APOSTILA DE QUÍMICA INORGÂNICA

14,228 views
14,013 views

Published on

2 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Ou algum material que em contato com o arco elétrico emita o gas SF6.

    Aguardo Retorno
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Gostaria que você me citasse quais são estes fluoretos metálicos em forma de pó. Que a partir de 150°C pode reagir com certos produtos. Durante a extinção do arco
    Eu preciso desenvolver uma peça que em contato com o arco elétrico emita o gás Sf6.
    Se puder me ajudar eu agradeço muito.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total views
14,228
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
256
Comments
2
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

APOSTILA DE QUÍMICA INORGÂNICA

  1. 1. Hidrogênio – 11HContribui em 1,0% (peso) na formação da natureza;Elemento com maior participação nas substâncias químicas;Principal constituinte do Sol (90%), presente em nebulosas, estrelas e alguns planetas;Métodos de PreparaçãoLaboratório 1. Reação entre metais e ácidos fortes: Zn° + H2SO4 (l) → ZnSO4 (aq) + H2 (g) 2. Hidretos metálicos com água: LiH (s) + H2O (l) → H2 (g) + LiOH (aq)Indústria 1. Eletrólise da água; 2. Decomposição de vapor d’água em ferro aquecido: 4 H2O (g) + 3 Fe° → Fe3O4 (s) + H2 (g) 3. Destilação a seco da hulha: variedade contendo cerca de 80 % de carbono; por aquecimento produz gás de rua (50 % H2): 4. Vapor d’água reduzido com carvão incandescente: H2O (g) + C → CO (g) + H2 (g); 5. Em refinarias de petróleo e obtenção de soda cáustica, onde o mesmo é subproduto do processo.Propriedades Químicas 1. Reação com não metais: 2 H2 (g) + O2 (g) → 2 H2O (g) 3 H2 (g) + N2 (g) → 2 NH3 (g) H2 (g) + X2 (g) → 2 HX (g) 2. Reação com metais dos grupos I e IIA:
  2. 2. 2 Na° + H2 (g) → 2 NaH (s) Ca° + H2 (g) → CaH2 (s)Hidrogênio se comporta como oxidante: 0 → -1;Hidretos metálicos: sólidos; não metálicos: líquidos ou gasosos;Propriedades Físicas 1. Incolor e inodoro; dentre todos os gases é o menos denso; 2. Pouco solúvel em água; 3. Absorvido por metais particulados como Pt, Pd ou Ni; 4. PE: - 253°C PF: - 259°CAplicações e usos 1. Corte e solda de metais: oxídrico: 2700°C; arco voltaico: 3000°C e hidrogênio atômico: 5000°C; 2. Conversão de óleos em gorduras saturadas (margarinas): 3. Redutor em metalurgia: WO3 + 3 H2 (g) → W° + 3 H2O (g) 4. Síntese da amônia (NH3); 5. Bomba de hidrogênio: +/- 100.000.000°C; 6. Combustíveis para foguetes: hidrogênio líquido; Família IA: Metais AlcalinosGrupo formado por seis elementos químicos: Elemento Número Te Atômico de Li 03 18 Na 11 98 K 19 63 Rb 37 39 Cs 55 28 Fr 87 -Lítio - 73LiDescoberto em 1817 por Joahn A. Arfwedson, é o 35º elemento mais abundante em peso;Minérios: LiAl(SiO3)2 espodumênio e lepidolita Li2Al2(SiO3)3.Fe(OH)2;
  3. 3. Principais produtores: Rússia (36%), Austrália (34%) e China (12%);Aplicações: tratamento de depressão, agentes para secagem, construção de lentes, emsínteses orgânicas, uso analgésico, obtenção de graxas, entre outros;Sódio – 1211NaIsolado em 1807 por Humpry Davy, é o 7º elemento mais abundante em peso;Principais sais: NaCl – sal gema, Na2B4O7.10H2O – bórax, Na2CO3.NaHCO3 – trona, NaNO3 –salitre e Na2SO4 – mirabilita;NaOH: Obtido por eletrólise da salmoura gerando hidrogênio e cloro;Principais produtores: EUA (19%), China (10%) e Rússia (9%);Aplicações: fabricação de ligas antiatrito, preparação de sabões e detergentes, iluminaçãopública, células fotoelétricas, entre outros;Potássio – 39,119KIsolado em 1807 por Humpry Davy, 8º elemento mais abundante em peso;Principais sais: KCl – silvita e KCl.MgCl2 – carnalita;Principais produtores: Rússia (35%), Canadá (25%) e Alemanha (18%);Aplicações: usado em pirotecnia, injeções letais, fertilizantes, células fotoelétricas e noauxílio para a respiração de bombeiros;Rubídio – 85,837RbDescoberto em 1861 por Robert Bunsen e Gustav Kirchhoff;23º elemento mais abundante em peso;Principais minérios: leucita, polucita e zinnwaldita;Principal produtor: Canadá;Aplicações: revestimentos fotoemissores, medicina nuclear, fabricação de vidros especiais eobtenção de vácuo;Césio – 132,955CsDescoberto em 1860 por Robert Wilhelm Bunsen e Gustav Kirchhoff
  4. 4. Principais minérios: polucitaPrincipais Produtores: Canadá, EUA e Zimbábue;Aplicações: medicina nuclear, obtenção de energia nuclear, construção de relógios atômicose catalisador em reações orgânicas;Frâncio - 22387FrDescoberto por Marguerite Perey em 1939;Existem 41 isótopos conhecidos; o isótopo Fr-223 com meia-vida de 22 minutos, é o demaior vida longa;Não apresenta aplicações em decorrência de seu curto período de vida, usado apenas emalgumas investigações biológicas;Propriedades QuímicasReagem com água formando bases: 2 Liº + 2 H2O → 2 LiOH + H2Regem com oxigênio formando óxidos e peróxidos:2 Liº + ½ O2 → Li2O – óxido de lítio2 Naº + O2 → Na2O2 – peróxido de sódioReagem com hidrogênio formando hidretos iônicos: Kº + ½ H2 → KHApenas o lítio forma nitreto: 3 Liº + ½ N2 → Li3NTodos metais do grupo formam amidetos, sulfetos, teluretos, arsenetos, cloretos,iodetos, brometos e fluoretos;Metais de baixa densidade, coloridos e moles;A reatividade aumenta no mesmo sentido, pois quanto maior o átomo, mais fácil de perder oseu elétron de valência e mais rápido reage; Família IIA – Metais Alcalinos TerrososBerílio – 9,014BeDescoberto em 1798 por Louis Nicolas Vauquelin;
