Diário Oficial do Dia - 30/10/2013

1,805
-1

Published on

Diário Oficial do Dia - 30/10/2013

Published in: News & Politics
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,805
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Diário Oficial do Dia - 30/10/2013

  1. 1. Diário Oficial Quarta-feira, 30 de outubro de 2013 Edição: 2875 • Distribuição gratuita Milhares de pessoas são aguardadas nos cemitérios da Cidade no feriado do dia 2 de novembro. Para receber melhor a população, a Prefeitura intensificou o serviço de manutenção nos equipamentos públicos. Quem for visitar o túmulo de entes queridos no Dia de Finados deverá ficar atento, pois, na sexta-feira, 1º, e no sábado, 2, os três cemitérios de Guarujá têm programação com missas. Página 3 Pedro Rezende Prefeitura prepara cemitérios para o Dia de Finados GUARUJÁ vestibulinho reforço ponto mis Hoje é o último dia para se inscrever na Etec Guarujá recebe mais médicos estrangeiros Cinema de graça é opção de lazer nesta quarta Página 6 Página 5 Página 8
  2. 2. 2 Diário Oficial GUARUJÁ quarta-feira 30 de outubro de 2013 UPA Jardim Boa Esperança 3355-3263 Rua Álvaro Leão de Carmelo, s/n Jardim Boa Esperança Paço Moacir dos Santos Filho e Paço Raphael Vitiello 3308-7000 Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Portuário 3344-4500 Secretaria de Educação 3308-7770 Secretaria de Esporte e Lazer 3386-2340 Secretaria de Meio Ambiente 3308-7885 Secretaria de Cultura 3386-2230 / 3383-2948 Secretaria do Turismo 3344-4600 Secretaria de Coordenação Governamental 3308-7480 Secretaria da Defesa e Convivência Social 3347-5000 Central de Atendimento ao Contribuinte (Ceacon) 3344-4500 Secretaria de Infraestrutura e Obras 3308-7970 Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) 3341-3431 Rua Cunhambebe, 500 - Vila Alice UPA Rodoviária 3355-9151 Av. Santos Dumont, 955, Santo Antônio Secretaria de Finanças 3308-7610 Ouvidoria 0800-773-7000 / 3355-4211 Disque Denúncia 181 Guarda Civil Municipal / Central de Monitoramento 3344-1440 / 153 Fundo Social de Solidariedade 3386-8820 Advocacia Geral do Município 3308-7390 UPA Vicente de Carvalho 3342-5458 Rua São João, 111, Pae Cará UPA Enseada 3351-3661 Av. Dom Pedro I, s/nº - Enseada UPA Perequê 3353-6717 Estrada Guarujá-Bertioga, km 8, Perequê UPA Santa Cruz dos Navegantes 3354-2802 Rua Antônio Pinto Rodrigues, s/nº Diário Oficial GUARUJÁ Gabinete da Prefeita Avenida Santos Dumont, 800 • PABX 3308.7000 Bairro Santo Antônio • CEP 11432-440 site: www.guaruja.sp.gov.br DIÁRIO OFICIAL 3308.7470 e-mail: diario@guaruja.sp.gov.br Serviço Funerário Municipal (24 horas) 3386-6259 Delegacia de Guarujá 3386-6992 Avenida Puglisi, 656, Pitangueiras Casa do Educador 3386-4378 Av. Leomil, 164 - Pitangueiras Centros de Apoio Operacional Secretaria da Saúde 3308-7790 Diretoria de Trânsito e Transporte 3355-9206 Secretaria de Administração 3308-7870 expediente Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social 3308-7780 Albergue Municipal 3387-6016 Rua Manoel Otero Rodrigues, 389, Jardim Boa Esperança Santa Rosa, Centro e Santo Antônio 3386-4120 Rua Brasilina Desidério, s/n Jardim Helena Maria (Estádio Municipal) Enseada 3351-4067 Avenida Guadalajara, s/n Procon 3383-2177 / 3355-6648 Rua Washington, 719, Centro Emergência - Polícia Militar 190 | Impressão: Gráfica Diário do Litoral | Tiragem: 10 mil exemplares • CAEC João Paulo II 3352-5729 Rua Engº Sílvio Fernandes Lopes, 281 Pae-Cará - Vicente de Carvalho • CAEC Cornélio da Conceição Pacheco 3353-3553 Rua do Bosque, s/n° - Maré Mansa • CAEC Profª Márcia Regina dos Santos 3355-6422 Av. Mário Daige, 1440 - Jd. Boa Esperança • CAEC Vereador André Luiz Gonzalez 3386-8556 Trav. 268 - Quadra 77, s/nº - Morrinhos II • CAEC Capitão Dante Sinópoli 3352-2945 Alameda Dracena, 513 - Vila Áurea Biblioteca Municipal 3341-7845 / 3386-6041 Conselho da Condição Feminina 3386-8273 Morrinhos, Vila Edna e Cachoeira 3386-5072 Avenida Antenor Pimentel, s/n - Morrinhos II Noticiário produzido a partir de material da Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Guarujá • CAEC Isabel Ortega de Souza 3358-2976 Av. Manoel da Cruz Michael, 333 - Santa Rosa Casa dos Conselhos 3383-2181 Vicente de Carvalho 3342-2898 Rua Alagoas, s/n - Vila Alice | Diretora e editora • Wanda Fernandes • Mtb. 27.855 | Projeto gráfico • Diego Rubido | Diagramação • Diego Rubido e Diego Andrade Centros Comunitários Disque Prevenção DST/Aids e Hepatites Virais (CTAPT) 3352-2666 Perequê 3353-7529 Rua Rio Amazonas, 800 Samu 192 Defesa Civil 199 Corpo de Bombeiros 193 O noticiário relativo às atividades da Câmara Municipal, bem como a produção e edição de seus atos oficiais, são de responsabilidade exclusiva do Poder Legislativo. Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência 3383-2181 Conselho Tutelar de Guarujá 3355-3198 - Plantão: 8858-3255 Conselho Tutelar de VC 3386-1624 - Plantão: 9652-1087 Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente - CMDCA 3386-6806 Escola de Governo e Gestão Pública 3386-4160 / 3383-7008 Rua Washington, 227 - Vila Maia e doe sangu Doe vida Colabore com o Banco de Sangue do Hospital Santo Amaro Unidade Fiscal do Município R$ 2,26
  3. 3. Diário Oficial GUARUJÁ quarta-feira 30 de outubro de 2013 3 dia de finados Dengue Pedro Rezende Número de visitantes nos cemitérios do Município deve ser intenso entre sextafeira e sábado Uma equipe especial de Controle e Combate à Dengue visita, quinzenalmente, os três cemitérios da Cidade. Os agentes eliminam larvas em recipientes, que funcionam como proliferadores do Aedes Aegypti, mosquito transmissor da doença. Nestes locais, é comum encontrar larvas em pratos de vasos de plantas e também em copos descartáveis com água. A orientação é levar apenas os vasos. E m razão do Dia dos Finados, celebrado em 02 de novembro, quem passar pelos três cemitérios municipais contarão com missa para homenagear familiares e entes queridos. Os cemitérios estarão abertos das 8 às 18 horas para visitação. Cerca de 15 mil pessoas são esperadas entre sexta-feira, 1º, e sábado, 2. A Guarda Civil Municipal, o patrulhamento da Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros e a fiscalização de trânsito darão apoio nos equipamentos públicos. Durante todo o ano, os cemitérios de Guarujá recebem capinação, pintura, podas de árvores, limpeza de campas, remarcação de quadra, roçada, serviço de esgoto e limpeza geral. Porém, com a aproximação da data, a Prefeitura de Guarujá, por meio da Secretaria de Operações Urbanas, intensificou os serviços de manutenção para receber a população. Nos cemitérios, tendas serão montadas para a realização das missas. Em Vicente de Carva- lho, no Cemitério da Consolação, haverá celebração na sexta-feira, 1º, às 16 horas e no sábado, 2, às 10 e às 16 horas. No Cemitério Jardim da Paz, no Morrinhos, as missas serão realizadas no sábado, 9 e 16 horas. Já no Cemitério da Saudade, na Vila Júlia, a missa acontece no sábado, às 9 horas. Cemitério da Consolação - Vicente de Carvalho Avenida Presidente Vargas, 985 – Parque Estuário Endereços dos cemitérios municipais Cemitério Jardim da Paz - Morrinhos Avenida Vereador Lídio Martins Corrêa, 1.512 Cemitério da Saudade - Vila Júlia Praça da Saudade, s/nº Arquivo/PMG Milhares de pessoas são aguardadas nos três cemitérios da Cidade
  4. 4. 30 de outubro de 2013 Reprodução 4 Diário Oficial GUARUJÁ quarta-feira vagas do PAT Recepcionista secretária 1 vaga 6 meses de experiência sem comprovação em ctps Ensino Médio Incompleto Oficial de serviços gerais 3 vagas 6 meses de experiência com comprovação em CTPS Ensino Fundamental completo Balconista de lanchonete 15 vagas 6 meses de experiência sem comprovação em CTPS Ensino Médio completo PAT - Rua Cunhambebe, 500 Vila Alice/Vicente de Carvalho Tel.: 3341-3431 jardim dos pássaros valéria cristina Escola promove Canteiro da Literatura Nesta quinta-feira, 31, cerca de 740 alunos de Ensino Fundamental I (1º ao 5º ano) da EM Professora Valéria Cristina Vieira da Cruz Silva (Rua Poeta Gregório de Matos, 25 – Morrinhos) vão mostrar o que produziram de melhor em trabalhos de escrita e leitura sobre a literatura brasileira na III Exposição do Projeto Canteiro da Literatura. O evento acontece na unidade em dois horários: 9 e 15 horas. O Canteiro da Literatura funciona o ano todo e atua com 12 grandes autores brasileiros, como Tatiana Belinky, Ziraldo e Monteiro Lobato. Nesta quinta, os alunos apresentarão trabalhos de reescrita, produção de textos, leitura de gibis, além de objetos confeccionados. Ainda dentro da programação, a unidade de ensino fará a "I Mostra Literária", em uma homenagem aos 50 anos da Turma da Mônica. Neste ano, o Projeto Canteiro da Literatura foi implantado no contraturno escolar para os alunos dos 5º anos. Usafa tem expediente alterado nesta quarta Nesta quarta-feira, 30, a Unidade de Saúde da Família (Usafa) Jardim dos Pássaros, localizada na Rua Rouxinol, 25, atenderá das 8 às 15 horas. O expediente será alterado devido à reunião mensal de trabalho, com as equipes de funcionários da Estratégia de Saúde da Família (ESF). O objetivo é discutir as melhorias no atendimento à população. Outras informações pelo telefone 3358-1537. Unidade promove Caminhada da Melhor Idade amanhã A Unidade de Saúde da Família (Usafa) Jardim dos Pássaros, promove, nesta quinta-feira, 31, a Caminhada da Melhor Idade, em comemoração ao Dia do Idoso, celebrado no dia 1º de outubro. Aberto ao público, o evento acontece nas imediações da unidade de saúde. A saída do local será às 9 horas, com a supervisão de um educador físico. Após a caminhada, será servido um café aos participantes. O endereço é Rua Rouxinol, 25, no Jardim dos Pássaros. Siga o Diário Oficial no twitter @Guaruja_SP
  5. 5. Diário Oficial GUARUJÁ quarta-feira 30 de outubro de 2013 5 mais médicos Município é contemplado com mais seis médicos estrangeiros Os profissionais atuarão no Programa Saúde da Família; as unidades serão definidas após o período de treinamento G uarujá será contemplado com mais seis médicos estrangeiros do programa Mais Médicos, do Ministério da Saúde, nesta quinta-feira, 31. Com a chegada dos novos profissionais, a Cidade totaliza 11 médicos generalistas para atuar no Programa Saúde da Família. Este é o segun- do ciclo da lista de profissionais destinada às cidades inscritas. A Prefeitura de Guarujá solicitou ao Governo Federal 11 médicos generalistas para as vagas do Programa Saúde da Família. Na primeira chamada, foram destinados cinco profissionais estrangeiros. Neste ciclo, os profissionais destinados ao Guarujá serão cinco mulheres e um homem de Cuba. De acordo com a diretora de Atenção Básica, os novos médicos passarão por um mês de treinamento para a adaptação no novo ambiente de trabalho. “Eles vão conhecer as Unidades de Saúde da Família (Usafa), todos os protocolos de saúde do muni- cípio e passarão por treinamento de vigilância epidemiológica”. A diretora ainda ressalta a importância do programa Mais Médicos para a Cidade. “A iniciativa supre a nossa dificuldade para contratar médicos generalistas. Eles vêm para ajudar na atenção básica, trazendo um retorno positivo para a população”. Roberto Sander Jr. Em setembro, Guarujá recebeu cinco estrangeiros; com a chegada dos novos profissionais, o Município passará a contar com 11 médicos generalistas atuando no programa do Governo Federal
