Your SlideShare is downloading. ×
Slides revolução francesa
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Saving this for later?

Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime - even offline.

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Slides revolução francesa

19,663
views

Published on


0 Comments
18 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
19,663
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
5
Actions
Shares
0
Downloads
1,037
Comments
0
Likes
18
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. REVOLUÇÃO FRANCESA
  • 2.  A revolução francesaocorreu entre 1789 e 1799na França, provocandograndes mudanças sociaise políticas no país. Depois de um longoprocesso o Antigo Regimefoi destruído e osprivilégios por nascimentodestruídos. Marco do fim da IdadeModerna e início da IdadeContemporânea
  • 3.  Em 1789 a população francesa estava dividida em trêsordens: clero, nobreza e o restante da população PRIMEIRO ESTADO: Alto clero – bispos, abades ( vindos de famílias nobres) Baixo clero - sacerdotes SEGUNDO ESTADO Nobreza nobreza cortesã – pessoas que viviam em torno do rei nobreza provincial – nobres que viviam nas províncias nobreza de toga – burgueses ricos que compravam títulos de nobreza
  • 4.  TERCEIRO ESTADO Camponeses – trabalhadores rurais Sans-culottes – camada social urbana Pequena burguesia – pequenos comerciantes e artesãos Média burguesia – médicos, advogados, professores Alta burguesia – banqueiros, grandes empresários
  • 5. O clero e a nobreza tinham vários privilégios: não pagavam impostos, recebiampensões do estado e podiam exercer cargos públicosOs burgueses enriqueciam por meio de atividades como o comércio e a indústria.Embora estivessem acumulando crescente poder econômico, não tinham o poderpolítico, por causa do absolutismo
  • 6.  Situação Miséria e fome Crise no setor têxtil Crise nas finanças públicas – maior cobrança de impostos da burguesia Terceiro Estado sustentava economicamente, por meio do pagamentode impostos, os outros dois Estados. Ao mesmo tempo, era ignoradonas decisões políticas. Os membros do Terceiro Estado passaram a reivindicar a igualdadede todos os setores Combater o absolutismo Reestruturação no Estado que favorecesse o desenvolvimento do capitalismo A excessiva intervenção na economia Acabar com os privilégios da nobreza e do clero
  • 7.  Sentindo-se pressionados, a nobreza e o clero pressionaramo rei Luís XVI a convocar a Assembleia dos Estados Gerais Instituição parlamentar antiga que tinha a participação derepresentantes das três ordens Sistema de votação era feito por ordem Favoreceu os interesses da burguesia Grande participação popular ( as massas camponesas e urbanastiveram, pela primeira vez, a chance de demonstrar todo o seudescontentamento) Princípio da soberania nacional contra a monarquia absoluta dedireito divino Instalação da Assembleia Nacional Constituinte
  • 8. JURAMENTODOJOGODAPELA–JACQUES-LOUISDAVID(1791)Os deputados dastrês ordensproclamaram ainstalação daAssembléiaNacionalConstituinte
  • 9.  Tomada da Bastilha Uma multidão invadiu e tomoua prisão da Bastilha (símbolodo poder absoluto do rei). Libertaram os presos (inimigospolíticos da monarquiafrancesa) Se apropriaram das armas Diante da enormemanifestação popular o reireconheceu a legitimidade daAssembléia NacionalConstituinte
  • 10. "No século XVII tornou-se uma prisão para nobres ouletrados, adversários políticos, aqueles que se opunham ao governoou mesmo à religião oficial. Mesmo abrigando 7 mil prisioneiros nodia 14 de julho, foi invadida pelo povo"
  • 11.  A Assembleia Nacional Constituinte foi forçada atomar medidas imediatas para acalmar o ânimodos grupos revolucionários. Massacre aos nobres e tomada de seus bens Castigo aos nobres: tortura, enforcamento Esses episódios ficaram conhecidos como GrandeMedo
  • 12.  Medidas: Fim dos direitos senhoriais sobre os camponeses Fim dos privilégios tributários do clero e da nobreza Extinção do regime feudal na França Redução do poder clero A Assembleia Nacional Constituinte confiscou terras da Igreja esubordinou o clero à autoridade do Estado.
  • 13.  Proclamação da Declaraçãodos Direitos do Homem e doCidadão Respeito pela dignidade daspessoas Liberdade e igualdade doscidadãos Direito à propriedadeindividual Direito de resistência àopressão política Liberdade de pensamento eopinião
  • 14. MONARQUIA CONSTITUCIONAL 1791 – 1ª Constituição da França A França tornava-se uma monarquia constitucional Igualdade jurídica (organização social) Liberdade de produção e de comércio (sem interferência doEstado) Separação entre Estado e Igreja Criação de três poderes ( Legislativo, Executivo e Judiciário) Representatividade popular através do voto Fim dos poderes absolutos Governo dominado pela alta burguesia
  • 15. FORÇAS CONTRAREVOLUCIONÁRIAS O rei Luís XVI conspirava contra a revolução Restabelecimento da monarquia absolutista Fuga do rei 20 de setembro de 1792 – Batalha de Valmy Proclamação da República Assembléia dissolvida – criação da ConvençãoNacional Nova Constituição para a França (caráter republicano)
  • 16. REPÚBLICA Forças políticas: Girondinos – Representantes da alta burguesia Temiam que as camadas populares tomassem o controle darevolução Defendiam o rei Jacobinos – Representantes da pequena e média burguesia e proletariado Defendiam posições radicais e de interesse popular Condenação do rei à morte Planície – burguesia oportunista
  • 17.  Quando o rei foi levado a julgamento, a correntejacobina venceu e ele foi condenado à pena demorte. Luís XVI foi guilhotinado em 21 de janeiro de 1793
  • 18. DITADURA JACOBINA A execução do rei provocou a revolta dosgirondinos e a reorganização das forças quedefendiam o absolutismo Comitê de Salvação Pública - controle do exército e daadministração do país Tribunal Revolucionário – punir os traidores darevolução Ditatura dos jacobinos – liderados por Robespierre Período do Terror
  • 19. GOVERNO DE ROBESPIERRE Diversas tendências políticas alta e média burguesia Camadas populares Tabelamento dos preços dos produtos Aumento dos impostos para os mais ricos Maior proteção legal para os pobres Conquistas no setor militar Entrou em vigor a nova Constituição da República
  • 20. CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA Sufrágio Universal Todos os cidadãos homens maiores de idade, votam. Direito de rebelião, de trabalho e de subsistência Felicidade como finalidade do governo
  • 21. GOVERNO DO DIRETÓRIO Girondinos e grupo da planície se uniram contra ogoverno de Robespierre Robespierre foi preso e guilhotinado em 1794 Fim do período do Terror Convenção Nacional controlada pela alta burguesiagirondina Elaboração de uma nova constituição Continuidade do regime republicano. Agora controladopelo Diretório ( composto por 5 membros) Afirmar o poder político da alta burguesia sobre o país Conter o descontentamento popular
  • 22.  Território francês ameaçado pelas forçasabsolutistas vizinhas Golpe de Estado Napoleão Bonaparte deflagrou um golpe deestado, com apoio da burguesia e do exército O golpe de 18 Brumário Napoleão Bonaparte dissolveu o diretório e estabeleceuum novo governo: O consulado Consolidou as conquistas da alta burguesia Fim do ciclo revolucionário