  5. 5. Existem 30 minérios contendo, sendo os principais: berílio – BeO.Al2O3.6SiO2, bertrandita –Be4Si2O7(OH)2, crisoberilo – BeAl2O4 e fenaquita – Be2SiO4;Encontrado na água marinha – (Be3Al2(SiO3)6) e esmeralda - Be3Al2(SiO3)6::Cr;Cor cinza, duro, leve, quebradiço e sólido a temperatura ambiente;Obtido a partir da redução do BeCl2 (ou BeF2) com magnésio: BeCl2 + Mg° → Be + MgCl2Propriedades Químicas: Menor caráter metálico do grupo, seus compostos possuempropriedades de ligações covalentes – elevada polarizabilidade;Apresenta se como elemento anfótero, reagindo tanto com ácidos ou com bases;Aplicações:Reatores nucleares, produção de ligas Cu-Be, em raio-X para filtrar radiação UV, isolamentoelétrico e instrumentação em geral.Magnésio – 24,3112MgDescoberto em 1755 por Joseph Black;Obtido por redução é a partir da água do mar: Mg2+ + Ca(OH)2 → Mg(OH)2 + Ca2+A base reage com HCl, obtendo seu respectivo sal: Mg(OH)2 + 2 HCl → 2 H2O + MgCl2O sal obtido é fundido e colocado em célula eletrolítica: MgCl2 → Cl2 + Mg°Cl2 é produzido no ânodo e o Mg produzido no cátodo;Propriedades Químicas: Propriedades metálicas mais pronunciadas que o berílio;Forma compostos iônicos, com algum caráter covalente. Devido ao pequeno tamanho de seucátion, forma óxidos termicamente estáveis e insolúveis em água;Aplicações: ligas de alumínio, em pirotecnia, usado como material refratário em fornos,redutor na obtenção de urânio, aplicações farmacêuticas (Mg(OH)2 e MgSO4), aditivos empropelentes, presente na clorofila;Cálcio – 40,0820CaIsolado pela primeira vez em 1808, por Humprhy Davy;
  6. 6. Encontrado sob a forma de CaCO3 em conchas, dolomita - CaCO3.MgCO3, calcários diversos –CaMg(CO3)2 e CaCO3. Existem várias classes de carbonatos, variando a % de cálcio;Obtido na redução eletrolítica do CaCl2: CaCl2 → Ca°+ Cl2Propriedades Químicas: Apresenta caráter metálico mais acentuado que Mg, porém seuscompostos são semelhantes aos do magnésio. Devido á grande organização estrutural deseus compostos, muito empregados na construção civil – Ca2+ é pequeno e altamentecarregado;Aplicações: calagem do solo, pedras ornamentais, fabricação de giz, fabricação de cimentoPortland, fabricação de cal, é indispensável na alimentação humana;Na siderurgia para a retirada de impurezas (Si): CaO + SiO2 → CaSiO3Obtenção de acetileno: CaC2 + 2 H2O → C2H2 + Ca(OH)2Estrôncio – 87,6238SrIdentificado em 1790 por Adair Crowford; metal de coloração prateada brilhante, poucomaleável, se oxida rapidamente com o ar gerando óxidos. Obtido da estroncianita – SrCO3;Propriedades Químicas: reage com água formando base: Sr° + 2 H2O → Sr(OH)2 + H2 (g)Aplicações: usado em pirotecnia, imãs de ferrita, refino do zinco, dessulfurização do aço,entre outros;Bário – 137,3456BaDescoberto em 1808 por Humphry Davy; metal tóxico, macio, de aspecto prateado, com altoponto de fusão; obtido a partir da barita – BaSO4;Propriedades Químicas: reage facilmente com água, ar e etanol;Aplicações: pigmentos brancos em pinturas, em diagnósticos por raios-X, produção deborracha, em fluídos para perfuração de poços de petróleo;Rádio – 226,0388RaDescoberto por Marie Curie e Pierre Curie em 1898;Sólido a temperatura ambiente, muito reativo, mais pesado dos metais alcalinos terrosos eextremamente radioativo; encontrado em pequenas % na pechblenda – U3O8;Aplicações: misturado ao berílio é uma fonte de nêutrons, usado na obtenção do radônio,em medicina nuclear e como padrão de radioatividade.
  7. 7. Propriedades Químicas do GrupoReagem com água formando bases e hidrogênio: Mg° + 2 H2O → Mg(OH)2 + H2 (g)Reagem com metais deslocando o hidrogênio: Be + 2 HCl → BeCl2 + H2 (g)Todos os metais formam óxidos: 2 Ca + O2 → 2 CaOCom excesso de oxigênio formam peróxidos: Ba + O2 → BaO2Todos os metais do grupo formam sulfetos (S2-), teluretos (Te2-), selenetos (Se2-), nitretos(N3-), fosfetos (P3-), cloretos, fluoretos, brometos, iodetos;Formam amidetos: 2 Ca° + 2 NH3 → 2 Mg(NH2)2 + H2 (g) Família IIIABoro – 10,85BIdentificado por Jönz Jacob Berzelius em 1824;EUA e Turquia são os maiores produtores mundiais de boro;Metalóide sólido a temperatura ambeinte, com características de semicondutor, ce elevadadureza, apresentando duas formas alotrópicas: amorfo (marrom) e cristalina (negro);Por possuir seu orbital p praticamente vazio, tem uma forte tendência para ganhar elétrons;seus compolstos se comportam como ácidos de Lewis;Tem a maior resistência à tração entre os elementos químicos conhecidos; o material fundidocom arco tem uma resistência mecânica entre 1600 e 2400 Mpa.AplicaçõesEmpregado na fabricação da fibra de vidro e vidros especiais;Usados em reatores nucleares para controlar a fissão nuclear, pois é um ótimo absorvente denêutrons;Devido a elevada resistência mecãnica, é usado na indústria aeroespacial;Utilizado em fogos de artifício devido sua coloração verde;O boro puro é difícil de ser obtido, pode-se obe-lopor redução de halogenetos de borovoláteis com hidrogênio ou vapores de sósio em altas temperaturas.
