG 2010 – questão 55] O quadro acima evidencia a predominância do café na pauta das exportações brasileiras. Com relação às transformações ocasionadas no Brasil, a partir da segunda metade do século XIX, é correto afirmar que: (A) o significativo acréscimo nas exportações de café liberou grandes somas para investimento na economia brasileira, levando à modernização e à urbanização do Brasil. (B) a superprodução de café e o acréscimo nas exportações brasileiras tornaram viáveis uma mudança nas velhas estruturas do modelo agroexportador no Brasil, tendo em vista que o país tornou-se independente do mercado externo. (C) a grande produção de café no Brasil alterou os principais alicerces da economia à época, pois, diferentemente do período colonial, o latifúndio, a monocultura e a escravidão deixaram de constituir a base da produção no país. (D) as grandes lavouras de café incentivaram mudanças no ritmo da produção – em larga escala e com ampla utilização da mão-de-obra escrava – e no processo de ruralização da sociedade brasileira no período. (E) o aumento das exportações de café favoreceu o reinvestimento de capital na sua própria expansão; propiciou a reintegração da economia brasileira nos mercados internos e, ainda, incrementou as relações de produção. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  12. 12. [FURG 2010 – questão 56] Inspirada na Constituição dos Estados Unidos, foi promulgada no dia 24 de fevereiro de 1891, a primeira Constituição Republicana do Brasil a qual apresentava as seguintes definições: (A) Forma de governo Republicano, Forma de Estado Unitário, Sistema de governo presidencialista, divisão dos poderes em executivo, legislativo e partidário, voto secreto, excetuando-se analfabetos, mendigos, soldados e mulheres. (B) Forma de governo Republicano, Forma de Estado Federalista, Sistema de governo presidencialista, divisão dos poderes em executivo, legislativo e judiciário, voto direto garantido aos brasileiros com mais de 21 anos, excetuando-se analfabetos, mendigos, soldados, mulheres e religiosos sujeitos à hierarquia eclesiástica. (C) Forma de governo Republicano, Forma de Estado Federalista, Sistema de governo monarquista, divisão dos poderes em poder moderador, legislativo e judiciário, voto direto, excetuando-se apenas as mulheres, porque os demais cidadãos eram importantes para compor o eleitorado. (D) Forma de governo Republicano, Forma de Estado Federalista, Sistema de governo presidencialista, divisão dos poderes em executivo, legislativo, poder moderador e judiciário, voto direto garantido aos brasileiros com mais de 18 anos. (E) Forma de governo Republicano, Forma de Estado Federalista, Sistema de governo parlamentarista, divisão dos poderes em executivo, legislativo e judiciário, voto secreto garantido aos brasileiros com mais de 31 anos, excetuando-se apenas os analfabetos. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  13. 13. [FURG 2010 – questão 57] Entre os anos de 1920 e 1930, o Brasil assistiu uma impactante mudança nas artes e na literatura brasileira liderada pelo movimento chamado modernista. Sobre esse, podemos afirmar: (A) Os artistas e literatos Mário de Andrade e Oswald de Andrade defendiam o abrasileiramento da cultura nacional e, dentro do grupo uniforme e sem fragmentações, propuseram uma devoração ou aproveitamento de tudo que fosse valioso na cultura brasileira. (B) Mário de Andrade e Oswald de Andrade defendiam o estrangeirismo da cultura brasileira e, após fragmentações dentro do grupo, chamou-se de Movimento Dadaísta, propondo uma devoração ou aproveitamento de tudo que fosse valioso na cultura alheia. (C) Monteiro Lobato e Luís Carlos Prestes defendiam o abrasileiramento da cultura brasileira a partir de um diálogo cultural com o mundo e, em uma de suas tendências, chamou-se de Movimento Antropófago, propondo uma devoração ou aproveitamento da cultura alheia. (D) Os literatos brasileiros defendiam o abrasileiramento da cultura brasileira a partir de um isolamento cultural com o mundo e, em uma de suas tendências, chamou-se Movimento de Antropofagia, propondo uma devoração ou aproveitamento de tudo que fosse valioso apenas na cultura nacional. (E) Os intelectuais e artistas Mário de Andrade e Oswald de Andrade defendiam o abrasileiramento da cultura brasileira a partir de um diálogo cultural com o mundo e, após fragmentações dentro do grupo, em uma de suas tendências, chamou-se Movimento de Antropofagia. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  14. 14. [FURG 2010 – questão 58] O Estado Novo Brasileiro (1937-1945) chegou ao fim devido a fatores externos e internos. Assinale a alternativa correta: (A) As pressões de grupos que eram contrários ao regime democrático instaurado por Vargas, entre eles, os intelectuais, os estudantes e os operários. (B) A construção da Usina Siderúrgica de Volta Redonda com capital alemão, o que contribuiu para o fortalecimento da opinião pública nacional contrária ao governo. (C) O enfraquecimento da União Democrática Nacional, partido aliado de Getúlio Vargas, que perdendo poder não conseguiu continuar dando o suporte político ao governo Vargas. (D) A elaboração de uma política continental, liderada pelos Estados Unidos que, após entrarem na Segunda Guerra, começaram a buscar o apoio e o comprometimento dos demais países americanos. (E) O apoio incondicional dos militares, entre eles, Góis Monteiro, desagradou os partidos políticos de esquerda que se organizaram contra o governo de Getúlio e forçaram a queda do regime. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  15. 15. [FURG 2010 – questão 59] “ Sobre a cabeça os aviões Sob os meus pés os caminhões Aponta contra os chapadões meu nariz... Eu organizo o movimento Eu oriento carnaval Eu inauguro um monumento no planalto central do país”. (Tropicália, Caetano Veloso) O trecho da música de Caetano Veloso pode ser associado à: (A) política dos governadores, a qual consistia na troca mútua de favores entre o governo federal e os governadores estaduais visando o desenvolvimento do Brasil. (B) política de encilhamento, prática altamente desenvolvida no período final do Império Brasileiro. (C) implementação do programa desenvolvimentista de Juscelino Kubitschek, também, conhecido como Plano de Metas. (D) valorização do cruzeiro durante o governo Dutra e o consequente emprego de recursos públicos na construção de inúmeras obras em todo o país. (E) prática anti-inflacionária do governo Castelo Branco que liberou inúmeros recursos para investimento em obras públicas no território brasileiro. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  16. 16. [FURG 2010 – questão 60] Sobre a expressão “República das Oligarquias” no Brasil, é correto afirmar: I) Oligarquia foi um tipo de governo grego que era exercido pelo povo; II) Foi uma fase da República Brasileira, na qual as elites proprietárias de terras exerciam o poder político em níveis locais, regionais e nacionais, chegando até a se revezarem nos cargos tanto do executivo, quanto do legislativo; III) Durante a República Oligárquica, São Paulo e Minas Gerais revezaram-se no poder Federal e deram origem ao que se chamou de política café-com-leite; IV) Essa fase foi marcada pela democracia e pelo fim das corrupções na estrutura políticoadministrativa do país; V) Washington Luís foi o último presidente eleito dentro do pacto oligárquico, na chamada República Velha, depois dele veio a Revolução de 1930 e foi instaurada a Era Vargas; VI) Foi uma fase da República Brasileira, na qual o proletariado exercia o poder político em níveis locais, regionais e nacionais, chegando até a se revezar nos cargos tanto do executivo, quanto do legislativo e até do judiciário; Leia atentamente e assinale a alternativa que apresenta todas as afirmativas corretas: (A) As alternativas II, III e V estão corretas; (B) Somente a V está correta; (C) A I e a II estão erradas; (D) A I, a III e a V estão corretas; (E) Todas as alternativas estão erradas; GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  17. 17. (FURG 2009 - 46) Sobre o período, anterior à utilização da escrita, conhecido por Neolítico, podemos afirmar que, nele: (A) O homem passou a construir suas casas sobre estacas, as palafitas. Para armazenar cereais, fazia potes de barro, dando origem à cerâmica. (B) Houve a descoberta do fogo, os instrumentos confeccionados inicialmente em osso e madeira foram sendo substituídos por pedra e marfim. (C) O longo isolamento por causa do frio, aliado a uma inteligência mais apurada, permitiu o surgimento da arte com representações de caças nas paredes das cavernas. (D) Ocorreu a fundição do cobre, seguida da do estanho, o que permitiu a obtenção do bronze, resultante da liga dos dois primeiros. (E) O Rhamapithecus caçava animais grandes como mamutes e renas com armadilhas. Confeccionavam nessa época arpões e agulhas. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  18. 18. (FURG 2009 – 47) Leia o texto a seguir: “ pequenos rios irrigavam a região e permitiam a prática agrícola e pastoril. Apesar disso, as principais atividades econômicas eram o comércio, o artesanato e a navegação. A abundância de madeiras de boa qualidade facilitava a construção de navios usados no transporte de mercadorias produzidas nas diversas cidades-estados e adquiridas de outros povos. Fabricavam jóias de âmbar, ouro, prata e marfim. Foram eles que criaram a técnica da produção de vidro transparente e a do tingimento de tecidos com a púrpura, matéria corante vermelho-escura”. (PEDRO, Antônio & LIMA, Lizânias. História Geral. São Paulo, FTD:1996 pág. 14) O texto acima refere-se aos: (A) Hebreus (B) Egípcios (C) Persas (D) Fenícios (E) Cretenses GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  19. 19. (FURG 2009 - 48) Leia as afirmativas abaixo relacionadas à Baixa Idade Média: I – A Banalidade era o tributo cobrado na transferência do lote de terra de um servo falecido a seus herdeiros que continuavam pagando aos senhores uma porcentagem sobre a produção. II – O período marca o início das invasões na Europa Ocidental, a desarticulação da economia agrícola e o isolamento da população em porções de terras chamadas de Feudos. III – O movimento cruzadista é definido como sendo uma série de expedições armadas, realizadas pelos cristãos, com o propósito de romper o cerco imposto à Europa desde o século VIII. IV – As vilas e as cidades cresceram tão rapidamente que, por volta do século XIV, em algumas regiões, metade da população havia sido deslocada para atividades comerciais e artesanais. V – As Corporações de Ofício ou Guildas estimulavam o lucro, combatiam o poder da Igreja, limitavam o comércio feito por estrangeiros e controlavam os preços dos produtos. Assinale a alternativa que apresenta todas as afirmativas corretas: (A) I e IV (B) III e IV (C) II e V (D) III e V (E) I e II GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  20. 