  6. 6. 6 Diário Oficial GUARUJÁ quarta-feira 30 de outubro de 2013 autores que encantam Projeto realizado nas bibliotecas municipais estimula hábito da leitura Alunos da EM Myriam Terezinha visitaram a biblioteca da Escola 1° de Maio N Pedro Rezende o último dia 21, as crianças da Escola Municipal Professora Myriam Terezinha Wichrowski Millbourn (Avenida Adriano Dias dos Santos, 611 Jardim Boa Esperança) visitaram a biblioteca da Escola Municipal 1° de Maio (Avenida Adriano Dias dos Santos, 623 - Jardim Boa Esperança). No local, os estudantes ouviram uma história bem conhecida, no entanto diferente: “Os Três Porquinhos”, só que do ponto de vista do lobo mau. Criado pela Secretaria de Educação, por meio da Biblioteca Cidadã, em comemoração ao Dia do Livro Infantil e do escritor Monteiro Lobato (18 de abril), o Projeto Autores que Encantam vem desde abril levando de forma, itinerante, as escolas de Ensino Infantil da rede municipal histórias contadas de maneira diferenciada. O projeto passa pelas bibliotecas da Cidade, para despertar o interesse pela literatura nas crianças que estão sendo alfabetizadas. As histórias são contadas com uma linguagem que se assemelha ao mundo em que vivem, modernizando antigos contos. Os educadores da Biblioteca Cidadã se revezam para contar histórias. No caso de “Os Três Porquinhos”, a história foi contada pela professora Regina Lúcia Ferreira da Silva, de modo interpretativo e convidativo, dando liberdade aos alunos que participassem da narrativa. E com os alunos da EM Myriam Terezinha não foi diferente. Acostumados a visitarem a biblioteca para pesquisar livros para atividades pedagógicas realizadas em sala de aula, ver a história sendo contada de forma diferenciada, surpreendeu os pequenos espectadores. “Gosto de livros de contos de fadas, e nessa história a gente podia contar junto”, observou Bruno Hubiner de Oliveira, aluno do 2º ano. Para a orientadora da Unidade, Maria do Carmo Altino, o Projeto Autores que Encantam auxilia no trabalho pedagógico. Segundo ela, os alunos visitam a biblioteca na EM 1° de Maio regulamente. “Trabalhar autores Estudantes participaram de uma sessão de contação de histórias e ouvir histórias é um incentivo. A contação de histórias é um encantamento, mais uma forma de fazê-los se interessar pelos livros”, disse ela. A professora do 1º ano, Eliane do Carmo Malafati Pereira, elogiou o método aplicado. “Eles ficam o tempo todo entusiasmados, esperando a vez de dar sua opinião na história”. A professora do 2º ano, Maria Terezinha do Nascimento tam- bém concorda com a proposta. “É uma extensão da sala de aula. O interesse dos alunos cresce a ponto de fazê-los querer contar histórias e levar livros para a sala de aula”, explicou. Só com os estudantes da EM Myriam Terezinha, o projeto soma 1.108 crianças atendidas. “Levar as crianças para ouvirem as histórias nas bibliotecas é uma forma de garantir que todas possam ter acesso ao projeto”, disse o coordenador das Bibliotecas Municipais, Pedro Menezes do Nascimento. Na avaliação da secretária de Educação, a atividade é fundamental para o processo de ensino-aprendizagem. “O nosso intuito é que a criança desperte para a leitura sempre de uma maneira convidativa. Temos que entrar no mundo da criança e fazê-la perceber que as histórias muito podem contribuir para o seu rendimento escolar”. vestibulinho Inscrições para o processo seletivo da Etec terminam hoje Interessados nos cursos gratuitos podem se inscrever até às 15 horas A Escola Técnica Alberto Santos Dumont (Etec Guarujá) prorrogou as inscrições para o vestibulinho 2014. Quem ainda não garantiu a vaga tem até esta quarta-feira, 30, às 15 horas, para se inscrever pela Internet, no site www.vestibulinhoetec. com.br, ou no posto de inscrição disponível na Etec Guarujá (Rua Dona Vitória, 502, no Jardim São Miguel) São 105 vagas para o Ensino Médio, no período da manhã. O candidato precisa ter concluído a oitava série (nono ano) do Ensino Fundamental. Já os cursos técnicos estão distribuídos entre tarde e noite. No período da tarde, estão abertas inscrições para os cursos de Cozinha (Gastronomia), Turismo Receptivo e Secretariado. Já à noite, os cursos são para Hospedagem e Manutenção de Aeronaves, cada um com 40 vagas. Para os cursos técnicos é São 280 vagas para cursos técnicos e 105 para o Ensino Médio preciso estar no segundo ano do Ensino Médio ou ter concluído. Ainda há opção de cursos nos sábados: Secretariado e Administração, ambos com 40 vagas. Os cursos dão feitos à distância, por meio do Teletec. Outras informações pelo site de inscrição ou pelo telefone 3382-5677.
  7. 7. Diário Oficial GUARUJÁ quarta-feira 30 de outubro de 2013 7 brasil alfabetizado Fortaleza da Barra é ferramenta para aulas de história Além de aprender história no local dos acontecimentos, estudantes do programa de alfabetização de jovens e adultos têm momentos de lazer A Brasil Alfabetizado Criado pelo Governo Federal, o Brasil Alfabetizado Fotos Pedro Rezende Prefeitura de Guarujá levou os alunos de dois núcleos do programa Brasil Alfabetizado para uma visita à Fortaleza da Barra Grande, na última quinta-feira, 24. Mais de 30 alfabetizandos dos núcleos da EM Paulo Freire e Giusfredo Santini participaram do passeio realizado pela Secretaria de Educação, por meio da Diretoria de Programas Estratégicos. O Brasil Alfabetizado é uma iniciativa do Governo Federal com coordenação da Prefeitura no Município. O programa tem a missão de alfabetizar jovens e adultos. Nessa visita, a maioria dos alunos tinha mais de 40 anos de idade. De acordo com a gestora do Brasil Alfabetizado no Município, Régia de Paula da Glória, o passeio tem dois objetivos: ensinar história de forma mais prática e proporcionar lazer para os alunos. “A maioria deles não sai de casa pra fazer nada. Então, visitar a Fortaleza é uma forma de deixar a aula de História mais interessante, além de ser uma diversão pra eles”, explicou Régia. Os alunos foram levados pelo guia turístico Ivan de Ferraz, que ensina a história da Fortaleza com rimas. Ivan guiou os visitantes pelo pavilhão inferior e depois pelo superior, onde ficam as sentinelas e os canhões. Entraram na casa grande, passaram pelo ateliê solidário, onde o artesanato comunitário de Santa Cruz dos Navegantes está exposto; exposição de fotografias antigas do local, banheiros e cantinas, locais que um dia foram prisões; mezanino (antigo dormitório dos soldados), sala do comandante e, por fim, na capela de Santo Amaro, quando o passeio termina com músicas populares entoadas por Ivan. O aluno Antonio Santos, de 66 anos, 36 vividos em Guarujá, visitou o ponto turístico pela primeira vez. “Eu via as fotos no Diário Oficial e tinha curiosidade. Gostei muito de conhecer. Se puder, vou voltar para relembrar a história”, contou. Josenice de Sousa, de 64 anos, revelou que conhecer a Fortaleza era um sonho. “Sempre disse que entraria aqui um dia. Agora, posso morrer realizada. É muito agradável porque, além de aprender a história, é um passeio cultural”, disse. Até uma das alfabetizadoras, Ana Dilma, nunca havia visitado a Fortaleza. A professora veio de Sergipe aos 21 anos e só agora, aos 32 anos, matou a curiosidade de conhecer o forte. “Eu via de longe e ficava pensando se era uma casa. Quando surgiu a chance de visitar, não desperdicei. Agora, sei que é um local muito importante para a história do Brasil”, afirmou. O passeio conta como atividade extracurricular. Posteriormente, os alfabetizandos desenvolverão trabalho sobre a visita. No dia 29 de outubro, a mesma atividade ocorrerá com os alunos do Programa da Escola Estadual Professor Galdino Moreira, da Enseada. tem como missão erradicar o analfabetismo no Brasil, aumentando a escolarização de jovens e adultos e promovendo o acesso à educação como um direito de todos em qualquer momento da vida. A Secretaria de Educação é responsável pela capacitação dos alfabetizadores, pela inscrição dos mesmos e pela organização de todo o processo de alfabetização no Município. Os Núcleos estão distribuídos nas unidades de ensino, ONGS e igrejas. O Brasil Alfabetizado conta hoje com 47 núcleos, 38 alfabetizadoras, oito coordenadoras e 682 alunos na Cidade. O Rotary Club apoia o programa. Alfabetizandos das escolas Paulo Freire e Giusfredo Santini visitaram o patrimônio histórico-cultural na semana passada
  8. 8. 8 Diário Oficial GUARUJÁ quarta-feira 30 de outubro de 2013 cinema de graça Narradores de Javé é atração no Ponto Mis O inicia às 18h50. O Ponto Mis fica no Anfiteatro Ferreira Sampaio, situado na Rua Oswaldo Aranha, 800, no Jardim Boa Esperança, em Vicente de Carvalho. Narradores de Javé conta a história dos habitantes do pequeno vilarejo de Javé. Os moradores recebem a notícia de que a cidade pode desaparecer sob as águas de uma enorme usina hidrelétrica. Em resposta à notícia devastadora, a comunidade adota uma ousada estratégia: decide preparar um documento contando todos os grandes acontecimentos heróicos de sua história, para que a comunidade possa escapar da destruição. O filme é dirigido por Eliane Caffé. O elenco é composto por José Dumont, Matheus Nachtergaele, Nelson Dantas e Nelson Xavier. A classificação é para Reprodução longa-metragem Narradores de Javé, o curta Vida Maria e o videoclipe Tempo do Homem serão exibidos no Ponto Mis de Guarujá nesta quarta-feira, 30. Com pipoca gratuita para o público, a sessão de cinema Antes da exibição do filme principal, o público contará com mostra de curta-metragem e videoclipe maiores de 12 anos. O videoclipe local, Tempo do Homem, do músico, compositor carioca e morador de Guarujá, Luiz Moreaux, será a primeira mostra da noite. A direção e o roteiro é do produtor guarujaense Cristiano Jangadeiro. A segunda exibição da noite, o curta-metragem Vida Maria, é produzido em computação gráfica 3D. A produção mostra personagens e cenários modelados com texturas e cores pesquisadas e capturadas no Sertão Cearense, no Nordeste do Brasil, criando uma atmosfera realista e humanizada. O curta conta a história de Maria José, uma menina de cinco anos, que largou os estudos para trabalhar. No decorrer da história, enquanto trabalha, ela cresce, casa, tem filhos e envelhece. A produção é dirigida por Márcio Ramos, com classificação livre. Exibições acontecem nesta quarta sistemas agroflorestais Inscrições para Projetos de Agricultura Familiar encerram hoje A Secretaria de Estado do Meio Ambiente recebe inscrições para o processo de seleção de projetos de implantação de Sistemas Agroflorestais (SAFs) até quarta-feira, 30. A iniciativa é feita por meio da Coordenadoria de Biodiversidade e Recursos Naturais (CBRN), com apoio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Guarujá. Os projetos devem ser inscrito na Rede Saber, na Avenida Bartolomeu de Gusmão, 107, Aparecida, em Santos, das 14 às 17 horas. Estão disponíveis aproximadamente R$ 8,5 mil vinculados ao Programa Crédito Ambiental Paulista, com recursos disponibilizados pelo Projeto de Desenvolvimento Rural Sustentável – Microbacias II (PDRS). O PDRS é executado desde o final de 2010, por meio de uma parceria entre a Secretaria de Agricultura e a Secretaria do Meio Ambiente. O objetivo principal é aumentar a competitividade da agricultura familiar no Estado de São Paulo, melhorando simultaneamente a sustentabilidade ambiental.
