REGIONALIZAÇÕES    BRASILEIRAS  O Brasil é o maior país da América do Sul. De acordo com dados de1999, do Instituto Brasil...
REGIONALIZAÇÕESBRASILEIRAS Então, se os estados de uma                   região brasileira têm muito em                   ...
REGIONALIZAÇÕES     BRASILEIRASPequeno retrato das grandes regiões  Atualmente, o Brasil tem 26 estados e um Distrito Fede...
REGIONALIZAÇÕESBRASILEIRAS         Divisão                    Regional                    TRADICIONAL                    d...
Brasil dividido =   pequenos brasis    A primeira divisão do território do      Brasil em grandes regiões foiproposta em 1...
1938
Em 1936, o Instituto Brasileiro deGeografia e Estatística (IBGE) foi criado.E começou uma campanha para adotaruma divisão ...
1960
REGIONALIZAÇÕESBRASILEIRAS       Divisão                  Regional                  TRADICIONAL                  do IBGE  ...
1969DIVISÃO EMREGIÕESGEOECONÔMICASOu COMPLEXOSREGIONAIS  Pedro Pinchas Geiger  •Divide o país em 3  Regiões  Geoeconômicas...
A macrorregião da Amazônia abrange praticamente todos os Estados com cobertura vegetal amazônica. Nas últimas décadaso Nor...
No Nordeste o clima, em grande parte, é composto peloclima semi-árido, principalmente no sertão e no agreste.   Essa foi u...
A região Centro-Sul, de todas as macrorregiões, é a mais   desenvolvida, não só economicamente, mas também em  indicadores...
Regionalizações brasileiras
Regionalizações brasileiras
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Regionalizações brasileiras

11,411

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
11,411
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
98
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Regionalizações brasileiras

