Basiléia III
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Basiléia III

on

  • 2,701 views

Confira a apresentação do Fórum ABBC - Basiléia III - Recentes aprimoramentos na supervisão bancária internacional e seus potenciais impactos para o mercado brasileiro realizada recentemente com ...

Confira a apresentação do Fórum ABBC - Basiléia III - Recentes aprimoramentos na supervisão bancária internacional e seus potenciais impactos para o mercado brasileiro realizada recentemente com a participação da PwC através da presença de Marcus Manduca (Sócio responsável ) e Rogério Lélis da área de Financial Risk Management.

Statistics

Views

Total Views
2,701
Views on SlideShare
2,700
Embed Views
1

Actions

Likes
0
Downloads
63
Comments
0

1 Embed 1

http://podout.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Basiléia III Basiléia III Presentation Transcript

  • www.pwc.com Basiléia III: Principais características e potenciais impactosMaterial para discussão29 de março de 2011
  • Apresentando nos...Marcus ManducaSócio, Risk Advisory ServicesRogério LélisGerente Sênior, Risk Advisory Services PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Observações importantesEsta apresentação foi elaborada com a finalidade exclusiva de apresentar informaçõesgerais sobre assuntos de interesse, não se constituindo em aconselhamento profissional.Nenhuma ação deve ser tomada com base nas informações aqui contidas. Não garantimos(expressa ou implicitamente) a precisão ou completitude das informações contidas nestapublicação e, de acordo com o estabelecido por lei, a PricewaterhouseCoopers - Brasil,seus membros, funcionários e agentes estão isentos de toda e qualquer responsabilidadepor conseqüências de atos ou omissões de qualquer pessoa, que sejam decorrentes deinformações contidas nesta publicação ou resultantes de decisões baseadas nas mesmas.Esta apresentação trata de um tema complexo, o qual foi simplificado em alguns aspectospara efeitos desta apresentação (que tem por principal objetivo a discussão geral sobre otema). Os leitores deste material não devem utilizá-lo como fonte exaustiva dosrequerimentos de Basiléia III, pois possui o propósito específico de ser um material paradiscussão. Posicionamentos regulamentares futuros (locais e internacionais) poderãomodificar substancialmente as análises aqui apresentadas.Aproveitamos a oportunidade para manifestar o nosso agradecimento à ABBC em nosreceber para demonstrar nossa experiência e visão sobre o tema. Permanecemos àdisposição para qualquer esclarecimento adicional que possa ser requerido em relação aoconteúdo desta apresentação. PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Agenda1 Quais são as principais características de Basiléia 3?2 Como as regras se refletem no Brasil?3 Quais são os impactos?4 Comentários finais PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Agenda1 Quais são as principais características de Basiléia 3?2 Como as regras se refletem no Brasil?3 Quais são os impactos?4 Comentários finais PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Basiléia III – principais publicações “Consultative Proposals to strengthen the resilience of the banking sector‟ 2009 - Dez announced by the Basel Committee and International framework for liquidity risk measurement, standards and monitoring‟ 2010 - Jul “Countercyclical buffer proposal‟– Consultative document “The Group of Governors and Heads of Supervision reach broad agreement 2010 – Jul on Basel Committee capital and liquidity reform package‟ “Basel Committee proposal to ensure the loss absorbency of regulatory capital 2010 – Ago at the point of non-viability‟ “Group of Governors and Heads of Supervision announces higher global 2010 – Set minimum capital standards‟ 2010 – Out “Report to the G20 on response to the financial crisis released by BCBS” “Basel III: A global regulatory framework for more resilient banks and 2010 – Dez banking systems‟ and „International framework for liquidity risk measurement, standards and monitoring” PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Evolução Basiléia I Basiléia II “Basiléia II.5” Basiléia III Nova definição de capital Novas proteções de capital Índices e Metas de Novo índice de alavancagem Capital Índices mínimos mais altos Risco sistêmico Pilar 3 - Divulgação Risco de contraparte Pilar 2 - ICAAPRequisitos de Incremental risk RWA Pilar 1 - Risco operacional Revisões na carteira de Risco de mercado Pilar 1 - Risco de mercado negociações Risco de crédito Pilar 1 - Risco de crédito