  9. 9. Diário Oficial GUARUJÁ quarta-feira 30 de outubro de 2013 9 Atos oficiais gabinete LEI COMPLEMENTAR N.º 151/2013. “Autoriza o Poder Executivo a expedir Alvará de Regularização Imobiliária e Carta de “Habite-se”, para edificações clandestinas com usos residenciais unifamiliares e multifamiliares, comerciais, de serviços, industriais e institucionais e dá outras providências.” MARIA ANTONIETA DE BRITO, Prefeita Municipal de Guarujá, faço saber que a Câmara Municipal decretou em Sessão Ordinária, realizada no dia 01 de outubro de 2013, e eu sanciono e promulgo o seguinte: Art. 1.º Esta Lei Complementar objetiva a regularização de edificações clandestinas ou que venham a ser cadastradas como clandestinas dentro do prazo nela expresso, ficando o deferimento no uso e destinação do imóvel condicionado à aprovação dos órgãos administrativos competentes, com base na legislação municipal vigente. Art. 2.º Fica o Poder Executivo Municipal autorizado a expedir Alvará de Regularização Imobiliária e Carta de “Habite-se” para edificações clandestinas com usos residenciais unifamiliares e multifamiliares, comerciais, de serviços, industriais e institucionais desde que observadas pelos interessados as disposições contidas nesta Lei Complementar. Art. 3.º Poderão gozar dos benefícios desta Lei Complementar, as edificações que: I - estiverem edificadas em terreno integrante de loteamento devidamente aprovado; II - apresentem condições satisfatórias de higiene e habitabilidade; III – estiverem cadastradas na Prefeitura Municipal de Guarujá ou venham a ser cadastradas dentro do prazo máximo de 180 (cento e oitenta) dias a contar da data da publicação desta Lei Complementar; IV – tiverem todos os documentos exigidos para sua regularização apresentados e protocolados junto à Prefeitura Municipal de Guarujá, dentro do prazo de 360 (trezentos e sessenta) dias a contar da data de publicação desta Lei Complementar. § 1.º Quando a edificação a ser regularizada possuir características de impacto à vizinhança, em conformidade com o Plano Diretor, o deferimento ficará condicionado a parecer favorável do Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitacional - CMDUH. § 2.º A regularização de construções institucionais que ocupem áreas públicas, áreas definidas como verdes ou institucionais, áreas de riscos geológicos e que violem restrições ambientais, ficam condicionadas ao devido licenciamento dos órgãos competentes. Art. 4.º Somente poderão ser legalizadas por esta Lei Complementar as construções que estiverem de acordo com o gabarito previsto no Plano Diretor, permitindo-se a regularização de mais de uma construção para o mesmo lote. Art. 5.º Serão tolerados a ocupação dos recuos frontais, laterais e de fundos, a taxa de ocupação, o coeficiente de aproveitamento e as dimensões de cômodos em desacordo com o estabelecido pelo Código de Obras e Plano Diretor, para as edificações a serem contempladas por esta Lei Complementar. § 1.º Não serão tolerados beirais de telhados sobre o passeio público ou sobre as divisas. § 2.º Não serão toleradas aberturas instaladas sobre as divisas e voltadas para os imóveis lindeiros (laterais e de fundos). Art. 6.º Para obtenção do Alvará de Regularização Imobiliária e da Carta de “Habite-se”, o proprietário da edificação clandestina deverá apresentar os seguintes documentos: I - requerimento junto à Prefeitura Municipal de Guarujá, solicitando regularização do imóvel; II - cadastro do contribuinte; III - cópia do título de propriedade do imóvel, em uma das formas a seguir especificadas: a) escritura do imóvel; b) matrícula atualizada do imóvel; c) contrato de compra e venda, com assinaturas reconhecidas em cartório; IV - certidão de tributos do imóvel, emitida pela Prefeitura Municipal de Guarujá; V - desenho com a planta baixa de todos os pavimentos do imóvel e 01 (hum) corte da área a ser regularizada, que deverá ser apresentada em 04 (quatro) vias, com assinatura do proprietário e do profissional responsável pelo levantamento métrico arquitetônico e no mínimo 04 (quatro) fotos das fachadas (frontais, laterais e fundos), inseridas nos desenhos; VI - anotação ou registro de responsabilidade técnica do profissional responsável, legalmente habilitado no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia - CREA, ou Conselho Regional de Arquitetura e Urbanismo - CAU e na Prefeitura Municipal de Guarujá, assinada pelo proprietário e pelo profissional, referente ao levantamento métrico arquitetônico, atestando-se a habitabilidade do imóvel; VII – declaração do proprietário isentando a Prefeitura Municipal de Guarujá de futuras indenizações sobre as áreas regularizadas, na hipótese de ocorrer desapropriação ou danos estruturais, recalques e infiltrações em imóveis lindeiros, quando a edificação ocupar o recuo frontal principal e/ou o recuos secundários; VIII – declaração do proprietário da edificação de que a construção não é objeto de ação judicial demolitória, com sentença transitada em julgado. Art. 7.º As edificações cujo uso seja considerado gerador de interferência no tráfego de veículos, somente serão regularizadas nos termos desta Lei Complementar após a aprovação pela Diretoria de Trânsito e Transporte Público. Art. 8.º Para a regularização de construções em unidades autônomas ou em áreas comuns de edifício em condomínio, deverá o requerente apresentar laudo de vistoria do estado de conservação, atestando as condições do imóvel e da sua estrutura, assinado por responsável técnico, acompanhado de anotação ou registro de responsabilidade técnica e anuência do condomínio definida em assembleia com ata registrada em cartório. § 1.º Serão admitidas regularizações em áreas comuns, desde que aprovadas pelos condôminos, nos termos da Convenção Condominial. § 2.º Para a expedição da Carta de “Habite-se”, deverá ser apresentado quadro com o acréscimo das áreas comuns distribuídas proporcionalmente entre as unidades. Art. 9º - Para a regularização de edificações de uso residencial multifamiliar, coletivo, comercial, industrial e institucional, é obrigatória a apresentação do atestado de vistoria do Corpo de Bombeiros - AVCB, conforme disposto no Decreto Estadual n.º 56.819, de 10 de março de 2011. Parágrafo único – Estão excluídas das exigências desta Lei: I – edificações de uso residencial exclusivamente unifamiliares; II – residências exclusivamente unifamiliares localizadas no pavimento superior de ocupação mista com até dois pavimentos, e que possuam acessos independentes. Art. 10. Para os efeitos da presente Lei Complementar, será devida pelo proprietário interessado a taxa de que trata o artigo 146 da Lei Complementar Municipal n.° 038, de 24 de dezembro de 1997, acrescida da multa prevista no art. 148 da mesma Lei Complementar. Parágrafo único. Quando se tratar de regularização de apartamentos de cobertura, será considerada a modificação espacial dos ambientes, não acrescendo área construída na unidade e sendo computado apenas as áreas das paredes modificadas para fins de recolhimento das taxas e tributos municipais decorrentes da modificação e, por fim a alteração no padrão de lançamento. Art. 11. Os imóveis beneficiados por esta Lei Complementar ficarão impossibilitados de obter regularização futura de obras clandestinas. Art. 12. As despesas decorrentes da presente Lei Complementar correrão por conta das dotações orçamentárias próprias, suplementadas se necessário. Art. 13. Esta Lei Complementar entra em vigor na data de sua publicação. Art. 14. Revogam-se as disposições em contrário, em especial a Lei n.º 3.943, de 16 de maio de 2012. Prefeitura Municipal de Guarujá, em 21 de outubro de 2013. PREFEITA “SERIN”/rdl Proc. nº 13419/98/2012. Registrada no Livro Competente “GAB”, em 21.10.2013 Renata Disaró Lacerda Pront. nº 11.130, que a digitei e assino L E I N.º 4.048. “Altera dispositivos da Lei n.º 3.294, de 10 de janeiro de 2006, alterado pela Lei n.º 3.797, de 16 de dezembro de 2009, que dispõe sobre o Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional do Município de Guarujá – COMSEA e dá outras providências.” MARIA ANTONIETA DE BRITO, Prefeita Municipal de Guarujá, faço saber que a Câmara Municipal decretou em Sessão Ordinária, realizada no dia 01 de outubro de 2013, eu sanciono e promulgo o seguinte: Art. 1.º O artigo 4.º da Lei n.º 3.294, de 10 de janeiro de 2006, alterado pela Lei nº 3.797, de 16 de dezembro de 2009, passa a vigorar com a seguinte redação: “Art. 4.º O Conselho Municipal de Segurança Alimentar Nutricional - COMSEA será composto por 24 (vinte e quatro) membros titulares e igual número de suplentes, respeitadas a proporcionalidade de 1/3 (um terço) de representantes do poder público e 2/3 (dois terços) de representantes da sociedade civil, na seguinte conformidade: I - 08 (oito) representantes do Poder Público Municipal, sendo: a) 01 (um) representante da Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Assistência Social; b) 01 (um) representante da Secretaria Municipal de Saúde; c) 01 (um) representante da Secretaria Municipal de Educação; d) 01 (um) representante da Secretaria Municipal de Meio Ambiente; e) 01 (um) representante da Secretaria Municipal de Coordenação Governamental; f) 01 (um) representante da Advocacia Geral do Município; g) 01 (um) representante da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer; h) 01 (um) representante da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Portuário; II - 16 (dezesseis) representantes da sociedade civil, sendo: a) 01 (um) representante de Instituição de ensino técnico existente do Município; b) 01 (um) representante de Instituição de ensino superior existente no Município; c) 02 (dois) representantes de Clube de Servir; d) 01 (um) representante das Associações de Pais e Mestres – APM´s, das escolas municipais; e) 03 (três) representantes de entidades de trabalho com alimentação popular; f) 02 (dois) representantes de entidades sindicais patronais; g) 02 (dois) representantes de Associações de Moradores e Sociedades de Melhoramentos; h) 02 (dois) representantes de Instituições religiosas de diferentes expressões de fé existentes no Município. § 1.º Os representantes do poder público municipal serão indicados pelos órgãos competentes, nas esferas de suas atribuições. § 2.º As instituições da sociedade civil com representação no COMSEA devem ter efetiva atuação no Município.