  8. 8. NutriçãoEncontra se boro em frutas secas, amêndoas, folhas verde escuras, suco de uva, feijões,maçãs e pêras. Necessidades diárias: 1mg e 3mg melhora absorção de cálcio.Alumínio – 2713AlDescoberto em 1807 por Humphry Davi‘Elemento metálico mais abundante na crusta terrestre – 8,13%;Não é encontrado livre na natureza devido à elevada afinidade com o oxigênio, formandoóxidos, também é encontrado combinado à silicatos;Obtido a partir da bauxita, por meio de um processo eletrolítico denominado Hall;Metal de baixa densidade, conduz corrente elétrica, de elevada resistência à corrosão e baixatemperatura de fusão prporcionando muitas aplicações.Macio e resistente, de coloração cinza prateado e fosco, atóxico, não magnético, é osegundo metal mais maleável (perdendo apenas para Au) e o sexto mais dúctil;AplicaçõesSeus usos excedem qualquer metal, exceto o aço;Fabricação de veículos automotores e aeronaves;Fabricação de embalagens, fios e cabos elétricos,Em ligas metálicas como o duralumínio; em ferramentas, utensilios domésticos;Na obtenção de hidrogênio por meio das ligas Gálio – Alumínio;Gálio – 69,7 31 GaDescoberto por Lecoq de Boisbaudran em 1875;Usos: termômetros, ligas metálicas, medicina nuclear, circuitos integrados, diodos de laser,semicondutores (GaAs), em cerâmica e obtenção de vidros, AlGa na obtenção de H 2 apartirda água e na obtenção de LED’s;Metalóide mole e prateado brilhante no estado sólido; possui baixo ponto de fusão(~28,76ºC), expande se aproximadamente 3,1% ao solidificar e flutua no seu líquido domesmo modo que a água;
  9. 9. Antes de sua descoberta, já se conhecia a maioria das propriedades do elemento, previstaspor Mendeleyev;Abundância e propriedades: traços em minerias como a bauxita (0,01%), carvão,germanita e a esfarelita, galita (CuGaS2) e subproduto na obtenção de outros metais;Maior Produtor: África do Sul (minérios com 0,5 a 1,0% de Ga);Não encontrado em oceanos – baixa solubilidade;Reage com haletos sob leve aquecimento, Reage com NaOH liberando H2.Apresenta oito isótopos: mais estáveis são 69Ga e 71 Ga;Tálio – 204,4 81 TlDescoberto poe William Crookes em 1861;Mole, maleável, inodoro, insípido e sólido a temperatura ambiente e reagefacilmente com o ar; Reage com haletos sob leve aquecimento;Altamente tóxico, usado como praguicida (TaSO4); em detectores de infravermelho, radiaçãogama, medicina nuclear, obtenção de semicondutores e supercondutores, armazenamento deenergia magnética e na fabricação de vidros com baixo ponto de fusão;Encontrado e obtido a partir da pirita (FeS) e como subproduto na fabricação de Pb e Zn;Isótopos: 25 no total; sendo o Tl-203 e o Tl-205 os únicos isótopos estáveis;Precauções: Os efeitos do envenamento por tálio é a perda dos cabelos e danosnos nervos periféricos. A exposição dos trabalhadores aos compostos solúveis dotálio não deve exceder a 0,1 mg/m³ por 40 horas semanais.Índio – 114,8 49InDescoberto por F. Reich e T. Richter em 1863;Sólido à temperatura ambiente, prateado e brilhante; estável em contato com o ar e nãoreage com água; Reage com halogênios mediante a aquecimento brando;Pouco abundante, maleável e funde se facilmente;Quimicamente similar ao alumínio e gálio porém, mais parecido com o zinco; apresenta baixatoxidade em relação aos outros semimetais;Principal fonte de obtenção é a partir de minas de zinco;
  10. 10. Usado na fabricação de telas de cristais líquido, como lubrificante, ligas metálicas, soldas eindústria eletrônica, ligas de baixo ponto de fusão (24% In e 76% Ga), produção defotocondutores, transístores, painéis eletroluminosos, entre outros; Família IV ACarbono– 612CObtido na queima incompleta de HC (negro de fumo);Sob a forma de grafite, é retirado juntamente com quartzo, mica e silicatos diversos;Sob a forma de diamantes, extraído em jazidas principalmente no continente africano eRússia;Encontrado ainda sob a forma de carbonatos (rochas calcárias), petróleo e carvão;Formas Alotrópicas Formas Alotrópicasα Diamante e β – grafite; Fulereno – C60Propriedades Químicas:1. Catenação: formar longas estruturas - forte ligação C–C;2. Ligações Múltiplas: pπ – pπ, como C=C, C≡C, C=O e C≡N;3. Caráter não metálico;4. Reatividade: é o menos reativo do grupo;Carvão mineral: é a parte celulósica da vegetação, transformada pelo tempo, pressão,bactérias e outros agentes anaeróbios, em uma massa carbonosa. Composição Química Co Reservas Variedade % O2 % H2 %C mp Reservas Celulose 49,4 6,2 44,4 osi País % Turfa 40,0 6,0 54 a 60 ção Rússia 56,5 Quí EUA 19,5 Linhito 25,0 5,0 65 a 75 mic Hulha 15,0 4,5 75 a 85 China 9,5 a Antracito 3,0 2,0 95,0 Co Canadá 7,8 mp Europa 5,0 osi ção
  11. 11. Quí mic a Co mp osi ção Quí mic aAs reservas de carvão ultrapassam 1,1.1013 t./ano;Produção anual > 5,0. 1012 t; Reservas brasileiras: 2. 1013 t; Produção anual > 1.106 t;Principais usos: siderurgia, obtenção de energia elétrica e na obtenção de gás: CH 4, CO,NH3, entre outros.Petróleo: forma a partir de compostos orgânicos procedentes da superfície terrestre; comAumento da temperatura, as moléculas do querogênio (parte insolúvel da matéria orgânicamodificada via ação geológica) são quebradas, gerando compostos orgânicos (catagênese).Para o acúmulo de petróleo é necessário a migração do óleo e/ou gás através das camadasde rochas porosas, até uma rocha impermeável, sobre a qual ocorrerá a acumulo do óleoe/ou gás em uma rocha porosa chamada “rocha reservatório”.Encontrado nos limites de placas tectônicas e bacias sedimentares;Registros detalham afloramentos em 4000 a.C.; em Baku (Pérsia) se produzia petróleo em1271 d.C.;Principais produtores: Arábia Saudita, Rússia, EUA, Irã, China, Brasil (13°);Produção anual > 6,3.107 barris;Aplicações: fabricação de polímeros, combustíveis, cosméticos, agroquímicos, adesivos,tintas, corantes, fibras têxteis, isolantes térmicos, entre outros;Silício – 1428,1SiDescoberto por Jöns Jacob Berzelius, em 1823;Segundo elemento mais abundante na terra (25.7%)Ocorre na argila, feldspato, granito, quartzo e areia, normalmente sob dióxido de silício (SiO2)e silicatos;
  12. 12. Produção anual > 1.106 t./ano;Principais produtores: China, Coréia do Sul e Rússia;Propriedades intermediárias entre C e Ge, na forma cristalina é muito duro e insolúvel,apresenta brilho metálico, relativamente inerte e resistente à maioria dos ácidos; reage comos halogênios e álcalis;Obtenção: a partir da sílica de alta pureza em fornos de arco elétrico à 1900 °C: SiO2 + C → Si + CO2O silício se acumula no fundo do forno onde é extraído e resfriado (pureza > 99%);Na construção de semicondutores é necessário silício de ultrapuro, obtido por métodosfísicos e químicos:Processo Siemens: barras de Si de alta pureza expostas a 1150°C ao triclorosilano: 2 HSiCl3 → Si + 2 HCl + SiCl4apresenta impurezas de 0,001 ppm (silício policristalino).Método Dupont: reagir tetracloreto de silício a 950°C com vapores de Zn muito puros: SiCl4 + 2 Zn → Si + 2 ZnCl2Apresenta limitações: ZnCl2, solidifica e obstrui as linhas de produção, asism este método foiabandonado;Aplicações: fabricação do vidro, argamassas, semicondutores, cimento, silicones, bateriassolares, sílica gel, componentes eletrônicos (transistores), entre outros;Germânio – 76,6 Ge 32Descoberto em 1871 por Mendeleev. Semi-metal sólido, duro, cristalino, branco acinzentada,quebradiço, resiste à ácidos e álcalis.Importante semicondutor usado em transístores e fotodedectores, responde de forma eficaza radiação IV e é usado em amplificadores de baixa intensidade.Produção anual > 5.104 t./ano, EUA é o principal produtor (20% da produção);Aplicações: “janelas” para espectrofotômetros e instrumentação científica.
