Computação Móvel e Ubíqua

832 views
624 views

Published on

Visão geral sobre computação móvel e sua evolução, tecnologias que possibilitam a implantação e implementação; Apresentação de conceitos de Computação Ubíqua (UbiComp) e Sensibilidade ao Contexto.

Published in: Technology
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
832
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
35
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • Os usuários de todos os tipos e em todos os lugares;Android – reconhecimento de facePensar pequeno –processamente, conexão, latência, tela menor, energia limitada
  • Palm hoje da HP utilizando o WebOSPalmOne = Hardware – dispositivoPalmSource = mantendo o PalmOS
  • Symbiam; Arduino;Vale lembrarosembarcadosDiversasplataformas, linguagens, recursos, muitacoisadiferente
  • Marti Cooper apresentou o primeirocelular!1983
  • Tamanhoimporta, maioressãodifíceis de transportar, jáosmenoressãocomplicados de utilizar as vezes…As vezeségrande e as funcionalidadesfaz com quesejamutilizados ( iPad )Maiores: Notebooks e Tablet PCs
  • Tamanho e Força: um laptopépesadoparaumacriança! O teclado do smartphone écomplicadoparaumapessoa de peso elevado!Usuário de LUVA NA MAO;QUANTO MAIS SIMPLES MAIS INTUITIVO DE USAR;
  • Especifico do usuário – DIRIGINDO/MOTO;
  • Podesergrande mas se tiverotimasfuncionalidadeséaceitávelpelousuário - Tablet e iPadIndependentes – Trabalhamsozinhas, como: Jogos, Calculador, RelogioDependendetes – Depende de outros sistemasouusuario (Noticias, GPS, Email)
  • Podesergrande mas se tiverotimasfuncionalidadeséaceitávelpelousuário - Tablet e iPadIndependentes – Trabalhamsozinhas, como: Jogos, Calculador, RelogioDependendetes – Depende de outros sistemasouusuario (Noticias, GPS, Email)
  • Existemalgunsmitos no desenvolvimentomovel:- Barato, rápido e fácil
  • Existemalgunsmitos no desenvolvimentomovel:- Barato, rápido e fácil
  • Realidade Virtual = Simula o mundo virtual; Tornausuárioimerso no ambiente; Engana o usuário com dispositivos e ambientes;
  • Estainseridanavida das pessoas, como a energiaestahoje.
  • Quaistecnologiasoucoisas se tornaraminvisíveis e estãonanossaperiferia? [proximos slide]
  • Microcomputadoresembarcados e escondidos;
  • O Sistemaprecisaserciente do contexto,paraproverinformaçõesrelevantes
  • energias renováveis coleta de lixo inteligente trânsito inteligente prédios inteligentes casas inteligentes
  • energias renováveis coleta de lixo inteligente trânsito inteligente prédios inteligentes casas inteligentes
  • Computação Móvel e Ubíqua