  10. 10. 10 Diário Oficial GUARUJÁ quarta-feira 30 de outubro de 2013 § 3.º O mandato dos membros do COMSEA será de 02 (dois) anos, com direito a uma recondução. § 4.º Os membros titulares e suplentes do Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional serão nomeados pelo Prefeito Municipal, através de Decreto Municipal, publicado em Diário Oficial. § 5.º As sessões do COMSEA são públicas, precedidas de ampla divulgação. § 6.º As funções dos membros do COMSEA não são remuneradas, sendo, porém, consideradas como de serviço público relevante. § 7.º O Regimento Interno do COMSEA definirá as hipóteses de perda do mandato e substituição dos seus membros.” (NR) Art. 2.º As despesas decorrentes da execução da presente Lei correrão por conta das dotações próprias do orçamento, suplementadas se necessário. Art. 3.º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. Art. 4.º Revogam-se as disposições em contrário. Prefeitura Municipal de Guarujá, em 24 de outubro de 2013. PREFEITA “SERIN”/rdl Proc. nº 14570/187650/2013. Registrada no Livro Competente “GAB”, em 24.10.2013 Renata Disaró Lacerda Pront. nº 11.130, que a digitei e assino L E I N.º 4.049. “Dispõe sobre a redenominação e reorganização do Conselho Municipal de Direitos do Idoso, institui o Fundo Municipal de Direitos do Idoso e dá outras providências.” MARIA ANTONIETA DE BRITO, Prefeita Municipal de Guarujá, faço saber que a Câmara Municipal decretou em Sessão Ordinária, realizada no dia 01 de outubro de 2013, e eu sanciono e promulgo o seguinte: Título I Do Conselho Municipal de Direitos do Idoso Capítulo I Das disposições gerais e atribuições do Conselho Municipal de Direitos do Idoso Art. 1.º O Conselho Municipal de Direitos do Idoso – “CMDI” – constitui órgão vinculado à Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Assistência Social de caráter permanente, consultivo, deliberativo e fiscalizador, encarregado de zelar pelo cumprimento dos direitos dos idosos e controlador das políticas públicas e ações voltadas para o idoso no Município de Guarujá. Art. 2.º Compete ao Conselho Municipal de Direitos do Idoso: I – cumprir e zelar pelo cumprimento das normas constitucionais e infraconstitucionais que, de qualquer forma, assegurem direitos ou digam respeito ao idoso; II – promover a execução de suas resoluções, podendo solicitar orientação e apoio técnicos dos serviços públicos municipais nas áreas de saúde, de educação, de assistência social, de previdência, de trabalho e de segurança, em especial a realização de diligências em qualquer local em que se encontrar o idoso; III – noticiar ao Ministério Público e às demais autoridades competentes fato que constitua descumprimento de qualquer direito ou garantia dos idosos, infração administrativa ou penal contra o direito do idoso; IV – fiscalizar as entidades governamentais e não-governamentais de atendimento ao idoso, conforme o disposto no artigo 52, da Lei n.º 10.741/2003; V – estimular a organização e a mobilização das comunidades interessadas na problemática do idoso; VI - organizar campanhas de conscientização ou programas educativos, para a sociedade em geral, com vistas à valorização do idoso; VII – buscar, junto a órgãos federais, estaduais e organizações nacionais e internacionais afins, a captação de recursos que possibilitem o desenvolvimento de projetos e programas concernentes ao idoso; VIII – promover a realização de Encontros Anuais da Terceira Idade e, estimular e apoiar a realização de outros eventos que envolvam a população idosa e a comunidade; IX – assessorar o Poder Executivo local na elaboração da proposta orçamentária para plano e programa de atendimento dos direitos do idoso; X – elaborar, propor e apoiar projetos e atividades que possam contribuir para a solução dos problemas do idoso; XI – propor, incentivar e apoiar a realização de eventos, estudos, programas e pesquisas voltadas para a promoção, a proteção e a defesa dos direitos do idoso; XII – estabelecer a forma de participação do idoso residente no custeio da entidade de longa permanência para idoso filantrópica ou casa-lar, cuja cobrança é facultada, não podendo exceder a 70% (setenta por cento) de qualquer benefício previdenciário ou de assistência social percebido pelo idoso; XIII – assessorar o plano plurianual, a lei de diretrizes orçamentárias, a proposta orçamentária anual e suas eventuais alterações, zelando pela inclusão de ações voltadas à política de proteção social de atenção ao idoso; XIV – indicar prioridades para a destinação dos valores depositados no Fundo Municipal do Idoso, elaborando ou aprovando planos e programas em que está prevista a aplicação de recursos oriundos daquele Fundo; XV – zelar pela efetiva descentralização político-administrativa e pela participação de organizações representativas dos idosos na implementação de política, planos, programas e projetos de atendimento ao idoso; XVI – elaborar seu Regimento Interno. Art. 3.º O Conselho Municipal de Direitos do Idoso reunir-se-á mensalmente, em caráter ordinário e extraordinariamente, por convocação do Presidente ou por requerimento da maioria de seus membros. Art. 4.º O Conselho Municipal de Direitos do Idoso instituirá seus atos por meio de resolução aprovada pela maioria de seus membros. Art. 5.º As sessões do Conselho Municipal de Direitos do Idoso são públicas, precedidas de ampla divulgação. Art. 6.º As funções dos membros do Conselho não são remuneradas, sendo, porém, consideradas como de serviço público relevante. Capítulo II Da composição do Conselho Municipal de Direitos do Idoso Art. 7.º O Conselho Municipal de Direitos do Idoso, composto de forma paritária entre o Poder Público Municipal e a sociedade civil, será constituído: I – por representante do Poder Executivo Municipal, a seguir indicados: a) 02 (dois) representantes da Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Assistência Social. b) 01 (um) representante da Secretaria Municipal de Saúde; c) 01 (um) representante da Secretaria Municipal de Finanças; d) 01 (um) representante da Secretaria Municipal de Turismo; e) 01 (um) representante da Advocacia Geral do Município; f) 01 (um) representante da Secretaria Municipal de Educação; g) 01 (um) representante da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer; h) 01 (um) representante da Secretaria Municipal de Cultura; II – por representantes das entidades não governamentais e da população idosa residente no Município, que serão indicados pela entidade a que pertencem ou pela comunidade, na seguinte proporção: a) 01 (um) representante de Instituição de Longa Permanência para Idoso – ILPI, lar ou asilo sediado no Município; b) 02 (dois) representantes das Entidades de Atendimento aos Idosos; c) 01 (um) representante das Entidades hospitalares; d) 01 (um) representante das instituições de educação de nível superior instaladas no Município; e) 02 (dois) representantes da população idosa com domicílio em Guarujá; f) 02 (dois) representantes da população idosa com domicílio em Vicente de Carvalho. § 1.º Os representantes do Poder Público Municipal serão indicados pelos órgãos competentes, nas esferas de suas atribuições. § 2.º Os representantes das entidades não governamentais e da população idosa residente no Município serão indicados pelas entidades a que pertencerem, após eleitos em assembleia geral especificamente convocada para esse fim. § 3.º A cada membro titular do Conselho Municipal de Direitos do Idoso corresponderá um suplente, eleito e indicado de conformidade com o disposto nos parágrafos anteriores. § 4.º A nomeação e posse dos membros do Conselho serão feitas através de ato do Prefeito Municipal, respeitada a origem das representações. § 5.º O Regimento Interno do Conselho definirá as hipóteses de substituição dos seus membros. Art. 8.º O mandato dos membros do Conselho será de 02 (dois) anos, permitida a recondução por igual período. Título II Do Fundo Municipal de Direitos do Idoso Capítulo I Da constituição, destinação e composição do Fundo Municipal de Direitos do Idoso Art. 9.º Fica instituído o Fundo Municipal de Direitos do Idoso, instrumento de captação, repasse e aplicação de recursos destinados a propiciar suporte financeiro para a implantação, manutenção e desenvolvimento de planos, programas, projetos e ações voltadas ao idoso no Município do Guarujá. § 1.º O Fundo Municipal de Direitos do Idoso fica subordinado diretamente ao Presidente do Conselho Municipal de Direitos do Idoso. § 2.º O Fundo Municipal será supervisionado pelo Conselho, a quem compete analisar o Plano de Aplicação de Recursos e as demonstrações contábeis de cada exercício. § 3.º Incumbirá ao titular da Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Assistência Social indicar um servidor para coordenar o Fundo Municipal de Direitos do Idoso. Art. 10. Constituirão receitas do Fundo Municipal de Direitos do Idoso, dentre outras: I – recursos provenientes de órgãos da União ou do Estado vinculados à Política Nacional do Idoso; II – transferências do Município; III – as resultantes de doações do setor privado, pessoas físicas ou jurídicas; IV – rendimentos eventuais, inclusive de aplicações financeiras dos recursos disponíveis; V – as advindas de acordos e convênios; VI – as provenientes das multas administrativas aplicadas com base na Lei n.º 10.741/2003; VII – as provenientes de astreintes ou de condenações em ações civis públicas. § 1.º As receitas descritas no presente artigo serão depositadas, obrigatoriamente, em conta corrente especial a ser aberta e mantida em agência de estabelecimento oficial de crédito. § 2.º A aplicação financeira dependerá da existência de disponibilidade de caixa, face ao cumprimento da programação e de prévia aprovação do Secretário Municipal de Desenvolvimento e Assistência Social. Art. 11. Constituem ativos do Fundo Municipal de Direitos do Idoso: I – Disponibilidade monetária em caixa especial oriunda das receitas especificadas no artigo anterior; II – Bens móveis e imóveis doados, destinados ao Fundo Municipal de Direitos do Idoso. Art. 12. O orçamento do Fundo Municipal de Direitos do Idoso integrará o orçamento do Município, em obediência aos princípios e normas da legislação pertinente. Art. 13. A escrituração contábil será feita pelo método das partidas dobradas e passará a fazer parte da contabilidade geral do Município. Parágrafo único. A contabilidade emitirá relatórios mensais de gestão, inclusive dos custos dos serviços. Título III Das Disposições Finais Art. 14. O Poder Executivo Municipal proporcionará o apoio técnico-administrativo necessário ao funcionamento e prestação do serviço público pelo Conselho Municipal de Direitos do Idoso.