Revisões em securitização Revisões em securitização Índice de cobertura (liquidity coverage ratio) Padrões de Liquidez Índice de financiamento Definições para Tier 1 líquido estável e Tier 2 (NSFR) PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • A proposta em resumo1. Elevar a qualidade, consistência e transparência da base de capital por meio de regras mais rígidas relacionadas à elegibilidade de instrumentos a serem considerados no capital.2. Reduzir pró-ciclicalidade por meio de parcelas adicionais de capital.3. Endereçar risco sistêmico.4. Complementar requerimento de capital baseado em risco com um índice de alavancagem.5. Aprimorar a cobertura de riscos por meio do fortalecimento das exigências de capital para riscos de crédito de contraparte existente em derivativos, operações de recompra e outros.6. Introduzir novos padrões de gestão de liquidez incluindo testes de estresse para os índices propostos. PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • A proposta em resumo – cont. Definição de Capital Pró-ciclicalidadeÍndices e Metas de Índice de AlavancagemCapital Padrões Mínimos de Capital Risco Sistêmico Risco de ContraparteRWA Carteira de Negociação e Securitização (também conhecido como Basiléia 2.5 ) Índice de Cobertura (LCR)Padrões de Liquidez Índice de Financiamento Líquido Estável (NSFR) PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Índices e metas de capital • Nível 1 consiste principalmente de ações ordinárias e lucros acumulados Nova definição de • Acrescenta, continua ou modifica limitações nas várias deduções do capital e maior Nível 1 enfatizar a qualidade do capital transparência • Elimina gradativamente os instrumentos híbridos de capital • Eliminação do capital Nível 3 • Capital de conservação: absorção de perdas no setor bancário em um ambiente de estresse financeiro e econômico Novas proteções • Capital contra-cíclico: extensão do capital de conservação durante contra-cíclicas períodos de crescimento de crédito associado ao acúmulo de risco sistêmico. Introdução de • Bancos não devem emprestar mais de 33 vezes o seu capital. • O objetivo é limitar a alavancagem do setor bancário e introduzir índice de garantias adicionais contra o risco de modelo e de mensuração alavancagem PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Definição de capital Capital Nível 1 Nível 2 regulamentar • Principal • Adicional Nível 3 Eliminado PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Nível 1 e Nível 2 (principais itens) Nível 1 Nível 2 Principal Adicional• Ações ordinárias. • Ações preferenciais. • Instrumentos não presentes• Lucros acumulados. • Instrumentos híbridos no Nível 1.• Menos: deduções. (sujeitos a mais restrições). • Provisões para perdas (loan • Instrumentos não presentes loss provisions). no Nível 1 Comum. • Instrumentos emitidos por subsidiárias que atendam aos requisitos para inclusão no Nível 1 Adicional e que não estejam no Nível 1 Principal. PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Principais deduções Nível 1• Ágio.• Ativos fiscais diferidos.• Déficit de provisões para perdas esperadas.• Investimentos em instrumentos de Nível 1 emitidos por outras instituições financeiras.• Participações minoritárias.• Perdas a realizar sobre títulos disponíveis para venda. Outras• Investimentos em instrumentos de Nível 1 e Nível 2 de outras instituições financeiras. PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Em resumo,• Foco está na qualidade do capital Nível 1 (Principal) - índice de capitalnível 1 será o principal.• Deduções são aplicadas integralmente ao Nível 1 Principal.• Busca absorver eventos extremos.• Simplificação do Nível 2.• Eliminação do Nível 3.• Maior detalhamento na divulgação. PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Gerenciando a pró-ciclicalidadeAdicionalmente ao requerimento de capital regulamentar (Nível 1 e Nível 2),dois requerimentos adicionais são colocados:• Capital de conservação: deve estar disponível para absorver perdasrelacionadas a cenários de estresse futuros e plausíveis. • Até 2,5 pontos % adicionais aos níveis mínimos.