20. (FURG 2009 - 49) Sobre o período conhecido por Alta Idade Média, podemos afirmar que houve: (A) O surgimento das cidades, enfraquecimento do poder da Igreja e invasão da Europa pelos árabes. (B) O fortalecimento do poder nacional, a ascensão da Igreja e efervescência cultural urbana. (C) A ruralização econômica, decadência do comércio e fortalecimento do poder local. (D) O renascimento comercial, fortalecimento da Igreja e a invasão da Europa pelos Vikings. (E) A decadência do comércio, a ascensão da cultura teocêntrica e o advento das Cruzadas. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  21. 21. (FURG 2009 - 50) A construção dos primeiros motores elétricos, o telégrafo sem fio e o uso do petróleo como combustível são exemplos da revolução tecnológica que marcou o final do século XIX. Sobre a Segunda Revolução Industrial, podemos afirmar que: I – A produção em massa foi uma grande mudança na indústria. II – A pequena empresa praticamente desapareceu nessa fase. III – A produção industrial abastecia-se do excedente gerado no campo, tanto na Inglaterra quanto na França. IV – A busca por novos mercados de investimentos para o capital excedente gerado na Europa pode ser considerada uma das conseqüências do desenvolvimento do capitalismo. V – A explosão demográfica, com altos índices de natalidade e mortalidade, é outra conseqüência do processo de expansão industrial. Assinale a alternativa que apresenta todas as afirmativas corretas: (A) II, III e IV (B) I, III e IV (C) II, III e V (D) III, IV e V (E) I, II e IV GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  22. 22. (FURG 2009 - 51) O Renascimento Literário, notadamente o da península ___________, foi marcado pelo ___________, pela adoção do dialeto __________ e pela crítica à ___________ do mundo medieval. A seqüência correta no preenchimento das lacunas é: (A) Balcânica – antropocentrismo – local – racionalidade. (B) Ibérica – etnocentrismo – nacional – racionalidade. (C) Itálica – teocentrismo – regional – concepção filosófica. (D) Itálica – antropocentrismo – local – concepção religiosa. (E) Ibérica – teocentrismo – nacional – concepção religiosa. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  23. 23. (FURG 2009 - 52) O período entre guerras é tradicionalmente conhecido como um período de crise mundial, marcado pelo surgimento de regimes totalitários de direita, pela crise mundial do capitalismo e pelas agitações operárias. Sobre o período entre guerras, indique se é verdadeira (V) ou falsa (F) cada uma das alternativas a seguir: ( ) Durante o período nazista, a indústria, de um modo geral, estagnou-se. ( ) A inflação e o desemprego, aliados à influência da Revolução Socialista Russa, estimulavam os movimentos operários, temidos pela burguesia italiana. ( ) Na península Ibérica, as forças trabalhistas chegaram ao poder, com Salazar em Portugal e Franco na Espanha. ( ) O programa norte-americano de intervenção na economia, no sentido de superar a crise estabelecida, denominou-se New Deal . ( ) Entre os anos de 1924 e 1929, a Alemanha viveu um período de euforia, promovido pelos empréstimos dos Estados Unidos. Assinale a alternativa que apresenta a seqüência correta: (A) F – F – F – V – F (B) F – F – V – V – F (C) V – V – V – F – F (D) V – F – V – F – V (E) F – V – F – V – V GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  24. 24. (FURG 2009 - 53) São conseqüências da vinda da Família Real Portuguesa para o Brasil em 1808: I – A abertura dos portos brasileiros ao livre-comércio com as nações amigas . II – Concessão de alvará de liberdade para o estabelecimento de fábricas e manufaturas no Brasil. III – Elevação do Brasil a Reino Unido em 1815. IV – Criação do Banco do Brasil, da Biblioteca Real e da Imprensa Régia. Assinale a alternativa que contém todas as afirmativas corretas: (A) I, II e IV (B) II, III e IV (C) I, II, III e IV (D) I, II e III (E) I, III e IV GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  25. 25. (FURG 2009 - 54) Em relação à cafeicultura, podemos afirmar: (A) No século XIX, o consumo de café era muito restrito entre a população urbana européia. (B) No século XIX, o café foi o fator de recuperação econômico-financeira do país, reintegrando a economia brasileira nos setores em expansão do mercado mundial. (C) Ainda no século XVIII, oriundo das Antilhas e do México, o café chegou ao Brasil sendo inicialmente plantado no Rio de Janeiro. (D) Na segunda década do século XIX, das cercanias do Rio de Janeiro, o café alcançou as vertentes do Vale do Paraíba e do sertão nordestino. (E) O nordeste catarinense tornou-se, a partir de 1840, o principal centro produtor e exportador do Brasil. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  26. 26. (FURG 2009 - 55) Sobre o fim da escravidão no Brasil, podemos afirmar: I – A segunda metade do século XIX, além do aparecimento das ferrovias e dos imigrantes europeus, viu também o fim do trabalho escravo. II – A extinção do tráfico negreiro em 1850 e a convergência dos imigrantes europeus para áreas cafeeiras contribuíram para a eliminação do trabalho escravo. III – A campanha abolicionista das décadas de 1870 e 1880 ocorreu num contexto de decadência do sistema escravista. IV – A abolição significou o completo rompimento com os preconceitos raciais e a inserção da população ex-escrava na vida social, econômica e política brasileira. Assinale a alternativa que contém todas as afirmativas corretas: (A) I, II e III (B) II, III e IV (C) I, II e IV (D) I e III (E) II e IV GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  27. 27. (FURG 2009 - 56) A informação que está relacionada à política externa brasileira no Segundo Império é: (A) A união político-territorial do Uruguai, Paraguai e Argentina, interessava ao Império Brasileiro. (B) Os maiores problemas estão ligados à região Amazônica. (C) As lutas políticas internas no Uruguai, especialmente entre blancos e colorados , geravam instabilidade na fronteira com o Rio Grande do Sul. (D) Conflitos no Prata estão relacionados, entre outros fatores, a problemas de navegação nos Rios Paraguai, Ibicuí e Jacuí. (E) Com o final da Guerra da Tríplice Aliança, o Brasil perde sua capacidade de influência política no Prata. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  28. 28. (FURG 2009 - 57) No seio das diversas agremiações e frentes políticas que atuaram nos primeiros anos da República Brasileira, seria desenvolvido em larga escala um espírito de ruptura para com o passado colonial e imperial, em nome de uma supressão dos resquícios da época monárquica. Um dos grupos que mais se coadunou a tal comportamento e que teve na lusofobia uma de suas marcas registradas foi o dos (A) jacobinos. (B) girondinos. (C) sabinos. (D) sebastianistas. (E) cabanos. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  29. 29. (FURG 2009 - 58) No que tange à Constituição Brasileira de 1891, pode-se afirmar que ela (A) instituía a existência dos poderes Executivo, Legislativo, Judiciário e Moderador. (B) foi outorgada pelo primeiro Presidente da República, Deodoro da Fonseca. (C) estabelecia o voto censitário. (D) ordenou institucionalmente a República dos Estados Unidos do Brasil. (E) previa a centralização político-administrativa em relação às províncias e a concentração de poderes nas mãos do Executivo. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  30. 30. (FURG 2009 - 59) No caso brasileiro, um dos fatores que contribuiu com a desintegração da ditadura estado-novista foi (A) o colapso do Milagre Brasileiro. (B) a prática do comércio compensado com a Alemanha. (C) a deflagração da Intentona Comunista. (D) o suicídio de Getúlio Vargas. (E) a participação do Brasil na II Guerra Mundial. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  31. 31. (FURG 2009 - 60) No Brasil, quanto ao processo histórico que levou ao final dos governos militares, iniciado ainda durante a administração do Presidente Ernesto Geisel, pode ser destacado que (A) o governante determinou a imediata anistia, a qual seria ampla, geral e irrestrita a todos os refugiados políticos. (B) a abertura foi promovida pelos detentores do poder que planejaram fazê-la de forma lenta, gradual e segura. (C) foi estabelecido o fim do bipartidarismo, extinguindo-se ARENA e MDB e promovendo-se o pluripartidarismo. (D) foi editado o Ato Institucional N.5 que ampliava as liberdades individuais. (E) ao final daquele período administrativo, foi realizada eleição direta para a Presidência da República. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  32. 32. Formação de estados. Formação de estados começa durante o início da idade do bronze [no Egito e na Mesopotâmia]. Já no fim da idade do bronze, os primeiros impérios são fundados. Formação de cidades ferramentas de ferro Idade do Ferro pecuária, agricultura, artesanato, comércio (trocas) ferramentas de cobre e bronze, roda de oleiro Idade do Bronze Idade dos Metais tribos e aparição de grupos com líderes em algumas sociedades neolíticas no fim do período. sedentarismo hortas Revolução Neolítica - transição para a agricultura . [coleta, caça, pesca e domesticação de animais] ferramentas feitos a mão e objetos encontrados na Natureza – cinzel, enxada, jugo, arado, foice, tear, objetos de barro (olaria) e armas Neolítico tribos e bandos nômades ferramentas feitas a mão e e objetos encontrados na Natureza – arco e flecha, cesta de peixe, barco Mesolítico A crença em vida após a morte aparece primeiramente no fim do Paleolítico, caracterizada pela aparição de rituais de enterro e culto aos ancestrais. A figura de padres e auxiliares do processo fúnebre já aparecem na pré-história. bando de coletores e caçadores (25–100 pessoas) vida móvel – cavernas, mocambos, muitas vezes perto de rios e lagos caça e coleta ferramentas feitas a mão e e objetos encontrados na Natureza – porrete, pedra lascada, machadinha, raspador, lança, arpão, agulhas, furadores Paleolítico Idade da Pedra Religião Sociedade Habitação Economia Ferramentas Período Idade