  11. 11. Diário Oficial GUARUJÁ § 1.º Competirá ao Poder Executivo Municipal a manutenção de toda a infraestrutura posta à disposição do Conselho Municipal de Direitos do Idoso. § 2.º Outros órgãos governamentais e não governamentais, assim como a comunidade em geral, poderão colaborar na instalação e manutenção do Conselho Municipal de Direitos do Idoso, inclusive mediante doação. Art. 15. As despesas com a execução desta lei correrão por conta das dotações orçamentárias próprias. Art. 16. Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. Art. 17. Revogam-se as disposições em contrário. Prefeitura Municipal de Guarujá, em 24 de outubro de 2013. PREFEITA “SERIN”/rdl Proc. nº 6293/125763/2013. Registrada no Livro Competente “GAB”, em 24.10.2013 Renata Disaró Lacerda Pront. nº 11.130, que a digitei e assino L E I N.º 4.053. “Institui o Fundo Municipal de Trânsito FUMTRAN e dá outras providências.” MARIA ANTONIETA DE BRITO, Prefeita Municipal de Guarujá, faço saber que a Câmara Municipal decretou em Sessão Ordinária, realizada no dia 09 de outubro de 2013, e eu sanciono e promulgo o seguinte: CAPÍTULO I DAS FINALIDADES Art. 1.º Fica instituído o Fundo Municipal de Trânsito – FUMTRAN, com o objetivo de financiamento da expansão e aprimoramento contínuo das ações destinadas a promover o desenvolvimento do trânsito no Município de Guarujá. Parágrafo único. O Fundo Municipal de Trânsito respeitará as disposições insertadas no artigo 320, do Código de Trânsito Brasileiro, Lei n.º 9.503, de 23 de setembro de 1997. Art. 2.º Os recursos do Fundo Municipal de Trânsito deverão ser aplicados, visando desenvolver as seguintes atividades: I – sinalização de trânsito: o conjunto de sinais de trânsito e dispositivos de segurança colocados na via pública com o objetivo de garantir sua adequada utilização, compreendendo especificamente as sinalizações vertical, horizontal e semafórica e os seguintes dispositivos auxiliares: a) dispositivos delimitadores; b) dispositivos de canalização; c) dispositivos e sinalização de alerta; d) alterações nas características do pavimento; e) dispositivos de uso temporário; f) dispositivos de proteção contínua; g) dispositivos luminosos; h) painéis eletrônicos; i) outros dispositivos previstos em legislação específica; II – Engenharia de Tráfego e de Campo: o conjunto de atividades de engenharia voltado a ampliar as condições de fluidez e de segurança no trânsito: a) elaboração e atualização de mapa viário; b) cadastramento e implantação da sinalização; c) desenvolvimento e implantação de corredores especiais de trânsito nas vias já existentes; d) identificação, estudo e análise de novos pólos geradores de trânsito; e) estudos e estatísticas de acidentes de trânsito; f) estudos e análises da utilização de faixas de domínio do sistema viário; g) atualização e manutenção do cadastro de Projetos do Sistema Viário; h) estudos de viabilidade técnica, econômica e ambiental de adequação e melhorias no Sistema Viário; i) estudos e Projetos necessários a adequações e melhorias no Sistema Viário; III – policiamento e fiscalização de trânsito: se caracterizam em atos de prevenção e repressão que visam a controlar o cumprimento da legislação de trânsito, por meio do Poder de Polícia quarta-feira 30 de outubro de 2013 Administrativa; IV – educação de trânsito: é a atividade direcionada à formação do cidadão como usuário da via pública, por meio do aprendizado de normas de respeito à vida e ao Meio Ambiente, visando sempre o trânsito seguro, tais como: a) publicidade institucional; b) campanhas educativas; c) realização e participação em palestras, cursos, seminários e eventos relacionados ao trânsito; d) atividades escolares; e) elaboração de material didático pedagógico; f) formação e qualificação de profissionais do Sistema Nacional de Trânsito – SNT; g) formação de agentes multiplicadores. CAPÍTULO II DOS RECURSOS FINANCEIROS Art. 3.º As receitas do Fundo Municipal de Trânsito serão provenientes de: I – dotação orçamentária própria ou créditos que lhe forem destinados; II – arrecadação das multas previstas na legislação de trânsito e transporte; III – arrecadação oriunda da exploração de estacionamento rotativo pago; IV – recursos repassados pela União ou por Governos Estaduais; V – contribuições, donativos, transferências de recursos, subvenções ou auxílios do Poder Público ou do Setor Privado; VI – arrecadação de tarifas de guincho e de estadia pela Guarda e depósito de veículos recolhidos aos pátios municipais, apreendidos pelas Polícias Civil, Militar e Militar Rodoviária, pelos agentes de fiscalização municipal e pelo cumprimento a ordens judiciais; VII – arrecadação referente a leilão de veículos recolhidos aos pátios municipais; VIII – arrecadação de taxa para autorização de circulação especial e escolta para veículos de cargas superdimensionadas ou perigosas de acordo com o Decreto n.º 8.879, de 18 de março de 2010; IX – arrecadação referente ao licenciamento de ciclomotores, veículos de tração e propulsão humana e de tração animal; X – rendimentos e juros provenientes de aplicações financeiras. Art. 4.º Todos os recursos destinados ao Fundo Municipal de Trânsito, deverão ser automaticamente transferidos, depositados ou recolhidos em conta corrente específica a ser designada pela Secretaria Municipal de Finanças, através do Departamento de Contabilidade e Orçamento, que dará o indispensável suporte técnico ao FUMTRAN, sempre que necessário. Parágrafo único. Os saldos porventura existentes no término de um exercício financeiro, constituirão parcela da receita do exercício subsequente, até sua integral aplicação. CAPÍTULO III DO CONSELHO DIRETOR Art. 5.º Os recursos do Fundo Municipal de Trânsito, serão administrados por um Conselho Diretor, formado por membros nomeados através de Portaria do Poder Executivo, composto da seguinte forma: I – Diretor(a) de Trânsito e Transporte Público – DITRAN, como Presidente; II – 01 (um) representante da Secretaria Municipal de Defesa e Convivência Social, como Vice-Presidente; III – 02 (dois) representantes da Diretoria de Trânsito e Transporte Público, como 1.º e 2.º membros. § 1.º Os membros indicados no inciso III, serão nomeados para exercer funções administrativas junto ao Conselho, pelo prazo de 01 (um) ano, podendo haver recondução por igual período. § 2.º Dentre os servidores designados, o Presidente indicará o responsável pelos trabalhos de expediente e secretariado. Art. 6.º O Conselho reunir-se-á ordinariamente, uma vez por mês, e extraordinariamente quantas vezes se fizerem necessárias. § 1.º As reuniões serão realizadas com a presença de pelo menos 03 (três) de seus membros e as decisões serão tomadas mediante votação de maioria simples. § 2.º Em caso de empate nas votações, caberá ao Presidente o 11 voto de minerva. Art. 7.º Compete ao Conselho Diretor do Fundo Municipal de Trânsito: I – estabelecer as diretrizes para a gestão do Fundo Municipal de Trânsito; II – fiscalizar a arrecadação da receita, e o seu recolhimento à Conta Corrente do Fundo Municipal de Trânsito – FUMTRAN; III – deliberar sobre a aplicação dos recursos do Fundo Municipal de Trânsito, indicando despesas, administrando com a finalidade de garantir o cumprimento das diretrizes do Fundo Municipal de Trânsito; IV – aprovar as operações de financiamento, inclusive as realizadas a título de fundo perdido; V – opinar quanto à aceitação de doação, legados, subvenções e contribuições de qualquer natureza; VI – apresentar, anualmente, relatório de prestação de contas da gestão dos recursos do Fundo Municipal de Trânsito; VII – prestar contas à Sociedade Civil do Fundo Municipal de Trânsito; VIII – elaborar seu Regimento Interno; IX – cumprir e fazer cumprir o Regimento Interno; X – indicar um de seus membros para fazer parte da Comissão de Licitação e Compras quando tratar-se de assuntos ligados a trânsito; XI – indicar um de seus membros, para que em conjunto com um responsável da Diretoria de Execução e Controle Financeiro, possa assinar cheques quando necessários. Art. 8.º Fica expressamente vedada a utilização dos recursos financeiros do FUMTRAN, em finalidade estranha às atividades de trânsito, bem como o remanejamento para outros fins. Art. 9.º Os recursos destinados ao FUMTRAN serão contabilizados como receita orçamentária e a ela alocados, através de dotações consignadas na Lei Orçamentária ou de créditos adicionais, obedecendo sua aplicação às normas gerais do direito financeiro. Art. 10. Fica o Poder Executivo Municipal autorizado, ainda, a suplementar as dotações da Unidade do FUMTRAN, sempre que houver entendimento público desta Unidade Econômica. Art. 11. No caso de extinção do Fundo Municipal de Trânsito - FUMTRAN, seus bens e direitos reverterão ao patrimônio do Município. Art. 12. O Poder Executivo regulamentará esta Lei, por Decreto, no que se fizer necessário. Art. 13. Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. Art. 14. Revogam-se as disposições em contrário. Prefeitura Municipal de Guarujá, em 24 de outubro de 2013. PREFEITA “SERIN”/rdl Proc. nº 25219/37795/2011. Registrada no Livro Competente “GAB”, em 24.10.2013 Renata Disaró Lacerda Pront. nº 11.130, que a digitei e assino L E I N.º 4.054. (Projeto de Lei nº 114/2013) (Vereador Luciano Lopes da Silva) “Altera dispositivos da Lei Municipal 4.018, de 30 de maio de 2013 e dá outras providências.” MARIA ANTONIETA DE BRITO, Prefeita Municipal de Guarujá, faço saber que a Câmara Municipal decretou em Sessão Ordinária, realizada no dia 24 de setembro de 2013, e eu sanciono e promulgo o seguinte: Art. 1.º Acrescente-se ao art. 4.º da Lei n.º 4.018/13, “que dispõe sobre a obrigatoriedade de bares, restaurantes e similares fornecerem, sempre que solicitada, comanda impressa que permita controle do consumo pelos clientes e dá outras providências” os parágrafos que seguem: Art. 4º - (...) § 1º O descumprimento desta Lei acarretará ao estabelecimento infrator a cominação de multa no valor de 55 (cinquenta e cinco) a 1.000 (Hum mil) UFM (Unidades Fiscais do Municipio de Guarujá), podendo ser duplicada em caso de reincidência. § 2º (VETADO).
  12. 12. 12 Diário Oficial GUARUJÁ quarta-feira 30 de outubro de 2013 Art. 2º Dá redação ao art. 5.º da Lei Municipal n.º 4.018/13: Art. 5.º O Poder Executivo regulamentará esta Lei no prazo de 60 (sessenta) dias, contados da data de publicação, para que bares, restaurantes e similares se adequem ao disposto nesta Lei. Art. 3º Dá nova redação ao art.6º da Lei Municipal nº 4.018/13: Art. 6º - As despesas decorrentes da execução desta Lei correrão por conta das dotações orçamentárias próprias, suplementadas se necessário. Art. 4.º Acrescente-se o art. 7.º a Lei Municipal n.º 4.018/13: Art. 7.º Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação, revogando-se as disposições em contrário. Prefeitura Municipal de Guarujá, em 24 de outubro de 2013. PREFEITA “SERIN”/rdl Proc. nº 31879/98/2013. Registrada no Livro Competente “GAB”, em 24.10.2013 Renata Disaró Lacerda Pront. nº 11.130, que a digitei e assino L E I N.º 4.055. (Projeto de Lei n.º 117/2013) (Vereador Nelson Alves Filho) “Cria o programa municipal de incentivo ao consumo de produtos orgânicos no âmbito do Município de Guarujá e dá outras providências.” MARIA ANTONIETA DE BRITO, Prefeita Municipal de Guarujá, faço saber que a Câmara Municipal decretou em Sessão Ordinária, realizada no dia 01 de outubro de 2013, e eu sanciono e promulgo o seguinte: Art. 1.º Fica instituído no âmbito do Município de Guarujá o Programa Municipal de Incentivo ao Consumo de Produtos Orgânicos. Art. 2.º Consideram-se produtos orgânicos, para os fins desta Lei, aqueles obtidos por meio de produção agropecuária em que se adotam técnicas específicas, mediante a otimização do uso dos recursos naturais e socioeconômicos disponíveis e o respeito à integridade cultural das comunidades rurais, tendo por objetivo a sustentabilidade econômica e ecológica, a maximização dos benefícios sociais, a minimização da dependência de energia não-renovável, empregando, sempre que possível, métodos culturais, biológicos e mecânicos, em contraposição ao uso de materiais sintéticos, a eliminação do uso de organismos geneticamente modificados e radiações ionizantes, em qualquer fase do processo de produção, processamento, armazenamento, distribuição e comercialização, e a proteção do meio ambiente. Art. 3.