  1. 1. REGIONALIZAÇÕES BRASILEIRAS O Brasil é o maior país da América do Sul. De acordo com dados de1999, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), sua área é de 8.547.403,5 quilômetros quadrados. Apenas quatro países no mundo inteiro -- Rússia, Canadá, China e Estados Unidos -- têm território maior do que o brasileiro. Dividir o Brasil em regiões facilita oensino de geografia e a pesquisa, coleta e organização de dados sobre o país, o seu número de habitantes e a idade média da população. A razão é simples: os estados que formam uma grande região não são escolhidos ao acaso. Eles têm características semelhantes. As primeiras divisões regionais propostas para o país, por exemplo, eram baseadas apenas nos aspectos físicos -- ou seja, ligados à natureza,como clima, vegetação e relevo. Mas logo se começou a levar em conta também as características humanas -- isto é, as que resultam da ação do homem, como atividades econômicas e o modo de vida da população, para definir quais estados fariam parte de cada região.
  2. 2. REGIONALIZAÇÕESBRASILEIRAS Então, se os estados de uma região brasileira têm muito em comum, o que é mais útil: estudá- los separadamente ou em conjunto? Claro que a segunda opção é melhor. Para a pesquisa, coleta e organização de dados, também. Assim é possível comparar informações de uma região com as de outra e notar as diferenças entre elas. Dessa forma, por exemplo, os governantes podem saber em qual região há mais crianças fora da escola. E investir nela para resolver o problema.
  3. 3. REGIONALIZAÇÕES BRASILEIRASPequeno retrato das grandes regiões Atualmente, o Brasil tem 26 estados e um Distrito Federal distribuídos em cincograndes regiões. E você já sabe que para fazer parte de uma mesma região os estadosprecisam apresentar características comuns. Na região Norte, Acre, Amazonas, Amapá,Rondônia, Roraima, Pará e Tocantins têm em comum o fato de serem, em sua maiorparte, cobertos pela Floresta Amazônica. Grande parte da população vive na beira derios e a atividade econômica que predomina é a extração vegetal e de minerais, como oferro, a bauxita e o ouro. Já os estados da região Sudeste -- Espírito Santo, MinasGerais, Rio de Janeiro e São Paulo -- são os que mais geram riquezas para o país,reunindo a maior população e produção industrial. Na região Centro-Oeste, a vegetaçãopredominante é o cerrado, que está sendo ocupado por plantações de soja e pelacriação de gado. Na região Nordeste, o clima que predomina no interior é o semi-árido,embora no litoral, onde as principais atividades econômicas são o cultivo de cana-de-açúcar e de cacau, o clima seja mais úmido. Na região Sul -- que apresenta o climamais frio do país --, destaca-se o cultivo de frutas, como uva, maçã e pêssego, além dacriação de suínos e de aves.
  4. 4. REGIONALIZAÇÕESBRASILEIRAS Divisão Regional TRADICIONAL do IBGE 1988 •Divide o país em 5 Regiões; • Basea-se no conceito de Macrorregiões ou Regiões Naturais; e • Respeita os limites Estaduais.
  5. 5. Brasil dividido = pequenos brasis A primeira divisão do território do Brasil em grandes regiões foiproposta em 1913, para ser usada no ensino de geografia. Os critérios usados para fazê-la foram físicos:levou-se em consideração o relevo, o clima e a vegetação, por exemplo. Não foi à toa! Na época, a natureza era considerada duradoura e as atividades humanas, mutáveis. Considerava-se que a divisão regional deveria ser baseada emcritérios que resistissem por bastante tempo. Observe o mapa e veja que interessante:
  6. 6. 1938
  7. 7. Em 1936, o Instituto Brasileiro deGeografia e Estatística (IBGE) foi criado.E começou uma campanha para adotaruma divisão regional oficial para o Brasil. Em 1942, o arquipélago de Fernando de Noronha foi transformado em território e incluído na região Nordeste. Em 1943, foram fundados os territórios de Guaporé, Rio Branco e Amapá -- todos parte da região Norte --, o território de Iguaçu foi anexado à região Sul e o de Ponta Porã, colocado na região Centro-Oeste.
  8. 8. 1960
  9. 9. REGIONALIZAÇÕESBRASILEIRAS Divisão Regional TRADICIONAL do IBGE 1988
  10. 10. 1969DIVISÃO EMREGIÕESGEOECONÔMICASOu COMPLEXOSREGIONAIS Pedro Pinchas Geiger •Divide o país em 3 Regiões Geoeconômicas; • Basea-se no conceito de Microrregiões Homogêneas; e • Não respeita os limites Estaduais.
  11. 11. A macrorregião da Amazônia abrange praticamente todos os Estados com cobertura vegetal amazônica. Nas últimas décadaso Norte, como um todo, vem sofrendo grandes alterações em sua paisagem natural. Essa região ainda é pouco povoada e a atividade industrial é restritamente desenvolvida, de uma forma geral todos os Estados que compõe a macrorregião são desprovidos de infra-estrutura e serviços sociais, como acesso à educação, saúde, segurança, emprego, transportes e muitos outros, até por que nessas áreas há uma enorme ausência do estado, e muitas vezes, como no Pará, o poder é centrado nas mãos de grandes fazendeiros e madeireiros que agem segundo os seus interesses, por conta própria e na base da força. A ocupação sem planejamento e presença do Estado contribuipara o surgimento de impactos profundos no ambiente, no qual os principais agentes de devastação são a extração de madeira, extração de minérios como o garimpo e principalmente a crescente expansão de áreas agrícolas e pastoris.
  12. 12. No Nordeste o clima, em grande parte, é composto peloclima semi-árido, principalmente no sertão e no agreste. Essa foi uma das áreas mais exploradas no períodocolonial, pois o nordeste do Brasil foi explorado durante muito tempo com destaque para a produção do açúcarutilizando de mão-de-obra escrava, os fatores coloniais geraram uma herança marcada por sérios problemasestruturais, econômicos. As concentrações de terras e a hegemonia da elite no poder foram alguns dos fatores da elevada desigualdade social. Apesar das adversidades a partir dos anos 80 as principais cidades nordestinas (Salvador, Recife eFortaleza) e outras micro-regiões conseguiram se elevar economicamente, destacando os setores do turismo, indústria e agricultura de precisão.
  13. 13. A região Centro-Sul, de todas as macrorregiões, é a mais desenvolvida, não só economicamente, mas também em indicadores sociais (saúde, educação, renda, mortalidade infantil, analfabetismo entre outros). Apresenta uma economia dinâmica e diversificada em atividades, que varia desde a indústria de base até tecnologia de ponta, grande parte das indústrias estáestabelecida nesse complexo, a malha urbana é complexa e interdependente, a agropecuária em geral apresenta elevado índice tecnológico, além de contar com um grande setor terciário (prestação de serviços, mercado varejista,etc.), infra-estrutura de transportes superior às demais árease um amplo sistema de telecomunicação (emissoras de TV, telefone fixo e móvel, internet, entre outros).
  1. Gostou de algum slide específico?

    Recortar slides é uma maneira fácil de colecionar informações para acessar mais tarde.

×