• Capital contra-cíclico: adicional ao capital de conservação duranteperíodos de crescimento do crédito ou outros indicadores favoráveis daeconomia e do setor financeiro. • Até 2,5 pontos % adicionais aos níveis mínimos. Criar proteções em bons momentos, as quais podem absorver perdas em momentos de estresse. PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Índices de capital (a partir de janeiro) 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019Mínimo –Nível 1 3,5% 4,0% 4,5% 4,5% 4,5% 4,5% 4,5%principalCapital de 0,625% 1,25% 1,875% 2,5%conservaçãoMínimo Nível 1Principal + 3,5% 4,0% 4,5% 5,125% 5,75% 6,375% 7,0%Capital deconservaçãoMínimo Nível 1 4,0% 4,0% 4,5% 5,5% 6,0% 6,0% 6,0% 6,0% 6,0%Mínimo 8,0% 8,0% 8,0% 8,0% 8,0% 8,0% 8,0% 8,0% 8,0%Capital TotalMínimoCapital Total + 8,0% 8,0% 8,0% 8,0% 8,0% 8,625% 9,25% 9,875% 10,5%Capital deconservação PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Índices de capital – cont. 12% Capital Total 1 10% Capital Nível 1 1 8% Nível 1 Principal 1 Proteção de 6% Conservação 4% Nível 1 Principal1 Ordinário Nível 2 2% Conservação Alavancagem Nível 1 0% 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 Níveis Atuais Níveis do Basiléia III 1 Inclui proteção de conservação, mas não inclui proteção acíclica de 0 a 2,5%. PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Índice de alavancagem Medida de capital (numerador) Capital Nível 1 • Capital Nível 1 (i.e. Principal e 3% Adicional) Exposição Exposição (denominador) • Posições on balance excluindo• Índice não é baseado em risco. derivativos, líquidas de provisões específicas.• Calculado como uma média a cadatrimestre. • Sem dedução de garantias ou outros mitigadores de risco de crédito.• Supervisão inicia em Jan 2011. • Sem dedução de empréstimos e• Divulgação de seus componentes a partir depósitos (netting).de Jan 2015. • Derivativos: valor contábil + exposição potencial futura. • Limites concedidos. PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Risco sistêmico Opções e instrumentos para reduzir riscos relacionados a insolvência de instituições relevantes para o mercado financeiroAbordagens para gestão do risco sistêmico incluem:• Requerimentos adicionais de capital.• Requerimentos adicionais aos padrões de liquidez. PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • LiquidezLições aprendidas:• Extremamente crítico.• Requer rigorosos testes de estresse.• Deve estar integrado ao gerenciamento de liquidez.• Relacionamento entre riscos de crédito, mercado e operacional.• Planos de contingência são imprescindíveis. PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Liquidez em Basiléia 3 Índice de Índice de Cobertura Financiamento de Liquidez Líquido Estável (2015) (2018) Monitoramento Período de observação para os índices inicia em 2011 PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Índice de cobertura de liquidez Índice de cobertura de liquidez com o objetivo de garantir gestão de mais curto prazo Ativos Líquidos 100% Saídas para os próximos 30 diasSaídas para os próximos 30 dias = Saídas – Min (entradas; 75% das saídas) PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Índice de Financiamento LíquidoEstável Promover a captação de médio e longo prazos das instituições Captação disponível 100% Captação Necessária• Manter fontes de financiamento estáveis em relação a ativos sem liquidez echamadas contingentes não registradas no balanço em prazo superior a 1 ano.• Garantir que ativos de mais longo prazo sejam financiados com um mínimo derecursos estáveis PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Composição dos índicesÍndice de Cobertura de Liquidez (manter ativos Índice de Financiamento Líquido Estávellíquidos suficientes para 30 dias em um cenário de estresse (manter fontes de financiamento estáveis em relação a ativosespecificado pelo supervisor) sem liquidez e chamadas contingentes não registradas no balanço em prazo superior a 1 ano) Haircut Fator • Reservas de caixa e do Banco 0% • Caixa, títulos e valores mobiliários, empréstimos a juros fixos < 1 ano 0% Central 0%Ativos • Títulos e valores mobiliários não • Títulos federais 105% Financiamento onerados 5-50%Líquidos • Agências 15% • Empréstimos a clientes do varejo 85% Estável • Todos os outros ativos 100% • Títulos privados ≥ AA- Necessário • Compromissos não utilizados 5% • Outras obrigações contingentes TBD > 100% > 100% Fator Run-off • Capital 100% Fator • Ações Preferenciais com vencimento ≥ 1 ano 100% • Depósitos de varejo e PME 5-10% • Passivos com vencimento ≥ 1 ano 100% • Depósitos de atacado • Depósitos estáveis e financiamento 100% Financiamento de atacado não garantido < 1 ano 90% • Financeiro Estável • Depósitos menos estáveis e 75%Saída de • Não financeiro Disponível financiamento de atacado não 25% • Custódia e compensação garantido < 1 ano 80%Caixa • Financiamento de atacado não • Financiamento segurado porLíquida garantido < 1 ano concedido por ativos não incluídos