    1. 1. Tecnologias Móveis Prof. MSc. Iury Teixeira E-mail: franciury@gmail.com @iuryteixeira
    2. 2. Prof.IuryTeixeira
    3. 3. Prof.IuryTeixeira Todo mundo tem (ou quer ter) o seu dispositivo móvel. Possibilidade de usar um computador (de bolso) em qualquer lugar.
    4. 4. Os dipositivos móveis estão cada vez mais presentes nas nossas vidas… Prof.IuryTeixeira Cada vez mais cedo
    5. 5. Prof.IuryTeixeira
    6. 6. Prof.IuryTeixeira Por que?
    7. 7. • Câmeras; • GPS; • MP3; • Multi-tarefa / multi-processamento; • Reconhecimento de Voz; Recursos Motivos teis o sem fio Convergência de dispositivos – Web (online) – na Web (sociais) Cada vez mais ceis de utilizar
    8. 8. Prof.IuryTeixeira
    9. 9. Agosto / 2013 Venda de smartphones superou a de celulares comum no Brasil Prof.IuryTeixeira
    10. 10. Prof.IuryTeixeira Influência em políticas de empresas: BYOD Bring your own device
    11. 11. Tecnologias Móveis • A mobilidade teve como “start”, a criação do Palm (Criado por Jeff Hawkings) na década de 90. • Mantido posteriormente pela: PalmOne e PalmSource. • Categorizados como Computadores de Mão; • Seguindo da adesão das Empresas;
    12. 12. Sistemas Operaionais Prof.IuryTeixeira
    13. 13. Mobilidade???
    14. 14. O que é MOBILIDADE ??? É a capacidade de um dispositivo poder ser deslocado facilmente, oferecendo um conjunto de funções, podendo conectar-se com outros sistemas e de fácil uso. Prof.IuryTeixeira
    15. 15. Portabilidade Facilmente transportado! O que já foiportátil: Prof.IuryTeixeira
    16. 16. O Que é portável hoje? Prof.IuryTeixeira
    17. 17. Portabilidade • As duas principais características: TAMANHO do: Dispositivo e Acessórios PESO do: Dispositivo e Acessórios Prof.IuryTeixeira
    18. 18. Usabilidade • Deve ser de fácil utilização por diversos tipos de pessoas; • Algumas características que influenciam na utilização: • Usuário; • Ambiente; • E Dispositivo (quando for aplicação); Tamanho e Força Flexibilidade e Destreza Conhecimento e Capacidade Do usuário: Prof.IuryTeixeira
    19. 19. Usabilidade Normais do usuário Específicos usuários Do ambiente: Tempo de inicialização Integridade dos dados Do dispositivo: Interface com usuário Robustez / Resistência Prof.IuryTeixeira
    20. 20. Funcionalidade • Os dispositivos servem hoje para múltiplos propósitos e diversos tipos de funcionalidades; • Aplicações com objetivos e atividades distintas; Prof.IuryTeixeira
    21. 21. Prof.IuryTeixeira
    22. 22. Prof.IuryTeixeira
    23. 23. Prof.IuryTeixeira E as TVs Mudaram?
    24. 24. Prof.IuryTeixeira
    25. 25. Tipos de Aplicações Móveis: Independente Dependente Prof.IuryTeixeira
    26. 26. Conectividade • Existem três modos de operação dos dispositivos, seja conexão com um sistema back-end ou não: Prof.IuryTeixeira
    27. 27. Como construir tais aplicações – móveis e conectadas ? Prof.IuryTeixeira
    28. 28. Móvel…
    29. 29. Arquitetura???
    30. 30. Arquitetura Independente • Visão Física Usuário UI Móvel e Processos Prof.IuryTeixeira
    31. 31. Arquitetura Dependente • Visão Física Usuário UI Móvel Sistema back-end Gerenciamento de Segurança Prof.IuryTeixeira
    32. 32. Quais tipos de comunicação podemos utilizar?
    33. 33. Comunicação Síncrona Prof.IuryTeixeira
    34. 34. Comunicação Assíncrona Prof.IuryTeixeira
    35. 35. Prof.IuryTeixeira Na computação móvel há outras coisas além de Smartphone e Tablet...
    36. 36. Cenários… • o qua • Wearable Computing • Casas inteligentes • Equipamentos militares • Redes Veiculares Prof.IuryTeixeira
    37. 37. Computação Móvel do Séc. XXUM [Conectado][Ligado][Sempre][Compartilhando]
    38. 38. Computação Móvel tem: oComputação pervasiva oComputação Ubíqua oTecnologia Calma oComputação vestível oObjetos inteligentes oAmbientes Inteligentes Prof.IuryTeixeira
    39. 39. Computação ubíqua Prof.IuryTeixeira
    40. 40. Prof.IuryTeixeira The Computer of the 21st Century" (Mark Weiser, Scientific American, 1991)
    41. 41. Computação Ubíqua Disponibilização de serviços quando e onde for necessário, de forma perceptível ou não. Prof.IuryTeixeira A pervasividade computacional vai m do nio dos computadores pessoais: a ideia que praticamente qualquer coisa, de carros a roupas, de caras de cafe a casas e ambientes, mesmo o corpo humano, possam ser dotados de chips que -los a outros dispositivos em rede.
    42. 42. Composição Prof.IuryTeixeira Computação Móvel Computação Ubíqua Computação Pervasiva
    43. 43. Prof.IuryTeixeira Computação Ubíqua Realidade Virtual ?
    44. 44. Evolução… Prof.IuryTeixeira Várias pessoas para um computador [Mainframe] Um computador, um usuário [PC] Vários copmutadores, para uma pessoa [Ubíqua] Hoje
    45. 45. Características • O melhor computador é um “servo” quieto e invisível; • O computador deveria estender a inconsciência de uma pessoa; • Tecnologia deverá criar/ esta ligada a tranquilidade; • Serviços acompanhando o usuário; • Transparência: • O dispositivos, hardwares e softwares, devem ser discretos. Prof.IuryTeixeira
    46. 46. Tecnologia Calma Prof.IuryTeixeira Centro de Percepção Periferia “aquela que informa mas não demanda nosso foco ou atenção” Mark Weiser e John Brown Calma está aqui!
    47. 47. Prof.IuryTeixeira
    48. 48. Prof.IuryTeixeira
    49. 49. Prof.IuryTeixeira
    50. 50. Prof.IuryTeixeira
    51. 51. Prof.IuryTeixeira
    52. 52. Limitações e Dificuldades • Custo de equipamentos • Consumo de energia; • Largura de banda; • Segurança • Privacidade; Prof.IuryTeixeira • Tipos de dados; • Plataformas diferentes; • Paradigmas divergentes;
    53. 53. Como as informações chegarão ao seu destino corretamente? Prof.IuryTeixeira
    54. 54. Computação Sensível ao Contexto Conectando-se
    55. 55. Conceitos • Empregam a capacidade das aplicações terem conhecimento do: tempo, local, temperatura, pessoa, pessoas, sistemas; • Permite a adaptação ao contexto atual; Prof.IuryTeixeira
    56. 56. O Que é Contexto? • O Contexto é uma informação que possa identificar o estado atual de uma entidade. Prof.IuryTeixeira • Uma Entidade é considerado qualquer pessoa, objeto, lugar, um sistema, e/ou o prórpio usuário. Baseado em [Dey, 2011]
    57. 57. Os 5 W e o H! • Where – Onde estamos? Ambiente/ Espaço… • When – Quando está ocorrendo, baseado em que perído: [agora], ontem. • Why – Por que esta tarefa esta sendo realizada [objetivo] • What – O que o usuário espera? • Who – Quem é o alvo? Quem é o usuário? Qual é o objeto? • How – Como será fornecido a informação [tech-infra-mobile] Prof.IuryTeixeira
    58. 58. Prof.IuryTeixeira
    59. 59. Prof.IuryTeixeira
    60. 60. Prof.IuryTeixeira Só pra alguns  7.2 bilhões de pessoas (2013)
    61. 61. Prof.IuryTeixeira
    62. 62. Prof.IuryTeixeira
    63. 63. Prof.IuryTeixeira
    64. 64. Prof.IuryTeixeira Simples usa o coletivo
    65. 65. Prof.IuryTeixeira
    66. 66. Smart Cities Prof.IuryTeixeira
    67. 67. Prof.IuryTeixeira
    68. 68. Tecnologia x Caos • Pessoas produzirem dados • Pessoas Consumirem dados • Exemplos: • Waze… • Facebook • Sensores • …. Prof.IuryTeixeira

    ×