  13. 13. Grupo VANitrogênio – 14 7N78% da atmosfera, não é abundante na crosta terrestre;Os nitratos são solúveis, encontrados em algumas regiões desérticas: Chile (NaNO 3) e naÍndia (KNO3);Derivados são empregados em fertilizantes e explosivos; O gás N2 é utilizado para aplicaçõesem atmosferas inertes: Indústrias Metalúrgicas e Siderúrgicas; Refinarias de petróleo;Obtido na destilação do ar junto com: O2, Ne, Ar, Kr e Xe;Produção anual > 6.107 t./ano;2/3 da produção: N2 gasoso; 1/3 N2 líquido;Utilizado como anestésico (N2O); explosivos, fertilizantes e corantes (HNO3); gás refrigerante(NH3), devido ao elevado calor de vaporização; lâmpadas de filamento, termômetros;Métodos de obtençãoLaboratoriais: Decomposição térmica do NH4NO2: NH4NO2 (s) → N2 (g) + 2 H2O (l)Industrial: Destilação fracionada do ar (mesmo processo O2);Propriedades QuímicasDepois dos gases nobres, é o gás menos reativo, assim, reage sob condições extremas:Reação com metais: formação de nitretos metálicos: N2 + 3 Mg° → Mg3N2Reação com hidrogênio: síntese da amônia: N2 (g) + 3 H2 (g) → 2 NH3 (l)Pressão de 400 atm e temperatura de 380 a 450°CÉ obtida pelo processo “Haber-Bosh”, como demonstrado:01: Misturador de gases 05: Coletor NH3 líquida02: Coluna de amônia líquida 06: Bomba circuladora03: Refrigerador 07: Válvulas04: Separador / Recuperador: N2 e H2Produção anual > 1,2. 108 t./ano;
  14. 14. Principais produtores: Rússia (27%), China (21%) e EUA (18%);Principais aplicações: fertilizantes, explosivos, fibras, resinas;Propriedades Químicas – NH3Reação com água: formação de NH4OHNH3 (g) + H2O (l) → NH4OH (aq)Reação com ácidos: formação de sais de amônio: NH3 + HCl → NH4ClOxidação catalítica: produz NO (g): NH3 (g) + 5 O2 (g) → 4 NO (g) + 6 H2O (l)Obtenção do ácido nítrico: Processo Haber-Ostwald:Síntese de NH3: N2 + 3 H2 → 2 NH3Combustão catalítica NH3: 4 NH3 + 5 O2 → 4 NO + 6 H2OOxidação do óxido-nítrico: 2 NO + O2 → 2 NO2Reação de NO2 com água: 3 NO2 + H2O → 2 HNO3 + NOHNO3: forte agente oxidante: reage com metais e ametais;D: 1,4 g.ml-1 PE: 86°C PF: -42°CReação com soluções contendo metais: FeCl3 + 3 NH4OH → Fe (OH)3 + 3 NH4Cl Al (NO3)3 + 2 NH4OH → Al (OH)3 + 3 NH4ClReação com sódio metálico: 2 Na° + NH3 (g) → 2 NaNH2 (s) + H2 (g)Aplicações para a Amônia:Obtenção do ácido nítrico; Uso como gás refrigerante: alto calor de vaporização;Obtenção de sais de amônio: usos diversos; Solvente: no estado líquido – polar;Óxidos de nitrogênio: N2O, NO, N2O3, N2O4 e N2O5.São instáveis devido à combinação de dois elementos fortemente eletronegativos.