  33. 33. (FURG 2008 - 46) Sobre os períodos da chamada Pré-História, podemos afirmar que (A) no período imediatamente posterior ao Paleolítico, surgiram algumas sociedades em várias regiões do mundo, marcando, com essas transformações, o surgimento das civilizações. (B) no curto período Paleolítico, o homem plantava para sobreviver, caçava os animais para a alimentação e dominava o fogo, que lhe permitia cozinhar os alimentos. (C) na Idade dos Metais, que antecedeu o período Neolítico e foi o mais duradouro, o homem começou a trabalhar os metais confeccionando utensílios como panelas, vasos e machados. (D) no período Neolítico, ocorreram transformações significativas no modo de vida do homem que passou a cultivar plantas, domesticar animais e confeccionar cerâmicas. (E) no período conhecido como Idade dos Metais, o homem descobriu o fogo e começou a trabalhar as primeiras peças de cerâmica que serviam para cozinhar os alimentos e armazená-los. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  34. 34. (FURG 2008 - 47) A civilização egípcia, entre outras, deixou legados importantes para a humanidade. Sobre ela podemos concluir que I) o faraó egípcio personificava todos os grandes poderes do Estado, sendo considerado um “deus vivo”. Esse Estado era, assim, uma Teocracia. II) durante o Médio Império foram construídas as maiores e mais conhecidas pirâmides com os seguintes nomes: Quéops, Quéfren e Mênfis. III) o grupo preponderante da sociedade egípcia era constituído pelos nobres, sacerdotes e comerciantes. IV) durante o Médio Império, iniciado com a expulsão dos Hicsos, deu-se a reforma religiosa que substituiu o politeísmo pelo monoteísmo. V) os egípcios desenvolveram e manipularam substâncias químicas que deram origem à fabricação de diversos remédios e compostos químicos. Assinale a alternativa correta. (A) I e V (B) II e V (C) I, II e IV (D) I e III (E) II, IV e V GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  35. 35. (FURG 2008 - 48) “No século VI a.C, teve início a formação do Império que durou mais de dois séculos e atingiu uma extensão territorial de, aproximadamente, 5 milhões de km². Foi um dos maiores Impérios do Antigo Oriente Médio. O domínio de todo esse território exigiu a submissão de diferentes povos e culturas. Exigiu também a montagem de uma complexa máquina administrativa que incluía altos funcionários, conhecidos como ‘os olhos e ouvidos do rei’”. (COTRIM, Gilberto. História e Consciência do Mundo. São Paulo: Saraiva, 1994, pág. 56) A citação acima se refere aos (A) Hebreus. (B) Egípcios. (C) Babilônios. (D) Persas. (E) Assírios. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  36. 36. (FURG 2008 - 49) A Baixa Idade Média ficou marcada por (A) retração econômica, surgimento da primeira legislação social, desenvolvimento industrial e crescimento das cidades. (B) expansão econômica e social, desenvolvimento agrícola e crescimento das cidades. (C) expansão comercial, desenvolvimento agrícola, surgimento de sociedades mais complexas e retração das cidades. (D) expansão econômica e social, desenvolvimento da indústria e crescimento das cidades. (E) retração econômica e social, declínio da produção agrícola e empobrecimento das cidades. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  37. 37. (FURG 2008 - 50) O pioneirismo português, nas viagens oceânicas e na colonização ultramarina, foi estimulado (A) pelo grande volume de metais preciosos que o Estado Nacional português dispunha para comercializar com outros Estados. (B) pela ascensão ao trono português da empreendedora dinastia de Borgonha. (C) pelo enfraquecimento da burguesia comercial que se opôs à administração dos reis portugueses. (D) pela aliança com os mouros que proporcionaram o volume maior de riquezas do Estado Português. (E) pela formação do Estado Nacional em Portugal depois da luta contra os árabes. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  38. 38. (FURG 2008 - 51) Podemos indicar como experiência de projeto socialista na América Latina, no período posterior à Segunda Guerra Mundial, (A) A Revolução de 1964 no Brasil. (B) Peronismo na Argentina. (C) A Revolução Cubana. (D) O Governo Stroessner no Paraguai. (E) O Governo Bordaberry no Uruguai. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  39. 39. (FURG 2008 - 52) O ano de 1968 foi marcado por inúmeras manifestações em todo o planeta. Com base nisso, podemos afirmar que (A) no pós-1968, temas como a família, as relações entre pais e filhos e a liberação sexual entraram na ordem do dia. (B) as manifestações de apoio à intervenção militar americana, no Vietnã, mobilizaram a juventude em vários países. (C) nos países capitalistas e nos socialistas, os jovens foram às ruas em defesa dos governos autoritários. (D) a ofensiva dos vietcongues, no Vietnã, marca o início da vitória militar americana. (E) a tradição e o poder foram legitimados pela juventude no slogan a imaginação no poder . GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  40. 40. (FURG 2008 - 53) Sobre a vinda da família Real portuguesa para o Brasil em 1808, é correto afirmar que (A) as regras definidas no pacto colonial persistem inflexíveis, mesmo quando a metrópole está político-administrativamente estabelecida na colônia. (B) no mesmo ano de 1808, D. João decreta a abertura dos portos brasileiros aos países latino-americanos. (C) vieram ao Brasil, fugindo da invasão prussiana em Portugal. (D) o monopólio português, no comércio com o Brasil, continua a existir. (E) é concedida por D. João liberdade para o estabelecimento de fábricas e manufaturas na Colônia. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  41. 41. (FURG 2008 - 54) Em relação ao período Imperial, podemos afirmar que (A) estendeu-se até 1889, finalizando com o estabelecimento do Estado Novo. (B) a decadência do Império esteve ligada, entre outros fatores, à questão religiosa, à questão militar e à abolição da escravidão. (C) durante o período regencial, a plena harmonia caracterizou as províncias. (D) o Segundo Reinado inicia-se com a maioridade de D. Pedro I. (E) iniciou-se em 1815, com a proclamação da Independência por D. Pedro I. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  42. 42. (FURG 2008 - 55) Podemos afirmar que a economia e a sociedade brasileira, no Segundo Reinado, é caracterizada por (A) exclusivismo da mão-de-obra escrava nas lavouras do café. (B) existência de uma mentalidade escravista dos senhores em relação aos trabalhadores assalariados. (C) um forte desenvolvimento industrial promovendo a modernização do país. (D) monocultura cafeeira voltada ao mercado interno. (E) preponderância das atividades pecuaristas e da pequena agricultura. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  43. 43. (FURG 2008 - 56) Uma das características marcantes da República Brasileira, em seus primeiros anos, esteve ligada às práticas governamentais (A) anarquistas. (B) socialistas. (C) sebastianistas. (D) autoritárias. (E) populistas. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  44. 44. (FURG 2008 - 57) No Brasil, o golpe de Estado de novembro de 1891 foi perpetrado tendo em vista (A) a Intentona Comunista e as reações conservadoras dela advindas. (B) as medidas populistas de Floriano Peixoto. (C) a insatisfação de Deodoro da Fonseca com a ação do Congresso Nacional. (D) a concretização do Plano Cohen. (E) a política dos governadores de Campos Salles. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  45. 45. (FURG 2008 - 58) À época da II Guerra Mundial, o modelo político em voga no Brasil era a autoritária ditadura estado-novista. Diante do conflito mundial, a postura brasileira foi a seguinte: (A) manteve a neutralidade, durante toda a II Guerra Mundial. (B) participou da II Guerra Mundial, ao lado das forças do Eixo. (C) participou da II Guerra Mundial, ao lado dos Aliados. (D) comandou um bloco latino-americano antibeligerante. (E) rompeu relações com o Eixo, mas evitou participar do conflito armado. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  46. 46. (FURG 2008 - 59) O combate à corrupção tem sido uma constante promessa de candidatos à Presidência da República, ao longo da História Brasileira. De acordo com essa proposta, em diferentes épocas, um candidato propôs o uso simbólico de uma vassoura para varrer a corrupção do país, enquanto outro se autodenominava como um caçador de marajás. Respectivamente, os candidatos que apresentaram essas idéias, em suas campanhas, foram (A) Getúlio Vargas e Tancredo Neves. (B) Juscelino Kubitschek e Fernando Henrique Cardoso. (C) João Goulart e Itamar Franco. (D) Gaspar Dutra e José Sarney. (E) Jânio Quadros e Fernando Collor de Mello. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  47. 47. (FURG 2008 - 60) Durante o período de redemocratização brasileira, conhecido como Nova República, foi instituído o chamado Plano Cruzado que visava à estabilização da economia fragilizada pela alta inflação. Essa planificação econômica encontraria respaldo em amplo segmento da população, vindo a popularizar-se a seguinte denominação a alguns dos apoiadores das medidas governamentais: (A) os fiscais do Sarney. (B) os constitucionalistas do Ulysses. (C) os cruzados do Itamar. (D) os jacobinos do Collor. (E) os esperançosos do Tancredo. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  48. 48. (FURG 2008 - 46) Sobre o período anterior ao surgimento da escrita, pode-se afirmar: I) Antecedeu à Idade Antiga propriamente dita, com o aparecimento dos hominídeos por volta de 4 milhões de anos atrás e estendeu-se até por volta de 4000 a.C. II) O primeiro período, chamado de Neolítico ou Idade da Pedra Lascada, corresponde ao desenvolvimento da caça e da pesca, com a utilização de instrumentos feitos à base de ossos e pedras. III) A sedentarização humana ocorreu no final do período Paleolítico, com os grupos humanos fixando-se à terra e dando início ao processo de desenvolvimento agrícola. IV) No período Neolítico, as relações familiares foram complexizando-se. Os homens abandonaram as cavernas e passaram a construir suas próprias habitações. V) O final do período Paleolítico, conhecido como Idade dos Metais, conheceu avanços significativos nas técnicas de fundição, com o aperfeiçoamento dos utensílios e das armas. Assinale a alternativa que apresenta as afirmativas corretas. (A) I, III e IV. (B) I, IV e V. (C) I e II. (D) II, IV e V. (E) III e V. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  49. 49. (FURG 2008 - 47) “ (...) a moeda em sentido próprio é uma invenção grega do século VII a.C. Essa invenção teve um papel revolucionário em uma série de planos. Acelerou o desenvolvimento, na economia grega, no comércio de produtos de consumo corrente. Permitiu a criação de um novo tipo de riqueza e de uma nova classe de ricos, cuja ação foi decisiva na reorganização política da cidade”. (VERNANT, Jean Pierre apud COTRIM, Gilberto. História e Consciência do Mundo. São Paulo: Saraiva, 1994: 71) A civilização grega passou por outras transformações, além das referidas no texto acima. Assinale a alternativa que apresenta uma dessas transformações. (A) O criador da Democracia ateniense, Péricles, ficou no poder de 510 a 507 a.C, período em que aprofundou as reformas e ocupou o cargo de estrátego (chefe do poder Executivo). (B) A estrutura político-administrativa de Esparta, uma das cidades-estado, apresentava no primeiro plano a Apela, assembléia formada pelos mais importantes cidadãos espartanos. (C) A cidade-estado de Atenas apresentava uma pirâmide social basicamente dividida em eupátridas (bem-nascidos), metecos (estrangeiros) e escravos. (D) Apesar da proximidade com o litoral mediterrânico, os gregos não avançaram em conquistas pelos mares. Dirigiram sua economia apenas para o cultivo da terra. (E) A Democracia ateniense favorecia todos os habitantes da cidade-estado desde o período micênico até o período helenístico. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  50. 50. (FURG 2008 - 48) O fim da _____ romana conheceu grandes transformações. O nome Roma começou a designar uma imensa região formada por parte de três continentes: África, Ásia e Europa. Durante o ____, a história dessa civilização presenciou um grande ____, além de grandes construções como o _____, que servia para atrair o povo aos espetáculos promovidos pelo Estado. Assinale a alternativa que completa as lacunas. (A) Monarquia - Arcontado - crescimento urbano - Coliseu (B) República - período clássico – incremento monetário - Partenon (C) Monarquia - período centurial – crescimento populacional - Teatro (D) República - Império - crescimento populacional - Coliseu (E) Monarquia - reinado de Sólon – avanço territorial - Partenon GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  51. 