em estoque 25% instituições não financeiras 50%acima de de ativos líquidos • Todos os outros 0%30 Dias • Compromissos não utilizados 5-10% • Varejo e PMEs • Compromissos de liquidez e de 100% juros fixos PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Agenda1 Quais são as principais características de Basiléia 3?2 Como as regras se refletem no Brasil?3 Quais são os impactos?4 Comentários finais PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Nível 1 e Nível 2 (funções) Nível 1 Nível 2 Principal Adicional Elementos capazes de absorver perdas em Elementos que demonstrem capacidade efetiva caso de ser constatada de absorver perdas durante o funcionamento da a inviabilidade do instituição financeira. funcionamento da instituição. PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Nível 1 e Nível 2 (principais itens) Nível 1 Nível 2 Principal Adicional• Capital social. • Instrumentos híbridos de • Instrumentos híbridos de • Cotas ou por ações capital e dívida autorizados capital e dívida que não se ordinárias e ações que atendam aos requisitos qualifiquem para integrar o preferenciais não de absorção de perdas Capital Adicional. resgatáveis e sem durante o funcionamento da • Instrumentos de dívida mecanismos de instituição financeira, de subordinada autorizados . cumulatividade de subordinação, de perpetuidade e de não • Ações preferenciais que não dividendos. se qualifiquem para compor o cumulatividade de• Lucros retidos. dividendos. Nível I.• Menos deduções. PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Principais deduções Nível 1 Principal• Créditos tributários.• Ágio.• Ativos permanentes diferidos e outros ativos intangíveis.• Participações em seguradoras não controladas.• Ações em tesouraria.• Participações minoritárias.• Instrumentos de captação emitidos por outras instituições financeiras. • Basileia III recomenda que as deduções sejam realizadas a partir de 1º de janeiro de 2014. • O Bacen estuda a implementação progressiva das deduções decorrentes dos ajustes não previstos na regulamentação atual a partir de 1º de julho de 2012, buscando-se atingir a sua completa implementação até 1º de janeiro de 2018. PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Similaridades para:• Capital de Conservação• Capital Contracíclio• Índice de alavancagem • Cálculo: a partir de jan/2013. • Divulgação do índice e componentes: jan/2018 • 3%• Medidas de liquidez• Risco de crédito de contraparte • Tratamento de CVA deverá ser adaptado, mantida a não utilização de ratings externos. PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Índices de capital (a partir de janeiro) 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019Mínimo –Nível 1 4,5% 4,5% 4,5% 4,5% 4,5% 4,5% 4,5%principalCapital de 0,625% 1,25% 1,875% 2,5%conservaçãoCapital Até Até Até Até Até Atécontracíclio 0,625% 1,25% 1,875% 2,5% 2,5% 2,5%Mínimo Nível 1 5,5% 5,5% 6,0% 6,0% 6,0% 6,0% 6,0%MínimoCapital Total 11,0% 11,0% 11,0% 11,0% 11,0% 9,875% 9,25% 8,625% 8,0%(PR)MínimoCapital Total + 11,0% 11,0% 11,0% 11,0% 11,0% 10,5% 10,5% 10,5% 10,5%Capital deconservação PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Agenda1 Quais são as principais características de Basiléia 3?2 Como as regras se refletem no Brasil?3 Quais são os impactos?4 Comentários finais PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Evolução dos requerimentos Alterações Trading Book Capital em RWA PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Proteções sobre proteções 11. Amortização da volatilidade 10. Impacto das futuras mudanças contábeis 9. Proteção gerencial 8. Proteção de mercado 7. Proteção para cenários de estresse 6. Proteção sistêmica 5. Proteção contracíclica 4. Proteção de conservação 3. Definição de mudanças 2. Alteração de requisitos1. Ajustes TCC PDBasiléia II mínima Basiléia III mínima Basiléia III Capital Final PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Duplo impacto sobre requerimentos Impacto de requerimentos mais elevados Impacto das definições de capital Capital Nível 1 Principal Significativamente reduzido Capital RWA x% Significativamente elevado Alterações menores PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Proteções contra eventos extremos Probabilidade Perda Esperada Resultados Adicional Capital Nível 2 Nível 1 PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Impactos – fonte: Earnings releases PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Cliente X: Ignorando o impacto do crescimento dos lucrosretidos e RWA, as deduções do capital