º O programa a que se refere esta Lei visa conscientizar a população sobre os benefícios do consumo de produtos orgânicos à saúde e ao meio ambiente, criando mecanismos que garantam o desenvolvimento sustentável do planeta, estabelecendo metas e cotas mínimas de utilização e comercialização de produtos originados da produção orgânica. Art. 4.º São objetivos do Programa Municipal de Incentivo ao Consumo de Produtos Orgânicos: I – A proibição de alimentos transgênicos na merenda escolar; II – Orientação aos estabelecimentos comerciais para instalação de gôndolas exclusivas para a venda de produtos orgânicos, conforme legislação específica; III – Incentivar por todos os meios a comercialização de produtos orgânicos aos mercados, mercearias e estabelecimentos congêneres, em especial nas feiras livres; IV – Desenvolvimento de ações sociais e educacionais no Município, realizando palestras e demonstrações práticas sobre os benefícios dos produtos orgânicos, a ser coordenada pela Secretaria do Meio Ambiente; V – Distribuição de cartilhas e outros materiais apropriados ressaltando a importância do consumo de produtos orgânicos, seus benefícios à saúde, bem como destacando os benefícios ambientais e sociais do método de produção empregado na obtenção desses produtos; VI – Incentivar a criação de entidade que promova a cultura, a plantação e o comércio de produtos orgânicos; VII – Aproveitar os espaços públicos ociosos e disponíveis para o plantio de produtos orgânicos, tais como hortaliças, legumes e outros, destinados ao consumo interno da Rede Pública Municipal. Art. 5.º As despesas decorrentes com a execução desta Lei ocorrerão por conta de verbas próprias, suplementadas se necessário. Art. 6.º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Prefeitura Municipal de Guarujá, em 24 de outubro de 2013. PREFEITA “SERIN”/rdl Proc. nº 32929/98/2013. Registrada no Livro Competente “GAB”, em 24.10.2013 Renata Disaró Lacerda Pront. nº 11.130, que a digitei e assino L E I N.º 4.056. (Projeto de Lei nº 125/2013) (Vereador Marcelo Squassoni) “Altera a Lei n.º 3.295, de 17 de janeiro de 2006, que institui disciplina e regulamenta as escolas de surf em praias do Município, dando nova redação aos dispositivos que enumera e dá outras providências.” MARIA ANTONIETA DE BRITO, Prefeita Municipal de Guarujá, faço saber que a Câmara Municipal decretou em Sessão Ordinária, realizada no dia 01 de outubro de 2013, e eu sanciono e promulgo o seguinte: Art. 1.º Os artigos 1.º e 2.º, a seguir enumerados, passam a vigorar com as seguintes alterações: “Art. 1.º Ficam instituídas Escolas de Surf e Stand Up Paddle nas praias do Município de Guarujá, que serão disciplinadas e regulamentadas pelas disposições desta Lei. Art. 2º - Somente serão concedidas licenças as Escolas de Surf e Stand Up Paddle filiadas à AESSG – Associação das Escolas de Surf e Stand Up Paddle do Guarujá, sendo 03 (três) para a Praia do Guaiuba, 02 (duas) para a Praia do Tombo, 03 (três) para a Praia do Astúrias, 06 (seis) para a Praia das Pitangueiras, 12 (doze) para a Praia da Enseada e 04 (quatro) para a Praia do Pernambuco, 02 (duas) Perequê, perfazendo um total de 32 (trinta e duas) Escolas. § 1.º Ficam instituídos pontos cegos para lecionar aulas de Surf e Stand Up Paddle nas praias Canto da Enseada, Condomínio São Pedro, Condomínio Iporanga, Condomínio Tijucopava e Praia Branca. § 2.º Fica expressamente proibida a montagem de estrutura nos pontos cegos (barracas e carrinhos).” Art. 2.º Os artigos 3.º, 4.º, a seguir enumerados, passam a vigorar com as seguintes alterações: “Art. 3.º Somente serão concedidas licenças as Escolas de Surf e Stand Up Paddle, que comprovarem possuir no mínimo 01 (um) Educador Físico ou Técnico de Surf provisionado, conforme qualificados nesta Lei. Art. 4.º Para a obtenção da licença de funcionamento para a Escola de Surf e Stand Up Paddle de que trata esta Lei, o Educador Físico e ou Técnico de Surf provisionado ficam obrigados a demonstrar que preenchem as seguintes condições: II - Apresentar atestado médico, comprovando que possui plena capacidade para exercer atividade no ensinamento da prática de surf. Parágrafo único. O alvará de licença e funcionamento expedido pela Prefeitura terá modelo próprio com fotografia do Professor ou técnico de surf provisionado, mencionando a praia para a qual obteve a respectiva autorização, em conformidade com o local aprovado pela Prefeitura Municipal.” Art. 3.º O artigo 5.º, a seguir enumerado, passa a vigorar com as seguintes alterações, acrescentado parágrafo único: “Art. 5.º Considerando a excepcionalidade e o caráter peculiar de cada situação, poderá cada Escola, através de Educador ou Técnico, devidamente licenciado exercer a atividade no ensinamento da prática de Surf e Stand Up Paddle, cumprindo os requisitos constantes no artigo 4.º e seus incisos. Parágrafo único. Caso ocorra a perda da licença, a escola perderá automaticamente a vaga, sendo a mesma intransferível.” Art. 4.º Os artigos 6.º, .7º, 8.º, 10, 11, 12, a seguir enumerados, passam a vigorar com as seguintes alterações: “Art. 6.º As Escolas funcionarão de segunda-feira à domingo, ininterruptamente, das 06:00 às 19:00 horas, ficando a critério do Educador Físico ou Técnico de Surf provisionado o horário que for mais conveniente. Art. 7.º As Escolas e seus respectivos Educadores Físicos e Técnicos de Surf deverão estar inscritos no CREF. Art. 8.º - Durante o horário das aulas de surf e Stand Up Paddle, para que se tenha total segurança entre os alunos e os banhistas, a escola deverá manter no local, Educadores Físicos e Técnicos de Surf provisionado, independente do nível dos alunos (iniciação, aprendizagem ou auto rendimento). Art. 10. Os Educadores Físicos e Técnicos de Surf provisionados, deverão comprovar a diplomação ou autorização concedida pelo Conselho Regional de Educação Física - CREF. Art. 11. Os Educadores Físicos e Técnicos de Surf provisionado deverão comprovar ter curso de salvamento marítimo reconhecido pelo Corpo de Bombeiros. Art. 12. Face à periculosidade da atividade, as Escolas de Surf e Stand Up Paddle, garantirão o máximo de segurança aos alunos, devendo para isso cumprir os seguintes procedimentos: IV – Verificar se no local da praia autorizada existe condições de tempo e maré para pratica das atividades, se não houver condições de segurança no mar, os alunos deverão ser informados e as aulas suspensas; V - Existência de material de salvamento e presença constante dos Educadores Físicos e Técnico de Surf provisionado, apitos e telefone móvel disponível para realizar ligações; VI - Os Educadores Físicos e Técnicos de Surf provisionado será legalmente responsáveis pela segurança dos alunos sob sua orientação durante as aulas, devendo verificar constantemente se as mesmas transcorrem em condições de segurança, e respondendo no caso de acidente por eventual negligência; Parágrafo único. Em caso de acidente com lesão corporal de natureza grave e ou causa morte, o titular da Escola responderá legalmente. Art. 5.º (VETADO). Art. 6.º (VETADO). Art. 7.º As despesas decorrentes da execução desta Lei correram por conta das dotações orçamentarias próprias, suplementares. Art. 8.º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Prefeitura Municipal de Guarujá, em 24 de outubro de 2013. PREFEITA “SERIN”/rdl Proc. nº 32930/98/2013. Registrada no Livro Competente “GAB”, em 24.10.2013 Renata Disaró Lacerda Pront. nº 11.130, que a digitei e assino DESPACHO Processo Administrativo n.º: 34053/942/2012 Pregão Presencial n.º 87/2013 Objeto: Registro de Preços para Aquisição de Insumos de Radiologia para atender a Secretaria Municipal de Saúde. I – Torno público o ato de adjudicação referente à licitação em epígrafe, nos termos dos elementos constantes do processo licitatório: Adjudicatária: CRISMED COMERCIAL HOSPITALAR LTDA. Item nº 1: R$ 37.500,00 (trinta e sete mil e quinhentos reais), Item nº 2: R$ 7.950,00 (sete mil novecentos e cinquenta reais), Item nº 3: R$ 13.000,00 (treze mil reais), Item nº 4: R$ 28.500,00 (vinte e oito mil e quinhentos reais), Item nº 5: R$ 64.000,00 (sessenta e quatro mil reais), Item nº 6: R$ 81.000,00 (oitenta e um mil reais), Item nº 7: R$ 84.000,00 (oitenta e quatro mil reais), Item nº 8: R$ 99.000,00 (noventa e nove mil reais). II – HOMOLOGO o Pregão Presencial nº 87/2013. III – Publique-se. Guarujá, 04 de Outubro de 2013. DANIEL SIMÕES DE CARVALHO COSTA
  13. 13. Diário Oficial GUARUJÁ quarta-feira 30 de outubro de 2013 SECRETÁRIO MUNICIPAL DE SAÚDE EXTRATO DE TERMO DE CONTRATO ADMINISTRATIVO CONTRATO ADMINISTRATIVO N° 148/2013 PRÉ QUALIFICAÇÃO Nº 001/2012 PROCESSO Nº 36007 / 125987 / 2011 CONTRATANTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE GUARUJÁ CONTRATADA: TERRACOM CONSTRUÇÕES LTDA OBJETO: SERVIÇOS DE MACRODRENAGEM DA BACIA DO RIO SANTO AMARO. O valor total deste contrato é de R$ 30.998.183,47 (trinta milhões, novecentos e noventa e oito mil, cento e oitenta e três reais e quarenta e sete centavos). Ficam fazendo parte integrante do presente contrato, o Edital de Pré Qualificação nº 001/2012, a proposta da CONTRATADA, memorial descritivo, especificações técnicas, orçamento detalhado e tabela de preços, constantes do processo administrativo nº 36007 / 125987 / 2011. VIGÊNCIA: a) Para início: 05 (cinco) dias a contar da data da emissão de ordem de início dos serviços. b) O prazo de execução deste objeto será de 18 (dezoito) meses. As despesas decorrentes do presente contrato correrão a conta dos recursos consignados no orçamento, conforme segue: Órgão: 25.01 Elemento de despesa: 4.4.90.51.91 Os recursos serão provenientes de convênio com o Governo Federal, através do Ministério das Cidades e Caixa Econômica Federal, com contrapartida do tesouro municipal. Os serviços ora contratados serão diretamente fiscalizados, em todas as suas fases, pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras, na forma prevista no artigo 67 da Lei Federal nº 8.666/93, que zelará pelo fiel cumprimento das obrigações assumidas pela CONTRATADA, nos termos referidos na cláusula anterior. Data de Assinatura: 25/10/2013. Atos oficiais secretarias municipais desenvolvimento e assistência social O CMAS - Conselho Municipal de Assistência Social vem por meio deste, convocar a todos os Conselheiros de Direito Titulares e Suplentes para participar da reunião Ordinária, no dia 30 de outubro de 2013, às 9 horas, na Sede do conselho sito à rua: Montenegro, nº 455, Centro, Casa dos Conselhos, com a seguinte pauta: • Relatos da Conferência Estadual; • Serviço de Proteção Básica; • Eleição do Secretário (a); • Assuntos gerais: Guarujá, 24 de outubro de 2013. Ângela Gandolfa Vice-presidente desenvolvimento econômico e portuário Edital 0025/2013 Os contribuintes cadastrados como comerciantes ambulantes abaixo relacionados, deverão comparecer à Ceacon no Cadastro Comercial, localizado à Av. Leomil nº 630, Centro, das 10 às 16 horas até o dia 31/10/13 (trinta e um de outubro de dois mil e treze), para regularização cadastral, O não atendimento no prazo estipulado acarretará o cancelamento da licença de acordo com a Lei Nº 1633/83 e o Código de posturas Municipal (Lei Complementar 044/98). Nome Abidias Gonçalves da Silva Adauto Onofre da Silva