51. (FURG 2008 - 49) Assinale a alternativa que caracteriza a Baixa Idade Média. (A) Afirmação do Capitalismo Comercial, com o crescimento da acumulação primitiva de capitais. (B) Expansão árabe pela península Ibérica e criação do califado de Córdoba na Espanha. (C) Invasão dos Visigodos e Ostrogodos pela Europa Ocidental, ocasionando intensos choques militares. (D) Formação do reino dos Francos, com o destaque à atuação política do rei Carlos Martel, que derrotou os árabes. (E) Surgimento das Hansas, poderosas associações de comerciantes que congregavam os interesses de diversas cidades. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  52. 52. (FURG 2008 - 50) Sobre a Reforma, pode-se afirmar: I) Entre as suas origens políticas, estava a excessiva interferência da Igreja nos assuntos internos dos Estados europeus. II) Um dos pontos básicos das idéias luteranas foi a livre interpretação das Escrituras. III) O início do conflito se deu quando Calvino, monge agostiniano alemão, rompeu com o Papa Leão X, devido à venda de indulgências. IV) Uma das principais conseqüências econômicas foi a expansão das práticas capitalistas, devido a determinadas teorias protestantes. V) Calvino foi condenado na Dieta de Worms, perante o imperador austro-húngaro. Assinale a alternativa que apresenta as afirmativas corretas. (A) II, IV e V. (B) I, II e IV. (C) I, III e IV. (D) III, IV e V. (E) I, II e III. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  53. 53. (FURG 2008 - 51) “ Colombo lançara as bases da colonização espanhola no Novo Mundo: estabelecera o tributo, a encomienda indígena e distribuíra terras.” (SOUZA, Suzana Bleil de. Política e administração na sociedade colonial. IN. WASSERMAN, Claudia (coord.). História da América Latina: cinco séculos. Porto Alegre: Ed. UFRGS, 1996, p.81) Sobre a encomienda , pode-se afirmar: (A) Foi um sistema de escravidão indígena, transplantado da Espanha para a América e que visava à utilização do escravo negro na mineração e na lavoura extensiva. (B) Por sua característica, a encomienda acabou arruinando os encomenderos que ficaram alijados do poder político. (C) Foi uma concessão real aos conquistadores, adjudicando-lhes um determinado número de aldeias e índios que deveriam ser catequizados e protegidos, podendo o encomendero exigir-lhes trabalho e gêneros. (D) A encomienda foi amplamente utilizada em toda a América Latina, à exceção do México, onde a Espanha optou exclusivamente por uma estrutura econômico administrativa aos moldes dos feudos europeus. (E) Aos indígenas encomendados foi dado o direito de organizar-se administrativamente em aldeias, tendo liberdade para preservar suas tradições culturais e religiosas. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  54. 54. (FURG 2008 - 52) O fascismo rejeitou a ______, por ser essa um instrumento de pressão dos grupos econômicos hegemônicos. Entre as condições históricas que explicam sua ascensão, estão as frustrações decorrentes das condições impostas no ______. Na Itália, uma ação de destaque dos fascistas foi a _____, cuja conseqüência foi a subida de Mussolini ao cargo de 1º Ministro; ao mesmo tempo, intensificou-se a vertiginosa nazificação da Alemanha: tudo era controlado pelo Estado e o _________ se impôs. Assinale a alternativa que completa as lacunas. (A) democracia, Tratado de Versalhes, Marcha sobre Roma, unipartidarismo. (B) liberdade individual, Tratado de Madri, campanha trabalhista, unipartidarismo. (C) liberdade comercial, Tratado de Versalhes, Marcha Operária, liberalismo. (D) democracia, Tratado de Madri, Marcha Camponesa, pluripartidarismo. (E) liberdade individual, Tratado de Edimburgo, Marcha sobre Nápoles, liberalismo. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  55. 55. (FURG 2008 - 53) Os vinte e cinco anos que se seguiram à II Guerra Mundial foram assinalados, em grande parte, pela revolta da Ásia e da África contra a dominação ocidental; essa reação é comumente conhecida pela expressão “descolonização afroasiática”. Pode-se afirmar sobre a mesma: (A) O processo descolonizador teve início durante a II Guerra Mundial, sendo consolidado após o término da mesma, como conseqüência do desinteresse dos países europeus, enfraquecidos pelo longo conflito e pela mudança de cenário hegemônico, transferido para o Japão. (B) Na Índia, a ação de Mahatma Gandhi foi decisiva para garantir um movimento emancipatório pacífico, garantindo o atendimento incondicional às necessidades básicas da população hindu. (C) A Argélia, colônia francesa, conseguiu sua independência em 1962, após longo período de luta que permitiu aos líderes revolucionários a criação de práticas sociais para serem adotadas após a emancipação política. (D) Entre os fatores que possibilitaram a descolonização, destacam-se as contradições inerentes ao próprio processo colonizador, que acabou transferindo para as colônias avanços tecnológicos e culturais que possibilitaram o desenvolvimento do nacionalismo, instrumento de reação ao domínio europeu. (E) As colônias portuguesas da África, como Guiné, Angola, Moçambique e África do Sul, primeiras a conseguirem sua emancipação, viveram sangrento conflito, que comprometeu a estabilidade econômica dessas nações. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  56. 56. (FURG 2008 - 54) Sobre o período colonial brasileiro, pode-se afirmar: I) As Capitanias Hereditárias marcam o começo sistemático da colonização. II) Com as entradas e bandeiras, ocorreu a expansão rumo ao interior. III) A descoberta do ouro pelas bandeiras promoveu uma intensa atividade mineradora. IV) Nas primeiras décadas do século XVI, os portugueses se limitaram à extração do pau-brasil. Assinale a alternativa que apresenta as afirmativas corretas. (A) I, II e III. (B) I, II, III e IV. (C) II, III e IV. (D) III e IV. (E) I e IV. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  57. 57. (FURG 2008 - 55) Entre os fatores que levaram à Independência do Brasil, podem-se destacar: I) a Revolução do Porto e a tentativa de recolonização do Brasil por Portugal. II) a atuação de José Bonifácio, o Patriarca da Independência. III) a recusa de D. Pedro I em jurar fidelidade à Constituição de Portugal. IV) o rompimento do pacto colonial, com a vinda de D. João VI ao Brasil em 1808. Assinale a alternativa que apresenta as afirmativas corretas. (A) I e IV. (B) I, II e III. (C) II, III e IV. (D) III e IV. (E) I, II, III e IV. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  58. 58. (FURG 2008 - 56) Em relação ao governo de D. Pedro II, pode-se afirmar que (A) a mineração foi a principal atividade econômica do período. (B) foi o governo mais longo da história do Brasil. (C) a política interna foi marcada pela extrema turbulência. (D) o Imperador presidia o Partido Liberal. (E) a política externa foi marcada por uma perene paz com os países platinos. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  59. 59. (FURG 2008 - 57) O estereótipo, muitas vezes atribuído à República Velha, de uma tranqüila alternância no poder entre paulistas e mineiros, no modelo que ficaria conhecido como “café-com-leite”, em alguns momentos não correspondeu à realidade, ocorrendo casos de disputas mais acirradas nas eleições à Presidência da República Brasileira. Dentre as campanhas político-eleitorais, podem-se destacar a I) Civilista. II) Reação Republicana. III) Aliança Liberal. IV) Restauração Monárquica. V) Frente Libertadora. VI) Democracia-Liberal. Assinale a alternativa que apresenta as afirmativas corretas. (A) II, III e IV (B) I, III e V. (C) I, II e III. (D) II, IV e VI. (E) IV, V e VI. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  60. 60. (FURG 2008 - 58) A derrocada da República Oligárquica no Brasil teve como um de seus fatores motores mais notáveis a denominada crise dos anos vinte, representada por um conjunto de vários acontecimentos que, à época, desencadearam-se. Dentre esses eventos ocorridos ainda no início da década de vinte, podem-se citar: I) surgimento do Partido Socialista Brasileiro. II) campanha da Reação Republicana. III) primeiras manifestações do Tenentismo. IV) Semana de Arte Contemporânea. V) Intentona Comunista. Assinale a alternativa que apresenta as afirmativas corretas. (A) II, III e V. (B) I, II e III. (C) I e II. (D) II e III. (E) II e IV. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  61. 61. (FURG 2008 - 59) O regionalismo constituiu, durante muito tempo, a característica essencial das organizações partidárias brasileiras, com ênfase à época da República Velha. Após a Revolução de 1930, em um processo que se estendeu até a deflagração da ditadura estado-novista, surgiriam algumas experiências em torno da possibilidade da existência de agremiações partidárias de cunho nacional. Dentre esses grupos, podem-se destacar os I) Aliancistas. II) Jacobinos. III) Integralistas. IV) Florianistas. V) Constitucionalistas. Assinale a alternativa que apresenta as afirmativas corretas. (A) III e V. (B) I e II. (C) II e III. (D) II e V. (E) I e III. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  62. 62. (FURG 2008 - 60) Na História do Brasil, a abertura lenta, gradual e segura proposta pelos governistas, a partir dos anos setenta do século XX, foi marcada por uma série de acontecimentos que viriam a constituir um processo histórico que duraria por mais de uma década, até pelo menos 1985, e, dentre eles, podem-se citar: I) anistia aos implicados em crimes políticos. II) revogação das determinações do Ato Institucional N. 5. III) eleição direta para governadores estaduais. IV) eleição indireta de um civil para Presidente da República. Assinale a alternativa que apresenta as afirmativas corretas. (A) I, II, III e IV. (B) I, II e IV. (C) II, III e IV. (D) I, II e III. (E) I, III e IV. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  63. 63. (FURG 2007 - 31) Sobre a sociedade espartana clássica, podemos afirmar que (A) os reis eram escolhidos entre os membros das duas famílias mais importantes, os metecos e os hilotas. (B) os Éforos, magistrados mais importantes, formavam um colégio de cinco membros que coordenavam o poder religioso dentro da cidade. (C) a Gerúsia, grupo de anciãos que propunha as leis, atuava como tribunal em várias causas. (D) a hegemonia de Esparta, que se seguiu à Guerra do Peloponeso foi marcada pela estabilidade política e pela Democracia. (E) a Assembléia espartana, a Ágora, era formada por homens livres de elevada condição social. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  64. 