  15. 15. Fósforo – 3115PSólido a temperatura ambiente, mole com aspecto ceroso; muito reativo, por isso éarmazenado sob água; reage com o ar úmido gerando quimioluminescência; inflamaespontaneamente a 35°C;Extremante tóxico (puro) – limite de 0,15g;Essencial para os seres vivos – Um adulto pode ter até 3,5 kg de P;Apresenta se sob as formas P branco e P vermelho; 11° elemento mais abundante;Rochas fosfáticas: utilizadas na fabricação de fertilizantes;Produção mundial > 1,5. 108 t./ano;Principais Produtores: EUA, China, Rússia e Marrocos;Principais minérios de fósforo: Fluoroapatita: [3Ca3(PO4)2.CaF2], Hidroxiapatita:[3Ca3(PO4)2.Ca(OH)2] e Cloroapatita: [3Ca3(PO4)2.CaCl2]85% da produção para fertilizantes;5% como aditivo para detergentes; 3% na indústria dealimentos (ajuste no pH ~ 2,0) e 2,5% no tratamento de metais;Curiosidade: A fosfina PH3 - esta presente na putrefação de organismos vivos -possui traços de difosfano (P2H6), este por sua vez provoca sua combustão - fogofátuo; presente em pântanos e cemitérios.Métodos de Obtenção: Aquecimento (3000°C) de mistura: fosforita, areia e coque: Ca3(PO4)2 + 3 SiO2 + 5 C → 3 CaSiO3 + 2 P + 5 COO fósforo obtido é armazenado em atmosfera inerte (N2)Propriedades QuímicasReação com metais: produção de fosfetos: 3 Ca° + 2 P → Ca3P2Fosfetos tratados com água produzem fosfina: Ca3P2 + 6 H2O → 3 Ca(OH)2 + 2 PH3Reação com solução alcalina: produz fosfina: 3 KOH + 4 P + 3 H2O → 3 KH2PO4 + PH3Reação com oxigênio: 4 P + 3 O2 → 2 P2O3Reação com enxofre: 4 P + 3 S → P4S3
  16. 16. Óxidos de fósforo: P4O6, P4O8, P2O5, P4O10 P4O7Arsênio – 79,4 33AsNão é abundante na crosta terrestre, principal fonte: sulfetos;São comuns, subprodutos da calcinação de sulfetos metálicos CuS, NiS, FeS → As2O3, o óxidoé reduzido à As com carbono;Tóxico, utilizado em raticidas, conservação da madeira e em semicondutores;Produção anual > 4,7. 104 t./ano;Antimônio (121,8 51 Sb) e Bismuto (209 Bi) 84São obtidos de maneira similar ao As;As, Sb e Bi são todos quebradiços, possuem várias formas alotrópicas;Sb – produção mundial > 8,5. 104 t./ano;Usos: ligas de Pb e Sn; retardante de chama em espumas;Bi – produção mundial > 3,8. 104 t./ano;Usos: sprinklers, baterias, soldas, mancais e munição; Grupo VIA – CalcogêniosOxigênio – 168ODescoberto por Carl Wilhelm Scheele em 1771;Apresenta se na forma molecular (O2), sendo um gás a temperatura ambiente; Incolor,insípido, inodoro, comburente e pouco solúvel em água;Reage praticamente com todos os metais, exceto os nobres;Representa aproximadamente 20% da composição de nossa atmosfera;Métodos de obteção:Industrial: destilação fracionada do ar: 21% O2, 78% de N2;Labortorial: Decomposição de nitratos e outros sais oxigenados;
  17. 17. Ozônio (O3): variedade alotrópica do oxigênio, sua presença na atmosfera nos protege daincidência de radiação UV;Devido a elevada eletronegatividade está presente em uma quantidade enorme desubstâncias: ácidos, bases, óxidos, sais, além dos compostos orgânicos.AplicaçõesComo oxidante devido a sua elevada eletronegatividade;Em processos de solda, na obtenção do aço e do metanol;Na medicina como suplemento em pacientes com dificuldades respiratórias;O Oxigênio-15, radioativo com emissão de pósitron é usado no exame PET do cérebro emmedicina nuclear.Enxofre – 3216SSéculo IX a.C. Homero já recomendava evitar a pestilência do enxofre;Século XII: chineses inventam a pólvora: KNO3 + C + S;1770 Lovoisier comprovou ser um elemento e não uma mistura;Sólido a temperatura ambiente; ameta, insípido, de cor amarela; mole, frágil eleve;Apresenta vários estados de oxidação: -2, +2, +4 e +6;Apresenta formas alotrópicas em todos os estados:Octaedro ortorrômbico (α); prisma monoclínico (β) e plástico (γ);16º elemento em abundância, constituindo 0,034% na crosta terrestre,Ocorrência: cinábrio (HgS), galena (PbS), anglesita (PbSO4), blenda (ZnS), pirita(FeS2);Produção mundial > 6.104 t./ano;Princiais produtores: EUA, Canadá, Rússia e China;Obtido via processo Frasch (23%) ou associado à extração de petróleo;Presente no carvão, petróleo e gás natural, cuja combustão gera o SO2;Métodos de Obtenção:
  18. 18. i. Método Frasch: Perfurar o solo com três tubos, injetando se ar comprimido e vapor d’água superaquecido, o enxofre sofre fusão e é transportado a superfície - enxofre obrtido de elevada pureza ~ 99,5%;Extração do petróleo:Com o petróleo retira se o enxofre, se oxida a SO2 e em seguida a S:3 H2S + 3 O2 → 2 SO2 + 2 H2OSO2 + 2 H2S → 2 H2O + 3 SAplicaçõesProdução do ácido sulfúrico, pólvora, vulcanização da borracha; fungicidas e manufatura defertilizantes;Sulfitos: branqueamento de papel e conservação de bebidas alcoólicas;Tiossulfato de sódio: fixador em fotografias;Sulfato de magnésio: laxante e esfoliante e produção de ácido sulfídrico.Papel biológico: Pontes de dissulfeto entre polipeptídeos, importante naformação de estruturas das proteínas.Propriedades QuímicasReação com metais: Fe + S → FeS 2 Al + 3 S → Al2S3Reação com não metais: O2 + S → SO2 C + 2 S → CS2 (ocorre à 3000°C)O nitreto de enxofre polímero (SN)x, sintetizado em 1975 por Alan G. MacDiarmid e Alan J.Heeger, apresenta propriedades metálicas, apesar de ser constituido por não metaiscom propriedades elétricas e opticas não usuais. Este trabalho serviu de base para o posteriordesenvolvimento, com Hideki Shirakawa, de polímeros condutores e semicondutores quemotivou a concessão do Prêmio Nobel de Química em 2000, aos três pesquisadores.Seus óxidos mais importantes: dióxido de enxofre, SO2 e o trióxido de enxofre SO3;