Aderlane Chaves Campos Matoso Adimilton Caldeira Santos CPF Área de Atuação 276.344.344-34 599.797.474-04 063.993.526-57 072.396.436-03 Praia da Enseada Praia do Guaiúba Praia de Pitangueiras Praia de Pitangueiras Adriana Francisco de Sena Batista Adriano de Oliveira Filho Adriano Medina de Andrade Adriano Peixoto da Silva Aglair Marcos Goes de Oliveira Ailton Alves de Oliveira Ailton Souza Silva Albali Gomes Alves Alexandra Ferreira dos Santos Miguel Alexandra Melo da Silva Alexandre Bruno Alexandre Felix de Sousa Alice Santos Oliveira Alvino José de Santana Filho Amanda de Jesus Martins Amaro Venicio Segundo Ana Cecília Santos Godeia Ana Claudia de Oliveira Ana Nascimento Freires Andrea Marcondes do Nascimento Ângela Aparecida dos Santos Antonieta Justino de Araujo Antonio Alves da Silva Antonio Alves dos Santos Antonio Marcos Pereira Monteiro Aparecida da Conceição Nascimento Aristeu Alves de Oliveira Aurelino Bispo de Souza Benis de Jesus dos Santos Carla das Graças Neves Carlos Alberto Santos Aires Carlos Eduardo Valente Gonçalves Carlos Henrique de Jesus Rocha Carmelita Maria Ferreira Célio Melo de Souza Cícero de Lima Claudia Benkler Claudio Roberto Costa do Nascimento Cleidson de Souza Baltazar Cleusa de Oliveira Cristiane Borges Barros Cristiano Souza Lopes Darci Batista da Silva Débora Alves Ambrosio Souto Denise Conceição da Silva Dijael Salvador da Silva Dina Oliveira do Nascimento Dorely Vargas de Oliveira Dulcilene de Jesus Bezerra Colins Edilaine Reinaldo da Silva Edinaldo Monteiro da Silva Edna Lucia Moreira de Oliveira Edneide Gonçalves Paulo dos Santos Edvaldo Santos da Silva Eliana Alves de Souza Eliana Bevilacqua Presta Monteiro Elias de Almeida Araújo Eliene Mendes Correia Elias de Jesus Azevedo Elisandro Leonardo Lemes de Castro Elke Fabiana dos Santos Elza Maria Guimarães Moreira Porte Emanuel Euzébio de Lima Emerson Douglas de Oliveira Lemos Esmeralda Nascimento Silva Espedito Eduardo Silva Gomes Espedito Eduardo Silva Gomes Fátima Aparecida Nascimento Passos Fátima Dinizia Correa Fátima dos Santos Oliveira Fernando Paulo Carvalho Francinaide Felix de Souza Dimas Francisco de Assis Lima de Miranda Francisco Farias Monteiro Francisco Pereira de Oliveira Germonica Ferreira dos Santos Gerson Farias da Silva Gilberto Dias de Oliveira Gilvam de Lima Maximo Gilvanete da Gloria Santos Givalda Santos Bastos Givanildo Djalma Pereira Idalina Maria de Santana Iraildes Alves de Araujo Israel Alves Ferreira Itamar Ramos da Silva 094.963.498-03 104.658.178-31 295.293.228-01 287.155.898-11 039.103.498-70 292.271.258-33 213.313.788-26 097.760.468-35 121.486.468-69 271.629.838-63 222.991.568-10 328.172.378-03 025.350.718-94 840.501.448-91 423.405.628-64 725.192.154-53 097.814.198-90 129.430.728-26 100.071.388-14 265.088.398-70 076.814.306-36 360.835.693-20 070.299.228-32 735.255.615-04 088.024.644-80 350.746.858-18 053.045.368-19 364.138.795-72 333.496.018-80 364.017.188.89 279.172.548-28 246.286.618-39 332.052.928-55 255.698.038-90 062.257.698-46 731.918.928-34 115.088.398-75 162.296.348-21 249.035.628-32 249.036.728-59 268.748.368-03 253.878.448-42 025.527.198-05 359.852.118-94 332.023.228-26 197.586.418-24 069.940.098-82 188.954.765-49 197.489.488-62 097.808.568-03 378.887.138-58 080.649.218-05 220.977.128-51 478.313.405-72 097.735.498-95 104.184.768-88 291.065.738-86 158.930.398-90 034.884.268-66 219.083.318-36 331.844.148-17 883.480.248-91 025.469.598-16 267.213.748-03 008.531.478-17 349.897.318-59 349.897.318-59 069.953.988-90 308.928.268-27 291.388.078-90 108.400.808-40 101.993.758-01 121.422.368-04 037.813.596-11 317.125.278-35 310.525.858-25 103.939.704-26 051.650.988-85 053.082.528-74 308.799.638-67 133.804.478.89 035.280.464-57 250.377.928-00 250.816.818-14 054.528.178-40 074.134.618-46 Praia de Pitangueiras Praia da Enseada Bairros – Vicente de Carvalho Praia da Enseada Praia da Enseada Bairros - Guarujá Bairros – Vicente de Carvalho Bairros – Vicente de Carvalho Praia da Enseada Bairros – Vicente de Carvalho Praia das Astúrias Bairros – Vicente de Carvalho Bairros - Guarujá Bairros – Vicente de Carvalho Praia da Enseada Praia das Astúrias Bairros – Vicente de Carvalho Praia do Guaiúba Praia da Enseada Bairros - Guarujá Praia da Enseada Bairros - Guarujá Bairros – Vicente de Carvalho Praia da Enseada Praia de Pitangueiras Praia de Pitangueiras Praia da Enseada Praia da Enseada Praia de Pernambuco Praia da Enseada Praia da Enseada Zona Central Guarujá Bairros – Vicente de Carvalho Bairros - Guarujá Praia da Enseada Praia do Guaiúba Praia das Astúrias Praia de Pitangueiras Bairros – Vicente de Carvalho Praia das Astúrias Praia da Enseada Praia da Enseada Praia das Astúrias Praia do Guaiúba Bairros – Vicente de Carvalho Praia de Pitangueiras Bairros – Vicente de Carvalho Praia da Enseada Praia de Pernambuco Praia de Pitangueiras Praia de Pitangueiras Zona Central Guarujá Praia de Pernambuco Praia da Enseada Bairros – Vicente de Carvalho Praia das Astúrias Praia da Enseada Praia da Enseada Bairros – Vicente de Carvalho Praia do Guaiúba Bairros – Vicente de Carvalho Bairros – Vicente de Carvalho Praia do Tombo Bairros – Vicente de Carvalho Bairros – Vicente de Carvalho Praia da Enseada Praia da Enseada Praia de Pitangueiras Bairros - Guarujá Praia da Enseada Bairros – Vicente de Carvalho Bairros – Vicente de Carvalho Praia da Enseada Praia de Pitangueiras Praia da Enseada Praia de Pernambuco Praia da Enseada Praia das Astúrias Praia da Enseada Praia da Enseada Praia da Enseada Praia de Pitangueiras Praia de Pitangueiras Bairros - Guarujá Praia de Pitangueiras Praia da Enseada Ivan Decio Oliveira Santos Ivanildo Henrique de Oliveira Ivanilson Jose dos Santos Ivonete da Silva Nascimento Ivonete Esteves de Jesus Izabel Lima da Encarnação Jairo de Jesus da Costa Jandira Silva Jandre Ferreira Viana Jane Márcia de Oliveira Neves Jaqueline Inácio de Jesus Gonçalves Jarbas Linhares da Costa Jefferson Cesar de Menezes Jhonatan Souza Santos Joana Joseny Rodrigues Cavalcanti João Aleixo dos Santos João Batista Barreto da Silva João Batista de Oliveira Moraes João Carlos de Souza Moreira João Cristino de Santana João de Deus da Silva João Pedro de Macedo Joaquim Augusto Souto Joel Domingos da Silva Jonas Monteiro Salles Filho José Alves dos Anjos José Barbosa da Silva José Claudio Ferreira de Lima José do Patrocínio José Everaldo Justino José Fernandes Correia José Fernando Alves dos Santos José Maria Ferreira de Souza José Maria Lopes Carvalho José Mauro de Jesus José Mendes de Almeida José Pereira Gomes José Raimundo da Silva José Theodolino de Barros José Valdo Alves dos Anjos José Valter de Jesus Ferreira Josefa Rodrigues dos Santos Souza Josenildo José Ribeiro Jucicleide da Conceição Gomes Julia Maria da Conceição Julio Cesar Guissoni Julio da Silva Neres Junior de Almeida Silva Jurandi Paiva dos Santos Jurema Rodrigues Moraes Juscelane Santos de Sousa Jusevaldo Raimundo da Silva Juvenal Dias de Souza Karina Leite Anterio Kátia Rosangela Rodrigues Peixoto Lazaro Monteiro Dantas Leilane Gonçalves Santos Leonor de Souza Paiva Lidimarco Barreto Jardim Lindomar Monteiro da Silva Luana Batista da Camara Bartoloto Luiz Carlos Alexandre da Silva Luiz Tarquino de Oliveira Manoel Itamar Brandão Manoel Messias dos Santos Marcelle Santos Moura Marcilene da Rocha Miranda Marcio Braz de Oliveira Marcos Antonio Mesquita Bispo Marcos Aurélio Borba Prado Marcus Antonio Pereira Pontes Maria Angélica da Silva Soares Maria Aparecida Cicconi Bianch Maria Cristina Vieira de Andrade Maria da Cruz Costa dos Santos Maria da Paz Vitorino e Silva Maria das Graças de Santana Cardoso Maria das Graças Silva Reis Maria de Jesus Sousa Maria do Rosário de Freitas Costa Maria do Socorro Couto Maria do Socorro de Jesus Maria dos Navegantes Barroso de Almeida Maria Edineide Souza Santos Maria Elizabeth Teixeira Maria Francinete de Lima 013.370.718-03 908.362.194-49 998.583.475-53 429.664.183-20 070.013.498-01 313.204.318-44 222.914.708-09 108.506.068-37 232.360.458.92 014.957.656-01 090.980.598-99 057.668.164-48 255.128.328-08 388.217.438-29 947.710.304-72 342.900.288-53 040.483.468-06 340.222.208-64 133.783.438-69 653.440.815-53 728.726.834-53 681.895.408-15 018.015.048-06 800.476.298-00 037.339.258-31 005.119.468-64 064.926.678-16 042.270.598-52 025.525.228-58 002.466.508-85 087.351.454-80 018.026.728-00 070.304.948-81 138.734.198-74 800.278.578-91 058.929.048-73 052.007.978-70 301.426.598-51 782.442.938-53 169.596.178-12 252.332.938-70 070.304.268-86 162.377.278-84 043.591.288-78 058.182.428-89 082.924.087-03 254.697.248-08 366.972.848-11 801.284.408-72 252.000.188-70 401.421.325-00 258.064.978-60 051.986.208-23 282.988.318-70 213.551.798-40 311.045.428-97 342.905.348-05 269.154.688-89 309.968.318-35 386.007.298-66 227.069.578-08 085.998.678-06 294.587.904-25 098.026.808-77 265.964.905-72 339..466.018-04 260.796.738-43 331.012.958-66 277.315.668-46 029.167.368-67 759.470.134-87 052.021.888-46 084.321.168-74 779.843.235-34 307.856.998-56 070.064.938-70 732.389.294-53 097.808.678-30 446.256.853-20 097.771.408-00 121.420.338-81 649.188.318-34 304.188.758-47 134.008.658-18 130.492.968-01 197.657.188-02 13 Bairros - Guarujá Praia do Tombo Bairros – Vicente de Carvalho Bairros – Vicente de Carvalho Bairros – Vicente de Carvalho Praia de Pitangueiras Bairros - Guarujá Praia de Pernambuco Praia da Enseada Praia da Enseada Praia do Tombo Praia da Enseada Praia da Enseada Praia da Enseada Praia da Enseada Praia das Astúrias Praia da Enseada Praia de Pitangueiras Praia do Guaiúba Bairros - Guarujá Bairros - Guarujá Praia de Pernambuco Praia do Guaiúba Praia da Enseada Praia de Pitangueiras Praia da Enseada Praia de Pitangueiras Bairros – Vicente de Carvalho Praia de Pernambuco Praia do Guaiúba Praia de Pernambuco Praia da Enseada Bairros - Guarujá Praia da Enseada Bairros – Vicente de Carvalho Praia de Pitangueiras Bairro - Guarujá Praia das Astúrias Ferry-Boat - Santos Praia da Enseada Praia de Pitangueiras Praia da Enseada Bairros - Guarujá Praia da Enseada Ferry-Boat - Santos Praia de Pitangueiras Praia das Astúrias Praia das Astúrias Praia da Enseada Bairros - Guarujá Praia de Pernambuco Praia das Astúrias Praia de Pitangueiras Praia da Enseada Praia das Astúrias Praia da Enseada Bairros – Vicente de Carvalho Praia da Enseada Praia da Enseada Praia da Enseada Zona Central Guarujá Praia da Enseada Praia de Pernambuco Praia de Pitangueiras Praia da Enseada Bairro – Guarujá Praia do Tombo Praia de Pitangueiras Bairros – Guarujá Praia do Tombo Bairros - Guarujá Bairros - Guarujá Praia de Pitangueiras Praia da Enseada Praia da Enseada Praia da Enseada Praia da Enseada Praia de Pitangueiras Praia da Enseada Praia da Enseada Praia da Enseada Praia de Pernambuco Bairros – Vicente de Carvalho Praia da Enseada Praia das Astúrias Praia da Enseada