podem reduzirsignificativamente a adequação do capital PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Qual o impacto das mudanças naeconomia?O que o Comitê de Basiléia diz…..Impactos transitórios na macroeconomia:Capital:1% de aumento na relação de capital requerido = 0,19% de redução no PIBdepois de 4 anos e meio.Liquidez:25% de aumento na retenção de ativos líquidos + extensão dos vencimentosdos bancos = 0,14% de aumento nos spreads de crédito + queda no volumedos empréstimos de 3,2% depois de 4 anos e meio + declínio de 0,08% noPIB.Fonte: BCBS Interim Report August 2010 – Assessing the macroeconomic impact of the transition to strongercapital and liquidity requirements. PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Qual o impacto nos bancos?Bancos do Grupo 1*:Insuficiência de capital:- €165bi (para Nível 1 Principal a 4,5%)-€577bi (para Nível 1 Principal a 7,0%)Bancos do Grupo 2:Insuficiência de capital:-€8bi (para Nível 1 Principal a 4,5%)-€25bi (para Nível 1 Principal a 7,0%)ICL (Índice de Cobertura de Liquidez): déficit de €1,73 trilhõesIFLE (Índice de Financiamento Líquido Estável): dpeficit de €2,89 trilhõesFonte: BCBS December 2010 – Results of the comprehensive quantitative impact study. Pesquisarealizada com 263 instituições de 23 países membros.* Grupo 1: possuem Nível 1 de capital superior a €3 bilhões, com atuação diversificada einternacionalmente ativos. PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • O que o mercado está dizendo? Requerimentos de capital e Estratégias de negócio e retorno Gerenciamento de Capital “The new rules will force banks to set aside more capital for their fixed-income operations, and “I think we’re going to have to would have reduced the average move to a regime of booking more returns on equity by 5.7 business in fully capitalized percentage points from 14% to subsidiaries, especially in the U.K., 8.3% in 2010, while the return which is our European Union hub, from equities would have fallen by and the U.S.” 2.6 percentage points from 19.1% to 16.5 %, they said.” John Cryan, 8 February 2011 Chief Financial Officer, UBS Huw van Steenis, 17 January 2010 Morgan Stanley PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • O que o mercado está dizendo? – cont. Estratégias de negócio e Gerenciamento de Capital“UBS may have to change “We have to be a littleits structure and move more selective both insome capital- intensive relation to theinvestment banking potential profitability ofbusinesses, such as “Banks are already those business lines butsecuritization, into adapting business models also in relationsubsidiaries in other to offset the expected to the capital they use,”jurisdictions with lower impact, and extra pricingcapital requirements. The power should enhance “We will de-emphasizebank currently operates sector profitability.” some businesses that lookthrough branches in other as though wecountries and holds almost can’t make them Philip Richards and Gert vanall capital in Switzerland profitable or they use too Rooyen , 4 January 2011while booking 80 percent much capital for the Société Généraleof assets elsewhere.” profit potential.”Oswald Gruebel, John Cryan, 8 February 20118 February 2011 Chief Financial Officer, UBSChief Executive Officer, UBS PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Em resumo, Mais Capital Mais Liquidez Transformação das práticas de gerenciamento de riscos e modelos de negócios PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Não se trata apenas de compliance: Evento Impacto Resultando em...• Elevada competição • Disponibilidade de recursospor depósitos. • Necessidade de• Maior competição buscar alternativas de • Custo de captaçãopor fundos no captação (mais caras).mercado de títulos. • ResultadosNecessidade de Retorno mais baixo em • Resultadosmanter um portfólio um portfólio com altacom alta qualidade de qualidade de ativos • Custo de oportunidadeativos líquidos Crescimento de capital • Custo de capitalMudanças na limitado, tornando-sedefinição de capital escasso e mais caro • Disponibilidade de capital PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Impactos sobre Pilar 2 - ICAAP Pilar 2 Componentes do ICAAP Processo de Revisão da Supervisão X Governança sobre o ICAAP X Avaliação de riscos Internal Capital Adequacy Assessment Process  Avaliação de Capital Interno (ICAAP)  Estratégia de riscos  Planejamento de capital Supervisory Review and  Stress testing Evaluation Process (SREP) X Use test PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Impactos