  19. 19. Isótopos: 18 isótopos: os mais estáveis: 32S (95,02%), 33S (0,75%), 34S (4,21%);Precauções: CS2, H2S e SO2 devem ser manipulados com precaução. Além deserem tóxicos (maior que o cianeto), SO2 reage com a água da atmosferaproduzindo a chuva ácida, e em altas concentrações reage com a água dospulmões formando ácido sulfuroso que provoca hemorragias, enchendo ospulmões de sangue com a consequente asfixia.Selênio – 78,9 34SeAmetal sólido, descoberto por Jöns Jacob Berzelius em 1817;Encontrado na maioria das rochas e solos: 0,1 à 2,0 ppm;Raramente é encontrado isolado, obtido como subproduto no refino do cobre,aparecendo nos esíduos da eletrólise com o telúrio (5 – 25% Se, 2 – 10% Te).Insolúvel em água e álcool e solúvel em éter;Possui duas formas alotrópicas: amorfo (vítreo e líquido) e o cristalino;Exibe o efeito fotoelétrico, convertendo a luz em eletricidade; sua condutibilidade elétricaaumenta quando exposto à luz;AplicaçõesVárias aplicações elétricas e eletrônicas em células solares e retificadores;Como catalizador em reações de desidrogenaçãoUsado na fabricação de inseticidas, fabricação de vidros e esmaltes vermellhos;Na borracha vulcanizada melhora sua resistência;Células fotoelétricas de selênio são utilizadas em fotômetros;Papel biológico: O selênio é um micronutriente para todas as formas de vida; sendoencontrado no pão, nos cereais, nos pescados, nas carnes e nos ovos.Precauções: é um elemento perigoso ao meio ambiente, seus compostos devemser armazenados em locais isentos de umidade.Telúrio – 127,652TeSemi metal sólido, descoberto em 1782 por Franz Joseph Müller;
  20. 20. Encontrado na calaverita (telureto de ouro);Elemento raro, quando cristalino é branco prateado, de brilho metálico e frágil;Obtido na precipitação de ácidos telúrico ou tolurosoCaracterísticas principaisHá controvérsias se defato o telúrio é amorfo ou constituído de minúsculos cristais; O telúrioé um semicondutor que demonstra condutividade maior em determinadas direções;Su a condutividade aumenta ligeiramente quando exposto a luz.;Pode ser dopado com Cu, Au, Ag, Sn ou outros metais.Quando fundido, tem a capacidade de corroer o cobre ferro e aço inox.AplicaçõesA maior parte do telúrio é usado em ligas metálicas;Adicionado ao aço inox e no cobre torna estes materiais mais facilmente usináveis;Adicionado a borracha aumenta a sua resistência ao calor e envelhecimento;Tem ação fungicida e bactericida;Apresenta potenciais aplicações em painéis solares como o telureto de cádmio.Polônio – 20984PoMetal radioativo sólido, descoberto por Marie e Pierre Curie em 1898;Metal raro, associado à minérios de urânio: aproximadamente 100μg / ton;Dissolve se facilmente em ácidos diluídos, semelhante quimicamente ao Bi e Te;O 210Po é um metal volátil, de baixo ponto de fusão, 50% se evapora após 45 horas numatemperatura de 326 K. É emissor de partículas alfa, apresenta meia vida de 138.39 dias. Ummiligrama deste isótopo emite tantas partículas alfa quanto 5,0g de Ra. Um único grama de210 Po gera 140 watts de energia térmica.AplicaçõesMisturado ao berílio é uma fonte de nêutrons;Usado em dispositivos para eliminar a carga estática;
  21. 21. Na laminação do plástico e do papel, fiação de fibras sintéticas;Usado nos eletrodos de ignição de motores a combustão interna (velas);Usado como gerador termoelétrico em sondas espaciais;Usado no tabaco com arsênico e naftalina, principal causa de câncer;Isótopos: Existem 25 isótopos conhecidos, com números de massa que variamde 194 a 218. O Po-210 é o isótopo mais comum, com meia vida de 134,8 dias.Precauções: O polônio é um elemento altamente radioativo e tóxico; seu manuseio é muitoperigoso. Grupo VIIA – HalogêniosPropriedades FísicasPropriedades Flúor Cloro Bromo IodoNúmero de Massa 19,0 35,5 80 127Número Atômico 9,0 17 35 53Estado Físico gasoso gasoso Líquido SólidoRaio Atômico 0,7 1,0 1,1 1,3Coloração Amarelo pálido Amarelo esverdeado Pardo avermelhado PretoCloro – 35,5 Cl 17Não é encontrado em estado puro, devido a alta reatividade;Oceanos: concentrações de Cl-1: Mg, Ca, Na (2.7%), K, Li;Crosta terrestre: minas contendo NaCl/MgCl2;Formação do HCl, no suco gástrico e nos gases vulcânicos.Métodos de ObtençãoLaboratorial: Oxidação do ácido clorídrico (com MnO2 ou KmnO4)4 HCl (l) + MnO2 (s) → MnCl2 (s) + 2 H2O (l) + Cl2 (g)Oxidação do NaCl em meio fortemtente ácido:
  22. 22. 2NaCl + MnO2 2H2SO4 → Na2SO4 + MnSO4 + 8H2O + 5Cl2Caso a temperatura das reações for abaixo de 800°C, forma NaCl;Industrial: Eletrólise de solução concentrada de NaCl:Devido a grande quantidade de soda cáustica produzida, o volume de cloro formado é muitogrande. Em outras épocas, chegou se armazenar este gás em cilindros e depositá-los no mar!Algo impensável com a evolução da indústria de plásticosEletrólise com célula de diafragmaUtiliza-se um cátodo perfurado de aço e um ânodo de titânio recoberto de platina ou óxido deplatina. Ao cátodo se adere um diafragma poroso de fibras de asbesto e TEFLON. Estediafragma separa o ânodo do cátodo evitando a recombinação dos gases formados.O sistema é alimentado continuamente com salmoura que circula desde o ânodo até ocátodo. As reações que ocorrem são:2Cl- → Cl2 + 2e- (ânodo) 2H+ + 2e- → H2(g) (cátodo)Outras formas de obtenção:Eletrólise com célula de membrana e com célula de amálgama de mercúrio;Propriedades QuímicasReação com metais: quanto mais eletropositivo for o metal, maior será a energia liberada:Reação com não metais: Menos eletronegativos2P + 3 Cl2 (g) → 2 PCl3I2 (s) + Cl2 (g) → ICIReação com hidrogênio: formação de cloreto de hidrogênio;Cl2 (g) + H2 (g) → 2 HCl (l) - Ocorre apenas na presença de luzReação com água: formando HCl e HClO