64. (FURG 2007 - 32) Leia as afirmativas que seguem e assinale a alternativa correta. I) A transição do Império Romano Ocidental para a plena constituição do sistema feudal foi obra de cinco séculos. II) O período de transição da antiguidade para o medievo foi caracterizado pela expulsão dos povos “bárbaros” e pela evolução dos reinos romano-germânicos. III) A Igreja Católica ao longo do período medieval, acumulou imenso poder econômico e político. IV) A Baixa Idade Média é reconhecida como o período que vai do século V ao X e a Alta Idade Média, do século XI ao XV. V) O Feudalismo, sistema econômico, político e social da época medieval, não se encerrou com o fim do período, podendo ainda ser encontrados alguns de seus resquícios nos séculos XVI e XVII. (A) I e V. (B) II, III e IV. (C) I e II. (D) II e IV. (E) I, IV e V. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  65. 65. (FURG 2007 - 33) A Comuna de Paris, em 1871 foi: (A) uma rebelião estudantil universitária da Sorbonne. (B) a tomada do poder político pelos operários. (C) a associação comunitária de tecelões em Paris. (D) um golpe de Estado de Luís Bonaparte estabelecendo o II Império Francês. (E) a implantação do socialismo através da IV República Francesa, com a liderança de Gambetta. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  66. 66. (FURG 2007 - 34) Um dos fatores que conduziu à independência dos Estados Unidos da América foi: (A) a concorrência mercantil na área da América do Sul desenvolvida pelo comércio norteamericano em oposição à Inglaterra. (B) a necessidade de romper o monopólio comercial que a Inglaterra exercia sobre a África Francesa. (C) o lançamento sistemático de tributos por parte da Inglaterra, após a Guerra dos Sete Anos, sem anuência dos colonos americanos. (D) a tentativa inglesa de impedir o desenvolvimento de relações comerciais diretas entre as 13 colônias e a França, o que levou este país a auxiliar militarmente na guerra. (E) o processo de Revolução Industrial nos Estados Unidos, o que ameaçava os interesses ingleses no mundo. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  67. 67. (FURG - 35) Entre um dos fatores da Revolução Industrial do final do século XVIII, temos: (A) a liberação de mão-de-obra do campo para a cidade com a Revolução Agrícola. (B) a abundância de papel-moeda e desenvolvimento do crédito na Grã-Bretanha. (C) o desaparecimento dos médios e pequenos proprietários. (D) a ampliação dos impérios coloniais. (E) os grandes descobrimentos marítimos. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  68. 68. (FURG 2007 - 36) Escolha a opção que contém os itens associados ao período colonial brasileiro. I) A Colônia estava subordinada a orientação político-administrativa metropolitana com base no pacto colonial. II) Processo eleitoral com participação popular. III) A mão-de-obra escrava era predominante. IV) O latifúndio monocultor era o modelo de propriedade defendido pela Coroa Portuguesa. Estão corretas: (A) I e IV. (B) I, II e IV. (C) II e IV. (D) I, III e IV. (E) I, II, III e IV. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  69. 69. (FURG 2007 - 37) Sobre a economia cafeeira podemos afirmar: I) o café, no período imperial, era o produto mais importante na balança comercial brasileira. II) os barões do café detinham a hegemonia no controle da política brasileira no século XIX. III) no cenário dos cafezais ocorre, em grande escala, a experiência da substituição da mão-de-obra do escravo negro pela mão-de-obra livre do imigrante europeu. IV) os cafeicultores do oeste paulista tiveram no 2º Império, uma marcante atuação política nos rumos da transição Monarquia-República. Estão corretas: (A) I e II. (B) I, II e IV. (C) II, III e IV. (D) I, II e III. (E) I, II, III e IV. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  70. 70. <ul><li>(FURG 2007 - 38) Foram vários os movimentos que combateram as autoridades públicas e/ou governamentais ao longo da República Velha Brasileira. Dentre eles pode-se citar a </li></ul><ul><li>Revolta da Armada. II) Revolta da Vacina. </li></ul><ul><li>III) Revolução Federalista. </li></ul><ul><li>IV) Revolta dos Cabanos. V) Revolta dos Balaios. </li></ul><ul><li>VI) Revolta da Chibata. </li></ul><ul><li>Estão corretas: </li></ul><ul><li>(A) I, II, III e IV. (B) II, IV, V e VI. (C) II, III, V e VI. </li></ul><ul><li>(D) I, II, III e VI. (E) II, III, IV e V. </li></ul>GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  71. 71. (FURG 2007 - 39) A presença da figura do deputado classista, uma forma de representação socioeconômica originada de ideias corporativistas então em voga em algumas partes do mundo, marcou o processo de elaboração da Constituição Brasileira de (A) 1891. (B) 1934. (C) 1937. (D) 1946. (E) 1988. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  72. 72. (FURG 2007 - 40) No caso brasileiro, pode-se considerar como um dos fatores que levou ao ruir da ditadura estado-novista a (A) mudança da forma de governo. (B) promulgação da Constituição de 1937. (C) ruptura diplomática com Portugal. (D) deflagração da Intentona Comunista. (E) participação na II Guerra Mundial. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  73. 73. (FURG 2007 - 46) “ Quando vocês falam que foram mortos aproximadamente seis milhões de pessoas nos campos de concentração, das quais grande parte se sabe o nome e o dia da morte, nós, indígenas, lembramos os quase seis milhões de irmãos nossos exterminados sem que se tenha, na maioria dos casos, qualquer informação sobre esses massacres. Foi um extermínio silencioso e contínuo, que continua até hoje”. (Nailton Pataxó, numa visita a um campo de concentração nazista na Alemanha em 2000). Considerando esse posicionamento sobre a população indígena ocupante do atual território brasileiro desde, pelo menos, 12.000 anos atrás, é possível afirmar que: I. dezenas de milhares de pessoas morreram em conseqüência do contato direto e indireto com os europeus e as doenças por eles trazidas, a ponto de podermos falar na existência de um verdadeiro genocídio. II. as sociedades indígenas, especialmente as que habitaram os espaços de floresta, eram igualitárias e pacíficas. Tais atributos eram indispensáveis, pois sem cooperação e com o baixo nível tecnológico que caracterizava essas populações, não seria possível sobreviver nesses ambientes agressivos. III.o espaço ocupado pelo atual território brasileiro possuiu, e ainda possui, uma imensa diversidade étnica. Esta diversidade refletiu-se, na época da pré-conquista, numa grande variedade de formas de organização social, que vem sendo conhecida através dos estudos arqueológicos. Estão corretas as afirmativas: (A) II e III. (B) I e II. (C) I e III. (D) I, II e III. (E) nenhuma. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  74. 74. (FURG 2007 - 47) &quot;[Estes] são homens impiedosamente expostos pelo destino a toda sorte de ultrajes. Mas são, em última análise, homens de uma segunda categoria, a quem poderíamos até conceder as vantagens da nossa liberdade. Mas que o poderei dar a essa guerra (...) contra nós? Confesso que não sei. Porque [nela] vemos [homens] combatendo e gladiadores comandando. Os primeiros são de origem bem humilde. Os segundos estão condenados à pior de todas as condições sociais&quot;. O texto acima, do historiador Florus, trata de uma das mais famosas revoltas sociais ocorridas em Roma durante a República. Tal luta estendeu-se entre o período de 73 e 71 a.C. e ficou conhecida como: (A) Revolta dos cristãos e ateus, comandada por Aníbal. (B) Revolta de escravos, comandada por Espártaco. (C) Revolta Judaica ou Revolta Hasmoniana. (D) Campanha de massacre aos patrões, dirigida por Catilina. (E) Revolta dos plebeus, sob a liderança de Tarquínio. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  75. 75. (FURG 2007 - 48) Analise as proposições abaixo sobre o Feudalismo. I. A sociedade feudal era estamental, e o indivíduo era classificado segundo a forma como possuía a terra e o seu nascimento, ou origem sangüínea. II. Os servos tinham mobilidade geográfica e eram soldados e artesãos, pagando a corvéia, as banalidades e o vintém, sendo dispensados da talha sobre a produção. III. Os escravos eram muito raros na Europa Ocidental, devido à condenação religiosa, sendo mais freqüentes entre os muçulmanos ibéricos. IV. A nobreza tinha a posse jurídica da terra, prestava Homenagem e Benefício, possuindo poderes políticos, militares e jurídicos sobre os demais. Estão corretas as afirmativas: (A) I, III e IV. (B) II, III e IV. (C) I, II e IV. (D) I, II e III. (E) todas. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  76. 76. (FURG 2007 - 49) A Revolução Gloriosa (1688-1689), na Inglaterra, trouxe como uma de suas decorrências o Bill of Riths, ou Declaração dos Direitos. Sobre ela, podemos afirmar que: (A) foi causa da Guerra dos Trinta Anos, devido à discriminação econômica e religiosa contra os holandeses. (B) orientou as decisões do período chamado de Restauração Stuart, idealizada por Oliver Cromwell. (C) visava a garantir os interesses dos “lords” em oposição aos interesses da nascente burguesia liberal. (D) inspirou-se nas idéias utópicas de Thomas Morus, que em seguida foi decapitado por ordem de Henrique VIII Tudor. (E) teve parte de seus princípios incorporados às dez primeiras emendas norte-americanas e à Declaração dos Direitos do Homem da França, em 1789. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  77. 77. (FURG 2007 - 50) Analise as proposições abaixo, sobre o chamado Antigo Regime, ocorrido na França durante a Modernidade. I. os burgueses, principalmente a alta burguesia, auxiliaram aos monarcas na luta contra a nobreza, através de impostos e financiamento, pois pretendiam retirar desta última os monopólios econômicos que detinha. II. os Estados Nacionais foram importantes na coordenação da Expansão Marítima e na conquista de colônias, pois com isso conseguiriam o enriquecimento burguês nacional e seu próprio fortalecimento. III.visando a justificar a centralização e a concentração de poderes nas mãos do rei, juristas e legistas apoiaram-se no Direito Romano, na religião e mesmo na praticidade política do Estado Moderno. Estão corretas as afirmativas: (A) todas. (B) I e II. (C) I e III. (D) II e III. (E) nenhuma. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  78. 78. (FURG 2007 - 51) A Santa Aliança, após o Congresso de Viena (1814-1815), adotou uma política em relação às colônias hispano-americanas, que visava a: (A) impor os princípios da Doutrina Monroe sobre todos os Estados europeus. (B) restabelecer o antigo sistema colonial espanhol. (C) difundir as idéias político-sociais da Revolução Francesa de 1789. (D) obrigar D. João VI a entregar a Província Cisplatina a Fernando VII da Espanha. (E) incentivar os movimentos nacionalistas de caráter separatista na América do Sul. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  79. 