sobre Pilar 2 – ICAAP – cont. Planejamento de Capital• Capital de conservação• Incerteza em relação ao capital contra-cíclilo Stress Testing• A formulação de scenarios de estresse pode ter mudanças • frequência de geração de cenários: aplicável? • necessidade de visão consolidada: capital e liquidez. PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Impactos sobre Pilar 2 – ICAAP – cont. Avaliação de Capital Interno• Continua a ser uma parte crucial do ICAAP• Que parte do planejamento de capital será substituída pelas regras decapital de conservação e contra-cíclico? Estratégia de Riscos• O processo se mantém o mesmo: • Mas a estratégia de riscos será a mesma? • Maiores requerimentos de capital • Impacto no apetite ao risco • Percepção do mercado e dos stakeholders PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Três tópicos principais irão dominar aspráticas de gerenciamento de capital1. Otimização de Capital e Mitigação serão fundamentais para redefinir os modelos de negócios e se tornarão parte integrante do processo de decisão - por exemplo, do planejamento estratégico e orçamentário, novos negócios e avaliação de desempenho.2. Estruturas de Capital irão enfatizar a alta qualidade do Nível 1, e desencorajar a utilização de instrumentos híbridos.3. Plano de Contingência de Capital será integrado com o gerenciamento de risco de liquidez. PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Capital deve tornar-se um componente explícito detodo o processo de decisão e de negócio Considerações do Capital - Cultura Governança & - Estrutura do Comitê Organização - Papéis e Responsabilidades - Políticas e Procedimentos Processos e Controles de Negócios Análises Planejamento Novo Apetite por Plano Orçamento Modelos de Estratégico e & Previsão Produto/Novo Risco Estratégico Negócio/M&A Preço de Negócios Origem & P&L e Análise Controles para Front Medição de Preço Execução de Risco fiscalização Office riscos Pessoa Jurídica Teste de Execução Medição dos Monitor.de Riscos Negócios Gestão de Identificação Testes de Região Risco de Riscos Riscos estresse e Limites estresse Finanças P&L Produção Liquidez & Avaliação do Plano de Medição de e Atribuição Financiamento Capital Contingência Capital Controles Validação do Auditoria Medição de Controles Conformidade Internos Modelo Interna Performance Avaliação de Medição de Incentivos & Indicadores Performance Relatórios Compensações Divulgação de controle Performance -Tecnologia Infra-estrutura -Dados -Recursos PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Distribuir capital (baseado em risco) porlinha de negócio... PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • ...para avaliação de retorno ajustado ao risco(avaliação da eficiência da utilização do capital) PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Melhorias no planejamento de capital serão necessárias, incluindo planos de contingência Nível de Crise Respostas para as ações de Capital Medidas de Capital Nível 1 - Normal • Aumento do capital • Regulamentar Nível 1B- Normal com disponível • GAAP maiores preocupações • Redução do capital • Capital econômico com o capital exigido • Nenhuma ação Principais Cenários de Avaliação Nível 2A- Sem crise mas Principaiscomponentes •Previsões com potencial acima do considerações • Previsão sobre cenários normal • Tempo de resposta e de estresse (eventos Nível 2B – Grande prontidão operacional inesperados) probabilidade de crise • Magnitude • Reação dos Stakeholders Nível 3 – Crise de capital que não ameaça a Early Warning sobrevivência do banco Plano de Mobilização: System: • Teste e Comunicação • Percepção de mercado Nível 4 – Crise de capital • Monitoramento e • Mudança de capital que pode ameaçar a ativação • Impacto de liquidez sobrevivência do banco Processos 1. Realizar 2. Determinar 3. Selecionar e Chave avaliação o nível de crise implementar as ações periódica para capital de resposta PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Iniciativas em toda a empresa destacam anecessidade da integração entre gerenciamento deliquidez e de capital Plano de Contingência de Capital Integração entre os planos de • Medidas de capital contingência de Capital e de Liquidez •Early Warning Triggers. • Cenários específicos de estresse Inputs, resultados e ações •Early Warning Triggers. • Níveis de crise • Impacto dos resultados de testes de estresse de • Respostas liquidez em capital e vice-versa. • Comunicação • Impacto das ações de resposta de liquidez sobre a posição capital e