  23. 23. Cl2 (g) + H2O (l) ↔ HCl + HClOReação com solução alcalina:“A frio”: Cl2 + 2 NaOH → NaCl + NaClO + H2O“A quente”: 3 Cl2 + 6 NaOH → 5 NaCl + NaClO3 + 3 H2OReação com iodetos e brometos: deslocamento do halogênio2 NaBr + Cl2 → 2 NaCl + Br22 KI + Cl2 → 2 KCl + I2Oxida coretos metálicos e não-metálicos:2 FeCl2 + Cl2 → FeCl3PCl3 + Cl2 → PCl5Hg2Cl2 + Cl2 → 2 HgCl2AplicaçõesAlvejante: têxteis, papel e celulose, polpa de madeira;Desinfetante: água potável, purificação de piscinas;Obtenção de organoclorados: CCl4 e PVC;Bromo – 79,935BrEncontrado na água do mar e salgemas: NaBr, KBr, MgBr2, etc;Descoberto por Antoine Balard em 1826 .Métodos de Obtenção: LaboratorialOxidação de NaBr por cloro ou óxido de manganês:2 NaBr + Cl2 → Br2 + 2 NaCl2 NaBr + MnO2 + 2 H2SO4 → Na2SO4 + MnSO4 + 2 H2O + Br2Industrial: A partir da água do mar (65 ppm de Br-) e lagos salgados, desta forma, 15 t. deágua do mar resultam em cerca de 1,0 t. de bromo;
  24. 24. Regiões nos EUA, Japão e no Mar Morto: 2000 a 5000 ppm Br-;O pH do meio é ajustado a 3.5, sendo borbulhado com Cl2:2Br- + Cl2 (g) → 2 Cl- + Br2 (l)É removido com auxílio de um fluxo de ar (muito volátil);Produção Mundial > 400.000 toneladas;Principais Produtores: EUA, Israel, UK e Japão;20% de sua produção destinada para compostos orgânicos;10% para retardantes de chamas;Outras aplicações: emulsões fotográficas, fármacos, corantes, bactericidas, sedativo, anti-convulsivo e na obtenção do gás lacrimogênio (brometo de benzila – C7H7Br).Propriedades QuímicasPropriedades semelhantes ao cloro, porém, menos reativo;2 K° + Br2 → 2 KBr 2 P + 5 Br2 → 2 PBr5I2 + Br2 → 2 IBr H2S + Br2 → 2 HBr + S↓H2O + Br2 → HBr + HBrO Br2 + Na2CO3 → NaBr + NaBrO3 + CO2 (g)3 Br2 + 6 NaOH → 5 NaBr + NaBrO3 + 3 H2OCompostos inter-halogenados: BrCl, BrF3, IBr, BrF e BrF5;Forma ácidos: HBr, HBrO e HBrO3;Forma os óxidos Br2O e BrO2;Propriedades FísicasLíquido a temperatura ambiente, coloração vermelha;Elevada densidade: 2,95 g.cm-3;Odor irritante – causa inflamação nas vias nasais, em contato com a pele causa gravesqueimaduras, de difícil cicatrização;Insolúvel em água – composto apolar; PE: 60°C PF: - 7°C
  25. 25. Iodo – 126,9 I 53Descoberto por Bernard Courtois (França) em 1811; sólido negro, com leve brilho, sublimaem condições normais formando um gás violeta de odor irritante;Encontrado na forma:NaIO3 na salitre do Chile (NaNO3);I- → águas salgadas em poços petrolíferos nos EUA;Presente em vegetais, animais marinhos e na glândula tireóide;Métodos de ObtençãoLaboratoriais: Oxidação de NaI com cloro: !não usar cloro em excesso!2 NaI + Cl2 (g) → I2 + 2 NaClRedução por MnO2 em meio ácido:2 NaI + MnO2 + 2 H2SO4 → Na2SO4 + 2 MnSO4 + 2 H2O + I2IndustriaisProcessos ligados à matéria prima: I- e IO3-A partir do NaNO3 (Chile): o sal é cristalizado e o NaIO3 é submetido à redução comNaHSO4:2 NaIO3 + 5 NaHSO4 → 3 NaHSO4 + 2 Na2SO4 + 4 H2O + I2A parir de iodetos (EUA e Japão): oxidação por Cl2:2 I- + Cl2 → 2 Cl- + I2A água do mar contém 0,05 ppm de iodo, pouco atrativo para a exploração comercial;Produção Mundial > 20.000 toneladas;Principais produtores: Japão, Chile, EUA e Rússia;Propriedades QuímicasMenos reativo da família dos halogênios: maior raio atômico;Reage com metais e ametais:
  26. 26. I2 + Hg → HgI2 3 I2 + 2P → 2 PI3I2 + H2 → 2 HIReage com tiossulfato de sódio: formando NaI:2 Na2S2O3 + I2 → Na2S4O6 + 2 NaIReage com clorato de potássio, deslocando o cloro: 2 KClO3 + I2 → 2 KIO + Cl2Iodeto de Hidrogênio: obtido a partir de H3PO4 concentrado: H3PO4 + NaI → HI + NaHPO4PE: -35.4°C PF: -50,8°C D: 2,80 g.cm-3Compostos inter-halogenados: ICl, IBr, IF, ICl3, IF5, IF7 e IF3Forma óxidos: I2O5 e I4O9I2O4;Forma ácidos: HIO3, HIO4 e HOIPropriedades FísicasD: 4,5 g.cm-3 PE: 185°C PF: 114°CPouco solúvel em água – composto apolar I – I (Δδ = 0);Solúvel em solventes orgânicos: C2H5OH, CH3COCH3, CCl4;AplicaçõesAntisséptico: KI em álcool e iodofórmio – CHI3,Compostos orgânicos: iodeto de metila – CH3I;Filmes fotográficos e formação de chuvas: AgI;Prevenção ao bócio: adição de NaI e KI ao sal e ração animal;QA: volumetria e reagente de Nessler: NaI e NaIO3;Flúor – 199FExtremamente reativo o que dificulta manipulação e preparo;Descoberto em 1771 por Carl Wilhelm Scheele;Isolado por Moissan em 1886 – Recebeu o Premio Nobel por isso;Minérios: CaF2 – fluorita, Na3AlF6 – criolita e e fluroapatita;
  27. 27. Em menores concentrações, ocorre nos oceanos e mares;Métodos de obtençãoIndustrial: Reação da fluorita com H2SO4, otendo HF e realizando eletrólise na mesma:CaF2 + H2SO4 → CaSO4 + 2 HFKF + HF → K [HF]KF + K [HF] → H2 + F2Este é um processo muito perigoso, isso se deve a:HF é corrosivo, ataca o vidro e provoca queimaduras graves; muito tóxico e mal condutor;O flúor ataca a maioria dos materiais: metais, vidro, grafite;Propriedades químicasReage com metais e ametais: reação exotérmica:Ca° + F2 → CaF22 B + 3 F2 → 2 BF3Si + 2 F2 → SiF4Cl2 + F2 → 2 ClFH2 + F2 → 2 HF (ocorre até -250°C)2 F2 + Xe → XeF4Desloca todos os não metais de seus compostos2 HCl + F2 → 2 HF + Cl22 H2O + F2 → 2 HF + O2Forma óxidos: OF2, O2F2 e O4F2;Forma ácidos: HF e HOF;AplicaçõesGases refrigerantes: freon – CCl2F2, CClF3, CCl3F; Produção de alumínio;
