Computação Móvel e Ubíqua
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Computação Móvel e Ubíqua

on

  • 321 views

Visão geral sobre computação móvel e sua evolução, tecnologias que possibilitam a implantação e implementação; Apresentação de conceitos de Computação Ubíqua (UbiComp) e Sensibilidade ...

Visão geral sobre computação móvel e sua evolução, tecnologias que possibilitam a implantação e implementação; Apresentação de conceitos de Computação Ubíqua (UbiComp) e Sensibilidade ao Contexto.

Statistics

Views

Total Views
321
Views on SlideShare
321
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
11
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment
  • Os usuários de todos os tipos e em todos os lugares;Android – reconhecimento de facePensar pequeno –processamente, conexão, latência, tela menor, energia limitada
  • Palm hoje da HP utilizando o WebOSPalmOne = Hardware – dispositivoPalmSource = mantendo o PalmOS
  • Symbiam; Arduino;Vale lembrarosembarcadosDiversasplataformas, linguagens, recursos, muitacoisadiferente
  • Marti Cooper apresentou o primeirocelular!1983
  • Tamanhoimporta, maioressãodifíceis de transportar, jáosmenoressãocomplicados de utilizar as vezes…As vezeségrande e as funcionalidadesfaz com quesejamutilizados ( iPad )Maiores: Notebooks e Tablet PCs
  • Tamanho e Força: um laptopépesadoparaumacriança! O teclado do smartphone écomplicadoparaumapessoa de peso elevado!Usuário de LUVA NA MAO;QUANTO MAIS SIMPLES MAIS INTUITIVO DE USAR;
  • Especifico do usuário – DIRIGINDO/MOTO;
  • Podesergrande mas se tiverotimasfuncionalidadeséaceitávelpelousuário - Tablet e iPadIndependentes – Trabalhamsozinhas, como: Jogos, Calculador, RelogioDependendetes – Depende de outros sistemasouusuario (Noticias, GPS, Email)
  • Podesergrande mas se tiverotimasfuncionalidadeséaceitávelpelousuário - Tablet e iPadIndependentes – Trabalhamsozinhas, como: Jogos, Calculador, RelogioDependendetes – Depende de outros sistemasouusuario (Noticias, GPS, Email)
  • Existemalgunsmitos no desenvolvimentomovel:- Barato, rápido e fácil
  • Existemalgunsmitos no desenvolvimentomovel:- Barato, rápido e fácil
  • Realidade Virtual = Simula o mundo virtual; Tornausuárioimerso no ambiente; Engana o usuário com dispositivos e ambientes;
  • Estainseridanavida das pessoas, como a energiaestahoje.
  • Quaistecnologiasoucoisas se tornaraminvisíveis e estãonanossaperiferia? [proximos slide]
  • Microcomputadoresembarcados e escondidos;
  • O Sistemaprecisaserciente do contexto,paraproverinformaçõesrelevantes
  • energias renováveis coleta de lixo inteligente trânsito inteligente prédios inteligentes casas inteligentes
  • energias renováveis coleta de lixo inteligente trânsito inteligente prédios inteligentes casas inteligentes

