Aula saude do trabalhador 15 agosto_11

8,916 views
8,599 views

Published on

0 Comments
4 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
8,916
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
362
Comments
0
Likes
4
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Aula saude do trabalhador 15 agosto_11

  1. 1. CENTRO UNIVERSITÁRIO NILTON LINSCURSO: MEDICINA DISCIPLINA: SAÚDE COLETIVA II – SAÚDE DO TRABALHADOR •SAÚDE DO TRABALHADOR •RESENHA Profa. M.Sc Maria das Graças Gomes Saraiva E-mail: gracasaraiva@fmt.am.gov.br
  2. 2. AvaliaçõesAvaliações teórico-prática•Seminários, provas, resenha, visita técnica e relatório, e• Outros trabalhos (dinâmica de grupo, leitura/discussãoe resumo).As avaliações dos alunos serão baseadas nascompetências, habilidades e conteúdoprogramático
  3. 3. AvaliaçãoPrimeira avaliaçãoResenha, exercícios avaliativos e prova (50%objetiva e 50% discursiva)Segunda avaliaçãoseminário, exercícios avaliativos e prova (50%objetiva e 50% discursiva)Terceira avaliação visita técnica e elaboração de relatório,exercícios avaliativos e prova objetiva(100%) 3
  4. 4. Termo Saúde do TrabalhadorCampo do Saber que visa compreender asrelações entre o trabalho e o processo saúdedoençaO modo de inserção dos homens, mulheres ecrianças nos espaços de trabalho vai contribuirpara as formas de específicas de adoecer e demorrer Programa Saúde da Família Caderno de Atenção Básica número 5 Saúde do Trabalhador / MS/ 2002
  5. 5. http://dtr2001.saude.gov.br/editora/produtos/livros/genero/s00ghttp://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/06_0442_M.pdf 5
  6. 6. Os trabalhadores são sujeitos e partícipesdas ações de saúde que incluem:•Estudo da condição de trabalho•Identificação de mecanismos de intervençãotécnica para sua melhoria•Adequação e controle dos serviçosde saúde prestados
  7. 7. Nas condições de prática socialas ações de saúde do trabalhador apresentamdimensões sociais – políticas – técnicasindissóciáveis 7
  8. 8. SAÚDE DO TRABALHADORPOLÍTICA de Saúde do TrabalhadorDesenhado após a promulgação da ConstituiçãoFederal de 1988
  9. 9. Saúde do trabaladorconstitui uma área da Saúde PúblicaTendo como objeto de estudo e intervençãoRELAÇÕES DE TRABALHO 9
  10. 10. Objetivos Promoção e proteção a Saúde do Trabalhador•desenvolvimento de ações de vigilância dos riscos presentes nos ambientes•condições de trabalho•agravos à saúde do trabalhador 10
  11. 11. Objetivos•organização e prestação de assistência aosTrabalhadores•compreendendo procedimentos:diagnóstico – tratamento – reabilitação de forma integrada no 11
  12. 12. Trabalhadores•Assalariados•Domésticos•Avulsos•Agrícolas•Autônomos•Servidores públicos•Cooperativados e empregadores•Proprietários de micro e pequenas unidades deprodução 12
  13. 13. Outros trabalhadores• Pessoas com atividades não remuneradas,que habitualmente ajudam membros da unidadedomiciliar que tem atividade econômica•Aqueles temporários ou afastados definitivamentedo mercados de trabalho por doença, aposentadoriaou desempregados•Aprendizes, e•Estagiários 13
  14. 14. Determinantes da saúde do trabalhador•Condicionantessociais – econômicos – tecnológicos – osorganizacionais responsáveis pela condição devida, efatores de risco ocupacionais:físicos – químicos – biológicos - mecânicos e osdecorrentes da organização laboral, presentes nosprocessos de trabalho
  15. 15. Por tanto,A saúde do trabalhador tem como foco mudanças nos processos de trabalho que complementamas relaçõessaúde-trabalho em toda a sua complexidadePor meio de atuação• multiprofissional – interdisciplinar – intersetorial 15
  16. 16. Na condições de prática socialas ações de saúde do trabalhador apresentamdimensões sociais – políticas – técnicasindissóciáveis 16
  17. 17. Como consequência esse campo de atuaçãotem interfaces com: sistema produtivo e geração da riqueza nacional formação e preparo e preparo da força de trabalhoquestões ambientais e seguridade social 17
  18. 18. “ as ações de saúde do trabalhador devemestar integradas com as de saúde ambiental,uma vez que os riscos gerados nos processosprodutivos podem afetar, também, o meioambiente e a população em geral”
  19. 19. Políticas de governo para a saúde dotrabalhadorDevem definir as atribuições e competênciasdos diversos setores envolvidos incluindopolíticas:econômica – indústria e comércio agricultura-ciência e tecnologia, trabalho e previdênciasocial – meio ambiente – educação – justiça,entre outras 19
  20. 20. Devem estar articuladasEstruturas organizadas da sociedade civil,através•formas de atuação sistemáticas e organizadasque resultem na garantia de condições detrabalho dignas – seguras – saudáveis para todos ostrabalhadores 20
  21. 21. SAÚDE DO TRABALHADOR•Artigo 196“ a saúde é um direito de todos e deverdo Estado garantido mediante políticassociais econômicas que visem a redução dorisco da doença e de outros agravos e oacesso universal e igualitário às ações eserviços para sua promoção, proteção erecuperação”
  22. 22. SAÚDE DO TRABALHADORLEI ORGÂNICA DA SAÚDE 8.080/90•Artigo 6 “ ... saúde do trabalhador comoum conjunto de atividades que se destina,por meio de ações de vigilânciaepidemiológica e sanitária, a promoção eproteção da Saúde do Trabalhador,assim como visa à recuperação e a reabilitação dos trabalhadoressubmetidos aos riscos e agravosadvindos das condições de trabalho ”
  23. 23. SAÚDE DO TRABALHADORPortaria 1679Institui a Rede Nacional de Atenção Integrala Saúde do Trabalhador•Com articulação entre:Ministério da SaúdeSecretaria de Saúde dos EstadosSecretarias Municipais de Saúde
  24. 24. SAÚDE DO TRABALHADOR• Cria os Centros de Referência em Saúde doTrabalhadorTem como objeto• o estudo e intervenção nas relações entretrabalho e saúde
  25. 25. SAÚDE DO TRABALHADORCentros de Referência em Saúde doTrabalhadorTem como objetivo:• realizar a prevenção, a promoção e arecuperação da Saúde do Trabalhadorurbano ou rural, do setor formal ouinformal de trabalho
  26. 26. SAÚDE DO TRABALHADORDois Centros de Referências Regionais•Manaus•TeféAtribuições Implementar a política desaúde nos municípios pactuados noplano aprovado nas instâncias legaisquando da habilitação do CerestPortaria 387/MS de 12/12/2003 –habilitação do Cerest
  27. 27. ROTEIRO PARA RESENHA 27
  28. 28. • Título da RESENHA• Referências Bibliográficas do texto resenhado• Síntese das principais idéias do texto• Discussão e análise do conteúdo do texto: deverá comparar o conteúdo do texto resenhado e emitir juízo crítico 28
  29. 29. • Síntese de informações sobre curriculum do(s) autor(es) e obras mais importantes do(s) autor(es) do texto resenhado• Listar Referências Bibliográficas completas, conforme norma da ABNT• Três laudas• Entregar no dia 29/08/2011 – Vale 8,0• Entrega posterior a esta data – Vale 7,0 29
  30. 30. Obrigada ! Bom almoço! 30

×