79. (FURG 2007 - 52) Com a Revolução Industrial, pioraram as condições de vida e de trabalho dos operários, ocasionando movimentos de reivindicação, greves, violência e até mesmo destruição de máquinas. Na primeira metade do século XIX, a Inglaterra, pioneira na industrialização, também conheceu movimentações operárias, em que se destacou: (A) a fundação do Partido Comunista Inglês, que além de alinhar-se com as ordens de Moscou, passou a dirigir os movimentos sindicais, antes descentralizados e sem lideranças. (B) o movimento chamado de socialismo científico, que reconhecia como necessidade uma fase de ditadura do proletariado para se chegar à organização de uma sociedade comunista. (C) a criação e o funcionamento da Associação Internacional dos Trabalhadores, fundada por Karl Marx e Friederich Engels. (D) um movimento jacobinista, que pretendia a igualdade social e política, como o voto universal também para as mulheres, assim como o direito a iguais salários e oportunidades. (E) o movimento cartista, que desenvolveu um programa vinculado às reivindicações trabalhistas, tais como: limitações da jornada de trabalho, abolição da lei dos indigentes e “questões de garfo e faca”. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  80. 80. (FURG 2007 - 53) O Brasil tem postulado um lugar permanente no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas. No entanto, desde a sua fundação, existem apenas cinco países permanentes e dez eleitos pela Assembléia Geral. Em sua criação, após a II Guerra Mundial, eram permanentes os seguintes países: (A) China Nacionalista, França, Estados Unidos, União Soviética e Reino Unido. (B) Israel, República Federal Alemã, Bélgica, União Soviética e Espanha. (C) China Comunista, Hungria, Estados Unidos, Tchecoslováquia e Benelux. (D) República Democrática Alemã, Estados Unidos, Rússia e Argentina. (E) Holanda, República Malgache, Taiwan, China e Estados Unidos. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  81. 81. (FURG 2007 - 54) Na conquista e ocupação das terras brasileiras, o estabelecimento de feitorias constituiu: (A) limites geográficos das capitanias hereditárias. (B) entrepostos de trocas feitos pelos primeiros invasores, na primeira metade do século XV. (C) necessidades policiadoras da metrópole na exploração do pau-brasil. (D) primeiras grandes fazendas de cultivo da cana-de-açúcar. (E) regiões delimitadoras no sertão, para pesquisa aurífera. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  82. 82. <ul><li>(FURG 2007 - 55) </li></ul><ul><li>“ A casa-grande venceu no Brasil a Igreja, nos impulsos que esta a princípio manifestou para ser a dona da terra. Vencido o jesuíta, o senhor de engenho ficou dominando a colônia quase sozinho. O verdadeiro dono do Brasil. Mais do que os vice-reis e os bispos.” (Gilberto Freyre – Casa Grande e Senzala. Rio de Janeiro: Editora José Olympio.) </li></ul><ul><li>No texto acima, são citadas características da: </li></ul><ul><li>sociedade mineira. (B) sociedade cafeeira. </li></ul><ul><li>(C) sociedade urbana. </li></ul><ul><li>(D) sociedade açucareira. (E) sociedade algodoeira. </li></ul>GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  83. 83. (FURG 2007 – 56) “ Queremos Pedro II Ainda que não tenha idade A Nação dispensa a Lei E viva a Maioridade”. O clamor pela antecipação da Maioridade, expresso na quadrinha popular, reafirma as expectativas de superação da crise vigente durante o período regencial. Dentre os fatores constitutivos desta crise, podemos destacar: (A) a disputa envolvendo os conservadores e os liberais, diferentes facções oligárquicas, e a irrupção de movimentos regionais. (B) o declínio da lavoura cafeeira e a intervenção da Guarda Nacional. (C) o nacionalismo e a defesa do liberalismo. (D) o prestígio político dos liberais exaltados, que contestavam a Regência. (E) a unificação dos movimentos sociais regionais de rebelião, promovendo uma forte resistência à Regência. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  84. 84. (FURG 2007 - 57) “ Cabo de enxada engrossa as mãos – o laço de couro cru, machado e foice também. Caneta e lápis são ferramentas muito delicadas. A lida é outra: labuta pesada, de sol a sol, nos campos e nos currais (...) Ler o quê? Escrever o quê? Mas agora é preciso: a eleição vem aí, e o alistamento rende a estima do patrão, a gente vira pessoa.” (Mário Palmério – Vila dos Confins . Rio de Janeiro: Editora José Olympio.) A partir da leitura do texto acima, podemos afirmar que na República Velha: (A) a ampliação do poder político dos grandes proprietários era a forma de fortalecer a organização dos trabalhadores rurais. (B) a campanha eleitoral visava a atingir os trabalhadores urbanos. (C) o predomínio oligárquico pode ser representado pela troca de favores. (D) os coronéis, em época de eleição, preocupados com o analfabetismo, estimulavam a melhoria da educação. (E) o período eleitoral era o único momento em que os chefes locais dispensavam os trabalhadores do trabalho árduo para garantir-lhes o direito de cidadania. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  85. 85. (FURG 2007 - 58) Sobre a industrialização no Brasil, é possível afirmar que: I. o Brasil faz parte de um grupo de países de industrialização relativamente tardia, que se inicia no final do século XIX. II. durante a República Velha, ocorreu o desenvolvimento das indústrias têxteis, com a utilização da mão-de-obra imigrante, expandida, sobretudo, com o fim da escravidão em 1888. III. durante a Primeira Guerra Mundial, houve um aumento da produção industrial no Brasil, que resultou no processo de substituição de bens importados. Estão corretas as afirmativas: (A) I e II. (B) I e III. (C) II e III. (D) I, II e III. (E) nenhuma. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  86. 86. (FURG 2007 - 59) A grande preocupação do Estado Novo foi a organização dos trabalhadores brasileiros em sindicatos , que eram caracterizados pela: (A) participação ativa do proletariado no contexto político. (B) rejeição do modelo fascista italiano. (C) atitude reivindicatória junto ao patronato. (D) oposição à ditadura de Getúlio Vargas. (E) supervisão e controle governamental. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  87. 87. (FURG 2007 - 60) O Ato Institucional nº 5, durante o governo do General Costa e Silva, permitiu a esse presidente da República, entre outras medidas: (A) criar novos ministérios e empresas estatais. (B) decretar o recesso parlamentar e promover cassações de mandatos e de direitos políticos. (C) promover uma ampliação do sistema partidário. (D) controlar os empréstimos no exterior. (E) convocar uma Assembléia Nacional Constituinte. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  88. 88. (FURG 2006 - 46) No Modo de Produção Antigo a base da mão-de-obra era escrava. Sobre ela, na Grécia Clássica, podemos dizer que I – o grande contingente de escravos era formado por prisioneiros de guerra. II – o elemento étnico era determinante na formação do contingente escravo. III – os escravos eram os únicos trabalhadores braçais na sociedade grega. IV – os trabalhos escravos incluíam a agricultura, a exploração de minas e serviços domésticos. V – em Atenas, os escravos eram utilizados na administração pública como funcionários. São verdadeiros os itens: (A) I e II. (B) II, IV e V. (C) I, III e V. (D) I, IV e V. (E) II, III e V. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  89. 89. (FURG 2006 - 47) Sobre a política romana na época do Império, podemos afirmar que (A) os imperadores concentravam a maior parte dos poderes e prerrogativas, exceto declararem guerra, isso cabia aos senadores. (B) generais vitoriosos com exércitos poderosos desafiavam e tomavam o poder dos imperadores. (C) os senadores mantiveram seu poder administrando e controlando totalmente as províncias imperiais e senatoriais. (D) o exército não possuía prestígio e raramente existiam atividades de guerra. (E) o senado romano criava as leis que os imperadores aprovavam. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  90. 90. (FURG 2006 - 48) Sobre as Cruzadas, podemos afirmar que (A) surgiram pela influência da igreja católica na mentalidade popular. (B) expressavam certas especificidades como a não belicosidade. (C) ocorreram entre os séculos V e X d.C. (D) agiam em nome dos reis, sem ligações com a igreja católica. (E) representaram expedições militares realizadas pelos cristãos orientais. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  91. 91. (FURG 2006 - 49) A Idade Moderna (século XV à primeira metade do século XVIII) teve como característica(s): (A) o surgimento da burguesia e a consolidação do seu poder políticoeconômico. (B) a substituição das práticas mercantilistas pelos princípios fisiocráticos. (C) a consolidação dos regimes absolutistas, apoiados pela burguesia em ascensão. (D) o enfraquecimento do sistema colonial, a partir do surgimento dos novos Estados americanos. (E) o surgimento do Estado Burguês Liberal e a emergência da democracia como força política predominante. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  92. 92. (FURG 2006 - 50) Uma teoria política do século XIX “ ... propunha a organização de comunidades compostas, cada uma, de 10.000 pessoas, a que chamava de ‘ phalanatéres ’ (ou falanstérios). Nestas comunidades, a distribuição das tarefas e encargos seria feita segundo a atração passional , o que queria dizer que os indivíduos fariam aquilo que mais gostavam de fazer, pois acreditavam que a natureza distribuiu a todos as vocações, de tal maneira que ficam em perfeita harmonia com as necessidades que a humanidade pode ter em relação a tal ou qual espécie de trabalho”. As idéias de Fourier refletem o que seria posteriormente categorizado como socialismo (A) sindical. (B) cristão ou social cristão. (C) solidário ou revolucionário. (D) científico ou marxista. (E) utópico ou romântico. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  93. 93. (FURG 2006 - 51) As transformações do sistema capitalista, entre 1870 e 1875 e a enorme crise internacional, que para muitos autores foi maior que a Grande Depressão de 1929/1935, nas sociedades mais industrializadas, tiveram como características principais (A) o protecionismo, o livrecambismo e a tendência à concentração do capitalismo. (B) o socialismo reformista, o imperialismo e a centralização das empresas. (C) a tendência à concentração do capital, à centralização das empresas e o imperialismo. (D) o colonialismo, o livrecambismo e o aparecimento dos oligopólios. (E) o imperialismo, o capital monopolista e o Liberalismo Econômico na teoria e na prática. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  94. 94. (FURG 2006 - 52) Após a Segunda Guerra Mundial, os Estados Unidos da América organizaram o Plano Marshall para a Europa e o mundo, objetivando (A) recuperar economicamente os países devastados pela guerra, uma eficaz propaganda da Guerra Fria. (B) construir uma série de bases militares para impedir o avanço soviético ou um ataque do Pacto de Varsóvia. (C) reunificar o Estado alemão, dividido pelo Plano de Yalta. (D) promover a reorganização cultural e econômica européia através de um mercado comum. (E) incrementar o comércio entre os países ricos e pobres através do Grupo dos Oito. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  95. 