  28. 28. Isótopos U – UF6 (consumo de 75% de flúor produzido);Obtenção de teflon: politetrafluoroetileno; Isolante elétrico: SF6 – hexafluoreto deenxofre;Na prevenção à cárie dentária: 1ppm; Produção anual > 3,6 milhões de toneladas;Principais produtores: China, México, Mongólia, Rússia e África do Sul;Astato – 21085AtNão ocorre naturalmente – produção de 20 isótopos;Isótopos mais estáveis: 210 At e 211 At (meia vida ~ 8 horas);Último isótopo descoberto em 1940:209 83 Bi + 4 2 He → 211 85 At + 2 10nEstudos com traçadores radioativos – 10-4 mol: semelhança com I2;Decaimento por captura eletrônica e emissão de partículas α. Grupo VIIA – Gases NobresA característica destes gases é de não combinarem com os demais elementos. Estes gasestêm uma baixa reatividade e são conhecidos por gases inertes. Isto se deve ao totalprenchimento de suas camadas de valência por elétrons. Possuem configuração eletrônica ns2np6. Formam o grupo VIIA da Tabela PeriiódicaA primeira evidência da existência dos gases nobres foi através da descoberta da existênciado hélio no Sol, através de uma análise espectrográfica da luz solar.Apresentam forças de atração interatômicas muito fracas, por isso possuem baixastemperaturas de fusão e ebulição e são gasosos nas condições normais, mesmo os átomosmais pesados.Apesar de estarem associados a inércia química, desde 1962 se conhecem compostos comalguns elementos deste grupo, quando Neil Bartlett preparou compostos de xenônio: XeF2,XeF4, e XeF6. Há tembém alguns compostos de radônio e argônio. Alguns usos:Neônio: usado em letreiros luminosos (gás neon);Xenônio: usado em lâmpadas de flash de máquinas fotográficas;
  29. 29. Hélio: gás de pequena densidade, usado em bexiga e balões dirigíveis;Radônio: gás radiativo, perigoso, em determinadas concentrações;O hélio juntamente com o hidrogênio está presente no Sol, onde é obtido por meio de umareação de transmutação nuclear, convertendo hidrogênio em hélio, devido às altíssimastemperaturas nesta estrela;Água – H2OCobre ¾ da superfície terrestre;Participa em alta % na constituição do mundo animal e vegetal;Presente em até 4,0 % na atmosfera;Muitos minerais, incluindo rochas, possuem água de hidratação;Substância mais abundante na natureza;Impurezas em águas naturais 1. Águas pluviais: relativamente pura; 2. Águas de rios e fontes: 0,01 a 0,2% de substâncias sólidas 3. Água do mar: impura, 3,5 % de sais; sendo 2,7% NaCl; 4. Água dura: sais de Ca e Mg, não prejudica a saúde, auxilia na calcificação dos ossos.Purificação da águaA água destinada ao abastecimento passa por processos de filtração, decantação edesinfecção a base de derivados de cloro, ozônio, peróxidos, etc.Filtração doméstica: eliminar partículas de tamanho pequeno;Fins científicos: água destilada, água deionizada e água Mili-Q;
  30. 30. Fins industriais: “água mole” para caldeiras, retirada de sais contendo Ca e Mg, por simplesaquecimento: Ca(HCO3)2 → CaCO3 (ppt) + H2O + CO2 (g)Caso tenha CaSO4 pode se eliminar com uma zeólita:CaSO4 (aq) + Na2Z (aq)→ CaZ (aq) + 2Na 1+Propriedades Químicas 1. Reage com óxidos das famílias I A e IIA formando bases: 2 NaO (s) + H2O (l)→ 2 NaOH (aq) CaO (s) + H2O (l) → Ca(OH)2 (aq) 2. Reage com óxidos não metálicos formando ácidos: CO2 (g) + H2O (l) → H2CO3 (l) SO2 (g) + H2O (l) → 1 H2SO3 (l) 3. Reage com metais reativos liberando gás hidrogÊnio: 2 K° + 2 H20 (l)→ 2 KOH + H2 (g) 4. Reage com sais formando sais hidratados: CuSO4 (s) + 5 H2O (l) → CuSO4. 5H20 (s) CaCl2 (s) + 6 H2O (l) → CaCl2. 6H2O (s) 5. Atua como agente catalítico em reações bioquímicas, oxidação do ferro, ionização de ácidos e dissociação de sais e bases.Propriedades FísicasLíquido inodoro, insípido e incolor;PF: 0°C PE: 100°D = 1,0 g/cm3 (a 4°C) – se dilata ao resfriar de 4 a 0°C;Quando pura é péssima condutora de eletricidade;Solvente polar → dissolve compostos iônicos;
  31. 31. Ligação via Pontes de HidrogênioÉ a união realizada entre moléculas polares, assim, o pólo negativo atrai opositivo e vice versa. O número de moléculas que se unem aumenta de maneirainversa à temperatura;Devido a esta interação, o peso molecular aumenta e, por isso, apresenta selíquida a TAÁgua PesadaConstituída por isótopos do hidrogênio: 1. D2O17 óxido 16 de deutério 2. DHO óxido 17 de prótio e deutério 3. TDO18 óxido 18 de deutério e trítioNo total, existem 17 variedades de água.Água Oxigenada – Peróxido de Hidrogênio – H2O2Métodos de obtençãoLaboratorial → reação do peróxido de bário com ácido sulfúrico: BaO2 (s) + H2SO4 (l) → BaSO4 (s) + H2O2 (l)Indústria → eletrólise de ácido sulfúrico concentrado: 2H2SO4 (l) → H2S2O8 (l) + H2 (g) H2S2O8 (l) + 2 H2O → 2 H2SO4 (l) + H2O2 (l)
  32. 32. Ao final do processo o ácido sulfúrico é regenerado.Propriedades Físico – Químicas 1. Instabilidade: formação via reação endotérmica, possui elevada energia interna, decompõe se facilmente: 2 H2O2 (l) → H2O (l) + O2 (g) 2. “Catalisador negativo”: a presença de ácidos inibe sua decomposição; 3. Agente oxidante: apresenta oxigênio lábil (ativo) [O]; 4. Agente redutor: com oxidantes mais fortes, comporta se como redutor; 5. Solúvel em água, álcool e éter; 6. Quando diluído → água oxigenada; 7. Líquido “xaroposo”; D: 1,46 g/cm3;

×