Computação Móvel e Ubíqua Presentation Transcript

  • 1. Tecnologias Móveis Prof. MSc. Iury Teixeira E-mail: franciury@gmail.com @iuryteixeira
  • 2. Prof.IuryTeixeira
  • 3. Prof.IuryTeixeira Todo mundo tem (ou quer ter) o seu dispositivo móvel. Possibilidade de usar um computador (de bolso) em qualquer lugar.
  • 4. Os dipositivos móveis estão cada vez mais presentes nas nossas vidas… Prof.IuryTeixeira Cada vez mais cedo
  • 5. Prof.IuryTeixeira
  • 6. Prof.IuryTeixeira Por que?
  • 7. • Câmeras; • GPS; • MP3; • Multi-tarefa / multi-processamento; • Reconhecimento de Voz; Recursos Motivos teis o sem fio Convergência de dispositivos – Web (online) – na Web (sociais) Cada vez mais ceis de utilizar
  • 8. Prof.IuryTeixeira
  • 9. Agosto / 2013 Venda de smartphones superou a de celulares comum no Brasil Prof.IuryTeixeira
  • 10. Prof.IuryTeixeira Influência em políticas de empresas: BYOD Bring your own device
  • 11. Tecnologias Móveis • A mobilidade teve como “start”, a criação do Palm (Criado por Jeff Hawkings) na década de 90. • Mantido posteriormente pela: PalmOne e PalmSource. • Categorizados como Computadores de Mão; • Seguindo da adesão das Empresas;
  • 12. Sistemas Operaionais Prof.IuryTeixeira
  • 13. Mobilidade???
  • 14. O que é MOBILIDADE ??? É a capacidade de um dispositivo poder ser deslocado facilmente, oferecendo um conjunto de funções, podendo conectar-se com outros sistemas e de fácil uso. Prof.IuryTeixeira
  • 15. Portabilidade Facilmente transportado! O que já foiportátil: Prof.IuryTeixeira
  • 16. O Que é portável hoje? Prof.IuryTeixeira
  • 17. Portabilidade • As duas principais características: TAMANHO do: Dispositivo e Acessórios PESO do: Dispositivo e Acessórios Prof.IuryTeixeira
  • 18. Usabilidade • Deve ser de fácil utilização por diversos tipos de pessoas; • Algumas características que influenciam na utilização: • Usuário; • Ambiente; • E Dispositivo (quando for aplicação); Tamanho e Força Flexibilidade e Destreza Conhecimento e Capacidade Do usuário: Prof.IuryTeixeira
  • 19. Usabilidade Normais do usuário Específicos usuários Do ambiente: Tempo de inicialização Integridade dos dados Do dispositivo: Interface com usuário Robustez / Resistência Prof.IuryTeixeira
  • 20. Funcionalidade • Os dispositivos servem hoje para múltiplos propósitos e diversos tipos de funcionalidades; • Aplicações com objetivos e atividades distintas; Prof.IuryTeixeira
  • 21. Prof.IuryTeixeira
  • 22. Prof.IuryTeixeira
  • 23. Prof.IuryTeixeira E as TVs Mudaram?
  • 24. Prof.IuryTeixeira
  • 25. Tipos de Aplicações Móveis: Independente Dependente Prof.IuryTeixeira
  • 26. Conectividade • Existem três modos de operação dos dispositivos, seja conexão com um sistema back-end ou não: Prof.IuryTeixeira
  • 27. Como construir tais aplicações – móveis e conectadas ? Prof.IuryTeixeira
  • 28. Móvel…
  • 29. Arquitetura???
  • 30. Arquitetura Independente • Visão Física Usuário UI Móvel e Processos Prof.IuryTeixeira
  • 31. Arquitetura Dependente • Visão Física Usuário UI Móvel Sistema back-end Gerenciamento de Segurança Prof.IuryTeixeira
  • 32. Quais tipos de comunicação podemos utilizar?
  • 33. Comunicação Síncrona Prof.IuryTeixeira
  • 34. Comunicação Assíncrona Prof.IuryTeixeira
  • 35. Prof.IuryTeixeira Na computação móvel há outras coisas além de Smartphone e Tablet...
  • 36. Cenários… • o qua • Wearable Computing • Casas inteligentes • Equipamentos militares • Redes Veiculares Prof.IuryTeixeira