95. (FURG 2006 - 53) Quando do descobrimento do Brasil, sociedades já estavam radicadas há milhares de anos nas terras que formaram a América Portuguesa. Referente a estas populações indígenas é correto afirmar que (A) a religiosidade era monoteísta. (B) a organização social era de bandos e tribos e a produção era de subsistência. (C) as relações econômicas eram voltadas ao mercado. (D) as populações viviam em cidades. (E) a agricultura era desconhecida. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  96. 96. (FURG 2006 - 54) Podemos afirmar que foram formas de resistência dos negros à escravidão ao longo dos períodos colonial e imperial da História do Brasil I – a organização de quilombos. II – os suicídios. III – a tentativa de homicídio contra seus senhores. IV – as fugas. V – as rebeliões. Estão corretos os itens: (A) I, II e III. (B) II, III e IV. (C) I, IV e V. (D) II, III e V. (E) Todos. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  97. 97. (FURG 2006 - 55) Um dos fatores que levaram à deflagração da Guerra da Tríplice Aliança contra o Paraguai foi (A) o interesse paraguaio em ampliar o seu território em direção ao Peru. (B) a questão de fronteiras entre a Argentina e o Chile. (C) a necessidade do Rio Grande do Sul em expandir a produção pecuário-charqueadora em direção ao mercado paraguaio. (D) o interesse brasileiro na navegação em águas fluviais que passavam pelo território paraguaio. (E) a intenção paraguaia de expandir seu território a ponto de restabelecer o antigo Vice-Reino do Peru, do qual fizera parte à época colonial. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  98. 98. <ul><li>(FURG 2006 - 56) Nos primeiros tempos da formação republicana brasileira, na época da “República da Espada”, reinava no país aquilo que o historiador José Murilo de Carvalho denominou de “confusão ideológica”, num cenário em que vários grupos políticos atuaram. </li></ul><ul><li>Dentre esses, pode- se citar: </li></ul><ul><li>os outubristas. (B) os jacobinos. </li></ul><ul><li>(C) os integralistas. </li></ul><ul><li>(D) os aliancistas. (E) os girondinos. </li></ul>GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  99. 99. (FURG 2006 - 57) A Constituição da República dos Estados Unidos do Brasil, promulgada em 1934, teve vida efêmera, tendo em vista (A) a Revolução Constitucionalista promovida pelos paulistas. (B) a Intentona Integralista que visava derrubar o Presidente da República. (C) o Movimento Aliancista de 1934 que pretendia a unificação partidária, buscando a reconstitucionalização nacional. (D) o Golpe de Estado perpetrado em 1937. (E) a Revolução de 1936, que pretendia implantar reformas de cunho socialdemocrático no Brasil. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  100. 100. (FURG 2006 - 58) O político gaúcho Getúlio Vargas foi um dos governantes brasileiros que mais tempo permaneceu no poder. Podemos afirmar que as várias ascensões de Vargas à Presidência deram-se através I – da campanha oposicionista da Aliança Liberal que nas eleições derrotou o candidato governista Julio Prestes. II – da Revolução de 1930 que derrubou a República Velha, formando-se o novo Governo Constitucional. III – da eleição direta, promovida em 1934, após a promulgação da Constituição. IV – da vitória nas eleições de 1938, advindo daí o governo que ficou conhecido como Estado Novo. V – da eleição indireta promovida a partir da Assembléia Nacional Constituinte de 1946. Podemos afirmar que (A) I, II e III estão corretos. (B) II, III e IV estão corretos. (C) I, IV e V estão corretos. (D) Todos estão corretos. (E) Nenhum está correto. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  101. 101. (FURG 2006 - 59) São acontecimentos relacionados ao Governo João Goulart, exceto : (A) liderou ampla resistência ao Golpe Militar conduzindo o Brasil a uma guerra civil. (B) o plebiscito nacional que fez retornar o sistema presidencialista. (C) a elaboração de um Plano Trienal com ênfase em investimentos de infra-estrutura, controle da inflação e reformas de base. (D) sofreu um golpe de Estado em 31 de março de 1964. (E) assumiu o governo brasileiro com o sistema parlamentarista. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  102. 102. <ul><li>(FURG 2006 - 60) A Campanha das Diretas-Já foi um episódio marcante ocorrido na década de 1980, constituindo um dos significativos momentos do processo histórico brasileiro conhecido como </li></ul><ul><li>republicanização. (B) coligação. </li></ul><ul><li>(C) redemocratização. </li></ul><ul><li>(D) militarização. (E) conciliação. </li></ul>GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  103. 103. (FURG 2005 – 46) No Egito Antigo a maioria da população vivia em condições materiais precárias de existência. Constituía um grupo privilegiado da sociedade egípcia: (A) os felás. (B) os artesãos. (C) os escravos. (D) os sacerdotes. (E) nenhuma resposta está correta. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  104. 104. (FURG 2005 – 47) Em relação ao domínio senhorial (feudo), pode-se afirmar que (A) se trata da unidade básica de produção. (B) engloba o castelo do senhor feudal e a área circunvizinha. (C) o conjunto se organiza numa unidade econômica quase totalmente auto-suficiente. (D) o senhor feudal (suserano) deve garantir ao camponês (vassalo) ajuda e proteção contra ameaças externas. (E) todos os itens estão corretos. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  105. 105. (FURG 2005 – 48) A partir do século XII, desenvolveu-se o Burgo Medieval, cujo crescimento está relacionado aos seguintes fatores: I – surgimento de uma economia urbana artesanal; II – movimento das Cruzadas rumo ao Oriente e norte da África; III – despertar das cidades da Europa Ocidental; IV – divisão de trabalho entre artesãos-industriais e comerciantes; V – política de crédito e comércio monetário incentivada pelas concepções éticas da Igreja. São verdadeiros os itens: (A) I, II,III e V. (B) I, II, III e IV. (C) I, III, IV e V. (D) I, II, IV e V. (E) I, II, III, IV e V. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  106. 106. (FURG 2005 – 49) De modo geral, o mais ressaltado quando se trata de explicar as especificidades da Península Ibérica em relação ao Norte da Europa à época da Expansão Marítima dos séculos XV e XVI era(m) (A) a formação de sociedades militarizadas e conquistadoras, resultantes das longas lutas da Reconquista Ibérica Cristã contra os muçulmanos. (B) a capacidade de conviver pacificamente com povos estranhos (no caso, com os mouros invasores), fator importante para conviver com os indígenas posteriormente. (C) as influências religiosas deixadas pelos mouros muçulmanos, que moldaram idéias de poupança e moderação. (D) os resquícios do escravismo antigo, que seria transplantado depois para as colônias. (E) as marcas da decadência cultural que resultou da imposição da cultura árabe durante os anos da Inquisição luso-espanhola. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  107. 107. (FURG 2005 – 50) O mercantilismo, política econômica praticada pelos monarcas europeus, na Idade Moderna teve como característica a (o) (A) liberdade do comércio intercolonial, visando ao desenvolvimento das colônias. (B) estímulo às importações de manufaturados pelas metrópoles, para facilitar a industrialização e diversificação colonial. (C) manutenção da balança comercial favorável às metrópoles. (D) estímulo à agricultura metropolitana, para fornecer gêneros alimentícios às colônias de povoamento. (E) combate à escravidão, diante do desenvolvimento do humanismo no Renascimento Cultural. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  108. 108. (FURG 2005 – 51) Entre os fatores que possibilitaram a emergência do nazismo na Alemanha em 1933 pode-se mencionar: (A) o advento do fascismo na Itália e França e o intenso avanço econômico alemão durante a década de 20. (B) a crise do regime parlamentar nas democracias européias e o apoio dos socialistas e comunistas aos nazi-fascistas. (C) as vantagens conseguidas com a assinatura da paz de Versalhes e a tradição militarista na Alemanha. (D) as conseqüências desastrosas da II Guerra Mundial e a crise do Capitalismo Liberal. (E) os efeitos da crise econômica dos anos 20 e o agravamento das lutas de classes, provocando uma reação dos grupos dominantes ameaçados. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  109. 109. (FURG 2005 – 52) O chamado escândalo de Watergate, responsável pelo declínio e renúncia do presidente Richard Nixon dos Estados Unidos, decorreu da descoberta de (A) nomeações maciças de parentes e correligionários do presidente em empresas públicas. (B) perdão concedido pelo executivo a volumosas dívidas fiscais de empresas multinacionais corruptoras de políticos do Partido Republicano. (C) gravação clandestina de uma reunião do Partido Democrata durante a campanha eleitoral, por espiões contratados pelos republicanos. (D) autorização presidencial a um massacre de presos políticos no Alabama. (E) tráfico de influência na concessão de empréstimos oficiais a agricultores. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  110. 110. (FURG 2005 – 53) Entre 1737 e 1801, na extremidade meridional do que hoje constitui o Brasil, ocorreram disputas pela posse dessa área, que conduziram a conflitos militares entre portugueses e espanhóis, por praticamente todo o território. O resultado desse confronto entre projetos civilizatórios diferenciados foi o controle português desta área litigiosa. Estamos nos referindo à formação histórica de que atual Estado brasileiro? (A) Rio Grande do Sul. (B) Pernambuco. (C) São Paulo. (D) Paraná. (E) Bahia. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  111. 111. (FURG 2005 – 54) Observe as duas seguintes afirmações e assinale a alternativa adequada. I – A formação histórica do Brasil Imperial teve um momento de inflexão na inversão partidária de 1868. II – A radicalização de alguns grupos políticos levaria à formação de um movimento republicano no Brasil, com a ascendência da oligarquia paulista. (A) Somente a primeira afirmação está correta. (B) Somente a segunda afirmação está correta. (C) As duas afirmações estão corretas e não têm nenhuma relação entre si. (D) As duas afirmações estão corretas, e a primeira é conseqüência da segunda. (E) As duas afirmações estão corretas, e a segunda é conseqüência da primeira. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  112. 112. (FURG 2005 – 55) A caricatura ao lado foi publicada no jornal riograndino Bisturi e trata-se de uma alegoria em homenagem à Lei Áurea, de 13 de maio de 1888. Acerca dessa legislação, pode-se afirmar: I – Como busca representar a figura, foi uma lei que determinou a liberdade dos escravos, sem distinções de sexo ou idade, embora, como a Lei do Ventre Livre, garantisse a manutenção de uma forma de continuidade de prestação de serviços compulsória aos antigos senhores. II – Essa lei constituiu a culminância de um processo histórico lento e gradual, que passara por outras leis, como a Eusébio de Queiroz, a do Ventre Livre e a dos Sexagenários. III – A lei foi aprovada graças à ação da ampla maioria republicana no Congresso Nacional, com a aquiescência integral de liberais e conservadores. IV – Tal lei foi também resultado da pressão britânica que, desde o início do século XIX, insistia na extinção da escravidão do Brasil, em nome de valores humanitários e com interesses na constante ampliação de mercados. V – A lei viria a constituir, a curto prazo, um dos fatores que levaria à desagregação da forma monárquica de governo. Estão corretas: (A) I, II e III. (B) II, III e V. (C) III, IV e V. (D) II, IV e V. (E) I, III e IV. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  113. 113. (FURG 2005 – 56) Ao longo da República Velha, prevaleceu um modelo conhecido como política dos governadores, que propunha uma articulação entre as várias esferas do poder, passando pelo local, pelo estadual e chegando ao federal. Em certos momentos, principalmente em épocas de eleições presidenciais, a estrutura política vigente sofreu certas fissuras, representadas pela formação de uma candidatura de oposição ao situacionismo, como foi o caso da (A) Aliança Nacional Libertadora. (B) Reação Republicana. (C) Ação Integralista Brasileira. (D) União Democrática Nacional. (E) Frente Única Brasileira. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  114. 114. (FURG 2005 – 57) Os dois últimos anos da década de vinte, marcados fundamentalmente pela Crise Mundial de 1929, são caracterizados por vários fatores que levaram à derrocada do modelo oligárquico típico da República Velha no Brasil. Dentre esses fatores podem-se citar: I – a ruptura oligárquica entre paulistas e mineiros; II – a formação de uma dissidência no seio da oligarquia paulista representada pelo Partido Democrático; III – a busca por uma ampliação de participação política das chamadas oligarquias periféricas; IV – a consolidação dos princípios do liberalismo clássico como única alternativa aos fenômenos advindos da citada crise econômica e social; V – a formação de uma candidatura oposicionista representada pela Aliança Democrática Nacional. Estão corretas: (A) I, II e III. (B) I, III e V. (C) III, IV e V. (D) II, III e IV. (E) I, III e IV. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  115. 115. (FURG 2005 – 58) Na História do Brasil, o período conhecido como Estado Novo foi caracterizado I – pela vigência de uma constituição outorgada; II – pela centralização político-administrativa; III – por um modelo exacerbadamente federativo; IV – pela concentração de poderes nas mãos do Executivo; V – por um forte sistema de censura e repressão mantido pelo Serviço Nacional de Informações. Estão corretas: (A) I, II e III. (B) II, III e IV. (C) I, III, e V. (D) I, II e IV. (E) III, IV e V. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  116. 116. (FURG 2005 – 59) O modelo político predominante no cenário brasileiro, na maior parte do período que vai desde a queda do Estado Novo até a instauração dos Governos Militares, ficou conhecido como (A) sindicalismo. (B) populismo. (C) jacobinismo. (D) integralismo. (E) socialismo. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  117. 117. (FURG 2005 – 60) A formação histórica brasileira é caracterizada por recorrentes alterações em seus padrões constitucionais, na medida em que ocorriam certas transformações em sua estrutura política. No que tange às constituições brasileiras, associe-as ao contexto histórico no qual foram entabuladas. I – Constituição de 1824 ( ) Pós-Revolução Constitucionalista II – Constituição de 1891 ( ) Formação do Estado Nacional Imperial III – Constituição de 1934 ( ) Implantação do Estado Novo IV –Constituição de 1937 ( ) Democratização pós-Estado Novo V – Constituição de 1946 ( ) Gênese do Estado Nacional Republicano A associação correta é: (A) IV, II, I, III e V. (B) V, II, IV, III e I. (C) III, I, IV, V e II. (D) II, I, III, V e IV. (E) III, I, II, IV e V. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  118. 118. (FURG 2004 - 46) O Homo erectus foi o primeiro a obter as seguintes conquistas: (A) confeccionar instrumentos de pedra – pintar e gravar no interior de cavernas – construir habitações. (B) dominar a obtenção do fogo – confeccionar instrumentos de pedra padronizados – alcançar a Europa e a Ásia. (C) construir embarcações – habitar cavernas – confeccionar instrumentos de pedra polida. (D) desenvolver a pecuária – alcançar a Oceania – atingir o sedentarismo. (E) construir cidades – alcançar a América – desenvolver a agricultura. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  119. 119. (FURG 2005 - 47) Em relação ao Antigo Egito é correto afirmar que (A) o faraó Menés unificou os Reinos do Alto e do Baixo Nilo em 3.200 a.C. (B) a escrita utilizada pelos egípcios era a cuneiforme. (C) os felás eram funcionários do faraó. (D) a religião oficial egípcia sempre foi monoteísta. (E) a urbanização ocorreu às margens dos rios Tigre e Eufrates. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  120. 120. (FURG 2004 - 48) A religiosidade grega caracterizou-se por concepções ligadas ao (A) ateísmo. (B) monoteísmo. (C) cristianismo. (D) politeísmo. (E) islamismo. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  121. 121. (FURG 2004 - 49) Relaciona-se com o apogeu do feudalismo na Europa Ocidental (A) a relação escravista de produção. (B) o poder político centralizado. (C) o débil controle ideológico da Igreja Católica. (D) a intensa vida urbana. (E) a sociedade ruralizada e produção auto-suficiente. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  122. 122. (FURG 2004 - 50) No confronto entre reis e nobreza, no final da Idade Média e início da Idade Moderna, os reis conseguiram obter uma certa vantagem frente aos nobres, naquilo que se convencionou chamar de Formação das Monarquias Nacionais, devido ao apoio que lhes foi dado pelos burgueses. Tal apoio teve por base, entre outros fatores, (A) a abolição pelos monarcas de todas as restrições feudais que pesavam sobre as guildas, bem como a promessa de abolição de todos os tributos aos burgos que ajudassem a causa real. (B) a convergência de interesses entre reis e burgueses quanto à necessidade de um governo centralizado, bem como a possibilidade de tributação que a burguesia abria aos reis dando-lhes uma fonte de recursos independente. (C) a participação maciça de burgueses nos exércitos reais, uma vez que a carreira militar lhes oferecia possibilidades de rápido enriquecimento e ascensão social. (D) os crescentes vínculos comerciais entre os burgueses e a monarquia, visto que os monarcas necessitavam de uma série de produtos fornecidos pelos burgueses, que os nobres não necessitavam. (E) o conflito de interesses entre os burgueses e a nobreza quanto ao direito de cobrança dos tributos devido pelos camponeses. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  123. 123. (FURG 2004 - 51) No sistema colonial espanhol havia a instituição da “encomienda” que era (A) uma instituição que tornava o serviço militar obrigatório para todos os colonos, incluindo os indígenas. (B) a entrega de um lote de indígenas sob a guarda de um fazendeiro, que era encarregado de protegê-los e pagar seus impostos à Coroa, que os usava como mão-de-obra. (C) um imposto pago pelos indígenas em serviço nas minas de metais preciosos e outras, custando muitas vezes suas vidas. (D) a doação de gleba de terras a colonos, na condição de que cultivassem o solo dentro de três anos e pagassem um imposto de arrendamento ao rei. (E) uma taxa sobre o valor das mercadorias exportadas para as Américas. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  124. 124. (FURG 2004 - 52) A Inglaterra apoiou os movimentos de independência da América Espanhola no século XIX porque queria (A) implantar na América as idéias liberais expressas exclusivamente por John Locke. (B) abrir mercados consumidores para sua crescente produção industrial diante de sua Revolução Industrial. (C) fazer cumprir os princípios intervencionistas estabelecidos pela Santa Aliança diante da ameaça de ruptura do Pacto Colonial. (D) obter o auxílio militar das colônias espanholas na luta contra Napoleão I que ameaçava a Europa. (E) dominar o tráfico de escravos para a América Espanhola, que até então estava nas mãos dos holandeses. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  125. 125. (FURG 2004 - 53) Sobre a Guerra de Secessão nos Estados Unidos da América (1861-65) é válido afirmar-se: I ) Foi uma guerra total, pois envolveu não só a destruição de alvos militares como também destruiu alvos civis, buscando aniquilar social e economicamente ao inimigo. Trouxe uma série de inovações no material bélico como rifles de repetição, metralhadoras, trens militares, etc. I I ) Pode ser considerada como o fim da chamada Revolução Americana, segundo uma escola historiográfica, pois garantiu a hegemonia do Norte industrial, comercial e defensor da mão-de-obra assalariada, contra o Sul agrário, latifundiário, algodoeiro e escravista. I I I ) Esta guerra deixou um saldo de 600 mil mortos, a economia do Sul destruída, uma legião de negros marginalizados e radicalismo entre vencedores e vencidos até a retirada das tropas de ocupação em 1877 no período que ficou conhecido como Reconstrução Norte-americana. Indique a alternativa que apresenta a(s) proposição(s) correta(s). (A) Apenas I e I I . (B) Apenas I I e I I I . (C) Apenas I e I I I . (D) Apenas I . (E) Todas. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  126. 126. (FURG 2004 - 54) Sobre a Crise da Liberal-Democracia, no período do Entre-Guerras (1918-1939), é válido afirmar-se: (A) A vitória dos países liberais na I Guerra trouxe uma segurança no sistema político, daí a perpetuação deste regime, apesar das ameaças do crescimento do regime totalitário “socialista” e “fascista”. (B) A Grã-Bretanha, mesmo vitoriosa na guerra, encontrou sérios problemas, teve sua indústria em crise, mas apesar da retração do mercado europeu, conseguiu grande prosperidade econômica com o New Deal, lançado pelos trabalhistas. (C) A França, melhor preparada, com a eleição da Frente Popular, conseguiu impedir o desenvolvimento da crise em 1929, fez várias reformas para os trabalhadores e contou com a ajuda dos patrões que promoveram os investimentos e a ampliação dos meios-de-produção. (D) Os Estados Unidos tornaram-se o modelo de desenvolvimento, enfrentando a primeira crise em 1920/21 resultante da retração do mercado de exportações, mas viveu um período de “falsa prosperidade”, isolando-se com a política republicana e evitando a intervenção do governo na economia até 1932. (E) A Primeira Guerra Mundial causou uma grande transformação nos valores e na estética, desenvolvendo o racionalismo e o realismo, mas negou uma participação e ascensão social e política das mulheres, apesar de sua forte participação na guerra e na economia. GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.
  127. 127. (FURG 2004 - 55) A formação territorial brasileira foi estabelecida a partir de uma série de negociações diplomáticas entre os países europeus. Dentre estes acordos, podem-se destacar os seguintes tratados e suas respectivas determinações: I ) O Tratado de Utrecht, que definia as fronteiras entre as possessões luso-britânicas, ao norte do Brasil; I I ) O Tratado

×