  14. 14. 14 Diário Oficial GUARUJÁ quarta-feira 30 de outubro de 2013 Maria Geilsa Santos Maria Jose de Abreu dos Santos Maria Jose Santos da Silva Maria Josiene dos Santos Maria Lucia da Silva Soares Maria Lucia Rodrigues da Silva Maria Luciane de Oliveira Matos dos Santos Maria Talma da Silva Maria Virginia da Silva Maciel Marileide dos Anjos Gomes Marines Felipe da Silva Marli Aparecida Ruivo de Araujo Martinho Alves de Freitas Mauricio Gomes da Silva Mauro Lira de Amorim Milton Rodrigues de Moraes Moacir Carlos do Nascimento Monica dos Santos Carneiro Norma Lucia dos Santos Ondina Farias Batista Orlando Leite da Silva Otaciano Borges da Silva Patrícia Ferreira Fuzzi dos Santos Patrícia Rueda da Costa Paulo Cesar da Silva Paulo Rodrigues Silva Peterson Gomes da Cunha Pureza de Oliveira Miranda Railton Barbosa Ferreira Regiane dos Santos Vilela Regina Célia dos Santos Reginaldo Rodrigues da Silva Renata Augusta Pereira Belém Renato Alves da Silva Reni Aparecida Coelho Renilda Domingos da Costa Ricardo dos Santos Alves Rita de Cássia Ferreira Passos Rita dos Santos Nascimento Roberto Almeida da Costa Rogério Mackevicius Rosa Maria Fernandes Castro Rosangela da Silva Rosangela de Souza Moreira Rosangela Satyro Neves Rosangela Soares Rosenilda Silva de Araujo Rozane Maria Amaro dos Santos Sandra Alves dos Santos Sandra Mary de Andrade de Oliveira Gonçalves Sandra Regina dos Santos Sergio Melo de Souza Severina Monteiro dos Santos Severino de Lima Soares Severino Messias dos Santos Silvana Borcas de Aguiar Silvania dos Santos Simone da Silva Dias Solange Silva de Andrade Sonia Aparecida Zonta Sonia de Assis Franca Sonia Guimarães de Melo Aires Sueli Carlos dos Santos Suzi Oliveira do Nascimento Tarciana Monteiro de Araujo Tereza Ribeiro da Silva Terezinha de Souza Melo Tiago de Oliveira Ormelezi Ferreira Urias Sampaio Farias Valdeci Cardoso da Silva Valdemir Calazans de Moraes Valdemir Medeiros Junior Valdimiro Costa de Sousa Valdinei Donizeti Candida Valdir Pereira de Almeida Valdivino da Rocha Meireles Valeria Maria da Silva Vanderlei Ribeiro Costa Vanderly Xavier de Araujo Vânia Pereira Vera Regina dos Santos Leite Verônica Franco de Oliveira Souza Wellington Barros Delgado Zildene Neves da Rocha Zuleide Maria da Silva Gonçalo 457.349.335-20 018.263.788-39 162.372.968-83 712.035.325-04 676.461.074-68 877.626.418-15 353.136.505-30 058.233.358-06 024.418.568-98 271.764.758-90 058.175.658-46 005.111.698-76 623.759.118-49 373.087.788-78 087.088.398-40 800.181.498-04 017.980.368-94 284.004.048-40 089.145.828-09 053.094.298-40 018.439.958-08 044.964.094-96 299.578.468-17 300.366.628-28 787.877.424-20 619.137.238-87 217.077.508-07 005.122.478-03 624.119.005-97 346.487.458-33 247.167.608-12 021.954.764-51 162.355.838-77 306.585.898-30 041.073.328-88 808.439.481-91 322.436.438-63 070.203.248-43 054.479.608-00 878.554.101-04 251.933.328-62 017.984.558-62 094.130.937-17 097.830.158-77 097.811.118-44 162.315.758-70 130.512.268-23 270.043.254-15 295.543.858-89 133.558.298-38 070.924.088-06 058.156.668-82 094.785.088-06 133.628.248-70 192.860.208-80 133.991.668-18 158.987.248-77 108.343.498-50 932.033.574-53 644.352.619-87 293.402.088-62 080.572.188-60 189.647.678-37 382.427.008-00 051.727.784-03 275.269.368-07 045.466.338-23 351.712.468-07 282.059.788-24 189.890.628-96 942.980.418-91 264.685.848-50 762.841.078-20 025.460.808-65 888.411.206-06 594.725.966-49 389.084.668-86 169.630.948-45 090.745.914-50 220.481.078-93 199.329.248-90 361.234.258-46 381.871.008-26 781.190.735-68 199.360.318-22 Praia da Enseada Praia das Astúrias Praia da Enseada Praia da Enseada Praia da Enseada Praia da Enseada Praia das Astúrias Praia da Enseada Praia da Enseada Praia da Enseada Praia de Pernambuco Praia da Enseada Praia de Pitangueiras Praia de Pitangueiras Praia do Guaiúba Praia de Pitangueiras Praia de Pitangueiras Bairros - Guarujá Bairros - Guarujá Praia da Enseada Ferry-Boat - Santos Praia da Enseada Praia de Pitangueiras Praia de Pernambuco Praia da Enseada Praia da Enseada Praia da Enseada Praia de Pernambuco Praia da Enseada Bairros - Guarujá Bairros – Vicente de Carvalho Bairros - Guarujá Zona Central Guarujá Praia de Pitangueiras Bairros - Guarujá Praia da Enseada Praia de Pitangueiras Bairros - Guarujá Praia da Enseada Praia das Astúrias Praia de Pernambuco Praia de Pitangueiras Praia de Pitangueiras Praia do Guaiúba Praia da Enseada Praia de Pitangueiras Praia da Enseada Zona Central Guarujá Praia da Enseada Bairros - Guarujá Praia de Pitangueiras Praia da Enseada Praia da Enseada Praia da Enseada Praia do Tombo Praia da Enseada Praia de Pitangueiras Praia do Guaiúba Praia da Enseada Praia de Pernambuco Bairros – Vicente de Carvalho Praia da Enseada Praia da Enseada Praia das Astúrias Praia de Pernambuco Bairros – Vicente de Carvalho Bairros – Vicente de Carvalho Praia da Enseada Estação das Barcas Praia da Enseada Praia da Enseada Estação das Barcas Praia da Enseada Praia da Enseada Praia de Pernambuco Praia de Pitangueiras Praia de Pitangueiras Praia da Enseada Praia da Enseada Praia de Pitangueiras Estação das Barcas Bairros – Vicente de Carvalho Praia da Enseada Praia de Pitangueiras Praia da Enseada Adílson Luiz de Jesus Secretário de Desenvolvimento Econômico e Portuário Luiz Carlos Pacheco Diretor de Desenvolvimento do Comércio, Serviços e Indústria Edital 0030/2013 Os contribuintes cadastrados como comerciantes ambulantes abaixo relacionados, deverão comparecer à Ceacon no Cadastro Comercial, localizado à Av. Leomil nº 630, Centro, das 10 às 16 horas até o dia 31/10/13 (trinta e um de outubro de dois mil e treze), para regularização cadastral. O não atendimento no prazo estipulado acarretará o cancelamento da licença de acordo com a Lei nº 1633/83 e o Código de posturas Municipal (Lei Complementar 044/98). Box – ESTAÇÃO DAS BARCAS CPF Adalton Pereira 082.766.748-52 Josivaldo dos Santos Silva 052.472.758-96 Laurinaldo Batista dos Santos 002.446.918-19 Localização Box A -12 Box A-22 Box B-05 Box - FRANCISCO FIGUEIREDO Nome CPF Bruno Fernando Rodrigues de Melo 349.350.718-69 Celia Maria Lucinda da Silva 225.912.144-68 Claudionor Neres 532.430.215-53 Cleide dos Santos Neris de Melo 070.283.528-54 Marcelo Amaro Dias 248.274.338-95 Marcio Fabiano dos Anjos Souza 279.071.648-00 Maria Aparecida de Franca 731.893.248-91 Maria de Lourdes Silva Segunda 108.395.748-19 Maria Edna da Cruz Guimaraes 541.031.185-04 Maria Francisca dos Santos Neris 041.686.428-79 Maria Madalena dos Santos 273.757.145-68 Pedro Henrique de Vasconcelos Lopes 305.746.548-01 Samuel Macedo dos Santos 697.307.335-20 Sebastiana Franca dos Santos 062.190.248-93 Sergio Aparecido de Barros 070.236.748-61 Vera Lucia Goncalves 421.359.077-15 Localização Box 066 Box 011 Box 050 Box 068 Box 079 Box 070 Box 023 Box 048 Box 072 Box 059 Box 080 Box 069 Box 073 Box 017 Box 030 Box 007 Nome EVENTUAIS - BAIRROS – GUARUJÁ Nome CPF Artides Esthephanio de Souza Neto Daniela do Nascimento Luiz Alexandre da Silva Marcos Roberto do Nascimento Reis 035.065.889-74 297.106.308-90 022.980.178-16 094.903.488-64 EVENTUAL EVENTUAL EVENTUAL EVENTUAL EVENTUAIS - BAIRROS – VICENTE DE CARVALHO Nome CPF Ademir de Souza Nixdorf Benedito Lopes Diniz Elias Domingos da Silva Erberte Marques de Souza Jean Francisco dos Santos Joao de Abreu Cavalcante Juliana Maria Dias Luciana Carlos dos Santos Ferreira Maria da Conceição A. Menezes de Paula Marinalva Bezerra de Barros Vicente Antonio de Souza Zuleide Fernandes da Silva 782.356.348-72 711.236.448-53 001.621.058-19 807.026.788-72 147.248.898-96 278.807.488.30 335.023.458-56 292.198.618-36 043.442.778-05 636.512.974-20 841.582.638-91 101.237.648-66 EVENTUAIS - PRAIA DA ENSEADA Nome CPF Antonio Anchieta Alves Ferreira 690.587.924-04 Antonio Lima de Azevedo 792.589.484-91 Edmilson Alves Coelho 655.207.185-04 Francimar Clara Alves Felipe 323.895.148-39 Geilson Damiao da Silva 010.666.974-50 Gildasio Manoel Alves 250.713.048-21 Joao Marcelo Gomes da Rocha 049.123.386-80 Jocelia Ramos Basilio 345.355.228-80 Jose Ivan Marques de Carvalho 028.930.014-24 Jose Rogerio Isidro de Lima 301.855.588-01 Luciana Alves Barbosa 306.665.068-50 Murilo Gomes Peixoto 247.230.498-60 Nail Francisca da Costa 342.876.618-00 Pedro Jose de Sousa 266.985.013-87 Rubem Bispo de Jesus 480.460.865-68 Tereza Cristina Ferreira da Silva 101.974.088-42 EVENTUAIS EMPRESAS EVENTUAL EVENTUAL EVENTUAL EVENTUAL EVENTUAL EVENTUAL EVENTUAL EVENTUAL EVENTUAL EVENTUAL EVENTUAL EVENTUAL EVENTUAL EVENTUAL EVENTUAL EVENTUAL EVENTUAL EVENTUAL EVENTUAL EVENTUAL EVENTUAL EVENTUAL EVENTUAL EVENTUAL EVENTUAL EVENTUAL EVENTUAL EVENTUAL Nome CNPJ Edil Gomes EPP Enseada Distribuidora de Sorvetes e Alimentos LTDA 09.239.923/0001-75 Evanilto Vieira Matos EPP Área de Atuação Praia de Pitangueiras Praia de Pitangueiras Praia de Pitangueiras Praia de Pitangueiras Bairros – Vicente de Carvalho 15.323.651/0001-90 04.588.549/0001-08 Gerbasi Comercio de Sorvetes LTDA ME 16.434.258/0001-36 Israel da Silva 12.196.811/0001-99 FEIRA DE ARTESANTO - PRAIA DE PITANGUEIRAS Nome CPF Localização Andre Luis Pinto Abad 176.465.008-52 Box 45 Benedito Barboza da Silva 237.389.362-20 Box 17 Carmen Andreo Borges 192.860.978-32 Box 71 Elfrieda Blombach 053.479.558-72 Box 78 Elton Charles dos Santos Silva 346.516.418-06 Box 30 Gerson da Silva Constancio Junior 206.093.258-09 Box 62 Luzia Pereira de Almeida Souza 245.744.938-36 Box 54 Maria Jose Clemente Almeida 084.562.668-09 Box 09 Maria Regina Matias da Silva 268.174.378-81 Box 67 Mariza Andreo Villela 086.969.948-25 Box 61 Neusa Silva de Oliveira 098.034.728-95 Box 63 Olegario Faustino dos Santos Filho 512.346.708-44 Box 07 Rosa Maria Gomes de Carvalho Bueno 060.588.288-64 Box 44 Salma Mohamad Hammoud 162.270.958-69 Box 31 Samuel de Oliveira Diniz 094.569.778-38 Box 60 FEIRA DE ARTESANTO - PRAIA DAS ASTÚRIAS Nome CPF Localização Alexon Helio Eufrasio Martins 307.635.188-59 Box 62 Debora Ferreira Masson 309.605.498-38 Box 20 Elizabeth Gomes Miranda 306.133.718-01 Box 57 Lucineide dos Santos Fonseca 090.027.628-28 Box 39 Marina Takiuti Capelossi 261.737.808-01 Box 51 Richard Miller da Silva Tibirica 261.280.578-88 Box 28 Vera Lucia Fernandes de Souza 088.768.078-02 Box 61 PLACAS - PRAIA DE PITANGUEIRAS Nome CPF Alenda Araujo de Freitas 373.486.408-93 Antonio Eugenio de Lima 143.429.638-50 Antonio Francisco de Melo 129.465.858-16 Antonio Petronilio de Almeida Silva 270.748.463-68 Auxiliadora Maria Cordeiro da Costa 197.559.328-60 Carlos Alberto de Castro 053.040.008-11 Cicero Candido de Moraes 476.622.204-00 Eliano Avelino dos Santos 250.158.068-09 Everaldo Lopes da Silva 667.709.715-34 Francisca de Miranda Morais 018.260.378-45 Francisco das Chagas Melo 412.204.553-34 Isabel Rosa dos Santos 087.765.788-28 Josa Sulino da Rocha 288.973.438-21 Luciano Pinheiro da Silva 188.600.388-20 Marcio de Jesus Ferreira 169.566.738-78 Maria Aparecida da Silva 984.133.844-00 Maria de Fatima de Jesus 159.184.388-07 Maria Ferreira Sebastiao 029.703.298-40 Maria Gracivalda Alves de Jesus Melo 397.265.923-72 Marlene Conrado de Souza 121.424.448-30 Milton Rodrigues Barreto 349.449.078-34 Reginalda Tomas Barreto 130.564.088-81 Regino Aparecido Peixoto 009.051.178-67 Simone Cunha de Lima 220.289.808-50 Sirlene de Oliveira Serafim 303.992.058-88 Suelio Farias Monteiro 330.364.788-76 Vanderley Americo de Araujo 134.050.828-11 Vanessa Patricia Pereira Motozo 100.433.036-76 Zilda Teodoro Leopoldino 087.585.058-81 Nome Abilio Novais Enedina Pires da Silva PLACAS - BAIRROS – GUARUJA CPF 188.171.065-34 199.361.618-74 Localização Placa 409 Placa 550 Placa 398 Placa 471 Placa 313 Placa 295 Placa 481 Placa 499 Placa 420 Placa 451 Placa 504 Placa 378 Placa 533 Placa 323 Placa 567 Placa 309 Placa 357 Placa 554 Placa 521 Placa 335 Placa 518 Placa 396 Placa 468 Placa 474 Placa 342 Placa 450 Placa 488 Placa 532 Placa 356 Localização Placa 1153 Placa 1185 PLACAS - BAIRROS - VICENTE DE CARVALHO Nome CPF Localização Antonio Luiz de Souza 085.613.228-45 Placa 1204 Armando Cordeiro da Costa 039.844.078-66 Placa 1211 PLACAS - PRAIA DAS ASTÚRIAS

×