  • 37. Computação Móvel do Séc. XXUM [Conectado][Ligado][Sempre][Compartilhando]
  • 38. Computação Móvel tem: oComputação pervasiva oComputação Ubíqua oTecnologia Calma oComputação vestível oObjetos inteligentes oAmbientes Inteligentes Prof.IuryTeixeira
  • 39. Computação ubíqua Prof.IuryTeixeira
  • 40. Prof.IuryTeixeira The Computer of the 21st Century" (Mark Weiser, Scientific American, 1991)
  • 41. Computação Ubíqua Disponibilização de serviços quando e onde for necessário, de forma perceptível ou não. Prof.IuryTeixeira A pervasividade computacional vai m do nio dos computadores pessoais: a ideia que praticamente qualquer coisa, de carros a roupas, de caras de cafe a casas e ambientes, mesmo o corpo humano, possam ser dotados de chips que -los a outros dispositivos em rede.
  • 42. Composição Prof.IuryTeixeira Computação Móvel Computação Ubíqua Computação Pervasiva
  • 43. Prof.IuryTeixeira Computação Ubíqua Realidade Virtual ?
  • 44. Evolução… Prof.IuryTeixeira Várias pessoas para um computador [Mainframe] Um computador, um usuário [PC] Vários copmutadores, para uma pessoa [Ubíqua] Hoje
  • 45. Características • O melhor computador é um “servo” quieto e invisível; • O computador deveria estender a inconsciência de uma pessoa; • Tecnologia deverá criar/ esta ligada a tranquilidade; • Serviços acompanhando o usuário; • Transparência: • O dispositivos, hardwares e softwares, devem ser discretos. Prof.IuryTeixeira
  • 46. Tecnologia Calma Prof.IuryTeixeira Centro de Percepção Periferia “aquela que informa mas não demanda nosso foco ou atenção” Mark Weiser e John Brown Calma está aqui!
  • 47. Prof.IuryTeixeira
  • 48. Prof.IuryTeixeira
  • 49. Prof.IuryTeixeira
  • 50. Prof.IuryTeixeira
  • 51. Prof.IuryTeixeira
  • 52. Limitações e Dificuldades • Custo de equipamentos • Consumo de energia; • Largura de banda; • Segurança • Privacidade; Prof.IuryTeixeira • Tipos de dados; • Plataformas diferentes; • Paradigmas divergentes;
  • 53. Como as informações chegarão ao seu destino corretamente? Prof.IuryTeixeira
  • 54. Computação Sensível ao Contexto Conectando-se
  • 55. Conceitos • Empregam a capacidade das aplicações terem conhecimento do: tempo, local, temperatura, pessoa, pessoas, sistemas; • Permite a adaptação ao contexto atual; Prof.IuryTeixeira
  • 56. O Que é Contexto? • O Contexto é uma informação que possa identificar o estado atual de uma entidade. Prof.IuryTeixeira • Uma Entidade é considerado qualquer pessoa, objeto, lugar, um sistema, e/ou o prórpio usuário. Baseado em [Dey, 2011]
  • 57. Os 5 W e o H! • Where – Onde estamos? Ambiente/ Espaço… • When – Quando está ocorrendo, baseado em que perído: [agora], ontem. • Why – Por que esta tarefa esta sendo realizada [objetivo] • What – O que o usuário espera? • Who – Quem é o alvo? Quem é o usuário? Qual é o objeto? • How – Como será fornecido a informação [tech-infra-mobile] Prof.IuryTeixeira
  • 58. Prof.IuryTeixeira
  • 59. Prof.IuryTeixeira
  • 60. Prof.IuryTeixeira Só pra alguns  7.2 bilhões de pessoas (2013)
  • 61. Prof.IuryTeixeira
  • 62. Prof.IuryTeixeira
  • 63. Prof.IuryTeixeira
  • 64. Prof.IuryTeixeira Simples usa o coletivo
  • 65. Prof.IuryTeixeira
  • 66. Smart Cities Prof.IuryTeixeira
  • 67. Prof.IuryTeixeira
  • 68. Tecnologia x Caos • Pessoas produzirem dados • Pessoas Consumirem dados • Exemplos: • Waze… • Facebook • Sensores • …. Prof.IuryTeixeira