vice-versa. Plano de Contingência de Liquidez • Medidas de capital •Early Warning Triggers. Visão holística • Cenários específicos de estresse • Teste de estresse em toda a organização. • Níveis de crise • Planos de recuperação e resolução • Política de dividendos • Respostas • Gerenciamento de risco contínuo • Comunicação PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Liquidez e restrições de capital obrigarãoFinanças e Risco a trabalharem em conjunto• A administração é obrigada a ter um Criação de valor Ligação com a estratégiafoco mais apurado sobre o capital Finanças Riscopróprio e gestão de risco. Alto Alinhamento estratégico/alocação• Decisões de alocação de recursos estão de capitalno topo da agenda, tanto em termos decapital quanto de liquidez. Suporte as Riscos vs. decisões de Otimização negócios de retornos• A função de risco de liquidez precisaráobter o controle exclusivo sobre estoque Gerenciamento Análisesde ativos líquidos sob regras de liquidez Controles financeiras de riscos Controlesde Basiléia III. Financeiros de Riscos Relatórios Medição de• Maior divulgação de abordagens de gerenciais riscoscapital e de gestão de liquidez einformações para os investidores eoutros agentes externos Registros Compliance Baixo• Valorização dos instrumentos sem Passivo/reativo Proativo Passivo/reativoliquidez, produtos e garantia continuamsendo questões críticas. PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Risco e Finanças alinhados Equipes alinhadas Relações c/ Investidores CFO Estratégia, alocação e CRO planejamento de capital Parceiros de riscos e finanças no negócio Plano Excelência em Planejamento Neg. A Desenvolvimentoestratégico e Gerenciamento governança e políticas de de supervisão, Comitês de análises da tesouraria e Neg. B de controles de riscos compliance e políticas e riscosfinanceiras e da contabilidade por exemplo de tributos modelos de capital Neg. C Risco de mercado Gestão da Risco de crédito M&A mudança Riscos e controles Controles e relatórios operacionais financeiros e de riscos integrados PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Em resumo, como responder às novasregras?Investir para cumprir ou aprimorar o que já é feito?• Gerenciamento de capital e de liquidez: • RWA otimização e mitigação • Monitoramento de liquidez e de ativos líquidos disponíveis • Custo de captação• Gestão de garantias (mitigando RWA).• Teste de estresse: ferramenta de gestão de risco ou exigência regulamentar?• Carteira de negociação: monitoramento e gerenciamento do risco de crédito• Planos de contingência– recuperação em momentos de estresse. PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • O que algumas organizações já estãofazendo?•Conduzindo contínuas análises do impacto do Basiléia III.•Usando a definição estratégica e o processo de planejamento para criar e/ou refinar o planejamento de capital.•Avaliando mudanças em modelos de negócio que podem direcioná-las a obter retornos aceitáveis.• Iniciando o desenvolvimento de uma visão de longo prazo do capital e de alternativas de captação.•Estudando metodologias para alocação de capital a unidades de negócio (adequação de capital X eficiência de capital). PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Agenda1 Quais são as principais características de Basiléia 3?2 Como as regras se refletem no Brasil?3 Quais são os impactos?4 Comentários finais PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Comentários finais• O objetivo de Basiléia III é criar um sistema financeiro mais estável.• As organizações deverão: • Entender a dimensão do impacto de Basiléia III. • Identificar e Avaliar os desafios e as opções disponíveis. • Definir uma estratégia: adaptar os negócios para responder à nova situação. • Planejar e implementar alterações. PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Publicações PwC sobre o tema PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos
  • Nossos contatos para discutir qualquer aspecto relacionadoa esta apresentação: Marcus Manduca Sócio marcus.manduca@br.pwc.com 11 3674-2673 Rogério Lélis Gerente Sênior rogerio.lelis@br.pwc.com 11 3674-2620© 2011 PricewaterhouseCoopers Brasil. Todos os direitos reservados. Neste documento, "PwC" refere-se à PricewaterhouseCoopers Brasil, firma membro da PricewaterhouseCoopersInternational Limited, constituindo-se cada firma membro da PricewaterhouseCoopers International Limited pessoa jurídica separada e independente. PwC – PricewaterhoseCoopers - Basiléia III: Principais características e potenciais impactos